WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




alba










novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

editorias






:: ‘pcdob’

VANE FALA EM CRESCIMENTO

Wenceslau e Vane (à esq.), eleitora e candidatos a vereador Nadson Monteiro e Isaías da Cebola.

O prefeiturável Vane do Renascer (PRB) e o vice, Wenceslau Júnior (PCdoB), sacudiram o encontro com os 100 candidatos a vereador da coligação, ontem à noite, na sede do PP itabunense. A resposta para tanta alegria pode ser encontrada em duas recentes sondagens eleitorais, uma delas encomendada pela coligação.

Vane e Wenceslau falam em dobrar a militância nas ruas. O planejamento da coligação “Na frente para Itabuna mudar!” é chegar à liderança nas pesquisas antes mesmo do início do horário eleitoral no rádio e na TV, que começa no dia 21 de agosto. “Vamos intensificar o trabalho de “corpo a corpo” junto à população”, afirma Vane. O candidato faz “bandeiraço” na Avenida do Cinquentenário, nesta manhã, e “corpo a corpo” no Vila Zara à tarde.

DIREÇÃO NACIONAL ANULA CONVENÇÃO E DERRUBA CANDIDATURA DE JOSEPH BANDEIRA

O candidato a prefeito de Juazeiro, Joseph Bandeira (PT), levou um golpe na sua pretensão de retornar à gestão do município. O Diretório Nacional do PT anulou a convenção do partido que homologou seu nome. A decisão foi apresentada ao juiz da 47ª Zona Eleitoral, Ednaldo da Fonseca Rodrigues, ontem, 11.

No pedido, consta ainda a anulação de todos os atos da convenção do dia 22 de junho, data do evento, diante da decisão da Comissão Executiva Nacional. Com a decisão, o PT passará a apoiar a candidatura à reeleição de Isaac Carvalho (PCdoB), que terá como vice o petista Francisco de Assis Oliveira.

O ex-prefeito e ex-deputado federal Joseph Bandeira tentava retornar ao cargo e chegou a realizar uma carreata nesta semana para reafirmar a sua candidatura. Bandeira também poderá recorrer às instâncias superiores eleitorais para garantir a candidatura. O juiz ainda não se manifestou sobre a decisão do diretório nacional.

SENA FORA DA DISPUTA ELEITORAL

Sena descarta disputa.

O ex-vereador Luís Sena (PCdoB) jogou água fria na fervura (e na guerra) eleitoral em Itabuna ao anunciar que, legalmente, não poderá disputar o cargo de vice-prefeito este ano, substituindo o colega de partido, Wenceslau Júnior, na chapa encabeçada por Vane do Renascer (PRB).

– Nem desincompatibilizado eu estou, como vou ser candidato? Além de tudo, já oficializei para a imprensa: em 2012 não serei candidato. Estarei à disposição da coligação para coordenar, pedir votos e ajudar no plano de governo – disse em entrevista ao Políticos do Sul da Bahia.

Quanto à reunião ocorrida no sábado, Sena disse que se tratou de encontra para planejar a campanha de Vane. Ele ainda falou do imbróglio envolvendo o PSD. “Vamos aguardar para ver como fizeram a ata”. O partido é disputado pela Frente Partidária, encabeçada por Vane, e pelo PT de Juçara Feitosa.

SUCESSÃO, PARTIDOS E CANDIDATOS

Marco Wense

Em Itabuna, salvo algum acidente de percurso, teremos uma disputa acirrada entre o prefeito Azevedo, que busca a reeleição pelo DEM, Juçara Feitosa (PT) e Vane do Renascer (PRB).

A primeira conclusão do processo sucessório, também a mais escancarada e inquestionável, é que os diretórios municipais e as comissões provisórias não têm autonomia nenhuma.

Partido político e nada é a mesma coisa. Só na escolha dos candidatos a vereador é que as legendas ainda mostram um pouco de independência, de insubordinação.

Os dirigentes tupiniquins não passam de bonecos de engonço, pobres marionetes do traiçoeiro e movediço jogo político. A ditadura no comando estadual das legendas é monstruosa.

As articulações interioranas são como moedas de troca para alimentar os interesses dos que se acham donos dos partidos. É o vergonhoso toma-lá-dá-cá, quase sempre pecuniário.

Os políticos – com as honrosas e pouquíssimas exceções – são como prostitutas. O pior é que os “homens da lei”, que deveriam impedir todo o lamaçal eleitoral, terminam protegendo os ladrões do dinheiro público, carinhosamente chamados de ficha suja.

O Tribunal Superior Eleitoral autorizou o registro dos candidatos com contas eleitorais rejeitadas. É bom lembrar que esses candidatos tiveram o direito ao contraditório.

A decisão do TSE é, no mínimo, um absurdo. A consequência imediata é a banalização das contas eleitorais. A impunidade, cada vez mais forte e robustecida, causa maior da corrupção, agradece.

Agora vem o pós-convenção, com os candidatos oficialmente lançados e liberados para a campanha de rua, principalmente para o indispensável corpo a corpo.

Em Itabuna, salvo algum acidente de percurso, teremos uma disputa acirrada entre o prefeito Azevedo, que busca a reeleição pelo DEM, Juçara Feitosa (PT) e Vane do Renascer (PRB).

O vereador Vane, que é o candidato da Igreja Universal do Reino de Deus, acredita que vai encarnar o novo. Ou seja, o candidato sem nenhuma ligação com o fernandismo e o geraldismo.

Juçara Feitosa acha que o diferente nessa eleição é a possibilidade de Itabuna ser administrada – pela primeira vez – por uma mulher, dando um chega-pra-lá nos marmanjos.

O democrata José Nilton Azevedo, com o maior tempo no horário eleitoral, aposta todas as fichas no trabalho que vem fazendo na periferia da cidade.

RENATO, ACÁCIA E WENCESLAU

Acácia, Wenceslau e Renato.

O médico Renato Costa, a professora Acácia Pinho e o vereador Wenceslau Júnior são os vices, respectivamente, de Azevedo, Juçara Feitosa e Vane do Renascer.

A escolha do vice não é assentada no desejo e na vontade de quem ocupa a cabeça de chapa. São as circunstâncias políticas que apontam a melhor opção ou a única.

O PRB, por exemplo, não queria Wenceslau como vice de Vane. Republicanos continuam achando que o comunista, em decorrência do imbróglio no Legislativo, pode prejudicar a campanha do representante da IURD.

O PRB já tem um plano B. O ex-vereador Luis Sena, que já foi candidato a vice-prefeito de Renato Costa e Juçara Feitosa, é o nome do PCdoB para substituir Wenceslau.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

CARLOS SODRÉ DIZ QUE ITAPÉ PRECISA DE GOVERNO HONESTO

Sodré-PHS-Chapa-majoritária-de-Itapé-foto-PIMENTA

Sodré (c) diz que falta governo honesto em Itapé (Foto Pimenta).

O advogado e escritor Carlos Eduardo Sodré, 65 anos, disputará a prefeitura de Itapé, no sul da Bahia, após ter homologada candidatura pelo PHS. Ele terá como candidata a vice a professora Tilda Tammá (PV), na coligação que reúne também PCdoB e PSL.

Numa entrevista coletiva hoje à tarde em Itabuna, Sodré condenou as práticas políticas e a gestão de sua cidade natal. “É um absurdo o que se faz com Itapé e sua gente nos últimos 30 anos”, afirmou. Para o candidato, apesar de ter receita estimada em R$ 35 milhões anuais, não há obras e serviços, a educação e a saúde são precárias, crianças e jovens não têm perspectivas e o capital humano, a exemplo de professores com especialização e mestrado, atua em outros municípios.

Segundo Carlos Sodré, apesar de passar parte de sua vida em Itabuna e Salvador, não perdeu o vínculo afetivo com Itapé. “Volto com mais experiência. Sinto-me jovem para trabalhar por minha gente”. Segundo ele, o município precisa de governo honesto.

O prefeiturável criticou o que chama de “cortesia com dinheiro da prefeitura”, pagando “cestas básicas e cachaça” aos eleitores. O recurso público, disse, tem que ser empregado em oportunidades para população.

Para Sodré, “trancando a torneira do desperdício e o ralo da corrupção o dinheiro aparece e se poderá ter economia de R$ 450 mil por mês para investir”, concluiu. Ele enfrentará nas urnas o ex-prefeito Pedro Jackson Brandão, o Pedrão (PSB), e o delegado Humberto Mattos (PDT).

ELEIÇÕES EM GANDU E IPIAÚ

Irismá desistiu da reeleição.

Duas surpresas nas eleições municipais no sul da Bahia. Após governar Ipiaú por dois mandatos e ser eleito vereador em 2008, o empresário José Mendonça (PP) será candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Cesário Costa (PDT).

A dupla enfrentará nas urnas Deraldino Araújo (PMDB), que tentará reeleição, além do ex-candidato ao Senado Federal, Professor Albione (PSOL).

Em Gandu, a surpresa foi a desistência da prefeita Irismá Souza (PCdoB) desistiu da reeleição. A médica dizia sofrer perseguição dos vereadores, que rejeitaram as contas da prefeita. Ela enfrentou, também, desgastes dentro do governo. Decidiu apoiar o empresário Ivo da Eletrodisco, também do PCdoB. O vice sai do PT. Será Djalma da Ceplac.

“VOU NÃO VOU”

Os vereadores itabunenses Vane do Renascer (PRB) e Wenceslau Júnior (PCdoB) tiveram audiência com o vice-governador e secretário estadual de Infraestrutura, Otto Alencar, ontem.

Oficialmente, foram tratar (só) de obras para Itabuna. Extra-oficialmente, o assunto poderia ser (ainda) a adesão do PSD de Otto à Frente Partidária, que tem Vane como candidato a prefeito e Wenceslau a vice.

Nos bastidores, rola briga de foice, martelo e estrelinha entre a Frente e o PT de Juçara Feitosa pelo tempo (precioso) de TV e Rádio do PSD: 1min59s.

EX-CANDIDATOS VÃO APOIAR TONHO DE ANÍZIO

Tonho de Anízio, de Itacaré, terá apoio de dois ex-adversários.

O prefeito de Itacaré, Tonho de Anízio (PCdoB), conseguiu o apoio de dois dos adversários em 2008. Danilo Reis e Lauro Setúbal dizem que a união visa “evitar que Itacaré volte um passado em que o povo não era respeitado”. A alfinetada é no ex-prefeito Jarbas Barbosa (PSB) que tentará voltar ao comando do município, mas enfrenta processo de investigação interna (relembre aqui).

Os apoios à reeleição foram confirmados durante convenção, no último sábado. Além de agradecer o apoio das legendas e dos ex-candidatos Danilo Reis e Lauro Setúbal, Tonho de Anízio ressaltou a participação popular como marca de seu governo.

Anízio terá como vice o empresário Gilmar Longo (PMDB). A aliança pela reeleição do prefeito de Itacaré conta ainda com PRB, PSC, PMN, PSD, PTB e PR.

LENILDO TERÁ APOIO DE 10 PARTIDOS NA REELEIÇÃO

O prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana (PT), tentará a reeleição com o apoio de dez partidos. A convenção está sendo realizada neste momento na Dery Eventos.

A chapa majoritária de 2008 será mantida. O petista vai à disputa tendo Lula Sampaio (PV) como vice. A coligação reúne – além dos partidos do prefeito e do vice – PP, PSDC, PSL, PSB, PTB, PCdoB, PSD e PHS.

O prefeito vai para a reeleição tendo o apoio de Luizinho, vocalista do Trio da Huanna, que participa da convenção e há mais de um mês ainda era cotado como prefeiturável.

JABES: “PTZINHO” VAI TOMAR SURRA DE VOTOS

Jabes-Convenção-PRB-foto2-PIMENTA.jpg

Jabes aproveita convenção em Itabuna para atacar o PT ilheense (Foto Pimenta).

O pré-candidato a prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, atacou o PT de Ilhéus durante convenção do PRB itabunense, nesta quarta, 27. Jabes chamou o partido da pré-candidata e adversária Professora Carmelita de “PTzinho” e disse que a legenda “vai tomar uma surra de votos” em Ilhéus.

Secretário-geral do PP na Bahia, o ex-prefeito de Ilhéus e pré-candidato discursou na convenção da Frente Partidária que homologa os nomes de Vane do Renascer (PRB) a prefeito e Wenceslau Junior (PCdoB) a vice (confira mais abaixo).

Para Jabes, a candidatura de Vane representa o novo na política de Itabuna. “Os dois do lado de lá (Capitão Azevedo e Juçara Feitosa) se preparem para perder, porque as pesquisas apontam que o povo quer o novo e o novo é Vane”, disse.

Quem também fez críticas aos candidatos do DEM e do PT foi o deputado federal Márcio Marinho (PRB-BA), que também é pré-candidato a prefeito de Salvador. “O prefeito não tem poder nem para organizar a Saúde e administrar essa cidade que está dando pena”, discursou.

FRENTE PARTIDÁRIA FAZ CONVENÇÃO NA 4ª

O PRB prepara convenção para homologar a coligação majoritária com PCdoB-PV-PDT-PSC-PP e PPS às 19 horas desta quarta-feira, 27, no plenário da Câmara de Vereadores de Itabuna. O pré-candidato a prefeito é o vereador do PRB Claudevane Leite, o Vane do Renascer.

A convenção será conjunta. Mas, até a hora do evento, os líderes da Frente Partidária vão retomar o diálogo com a professora Acácia Pinho, pré-candidata a prefeita pelo PDT. Antes, para esta terça-feira, 26, está programada pelos líderes do PV uma conversa com a pré-candidata, como assegurou o presidente da sigla Evans Maxwel. “Desejamos dizer o porquê de continuar com o projeto da Frente. A professora sempre manteve postura digna e respeitosa com os partidos”, disse.

Acácia ainda estaria magoada por ter sido preterida pela maioria dos partidos da frente como candidata a vice, cargo para o qual acabou sendo indicado o vereador Wenceslau Junior (PCdoB), terceiro colocado na pesquisa de intenção de votos da Dataqualy. “A gente acredita no diálogo franco e aberto para recompor a Frente, que tem projetos e programas para o bem-estar do povo de Itabuna”, reafirmou Maxwel, na noite desta segunda-feira.

CLIMA ENTRE PT E PC DO B “AZEDA”

Azedou de vez o clima entre os irmãos siameses PT e PCdoB em alguns municípios do sul da Bahia. O comando regional do PCdoB enxergou comportamento desleal de petistas em Uruçuca e Camacan. Promete dar o troco.

Há possibilidade de intervenção no diretório do PCdoB em Coaraci, onde o partido pode, a exemplo de Itabuna, marchar com a candidatura do PRB, deixando a coligação da prefeita Josefina Castro (PT).

Em Uruçuca, o partido não gostou da tentativa petista de cooptar o comando local quando as negociações se dariam com representantes do Diretório Estadual. Creditam o naufrágio das negociações a Murilo Brito e Everaldo Anunciação.

Assim, Fernanda Silva, que trabalhava com a possibilidade de ter o empresário Marcelo Dantas como vice, terá que enfrentar não apenas Moacyr Leite (PP), mas também o próprio Marcelo.

Em Camacan, os comunistas já escolheram o vice de Oziel da Ambulância. E não foi o petista Fernando da Farmácia, que ficou isolado e tenta manter a candidatura.

Comunistas como Ramon Cardoso afirmam que o PCdoB exige outro tratamento, principalmente por dar apoio em outros seis municípios da região. Hora de contrapartida, pois.

PT E PC DO B SE UNEM EM JUSSARI

Wenceslau, Valnio, Guimarães, Luciano e Aninha em reunião que selou acordo eleitoral em Jussari.

Se não deu certo em Itabuna, o mesmo não se pode dizer de Jussari. O antigo distrito de “Tabocas”  assiste à união entre os eternos brigões PT e PCdoB. Com o apoio dos “cururus”,  o petista Valnio Muniz tenta novo mandato no município sul-baiano , agora com o apoio de 10 partidos.

A reunião que sacramentou o apoio do PCdoB a Valnio ocorreu hoje à tarde, em Itabuna. O encontro foi conduzido pelo vereador Wenceslau Júnior, responsável pelas articulações regionais dos comunistas no sul da Bahia. Atual vice-prefeito, Guimarães rachou com a prefeita Neone Cordeiro e acredita que  grande aliança de partidos determinará “novo futuro para o povo de Jussari”.

ACÁCIA FALA EM CANDIDATURA PRÓPRIA APÓS SER PRETERIDA COMO VICE DA “FRENTE”

Acácia: tempo (Foto Pimenta).

O PDT ameaça deixar a Frente Partidária e lançar a candidatura de Acácia Pinho a prefeita de Itabuna, após o nome da professora ter sido preterido em votação dos sete partidos da aliança, por 4 a 1. Os dirigentes do PDT se reuniram há pouco com o comando local do PV para avaliar a decisão que apontou o vereador Wenceslau Júnior (PCdoB) como vice de Vane do Renascer (PRB).

A avaliação do PDT é de que Acácia teria mais apelo eleitoral que Wenceslau por, segundo pesquisas, atrair mais votos de Azevedo, ser mulher e estar melhor posicionada que o comunista no levantamento feito pela Dataqualy.

Os números não podem ser divulgados porque a pesquisa não foi registrada. Os votos de Wenceslau migrariam em quase sua totalidade para a candidatura petista, caso não seja o vice. Acácia conversou há pouco com o PIMENTA.

PIMENTA – Professora, a senhora continua na Frente?

ACÁCIA PINHO – Vamos analisar o que foi decidido agora. Vou reunir a equipe, nossos deputados. A gente vai refletir sobre como vai ser a nossa participação [na Frente Partidária]. A gente vai avaliar. Concordamos que fosse anunciada a cabeça de chapa. Temos até terça-feira para nos posicionarmos.

Há discordância em relação à escolha do vice?

Existem discordâncias. Eu estava prevendo ser a vice, até pela posição na pesquisa e pelos escândalos [na Câmara de Vereadores, que afetaram Wenceslau Júnior]. Havia sentimento de que eu seria a vice. Foi frustrado.

E agora?

A gente vai amadurecer, refletir, para não ser injusta, não sair da minha linha de pensamento. Nunca mais vou sair sozinha, preciso respeitar essas pessoas que têm consideração.

Vai sair candidata?

Sim, existe essa possibilidade. Mas vamos trabalhar com muito critério. Temos que pensar também na proporcional. Estamos avaliando seriamente a possibilidade de sair com candidatura solo, até terça, quarta-feira [sai a decisão]. Mas esse é um pensamento de quem acabou de sair de uma reunião.

FRENTE PARTIDÁRIA BATE MARTELO E CHAPA SERÁ VANE-WENCESLAU

Agora é oficial: Vane e Wenceslau são os nomes da Frente Partidária.

Batido o martelo. A Frente Partidária definiu, há pouco, a chapa majoritária com a qual enfrentará Capitão Azevedo (DEM) e Juçara Feitosa (PT). A chapa será encabeçada pelo vereador Claudevane Leite (PRB) e terá como vice o também vereador Wenceslau Júnior (PCdoB).

A reunião que definiu a composição da frente foi realizada na sede do PDT, na Beira-Rio. Os dirigentes partidários falaram em unidade das legendas e planejamento para ganhar a disputa. A frente ainda é composta por PV, PSC, PPS, PP, PDT e PV. 

A VOLTA POR CIMA

O secretário-geral do PP, Jabes Ribeiro, desistiu de disputar uma cadeira à Assembleia Legislativa, em 2010. À época, disse a este blogueiro que a desistência lhe garantia apoios para a disputa em 2012.

Desde quando deixou a prefeitura de Ilhéus, em 2004, Jabes contabilizou derrotas e frustrações, deixou o DEM e ingressou no PP e, aos poucos, foi acumulando contatos e prestígio na cúpula estadual do governo baiano. Chegou a hora da colheita.

Na tentativa de retorno ao Palácio Paranaguá, a coligação de partidos em seu entorno reúne 15 legendas – dentre elas, o PMDB de Cacá Colchões – e pode chegar a 18 até o dia 30. É quem melhor tem se posicionado na corrida eleitoral ilheense. Conjunção de fatores ajuda o pepista, dentre elas a rejeição homérica ao prefeito Newton Lima.

O ex-prefeito de Ilhéus joga pesado nos bastidores e estabelece alianças em Ilhéus e no âmbito regional para se firmar, novamente, como aliança regional. Jabes travou a aliança do PP com o PT em Itabuna e deu ao PCdoB – e ao cunhado Davidson Magalhães – a contrapartida ao apoio recebido em Ilhéus.

PPS E PP OFICIALIZAM ENTRADA NA FRENTE PARTIDÁRIA CONTRA JUÇARA E AZEVEDO

Mariana, de branco, e Minas Aço Jr., de preto, oficializam entrada de PPS e PP (Foto Pimenta).

Agora é oficial. O Partido Progressista (PP) e o Partido Popular Socialista (PPS) confirmaram na noite desta terça-feira, 19, união com os partidos da Frente Partidária integrada por PCdoB, PP, PDT, PV, PSC e PRB.  Ética na política, gestão participativa,  inovação e participação popular foram conceitos e princípios mais citados nos discursos dos líderes partidários.

Segundo Ramon Cardoso, do PCdoB de Itabuna, a intenção da aliança partidária é consolidar gestão que tire o município “do atraso político e do caos administrativo em que está imersa” há 30 anos. “Vejo aqui a mudança que a população deseja”, afirma Evans Maxwell (PV) seguido pelo pastor evangélico  Francisco Edes (PRB) para quem a cidade necessita de gestão mais moderna.

O ato de lançamento oficial da Frente Partidária contou com a presença dos pré-candidatos Acácia Pinho (PDT) e Wenceslau Junior (PCdoB). Os dois fizeram questão de reafirmar que a cabeça de chapa será anunciada na quinta-feira, 21, a partir de pesquisa de intenções de voto já fechada e de critérios internos.

A pesquisa foi feita pela Dataqualy e será analisada em reunião dos partidos da Frente. O pré-candidato Claudevane Leite (PRB) não participou do encontro na Galeteria, no São Caetano, porque está de dengue. O PPS foi representado por Mariana Alcântara e o PP por Minas Aço Júnior.

COLIGAÇÕES PROPORCIONAIS

Um pinga-fogo foi estabelecido com os líderes da Frente Partidária pelos jornalistas e blogueiros. Desse aperto se teve a notícia de que nas candidaturas a vereador, a chamada chapa proporcional se tem um rascunho de coligações: PDT-PV-PRB-PSC / PPS-PP / PCdoB, que sairá sozinho. Mais um partido pode aderir à frente. Um deles seria o PTB.

FRENTE ANUNCIARÁ CHAPA VANE-WENCESLAU

Frente será formada por Vane com Wenceslau na vice.

A Frente Partidária, integrada por PCdoB, PP, PDT, PV, PSC e PRB, já definiu a cabeça da chapa majoritária. O candidato a prefeito será o vereador Claudevane Leite (PRB), o Vane do Renascer, e o também vereador e suplente de deputado estadual Wenceslau Júnior (PCdoB) ocupará o posto de vice, confirmando o que antecipou este blog na semana passada (relembre). Só um acidente de percurso mudará essa composição.

A pesquisa encomendada para definir a formação da chapa será posta à mesa amanhã, 20, numa reunião entre os partidos da frente. O anúncio oficial da chapa será na próxima quinta, 21, mesmo dia em que o prefeito e candidato à reeleição, Capitão Azevedo, terá candidatura homologada pelo DEM, tendo o médico e ex-deputado Renato Costa como vice.

Uma das dúvidas da frente era se Vane teria capacidade de atrair aporte financeiro para a campanha. Em entrevista ao PIMENTA, ontem, deputado federal e comandante do PRB no estado, Bispo Marinho, disse que a legenda terá “muitas pessoas boas, bem-intencionadas, patrocinando a campanha” do vereador itabunense.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia