WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘Nova Itabuna’

VIGILÂNCIA SANITÁRIA APREENDE PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA CONSUMO EM ITABUNA

Imagem ilustrativa || WikiHow

A Vigilância Sanitária (Visa) da Secretaria de Saúde de Itabuna apreendeu 75 litros de leite in natura que estavam sendo comercializados em dois supermercados do bairro Nova Itabuna, além de cerca de 10 quilos de calabresa com prazo de validade vencido. A apreensão ocorreu no final de semana, conforme a Visa.

O diretor da Vigilância Sanitária, Manoel Mattos, explicou que a venda do leite in natura para o consumo humano é proibida e a apreensão obedece o Código de Postura do Município. Ele lembra que Itabuna tem indústrias de beneficiamento de leite. “Quem pratica esse ato [venda de leite in natura], está colocando a vida do consumidor em risco de contrair doenças graves”, disse o diretor

Tuberculose, salmonela e brucelose, além de intoxicação alimentar são as algumas das principais doenças que podem ser transmitidas ao homem por meio da ingestão do leite in natura. “São doenças graves que podem levar a sérias complicações, inclusive com risco de morte”, alerta o diretor.

Manoel diz ainda que a pasteurização é importante, porque diminui a quantidade de bactérias encontradas no leite, isso se o produto estiver dentro do prazo de validade. Já os fiscais chamam a atenção da população para que, ao comprar qualquer produto em lojas, supermercados ou qualquer outro estabelecimento que venda alimentos, principalmente, observar as condições das embalagens e o prazo de validade de cada item.

Denúncias podem ser feitas diretamente à sede da Vigilância Sanitária, na avenida Manoel Chaves, no bairro São Caetano, ou por meio do telefone 3617-9169 , das 8h às 17h.

POLÍCIA CIVIL PRENDE ACUSADO DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO NA NOVA ITABUNA

Junior é acusado de tentativa de homicídio na Nova Itabuna

Investigadores das delegacias de Homicídios (DH) e de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) prenderam os suspeitos de tentativa de homicídio contra Antônio Carlos de Jesus Alves Júnior, em Itabuna. Os detidos são João Silva de Sena, o Júnior, e José Paulo Jesus de Sena, o Corcunda. O crime ocorreu em outubro de 2013.

Corcunda e Júnior, conforme a polícia, tentaram matar Antônio Carlos a tiros. Ele sobreviveu, porque conseguiu fugir dos atiradores. Os dois, de acordo com a investigação, desconfiavam que a vítima estaria repassando à polícia informações de facção criminosa da qual a dupla fazia parte.

Corcunda e Júnior foram presos durante uma diligência da polícia civil para localizar e prender os executores de Ricardo Silva Santana, morto a tiros, dentro de casa, ontem à noite, também na Nova Itabuna. Segundo a polícia, já havia mandado de prisão preventiva contra Júnior pela tentativa de homicídio.

ITABUNA TEM QUASE 50 ÁREAS DE RISCO; 100 FAMÍLIAS ESTÃO AMEAÇADAS

Mais de 100 famílias moram em áreas de risco em Itabuna|| Foto Waldir Gomes

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, em parceria com a Defesa Civil do Estado,  localizou 47 áreas de risco de deslizamento de terra ou alagamento. O levamento indica que são centenas de imóveis, construídos irregularmente em altos e morros, que podem desabar a qualquer momento. A  situação se agravou com as chuvas que caem no sul da Bahia.

O levantamento aponta que entre os bairros de maior risco, cujas moradias são construídas próximas a encostas e morros, estão a Travessa Mercedes, no Califórnia, onde sete imóveis foram interditados na semana passada; Daniel Gomes, Maria Pinheiro, Pedro Jerônimo, Santa Inês, Monte Cristo e Novo Jaçaná. As áreas ribeirinhas, como Rua da Bananeira, Nova Itabuna e Maria Matos (Rua de Palha), também são localidades que preocupam e estão monitoradas pela Defesa Civil.

O técnico da Defesa Civil, Carlos Alberto Silva, afirma que pelo menos 100 famílias moraram nessas áreas de risco precisam de ajuda do poder público. Segundo ele, serviços de saneamento básico e de infraestrutura são mais do que necessários.  “Mas são obras complexas, que exigem alto custo e o município não tem condições de assumir sozinho, por isso precisamos do suporte dos governos estadual e federal”, finaliza.

NOVA ITABUNA SEM ÁGUA NA TORNEIRA

torneiraMoradores da parte alta da Nova Itabuna estão há dez dias sem água e reclamam da falta de informação da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa). O abastecimento no bairro é irregular, mas piorou nos últimos tempos.

Hoje, morador entrou em contato com a empresa e a informação não foi um balde de água fria, pois o produto está em falta. Mas foi quase isso. A atendente disse que não há previsão de reabastecimento da parte alta do bairro.

Quando a água chega, segundo moradores, não há pressão suficiente e o pinga-pinga nas torneiras dura apenas 6 horas. Não dá para fazer o mínimo de limpeza e encher reservatórios – mesmo os tanques sendo, na maioria, subterrâneos, conforme as vítimas.

JOVEM É ASSASSINADO NA NOVA ITABUNA

A polícia procura um homem identificado como “Marcelo” e acusado de ser o autor dos disparos contra um jovem de 19 anos, no Bairro Nova Itabuna ao final da manhã de hoje. André Souza Santos estava dentro de uma borrracharia – onde trabalhava – quando foi executado.

Familiares estiveram no local do crime e, relata o Portal Sul da Bahia, gritavam que o adolescente não merecia ser morto. André residia no Lomanto, segundo familiares.

PROTESTO INTERDITA RODOVIAS EM ITABUNA

Os moradores e comerciantes do bairro Nova Itabuna prometem interditar o viaduto Paulo Souto, a partir das 7h desta segunda-feira. Eles reclamam do descaso de prefeitura e Departamento de Infraestrutura de Transportes (Derba) com o trecho de quase um quilômetro da antiga Avenida Ibicaraí, que vai da Nova Itabuna ao Morumbi. O viaduto interliga as BRs-101 e 415, além de registrar tráfego diário de mais de 20 mil veículos.

O trecho é esburacado e os moradores sofrem com lama em dias de chuva e muita poeira quando o sol dá as caras. As reclamações foram feitas no Derba e na prefeitura, que não teriam respondido.

O trecho passou por obras de reurbanização há três anos, quando a prefeitura gastou R$ 1,5 milhão para a colocação de paralelepípedos. A obra, executada pela Construtora Verti, teve preço superfaturado, conforme denúncia à época. O serviço, de má-qualidade, não resistiu às primeiras chuvas e ao tráfego de veículos.

Cansados de pedir atenção, moradores e comerciantes decidiram radicalizar. Comerciantes, por exemplo, dizem que são obrigados a trabalhar usando máscaras devido à poeira. Pior, a poeira os faz perder clientes.

A manifestação está programada para um horário de tráfego intenso tanto de quem se desloca para o trabalho como de estudantes secundaristas e universitários de Itabuna, sul e sudoeste da Bahia.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia