WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba

unesul bahia

uniftc






janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias


:: ‘Pedrão’

PREFEITO DE ITAPÉ CONFIRMA SÃO JOÃO

Pedrão e o vice, Naeliton, definiram pela festa.

Pedrão e o vice, Naeliton, definiram pela festa.

O prefeito Pedro Jackson Brandão (Pedrão) confirmou hoje (5) que Itapé terá São João antecipado. Serão dois dias de festa (17 e 18 de junho), em parceria com a iniciativa privada. O festejo será modesto, com o município investindo de R$ 15 mil a R$ 20 mil mais recursos de empresas.

Segundo Pedrão, a festa ocorrerá na Praça da Feira, na região central de Itapé. As atrações já foram definidas. Xamego a Mais, Tony Fernandes, Neto Santana, Mel de Forró. Porém, antecipou que um nome de peso está sendo negociado.

Conforme o prefeito, os festejos também serão estendidos às localidades do Entroncamento de Itapé (às margens da BR-415) e na Estiva, de acordo com o que ficou definido em sua reunião com o vice-prefeito, Naeliton Rosa.

– Devido à falta de recursos e queda de repasses, o dinheiro que tem chegado não nos daria outra opção. Mas, graças a um esforço e ao corte de despesas, vamos realizar o São João em parceria com os empresários e comerciantes da cidade.

TCM REPROVA CONTAS DE 2014 DE PEDRÃO

Pedrão: contas reprovadas.

Pedrão: contas de 2014 reprovadas.

As contas relativas ao exercício de 2014 da Prefeitura de Itapé foram rejeitadas, ontem (20), pelo Tribunal de Contas dos Municípios. O TCM ainda determinou representação contra o prefeito Pedro Jackson Brandão (Pedrão) ao Ministério Público Estadual “para apuração de ilícitos”.

O gestor também foi multado em R$ 5 mil e deverá devolver R$ 25.669,09 por despesas com publicidade sem comprovação de sua divulgação, despesas com multas e juros por atraso em pagamento de contas e ausência de comprovação de despesas.

A multa mais pesada (R$ 43.200,00) foi por Pedrão não promover, segundo o TCM, reduzir de despesa com pessoal. O município sul-baiano gastou 65,38% com folha de pagamento de pessoal, superando os 54% definidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Para o conselheiro Fernando Vita, o prefeito não se esforçou para reduzir as despesas com pessoal. Cabe recurso contra a decisão do tribunal.

FORRÓ SEM BAHIATURSA EM ITAPÉ

A recomendação do Ministério Público da Bahia para que o governo estadual revisse o edital de contratação de bandas para o São João deste ano fez várias vítimas.

No sul da Bahia, a primeira delas a gritar foi o prefeito de Itapé, Pedro Jackson Brandão (Pedrão). Depois do “freio” imposto pelo MP baiano, a Bahiatursa teve que rever a estratégia e cancelar muitos dos contratos.

Resultado: Itapé ficou sem a sua principal atração para o festejo, a Banda Estakazero.  O município promove festa antecipada, que começa hoje e vai até domingo (14).

Sem apoio financeiro da Bahiatursa, o prefeito se viu obrigado a se “virar nos 30”. Obteve apoio do comércio local, o que barateou o custo para os cofres municiais, para quem a festa custará em torno de R$ 75 mil, de acordo com Pedrão.

ITAPÉ ANUNCIA ATRAÇÕES DO SÃO JOÃO

Prefeito Pedrão anuncia atrações de festa junina.

Prefeito Pedrão anuncia atrações de festa junina.

Itapé, no sul da Bahia, definiu atrações e a data do São João Antecipado de 2015. A festa será realizada de 12 a 14 de junho, na Praça da Feira, com atrações como a Banda Estaka Zero, Xamego a Mais e Originais do Forró.

– Não tem como cancelar uma festa tão tradicional. A população espera o ano inteiro pelo nosso São João. Será uma festa com responsabilidade, com a força da parceira. A prefeitura sozinha não tinha condição de realizar – disse o prefeito Pedro Jackson Brandão (Pedrão).

A festa deste ano terá patrocínio da Bahiatursa e apoio de empresas locais, que, segundo o prefeito, darão suporte em infraestrutura. A grade de atrações terá, ainda, Cobra Criada, Pois É, Carlota Joaquina, Dinardis do Forró e Cris Mel.

ITAPÉ ANTECIPA O SÃO JOÃO

Pedrão diz que cidade já "respira" São João.

Pedrão diz que cidade já “respira” São João.

Itapé decidiu antecipar os festejos juninos. O São João no município sul-baiano começa amanhã (14), às 22h, e vai até o próximo domingo (16). O arrasta-pé vai ser na Praça da Feira, centro da cidade, por onde vão passar atrações como Forró do Karoá, Zabumbahia, Originais do Forró, Vera Cruz.

Ontem, Pedrão acompanhou a montagem da estrutura. “A cidade já respira o clima dos festejos juninos”, disse.  As repartições públicas e escolas municipais funcionam até esta quinta (13).

O prefeito Pedro Jackson Brandão (Pedrão) disse que, a princípio, o município não iria realizar a festa – devido às dívidas encontras -, mas conseguiu captar recursos na iniciativa privada e obteve patrocínio da Petrobras.

ONDE HÁ FUMAÇA…

Pedrão e Naeliton tentam espantar boatos

Pedrão e Naeliton tentam espantar boatos

Deve haver um fundo de verdade na suspeita de que o prefeito de Itapé, Pedro Jackson (o Pedrão), e seu vice, Naeliton Rosa, andam se estranhando. Pelo menos, os próprios levam a história a sério, tanto que neste domingo, 24, fizeram questão de posar para foto enquanto aguardavam uns caranguejos no bar Katikero, em Itabuna.

A assessoria frisa que a foto é a prova inconteste de que os dois estão numa boa.

Pode ser. Assim como pode não ser.

AS PERIPÉCIAS DE JACKSON REZENDE

Os resultados preliminares de auditoria feita na Prefeitura de Itapé constataram que somente em dezembro, o ex-prefeito Jackson Rezende fez uma farra com o dinheiro público. Conseguiu “torrar” R$ 190 mil com o pagamento com combustíveis em posto de Itabuna.

Fazendo uma média de R$ 3,00 por litro, foram abastecidos em dezembro 63.000 litros, em uma média de oito quilômetros por litro, o que daria para rodar 504.000 quilômetros, o que espantou o sucessor e ex-aliado, Pedro Jackson Brandão (Pedrão).

Leia mais n´O Trombone

PEDRÃO GANHA TAMBÉM NO TSE

Pedrão comemora decisão do TSE.

O prefeito eleito de Itapé, Pedro Jackson Brandão, Pedrão (PSB), teve o registro de candidatura deferido também no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira, 23, em decisão monocrática do ministro Arnaldo Versiani.

A oposição ao prefeito eleito havia entrado com recurso contra o registro de candidatura devido à reprovação de contas do ano de 2008 na Câmara de Vereadores.

Já às vésperas de julgamento no Tribunal Regional Eleitoral baiano, Pedrão conseguiu decisão favorável do Tribunal de Justiça reconhecendo que o legislativo não garantiu ampla defesa ao candidato (relembre aqui). Este foi mesmo entendimento do ministro do TSE. “Sempre confiei na Justiça”, disse o prefeito eleito em entrevista ao PIMENTA.

TJ-BA MANTÉM PEDRÃO NA DISPUTA EM ITAPÉ

O desembargador Eserval Rocha, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), julgou o mérito de liminar favorável ao ex-prefeito de Itapé, Pedro Jackson Brandão, Pedrão (PSB), nesta segunda, 10. A liminar permite que Pedrão continue na disputa eleitoral no município sul-baiano, o que significou derrota judicial para o ex-aliado, Jackson Rezende (PP).

O ex-prefeito recorreu à Justiça para conseguir remédio jurídico que o mantivesse na corrida pela prefeitura. Conseguiu, mas Jackson recorreu. “Ele fez de tudo para me derrubar, mas não conseguiu”, disse Pedrão, que buscou o advogado Álvaro Ferreira para a sua defesa na peleja com o ex-aliado.

Agora, a outra batalha é no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA). A previsão é de que o seu caso seja julgado ainda nesta semana. Pedrão teve as contas de 2008 julgadas pela Câmara de Vereadores, mas acusa o legislativo de não ter permitido ampla defesa no processo

JUSTIÇA TIRA EX-PREFEITOS DO PÁREO EM ITACARÉ E ITAPÉ

Os ex-prefeitos Jarbas Barbosa, de Itacaré, e Pedro Jackson Brandão, o Pedrão, de Itapé, têm algo em comum além de serem do PSB: ambos foram considerados inaptos para a disputa eleitoral nas suas respectivas cidades.

Jarbas teve o pedido de registro de candidatura indeferido na semana passada. Recorreu à Justiça em Salvador e tomou nova “lapada”. O ex-gestor de Itacaré teve as contas de 2004 a 2008 rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Após perder a batalha na Justiça Eleitoral, tentou uma liminar na 6ª Vara da Fazenda Pública da capital baiana. Sofreu outra derrota.

Pedrão, de Itapé, ainda não recorreu a outras instâncias, mas já havia obtido liminar que lhe dava o direito de disputar o cargo de prefeito novamente. Só que a Justiça Eleitoral centrou fogo nas pretensões do pessebista. O ex-prefeito da pacata Itapé ainda pode recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), em Salvador, assim como Jarbas.

PEDRÃO AFIRMA QUE É FICHA-LIMPA

Apesar de ter seu nome incluído na lista de inelegíveis por contas reprovadas, o ex-prefeito Pedro Jackson Brandão, o Pedrão, candidato a prefeito de Itapé, se disse político ficha-limpa. O nome do ex-prefeito consta na lista do  Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia (TCM).

Ele afirma que já esperava o nome na lista, mas diz que as contas de 2005 foram aprovadas pela Câmara de Vereadores, por 9 a 0, e as de 2008 acabaram anuladas por meio de liminar, ano passado. Pedrão registrou candidatura a prefeito na última quarta, 4.

JUSTIÇA LIBERA EX-PREFEITO PEDRÃO

O juiz da Vara da Fazenda Pública de Itabuna, Gustavo Silva Pequeno, concedeu tutela antecipada (medida liminar) ao ex-prefeito de Itapé, Pedro Jackson Brandão Almeida (Pedrão), por considerar que a Câmara de Itapé cometeu graves violações às garantias constitucionais durante o julgamento das contas do ex-prefeito relativas ao exercício de 2008. Agora, com essa decisão, o processo ficará sem os efeitos produzidos com a decisão da Câmara até o julgamento final do processo, o que permite que Pedrão possa se candidatar na eleição do próximo ano.

Segundo a decisão do juiz, publicada no Diário Oficial do Judiciário desta segunda-feira (24), o autor (Pedrão) não foi notificado pela Câmara para acompanhar o processo ou promover sua defesa. “Verifica-se, em contrapartida, que a Câmara Municipal de Itapé/BA usualmente observa tal regra, tanto é que notificou outro prefeito para que apresentasse defesa escrita relativa ao julgamento de suas contas atinentes ao exercício de 2009, ou mesmo apresentasse sustentação oral em plenário, conforme se constata pela notificação que segue à fl. 35”, escreveu o juiz em sua decisão.

Confira íntegra da matéria no Cia da Notícia

“MÁ-COMPANHIA” GERA EXONERAÇÃO EM ITAPÉ

O prefeito de Itapé, Jackson Rezende, e o ex-gestor do município, Pedro Jackson Brandão (Pedrão), já foram aliados, mas hoje vivem em pé de guerra. Rezende foi eleito com o apoio de Pedrão, mas desde que tomou posse não dá colher de chá ao padrinho.

A situação entre os dois políticos da cidade vizinha a Itabuna é tão feia, que o secretário da Agricultura do município, José Niella Filho, acaba de ser exonerado por uma razão bem curiosa. Um dos filhos de Niella foi visto em companhia de Pedrão, o que deixou Rezende bastante insatisfeito.

Nem o fato de estar se recuperando de uma cirurgia cardíaca poupou o agora ex-secretário da famigerada “tábua de graxa”.

PEDRÃO TEM CONTAS REPROVADAS

.

O ex-prefeito de Itapé Pedro Jackson Brandão, o Pedrão, teve rejeitadas as suas contas relativas ao exercício de 20o8 pela Câmara de Vereadores. A sessão que julgou parecer do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) ocorreu nesta noite de segunda-feira (8).

Pedrão mobilizou uma grande quantidade de pessoas para ocupar a Câmara, mas não conseguiu reverter a derrota anunciada, por 5 a 4. Com a decisão da maioria dos vereadores, o peemedebista fica praticamente proibido de concorrer ao cargo em 2012 devido à Lei Ficha Limpa.

O resultado foi influenciado pelo atual prefeito, Jackson Rezende (PP), cria política de Pedrão. Os dois não se bicam há um bom tempo. Ao final, os cinco vereadores que votaram pela reprovação das contas tiveram de sair escoltados, tal era o ânimo da claque.

“BOM DIA” É SENHA PARA DEMISSÃO EM ITAPÉ

.

Jackson (à esq.) despachou Pedrão (Montagem: Pimenta).

O prefeito Jackson Rezende (PP), de Itapé, virou motivo de chacota em todo o estado com a revelação de que ele teria proibido que os funcionários municipais cumprimentassem o ex-prefeito Pedro Jackson Brandão, o Pedrão, segundo contam os sites Políticos do Sul da Bahia e Bahia Notícias.

Fato é que desde quando tomou posse o prefeito adotou medidas para comprovar a sua autoridade no governo. Apesar de aceitar a participação do ex- no seu governo, Rezende emitia sinais de que estava a fim de endurecer contra o seu criador político.

Como se sabe, Pedrão içou o ex-amigo ao cargo. Impedido de assumir a prefeitura após ser reeleito com quase 70% dos votos em outubro de 2008, Pedrão apoiou o atual prefeito, que venceuu a disputa em março do ano passado. Pedrão talvez não esperasse tão forte golpe. Vai doer no bolso do grupo.

O INFERNO E O CÉU DE PEDRÃO

.

Cassado, Pedrão foi substituído por Rezende (à esq.).

Pedro Jackson Brandão, o Pedrão (PMDB), disputou a reeleição a prefeito de Itapé em 2008. Teve mais de 60% dos votos, mas a Justiça Eleitoral cassou-lhe o registro de candidatura porque o excelentíssimo figurou na lista dos “fichas-sujas” do Tribunal de Contas da União (TCU).

Pedrão era acusado de não prestar contas de um convênio com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), relativo a ações de combate à dengue. Suas contas foram julgadas irregulares pelo TCU em 31 de julho de 2007.

Nesta semana, revertério. Quarta-feira, 3, o plenário do mesmo tribunal o absolveu das acusações. Suas contas foram julgadas regulares pela unanimidade dos ministro da mais alta corte de contas do país (9×0).

O bom da história (pra ele, claro!) é que está livre para concorrer a qualquer eleição já em 2010. A parte ruim fica mais do que clara: ele não pôde assumir o segundo mandato consecutivo em Itapé. Hoje, o prefeito da cidade é o ex-vice e já não mais tão aliado Jackson Rezende (PP), eleito em pleito complementar em março do ano passado. Confira o acórdão clicando no “leia mais” abaixo.

:: LEIA MAIS »

O ALVO É ORLANDO

Moacyr Leite, o presidente da Amurc, diz ter ficado surpreso com uma postagem a seu respeito publicada há uma semana aqui no Pimenta. A  nota diz que Moacyr acionou a metralhadora giratória contra os ex-presidentes da Amurc, aos quais atribui ações pouco responsáveis, como a de transformar a associação em um cabide de empregos.

Moacyr não nega a indignação, mas deixa claro que suas críticas têm endereço certo: o ex-prefeito de Buerarema, Orlando Filho, que comandou a Amurc até o ano passado.

O presidente isenta a gestão de Pedro Jackson Brandão (Pedrão), encerrada em 2006. Ou seja, Moacyr diz que não há metralhadora giratória, pois o alvo da crítica é única e exclusivamente o seu antecessor imediato.

ELE CONTINUA NO PMDB

.

Em meados de agosto, o ex-prefeito de Itapé, Pedro Jackson Brandão (Pedrão), estava com um pé no PMDB e outro no PP, partido do seu pupilo e atual prefeito de Itapé, Jackson Rezende. Na época, a imprensa divulgou a perda para os peemedebistas e para a campanha de Renato Costa a deputado estadual.

Agora, Pedrão dá uma guinada de 180 graus e diz que seu compromisso com os candidatos de Jackson Rezende é apenas em Itapé. Em outros municípios, está fechado com Renato e, mais, afirma que continuará filiado ao PMDB.

Não se sabe o que houve para Pedrão adotar comportamento tão camaleônico, mas a política tem dessas coisas. E, para não o chamarem de volúvel, o ex-prefeito alega que as notícias sobre sua quase mudança não passaram de “especulação”…

Tá bom.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia