WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
jau


jamile_yamaha

sintesi17

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

editorias


:: ‘política’

“NARCOTRÁFICO NÃO ACABA PORQUE FINANCIA CAMPANHAS POLÍTICAS NO BRASIL”, DIZ MARCINHO VP

Marcinho VP fala de políticos, corrupção e narcotráfico || Reprodução Uol

Marcinho VP fala de políticos, corrupção e narcotráfico || Reprodução Uol

Os jornalistas Flávio Costa e Vinícius Andrade, do UOL, entrevistaram um dos maiores criminosos do país, Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, preso em uma penitenciária de segurança máxima em Mossoró (RN). Trata-se de um rico material que conta a história do criminoso e a visão dele sobre crime e a corrupção no país.

Num dos trechos da entrevista, Marcinho explica, na ótica dele, porque o narcotráfico avança no país. “O tráfico de drogas não acaba porque financia campanhas políticas no Brasil”, afirma.

Marcinho VP também opina sobre políticos. Quanto ao ex-governador fluminense Sérgio Cabral Filho, assim reage: – O maior charlatão que tive o desprazer de conhecer.

Veja a entrevista na íntegra clicando aqui.

RAQUEL DODGE VÊ ATUAÇÃO DE GEDDEL COMO A DE UM “LÍDER DE ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA”

Geddel tem atuação comparada à de "líder de organização criminosa" || Foto Valter Campanário / ABr

Geddel tem atuação comparada à de “líder de organização criminosa” || Foto Valter Campanário / ABr

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o ex-ministro Geddel Vieira Lima assumiu papel “líder de organização criminosa” em referência aos R$ 51 milhões apreendidos pela Polícia Federal (PF) em um apartamento em Salvador, valor atribuído ao ex-ministro.

A manifestação da procuradora foi feita antes da decisão do ministro Edson Fachin, que manteve hoje (19) a prisão de Geddel, mas concedeu prisão domiciliar a dois investigados ligados a ele. O processo estava em segredo de Justiça, mas foi divulgado nesta quinta-feira. Segundo a procuradora, o valor encontrado no apartamento pode ser apenas “uma fração de um todo, ainda maior e de paradeiro ainda desconhecido”.

“A liberdade provisória ou a prisão domiciliar, pretendidas por Geddel Vieira Lima são absolutamente incompatíveis com os critérios legais para eficiência da persecução penal, que visam garantir o interesse público, acautelando o meio social e garantindo diretamente a ordem pública. Mesmo em crimes de colarinho branco, são cabíveis medidas cautelares penais com a finalidade de acautelar o meio social, notadamente porque a posição assumida por Geddel parece ter sido a de líder da organização criminosa”, argumentou a procuradora.

Geddel foi preso no dia 8 de setembro, três dias depois que a PF encontrou o dinheiro no apartamento de um amigo do político. Os valores apreendidos foram depositados em conta judicial

Segundo a Polícia Federal, parte do dinheiro seria resultante de um esquema de fraude na liberação de créditos da Caixa Econômica Federal no período entre 2011 e 2013, quando Geddel era vice-presidente de Pessoa Jurídica do banco. A Agência Brasil entrou em contato com a defesa de Geddel, mas não conseguiu retorno.

DE PROTAGONISTA A FIGURANTE

claudio_rodriguesCláudio Rodrigues | aclaudiors@gmail.com

 

A missão de Geraldo é deixar o papel de figurante e ao menos ganhar o papel de coadjuvante nas eleições do próximo ano.

 

Todos que acompanham filmes, séries e novelas sabem que existe o artista principal. Era assim que minha avó chamava os protagonistas das tramas. Mas, no mundo do entretenimento dos filmes e novelas, não existe apenas o protagonista. Há, também, os atores coadjuvantes. E os figurantes, aqueles que fazem parte da cena apenas na figuração, entram mudos e saem calados. Ou seja, o papagaio de pirata.

Na política, também existem os protagonistas e os figurantes. Isso ficou registrado na última segunda-feira (9), quando o governador Rui Costa esteve em Itabuna para assinar o contrato para a construção da duplicação da Rodovia Jorge Amado (BR 415), que liga as duas principais cidades do sul do Estado, a Rodovia Ilhéus/Itabuna. A imagem do prefeito Fernando Gomes, neoaliado do governador Rui Costa e, consequentemente do PT, o prefeito de Itabuna era o protagonista da solenidade, recebendo todos os afagos dos políticos “capas-pretas” presentes.

No mesmo evento, o ex-prefeito e ex-deputado Gerado Simões não passava de um mero figurante no palanque armado na avenida Juracy Magalhães. Sentado nas fileiras ao fundo, Simões era apenas mais um, na cena onde Gomes, ao lado de Rui, era o artista principal, o protagonista.

Ceplaqueano e líder sindical, um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores em Itabuna, Geraldo surgiu para a política da Bahia como o novo e viveu seus momentos de protagonista. Nas eleições municipais de 1988, foi o candidato a vereador mais votado, porém não assumiu o mandato em função do coeficiente eleitoral. Na eleição seguinte, assume o mandato de deputado estadual.

Eis que, em 1992, contrariando todos os prognósticos, Simões vence a eleição para prefeito de Itabuna, numa verdadeira “zebra”. De uma tacada, derrota o então imbatível Fernando Gomes, seu candidato Oduque Teixeira e, de quebra, o ex-prefeito e também candidato Ubaldo Dantas.

Durante sua gestão, Geraldo e seu grupo político sofrem perseguição implacável por parte do todo-poderoso ACM. Mesmo com todo tipo de boicote, faz uma boa administração, o que lhe garante o primeiro mandato para a Câmara Federal nas eleições de 1998. As portas estavam abertas para a volta ao comando do município no ano 2000.

Em sua segunda passagem no comando do município, Geraldo estava no ápice do sucesso político. Coordenou a campanha vitoriosa de Lula à presidência da República, em 2002, e nos bastidores era cotado para compor uma chapa majoritária ao Senado ou ao Governo da Bahia.

Derrotado na campanha pela reeleição, dois anos depois, em 2006, consegue um novo mandato de deputado federal e é convidado a assumir a Secretaria de Agricultura da Bahia, pelo então governador Jaques Wagner. Em 2008, contrariando a tudo e a todos, lança a esposa como candidata a prefeita, é derrotado. Tempos depois, não consegue renovar o mandato de deputado federal e no último pleito municipal como candidato a prefeito sofre uma derrota acachapante, obtendo pouco mais que oito mil votos.

Hoje, Geraldo Simões está sem grupo político, sem credibilidade com profissionais do mercado de comunicação e, acima de tudo, sem carisma e prestígio junto à cúpula de seu partido. A missão de Geraldo é deixar o papel de figurante e ao menos ganhar o papel de coadjuvante nas eleições do próximo ano. Uma missão quase impossível.

Cláudio Rodrigues é consultor.

SENADO APROVA CLÁUSULA DE BARREIRA E FIM DE COLIGAÇÕES; VEJA PRAZOS

Senado aprova cláusula de desempenho e fim de coligações | Foto Wilson Dias/AB

Senado aprova cláusula de desempenho e fim de coligações | Foto Wilson Dias/AB

Da Agência Brasil

O plenário do Senado aprovou hoje (3), em dois turnos, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que acaba com a coligação de partidos para eleições proporcionais e estabelece a cláusula de desempenho, que gradativamente impede a propaganda de rádio e TV e o repasse de dinheiro do fundo partidário a partidos pequenos.

Aprovada na semana passada pela Câmara, a emenda constitucional será promulgada pelo Congresso Nacional nos próximos dias para que possa valer nas eleições de 2018. No caso das coligações partidárias, a proibição valerá a partir de 2020.

Com aprovação unânime, as discussões entre os senadores foram rápidas, já que o projeto é originário do próprio Senado. Na Câmara, após várias semanas de debates, os deputados aprovaram a PEC 282/2016 (convertida no Senado em PEC 33/2017) mas, como a proposta foi alterada, precisou ser votada novamente no Senado. Até o momento, esta é a única proposição sobre a reforma política que valerá para o próximo pleito.

DESEMPENHO 

A emenda cria uma cláusula de desempenho para que os partidos só tenham acesso aos recursos do Fundo Partidário e ao tempo de propaganda gratuita no rádio e na televisão se atingirem um patamar mínimo de candidatos eleitos em todo o país.

A partir de 2030, somente os partidos que obtiverem no mínimo 3% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço dos estados, terão direito aos recursos do Fundo Partidário. Para ter acesso ao benefício, os partidos também deverão ter elegido pelo menos 15 deputados distribuídos em pelo menos um terço dos estados. :: LEIA MAIS »

E AS RUAS, KATAGUIRI?

marco wense1Marco Wense

 

Para Kataguiri, acabou a roubalheira nos cofres públicos. O MBL foi um instrumento para alavancar suas conveniências e pretensões políticas.

 

Kim Kataguiri, um dos coordenadores do Movimento Brasil Livre (MBL), se diz pré-candidato a deputado federal pelo PSL, mesmo tendo resistências ao seu nome entre as lideranças da legenda.

Com Michel Temer na Presidência, Kim se afastou das ruas, como se a corrupção fosse uma exclusividade dos governos de Lula e Dilma, ambos do PT.

O MBL sumiu. Escafedeu-se. Sem dúvida, a prova inconteste de que todo aquele oba-oba não tinha nada a ver com o combate à corrupção, com o “Fora Dilma”.

Para Kataguiri, acabou a roubalheira nos cofres públicos. O MBL foi um instrumento para alavancar suas conveniências e pretensões políticas.

E as ruas, Kataguiri? Que rua nada! Kim agora só quer saber dos bastidores, do tititi da política e das conversas reservadas. O povo que se dane.

Marco Wense é articulista político e editor d´O Busílis.

CORONEL EXPLICA CRÍTICAS A RUI: “AMIGOS DIZEM A VERDADE; TRAÍRAS CONSPIRAM”

Coronel diz que é amigo de Rui e que traíras conspiram || Foto Izis Moacyr/Bahiaba

Coronel diz que é amigo de Rui e que traíras conspiram || Foto Izis Moacyr/Bahiaba

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Angelo Coronel (PSD), se reuniu com o governador Rui Costa, nesta segunda (11). O parlamentar considerou o encontro proveitoso. Coronel disse que manterá as críticas feitas ao governo. Numa delas, afirmou que Rui não aponta as ações que têm a participação dos deputados estaduais.

– Tenho feito críticas, e vou continuar fazendo-as, porque a governança é democrática. Só amigos é que dizem as verdades. Os traíras se omitem ou conspiram. Nos entendemos em vários pontos, até mesmo porque reconheço que algumas dificuldades operacionais não são de responsabilidade dele – revelou Coronel.

E AGORA, PT?

marco wense1Marco Wense

 

O PT vai ser solidário com Wagner ou ficar do lado de Fernando Gomes, que não quer saber de PT, PT, PT de jeito nenhum?

 

Esse Fernando Gomes não é fácil. Esperou o resultado final do julgamento no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para dizer que não tem compromisso nenhum com o PT.

Cozinhou o PT em banho-maria. Usou, usou e agora descartou. E para mostrar sua independência, ainda disse, com todas as letras maiúsculas, que não vai votar em Jaques Wagner para o Senado.

“Eu apoio Rui Costa, não tenho compromisso com Wagner e nem com o PT”, verberou o prefeito de Itabuna, deixando claro que o ex-governador é adversário político.

E mais: em conversas reservadas, no chamado núcleo duro do fernandismo, já há uma decisão de não apoiar uma eventual candidatura de Lula – ou de qualquer outro petista – na eleição presidencial de 2018.

E agora? Como é que o comando estadual do PT, sob a batuta de Everaldo Anunciação, vai se comportar diante da “rebeldia” do alcaide?

O PT vai ser solidário com Wagner ou ficar do lado de Fernando Gomes, que não quer saber de PT, PT, PT de jeito nenhum?

Fernando Gomes pode até usar a expressão da ex-presidente Dilma Rousseff: Nem que a vaca tussa eu apoio Lula, Wagner e nem deputado do PT.

Que coisa, hein! Coisas da política. Do movediço e traiçoeiro mundo político.

Marco Wense é o editor d´O Busílis.

“ESTAMOS PRONTOS PARA RECEBER O MELHOR PRESIDENTE DA HISTÓRIA”, DIZ EVERALDO

Lula chega à Bahia na próxima quinta || Foto Divulgação

Lula chega à Bahia na próxima quinta || Foto Divulgação

Everaldo considera Lula o melhor presidente da história.

Everaldo participa de organização.

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva começa por Salvador, na próxima quinta (17), às 16h, a visita à Bahia e a caravana de mais de 20 dias pelo Nordeste. De acordo com a organização da caravana do petista na Bahia, Lula embarcará na estação do metrô, em Pituaçu, às 16h, e desembarca na estação Campo da Pólvora, na comitiva que terá o governador da Bahia, Rui Costa.

Ele vai de metrô para a Arena Fonte Nova, onde haverá lançamento do Fórum Social Mundial, apresentação do “Brasil em Movimento” e do livro O Processo Lula.

Ainda de acordo com a organização, o ex-presidente participa do lançamento de dois Memoriais da Democracia, um pelo Instituto Lula e outro pelo governo do Estado, que será criado no Forte do Barbalho.

Já na sexta-feira (18), a caravana segue para Cruz das Almas e São Francisco do Conde. Em Cruz das Almas, Lula recebe o título de Doutor Honoris Causa, concedido pela Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB). Já no sábado, o ex-presidente Lula estará em feira de Santana, onde recebe prefeitos da região e participa de ato que reúne trabalhadores.

“A Bahia que sempre tratou Lula com muito carinho e respeito está pronta para receber o melhor presidente da história desse país”, disse o presidente do PT/Bahia Everaldo Anunciação.

CONFIRA A AGENDA DE LULA NA BAHIA
:: LEIA MAIS »

CONQUISTA: HERZEM EXONERA ANDRÉ FERRARO E AMPLIA CRISE NO GOVERNO

André Ferraro foi exonerado da Comunicação, após entrevista || Foto Divulgação

Ferraro foi exonerado da Comunicação || Foto Divulgação

Com edição do Diário Oficial do município antecipada, o prefeito Herzem Gusmão (PMDB) exonerou o publicitário André Ferraro da Secretaria de Comunicação de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano. O publicitário havia assumido o cargo no início de fevereiro.

A exoneração de Ferraro ocorreu imediatamente após ele conceder entrevista ao repórter Caique Santos, do programa Sudoeste Agora (Rádio Clube de Conquista) na qual denunciou ingerências e “coisas não republicanas” na gestão de Herzem. Ferraro também apontou a existência de grupos trabalhando contra o prefeito.

A entrevista caiu como uma bomba dentro do governo e foi comemorada pela oposição. Ferraro disse que há, na gestão de Herzem, “gente que é de fora da cidade, da administração, que fica empoderada por [ter] relação pessoal [com o prefeito]”. Também disse haver “coisas não republicanas” que ele somente iria expor a depender do “desdobrar das coisas”.

Ferraro reforçou ter nome a zelar no mercado publicitário e de comunicação na Bahia e disse confiar na gestão de Herzem, mas alertou para o chamarem para briga: “Dou dez bois para não entrar na briga, mas quando entro…”.

O ex-secretário também mencionou a existência de subconsultores que atrapalhando a gestão. “Consultor é feito para fazer análise e sair. Consultor que fica fixo e não sai da prefeitura, é melhor nomear. Agora, não nomeia porque o salário é baixo?”.

 

COMISSÃO DA CÂMARA APROVA “DISTRITÃO” PARA ELEIÇÕES DE 2018 E 2020

Comissão aprova "distritão" em reforma política || Foto Fábio Pozzebom/Agência Brasil

Comissão aprova “distritão” em reforma política || Foto Fábio Pozzebom/Agência Brasil

A comissão especial da Câmara que analisa a reforma política aprovou na madrugada de hoje (10) um destaque que modificou o texto-base aprovado na noite de ontem (9) da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03 e alterou o sistema eleitoral para as eleições de 2018 e 2020, que passará a ser feita pelo chamado distritão. Por esse sistema, serão eleitos os candidatos mais votados para o Legislativo, sem levar em conta os votos recebidos pelo conjunto dos candidatos do partido, como é o sistema proporcional adotado atualmente.

O texto apresentado originalmente pelo deputado Vicente Candido (PT-SP), mantinha o sistema eleitoral atual para 2018 e 2020 e estabelecia que o sistema de voto distrital misto, que combina voto majoritário e em lista preordenada, deve ser regulamentado pelo Congresso em 2019 e, se regulamentado, passa a valer para as eleições de 2022.

A mudança foi aprovada por 17 votos a 15, em destaque do PMDB, com apoio das bancadas do DEM, do PSDB, do PSD e do PP e o distritão seria um modelo de transição ao distrital misto, que valeria a partir de 2022, mantendo a necessidade de regulamentação pelo Congresso.

“Nós precisamos de um tempo para montar a distribuição dos distritos no Brasil. E o ‘distritão’ caminha para esse novo sistema, quebrando com o sistema proporcional que gerou um desgaste enorme até hoje”, disse o deputado Celso Pansera (PMDB-RJ).

O deputado Marcus Pestana (PSDB-MG) considera a mudança de modelo na votação para o Legislativo essencial. “O modelo atual está esgotado. Não dá para fingir que está tudo bem e continuar com o sistema atual, vamos de ‘distritão’ na transição para um sistema misto mais elaborado e transparente a partir de 2022”, disse.

OPOSIÇÃO

A deputada Maria do Rosário (PT-RS) considerou o distritão “um modelo elitista, no qual prepondera a presença individual, quando o Parlamento é, por natureza, coletivo na sua atribuição”.

O líder da Rede, deputado Alessandro Molon (RJ), argumentou que nada impede que a transição seja o modelo proporcional. “Não é verdade que adotar o distritão seja uma transição, o maior risco é que se torne permanente com a eleição de um Congresso em 2018 completamente diferente do atual e que dificilmente vai regulamentar o distrital misto”, disse.

O presidente da comissão que analisa a proposta, deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), adiou a votação dos destaques de bancada que ainda não foram analisados para as 10 h desta quinta-feira. Com informações das agências Brasil e Câmara.

JORGE KHOURY NO SEBRAE

Khoury assume em lugar de Adhvan

Khoury assume comando do Sebrae

O ex-deputado federal Jorge Khoury (DEM) será o novo diretor do Sebrae Bahia. O nome será referendado durante reunião do Conselho Deliberativo Estadual (CDE), no próximo dia 31.

Desde maio passado, a bancada baiana que apoia o Governo Temer fazia pressões para conduzir Khoury ao posto no Sebrae, que substituirá Adhvan Furtado (veja aqui).

Khoury já foi secretário estadual de Indústria, Comércio e Mineração e de Meio Ambiente em gestões do ex-governador Paulo Souto. Hoje, ocupa Diretoria de Trabalho da Secretaria de Trabalho de Salvador.

COM A CABEÇA NO PLANALTO, RODRIGO MAIA SE DIZ FIEL A TEMER

Rodrigo Maia admite candidatura ao Planalto|| Foto Divulgação

Rodrigo Maia admite candidatura ao Planalto|| Foto Divulgação

Do Poder360

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que se enxerga como uma alternativa para a Presidência da República. Mas só daqui a alguns anos. O deputado reafirmou ser leal a Michel Temer.

“É óbvio que chegar onde cheguei já me coloca, daqui duas, 3 eleições, como uma alternativa [ao Planalto], mas, no curto prazo, acho que a Presidência da Câmara já me dá a possibilidade de realizações que nunca imaginei que pudesse realizar”.

As afirmações de Maia foram em entrevista à GloboNews, veiculada na noite desta 2ª feira (17.jul.2017). Atualmente, o presidente da República está em posição frágil devido às acusações de corrupção contra seu governo, à crise econômica e, principalmente, à denúncia apresentada pela PGR (Procuradoria Geral da República).

A Procuradoria acusa Temer de corrupção passiva. O STF (Supremo Tribunal Federal) só pode julgar o presidente da República se houver aval da Câmara –Casa comandada por Maia. Uma condenação pelo Supremo cassaria o mandato do governante. Maia assumiria o Planalto.

A posição do político do Rio de Janeiro está sob os holofotes de Brasília nos últimos tempos. Ele fala cautelosamente. Questionado pelo entrevistador se faria agora a mesma coisa que Michel Temer fez com Dilma, respondeu ter certeza que “o presidente não fez isso”. Ainda disse ser cobrado pela mãe para que não conspire contra o mandatário.

Ele fez, porém uma diferenciação. Disse que, como deputado, “será leal sempre”. Mas afirmou ter função de “árbitro do jogo” como presidente da Câmara. “Então, minha distância do governo nesse momento. A Constituição e o Regimento da Casa são aqueles escritos que vou respeitar nesse processo”. Confira a íntegra

O HOJE E O ONTEM

marco wense1Marco Wense

 

O que mais lembra o ontem é o cinismo que toma conta do movediço e traiçoeiro mundo político. Causa náuseas, diria Rodrigo Janot, procurador-geral da República.

É incrível como o Rodrigo Maia de hoje lembra o Michel Temer de ontem e Dilma Rousseff de ontem o Michel Temer de hoje.

Quando surgiu a primeira conversa de que Temer estaria tramando contra Dilma, a presidente dizia que confiava no seu vice, que tudo não passava de uma invencionice, intriga da oposição para prejudicar a governabilidade.

Agora é Temer que diz acreditar em Maia, seu substituto imediato em caso de vacância da presidência: “Ele só me dá provas de lealdade, o tempo todo”.

Maia, por sua vez, não cansa de repetir que o disse-me-disse de que se articula com o PSDB para tomar o lugar de Temer é “pura especulação”. Temer dizia a mesma coisa.

Questionado sobre a possibilidade de assumir o comando do Palácio do Planalto, Maia é o Temer de ontem: “Não penso nessa hipótese”.

Maia já está em permanente contato com os agentes econômicos. Foi o que Temer fez quando percebeu que o impeachment de Dilma era irreversível.

O que mais lembra o ontem é o cinismo que toma conta do movediço e traiçoeiro mundo político. Causa náuseas, diria Rodrigo Janot, procurador-geral da República.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia e editor d’O Busílis.

AOS 63 ANOS, MORRE JORNALISTA JORGE BASTOS MORENO

Moreno faleceu nesta madrugada, no Rio.

Moreno faleceu nesta madrugada, no Rio.

O jornalista Jorge Bastos Moreno, repórter e colunista político do jornal O Globo, morreu na madrugada de hoje (14), aos 63 anos, no Rio de Janeiro. Segundo O Globo, jornal onde trabalhou por 35 anos, ele sofreu um edema agudo de pulmão, decorrente de complicações cardiovasculares, por volta da 1h desta quarta-feira.

Moreno foi o primeiro jornalista a noticiar a escolha do general João Baptista Figueiredo como sucessor do também general Ernesto Geisel na Presidência da República, quando ainda era repórter do Jornal de Brasília.

Ele também teve papel importante com a publicação de informações em 1992 que levaram ao impeachment do então presidente Fernando Collor. Conquistou o Prêmio Esso de Informação Econômica de 1999 com a notícia da queda do então presidente do Banco Central, Gustavo Franco.

Desde o fim da década de 90, mantinha uma coluna política em O Globo e, desde março deste ano, apresentava um programa de entrevistas na rádio CBN. AB.

NETO: “A RENNER AJUDA A POSICIONAR O JEQUITIBÁ COMO ÍCONE DE MODA NO SUL DA BAHIA”

 

Manoel Chaves Neto, do Shopping Jequitibá.

Manoel Chaves Neto, do Shopping Jequitibá.

As perspectivas para a economia do Brasil nos próximos anos e os planos de investimentos para tornar o Shopping Jequitibá completo foram temas abordados na entrevista com o empresário Manoel Chaves Neto. O diretor do centro de compras do sul da Bahia mostra-se otimista com os números recentes da economia. 

Neto ainda aborda a polêmica envolvendo a CineSercla, que anunciou a inauguração de salas de cinema no shopping em 2018. “Fui pego de surpresa. Não temos contrato assinado com ninguém”, disse.

O diretor do Shopping Jequitibá também abordou o peso da chegada das Lojas Renner. Para ele, o empreendimento ajuda a posicionar o centro de compras como referência de moda na região. A filial da Renner será inaugurada na próxima sexta (16).

Neto ainda fala de família. Empresário pioneiro em várias áreas, Helenilson Chaves submeteu-se a cirurgias e se recupera em Salvador. Confira. 

Qual a perspectiva para o varejo nos próximos anos?

Resposta dificílima, pois no Brasil está quase impossível prever algum tipo de conjuntura econômica, política, etc. O que podemos afirmar é sobre o agora. Vemos, nos últimos meses, declínio da inflação ao patamar de 4% , abaixo da meta se 4,5%, com perspectiva de manutenção, em paralelo a taxa de juros Selic, antes 14,25% ao ano, hoje 10,25%, mas com prognóstico de estar abaixo dos 2 dígitos, na casa de 8,5% ao ano em dezembro. Estes fatores nos animam e fazem acreditar que o país entrará numa estabilidade em breve, pois quanto menor inflação e juros, mais sobra para consumo, que puxa a indústria e que gera emprego, situação está que se reverterá lentamente, com retorno dos investimentos e consumo.

______________

Temos seguido nosso plano estratégico. Chegaremos no final de 2018 com um Shopping Regional Dominante.

______________

Como o Shopping Jequitibá se encaixa neste cenário?

Não resta dúvida que o cenário é e continuará sendo bastante desafiador, motivo pelo qual temos focado nossos esforços na redução dos custos operacionais e despesas. Por outro lado, no complemento de mix do shopping, trazendo novidades e lojas que agreguem produtos e serviços para nossos clientes. Temos seguido nosso plano estratégico. Chegaremos no final de 2018 com um Shopping Regional Dominante.

E a inauguração da Renner?

A inauguração da Renner vem nos abrilhantar, nos fortalecer e ajudar a posicionar ainda mais o Shopping Jequitibá como ícone de moda no sul da Bahia , além de potencializar o poder de atratividade e vendas do nosso empreendimento. A loja Renner do Shopping Jequitibá terá 2.200 metros quadrados em 2 andares, térreo e primeiro andar, interligados por uma enorme escada rolante, elevadores e escada fixa com objetivo de proporcionar maior conforto e comodidade para nosso cliente. Realmente está linda. Não deixem de visitar, na próximo sexta (16), a partir das 10 horas.

______________

As vendas vão bem. Estamos com 3% de crescimento nas lojas âncoras e megalojas e 15,98% nas lojas satélites.

______________

Como estão as vendas no Shopping Jequitibá?

Graças ao bom Deus, ao trabalho assertivo do marketing, ao atendimento gentil da nossa equipe, ao treinamento contínuo dos vendedores e aos nossos empreendedores lojistas, as vendas vão bem… Gostaríamos sempre que estivessem melhores, mas, diante de toda circunstância, estamos com 3% de crescimento nas lojas âncoras e megalojas e 15,98% nas lojas satélites.

Além da Renner, o que mais foi realizado?

Nesta etapa de investimento, além de termos construído o shell da Renner e Ricardo Eletro, construímos em cima da Renner uma laje com 1.350 metros quadrados que permite, no futuro, ter 55 novas vagas de estacionamento. Além disto, no L1, destelhamos 1.700 metros quadrados, onde conseguimos implantar mais 68 novas vagas de estacionamento para uso imediato.

______________

O nosso complemento de mix contempla um multiplex com salas de cinema, academia, Centro Médico de última geração e ampliação da área de lazer e restaurantes

______________

O que tem mais por vir no complemento de mix, deste projeto de shopping completo, dominante?

O nosso complemento de mix contempla um multiplex com salas de cinema, academia, Centro Médico de última geração e ampliação da área de lazer e restaurantes.

Qual a previsão de inauguração?

Tenham certeza: quem mais está ansioso para entregar estes projetos e complemento de mix somos nós, empreendedores, juntamente com toda nossa equipe. Entretanto, por ainda não ter dada certa e nenhum contrato já assinado, preferimos agir com cautela para que, no momento certo, façamos o pronunciamento com dia e hora para data de inauguração.

______________

Sobre a CineSercla – Fui pego de surpresa. Não temos contrato assinado com ninguém. O escritório de advocacia que nos assessora está tratando dos assunto.

______________

A Cine Sercla confirma que vai inaugurar 5 salas de cinema no Jequitibá em 2018. Como ficou isso?

Assunto que me entristece, frustra nossos clientes, desgasta nossa imagem e prejudica outras negociações. Fui pego de surpresa. Não temos contrato assinado com ninguém. O escritório de advocacia que nos assessora está tratando dos assunto.

Referência de empreendedorismo no sul da Bahia, Helenilson Chaves fez 70 anos na última semana. Como ele está?

Meu grande pai, minha mãe, grandes exemplos para mim. Eles vão muito bem, pois têm estado bastante colados em todas as horas e momentos. Recentemente, meu pai passou por uma cirurgia em São Paulo. Está fazendo tratamento em Salvador, onde acredito que até o Natal ele estará de volta a sua amada cidade de Itabuna. Na verdade, chego até dizer que parte dele está aqui presente nos meus movimentos e ações, como também dos meus irmãos, pois tivemos uma criação muito próxima no qual seus ensinamentos e a sua forma de ser, pensar, agir, seu caráter e postura, guardando as devidas proporções e particularidade, estão incutidos em nós.

Como o senhor tem analisado a política de Itabuna?

Política deixo para ser comentada por políticos. Agora, queremos cada dia mais o melhor para Itabuna, Ilhéus e todas os 41 municípios do sul da Bahia. Por fim, agradeço aos meus sócios, toda minha equipe do Shopping Jequitibá e da JPS, a todos mesmos, pelo empenho e dedicação que contribuem de forma significativa para fazer do Shopping Jequitibá cada dia melhor, maior e mais feliz.

BARRO PRETO: JONATHAS GUIMARÃES É DIPLOMADO VEREADOR

Jonathas e o juiz Frederico Augusto, da comarca de Itajuípe.

Jonathas e o juiz Frederico Augusto, da comarca de Itajuípe.

Ato de diplomação de Jonathas foi acompanhado pelo vereador Elinho de Buerarema (à direita).

Ato de diplomação de Jonathas foi acompanhado pelo vereador Elinho de Buerarema (à direita).

Após o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) cassar o mandato de Maria Raimunda dos Santos (PP) e rejeitar recurso apresentado pela defesa da vereadora de Barro Preto, Jonathas Guimarães (PT) foi diplomado há pouco e já está apto para assumir a vaga.

O ato de diplomação foi assinado pelo juiz da 136ª Zona Eleitoral, Frederico Augusto Carvalho Cruz, da Comarca de Itajuípe, nesta sexta (9). Jonathas assume a vaga porque o TRE reconheceu que Maria Raimunda, que é professora, se desincompatibilizou do cargo de servidora de Barro Preto depois do prazo legal.

A posse do petista deverá ocorrer na próxima semana em data a ser definida pela Mesa Diretora da Câmara de Barro Preto. Jonathas exercerá o segundo mandato como vereador do município sul-baiano. Ofício com a ordem de posse já foi expedido para o presidente da Casa, José Batista Rocha.

TEMER PREPARA OFENSIVA CONTRA FACHIN E MPF, SEGUNDO SITE

Temer prepara reação contra JBS, Janot e Fachin.

Temer prepara reação contra JBS, Janot e Fachin (Reprodução SBT).

– Presidente quer falência e prisão de donos da JBS

– Planalto já prepara dossiê contra ministro do STF

Tales Farias, do Poder 360

O presidente da República liberou seus auxiliares a buscar munição para reagir com vigor ao FriboiGate. São 3 as frentes de ataque planejadas por Michel Temer:

  • – Os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS;
  • – O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal);
  • – O procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

ÓDIO MAIOR: IRMÃOS BATISTAS
Segundo aliados do presidente, a ordem é atacar e tentar dizimar a JBS em todas as frentes: na Receita Federal, na CVM (Comissão de Valores Mobiliários), no INSS (Instituto Nacional de Seguro Social) e na Justiça.

A ideia é provar desde apropriação indébita dos descontos do INSS de seus funcionários até a especulação na bolsa de valores e no mercado de câmbio. E o que mais vier a aparecer na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da JBS/BNDES, que a bancada governista promove no Congresso.

A meta, afirmaram ao Poder360 3 dos congressistas que estiveram com o presidente nos últimos dias, é falir a empresa e prender os donos.

Fachin é alvo de dossiê do governo, segundo Poder360.

Fachin é alvo de dossiê do governo, segundo Poder360.

DOSSIÊ FACHIN
Os aliados de Michel Temer dizem que o Planalto prepara 1 dossiê sobre o ministro do STF. Além de seus contatos com o executivo da JBS Ricardo Saud, 1 dos delatores do caso FriboiGate, os governistas acreditam que há outras ligações de Edson Fachin com a empresa.

Também fazem 1 levantamento detalhado de suas decisões na Lava Jato que acreditam contrariar as atitudes tomadas no caso da delação dos irmãos Batistas.

O objetivo final do Planalto é obter dados suficientes para engordar 1 pedido formal ao STF de suspeição do ministro em relação à delação da JBS. Atualmente, Fachin é o responsável pelo processo na Corte.

Janot entra na mira do presidente (Foto Ag. Brasil).

Janot entra na mira do presidente (Foto Ag. Brasil).

RODRIGO JANOT E MINISTÉRIO PÚBLICO
Temer está decidido a não nomear para procurador-geral, em setembro, nenhum dos concorrentes que seja minimamente ligado ao atual chefe da PGR (Procuradoria Geral da República).

A ordem é também promover todo tipo de retaliação contra o Ministério Público no Congresso. Desenterrar, por exemplo, a PEC 37, que limita o poder de investigação do MP, fortalecendo os delegados de polícia. Também retomar o projeto de criminalização do abuso de autoridade, entre outros.

PF CUMPRE MANDADOS DE PRISÃO CONTRA EX-GOVERNADORES DO DF

PF cumpre mandados da Operação Panatenaico (Foto AB/Arquivo).

PF cumpre mandados da Operação Panatenaico (Foto AB/Arquivo).

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã de hoje (23) a Operação Panatenaico para investigar organização que fraudou e desviou recursos das obras de reforma do Estádio Nacional Mané Garrincha para a Copa do Mundo de 2014. De acordo com a PF, a obra, orçada em cerca de R$ 600 milhões, custou mais de R$ 1,5 bilhão. “O superfaturamento, portanto, pode ter chegado a quase R$ 900 milhões”.

Os principais alvos da operação, de acordo com a PF, são os ex-governadores Agnelo Queiroz (PT) e José Roberto Arruda (PR), e o ex-vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB), hoje assessor do presidente Michel Temer.

Cerca de 80 policias federais cumprem 15 mandados de busca de apreensão, dez de prisão temporária, além de três conduções coercitivas, quando a pessoa é levada para depor e depois liberada. As medidas judiciais foram determinadas pela 10ª Vara da Justiça Federal no Distrito Federal (DF). Todas as ações ocorrem em Brasília e em outras cidades do DF.

“Entre os alvos das ações de hoje estão agentes públicos e ex-agentes públicos, construtoras e operadores das propinas ao longo de três gestões do governo do DF.  A hipótese investigada pela Polícia Federal é de que agentes públicos, com a intermediação de operadores de propinas, tenham realizado conluios e assim simulado procedimentos previstos em edital de licitação”, diz nota da PF.

O nome da operação é uma referência ao Stadium Panatenaico, sede dos Jogos Panatenaicos, competições realizadas na Grécia antiga, anteriores aos Jogos olímpicos. A arena, utilizada para a prática de esportes pelos helênicos, é considerada uma das mais antigas do mundo. Redação com Agência Brasil.

CHICO ALENCAR É O NOME DO PSOL À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Chico Alencar pode disputar presidência da República.

Chico Alencar pode disputar presidência da República.

O deputado federal Chico Alencar (PSOL-RJ) pode ser o candidato do PSOL à Presidência da República para as eleições de 2018. O nome do parlamentar foi apontado por setores internos do partido na reunião do Diretório Nacional que ocorreu este final de semana, em São Paulo. Embora a instância não tenha encaminhado nenhuma deliberação oficial sobre o tema, o próprio deputado reconheceu sua possível indicação, mas defendeu que a definição sobre os nomes deve ser feita depois de consolidada uma plataforma política.

– Não nego que cogitou-se o meu nome, mas as próprias regras eleitorais para 2018 estão em aberto, então o cenário está muito nebuloso. O partido fez a reunião de seu diretório nacional e decidiu que vai preparar uma plataforma mínima de saída da profunda crise econômica, política e ética que o país vive, para debater com todas as forças sociais que tenham alguma identidade. E aí, forças sociais de toda ordem, como CNBB, OAB, não necessariamente forças partidárias. A definição de nomes ficará para depois, senão significa colocar a carroça na frente dos bois – declarou Chico Alencar.

Leia a íntegra n´O Globo

EM CONQUISTA, MAIS QUE UM “FORA, TEMER”

A reação ao Governo Temer foi ampliada em Vitória da Conquista, como registrado nesta foto do Blog do Anderson. Por lá, o movimento pede algo além da saída do presidente da República. A citação ao PMDB não é à toa. É, também, o partido do prefeito do município, Herzem Gusmão, que sucede o petista Guilherme Menezes.

A reação ao Governo Temer foi ampliada em Vitória da Conquista, como registrado nesta foto do Blog do Anderson. Por lá, o movimento pede algo além da saída do presidente da República. A citação ao PMDB não é à toa. Trata-se do partido do prefeito do município, Herzem Gusmão. Conquista, uma das economias do estado que mais crescem, foi governada pelo PT de 1997 a 2016.

alba



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia