WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba

unesul bahia

uniftc






janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias


:: ‘Otto Alencar’

ROBERTO JOSÉ ASSUME PRESIDÊNCIA DO PSD

Roberto José convence Otto e assume presidência do PSD  (Foto Thiago Pereira).

Roberto José convence Otto e assume presidência do PSD (Foto Thiago Pereira).

Roberto José deixa a presidência da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc) no próximo dia 31, mas já está definido que ele não sairá do PSD, apesar dos movimentos intensos dos últimos dois meses.

O servidor público e geógrafo agora é o presidente do partido em Itabuna, já constando no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta condição.

O comando da legenda no município foi assegurado por Otto Alencar. Assessores afirmam que Roberto José convenceu o senador e dirigente do PSD baiano de que tem chances reais de vitória.

De acordo com a sua assessoria, Roberto ganhou sinal verde para articular sua pré-candidatura e organizar o diretório municipal.

O próprio Roberto José, sem revelar nomes, diz ter fechado com “grandes líderes e grandes legendas”. O lançamento da pré-candidatura a prefeito foi programada para a primeira quinzena de abril, com as presenças de Otto e da deputada estadual Ângela Sousa, segundo o dirigente da Ficc.

ROBERTO JOSÉ NO PROS?

Roberto José de olho no PR (Foto Thiago Pereira).

Roberto José de olho no PR (Foto Thiago Pereira).

Diz o semanário A Região, em sua Malha Fina, que o presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), Roberto José, está de malas prontas para o PROS. A decisão teria sido tomada ao saber (definitivamente) que o seu partido, o PSD, não terá candidato a prefeito no município, por decisão do senador Otto Alencar.

Verdade ou não, o PROS é o partido que foi para a base (?) do Governo Vane para, justamente, garantir uns dois minutos de televisão ao projeto de candidatura do deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB). E, claro, assegurou uma secretaria, exatamente a então ocupada por Roberto, a de Transporte e Trânsito (Settran).Fi

MENSAGEM DO PSD ALFINETA GOVERNO VANE E CITA SLOGAN DE UBALDO DANTAS

 

Mensagem natalina do PSD itabunense alfineta Governo Vane (Reprodução).

Mensagem natalina do PSD itabunense alfineta Governo Vane (Reprodução).

O diretório do PSD itabunense atacou de oposição neste final de ano, apesar de integrar o Governo Vane. A mensagem distribuída nas redes sociais e veiculada em outdoors em vários pontos de Itabuna traz desejo de “feliz natal” e “próspero ano novo”. E fecha em letras garrafais com “DIAS MELHORES VIRÃO”.

O trecho final lembra a campanha do ex-prefeito Ubaldo Dantas, quando disputou a Prefeitura de Itabuna pela segunda vez, em 1992. À época, o município ganhava espaço no noticiário nacional por causa do seu prefeito-marajá, Fernando Gomes, denúncia de corrupção e críticas à gestão. Dias melhores virão era slogan de Ubaldo contra o prefeito-marajá e o seu candidato, José Oduque Teixeira.

O deslize do PSD gerou comentários dentro da prefeitura. O partido é da base do prefeito Vane do Renascer e tem um de seus membros na presidência da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), Roberto José. que aparece na foto da mensagem, junto com o senador Otto Alencar e a deputada estadual Ângela Sousa.

Roberto é pré-candidato a prefeito e há quem deduza que a mensagem já seja parte do trabalho do presidente da FICC para separar a sua imagem da do governo. O próprio dirigente da fundação cultural, que tem gestão reconhecida, divulgou a imagem nas redes sociais.

GERALDO, DAVIDSON E ROBERTO JOSÉ

marco wense1Marco Wense

 

Dos quatros prefeituráveis de partidos que dão sustentação política ao governo estadual, o ex-alcaide é o grande favorito. Percentualmente, diria que Geraldo tem 90% de chance, Davidson 5%, Roberto José 4% e Leahy 1%.

 

Já estou ficando repetitivo quando digo que o PT de Geraldo Simões e o PCdoB de Davidson Magalhães vão caminhar juntos na sucessão do prefeito Claudevane Leite.

A união entre petistas e comunistas é uma questão de pura sobrevivência política. O cenário aponta uma dependência que tende a ficar cada vez mais escancarada.

Se a junção é considerada como favas contadas, então podemos dizer que o candidato do governismo será Geraldo Simões, com o PCdoB indicando o companheiro da chapa majoritária.

E Roberto José, que é do PSD do senador Otto Alencar, que é aliado do governador Rui Costa, como fica? Vai aceitar passivamente a fritura em torno da sua pré-candidatura?

Ora, até as freiras do Convento das Carmelitas sabem que o governador Rui Costa não medirá esforços para que a base aliada tenha um só candidato a prefeito.

Dos quatros prefeituráveis de partidos que dão sustentação política ao governo estadual – Geraldo Simões, Davidson Magalhães, Roberto José e Carlos Leahy, respectivamente PT, PCdoB, PSD e PSB –, o ex-alcaide é o grande favorito. Percentualmente, diria que Geraldo tem 90% de chance, Davidson 5%, Roberto José 4% e Leahy 1%.

É bom lembrar que a senadora Lídice da Mata, dirigente-mor do PSB, além de ter um bom relacionamento com o governador Rui Costa, comunga com a opinião de que qualquer cisão na base só faz ajudar a oposição.

Robertistas, obviamente os mais lúcidos e politizados, já defendem uma aproximação de Roberto José com o médico Antônio Mangabeira, pré-candidato pelo PDT do saudoso Leonel Brizola.

Muita coisa ainda vai acontecer na movediça areia da sucessão do prefeito Claudevane Leite (PRB).

GEDDEL EM ITABUNA

JuvenalMaynart CeplacAmanhã, sábado (28), o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o mano Lúcio Vieira Lima, cotadíssimo para substituir Eduardo Cunha na presidência da Câmara dos Deputados, estarão em Itabuna para discutirem a sucessão do prefeito Claudevane Leite.

Serão recebidos pelo presidente do diretório do PMDB, Pedro Arnaldo, pelo médico Renato Borges da Costa, o pré-candidato Fernando Vita, o vereador Antônio Cavalcante e, principalmente, por Juvenal Maynart.

Digo principalmente, porque Geddel tem a oportunidade de parabenizar pessoalmente Maynart não só pelo bom trabalho realizado na Ceplac, quando superintendente do órgão, como na valorosa contribuição para a implantação da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB).

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

RIGOR CONTRA O RACISMO NA INTERNET

Otto defende rigor contra racismo e injúria racial pela internet (Foto Divulgação).

Otto: rigor contra racismo pela internet (Foto Divulgação).

O senador baiano Otto Alencar (PSD) defendeu, hoje, mais rigor na punição a quem comete crimes de racismo e injúria racial pela internet.

– Estes casos se multiplicam vertiginosamente no Brasil e no mundo. Faz-se necessário a repressão destes crimes, sem prejuízo da liberdade de acesso e uso democrático e livre do conteúdo existente na rede mundial de computadores – disse.

Para isso, o parlamentar anunciou a proposição de alterações no Marco Civil da Internet. Segundo ele, deverão ser mudanças que facilitem a obtenção de informações do endereço eletrônico do agressor pela polícia e pelo Ministério Público.

BAIXA NO PMDB

Brito teve prosa com Otto e adiantou lado político (Foto Divulgação).

Brito teve prosa com Otto e adiantou lado político (Foto Divulgação).

O PMDB baiano está prestes a registrar mais uma baixa em seus quadros. O prefeito Fernando Brito, de Cairu, praticamente bateu o martelo com o senador Otto Alencar e deve filiar-se ao PSD.

Ontem, Brito teve encontro com Otto e manifestou desejo de mudar de casa. Brito passou a integrar a base governista baiana e nacional desde a eleição de 2014, quando decidiu apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

A decisão de Brito em 2014 levou a um racha com o grupo do deputado estadual Hildécio Meireles (PMDB). O deputado abandonou o prefeito e promete lançar um candidato na sucessão municipal.

CONTINUA RESPIRANDO

marco wense1Marco Wense

A tábua de salvação de Geraldo Simões são as pesquisas de intenção de votos para a sucessão municipal de 2016. Em todas elas, GS aparece na frente, empatado tecnicamente com Fernando Gomes.

Discordo do falatório de que o petista Geraldo Simões esteja perto do seu fim político, como apregoa o antigeraldismo, hoje protagonizado por Davidson Magalhães, figura-mor do PCdoB.

Que Geraldo Simões vive o seu pior momento político é inconteste e inegável. Sua derrota para o Parlamento federal, impedindo o terceiro mandato consecutivo, é fato complicador.

A imprudente, descabida e atabalhoada candidatura do filho Tiago Feitosa a deputado estadual fica como a causa principal da não recondução de Geraldo Simões ao Legislativo.

Geraldistas mais lúcidos tentaram dissuadir Tiago Feitosa da ideia de se lançar candidato. Mas logo desistiram: o filho era mais renitente do que o pai.

O inferno astral de GS não se resume só a seu fracasso eleitoral na eleição de 2014. O enfraquecimento político decorre de um somatório de acontecimentos.

O início de tudo, do desmoronamento político, foi o lançamento da candidatura de Juçara Feitosa na segunda tentativa de torná-la prefeita de Itabuna, contrariando o então governador Jaques Wagner.

O morador mais ilustre do Palácio de Ondina temia, com toda razão, em decorrência da cisão oposicionista, uma vitória do candidato do DEM, Capitão Azevedo (reeleição).

A sorte de GS é que Vane do Renascer, hoje Claudevane Leite, saiu vitorioso. Se o democrata ganha, seria um Deus nos acuda para o teimoso ex-alcaide de Itabuna, cujo sonho era ser o primeiro-damo.

Geraldo continua respirando, avalia Wense.

Geraldo continua respirando, avalia Wense.

Sem seguir uma ordem cronológica, de memória e sem consultas, alguns posicionamentos de GS: 1) Defendeu a candidatura de Waldir Pires ao Senado. Deu no que deu: Otto Alencar eleito senador. 2) Não queria Everaldo Anunciação no comando do PT. Deu no que deu: Anunciação é o presidente estadual da legenda. 3) Torceu intensamente pela derrota de Josias Gomes. Deu no que deu: Josias, além de se reeleger, é o secretário de Relações Institucionais do governo Rui Costa. 4) Trabalhou contra Aldenes Meira. Deu no que deu: o comunista é reconduzido à presidência da Câmara de Vereadores. 5) Queria Wáater Pinheiro como candidato do PT a governador. Deu no que deu: Rui Costa eleito no primeiro turno. 6) Ainda tem Davidson Magalhães assumindo o mandato de deputado federal.

A tábua de salvação de Geraldo Simões são as pesquisas de intenção de votos para a sucessão municipal de 2016. Em todas elas, GS aparece na frente, empatado tecnicamente com Fernando Gomes.

Essa viabilidade eleitoral deixa Geraldo Simões vivo. Esse momentâneo favoritismo é seu balão de oxigênio. A sabedoria popular diria que GS não é nenhum “cachorro morto”.

Geraldo Simões continua respirando, mesmo com dificuldades.

Marco Wense é articulista político do Diário Bahia.

RUI É DIPLOMADO E PRESTA HOMENAGEM A WAGNER

João Leão,  Rui Costa e Otto Alencar são diplomados (Foto Divulgação)

João Leão, Rui Costa e Otto Alencar são diplomados (Foto Divulgação)

O governador eleito da Bahia, Rui Costa, foi diplomado hoje pelo Tribunal Regional Eleitoral. Durante cerimônia, no Centro de Convenções de Salvador, também foram diplomados o vice-governador eleito, João Leão (PP), do senador eleito, Otto Alencar (PSD), dos deputados federais e estaduais, bem como de seus respectivos suplentes.

No momento em que recebeu o diploma, Rui deu um forte abraço no atual governador e companheiro de caminhada política, Jaques Wagner, num gesto de retribuição e agradecimento. “Esse é um momento de festa da democracia, fico feliz de estar aqui, com a perspectiva de em breve iniciar o mandato. Quero agradecer a todos que participaram dessa trajetória, em especial a Wagner, esse companheiro que confiou em minha capacidade e que junto com o povo da Bahia, vem fazendo este estado cada vez melhor. Vamos em frente.”

Depois da diplomação, o governador participou do lançamento da Revista de balanço dos oito anos da Gestão Wagner. Produzida pela Secretaria de Comunicação do Estado, a publicação chega à sétima edição, trazendo, entre outras coisas, exemplo de baianos beneficiados com as ações de governo. O lançamento acontece no Palácio Rio Branco, na praça municipal.

RUI COSTA SERÁ DIPLOMADO NA SEGUNDA

Rui Costa será diplomado em cerimônia no centro de convenções.

Rui Costa será diplomado em cerimônia no centro de convenções.

O governador eleito da Bahia, Rui Costa (PT), será diplomado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) nesta segunda-feira (15), às 15horas, em solenidade no auditório Iemanjá, do Centro de Convenções de Salvador.

Também, na cerimônia, serão diplomados o senador eleito, Otto Alencar (PSD), e o vice de Rui, João Leão (PP), além dos 63 deputados estaduais e 39 federais eleitos e suplentes.

Mesmo os políticos que não tiveram suas contas de campanha serão diplomados na segunda, a exemplo do deputado federal eleito Ronaldo Carletto e do deputado estadual eleito Robinho, ambos do PP.

A organização do evento estima que cerca de duas mil pessoas participem do ato no centro de convenções, dentre políticos, autoridades do judiciário e familiares dos eleitos em outubro último na Bahia.

TRÊS NOMES COM A COTAÇÃO EM ALTA

josef-viv-lenildo

Nas discussões em torno do futuro secretariado do governador eleito Rui Costa (PT), três nomes sul-baianos surgem com força. Dois deles são prefeitos petistas que tiveram papel decisivo na campanha do sucessor de Jaques Wagner: Josefina Castro, de Coaraci, e Lenildo Santana, de Ibicaraí.

Quando a campanha majoritária patinava no Sul da Bahia, a dupla de prefeitos tomou a rédea da mobilização e promoveu uma carreata com o então candidato por seis cidades, começando em Almadina e terminando com um grande comício em Ibicaraí. O evento teve repercussão tão positiva, que o vice-governador Otto Alencar, eleito para o Senado, sempre diz ter sido aquele o momento em que passou a acreditar com mais força na possibilidade de vitória de Rui.

Josefina e Lenildo, ambos em segundo mandato, também demonstraram força ao dar, nos respectivos municípios, as maiores votações aos seus candidatos a deputado federal e estadual (Geraldo Simões e Rosemberg Pinto).

Um terceiro nome sul-baiano que aparece com força para a composição do governo é o de José Vivaldo de Mendonça Filho, atual diretor executivo da CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional). Reconhecido como executivo competente, Vivaldo se encaixa no perfil técnico que Rui afirma desejar para sua administração.

LEI ELEVA COMARCAS DE ALAGOINHAS, PAULO AFONSO E PORTO PARA ENTRÂNCIA FINAL

Otto: elevação de comarcas.

Otto: elevação de comarcas.

As comarcas de Alagoinhas, Paulo Afonso e Porto Seguro foram elevadas de entrância intermediária para final com decreto publicado nesta terça (4) no Diário Oficial do Estado. O decreto foi assinado pelo governador em exercício, Otto Alencar.

A elevação das três comarcas, na avaliação de Otto, ” fortalece e amplia os serviços judiciais oferecidos naqueles municípios em reconhecimento à importância das três cidades nos aspectos social, político e econômico para o Estado”.

De acordo com o governador em exercício, a sanção da lei 13.191, de 3 de novembro deste ano, leva em consideração o crescimento das comarcas nos últimos anos. O projeto é de autoria do Tribunal de Justiça baiano.

A elevação da comarca não assegura, no entanto, a promoção automática de juízes. Os magistrados podem optar pela promoção na comarca na qual estão atuando. Para isso, terão cinco dias, a contar da publicação da lei.

BEM NA FITA

Anízio obteve votação expressiva para os seus candidatos.

Anízio: votação expressiva para os seus candidatos.

Tonho de Anízio, ex-prefeito de Itacaré, saiu fortalecido, destas eleições, para o seu projeto de retorno ao comando do município da Costa do Cacau em 2016. Não foi candidato, claro, mas deu votação considerada expressiva a quem ele apoiou.

O deputado federal Ronaldo Carletto (PP) obteve 1.614 votos no município, sagrando-se como o mais votado. Anízio apoiou dois nomes para deputado estadual, ambos do PSD: Ângela Sousa, com 1.448 votos, e Robério Oliveira, 532.

Ele agradeceu a votação aos seus candidatos e disse que os resultados obtidos reforçam o compromisso com a cidade e “dão forças para um futuro bem melhor para Itacaré”.

Anízio ainda cita os resultados das campanhas majoritárias. Dilma Rousseff  obteve 64,62% dos votos válidos, enquanto Rui Costa, eleito governador, alcançou 58,75%. Já o senador eleito, Otto Alencar, obteve 60,53%.

Ainda sem partido, a tendência é que Anízio filie-se ao PSD.

OTTO ALENCAR VENCE DISPUTA AO SENADO

Otto, ao lado de Jaques Wagner, é o novo senador da Bahia (Foto Pimenta).

Otto, que conversa com Jaques Wagner, é o novo senador da Bahia (Foto Pimenta).

Com 82,47% dos votos apurados, o vice-governador Otto Alencar (PSD) foi eleito senador pela Bahia.

Otto obteve até agora 55,02% dos votos ante 34,75% de Geddel Vieira Lima (PMDB).

Eliana Calmon (PSB) tem 8,5%. Hamilton Assis (PSOL) alcançou 0,97%. Marcelo Evangelista atinge 0,27%.

“VAMOS VENCER PORQUE TEMOS MILITÂNCIA E A APROVAÇÃO DO POVO”, DIZ EVERALDO

Everaldo: temos militância e aprovação popular.

Everaldo: temos militância e aprovação popular.

Presidente do diretório estadual do PT e coordenador da campanha à reeleição da presidente Dilma na Bahia, Everaldo Anunciação disse hoje que acredita em vitória de Rui Costa (governo), Dilma (presidência) e Otto Alencar (senado) “porque o PT tem militância e a aprovação do povo brasileiro”.

Para Everaldo, “o povo compreendeu os avanços proporcionados pelos governos Lula, Dilma e Wagner”. Ele disse também que o povo quer mais. “Daremos continuidade ao projeto de desenvolvimento econômico e inclusão social”, diz Everaldo entusiasmado com a força da militância e a receptividade das pessoas nas ruas.

PESQUISA IBOPE E VOTAÇÃO

O presidente estadual do PT também comentou a pesquisa de ontem (4) do Ibope, que aponta empate entre Rui Costa (PT) e Paulo Souto (DEM), ambos com 39%. “Nem o Ibope conseguiu esconder [a realidade eleitoral]”, ironizou, afirmando que as pesquisas internas apontavam cenário diferente, favorável ao petista.

Everaldo votará em Ilhéus, às 13 horas,  no Colégio Vitória, bairro da Conquista, local onde nasceu.

IBOPE: OTTO ULTRAPASSA GEDDEL NA DISPUTA AO SENADO

Geddel, Otto e Eliana disputam vaga ao Senado.

Geddel, Otto e Eliana disputam vaga ao Senado.

A pesquisa Ibope/Rede Bahia, divulgada no início da noite deste sábado (4), também aferiu as intenções de voto na disputa à vaga baiana no Senado Federal.

De acordo com o Ibope, Otto Alencar (PSD) está numericamente à frente de Geddel Vieira Lima (PMDB): 33% a 31%. Porém, a situação é de empate técnico. O levantamento foi feito no período de 1º a 4 de outubro.

Na pesquisa anterior, de 24 de setembro, Geddel liderava com 33% ante 29% de Otto.

Eliana Calmon (PSB) tem 5%. Hamilton Assis (PSOL) e Marcelo Evangelista (PEN) aparecem com 1% cada um.

Intenções de voto branco ou nulo somam 12%. O percentual de indeciso atinge 17%.

Quando computados apenas votos válidos (sem considerar brancos e nulos e indecisos), Otto atinge 47% e Geddel vai a 43%.

Eliana Calmon aparece com 7%, Hamilton Assis com 2% e Marcelo Evangelista com 1%.

O Ibope ouviu 2.002. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número 00031/2014. E, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 01019/2014. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

GEDDEL COBRA SOUTO: POR QUE NÃO FEZ?

A eleição de 2014 colocou Geddel Vieira Lima e Paulo Souto no mesmo campo, mas em 2010 os dois eram adversários, ambos candidato ao governo baiano em eleição vencida pelo petista Jaques Wagner. Hoje Geddel disputa vaga ao Senado e Souto ao governo em uma mesma chapa.

A campanha de Otto Alencar, que disputa vaga ao Senado pelo PSD, buscou em 2010, em debate promovido pela Band, ataques do peemedebista a Paulo Souto. O tema era (e continua sendo) sensível: a segurança pública. Geddel relembra como era a segurança pública no período do democrata. O vídeo está sendo usado, constantemente, nas inserções durante a programação das emissoras de televisão.

OTTO E O FIM DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

Otto prega fim ou mudança no fator previdenciário.

Otto prega fim do fator previdenciário.

O fim ou a mudança no cálculo do fator previdenciário é uma das bandeiras de Otto Alencar, candidato ao Senado pela Bahia pelo PSD. Mas está aí uma promessa que encontra resistências entre os três principais nomes que concorrem à presidência da República. Questionado pelo PIMENTA se considera a sua proposta factível ou eleitoreira, Otto disse ter apoio de senadores como Paulo Paim na questão.

Para ele, a mudança é possível. “O cálculo [de hoje] é perverso para o aposentado”, ressalta, observando que a alteração da fórmula (tempo de contribuição x idade x valor da alíquota x expectativa de vida) reduziria em até três anos o tempo mínimo para aposentadoria tanto para homens como para mulheres. A pessoa já se aposenta ganhando 20% a menos do que teria direito, segundo observa.

O vice-governador e candidato a senador também defende a redução (ampliação) da maioridade penal em casos de crimes hediondos praticados por menores. “Defende que, nestes casos, [os menores] não tenham o benefício da lei”, assinala. Segundo ele, menores de 18 anos estão envolvidos em 1% dos crimes hediondos.

MP INTIMA RUI COSTA APÓS CANDIDATO ALERTAR SOBRE CAIXA 2 NAS ELEIÇÕES

Ladeado por ministra e Otto, Rui diz que não fala de caixa 2 em eleições (Foto Pimenta).

Ladeado por ministra e Otto, Rui diz que não fala de caixa 2 em eleições (Foto Marcos Souza/Pimenta).

O candidato ao governo baiano pelo PT, Rui Costa, disse em Ilhéus, neste final de semana, que foi intimado pelo Ministério Público Eleitoral, após ter chamado atenção e insinuar  existência de Caixa 2 na campanha deste ano. “Eu não acusei ninguém”, respondeu ao PIMENTA, completando que apenas apelava ao bom senso do eleitor.

Rui disse ter questionado, em entrevista à Rádio Metrópole (Salvador), na última quarta, se há candidato que tem três vezes mais placas, carros de som e tempo de TV do que o declarado nas parciais ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Não é função minha denunciar, fiscalizar. Minha função é ser candidato. Espero que todos [os candidatos] cumpram a lei. Para fiscalizá-los, existem as instituições”, completou.

“NÃO VOU ME INTIMIDAR”
Ao afirmar que foi intimado pelo MPE, Rui ironizou: “Fui intimado, mas, por enquanto, não passei em concurso do Ministério Público [para fiscalizar os candidatos]. Eu  não estou proibido de chamar a atenção [do eleitor para o caixa 2]. Se [o MPE] quis me intimidar, eu não vou me intimidar”.

O petista ainda repetiu que é bom observar candidatos que nunca pisaram os pés em determinada cidade e, apesar disso, obter 2 mil, 3 mil votos naquela localidade. Para ele, esta seria evidência de compra de votos.

Acompanhado do vice João Leão (PP), do candidato ao Senado Otto Alencar (PSD) e da ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campelo, Rui ainda abordou a necessidade de punição mais rigorosa para quem comete crime em financiamento de campanha.

Para ele, se o financiamento privado de campanha virar crime, deve-se também punir o político criminalmente. “Vai abrir estrada para quem quer fazer política de forma correta”. Poderia, para ele, haver um sistema misto, em que as empresas doaria o dinheiro a um fundo nacional com distribuição do dinheiro conforme critérios estabelecidos em lei.

E fez um alerta: – A continuar esse modelo, só vamos mudar o personagem. As campanhas estão cada dia mais caras.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia