WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
unime


julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

editorias


:: ‘nova ponte’

A NOVA PONTE DE ILHÉUS E O OLHAR DE NAZAL

O aterro provisório nas extremidades da Praia do Cristo e do Morro (Foto José Nazal).

O aterro provisório ligando área da Praia do Cristo (à esquerda) e do Morro de Pernambuco no outro extremo (Foto José Nazal).

A obra da nova ponte, que ligará o centro de Ilhéus à zona sul da cidade, avança. O aterro provisório para dar suporte à construção do mastro da ponte estaiada está praticamente concluído. Nesta segunda (9), o vice-prefeito e fotógrafo José Nazal sobrevoou a Baía do Pontal. De lá do alto, clicou belas imagens e retratou a evolução da obra.

Se a construção for concluída dentro do prazo, Ilhéus será a primeira cidade da Bahia a ter ponte estaiada. A previsão é de que a inauguração ocorra, no máximo, no segundo semestre do próximo ano. A obra do governo baiano é executada pela OAS.

Com a conclusão do aterro, começará a ser encravado o mastro que sustentará os cabos de aço da ponte. A construção deverá ter 533 metros de extensão e outros 25 metros de largura.

A área da ponte é um detalhe no cenário privilegiado da Baía do Pontal e com o Morro de Pernambuco como "testemunha" (Foto José Nazal).

José Nazal conseguiu captar, numa só imagem, o aeroporto, a obra da ponte, o Morro de Pernambuco e a bela Baía do Pontal.

De um lado, a região do Cristo e, do outro, parte do aterro da ponte e o Morro de Pernambuco (Foto José Nazal).

De um lado, a região do Cristo e, do outro, parte do aterro da ponte e o Morro de Pernambuco (Foto José Nazal).

OAS NA PARADA

Obra da nova ponte de Ilhéus passa por nova licitação.

Obra da nova ponte de Ilhéus passa por outra licitação.

Envolvida no escândalo de corrupção da Petrobras, a OAS está no grupo das empreiteiras que disputam a construção da ponte estaiada de Ilhéus, que ligará o centro à zona sul do município. A obra está orçada em mais de R$ 150 milhões. É apontada como solução para o gargalo do trânsito no Pontal e no centro da cidade, segunda principal economia sul-baiana.

A obra é o primeiro projeto de ponte estaiada da Bahia, mas enfrenta turbulências desde 2014, quando o grupo UTC foi apanhado na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, e paralisou a obra. A Constran, que iniciou a construção, pertence à UTC, do empreiteiro Ricardo Pessoa, milionário baiano hoje em prisão domiciliar depois de fechar acordo de delação premiada no âmbito da Lava Jato.

Concorrente, a OAS tem alguns dos seus executivos presos na Operação Lava Jato. Nas últimas semanas, a empreiteira baiana está em evidência depois de vazamento de grampos em que executivos tratam de negócios da OAS e citam nomes de políticos como o ex-governador Jaques Wagner e o ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima.

Ao ser procurado pela reportagem d´O Globo, na semana passada, Geddel respondeu rispidamente e disse que, enquanto vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa, tinha que tratar com todo mundo, “com empresário, com jornalista, com puta, com viado”.

Em tempo: o fato de ter executivos presos na Lava Jato e ser alvo de investigação não impede a OAS de disputar licitações públicas.

SÓ TEM ARTISTA

Maquinário sumiu da Praia do Cristo dias após a autorização assinada por Wagner (Foto Blog Agravo).

Maquinário sumiu da Praia do Cristo dias após assinatura(Foto Blog Agravo).

ACM revive. Veja se isso não lembra o finado. Há dias, o governador Jaques Wagner esteve em Ilhéus para assinar a autorização para início das obras da nova ponte que ligará o centro à zona sul.

Houve uma correria, um rebuliço. A Constran, que ganhou a licitação, preparou todo o teatro. Colocou máquinas e ostentou uma plaquinha para dar a impressão que a coisa iria começar logo, logo.

Passados mais de dez dias do “carnaval”, nada.

Apurando daqui, ouvindo dali, descobriu-se que a Constran alugou as máquinas por um dia em uma empresa na velha e linda Terra de Gabriela, como parte da encenação de peça antiga e cara aos baianos.

Tem jeito não para esse povo.

VALE A PENA

nova estrada....

Nova estrada deixa o caminho mais curto entre a Costa do Cacau e Salvador.

A nova estrada Itacaré-Camamu, definitivamente, encurta distância entre a Costa do Cacau e e Salvador. Pelas contas apresentadas por leitor do Pimenta, vale a pena ir à capital pela rodovia BA-001 não apenas pela paisagem exuberante.

Partindo de Ilhéus, o motorista roda 297 quilômetros para chegar à terrinha usando a nova estrada. Se for através da velha BR-101, serão exatos 460 quilômetros. A diferença aí é de 163 quilômetros. Já economiza na gasolina, pois.

A contagem utilizou como ponto de partida a ponte sobre o rio Almada, na zona norte de Ilhéus. Até se o ponto de partida for Itabuna, a distância ainda será menor em 133 quilômetros. O trecho da rodovia e a nova ponte foram inaugurados ontem (confira aqui).

Pela estrada, nove cidades, uma das mais lindas paisagens do mundo… Mas há um porém, que não elimina assim o prazer de rodar pela BA-001: a grande quantidade de quebra-molas. Isso, porque boa parte do percurso é feita por dentro da maioria das dez cidades, entre Ilhéus e o terminal do ferry boat em Bom Despacho. Do terminal até Salvador, o percurso marítimo é de aproximadamente 45 minutos.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia