WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia






secom bahia








maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias






:: ‘pcdob’

DOIS BICUDOS

marco wense1Marco Wense

Geraldo anda dizendo que Magalhães, que é o diretor-presidente da Bahiagás, vem gastando o dinheiro da empresa na campanha para deputado federal.

O relacionamento político entre o PT e o PCdoB de Itabuna sempre foi marcado por intrigas, picuinhas, traições, falsidades, desconfianças e até ofensas pessoais.

O pega-pega é velho, vem da política estudantil na então Fespi, quando comunistas e petistas se digladiavam pelo comando do Diretório Central dos Estudantes, o cobiçado DCE.

Quando se juntam, como aconteceu em várias sucessões municipais, é por interesse e conveniência, já que a união se torna indispensável para derrotar os adversários comuns.

O PT e o PCdoB são inimigos ferrenhos quando estão separados no processo eleitoral. PCdoB versus DEM ou PT versus PSDB são confrontos civilizados quando comparados a uma disputa PT versus PCdoB.

O mais recente duelo envolve as duas figuras emblemáticas do petismo e do comunismo tupiniquins, sem dúvida o ex-prefeito Geraldo Simões e o ex-vereador Davidson Magalhães.

Geraldo anda dizendo que Magalhães, que é o diretor-presidente da Bahiagás, vem gastando o dinheiro da empresa na campanha para deputado federal.

Defensores de Davidson, irritadíssimos com Geraldo, lembram que o ex-alcaide, em vez de se preocupar com a vida alheia, deveria cuidar da sua condição de réu nos processos que tramitam na justiça.

E mais: corre à boca pequena a informação de que o PT vai reivindicar o comando da Bahiagás assim que Davidson se afastar da presidência para concorrer ao Parlamento.

Dois bicudos não se beijam. Geraldo Simões e Davidson Magalhães sequer se abraçam. É melhor assim do que abraço de tamanduá.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

WENCESLAU, O “BOMBEIRO”

Wenceslau2 coletiva www.pimenta.blog.brO vice-prefeito de Itabuna, Wenceslau Júnior (PCdoB), apressou-se a apagar um foco de incêndio que mais uma vez ameaçava as relações entre os comunistas e o grupo de dirigentes municipais afinado com o prefeito Claudevane Leite (PCdoB).

No caso, com o perdão do trocadilho, o foco estava situado na Ficc.

Surgiram rumores de que o PCdoB operara para boicotar uma festa de Réveillon organizada pelo presidente da fundação de cultura, professor José Roberto da Silva. A versão era a de que a iniciativa melindrou os comunistas e gerou mal-estar no governo.

Segundo Wenceslau, não houve boicote nem mal-estar, mas simplesmente uma decisão administrativa do prefeito relacionada ao decreto de estado de emergência por causa das chuvas. Além disso, haveria preocupação com a segurança do evento, no qual estariam presentes nomes como Zeca Baleiro e a banda Detonautas.

Ah bom!

DAVIDSON CONTINUA NA PISTA

marco wense1Marco Wense

Ao ilustre filiado do PCdoB, sem dúvida uma das mais importantes lideranças da legenda, cabe a missão de não deixar que o hoje seja o amanhã.

Ainda é cedo para afirmar que a pré-candidatura de Davidson Magalhães ao Parlamento federal não vai decolar, que vai ser uma grande decepção para o PCdoB.

Essa onda de pessimismo em torno do comunista, com o nítido propósito de deixá-lo cabisbaixo, não é protagonizada somente pelo PT de Geraldo Simões.

O DEM e o PRB também torcem para que o diretor-presidente da Bahiagás fique sem gás na sua legítima e democrática caminhada rumo ao cobiçado Congresso Nacional.

Democratas, petistas, comunistas e a turma do PRB, legenda sob o comando da Igreja Universal, são adversários na eleição de 2014, com cada qual defendendo seus candidatos.

Não sei como anda a campanha do bispo Marinho, se ele vai precisar dos votos de Itabuna para se reeleger. Davidson Magalhães e os ex-prefeitos Azevedo e Geraldo dependem de uma boa votação na cidade.

Geraldo Simões, José Azevedo e Marinho, quando o assunto é o insucesso eleitoral de Davidson e, por tabela, o enfraquecimento do PCdoB, estão mais que juntos. São aliados afinadíssimos.

As pesquisas de intenção de voto, pelos menos a que eu tive acesso ou informação confiável, apontam Davidson em uma situação desconfortável, até mesmo surpreendente, já que o comunista fica bem atrás dos outros concorrentes.

E os concorrentes não se limitam a Geraldo, Azevedo e Marinho. O deputado Félix Mendonça Júnior, presidente estadual do PDT, aparece na frente do comunista.

É evidente que tudo pode mudar. As pesquisas são retratos de um momento político. A pré-candidatura de Davidson Magalhães ainda continua na pista.

Ao ilustre filiado do PCdoB, sem dúvida uma das mais importantes lideranças da legenda, cabe a missão de não deixar que o hoje seja o amanhã.

Mas mesmo decolando, melhorando nas consultas populares, sua eleição é considerada difícil. A falta de carisma de Davidson e o semblante insosso são apontados como pontos incorrigíveis.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

OPOSIÇÃO AO PCdoB

marco wense1Marco Wense

A tendência, com a proximidade do pleito de 2014, é de um acirramento cada vez mais intenso entre o PCdoB e o PRB, com cada qual defendendo seus candidatos.

De início é bom dizer que a oposição ao Partido Comunista do Brasil, o velho e aguerrido PCdoB, tem duas vertentes: dentro do governo Vane e fora dele.

Do lado externo, os petistas comandam o oposicionismo com o deputado federal Geraldo Simões na linha de frente. O alvo principal é Davidson Magalhães, presidente da Bahiagás.

Aqui em Itabuna, o PT e o PCdoB se juntaram em várias sucessões municipais, mas tudo em nome da sobrevivência política, como aliados pragmáticos e circunstanciais.

O relacionamento PT e PCdoB sempre foi marcado por muito cinismo, tapeação, desconfiança e sabedoria de ambos os lados. O pega-pega vem do movimento estudantil.

Em priscas eras, como diria o saudoso jornalista Eduardo Anunciação, enfrentei o PT e o PCdoB na eleição para o Diretório Central dos Estudantes, o DCE da então FESPI, hoje Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

Sob pena de perderem o comando do DCE para o PDT, comunistas e petistas se uniram contra minha candidatura. Derrotado, continuei na luta. O troco veio depois: fui eleito presidente do DA de Direito.

Internamente, o PCdoB tem o PRB, legenda do prefeito Claudevane Leite, na sua cola. O secretário de Assistência Social, José Carlos Trindade, com o aval silencioso do bispo Márcio Marinho, é o adversário-mor.

O conceituado blog Pimenta não é de inventar nada. Trindade disse mesmo que Davidson Magalhães não teria cinco mil votos em Itabuna para deputado federal. Continua dizendo, agora mais precavido.

A tendência, com a proximidade do pleito de 2014, é de um acirramento cada vez mais intenso entre o PCdoB e o PRB, com cada qual defendendo seus candidatos.

Em relação ao Parlamento estadual, tudo com bolinhas azuis. Ângela Sousa (PSD-reeleição) já tem o explícito e empolgado apoio do prefeito Vane. O céu é de brigadeiro.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

GERALDO SIMÕES X DAVIDSON MAGALHÃES

Petista critica comunista, que lhe devolve o "afago"

Petista critica comunista, que lhe devolve o “afago”

Inimigos íntimos, o deputado federal Geraldo Simões (PT) e o presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães (PCdoB) estão mais uma vez em pé de guerra. Se é que um dia deixaram de estar.

No último sábado (2), a batalha entre os dois políticos saiu da latência, quando o petista, entrevistado no programa Resenha da Cidade (Rádio Difusora AM) falou mal do comunista, criticando patrocínios liberados pela empresa Bahiagás para eventos culturais no interior do Estado.

Irônico, Simões chegou a dizer que a quantidade de patrocínios oferecida pela empresa é tamanha, que isso seria capaz de influenciar o preço do gás. Ele também afirmou que os gastos estariam associados à pré-campanha de Davidson Magalhães, que deverá disputar cadeira na Câmara dos Deputados em 2014.

A resposta do comunista veio nesta terça-feira (5), em entrevista concedida a Ricardo Bacelar, na Rádio Nacional. Instigado a responder ao deputado, Magalhães destacou investimentos realizados pela Bahiagás no sul da Bahia, como os R$ 50 milhões na instalação do gasoduto e R$ 14 milhões na ampliação da rede de distribuição de gás.

Segundo o comunista, esses investimentos, assim como a política de patrocínios, vão continuar. Ele acrescentou que as críticas de Geraldo Simões são contra o governo, já que as ações da Bahiagás estariam alinhadas com a gestão estadual e suas contas são auditadas por um conselho, presidido pelo vice-governador Otto Alencar (PSD), e pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

– É lamentável ver que um deputado que deveria estar ajudando a sua cidade, sua região, fica em Brasília criticando os investimentos que estamos fazendo, e, enquanto isso, ele ( Geraldo) só se preocupa em mandar emendas duvidosas para outros municípios de bem longe – disparou Magalhães na entrevista.

OZIEL CONFIRMA DESFILIAÇÃO DO PCdoB

Oziel: saída sem volta.

Oziel: saída sem volta.

Segundo colocado na disputa pela prefeitura de Camacan em 2012, o empresário “Oziel da Ambulância” disse que a saída do PCdoB é definitiva. “Não estou mais filiado ao PCdoB. A decisão foi tomada. Não retorno mais”, disse ele ao PIMENTA.

Ontem, o comando regional do partido havia afirmado que o político continuava no partido. “Eu me afastei e, por enquanto, não tenho partido”, disse, afirmando que somente vai pensar em filiação partidária em 2014.

Se fica a lamentar a perda de um quadro estratégico na região de Camacan, o presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, pode ficar aliviado. Oziel disse que saiu do PCdoB, porém marchará com o comunista nas eleições de 2014, apoiando-o na corrida por uma vaga na Câmara dos Deputados.

ROSIVALDO CONCILIADOR

Rosivaldo PinheiroA nota postada aqui no PIMENTA sobre a insatisfação do prefeito Claudevane Leite (PRB) com alguns de seus secretários levou a um número expressivo de comentários defendendo a nomeação de Rosivaldo Pinheiro para a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo. Pinheiro ocupa atualmente o cargo de diretor de Indústria e Comércio da referida Secretaria.

Utilizando o mesmo espaço de comentários, o diretor, que é do PCdoB, declinou da indicação e afirmou não estar disposto a incentivar uma disputa “autofágica”. Ele defendeu união para “tirarmos Itabuna do leito de morte”, salientando que a tarefa exige “trabalho, paciência e oração”.

Ainda na opinião de Rosivaldo Pinheiro, o atual secretário de Indústria, Comércio e Turismo, José Humberto Ramos Martins, da cota do PP,  “faz um bom trabalho e enfrenta diversos desafios herdados. O diretor prometeu que, em breve, a comunidade verá os resultados das ações que vêm sendo realizadas na pasta.

OZIEL DA AMBULÂNCIA CONTINUA NO PCdoB

O ex-candidato a prefeito pelo PCdoB em Camacan, “Oziel da Ambulância”, segundo colocado nas eleições de 2012, decidiu continuar na legenda comunista. Houve cogitações de que ele sairia do partido e poderia inclusive ingressar no PSDB.

Em Camacan, o PCdoB sempre apoiou Alice Portugal, mas dessa vez haverá uma divisão. O grupo de Oziel está comprometido com a candidatura de Davidson Magalhães a deputado federal, enquanto a vereadora Professora Conceição mantém a forte ligação que sempre teve com a deputada.

TUCANOS FATURAM COM BAIXAS NO PCdoB

Jonga assina ficha, ao lado de João Gualberto e observado pelos deputados Augusto Castro e Adolfo Viana

Jonga assina ficha, ao lado de João Gualberto e observado pelos deputados Augusto Castro e Adolfo Viana

Duas perdas foram contabilizadas neste início de semana no PCdoB e viraram motivo de comemoração no PSDB baiano. Ontem (30), em Salvador, o ex-prefeito do Prado, João Alberto Amaral, o “Jonga”, até então comunista, assinou a ficha tucana, abonada pelo pré-candidato ao governo do Estado, João Gualberto, e pelos deputados estaduais Augusto Castro e Adolfo Viana.

O site Bahia Notícias chegou a anunciar que o ex-prefeito será candidato a deputado estadual, mas na verdade ele está comprometido com a candidatura de Augusto à reeleição. A contrapartida virá em 2016, quando Jonga deve tentar seu retorno a Prefeitura do Prado, município do extremo-sul da Bahia.

Outra baixa registrada entre os comunistas foi a de Oziel Bastos, o “Oziel da Ambulância”, segundo colocado na disputa pela Prefeitura de Camacan em 2012. Já fora do partido, ele ainda não escolheu sua nova legenda, mas está de paquera com o PSDB.

As duas desfiliações devem fazer falta na campanha do presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, que disputará cadeira na Câmara dos Deputados. Nos bastidores, afirmam que “o botijão do comunista está perdendo gás”.

COMUNISTAS PROMOVEM DEBATE

Magalhães e Haroldo Lima discutirão o legado do PT no governo federal

Magalhães e Haroldo Lima discutirão o legado do PT no governo federal

O PCdoB e a Fundação Maurício Grabois promovem, na sexta-feira, 23, em Itabuna, debate sobre “Os 10 anos de governos Lula e Dilma e as perspectivas para o Brasil”. O evento será realizado no auditório do Hotel Tarik Fontes, a partir das 18 horas.

Participam do debate o ex-deputado e ex-diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, Haroldo Lima, que é membro do Comitê Central do PCdoB, e o presidente da Bahiagás e vice-presidente da legenda na Bahia, Davidson Magalhães.

VEREADOR DO PC DO B PODE PERDER MANDATO

emeterioA Procuradoria Regional Eleitoral entrará na justiça com pedido de cassação do mandato do vereador Emetério de Palma Ferreira, do PCdoB de Gandu, no baixo-sul da Bahia. O motivo são documentos que comprovariam a filiação partidária do comunista por um prazo que não lhe daria direito de disputar as últimas eleições.

Emetério teria solicitado sua filiação no dia 7 de outubro de 2011 e disputado as eleições para a Câmara de Vereadores de Gandu no dia 6 de outubro de 2012, antes portanto de completar um ano na legenda.

De acordo com a Lei 9.504/95, que disciplina o processo eleitoral, o candidato precisa estar filiado pelo menos um ano antes da data fixada para o pleito.

VANE BATE MARTELO E CONFIRMA PLÍNIO ADRY

O médico pneumologista Plínio Adry assumirá a Secretaria de Saúde de Itabuna na próxima quarta-feira (7), quando ocorrerá a transmissão de cargo. Segundo informação obtida pelo PIMENTA, a nomeação será publicada no Diário Oficial desta sexta (2), conforme definido entre prefeito Claudevane Leite, o médico e a direção do PCdoB.

Adry assume a pasta na cota do PCdoB. Conta a favor dele o fato de ser da região e conhecer a saúde pública itabunense, onde foi secretário na gestão do ex-prefeito Fernando Gomes e comandou a Sétima Dires (Sesab) na década de 90.

O pneumologista substituirá o médico Renan Araújo, que sai afirmando que preparou as bases da saúde. Logo após ser anunciada a exoneração de Renan, o nome do médico e empresário Eduardo Fontes chegou a ser anunciado. Fontes, no entanto, agradeceu o convite e continuará em suas atividades empresariais.

ITAGIBÁ: MARCOS BARRETO TEM 72,3% DE APROVAÇÃO

Marquinhos: aprovação de 72,3%.

Marquinhos: aprovação de 72,3%.

Se enfrentam desgaste provocado pela ala “Vanista” do Governo, os comunistas têm razões para comemorar, mas fora de Itabuna. A gestão do prefeito Marcos Barreto (PCdoB), de Itagibá, é aprovada por 72,3% da população, segundo pesquisa da Selem Sondagem de Opinião.

O levantamento foi realizado no dia 20 e apontou, ainda, que 10,2% reprovam a gestão. Foram ouvidos 340 moradores na sede e nos distritos do município sul-baiano.

Para 22,9%, o governo de Marquinhos superou as expectativas, enquanto que para 45,9% as ações do governo estão dentro do esperado e prometido em campanha. Para 12,3%, estão abaixo das expectativas e 17,5% não quiseram ou não souberam responder.

Só para refrescar: em Itabuna, o governo de Claudevane Leite (PRB), que tem um comunista na vice, é reprovado por 61,2% da população (péssimo e ruim) ante aprovação de apenas 5,8% (ótimo e bom).

DEPUTADA QUER LUGAR DO PC DO B

Nos bastidores do governo itabunense, são fortes os rumores de que a deputada estadual Ângela Sousa (PSD) – foto -, conhecida como “Irmã Ângela”, tem feito corrente de oração para a aliança entre o prefeito Claudevane Leite e o PCdoB se esfacelar. A intenção da evangélica seria preencher os espaços que um eventual desembarque comunista abriria na administração do município, fortalecendo-se em Itabuna para a campanha eleitoral de 2014.

A deputada, que conta com o apoio do prefeito itabunense para chegar ao terceiro mandato, possui notório apetite por cargos públicos. Tanto que não mede esforços para consegui-los.

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO

Comunistas de plantão consideram injustas as críticas ao secretário da Saúde de Itabuna, Renan Araújo, assim como as ponderações acerca dos indícios de manobra do governo para “ensovacar” o Conselho Municipal da Saúde.

Pior: cururus bem próximos do secretário acham que os ataques são elucubrados dentro do  governo, por uma ala que pretenderia o rompimento do prefeito Claudevane Leite com o PCdoB.

Segundo os autores e disseminadores desta teoria, o “eixo do mal” ficaria alojado em dois setores da administração: a Controladoria e a Secretaria da Fazenda…

FUTURO COMUNISTA?

O deputado estadual Álvaro Gomes (PCdoB) organiza caravana para Cuba, integrando-se à força-tarefa para desconstruir as denúncias da blogueira Yoani Sánchez. Convidou seus colegas da Assembleia para participar da excursão, mas como cada um teria de coçar o próprio bolso, a adesão foi mínima, principalmente entre os integrantes da velha esquerda.

Na verdade, apenas seis gatos pingados participarão da viagem à ilha dos Castro. E o único vermelho é o próprio Álvaro.

Entre os participantes da comitiva, que embarca nesta quarta-feira, 17, e fica em Cuba até o dia 25, está o sul-baiano Gilberto Santana (PTN), aquele que, quando no comando do 15º Batalhão da Polícia Militar, em Itabuna, era chegado a engaiolar comunista.

Se depender de Álvaro Gomes, Santana volta da viagem como ferrenho defensor do regime de Havana. Em vez de coronel, passará a ser tratado como Camarada Gilberto.

DEZ ANOS DO PT NO PODER, AS MANIFESTAÇÕES E O FUTURO

Um debate sobre os dez anos do PT no comando do país e os reflexos das recentes manifestações populares será realizado no próximo dia 18, a partir das 19 horas, no plenário da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista. Propondo uma discussão sobre “os dez anos de governo pós-neoliberais, as manifestações e o futuro do Brasil”, o evento reunirá o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo; o secretário de Planejamento da Bahia, José Sérgio Gabrielli; e a deputada federal Alice Portugal (PCdoB).

A atividade é promovida em parceria pelo mandato do deputado estadual comunista Fabrício Falcão e a Fundação Marcelo Grabois e antecipa a programação do XIII Congresso do PCdoB e V Congresso do PT, que acontecem neste segundo semestre de 2013.

MANIFESTAÇÃO COMEÇA, APÓS “BRONCA”

Esvaziada, manifestação começou com duas horas de atraso.

Esvaziada, manifestação começou com duas horas de atraso.

Mesmo insatisfeito com a participação dos militantes do PCdoB, um pequeno grupo de manifestantes desce neste momento a Avenida Princesa Isabel. Antes de sair da concentração, organizadores discursaram, reforçando o caráter apartidário do protesto e criticando os comunistas.

A situação acabou esvaziando o ato. Dos 15 mil convocados pelas redes sociais, há cerca de cem na manifestação.

IMPASSE NA MANIFESTAÇÃO

Manifestantes ligados à Juventude Estudantil desistiram de participar de caminhada.

Manifestantes ligados à Juventude Estudantil desistiram de participar de caminhada.

Militantes do Comando Popular, que tem estado à frente dos protestos de rua em Itabuna, rejeitam a infiltração de membros do PCdoB no movimento. Na verdade, assim como ocorre em todo o país, os manifestantes estão refratários aos partidos de modo geral, mas em Itabuna os comunistas têm conseguido conquistar alguns espaços, como se deu na reunião do dia 25, na qual foram discutidas questões relacionadas à mobilidade urbana com o prefeito Claudevane Leite.

Neste momento, no bairro São Caetano, há divergência explícita entre o Comando Popular e os cururus. A concentração na Praça Simão Fitterman começou às 15 horas, mas há gente que não quer descer para o centro da cidade ao lado do pessoal da PCdoB e da Confederação dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), ligada ao partido.

UMA DESISTÊNCIA NÃO EXPLICADA

Ubiratan tornou-se secretário em Arapiraca (AL).

Ubiratan tornou-se secretário em Arapiraca (AL).

Há um mistério numa das escolhas mais elogiadas do Governo Vane e que acabou não se concretizando: a do médico Ubiratan Pedrosa para o comando da Saúde de Itabuna.

Pedrosa já foi secretário desta Pasta no município no governo do ex-prefeito Ubaldo Dantas (década de 80). Até o ano passado, o médico era secretário de Saúde de Juazeiro, computado como outro excelente trabalho.

Após a vitória de Vane nas urnas, em outubro, Pedrosa ajudou a elaborar a estratégia de saúde para Itabuna. Pertinho da posse de Vane, surgiu, então, a bomba: cargo vago.

Se não assumiu em Itabuna, hoje o médico é titular da Secretaria de Saúde da alagoana Arapiraca (confira aqui).

Fato é que, até hoje, a desistência de Pedrosa em assumir a secretaria em Itabuna não foi bem explicada. Acabou assumindo o cargo Renan Araujo.










WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia