WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘prisão em flagrante’

PRESO ACUSADO DE EXIGIR SEXO PARA NÃO DIVULGAR FOTOS ÍNTIMAS DE MULHER

Homem foi preso depois de exigir sexo para não divulgar fotos íntimas de mulher|| Foto PC

Investigadores da 7ª Delegacia Territorial (DT) prenderam um homem acusado de usar fotos íntimas para exigir relações sexuais com uma mulher. De acordo com a polícia, Alex de Jesus Azevedo, de 22 anos, ameaçava divulgar as imagens nas redes sociais, caso a vítima não concordasse com a relação forçada.

Alex de Jesus foi preso, em flagrante, na terça-feira (28, no Rio Vermelho, próximo à rodoviária de Salvador,  depois que a mulher procurou à polícia e marcou um encontro com ele. Os policiais quem estavam no local indicado pela vítima.

Segundo a titular da DT, delegada Lúcia Jansen, Alex foi autuado por tentativa de estupro. “Essa ação dele é considerada um crime sexual”. A polícia não divulgou há quanto tempo a mulher estava sendo chantageada nem como conheceu o acusado. Alex de Jesus deve passar por audiência de custódia nesta quarta-feira (29).

ACUSADA DE RACISMO PRESA EM FLAGRANTE, DENTISTA GANHA LIBERDADE PROVISÓRIA

Dentista acusada de racismo ganha liberdade provisória|| Foto leitor do Correio

A dentista Heloisa Onaga Kawachiya, flagrada cometendo crime de racismo no sábado (6), numa delicatessen da Pituba, em Salvador, teve a liberdade provisória concedida neste domingo (7). A juíza Luciana Amorim Hora acatou o argumento de que a ré é primária e não apresenta antecedentes criminais. Luciana acrescenta que, segundo a defesa, “a flagranteada padece de transtorno mental de natureza incurável”.

A liberdade provisória, porém, está vinculada a algumas exigências: Heloisa deverá comparecer perante a autoridade todas as vezes que for intimada para atos do inquérito; a ré não poderá mudar de residência sem permissão judicial nem ausentar-se por mais de 30 dias de sua residência sem comunicar a Justiça; Heloisa deverá apresentar em 60 dias um relatório psiquiátrico sobre sua sanidade mental.

Heloisa foi presa no sábado (6), ao se recusar a ser atendida por funcionários negros na Delicatessen Bonjour, na Rua São Paulo, na Pituba. A dentista havia passado a noite sob custódia. Leia mais aqui.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia