WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘modernidade’

ESTAMOS COM MEDO DE VIVER

Manu Berbert | manuelaberbert@yahoo.com.br

Vejo crianças estressadas, criadas entre paredes de concreto ou em brinquedotecas monitoradas por vídeos. Observo adolescentes fadados a diversões e relacionamentos virtuais.

Sou de uma geração que passeava por Itabuna. De uma geração que saía de casa a pé e visitava amigos. De uma geração que sentava na sorveteria Bobby’s aos domingos para bater papo e voltava andando, naquela ‘prosa’ toda de adolescentes.

Faço parte de uma geração que caminhava na Beira-Rio até o anoitecer, que fazia os trabalhos do colégio na casa dos colegas, de uma geração que participava de gincanas escolares de madrugada, que ‘fechava a rua’ e produzia um arraiá com o nome do bairro.

Hoje, encontro-me com amigos como Cristiano Anunciação, mestrando em jornalismo em Florianópolis, e digo: “Que sorte a nossa, hein?!”. É o que sinto diante do caos que a minha cidade se tornou. É o que sinto quando fico insegura na porta da minha própria casa. É o que sinto quando observo os adolescentes de hoje, trancafiados dentro de apartamentos, dentro de carros, dentro de academias climatizadas, dentro de amizades cultivadas nas telas dos computadores.

Estamos cada vez mais amedrontados dentro de nossas próprias residências, condenados à solidão. Vejo crianças estressadas, criadas entre paredes de concreto ou em brinquedotecas monitoradas por vídeos. Observo adolescentes fadados a diversões e relacionamentos virtuais. Todos com medo de viver. Essa é a verdade!

Além disso, estamos nos acostumando com a violência, com o descaso, com o medo. Estamos nos adequando a uma vida limitada, sem a liberdade que merecemos. Estamos até agradecendo a Deus quando somos assaltados e ‘nada de pior’ nos acontece. Ou achando um absurdo alguém reagir a um assalto, tomado pela emoção. “Fulano reagiu, por isso aconteceu aquilo!”. Triste realidade.

Me dói na alma escrever isso aqui, mas estamos com medo de viver livremente. E viver, na minha humilde opinião, é o maior e mais belo direito que temos!

Manu Berbert é jornalista e colunista da Contudo.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia