WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate


alba










julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias






:: ‘PHS’

A NOVELA CONTINUA

Marco Wense

 

Rui versus Geraldo. Um pega-pega de priscas eras, como diria o saudoso e inesquecível jornalista Eduardo Anunciação, meu primo predileto, hoje em um lugar chamado de eternidade.

 

Ninguém sabe o fim da novela Vai-não-Vai, tendo como protagonistas o governador Rui Costa e Geraldo Simões, ex-prefeito de Itabuna por duas vezes.

Geraldo vai ou não assumir uma secretaria no governo do PT? As apostas continuam, agora com uma ligeira vantagem de que “Minha Pedinha” será candidato a deputado estadual.

Que o chefe do Palácio de Ondina não gosta do ex-alcaide é do conhecimento de todos. Aliás, esse péssimo relacionamento político vem desde o tempo em que Rui Costa era secretário de Relações Institucionais do então Governo Jaques Wagner.

Eu mesmo presenciei um atrito entre Rui e Geraldo. O então prefeito, candidato à reeleição, acusou Rui de ser o responsável pela perda do apoio do PHS.

Os próximos capítulos da novela Vai-não-Vai vão ficar emocionantes. E a pergunta é: Por que o governador Rui Costa não quer o empresário Newton Cruz como chefe de gabinete de Geraldo em um eventual cargo?

Teria Rui Costa algum problema com Newton Cruz, alguma queixa? Ou é só uma maneira de dizer “não” a Geraldo, que não quer o “companheiro” no primeiro escalão do governo?

Rui versus Geraldo. Um pega-pega de priscas eras, como diria o saudoso e inesquecível jornalista Eduardo Anunciação, meu primo predileto, hoje em um lugar chamado de eternidade.

Marco Wense é articulista e editor d´O Busílis.

EDSON PIMENTA ASSUMIRÁ PHS

Pimenta no controle do PHS

Pimenta no controle do PHS

O ex-deputado federal Edson Pimenta deverá assumir nesta quinta (19) o comando do PHS na Bahia. Quem perdeu a presidência da legenda no estado é Júnior Muniz, ex-assessor do deputado federal Luiz Caetano, que gostou da novidade…

Pimenta aguarda apenas a oficialização da mudança no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O ex-parlamentar era do PCdoB e, ultimamente, passou pelo PSD e PROS. Agora, terá o PHS sob o seu comando.

INADIMPLENTE

Chiadeira geral entre candidatos a vereador na coligação da petista Juçara Feitosa. Partidos estão cobrando do esposo de Juçara, Geraldo Simões, o cumprimento de acordos para esta largada de campanha. Chamou a atenção de observadores a ausência de PTdoB e PHS do ato de inauguração do comitê central de.Juçara, na última sexta, 27.

Há ameaça de debandada geral. O PTdoB, por exemplo, recorreu ao deputado Augusto Castro para garantir material de campanha. Candidatos repetem que, mais uma vez, Geraldo se confirma como “inadimplente da palavra”, expressão cunhada pelo ex-aliado Renato Costa. Do lado do petista, o que se ouve é que não há dinheiro…

CARLOS SODRÉ DIZ QUE ITAPÉ PRECISA DE GOVERNO HONESTO

Sodré-PHS-Chapa-majoritária-de-Itapé-foto-PIMENTA

Sodré (c) diz que falta governo honesto em Itapé (Foto Pimenta).

O advogado e escritor Carlos Eduardo Sodré, 65 anos, disputará a prefeitura de Itapé, no sul da Bahia, após ter homologada candidatura pelo PHS. Ele terá como candidata a vice a professora Tilda Tammá (PV), na coligação que reúne também PCdoB e PSL.

Numa entrevista coletiva hoje à tarde em Itabuna, Sodré condenou as práticas políticas e a gestão de sua cidade natal. “É um absurdo o que se faz com Itapé e sua gente nos últimos 30 anos”, afirmou. Para o candidato, apesar de ter receita estimada em R$ 35 milhões anuais, não há obras e serviços, a educação e a saúde são precárias, crianças e jovens não têm perspectivas e o capital humano, a exemplo de professores com especialização e mestrado, atua em outros municípios.

Segundo Carlos Sodré, apesar de passar parte de sua vida em Itabuna e Salvador, não perdeu o vínculo afetivo com Itapé. “Volto com mais experiência. Sinto-me jovem para trabalhar por minha gente”. Segundo ele, o município precisa de governo honesto.

O prefeiturável criticou o que chama de “cortesia com dinheiro da prefeitura”, pagando “cestas básicas e cachaça” aos eleitores. O recurso público, disse, tem que ser empregado em oportunidades para população.

Para Sodré, “trancando a torneira do desperdício e o ralo da corrupção o dinheiro aparece e se poderá ter economia de R$ 450 mil por mês para investir”, concluiu. Ele enfrentará nas urnas o ex-prefeito Pedro Jackson Brandão, o Pedrão (PSB), e o delegado Humberto Mattos (PDT).

LENILDO TERÁ APOIO DE 10 PARTIDOS NA REELEIÇÃO

O prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana (PT), tentará a reeleição com o apoio de dez partidos. A convenção está sendo realizada neste momento na Dery Eventos.

A chapa majoritária de 2008 será mantida. O petista vai à disputa tendo Lula Sampaio (PV) como vice. A coligação reúne – além dos partidos do prefeito e do vice – PP, PSDC, PSL, PSB, PTB, PCdoB, PSD e PHS.

O prefeito vai para a reeleição tendo o apoio de Luizinho, vocalista do Trio da Huanna, que participa da convenção e há mais de um mês ainda era cotado como prefeiturável.

BASSUMA DEIXARÁ O PV

Durou pouco a permanência de Luiz Bassuma no Partido Verde. Nesta segunda-feira, 14, o ex-deputado federal entregará seu pedido de desfiliação ao presidente estadual do PV, Ivanilson Gomes (confira abaixo o conteúdo da carta, antecipada ao blog pelo político).

A bronca tem a ver com o possível ingresso do prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro, nos quadros do PV. Para tornar-se um “verde”, JH se articulou com o deputado federal Zequinha Sarney.

O futuro de Bassuma já está decidido. Depois de militar durante muitos anos no PT e permanecer por alguns meses no PV, o político será candidato a prefeito de Salvador em 2012… pelo PHS. Clique no “leia mais”, abaixo, e confira o teor da carta de desfiliação de Bassuma.

:: LEIA MAIS »

WENCESLAU E O PMDB

No mesmo palanque, portanto, Wenceslau Júnior, Fernando Gomes, Lúcio Vieira Lima e o mano Geddel. Todos no mesmo barco e com o mesmo objetivo: derrotar o PT.

Marco Wense

O presidente do PCdoB de Itabuna, o vereador-prefeiturável Wenceslau Júnior, sonha com uma grande composição de partidos em torno do seu nome na sucessão municipal de 2012.

Diz que está “mexendo os pauzinhos” para reunir na mesma mesa o PMDB, PV, PSB, PDT, PRB, PTB, PMN e o PHS. Vai também convidar o PT e até o PSDB.

Pois é. Wenceslau só deixou de fora o DEM. A inclusão do PMDB na coligação do comunista, que anda eufórico com a votação que teve na eleição para deputado estadual, causou certo espanto.

Como o PMDB de Itabuna vai seguir o caminho traçado por Fernando Gomes, que é o presidente de honra da legenda, o PCdoB de Wenceslau vai ter uma conversa com o ex-prefeito.

No mesmo palanque, portanto, Wenceslau Júnior, Fernando Gomes, Lúcio Vieira Lima e o mano Geddel. Todos no mesmo barco e com o mesmo objetivo: derrotar o PT, com Juçara Feitosa ou Geraldo Simões.

O ex-alcaide Fernando Gomes, em conversas reservadas, já disse que na sucessão do prefeito Azevedo só não apoia o próprio Azevedo (reeleição) e o candidato do PT.

A modesta Coluna Wense, agora na revista Contudo, não sabe informar a posição de Davidson Magalhães e Luís Sena diante da inusitada aliança do PMDB com o PCdoB.

Marco Wense e articulista da revista Contudo.

LISTA DO DIAP APONTA REELEIÇÃO DE GERALDO E VELOSO

O Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) fez um levantamento em todo o Brasil sobre quais dos 6.028 candidatos a deputado federal têm mais chances de sair vitoriosos das urnas em 3 de outubro.

Na Bahia, o Diap declinou os nomes de 51 candidatos com maiores possibilidades de “voar” para Brasília. Do sul da Bahia, estão na lista de prováveis reeleitos Veloso (PMDB) e Geraldo Simões (PT) e Uldurico Pinto (PHS), além do retorno de Josias Gomes (PT) e chegada do “calouro” Valmir Assunção (PT).

A lista foi feita, segundo o Diap, levando em conta informações qualitativas e quantitativas, incluindo desempenho individual do candidato, trajetória e popularidade do partido, recursos disponíveis, coligações e pesquisas eleitorais.

Pelos prognósticos do Diap em nível nacional, o PT terá a maior bancada na Câmara, seguido pelo PMDB e, mais distante, o PSDB. “O levantamento não possui caráter de pesquisa eleitoral”, observa. Clique no “leia mais” e confira os nomes daqueles com maiores chances de ir para Brasília (por partido).

:: LEIA MAIS »








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia