WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




alba



bahiagas





novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

editorias






:: ‘Mariana Alcântara’

SUBSTITUIÇÃO SÓ EM JULHO

A Secretaria de Comunicação Social de Itabuna (Secom) enviou nota ao PIMENTA esclarecendo que o vereador César Brandão foi apresentado ao prefeito Claudevane Leite pela secretária de Administração, Mariana Alcântara, como seu possível substituto na Pasta, enquanto ela estiver em licença maternidade.

Ainda de acordo com nota da Secom, o nome do vereador e líder do Governo na Câmara foi referendado pelo PPS, porém aguarda definição do prefeito Claudevane Leite. Independente de quem for escolhido, a mudança só deve ocorrer em julho.

ALDENES DEFENDE VANE E DIZ QUE “SETORES DO GOVERNO” FORAM DERROTADOS

Aldenes meira reeleito 2O presidente reeleito da Câmara Municipal de Itabuna, Aldenes Meira (PCdoB), avaliou que a sua vitória ontem (30) não representou derrota para o prefeito Claudevane Leite. “Sou da base aliada”, observa.

Apesar de afirmar que nem o prefeito nem o governo perderam, o vereador citou o controlador do município, Oton Matos, o secretário da Fazenda, Marcos Cerqueira, e o chefe de gabinete do prefeito, Silas Alves, como derrotados.

O trio, apoiado por José Trindade, secretário da Assistência Social, trabalhou para o adversário de Aldenes na disputa, Ruy Machado (PTB).

O vereador também disse o que foi importante para reverter o resultado ontem e citou prioridades para o novo mandato. Confira entrevista ao PIMENTA, ontem.

Confira

BLOG PIMENTA – A outra chapa expôs apoios e revelava ter 12 dos 21 votos. O que foi decisivo para que você revertesse o quadro e ganhasse a eleição?

ALDENES MEIRA – A chapa encabeçada por Ruy Machado bradava a todo tempo que tinha o apoio do prefeito Vane. Isso pressionava alguns vereadores. Porém, o prefeito ficou isento no processo. Tivemos conversas com Vane e em nenhum momento ele declarou apoio a nenhum dos candidatos. Ele sempre achou e em suas falas sempre diz que o legislativo deve ser independente.

PIMENTA – Mas, na prática, foi desta forma?

ALDENES – Claro que setores do governo apoiaram a minha chapa e outros apoiaram a chapa de Ruy. Foi até bom para o governo por ter gente nos dois lados.

PIMENTA – Como foi essa “divisão” de apoios?

ALDENES – Claramente, víamos que o controlador Oton Matos, o secretário Marquinhos [Marcos Cerqueira, da Fazenda], o chefe de Gabinete, Silas Alves, e o [secretário de Assistência Social, José] Trindade, tendiam para a chapa de Ruy. Mas, em contrapartida, Giorlando Lima e Wenceslau Júnior me apoiaram e Mariana Alcântara, em que pese o PPS estar na outra chapa, me ajudou, era simpática à nossa candidatura. Então, dentro do Executivo, houve isso. A nossa vitória é o que o legislativo quis, preferiu o nome da gente.

PIMENTA – O resultado foi visto como derrota do prefeito, porque a articulação do governo puxou votos para Ruy Machado. O senhor também entende assim?

ALDENES – Não. Se eu sou da base aliada, como é que foi uma derrota para o governo?

PIMENTA – Mas o núcleo político não trabalhou pelo seu nome.

ALDENES – É, mas houve articulação por mim. Tanto é que nós ganhamos. O meu partido também trabalhou para que ganhássemos, o meu partido é do governo. Então, não encaro como derrota do prefeito Vane nem do governo. Agora, sim, é uma derrota de setores do governo que trabalharam contra.

______________aldenes entrevista

Oton botou o bedelho dele, tirou vereadores do meu grupo para o outro, prometendo coisas. Acho que ele é o derrotado.

______________

 

PIMENTA – Quais setores?

ALDENES – Oton foi derrotado nesse processo, botou o bedelho dele, tirou vereadores do meu grupo para o outro, prometendo coisas. Acho que ele é o derrotado.

PIMENTA – E quanto ao PCdoB?

ALDENES – Discutimos qual o melhor caminho e, quando definimos que era o meu nome, o partido me deu apoio o tempo todo. O vereador Jairo [Araújo], que é presidente do meu partido, articulou para obtermos essa vitória.

PIMENTA – Quais as prioridades para o novo mandato?

ALDENES – Primeiramente, dar continuidade ao trabalho de transparência e isonomia e tratar o legislativo dentro do espírito republicano. No dia 9, abriremos envelopes com as propostas das empresas para realizar o concurso público. Outra prioridade é a construção da sede própria da Câmara. Vamos ao BNDES em busca de recursos para esta obra, já que o volume de repasse do duodécimo não comporta essa demanda. No mais, vamos continuar tocando o legislativo com independência e democracia.

PIMENTA – O prédio será construído mesmo na Princesa Isabel?

ALDENES – A gente terá que fazer estudo de local, mas, provavelmente, será o mesmo. A Secretaria de Meio Ambiente queria uma permuta de espaço para anexar ali a um suposto parque municipal. Estamos discutindo, mas, a priori, o espaço será aquele. Aí é conseguir o recursos para financiar a obra.

PORQUE MARIANA PODE CAIR

Mariana Alcântara, secretária de Administração de Itabuna, pode deixar a Pasta, mas não será, necessariamente, porque decidiu viajar aos Estados Unidos em pleno período eleitoral.

O prefeito Claudevane Leite autorizou as férias da secretária, mesmo estando num dos momentos mais difíceis para o município no seu relacionamento com o servidor municipal.

Mariana pode cair porque a mãe dela, Leninha Alcântara, se cacifou, eleitoralmente, com o grupo de ACM Neto e pode ingressar no DEM – ou o que restar dele. Leninha surpreendeu ao dar 3.392 votos a Joceval Rodrigues na campanha a deputado federal e caiu nas graças do candidato e do prefeito de Salvador.

Ou seja, se Leninha for para o DEM, Mariana cai.

SECRETÁRIA DIZ QUE PF PODE INVESTIGAR FALHA EM SISTEMA DE CONTRACHEQUE

Mariana diz que PF pode investigar falha.

Mariana diz que PF pode investigar falha.

A Polícia Federal poderá ser acionada para investigar as falhas do software utilizado na emissão online de contracheque de servidores da Prefeitura de Itabuna, segundo afirmou a secretária de Administração, Mariana Alcântara. Uma investigação interna já foi aberta, segundo ela, para apurar a denúncia publicada ontem pelo PIMENTA. A matéria pode ser conferida aqui.

A falha ocorria na validação de contracheques em uma página disponibilizada pela empresa terceirizada E&L, contratada pelo município.

O erro permitia que qualquer pessoa pudesse ver dados de contracheque, matrícula, CPF e nome do servidor. Para isso, bastaria ter em mãos uma sequência de números disponibilizados em contracheques dos servidores da Prefeitura de Itabuna.

A secretária Mariana Alcântara informou que ontem foi solicitada à E&L a suspensão do serviço até o final da apuração, além de ter recomendado a abertura de investigação interna.

Mariana Alcântara disse estar preocupada com a invasão dos dados, apesar de a empresa ter dado garantias quanto à segurança do seu sistema de Tecnologia da Informação.

Leia também
FALHA DE SEGURANÇA EXPÕE DADOS DE
SERVIDORES DA PREFEITURA DE ITABUNA

POR ENQUANTO, SILÊNCIO

silêncio2

A Prefeitura de Itabuna parece ter optado pelo silêncio em relação à denúncia de falhas no sistema de emissão online de contracheques. O governo foi procurado pelo PIMENTA por duas vezes ontem. Até agora, a secretária de Administração, Mariana Alcântara, nada disse a respeito. Nem ela nem qualquer outro preposto do Governo Vane.

Também há silêncio por parte da empresa contratada pelo município para operar o serviço, a capixaba E&L.

Como mostrado pelo blog (relembre aqui), falhas do sistema expõem dados de servidores na rede.

O contrato da Prefeitura de Itabuna com a E&L é questionado internamente, pois o mesmo serviço de emissão de contracheque era feito a custo zero pelos servidores da área de Tecnologia do governo. A mesma empresa também abocanhou o serviço de emissão de nota fiscal eletrônica, substituindo o sistema também criado pelos servidores municipais.

O silêncio do governo somente faz aumentar suspeitas quanto às motivações do contrato do município com a empresa capixaba. A E&L também opera na Prefeitura de Ilhéus.

ITABUNA: CAI LIMINAR QUE SUSPENDIA CONTRATAÇÃO DE APROVADOS EM PROCESSO SELETIVO

Nesta noite de sexta (14), a Justiça revogou liminar que suspendia a contratação e posse dos candidatos aprovados no processo seletivo para as áreas da Saúde e da Assistência Social em Itabuna, após contestação da Procuradoria-Geral do Município.

O juiz titular da 1ª Vara da Fazenda Pública, Ulysses Salgado, no entanto, impôs condições ao município para que dê sequência à contratação dos 555 profissionais aprovados no processo seletivo.

O magistrado determinou ao município que disponibilize, em 48 horas, as notas e classificação de todos os candidatos na primeira e segunda etapas – análise de currículo e entrevista, respectivamente-, além dos resultados de julgamentos dos recursos e a homologação final.

Na homologação, frisou, também devem ser considerados “o julgamento dos recursos já interpostos e eventuais novos recursos, constando a classificação dos candidatos aprovados, observados os critérios de desempate”. A liminar suspendendo as contratações e posse dos candidatos foi pedida pelo Ministério Público da Bahia (relembre aqui) e aceito pelo juiz plantonista André Britto.

Ulysses Salgado, o titular da 1ª Vara da Fazenda Pública, ressaltou o perigo das contratações “com base em processo eivado de nulidades”, porém anota que, em “contrapartida, existe o perigo inverso” de suspensão dos serviços na saúde e assistência social por falta de profissionais, à espera do” julgamento definitivo do presente feito”.

AÇÃO POR IMPROBIDADE

A decisão desta sexta (14) se refere ao pedido de antecipação de tutela. Já a ação de improbidade administrativa contra o prefeito Claudevane Leite (Vane do Renascer), a secretária Mariana Alcântara (Administração) e a coordenadora do concurso, Monaliza Matos, continua. Eles vão responder pelas irregularidades denunciadas pelo Ministério Público na ação.

POLÍCIA INVESTIGARÁ INCÊNDIO NA ADEI

Incêndio formou nuvem de fumaça de grande extensão (Foto Bene Simões).

Incêndio formou nuvem de fumaça de grande extensão (Foto Bene Simões).

A Polícia Civil investigará as causas e os responsáveis pelo incêndio ocorrido ontem à tarde, 4, no pátio da antiga Administração dos Estádios de Itabuna (Adei). Ontem, a secretária de Administração de Itabuna, Mariana Alcântara, prestou queixa na 2ª Delegacia de Polícia Civil.

Mariana quer investigação das causas do acidente que assustou itabunenses com a densa nuvem preta que cobriu parte do céu da área urbana. A titular da Administração também informou que será aberto processo administrativo disciplinar (PAD) para apurar, internamente, a responsabilidade pelo incêndio que destruiu centenas de pneus recolhidos nas ações de combate à dengue no município.

MANTIDO

O prefeito Claudevane Leite decidiu rever algumas das exonerações de “azevedistas” anunciadas no último dia 4. Uma delas é a do diretor do Departamento Operacional de Transporte da Secretaria da Administração, Eric da Cruz Silveira.

A secretaria da Administração, Mariana Alcântara, ganhou a queda-de-braço interna e conseguiu fazer com que Vane reavaliasse a exoneração. O mesmo não aconteceu com Aline Queiroz Carneiro, que comandava o gabinete da secretária.

O BISPO E O PC DO B

Marco Wense

Por dedução, diria que o candidato do bispo Marinho é César Brandão, do PPS da simpática Mariana Alcântara, legenda que acompanhou Vane sem titubear.

Na entrevista que concedeu ao Diário Bahia, na edição do último fim de semana, o deputado Márcio Marinho adotou uma postura pacificadora em relação aos questionamentos envolvendo o PCdoB.

O evangélico parlamentar, candidato à reeleição, conhecido como bispo Marinho da Igreja Universal (IURD), reconhece a importância da legenda comunista na vitória de Claudevane Leite.

A maior liderança do PRB na Bahia sabe que o apoio do futuro prefeito de Itabuna será compartilhado com Davidson Magalhães, pretenso candidato a uma vaga na Câmara Federal.

“O PCdoB ajudou na construção da vitória de Vane e é mais do que legítimo que queira fortalecer o grupo”, disse Marinho ao responder sobre a natural pré-candidatura do presidente da Bahiagás.

O PCdoB caminha no mesmo sentido. Em tom conciliador vai dizer que o apoio do bispo, garantido a legenda do PRB, depois que Vane foi preterido pelo PT, foi fundamental para o sucesso eleitoral do então candidato.

Que essa paz permaneça na indicação dos nomes que irão compor o governo. Que o relacionamento entre o PRB e o PCdoB seja marcado pela transparência, civilidade e bom comportamento político.

MARINHO E O LEGISLATIVO

Nas entrelinhas, o bispo Márcio Marinho deixou claro que é contra a candidatura do pastor Francisco à presidência da Câmara de Vereadores de Itabuna.

Depois de deixar um resquício de esperança no ar, dizendo que “nada impede”, o bispo disse: “… mas ele está no primeiro mandato e a responsabilidade é grande”.

A declaração do deputado Marinho animou os vereadores que não são marinheiros de primeira viagem, como Ruy Machado, Júnior Brandão, Carlito do Sarinha e César Brandão.

Do quarteto, é evidente que Júnior Brandão, por ser do PT, é carta fora do baralho. Carlito apoiou a reeleição do capitão Azevedo. Ruy Machado é um enigma.

Por dedução, diria que o candidato do bispo Marinho é César Brandão, do PPS da simpática Mariana Alcântara, legenda que acompanhou Vane sem titubear.

ESCLARECIMENTO

Pela segunda vez – e última – esclareço que não sou jornalista, repórter ou qualquer coisa do ramo. Sou apenas um modesto colaborador do Diário Bahia e do conceituado e cada vez mais lido Pimenta na Muqueca.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

PPS COM PT TAMBÉM EM ITABUNA?

Nesta semana, o PPS ilheense confirmou apoio à chapa petista em Ilhéus, encabeçada pela vereadora Carmelita Ângela. A aliança pode ser reproduzida também em Itabuna. Nas rodas políticas é dado como certo o apoio do PPS à suplente de senadora Juçara Feitosa (PT), que tentará novamente a prefeitura de Itabuna.

Os entendimentos teriam avançado ao ponto da psicóloga e empresária Mariana Alcântara ser cotada para vice de Juçara. O acordo envolveria também o PMN, que se coligaria com o PPS para a disputa de vagas na Câmara.

Juçara, aliás, terá que passar muito sebo nas canelas no seu projeto eleitoral. Ontem, um encontro promovido pelo PT no Centro de Cultura Adonias Filho reuniu pouco mais de 40 pessoas. Juçara esteve lá, acompanhada do deputado e esposo Geraldo Simões, ambos constrangidos pelo público diminuto.

LOIOLA NO CONSELHO DE ÉTICA

Loiola: Conselho de Ética.

Considerado infiel, o vereador Clóvis Loiola será acionado pelo Conselho de Ética do diretório estadual do seu partido, o PPS.

O político e presidente da Câmara Municipal de Itabuna insiste em não explicar a sua posição eleitoral ao diretório itabunense da legenda. Apesar do PPS possuir candidato à Assembleia Legislativa, o ex-vereador César Brandão, Loiola decidiu apoiar o tucano Augusto Castro.

A presidenta do diretório, Mariana Alcântara, disse que entregou o caso ao Conselho de Ética por não conseguir falar com o vereador. Mariana confidenciou ter recebido muitas pressões por conta da infidelidade de Loiola. Decidiu, então, passar a bola ao diretório estadual, em Salvador.

A psicóloga acredita que o presidente da Câmara anda a brincar de esconde-esconde, pois não o encontra nas várias vezes que vai ao legislativo com o intuito de encontrá-lo. Pela vontade explicitada por Mariana, Loiola seria expulso do PPS. A decisão está nas mãos do diretório estadual.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia