WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘prisão’

ITABUNA: FORAGIDO DO CONJUNTO PENAL É PRESO NO “GONGO” COM DROGAS E ARMA

“Grilo” era foragido e Cláudia estava no imóvel da boca de fumo, segundo a polícia

Material foi levado para o Complexo Policial de Itabuna

Policiais da Rondesp Sul prenderam, no início da noite de ontem (15), na Favela do Gongo, no bairro São Lourenço, Luciano Pereira de Freitas, o “Grilo”, de 28 anos, que estava foragido do Conjunto Penal de Itabuna. Ele foi beneficiado com Indulto de Natal e não mais retornou para a prisão.

O foragido foi localizado durante um patrulhamento tático na região do São Lourenço. De acordo com os policiais, com “Grilo” foram apreendidos um revólver e uma quantidade de maconha pronta para ser vendida. Os PMs suspeitaram que o homem estava comandando uma boca de fumo na região e prosseguiram com as ações.

Na sequência, na casa do acusado, os policiais apreenderam R$ 1.601,00 que teriam sido arrecadados com a venda de drogas, balança de precisão, cadernos com anotações de “clientes”, um tablete de maconha, um celular, além de cocaína, pedras de crack e 319 gramas de maconha em pedaços. Uma mulher que estava no imóvel foi conduzida. Ela foi identificada como Cláudia Nascimento da Silva, de 29 anos.

PRESO POR NÃO PAGAR PENSÃO, EDILSON É SOLTO APÓS QUATRO DIAS

Edilson Capetinha é solto depois de quatro dias detido.

Edilson Capetinha é solto depois de quatro dias detido

Do Correio da Bahia

Depois de quatro dias detidos por dívida de pensão alimentícia, o ex-jogador de futebol Edilson Silva Ferreira, conhecido como Capetinha, foi solto na noite desta sexta-feira (18). A informação foi  confirmada pela assessoria de comunicação  da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap). Capetinha estava preso em cumprimento de um mandado de prisão temporária expedido pela 2ª Vara da Família, em Brasília. Ele foi detido em um shopping de Salvador, na terça-feira (15).

O ex-jogador  passou três dias detido na Coordenadoria de Polícia Interestadual (Polinter), no Complexo dos Barris, e foi transferido para Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, no início da tarde da última quinta-feira (17).  Após a prisão, o ex-atleta teve bens bloqueados a pedido do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT-BA) em função de dívidas trabalhistas. O valor é estimado entre R$ 8 milhões e R$ 10 milhões, segundo o TRT. Os processos, de acordo o Tribunal, estão em andamento desde 2011.

O CORREIO tentou falar com a defesa de Edilson, mas até a publicação dessa reportagem não teve retorno. O atleta teria feito um acordo em relação à dívida com a pensão para conseguir a liberação, mas o valor envolvido não foi

HISTÓRICO DE PRISÕES

Capetinha já tem um histórico de prisões por dívida de pensão alimentícia. Esta é a terceira vez que o ex-jogador é detido pelo mesmo motivo. A primeira vez aconteceu em março de 2014, também em Salvador. A segunda foi em julho de 2016, em Brasília, com uma dívida de R$ 430 mil.

Edílson também é alvo de uma operação da Polícia Federal que investiga fraudes em pagamentos de prêmios das loterias da Caixa Econômica Federal. Ele chegou a ser conduzido coercitivamente, mas não ficou preso. Segundo a Polícia Federal, ele usaria sua conta bancária para movimentar valores referentes a um esquema que, segundo estimativa, teria desviado cerca R$ 60 milhões em pouco mais de um ano.

JUSTIÇA FEDERAL MANTÉM PRISÃO DE CUNHA

Justiça decide pela manutenção de prisão de Cunha.

Justiça decide pela manutenção de prisão de Cunha.

A Segunda Instância da Justiça Federal em Brasília decidiu hoje (18) manter a prisão do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A pedido dos advogados de defesa, a liberdade foi julgada pela Terceira Turma do Tribunal Regional Federal (TRF-1), sediado na capital federal.

Cunha está preso há 10 meses na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba em função das investigações dos procuradores da Operação Lava Jato. O caso julgado nesta terça-feira envolveu outro mandado de prisão contra Cunha, emitido pelo juiz federal Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília.

No processo criminal que tramita em Brasília, Cunha é acusado de receber propina em troca de influência a favor de empresas que buscavam liberação de verbas do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS), vinculado à Caixa Econômica Federal.

Durante o julgamento, a defesa de Cunha alegou que não há motivos para que o ex-deputado continue preso. De acordo com os advogados, não há provas que liguem Cunha aos desvios na Caixa.

CAMINHONEIRO É PRESO ACUSADO DE ESTUPRAR FILHA E SOBRINHA

Everaldo é acusado de estuprar filha e sobrinha.

Everaldo é acusado de estuprar filha e sobrinha.

Com um mandado de prisão em aberto pelo estupro da sobrinha de 9 anos, o caminhoneiro Everaldo de Sousa Santos foi preso, ontem (7), por policiais civis da delegacia de Santo Antônio de Jesus. A ação contou com apoio de uma guarnição da 27ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).

Everaldo foi detido quando estava a bordo de seu caminhão, no trevo do município de Conceição do Almeida, na BR-101, dirigindo-se a Salvador para fazer uma entrega. Já na delegacia, ele foi acusado de também estuprar sua filha, hoje com 18 anos, quando ela ainda era adolescente.

O delegado Felipe Ghiraldelli informou que o estupro da sobrinha ocorreu na cidade de Elísio Medrado, Bahia, no início deste ano. O caminhoneiro estava foragido desde então. Everaldo nega que tenha atacado a menina, mas exames periciais comprovaram o crime.

Além de cumprir o mandado de prisão por estupro de vulnerável, o delegado informou que vai apurar as acusações feitas pela filha do caminhoneiro. Everaldo já foi encaminhado ao sistema prisional.

PRESO POR TRÁFICO, VEREADOR CHAMA ATENÇÃO EM UBAITABA

Messias Aguiar ao ser preso em outubro do ano passado (Polícia Militar).

Messias Aguiar ao ser preso em outubro passado (Polícia Militar).

A primeira sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Ubaitaba chamou a atenção da mídia estadual. Nada a ver com projetos. As atenções estavam voltadas para um vereador em especial: Messias Aguiar (PMDB).

Até a última sexta-feira (10), Aguiar era hóspede do Presídio de Valença. Dia 3 de outubro do ano passado, menos de 24 horas após ser confirmado como segundo mais votado e vereador eleito, Aguiar foi preso com 272 quilos de drogas.

Ontem, Aguiar não quis comentar sobre a prisão. O advogado do vereador, Rogério Andrade, diz que o cliente nega ser o dono da droga. Caso não consiga provar sua inocência e seja condenado, Messias Aguiar pode perder o mandato. Na semana passada, ao obter a liberdade, Aguiar foi recebido com festa em Ubaitaba.

PRESO HOMEM ACUSADO DE ESTUPRAR MENINA EM FEIRA

Cosme é acusado de estuprar vizinha.

Cosme é acusado de estuprar vizinha.

Acusado de abusar sexualmente de uma vizinha de 12 anos, a quem também ofereceu bebida alcoólica, Cosme Barbosa de Lima foi preso, nesta quinta-feira (5), em Caldas do Jorro, por uma equipe do Núcleo de Repressão a Crimes Contra a Criança e o Adolescente, da Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), de Feira de Santana.

Na época do crime, ocorrido em março de 2016, de acordo com a investigação, Cosme atraiu a garota para sua casa, no bairro Aviário, em Feira, e depois de embebedá-la, esperou que ela adormecesse para praticar a violência. A vítima contou que despertou com o vestido levantado até a cintura, o estuprador deitado sobre ela, completamente despido, e uma faca próxima dele e da cama.

Cosme teve a prisão preventiva decretada pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Feira e o mandado expedido contra ele foi cumprido pela equipe da delegada Danielle Matias. O estuprador será encaminhado ao Presídio Regional de Feira, onde ficará à disposição da Justiça.

ADVOGADOS SE MOBILIZAM EM DEFESA DE COLEGA

Anderson Sá está preso há 24 dias em Itabuna (Foto Reprodução).

Anderson Sá está preso há 24 dias em Itabuna (Foto Reprodução).

A situação do advogado Anderson Sá, acusado de associação ao tráfico e de ameaça a uma juíza carioca, complicou-se após a ordem de transferência dele para ser interrogado no Rio de Janeiro. Ontem (08), o presidente da subseção local da OAB, Edmilton Carneiro, e cerca de dez advogados fizeram manifestação em frente ao Conjunto Penal de Itabuna, onde Anderson está preso há 24 dias (confira).

O advogado foi alvo de mandado de prisão temporária, que expira em 30 dias, mas pode ser renovado pela justiça. É grande a possibilidade de que a ordem de transferência seja cumprida hoje.

Carneiro chegou a solicitar que o interrogatório do advogado ocorresse por meio de videoconferência, ressaltando a existência de uma sala equipada com essa finalidade no Conjunto Penal de Itabuna. Segundo informações, o pedido foi negado.

Diante dessa situação, advogados que se mobilizaram para defender o colega utilizam as redes sociais para reforçar os apelos em favor de Anderson Sá. A advogada Jurema Cintra, que faz parte dessa mobilização, divulga no Facebook uma conta bancária para recebimento de doações, que serão utilizadas com a finalidade de custear os gastos para acompanhamento jurídico do acusado.

HOMEM É PRESO COM MIL FILHOTES DE PÁSSARO

Passarinhos viajavam aglomerados em pequenas gaiolas (foto Divulgação PRF)

Passarinhos viajavam aglomerados em pequenas gaiolas (foto Divulgação PRF)

A Polícia Rodoviária Federal flagrou um homem de 60 anos que transportava cerca de mil filhotes de canário-terra para a cidade pernambucana de Caruaru. O traficante de animais silvestres tinha saído de Itabuna com as aves e sua prisão aconteceu na região de Paulo Afonso, no Vale do São Francisco.

Os passarinhos viajavam aglomerados em pequenas gaiolas. Eles serão levados hoje (31) para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), em Salvador.

O homem foi enquadrado no artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais, que prevê pena de seis meses a um ano de detenção, além de multa. Segundo a polícia, o traficante já foi flagrado mais de dez vezes cometendo o mesmo  crime em diversos Estados.

CACIQUE BABAU É PRESO EM OLIVENÇA

Aelson e Babau teriam sido presos por resistir ao cumprimento de um mandado pela PM (imagem circula nas redes sociais)

Aelson e Babau teriam sido presos por resistir ao cumprimento de um mandado pela PM (imagem circula nas redes sociais)

Depois de ter sido preso temporariamente em 2014, acusado de participação no homicídio de um pequeno produtor rural, Rosivaldo Ferreira da Silva, mais conhecido como Cacique Babau, volta a ser detido pela polícia. Membro da tribo tupinambá, Babau teria resistido ao cumprimento de um mandado de reintegração de posse. Há versões não confirmadas de que ele portava arma de fogo no momento da prisão.

De acordo com o Blog do Gusmão, Babau foi detido por uma guarnição da 69ª Companhia da Polícia Militar, sob o comando do Major Joeldo. O cacique estava em companhia de seu irmão, identificado como Aelson, que também foi preso.

Logo após a prisão, os dois foram levados para a delegacia da Polícia Federal em Ilhéus.

MULHER É PRESA POR CHAMAR PROMOTORA DE “SACANINHA” EM CAMACAN

Elizana conseguiu liberação após pagar fiança de R$ 2 mil (Foto O Tempo Jornalismo).

Elizana conseguiu liberação após pagar fiança de R$ 2 mil (Foto O Tempo Jornalismo).

Uma dona de casa teve de pagar uma fiança de mais de R$ 2 mil para ser libertada da cadeia após ser presa presa em Camacan, na região sul da Bahia, por ter chamado uma promotora de Justiça de “sacaninha”. Elizana Santos da Silva, 30 anos, deixou a carceragem da delegacia da cidade na manhã desta quinta-feira (8), após cinco dias. Ela teve de contar com a ajuda de amigos e parentes para pagar a quantia estipulada para a fiança.

De acordo com o delegado Francesco Denis da Silva Santana, que investiga o caso, a promotora Catarine Rodrigues relatou que a mulher estava distribuindo santinhos na porta de um dos locais onde ocorria votação da eleição para conselheiro tutelar da cidade, no domingo (4), e que além de desobedecer a ordem de deixar o local, teria a ameaçado. A dona de casa negou.

“Conforme a ocorrência, entre os crimes que teriam sido cometido pela dona de casa estão desobediência, desacato, resistência e ameaça. Quatro crimes diferentes contra um órgão do do Ministério Público. São crimes de menor potencial ofensivo, mas que juntos ultrapassam o limite para liberação por meio de TCO [Termo Circunstanciado de Ocorrência]. Por conta disso, estipulamos pagamento de fiança para liberação”, destacou o delegado, em contato com o G1.

A dona de casa Elizana Santos da Silva admitiu que chamou a promotora de “sacaninha”, mas disse que não sabia que a mulher era uma promotora. Ela negou que estivesse no local para distribuir panfletos e que tenha ameaçado a promotora. Além disso, afirmou que não resistiu à prisão.

“Eu fui para o local apenas para votar. Eu estava com cinco planfletos nas mãos e ela veio e tomou de mim e rasgou, sem ao menos se identificar. Não disse nada. Depois, quando eu estava saíndo do local de votação, ela ia passando perto de mim e tomou uma topada. Eu então disse: ‘cuidado, sacaninha, para não cair e se machucar’.

POLÍCIA PRENDE LÍDER DE QUADRILHA NORDESTINA DE ASSALTO A BANCO

Vangervaldo se passava por evangélico e vendedor de carros.

Vangervaldo se passava por evangélico e vendedor de carros.

Líder de uma quadrilha de ladrões de bancos e carros-fortes que atua nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, Vangervaldo dos Santos Correia, o “Ponto 50”, de 49 anos, foi preso, nesta quarta-feira (28), na cidade de Bom Jesus da Lapa, durante operação da Polícia Civil, que cumpriu mandados de prisão expedidos pelas Justiças da Bahia e de Goiás.

As equipes do Grupo Avançado de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras (Garcif) e das Coordenadorias Regionais de Polícia do Interior (Coorpins) de Guanambi (22ª) e Bom Jesus da Lapa (24ª) contaram com apoio da Superintendência de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública da Bahia.

A quadrilha, especializada na modalidade de roubo conhecida como “Novo Cangaço”, já atacou instituições financeiras nos estados da Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco e Piauí.

“IRMÃO IVAN”
Vangervaldo, que é natural de Salvador, estava morando em Bom Jesus da Lapa há dois anos, onde passou a usar documentos falsos em nome de Ivan Santos de Araújo. Para não despertar suspeitas, trabalhava com compra e venda de veículos usados, possuía um lava a jato e frequentava cultos num templo evangélico, onde era conhecido como “Irmão Ivan”.

A Polícia Civil chegou até Vangervaldo durante as investigações do roubo à agência do Banco do Brasil, em Tanque Novo, praticado por dez integrantes do bando, armados com fuzis, em julho de 2013. Durante a fuga, os ladrões efetuaram vários disparos contra uma viatura da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE/Sudoeste).

Vangervaldo recebeu o apelidado de “Ponto 50” por operar metralhadoras calibre ponto 50 com destreza. A arma, com grande poder de fogo, pode transfixar a blindagem de carros-fortes. Ele já esteve preso e responde a vários processos em diferentes estados por roubos a bancos e posse de arma. O assaltante foi encaminhado ao Presídio de Vitória da Conquista.

CASAL DE TRAFICANTES É PRESO COM 360 QUILOS DE DROGAS

Ricardo e Priscila foram presos com 360 quilos de drogas (Foto Divulgação).

Ricardo e Priscila foram presos com 360 quilos de drogas (Foto Divulgação).

Uma operação conjunta do Departamento de Narcóticos (Denarc) e Polícia Federal resultou na apreensão de 350 quilos de maconha e 9,5 quilos de cocaína, transportados numa caminhonete, do município de Irecê para Salvador, pelo casal Ricardo Barbosa, de 34 anos, e Priscila Carvalho dos Santos, 23. O flagrante ocorreu na madrugada de segunda-feira (17), no bairro de Valéria, onde a droga seria distribuída para outros traficantes.

O casal foi apresentado à imprensa, na manhã desta terça-feira (18), no auditório do Departamento de Homicídios, na Pituba, pelo diretor do Denarc, delegado André Viana, e pelos delegados, Maurício Moradillo, da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), e André Rocha, da Polícia Federal. Durante a entrevista coletiva, os delegados forneceram detalhes da operação de apreensão da droga, avaliada em R$ 500 mil.

Ricardo e Priscila carregaram a picape Ford Ranger, de placa JQQ-6300, em Irecê, com 323 tabletes de maconha prensada e mais nove tabletes de cocaína, acondicionadas em sete sacos de aniagem. Investigadores da DTE/Feira passaram a acompanhar o deslocamento do casal de traficantes a partir da cidade de João Dourado, até o bairro de Valéria.

Conduzidos para a sede da DTE, no Complexo dos Barris, Priscila e Ricardo foram autuados em flagrante por tráfico de drogas pelo delegado Omar Leal. Ricardo tem passagem pela polícia por tráfico e chegou a cumprir três anos e meio de prisão. Já Priscila foi presa em 2010, por roubo. Os dois traficantes já estão sistema prisional.

VÍDEO MOSTRA O DESESPERO DE UM PAI AO VER FILHO PRESO ACUSADO DE ROUBO

O vídeo abaixo foi exibido na edição desta sexta (5) do Jornal Hoje (Rede Globo) e mostra um pai desesperado com o filho preso acusado de roubo. Ele lembra ao filho os conselhos. É emocionante – e triste.

SOLDADO DA PM É PRESO ACUSADO DE MATAR CAMINHONEIRO

Policial esconde o rosto ao ser preso (Foto Correio da Bahia).

Policial esconde o rosto ao ser preso (Foto Correio da Bahia).

Do Correio

O policial militar Ronie Von Souza da Silva, 39 anos, foi preso na tarde desta sexta-feira (30), em Feira de Santana, a 109 quilômetros de Salvador. A prisão ocorreu em cumprimento a um mandando de prisão preventiva pela morte do caminhoneiro Ednilson Gomes Felix Cerqueira, 38 anos.

O policial se apresentou à polícia acompanhado por um advogado. O crime ocorreu na Avenida Adenil Falcão, na noite do dia 27 de abril, último dia da Micareta da cidade, nas proximidades do circuito da festa.

Edinilson foi morto com cinco tiros em um Palio, placa NNA 4204. Ele estava na companhia de Maximinio Almeida de Oliveira, 34 anos, que também foi baleado e socorrido para o Hospital Clériston Andrade.

De acordo com o delegado Ricardo Brito, coordenador regional da Polícia Civil, Ronie Von também é investigado por outros homicídios. Em depoimento, ele se manteve calado. Lotado na 67ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Feira de Santana), o policial será encaminhado ao Batalhão de Choque, em Lauro de Freitas.

Segundo o delegado, a prisão é resultado das investigações da força tarefa montada para investigar os crimes que aconteceram durante a greve da Polícia Militar na cidade – foram 46 mortes, entre homicídios, latrocínios e auto de resistência.

O mandado de prisão foi decretado pela juíza substituta da Vara do Júri e Execuções Penais de Feira de Santana, Lisiane Souza Alves Duarte.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia