WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba










junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘passagem de ônibus’

VEREADOR ALDENES CRITICA PROPOSTA DE AUMENTO DA PASSAGEM DE ÔNIBUS EM ITABUNA

Vereador Aldenes Meira questiona proposta de aumento da passagem

O reajuste na tarifa de ônibus de Itabuna, proposto pelo Conselho Municipal de Transporte Público no dia 3 dezembro, está sendo questionado pelo vereador Aldenes Meira. Se acatada pelo prefeito, a tarifa subirá de R$3,00 para R$3,80.

Aldenes lembra que, há pouco mais de 8 meses, a passagem foi reajustada, por decisão judicial, de R$2,85 para R$3,00. Além disso, as duas empresas vencedoras do processo licitatório para explorar o serviço de transporte coletivo em Itabuna não cumprem a lei aprovada na Câmara de Vereadores no período em que ele era o presidente.

A lei prevê a construção de dois terminais de transbordo para a integração, do sistema, implementação de serviços de GPS, da climatização dos ônibus e promoção de meios que assegurem a acessibilidade das pessoas com deficiências física e auditiva, entre outras.

“É inadmissível que a população pague por um reajuste acima do valor da inflação em Itabuna e após um aumento já realizado neste ano. Sem falar, as condições precárias em que se encontram os ônibus da cidade. Não podemos admitir que isso aconteça”, disse Meira.

PRESIDENTE DA CÂMARA REAGE E DIZ QUE EMPRESAS DE ÔNIBUS TÊM QUE OBEDECER A LEI

Chico Reis diz que empresas têm que obedecer a lei

O presidente da Câmara de Itabuna, Chico Reis (PSDB), reagiu ao anúncio da Associação das Empresas de Transporte Urbano (AETU) de que São Miguel e Viação Sorriso da Bahia vão cobrar passagem a R$ 3,30, a partir desta quinta (8). “As empresas são concessionárias autorizadas. Elas têm que obedecer as leis da cidade”, afirmou Chico.

O presidente da Câmara ainda não anunciou quais medidas adotará contra as empresas. “Quem faz as leis da cidade é o Poder Legislativo. Não é empresa de transporte coletivo que faz”, disse, fazendo menção ao Decreto Legislativo 01/2018, que derrubou o reajuste da passagem de R$ 2,85 para R$ 3,30, na última segunda-feira.

O aumento da tarifa de ônibus em Itabuna havia sido autorizado pelo prefeito Fernando Gomes em 8 de janeiro deste ano. A passagem passaria a R$ 3,30 nesta quinta. Porém, os vereadores revogaram o Decreto 12.760, assinado pelo prefeito e publicado no Diário Oficial do Município. O ato de revogação foi publicado no Diário Oficial da Câmara na última terça (6). As empresas de ônibus ignoraram a decisão do Legislativo.

JABES ANUNCIA TARIFA DE ÔNIBUS A R$ 3,10

Tarifa de ônibus em Ilhéus custará R$ 3,10 (Foto Gidelzo Silva).

Tarifa de ônibus em Ilhéus custará R$ 3,10 (Foto Gidelzo Silva).

O prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, anunciou hoje (5) um reajuste de 10,71% no valor da tarifa de ônibus. A passagem saltará de R$ 2,80 para R$ 3,10 até o final deste mês. O anúncio ocorreu durante coletiva, no Centro Administrativo, na Conquista.

Amanhã (6), Jabes se reúne com os membros do Conselho Municipal de Transportes, às 17h, no Palácio Paranaguá, antiga sede da prefeitura. A data em que passa a vigorar o reajuste dependerá da reunião de amanhã com os conselheiros municipais. O reajuste também deve ser analisado pela Câmara de Vereadores.

Segundo o gestor, as empresas São Miguel e Viametro solicitaram reajuste de R$ 3,48, “alegando aumento dos custos de operação nos últimos 12 meses”. Outro fator que pesa no reajuste é, conforme Jabes, a tarifa única no município.

COM FROTA SUCATEADA, EMPRESAS COBRAM REAJUSTE EM ITABUNA

Reunião do conselho que sugeriu tarifa a R$ 2,50 (Foto Pedro Augusto).

Reunião do conselho que sugeriu tarifa a R$ 2,50 (Foto Pedro Augusto).

Vane diz que passagem vai a R$ 2,40.

Vane diz que passagem vai a R$ 2,40.

Em Itabuna, as empresas de ônibus pediram aumento de R$ 2,20 para R$ 2,70. O Conselho de Transporte Público fez estudos e votou pela tarifa a R$ 2,50, na segunda (3) (relembre aqui), o que representa reajuste de 13,63%. O percentual é mais que duas vezes superior ao concedido em São Paulo (6,7%), a cidade mais rica do país.

O Conselho de Transporte é dominado por representantes dos poderes Executivo e Legislativo, além de sindicatos. Na quarta (5), o prefeito Claudevane Leite anunciou que haverá aumento, mas não definiu o valor.

Vane antecipou que estuda a possibilidade de reajuste para R$ 2,40. Dirigentes do DCE da Uesc já se posicionaram publicamente contra o reajuste em Itabuna (confira artigo abaixo).

Itabuna possui uma das frotas mais antigas do transporte urbano do Estado. De acordo com levantamento feito pela Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito, a média de idade da frota é superior a 11 anos (relembre aqui). O serviço é operado pelas empresas São Miguel e Expresso Rio Cachoeira.

MEIA-PASSAGEM AOS DOMINGOS

A qualidade do serviço é motivo de queixa dos usuários, que encontraram voz na Câmara de Vereadores. O vereador Nadson Monteiro (MD) usou a tribuna, em fevereiro, para resumir a situação do transporte coletivo. “São ônibus que não trazem conforto aos usuários, além da redução da frota em horários de pico, o que implica em uma demora maior nos pontos”.

Aldenes: meia-passagem.

Aldenes: meia-passagem.

Além das queixas na Câmara, há quem proponha que o Itabuna adote tarifa social aos domingos e feriados. A proposta é do presidente do legislativo municipal, Aldenes Meira (PCdoB).

A experiência da meia-passagem já foi utilizada em Itabuna no governo do ex-prefeito Geraldo Simões. Municípios como Salvador e Fortaleza (CE) praticam a meia aos domingos e feriados.

EMPRESAS ALEGAM “DEFASAGEM”

As empresas de ônibus, ao solicitarem aumento de de R$ 2,20 para R$ 2,70, apresentaram fatores como aumento de “insumos básicos” do transporte coletivo. E, também, reclamaram que a tarifa não é reajustada há dois anos.

As empresas são representadas por uma entidade, a Associação das Empresas de Transporte Urbano (Aetu). O último reajuste foi concedido na gestão de Capitão Azevedo, em 2011, quando a tarifa saiu de R$ 2,00 para R$ 2,20.

A associação apresenta outra queixa: o alto índice de gratuidade no serviço. Beira os 33% o percentual de usuários que não pagam passagem, segundo os dirigentes da associação. As empresas acenam com renovação da frota para obter aumento.

BUSÃO EM ILHÉUS VAI CUSTAR R$ 2,40

A tarifa de ônibus em Ilhéus vai custar R$ 2,40, a partir do dia 12 de julho, conforme decreto assinado pelo prefeito Newton Lima nesta quinta, 5. Há duas semanas, o município havia revogado decreto do reajuste ao atender a pedido de associações e do DCE da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) para reestudo da tarifa.

Newton decidiu pelo aumento agora – sem esperar resultado do novo estudo – porque as empresas São Miguel e Viametro entraram com cinco ações judiciais contra a Prefeitura de Ilhéus. Numa das ações, conforme a assessoria do gestor, as empresas pediam indenização de R$ 2.523.352,95, alegando “perdas e danos, pagamento de multa e cobrança do convênio de benefícios tarifários”.

EMPRESAS QUEREM TARIFA DE ÔNIBUS A R$ 2,69

Tarifa em Itabuna pode saltar para R$ 2,50 (Foto Waldyr Gomes).

As empresas de transporte urbano em Itabuna pressionam por nova tarifa e encaminharam estudo que pede reajuste da passagem de R$ 2,20 para R$ 2,69. A planilha das empresas repousa na mesa do prefeito Capitão Azevedo (DEM).

O reajuste, no entanto, ficará entre R$ 2,40 e R$ 2,50, colocando a tarifa cobrada em Itabuna na mais cara da Bahia. O valor terá que ser submetido à avaliação do Conselho Municipal de Transporte e Trânsito.

O último aumento foi concedido pelo município em abril de 2010, quando a tarifa saltou de R$ 2,00 para R$ 2,20.

EM ITABUNA, PASSAGEM MAIS CARA NO SÁBADO

Demoras irritam usuários do transporte em Itabuna.

A tarifa de ônibus ficará mais cara em Itabuna, a partir deste sábado (30). A passagem terá aumento de 10% e passará de R$ 2,00 para R$ 2,20.

O reajuste foi aprovado pelo Conselho Municipal de Transporte e autorizado pelo prefeito Capitão Azevedo (DEM) em decreto publicado no Diário Oficial eletrônico do município no último dia 30 de março.

Quem utiliza o serviço de transporte quatro vezes por dia, por exemplo, desembolsará R$ 19,20 a mais com o reajuste, mensalmente. Duas empresas operam no transporte coletivo urbano, a São Miguel e a Expresso Cachoeira.

O serviço prestado pelas duas concessionárias sofre críticas pelos atrasos constantes. A prefeitura nunca fez licitação do transporte urbano.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia