WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate


alba










julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias






:: ‘pcdob’

ALDENES PREGA FORTALECIMENTO DA REPRESENTAÇÃO REGIONAL

Candidatura de Aldenes foi confirmada na convenção realizada pelo PCdoB no dia 27

Candidatura de Aldenes foi confirmada na convenção realizada pelo PCdoB no dia 27

Confirmado entre os candidatos a deputado estadual pelo PCdoB, o presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Aldenes Meira, faz pregação em defesa do fortalecimento da representação política sul-baiana. Apesar de ser época de Copa do Mundo, o comunista sugere que a população ignore os famosos políticos que só aparecem a cada quatro anos.

Aldenes afirma que a região vive um momento importante, diante da ampliação da oferta de ensino superior, com a Universidde Federal do Sul da Bahia (UFSB) e expectativa de investimentos em infraestrutura, como o Porto Sul. “Nossa luta é para que esses equipamentos se implantem associados à melhoria da qualidade de vida da população sul-baiana e ao surgimento de novas oportunidades para todos”, propõe o candidato.

O candidato acredita que essa “distribuição das oportunidades” depende de uma representação política forte e comprometida com políticas públicas que favoreçam as camadas historicamente excluídas.

VANE DÁ PRAZO AO PCdoB PARA INDICAR SUBSTITUTO NA SAÚDE

Wenceslau e Vane sentam-se à mesa hoje (Foto Pimenta/Arquivo).

Wenceslau e Vane sentam-se à mesa hoje (Foto Pimenta/Arquivo).

Acabou a paciência do prefeito Claudevane Leite com o secretário da Saúde, Plínio Adry. Nesta tarde, Vane sentará à mesa com o vice-prefeito Wenceslau Júnior para escolher um novo nome para a pasta, após avisar que segunda-feira (30) é o prazo final para o PCdoB indicar um substituto.

Os comunistas até pensaram em sugerir o nome do médico e empresário Eduardo Fontes, mas o prefeito vetou por causa do imbróglio envolvendo a licitação que escolheu empresa para administrar a Zona Azul.

Vane, no entanto, impôs condições para aceitar um nome indicado pelo PCdoB. No pensamento do prefeito, deverá ter características semelhantes a de Almir Gonçalves Filho, o nome preferido pelo prefeito na hipótese de um “racha político”.

O médico é ligado à deputada estadual Ângela Sousa (PSD) e, segundo o prefeito, tem ótima relação com prestadores de serviço “para ajeitar a casa, fazer as contratações”, conforme fonte. “O prazo de Plínio é dia 30”, disse o prefeito.

Como este blog revelou com exclusividade, Vane já havia reclamado do ritmo de Plínio em uma reunião com representantes da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna (relembre aqui). O prefeito já sinalizava a possibilidade de exonerá-lo antes mesmo do prazo convencionado, o pós-eleições.

 

 

PC DO B DE BRUMADO VAI COM ALDENES

Aldenes (ao fundo) fala para os comunistas em Brumado

Aldenes (ao fundo) fala para os comunistas em Brumado

O PCdoB de Brumado realizou conferência neste domingo (15) e reafirmou apoio à pré-candidatura de Aldenes Meira a deputado estadual. Na conferência, que ocorreu no Clube dos Mineradores, houve debates sobre conjuntura política e eleições.

O presidente do PCdoB em Brumado, vereador Edio Pereira, defendeu a opção por candidaturas comprometidas com políticas públicas de combate à exclusão social. A mesma defesa foi feita por Agno Meira, também vereador no município do sudoeste baiano.

Aldenes, que prestigiou a conferência, disse que “o PCdoB de Brumado tem uma militância  forte e uma história de luta, o que torna esse apoio fundamental em nossa caminhada”. Para deputado federal, o diretório apoiará a reeleição de Daniel Almeida.

ALDENES REALIZA PLENÁRIA EM ITABUNA

Vereador reuniu militantes para discutir o mandato e conjuntura política

Vereador reuniu militantes para discutir o mandato e conjuntura política

O vereador e pré-candidato a deputado estadual Aldenes Meira (PCdoB) realizou plenária de seu mandato na noite desta sexta-feira (30). Na atividade, o comunista falou sobre aspectos de sua atuação legislativa e participou de um debate sobre a conjuntura política municipal, estadual e nacional.

O evento, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais em Itabuna, reuniu militantes da Federação dos Trabalhadores da Agricultura (Fetag), Movimento de Luta pela Terra (MLT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), sindicatos e associações de moradores.

Um dos participantes foi o vice-prefeito de Itabuna, Wenceslau Júnior, que fez um balanço do governo municipal e mais uma vez afirmou que o atual prefeito enfrentou dificuldades por ter encontrado uma administração desorganizada e endividada. Wenceslau também falou sobre os avanços sociais conquistados nos últimos anos pelo Brasil e convocou a militância a defendê-los.

Aldenes declarou que seu mandato tem buscado levantar bandeiras associadas à melhoria da qualidade de vida da população, citando como exemplo a questão da mobilidade urbana. O vereador disse ainda que está empenhado na reorganização da Câmara Municipal e uma das propostas nesse sentido é a realização de um concurso público para contratação de servidores. O edital, segundo ele, será publicado em breve.

ALDENES “CORRE TRECHO”

Aldenes Meira na reunião do Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável de Macaúbas

Aldenes Meira na reunião do Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável de Macaúbas

Em pré-campanha para a Assembleia Legislativa, o vereador Aldenes Meira (PCdoB/Itabuna) encara o desafio de ampliar o conhecimento de seu nome no Estado. Por esse motivo, tem aproveitado os finais de semana para visitar diversos municípios em todas as regiões da Bahia.

Nos últimos dias, o comunista fez um périplo que incluiu cidades como Brumado, Riacho de Santana, Bom Jesus da Lapa e Macaúbas. Nessas viagens, reforça alianças que começaram a ser construídas nos tempos de militância no Movimento de Luta pela Terra (MLT) e na Federação dos Trabalhadores da Agricultura (Fetag).

Além de Itabuna, Aldenes trabalha para ter votação em pelo menos 52 municípios.

PCdoB AVALIA PARTICIPAÇÃO NO GOVERNO VANE

Aldenes Meira está entre os dirigentes da legenda no município.

Aldenes Meira está entre os dirigentes da legenda no município.

Os filiados do PCdoB em Itabuna participam, nesta tarde, de um seminário para avaliar a participação da legenda no governo municipal e discutir estratégias para as eleições deste ano.

O encontro terá a participação do secretário de Planejamento e vice-prefeito, Wenceslau Júnior, e dos pré-candidatos a deputado Davidson Magalhães (federal) e Aldenes Meira (estadual).

O encontro começa às 16h.

BARBA, CABELO E BIGODE

marco wense1Marco Wense

O fernandismo quer fazer barba, cabelo e bigode: a eleição de Paulo Souto, a não reeleição da presidente Dilma Rousseff e o fracasso eleitoral do Capitão Azevedo.

A cada passo, atrás de cada gesto, um obsessivo pensamento: ser prefeito de Itabuna pela quinta vez. É o incansável Fernando Gomes de olho na sucessão de 2016.

FG sai do PMDB do médico e político Renato Costa e retorna ao DEM da fiel escudeira Maria Alice, dirigente-mor do diretório municipal e coordenadora da campanha de Paulo Souto ao Palácio de Ondina.

Gostem ou não, Maria Alice é pessoa indispensável para o processo eleitoral dos democratas. É quem faz tudo: organiza, articula e busca o apoio de outras legendas.

Como não bastasse o retorno ao partido que pode eleger o próximo governador da Bahia, Fernando Gomes vai apoiar José Carlos Aleluia para deputado federal, que é o presidente estadual do DEM.

Não satisfeito, achando pouco, FG espera uma decisão de Paulo Souto em relação a Fábio Souto. Ou seja, vai apoiar o filho do ex-governador se ele sair candidato a deputado estadual, desistindo da reeleição para o parlamento federal.

No DEM, FG passa a ser adversário do também ex-prefeito Azevedo, que precisa de uma eleição – deputado estadual ou federal – para ganhar corpo diante de um FG revigorado.

O fernandismo quer fazer barba, cabelo e bigode: a eleição de Paulo Souto, a não reeleição da presidente Dilma Rousseff e o fracasso eleitoral do Capitão Azevedo.

Geraldo Simões, o PT e os petistas ficam para depois. O PCdoB fica por conta do governo Vane e do PRB do bispo-deputado Márcio Marinho.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

PCdoB TAMBÉM CRITICA ESCOLHA DE JOÃO LEÃO COMO VICE DE RUI

pt-x-pc-do-b1O PCdoB emitiu nota pública para criticar a escolha do deputado federal João Leão (PP) para vice da chapa do pré-candidato a governador Rui Costa (PT). Os comunistas tinham a pretensão de indicar Alice Portugal para compor a chapa, sendo a parlamentar a vice do petista.

A reclamação, no entanto, se refere à falta de comunicação do governador Jaques Wagner e do próprio Rui Costa com os partidos aliados, dentre eles o PCdoB. A nota cita que os partidos souberam da escolha de João Leão pela imprensa. “O PCdoB, aliado histórico, lamenta o fato de não ter sido ouvido sobre o desfecho e nem consultado sobre acertos outros que vem sendo divulgados pela imprensa, com os quais não temos concordância”.

A nota cita o fato de o partido estar entre os que “comeram poeira” para ajudar “a construir a vitória política e eleitoral no Estado contra as forças do atraso”. A palavra atraso é outra estocada na escolha do candidato a vice. Leão é originário do carlismo, assim como o pré-candidato a senador, Otto Alencar. O secretariado estadual do partido se reunirá na próxima segunda (24), em Salvador, para avaliar a composição da chapa. “

IMPIEDOSAMENTE DESCARTADO

marco wense1Marco Wense

Até as freiras do Convento das Carmelitas sabiam que o governador Jaques Wagner ficaria com o PP em detrimento do PDT. O tempo da legenda no horário eleitoral foi decisivo.

Os preciosos minutos na telinha são mais importantes do que a pessoa do pré-candidato, que diante da situação vira um mero coadjuvante, não importando os laços de amizade com o detentor da escolha.

Outro detalhe é que a cúpula do PT, agora sob a batuta de Everaldo Anunciação, acha – e continua achando – que os pedetistas são mais, digamos, domáveis que os pepistas.

Ninguém imaginava o deputado João Leão como vice de Rui Costa na chapa governista, já que a disputa era travada entre Mário Negromonte e o presidente da Assembleia Legislativa, o pedetista Marcelo Nilo.

Ficou a impressão de que a postulação de Negromonte era de mentirinha, tudo combinado com João Leão. A maior autoridade do Parlamento estadual foi impiedosamente descartado. Defenestrado.

THIAGO E O PSL

Thiago FeitosaThiago Feitosa (foto), filho do deputado federal Geraldo Simões, saiu do PT para o PSL por conveniência política e não por qualquer outro motivo.

No PT, sua ex-legenda de priscas eras, como diria o saudoso jornalista Eduardo Anunciação, não teria nenhuma chance de ser eleito para o Parlamento estadual.

A figura maior do PSL, João Henrique, ex-alcaide soteropolitano, anda de mãos dadas com ACM Neto. Já declarou que o seu candidato a governador é aquele que Netinho apontar.

O PSL vai apoiar o ex-governador Paulo Souto (DEM). Como a fidelidade partidária é anzol que só fisga peixe pequeno, o jovem Tiago pode declarar, em alto e bom som, que seu candidato ao Palácio de Ondina é o petista Rui Costa.

João Henrique é de uma instabilidade impressionante. Não sabe o que quer. A sabedoria popular costuma chamar o político do “vai e vem” de barata tonta.

COISA DO PASSADO

A educadora Carol Carvalho, após 20 anos de militância no PCdoB, pediu desfiliação da legenda: “Vocês não sabem o que é comunismo”, bradou a professora.

O desabafo da insatisfeita e decepcionada Carol fez lembrar o saudoso poeta e compositor Cazuza: “Ideologia! Eu quero uma pra viver”.

A você, Carol, resta o “consolo” de que não existe outro caminho. O que prevalece hoje é o “pirãonismo” (farinha pouca meu pirão primeiro). Pela coerência, somente os capitalistas merecem parabéns. Continuam os mesmos.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

BAIXA NO PCdoB ITABUNENSE

O PCdoB registrou neste sábado (15) mais uma baixa de militantes com muitos anos de história em Itabuna. Hoje, a educadora Carol Carvalho comunicou, via Facebook, a sua desfiliação do partido, após 20 anos de militância.

Por fim, lembrou a uma parcela do PCdoB, a dos dirigentes: “vcs (vocês) não sabem o que é comunismo”. A professora contou com a solidariedade de atuais e ex-comunistas.

 

E A VICE VAI PARA…

Ricardo RibeiroRicardo Ribeiro | ricardorib@outlook.com

O governador Jaques Wagner disse tudo e, ao mesmo tempo, não disse nada na noite carnavalesca desta quinta-feira (27). O assunto, logicamente, era o que mais causa frisson no momento, sobretudo entre pedetistas e pepistas, estes mais indóceis no afã de conquistar postos de relevo na estrutura do poder.

Ao ser perguntado sobre quando o nome do vice seria definido, Wagner afirmou que a escolha já se deu, porém não declinou o nome. Ou seja, persistem as cólicas em quem não dorme mais, pensando em quem será o homem – ou a mulher – ao lado de Rui Costa (PT). Wagner, que não é o noivo, mas um padrinho de escol, já disse que prefere uma chapa com diversidade de gênero.

Se vingar a pressão do PP, o partido assumirá o posto. Não se sabe se com o deputado federal Mário Negromonte ou com uma mulher, estando cotada nesta hipótese a feirense Eliana Boaventura.

Com uma estrutura menor e sem tanto poder de pressão,  o PDT do deputado estadual Marcelo Nilo já corre por fora na disputa pela vice, mas, caso esta lhe caia no colo,também está disponível o nome da secretária estadual de Ciência e Tecnologia, Andrea Mendonça. Mais distante dessa briga, mas também lembrada, figura a deputada federal Alice Portugal, do PCdoB.

Os aflitos, no entanto, devem reforçar seu estoque de Buscopan, pois o bendito nome – embora já definido, segundo JW –  somente será divulgado dentro de duas semanas. Um tempo precioso para aparar arestas, promover as reengenharias necessárias, reduzir as tensões presentes e se preparar para as futuras. Que talvez sejam maiores.

Ricardo Ribeiro  é advogado.

RODOVIÁRIOS DE ITABUNA NA BRONCA COM A SETTRAN

Rodoviários de Itabuna estão indignados com a Secretaria de Transportes e Trânsito. O motivo são as multas que vêm sendo aplicadas pelos agentes da Settran por atrasos nos itinerários.

As multas são dirigidas às empresas, mas estas descontam os valores do salário dos empregados, o que gera revolta na categoria. Motoristas dizem que, na maioria das vezes, os atrasos são provocados pelos engarrafamentos e pela buraqueira em muitas ruas. Ou seja, não é culpa deles e sim da própria gestão municipal, que não organiza o trânsito e ainda pune quem sofre com a bagunça.

Nesta quarta-feira (19), os vereadores Aldenes Meira e Jairo Araújo, ambos do PCdoB, foram até a garagem da empresa São Miguel e ouviram os trabalhadores. Eles se comprometeram a cobrar do governo uma nova postura com a categoria.

 

CUNHADO NÃO É PARENTE

Para quem pensa que Jabes Ribeiro (PP) apoiará a candidatura do cunhado Davidson Magalhães (PCdoB) a deputado federal, vai aqui um balde de água fria. Nesta sexta-feira (7), o irmão e “ajudante de ordens” do prefeito, John Ribeiro, disse para várias pessoas que é zero a chance do brother apoiar o comunista.

“Jabes dará apoio a Mário Negromonte Júnior (PP) para federal e ao nome que Ronaldo Carletto indicar para estadual”, assegurou John”.

A quem perguntava sobre Davidson, o moço só dizia duas palavras: – que nada!

RELAÇÕES ESTREMECIDAS

Enquanto Vane discursava, expressão de Davidson Magalhães demonstrava o nível do humor entre os comunistas e o prefeito

Enquanto Vane discursava, expressão de Davidson Magalhães demonstrava o nível do humor entre os comunistas e o prefeito

É notório que o governo itabunense está dividido em pelo menos dois grandes blocos: um com forte presença de evangélicos (ligado ao prefeito Claudevane Leite) e outro formado pelo PCdoB, partido do vice-prefeito Wenceslau Júnior. Não é segredo que as relações entre os dois grupos não é boa e as trombadas são frequentes.

O clima nada amistoso entre comunistas e “irmãos” foi percebido em semblantes carrancudos na manhã desta quarta-feira (29), durante seminário que discute a Região Metropolitana do Sul da Bahia.

O evento é promovido pela Bahiagás e naturalmente o presidente desta empresa, o comunista Davidson Magalhães, estava presente. Ao lado do prefeito, Magalhães permaneceu de cara fechadíssima enquanto Claudevane Leite fazia seu discurso na abertura do seminário.

Na plateia, o vice-prefeito Wenceslau Júnior ocupava a primeira fila e também não dirigia olhares muito simpáticos ao gestor.

VETO À “MEIA PASSAGEM” AZEDA RELAÇÃO ENTRE VANE E ALDENES

Vane e Aldenes: relações estremecidas.

Vane e Aldenes: relações estremecidas.

Não convidem para a mesma mesa o presidente da Câmara de Itabuna, Aldenes Meira (PCdoB), e o prefeito Claudevane Leite (PRB).

A relação entre ambos estremeceu de vez, após o prefeito decidir vetar o projeto que concedia a meia passagem aos domingos em Itabuna.

O prefeito alega que a iniciativa é inconstitucional, pois gera despesas, mas o vereador acredita que fatores políticos teriam levado o gestor municipal a vetar a ideia que já é sucesso em várias cidades brasileiras, dentre elas Salvador.

Aldenes vinha reclamando do tratamento de Vane bem antes, por exclui-lo de várias ações governamentais.

A meia-passagem foi a gota d´água, mas fontes próximas lembram que o prefeito deixava de convidar o presidente da Câmara até mesmo em eventos em bases eleitorais do vereador, a exemplo da Roça do Povo, Itamaracá e Mutuns.

Para estes locais, bases do vereador, Vane levava a tiracolo a deputada estadual Ângela Sousa, que é candidata a reeleição. E Aldenes, veja só!, é pré-candidato a deputado estadual.

Ontem, Aldenes estava mais que contrariado. E, num grupo reservado, disse que o prefeito desconhecia os poderes de um presidente de Câmara. Cassação, por exemplo, teria sido uma das palavras pronunciadas. Capas-pretas do PCdoB itabunense (Wenceslau Júnior e Davidson Magalhães) também foram… elogiados.

DOIS BICUDOS

marco wense1Marco Wense

Geraldo anda dizendo que Magalhães, que é o diretor-presidente da Bahiagás, vem gastando o dinheiro da empresa na campanha para deputado federal.

O relacionamento político entre o PT e o PCdoB de Itabuna sempre foi marcado por intrigas, picuinhas, traições, falsidades, desconfianças e até ofensas pessoais.

O pega-pega é velho, vem da política estudantil na então Fespi, quando comunistas e petistas se digladiavam pelo comando do Diretório Central dos Estudantes, o cobiçado DCE.

Quando se juntam, como aconteceu em várias sucessões municipais, é por interesse e conveniência, já que a união se torna indispensável para derrotar os adversários comuns.

O PT e o PCdoB são inimigos ferrenhos quando estão separados no processo eleitoral. PCdoB versus DEM ou PT versus PSDB são confrontos civilizados quando comparados a uma disputa PT versus PCdoB.

O mais recente duelo envolve as duas figuras emblemáticas do petismo e do comunismo tupiniquins, sem dúvida o ex-prefeito Geraldo Simões e o ex-vereador Davidson Magalhães.

Geraldo anda dizendo que Magalhães, que é o diretor-presidente da Bahiagás, vem gastando o dinheiro da empresa na campanha para deputado federal.

Defensores de Davidson, irritadíssimos com Geraldo, lembram que o ex-alcaide, em vez de se preocupar com a vida alheia, deveria cuidar da sua condição de réu nos processos que tramitam na justiça.

E mais: corre à boca pequena a informação de que o PT vai reivindicar o comando da Bahiagás assim que Davidson se afastar da presidência para concorrer ao Parlamento.

Dois bicudos não se beijam. Geraldo Simões e Davidson Magalhães sequer se abraçam. É melhor assim do que abraço de tamanduá.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

WENCESLAU, O “BOMBEIRO”

Wenceslau2 coletiva www.pimenta.blog.brO vice-prefeito de Itabuna, Wenceslau Júnior (PCdoB), apressou-se a apagar um foco de incêndio que mais uma vez ameaçava as relações entre os comunistas e o grupo de dirigentes municipais afinado com o prefeito Claudevane Leite (PCdoB).

No caso, com o perdão do trocadilho, o foco estava situado na Ficc.

Surgiram rumores de que o PCdoB operara para boicotar uma festa de Réveillon organizada pelo presidente da fundação de cultura, professor José Roberto da Silva. A versão era a de que a iniciativa melindrou os comunistas e gerou mal-estar no governo.

Segundo Wenceslau, não houve boicote nem mal-estar, mas simplesmente uma decisão administrativa do prefeito relacionada ao decreto de estado de emergência por causa das chuvas. Além disso, haveria preocupação com a segurança do evento, no qual estariam presentes nomes como Zeca Baleiro e a banda Detonautas.

Ah bom!

DAVIDSON CONTINUA NA PISTA

marco wense1Marco Wense

Ao ilustre filiado do PCdoB, sem dúvida uma das mais importantes lideranças da legenda, cabe a missão de não deixar que o hoje seja o amanhã.

Ainda é cedo para afirmar que a pré-candidatura de Davidson Magalhães ao Parlamento federal não vai decolar, que vai ser uma grande decepção para o PCdoB.

Essa onda de pessimismo em torno do comunista, com o nítido propósito de deixá-lo cabisbaixo, não é protagonizada somente pelo PT de Geraldo Simões.

O DEM e o PRB também torcem para que o diretor-presidente da Bahiagás fique sem gás na sua legítima e democrática caminhada rumo ao cobiçado Congresso Nacional.

Democratas, petistas, comunistas e a turma do PRB, legenda sob o comando da Igreja Universal, são adversários na eleição de 2014, com cada qual defendendo seus candidatos.

Não sei como anda a campanha do bispo Marinho, se ele vai precisar dos votos de Itabuna para se reeleger. Davidson Magalhães e os ex-prefeitos Azevedo e Geraldo dependem de uma boa votação na cidade.

Geraldo Simões, José Azevedo e Marinho, quando o assunto é o insucesso eleitoral de Davidson e, por tabela, o enfraquecimento do PCdoB, estão mais que juntos. São aliados afinadíssimos.

As pesquisas de intenção de voto, pelos menos a que eu tive acesso ou informação confiável, apontam Davidson em uma situação desconfortável, até mesmo surpreendente, já que o comunista fica bem atrás dos outros concorrentes.

E os concorrentes não se limitam a Geraldo, Azevedo e Marinho. O deputado Félix Mendonça Júnior, presidente estadual do PDT, aparece na frente do comunista.

É evidente que tudo pode mudar. As pesquisas são retratos de um momento político. A pré-candidatura de Davidson Magalhães ainda continua na pista.

Ao ilustre filiado do PCdoB, sem dúvida uma das mais importantes lideranças da legenda, cabe a missão de não deixar que o hoje seja o amanhã.

Mas mesmo decolando, melhorando nas consultas populares, sua eleição é considerada difícil. A falta de carisma de Davidson e o semblante insosso são apontados como pontos incorrigíveis.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

OPOSIÇÃO AO PCdoB

marco wense1Marco Wense

A tendência, com a proximidade do pleito de 2014, é de um acirramento cada vez mais intenso entre o PCdoB e o PRB, com cada qual defendendo seus candidatos.

De início é bom dizer que a oposição ao Partido Comunista do Brasil, o velho e aguerrido PCdoB, tem duas vertentes: dentro do governo Vane e fora dele.

Do lado externo, os petistas comandam o oposicionismo com o deputado federal Geraldo Simões na linha de frente. O alvo principal é Davidson Magalhães, presidente da Bahiagás.

Aqui em Itabuna, o PT e o PCdoB se juntaram em várias sucessões municipais, mas tudo em nome da sobrevivência política, como aliados pragmáticos e circunstanciais.

O relacionamento PT e PCdoB sempre foi marcado por muito cinismo, tapeação, desconfiança e sabedoria de ambos os lados. O pega-pega vem do movimento estudantil.

Em priscas eras, como diria o saudoso jornalista Eduardo Anunciação, enfrentei o PT e o PCdoB na eleição para o Diretório Central dos Estudantes, o DCE da então FESPI, hoje Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

Sob pena de perderem o comando do DCE para o PDT, comunistas e petistas se uniram contra minha candidatura. Derrotado, continuei na luta. O troco veio depois: fui eleito presidente do DA de Direito.

Internamente, o PCdoB tem o PRB, legenda do prefeito Claudevane Leite, na sua cola. O secretário de Assistência Social, José Carlos Trindade, com o aval silencioso do bispo Márcio Marinho, é o adversário-mor.

O conceituado blog Pimenta não é de inventar nada. Trindade disse mesmo que Davidson Magalhães não teria cinco mil votos em Itabuna para deputado federal. Continua dizendo, agora mais precavido.

A tendência, com a proximidade do pleito de 2014, é de um acirramento cada vez mais intenso entre o PCdoB e o PRB, com cada qual defendendo seus candidatos.

Em relação ao Parlamento estadual, tudo com bolinhas azuis. Ângela Sousa (PSD-reeleição) já tem o explícito e empolgado apoio do prefeito Vane. O céu é de brigadeiro.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

GERALDO SIMÕES X DAVIDSON MAGALHÃES

Petista critica comunista, que lhe devolve o "afago"

Petista critica comunista, que lhe devolve o “afago”

Inimigos íntimos, o deputado federal Geraldo Simões (PT) e o presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães (PCdoB) estão mais uma vez em pé de guerra. Se é que um dia deixaram de estar.

No último sábado (2), a batalha entre os dois políticos saiu da latência, quando o petista, entrevistado no programa Resenha da Cidade (Rádio Difusora AM) falou mal do comunista, criticando patrocínios liberados pela empresa Bahiagás para eventos culturais no interior do Estado.

Irônico, Simões chegou a dizer que a quantidade de patrocínios oferecida pela empresa é tamanha, que isso seria capaz de influenciar o preço do gás. Ele também afirmou que os gastos estariam associados à pré-campanha de Davidson Magalhães, que deverá disputar cadeira na Câmara dos Deputados em 2014.

A resposta do comunista veio nesta terça-feira (5), em entrevista concedida a Ricardo Bacelar, na Rádio Nacional. Instigado a responder ao deputado, Magalhães destacou investimentos realizados pela Bahiagás no sul da Bahia, como os R$ 50 milhões na instalação do gasoduto e R$ 14 milhões na ampliação da rede de distribuição de gás.

Segundo o comunista, esses investimentos, assim como a política de patrocínios, vão continuar. Ele acrescentou que as críticas de Geraldo Simões são contra o governo, já que as ações da Bahiagás estariam alinhadas com a gestão estadual e suas contas são auditadas por um conselho, presidido pelo vice-governador Otto Alencar (PSD), e pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

– É lamentável ver que um deputado que deveria estar ajudando a sua cidade, sua região, fica em Brasília criticando os investimentos que estamos fazendo, e, enquanto isso, ele ( Geraldo) só se preocupa em mandar emendas duvidosas para outros municípios de bem longe – disparou Magalhães na entrevista.

OZIEL CONFIRMA DESFILIAÇÃO DO PCdoB

Oziel: saída sem volta.

Oziel: saída sem volta.

Segundo colocado na disputa pela prefeitura de Camacan em 2012, o empresário “Oziel da Ambulância” disse que a saída do PCdoB é definitiva. “Não estou mais filiado ao PCdoB. A decisão foi tomada. Não retorno mais”, disse ele ao PIMENTA.

Ontem, o comando regional do partido havia afirmado que o político continuava no partido. “Eu me afastei e, por enquanto, não tenho partido”, disse, afirmando que somente vai pensar em filiação partidária em 2014.

Se fica a lamentar a perda de um quadro estratégico na região de Camacan, o presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, pode ficar aliviado. Oziel disse que saiu do PCdoB, porém marchará com o comunista nas eleições de 2014, apoiando-o na corrida por uma vaga na Câmara dos Deputados.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia