WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate


alba










julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias






:: ‘polícia’

ARBITRARIEDADE

O advogado Adylson Machado, que também é professor universitário e escritor, foi vítima de uma ação no mínimo pouco razoável por parte da Polícia Militar e de agentes da Secretaria de Trânsito de Itabuna.

Há poucos instantes, Machado saía com seu automóvel da Rua Paulo de Souza, no bairro de Fátima, quando se envolveu em um acidente de trânsito banal, atingindo de leve outro veículo. O advogado foi falar com o outro motorista, mas este não quis conversa. Simplesmente entrou no carro de Machado e arrancou a chave da ignição.

A atitude do sujeito indignou o advogado e a coisa descambou para o bate-boca. Ato contínuo, o motorista nervosinho acionou a Settran e a PM, onde – tudo leva a crer  – possui amigos prestativos. Para resumir a história, o advogado foi detido pela polícia e teve seu carro rebocado, uma consequência totalmente desproporcional diante da banalidade do fato.

Quem viu o exagero classificou a cena como abuso de poder.

DELEGADA CURTE O SONO DOS JUSTOS E SE NEGA A REGISTRAR OCORRÊNCIA

Josenildes-Baeta-recusou-atender-ocorrencia_ACRIMA20131022_0032_15Essa notícia vem lá de Manaus, capital do estado do Amazonas.

Segundo o site “A Crítica”, a delegada plantonista do 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Josenildes Baeta, dormia tranquilamente em seu plantão, na madrugada de sexta para sábado, quando teve seu merecido descanso interrompido por policiais militares da 2ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Os homens traziam consigo um suposto traficante, identificado como João Bosco.

Ao ser avisada de que teria que levantar para lavrar o flagrante, a delegada nem quis saber. “Ela nem se levantou para ouvir nossa versão, foi logo dizendo que não ia receber o preso”, declarou um dos PMs, que não quis se identificar.

Para conseguir formalizar o flagrante, os policiais tiveram que ir até outro distrito policial, onde sequer havia delegado de plantão. Eles esperaram até o dia amanhecer para apresentar o preso.

QUADRILHA ATUAVA DENTRO DA CIRETRAN

Jorge Ribeiro, Zelito Monteiro e José Ferreira, o "Zé Galinha", estão entre os presos na operação

Jorge Ribeiro, Zelito Monteiro e José Ferreira, o “Zé Galinha”, estão entre os presos na operação (foto Divulgação)

A polícia desarticulou nesta terça-feira, 15, uma quadrilha que atuava dentro da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Brumado, sudoeste baiano. O bando, comandado por um homem identificado como José Ferreira – o “Zé Galinha” -, tinha a participação de três servidores da Ciretran e um escrivão de polícia.

Na Operação BR-030, como foi batizada a ação deflagrada ontem após 14 meses de investigações, foram presos os servidores públicos Leda Cristina Brito dos Santos e Saulo Miranda Silva dos Santos, da Ciretran de Brumado; Ivan da Silva Santos, da Retran de Paramirim; e o escrivão Ivan Silveira, que já foi encaminhado para a Corregedoria de Polícia em Salvador. Todos responderão por crime de corrupção.

Os outros presos são Zé Galinha, líder da quadrilha; Zelito Monteiro Sobrinho; Laudinei Marinho Souza; Daniel Marinho Souza; e Jorge Ribeiro Rocha. Um menor de 17 anos foi apreendido.

Participaram da operação 100 policiais civis e 41 militares, lotados em Brumado, Salvador, Itapetinga, Bom Jesus da Lapa, Jequié, Guanambi e Vitória da Conquista. Ao todo, foram cumpridos nove mandados de prisão e 19 de busca e apreensão.

ESQUEMA – Segundo o delegado Romilson Dourado, da Delegacia Territorial de Brumado, os servidores públicos envolvidos mantinham um esquema para desvio e venda de motocicletas apreendidas, inclusive com a falsificação de documentos. As motos eram roubadas por homens sob o comando de Zé Galinha e revendidas na zona rural por valores entre R$ 600 e R$ 700,00.

Com o bando, a polícia apreendeu 15 motocicletas, 10 carros, R$ 20,8 mil em espécie, R$ 116,5 mil em cheques, R$ 70,4 mil em notas promissórias, além de processos de transferência e documentos de veículos. A quadrilha de Zé Galinha também é suspeita de atacar fazendas à noite para roubar gado.

QUANDO O JUDICIÁRIO TRAVA, A BANDIDAGEM AGRADECE

A falta de juízes titulares na comarca de Itabuna tem gerado inúmeros problemas para a população local e acaba contribuindo com a criminalidade, conforme ficou claro nas últimas semanas.

Em setembro, a cidade voltou a enfrentar crescimento da violência, materializada em sua pior modalidade: os homicídios. Houve casos em que a polícia tinha indícios suficientes para prender suspeitos, mas não havia juízes para expedir os mandados.

A situação na comarca continua a mesma, mas nesta semana, segundo o Plantão Itabuna, o delegado Evy Paternostro, titular da 6ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Corpin), finalmente conseguiu 30 ordens judiciais, que viabilizaram a Operação Plutão. Resultado: 17 prisões de bandidos envolvidos com o tráfico de drogas e homicídios.

A operação também identificou, mais uma vez, internos do Conjunto Penal de Itabuna que, com o uso de celulares, coordenavam o tráfico e mandavam matar pessoas do lado de fora.

POLÍCIA PRENDE 17 SUSPEITOS DE TRÁFICO E HOMICÍDIOS EM ITABUNA

Operação envolveu cerca de 100 policiais (foto Plantão Itabuna)

Delegado Evy Paternostro comandou a operação (foto Plantão Itabuna)

Cerca de 100 policiais civis e militares participaram na manhã desta sexta-feira, 11, em Itabuna, da Operação Plutão, deflagrada para tirar de circulação elementos suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas e homicídios cometidos na cidade. O saldo da ação foi de 17 prisões, além da apreensão de armas e uma moto que seria usada para entrega de entorpecentes.

Segundo o Plantão Itabuna, as prisões ocorreram nos bairros Nova Itabuna, Lomanto e Jorge Amado. Entre os presos, está o bandido conhecido como “Pica-Pau”, apontado como autor de homicídios.

A operação foi comandada pelo coordenador da 6ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Corpin), delegado Evy Paternostro.

COMERCIANTE EXECUTADO EM JUSSARI

Um comerciante conhecido como Vanzinho Ribeiro, foi executado na manhã deste sábado, 28, em Jussari, a 63 quilômetros de Itabuna. Segundo o Radar, a vítima, que atuava no ramo de material de construção, morreu quando fazia uma entrega de produtos em uma casa próxima ao Hospital Gileno Amado.

Testemunhas disseram que o assassino estava em uma moto e disparou cinco tiros contra o comerciante, todos na cabeça. Após o crime, o bandido fugiu em direção ao distrito de Areia Branca. Há informações de que nenhum objeto ou dinheiro foi levado da vítima.

Vanzinho já atuou como jogador de futebol amador. Em razão do crime, o prefeito de Jussari, Valnio Muniz (PT), determinou a suspensão da final de um campeonato que seria realizada neste domingo, 29.

VENDIAM INGRESSOS FALSOS

Uma guarnição da Polícia Militar prendeu, no início da madrugada deste sábado, dois homens que vendiam ingressos falsos para o show de Jorge e Matheus. Nilton Rosa Costa e Maurício Souza de Araújo estavam próximos ao Espora de Ouro e foram encaminhados para o Complexo Policial pela guarnição.

CONCURSO E CONFUSÃO

Coluna Tempo Presente (A Tarde)

Apreensão no concurso I – Tem tudo para acabar em confusão (até judicial) o concurso realizado pela Polícia Civil para preencher 100 vagas de delegado, 400 de investigador e 100 de escrivão.

A questão: o governo anunciou 11 de setembro como data provável para a divulgação do resultado da avaliação dos exames biomédicos e, até agora, nada.

A questão é que o concurso deu um prazo de apenas dez dias úteis para os candidatos se submeterem a uma bateria de exames, numa tresloucada corrida contra o tempo.

Deu o óbvio, nem todos entregaram.

Apreensão no concurso II – Para piorar a situação, num dos exames solicitados, o toxicológico, a análise é feita nos EUA, por isso os laboratórios pedem até 12 dias úteis para entregar o laudo. Ou seja, o prazo é maior que o do edital, e vários candidatos deixaram de entregar o documento.

O Cespe/UnB, que fez o concurso, afirma que não é mais possível a entrega.

MANIFESTANTES COBRAM MINISTRO PARA LIBERAR BR-101 EM BUERAREMA

Pelotão da PM tentou em vão liberar o tráfego na BR-101.

Pelotão da PM tentou em vão liberar o tráfego na BR-101.

A BR-101 está interditada há quase quatro horas, no trecho de Buerarema (reveja aqui), e os manifestantes, a maioria produtores rurais, cobra um retorno do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para liberar a rodovia. Os agricultores entendem que o Ministério da Justiça “lavou as mãos” quanto à disputa pelos 47 mil hectares com os índios tupinambás.

Nem mesmo o grande efetivo das polícias rodoviárias Estadual e Federal e da Polícia Militar fez dissuadir os manifestantes. Em agosto, quatro veículos oficiais foram incendiados durante os protestos. “Os produtores querem a garantia de que o ministro fará visita ao município”, disse o vereador Elio Almeida Júnior (PDT) ao PIMENTA.

Vereadores de Buerarema fizeram contato com o articulador de política do campo da secretaria-geral da Presidência da República, Nilton Godoy, para tentar retorno do ministro da Justiça. Godoy informou que faria os contatos, mas não sinalizou se haveria retorno. O PIMENTA buscou contato com o articulador, mas o telefone estava ocupado.

Barricadas com madeira e pneu foram incendiadas para interditar rodovia.

Barricadas com madeira e pneu foram incendiadas para interditar rodovia.

Atualizada às 22h21min – O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, entrou em contato com a comissão federal que negocia com os manifestantes. Cardozo teria espaço na agenda para o dia 10, quando receberia, no máximo, 10 representantes dos produtores. A audiência seria em Brasília. A proposta foi rejeitada pelos agricultores.

Policiais observam barricada e movimentação dos manifestantes.

Policiais observam barricada e movimentação dos manifestantes.

Há pouco, a tropa de elite da PM iniciou movimentação para tentar liberar a pista. Do outro lado, cerca de 3 mil manifestantes reagiram. Os ânimos estão exaltados.

 

EM ILHÉUS, PRESOS TAMBÉM CURTEM O FACEBOOK

presosbook

Em seu perfil, preso identificado como Carlos Roberto posta fotos e mensagens (reprodução Aspra)

O presídio Ariston Cardoso, em Ilhéus, tem permitido regalias aos detentos, como o privilégio de manter perfis atualizados nas redes sociais. Segundo denúncia publicada no site da Aspra (Associação de Policiais e Bombeiros do Estado da Bahia), os presos utilizam aparelhos de última geração para postar mensagens, fotos e vídeos, inclusive de pessoas usando drogas.

A Aspra observa que a Polícia Militar tem se destacado em Ilhéus pelas prisões de traficantes e apreensões de drogas e armas, mas os policiais estariam frustrados e desmotivados pelas facilidades concedidas aos presos. De acordo com a associação, “a bandidagem continua comandando o crime de dentro do presídio e zombando das autoridades”.

Conforme a denúncia, os presos identificados como Neto Bastos e Carlos Roberto usam os perfis nas redes para ameaçar rivais. Em sua página na internet, a Aspra publica várias imagens de “posts” que teriam sido feitos pelos detentos no Facebook (confira aqui).

MAIS UM JOVEM PERDE A VIDA EM ITABUNA

Raynan morreu após discutir em um bar

Raynan morreu após discutir em um bar (foto Radar)

Raynan Souza Santos, de 20 anos, foi mais um jovem que entrou para a estatística da morte em Itabuna. O crime ocorreu na noite deste domingo, 22, em Ferradas, onde o rapaz foi atingido por oito tiros. Segundo o Radar, os assassinos, ainda não identificados, usaram pelo menos duas armas, de calibres 32 e 38.

O jovem, que morava no bairro Jorge Amado, teria discutido em um bar, pouco antes do homicídio.

TAXISTA MORRE APÓS SER BALEADO EM ITABUNA

Um taxista identificado como Nei morreu na noite deste sábado, 21, no Hospital de Base de Itabuna, após ter sido baleado no bairro Sarinha Alcântara. A polícia informa que o homem atendeu chamado de jovens que iriam a uma festa, quando sofreu o ataque de bandidos que fariam parte de uma gangue do bairro Banco Raso. Um rapaz de prenome Madson foi baleado e está internado no Base.

Ainda segundo a polícia, os atiradores não pareciam ter um alvo específico. Eles atiravam a esmo e, para os policiais, poderiam ter atingido qualquer pessoa.

CONCURSO DA POLÍCIA CIVIL: CANDIDATOS APREENSIVOS

concurso pc

O Governo da Bahia havia anunciado 11 de setembro como data provável para divulgação do resultado da avaliação dos exames biomédicos dos candidatos que participam do concurso da Polícia Civil. Já se passaram dez dias e nada de publicação.

O motivo é um só: o concurso deu um prazo de apenas dez dias úteis para os candidatos se submeterem a uma quantidade imensa de exames, a exemplo de eletroencefalograma, eletrocardiograma, ecografia do abdome, avaliação neurológica e psiquiátrica, audiometria, entre outros. Tudo isso num curtíssimo espaço de tempo, obrigando os candidatos a participar de uma espécie de gincana ou “corrida maluca” para atender à exigência do edital. Mas não é só…

Em um dos exames solicitados, o toxicológico, a análise é feita nos Estados Unidos, por isso os laboratórios pedem até 12 dias úteis para entregar o laudo. Ou seja, o prazo é maior que o do edital e por isso vários candidatos deixaram de entregar o documento, vendo-se agora na iminência de perder as vagas pelas quais tanto lutaram. A menos que entrem na justiça.

O absurdo salta aos olhos, já que o tempo para entrega do laudo pelo laboratório foge totalmente ao controle do candidato. No entanto, o Cespe, empresa que organizou o concurso, afirma que não é mais possível apresentar o exame.

Um candidato de Feira de Santana entrou com ação e conseguiu liminar para entregar o laudo. Outros deverão seguir o mesmo caminho, ajudando a emperrar ainda mais o judiciário com uma questão que deveria ser resolvida administrativamente, na base do bom senso.

Quem procura a Secretaria da Administração do Estado (Saeb) é informado que o caso está sob análise e é preciso aguardar o Diário Oficial. Mas a aflição, principalmente devido à forma como o Cespe trata o assunto, é grande.

ILHÉUS: SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE É ARROMBADA

O chefe de Fiscalização da Prefeitura de Ilhéus, Paulo Fonseca, registrou na 7ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Corpin) o arrombamento da sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo. O fato ocorreu provavelmente na madrugada desta segunda-feira, 16, e foi identificado às 8 horas  da manhã pelo próprio Fonseca.

Segundo o chefe da Fiscalização, a porta que dá acesso ao primeiro andar da Secretaria foi danificada, permitindo o acesso ao imóvel. Um computador com todos os periféricos e mais uma CPU foram levados.

A Prefeitura avalia que a greve dos servidores, que inclui os guardas  municipais, compromete a segurança do patrimônio público. Devido à paralisação, a Guarda está atuando com efetivo reduzido a 30%.

TRIO DE LADRAS AGIA NO CENTRO DE ITABUNA

Ladras se aproveitavam da distração das vítimas (foto Radar)

Ladras se aproveitavam da distração das vítimas (foto Radar)

Três mulheres que cometiam furtos no comércio de Itabuna foram presas nesta segunda-feira, 9, depois que a polícia recebeu denúncia anônima. Vanessa Teixeira de Carvalho, 32 anos, moradora do bairro de Fátima, juntamente com Beatriz Fonseca de Jesus, 19, e Valdinete Batista Santos, 31, estas duas residentes em Ilhéus, se aproveitavam de pessoas distraídas – principalmente mulheres – para furtar objetos como carteiras e celulares.

Segundo o site Radar, algumas das vítimas estiveram ontem mesmo no Complexo Policial de Itabuna e reconheceram objetos que haviam sido furtados. Uma mulher que ficou sem a carteira deu uma ideia de como as ladras agiam. “Eu senti alguém esbarrar atrás de mim, mas não percebi o furto. Um homem viu a cena e me avisou que a mulher havia retirado minha carteira da mochila”, contou a vítima, que não foi identificada.

O trio de larápias foi autuado em flagrante pela delegada Ana Paula Fontes.

FAMÍLIA QUE TRAFICAVA UNIDA… ESTÁ PRESA

Vanessa, Tchutchuca e Tânia foram apresentados hoje. No destaque, João, de 76 anos (Fotos Divulgação).

Vanessa, Tchutchuca e Tânia foram apresentados hoje. No destaque, João, de 76 anos (Fotos Divulgação).

Uma família de traficantes foi presa pela Polícia Civil com dois quilos de maconha em Salvador. Três dos quatro membros foram apresentados hoje no auditório do Departamento de Homicídios, em Salvador, dois dias após as prisões.

João Pereira de Assis tem 76 anos e é padrasto de Demilson Sales das Neves, o Tchutchuca, de 24 anos, autor do assassinato do policial civil Mauro Sales Escabia Motta Coelho, 47 anos, morto em dezembro de 2012. A quadrilha ainda é composta pela mãe de Tchutchuca, Tânia Maria Sales das Neves, 53 anos,  e pela companheira, Vanessa Nascimento dos Santos, 23 anos.

Além da droga, foram apreendidos R$ 18,00 e quatro aparelhos celulares. Segundo os delegados Clelba Regina Teles e Luiz Marcelo, Vanessa disse que a família sobrevive do tráfico há sete anos. A mãe de Tchutchuca, Tânia Maria, afirmou que o jovem traficante comete crimes desde os 15 anos.

João, Tânia, Vanessa e o traficante e homicida foram autuados por tráfico de drogas e associação ao tráfico. “Tchutchuca”, segundo a polícia, integrava a quadrilha do presidiário Reinaldo dos Santos Catureba, o “Nau Catureba”.

LADRÕES ATACAM DE MOTO NA BR-101

Nazal:  esforço foi recompensado.

Nazal escapou por pouco de um assalto quando se aproximava do entroncamento da BA-262

Um alerta à Polícia Rodoviária Federal. Bandidos de moto têm abordado motoristas no trecho da BR-101 entre Ubaitaba e Itajuípe.  Quem por muito pouco não se tornou vítima, neste domingo, 1º, foi o secretário de Planejamento de Uruçuca, José Nazal.

O secretário vinha de Ibirataia, em companhia da esposa. Ao reduzir a velocidade, próximo ao entroncamento da BA-262 (Ilhéus – Uruçuca), foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta. O da garupa portava uma arma e dava ordem para que o motorista encostasse.

Numa atitude instintiva, Nazal acelerou e, em vez de entrar na 262, seguiu direto pela BR-101, rumo a Itabuna. Felizmente, os bandidos acabaram desistindo.

Para quem trafega por aquele trecho, todo cuidado é pouco.

EMBASA PREOCUPADA COM FURTO DE HIDRÔMETROS

Clientes da Embasa (Empresa Baiana de Águas e Saneamento) devem ficar espertos para evitar a ação de larápios que têm investido no furto de hidrômetros. Os malandros se apresentam como funcionários da empresa e dizem que há necessidade de retirar o equipamento por algum motivo. Ocorrências desse tipo foram registradas recentemente em Feira de Santana.

Segundo a Embasa, seus prestadores de serviço se apresentam sempre fardados e com crachá de identificação funcional. Além disso, quando há necessidade de retirar o hidrômetro, o morador recebe na hora um documento informando sobre a troca e outro equipamento é instalado imediatamente.

Qualquer retirada de hidrômetro que fuja a esse procedimento deve ser comunicada à polícia e à própria Embasa.

COMEMORAÇÕES DO CPRS TERMINAM AMANHÃ

Coronel Reis, comandante do CPRS (foto Oziel Aragão/Plantão Itabuna)

Coronel Reis, comandante do CPRS (foto Oziel Aragão/Plantão Itabuna)

Serão encerradas nesta sexta-feira, 30, as comemorações pelos 11 anos de fundação do Comando de Policiamento Regional Sul, da Polícia Militar, que tem sede em Itabuna. As atividades começaram na terça-feira, 27, com um encontro no qual Coronel Antônio José Reis, comandante do CPRS, falou a profissionais de comunicação sobre o trabalho do destacamento.

Ao longo da semana, policiais vinculados ao comando participaram de outras atividades, como doação de sangue, culto ecumênico e palestra motivacional. Nesta sexta, a programação se encerra com as semifinais de um torneio de futebol society, a partir das 8 horas, na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB).

O CPRS é um dos quatro comandos regionais da Bahia, responsável pela segurança em 120 municípios, abrangendo uma população total de 3.239.000 habitantes.

PROBLEMA NO CONCURSO DA POLÍCIA CIVIL

Candidatos aprovados no concurso da Polícia Civil da Bahia estão se queixando do prazo curtíssimo definido em edital para a apresentação de uma quantidade imensa de exames médicos. A principal queixa está relacionada ao exame toxicológico, cujo laudo só é entregue pelo laboratório após 12 dias úteis da coleta.

Detalhe: a convocação para a realização dos exames foi publicada no Diário Oficial no dia 10 de agosto (no dia 12 no site do Cespe, responsável pelo concurso) e a apresentação foi marcada para os dias 24 e 25. Contando direitinho, o intervalo tem apenas dez dias úteis.

Alguns candidatos entregaram todos os exames, menos o toxicológico, em razão do prazo insuficiente. Quem procurou o Cespe para tratar do problema, recebeu uma resposta do tipo: “azar o seu, vale o que está escrito no edital e se não apresentou o exame, se lascou”.

Talvez a Justiça não pense assim e é a ela que os prejudicados irão recorrer. Para assegurar direito à vaga e, de lambuja, uma boa indenização por danos morais.

MENOR ASSALTAVA COM ARMA DE PLÁSTICO

Jovem usava essa pistola de brinquedo para intimidar suas vítimas

Jovem usava essa pistola de brinquedo para intimidar suas vítimas

A Polícia Militar apreendeu na noite desta quinta-feira, 22, o menor de iniciais M.W.S.S., apontado como autor de vários assaltos no Alto da Piedade e no Centro de Ilhéus. As vítimas preferenciais eram estudantes.

Os policiais chegaram ao menor a partir de denúncia anônima. Com ele, foi encontrada uma arma de plástico, de grande semelhança com uma pistola verdadeira. Além do brinquedo que usava para ameaçar suas vítimas, o jovem estava com dois aparelhos de telefone celular.

Após a apreensão, o menor foi levado para a 7ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin). A mãe do infrator foi avisada e acompanhou o registro da ocorrência.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia