WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia





abril 2019
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

editorias






:: ‘protesto’

PROTESTO DE TUPINAMBÁS BLOQUEIA A BA-001, EM OLIVENÇA

BA-001 é bloqueada por tupinambás em Ilhéus || Foto Solon Cerqueira/Pimenta

Desde as primeiras horas desta quinta-feira (31), indígenas da tripo tupinambá bloqueiam trecho da BA-001 em Olivença e Águas de Olivença, Ilhéus. Eles reivindicam a demarcação de terras e a colocação de, ao menos, cinco quebra-molas no trecho da região de Águas de Olivença, ao sul de Ilhéus. Policiais militares chegaram ao local por volta das 7h30min.

Taguari cobra segurança no trânsito e demarcação || Foto Solon Cerqueira/Pimenta

De acordo com Taguari Tupinambá, a colocação de quebra-molas poderá evitar novas mortes por acidente de trânsito no trecho. Nos últimos 15 dias, dois indígenas morreram atropelados na região em frente ao Condomínio Águas e Olivença, vizinho à Aldeia Itapuã.

O líder indígena explicou que a mobilização desta quinta é parte do dia de mobilizações dos povos indígenas em todo o País. “Estamos revindicando e protestando contra os danos que a BA-001 vem trazendo aos indígenas. Queremos a colocação de cinco quebra-molas para que a gente possa ter mais tranquilidade quando nossos filhos descerem da aldeia para Águas de Olivença”, afirmou ele ao PIMENTA, observando que nem faixa de pedestre existe no local.

Tupinambás prometem liberar rodovia só após negociação || Foto Solon Cerqueira/Pimenta

O último acidente ocorreu há cerca de uma semana, quando um veículo a cerca de 140 quilômetros por hora atropelou um tupinambá que voltava da pesca na praia na região de Águas de Olivença. A promessa é de liberar a pista somente após a presença de representantes do governo estadual, que garantam a sinalização da rodovia.

Polícia Militar já chegou ao local do protesto || Foto Solon Cerqueira/Pimenta

“Não é só pra nós, indígenas. Todos aqui precisam de segurança [no trânsito]”, reforça. “Já chega de morte nesse lugar. A gente já perde vida com a demarcação de terras. O estado brasileiro tem dívida com os povos indígenas”.

ESTUDANTES OCUPAM IF BAIANO EM URUÇUCA PARA COBRAR AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO

Estudantes ocupam campus do If Baiano|| Fotomontagem TV Santa Cruz

Estudantes do Instituto Federal Baiano (IF Baiano) ocupam o campus da instituição em Uruçuca desde a quarta-feira (12). Eles protestam contra o atraso no pagamento do auxílio alimentação e por causa da quantidade insuficiente da comida oferecida pela instituição.

Os estudantes alegam, ainda, que a algumas áreas do campus estão com a estrutura ruim para o desempenho das atividades recreativas. É o caso, segundo eles, da quadra de esportes, que tem ferros expostos. Apenas duas, das três disponíveis, são usadas. O estudantes reclamam, ainda, que os materiais usados para a prática de esportes são levados por eles.

:: LEIA MAIS »

CAMELÔS PROTESTAM CONTRA TAXA E MUDANÇA PARA A INÁCIO TOSTA FILHO

Camelôs exibem cartazes com mensagens contra prefeito de Itabuna || Reprodução

Cerca de 40 camelôs da Praça Adami fazem protesto, no plenário da Câmara de Vereadores, contra o prefeito Fernando Gomes. Os ambulantes são contrários à cobrança de taxa e à transferência da praça para um imóvel na Avenida Inácio Tosta Filho. Até há pouco, havia apenas sete vereadores no plenário, todos de oposição, aguardando a retomada das discussões sobre a mudança de regime jurídico de celetista para estatutário. Os camelôs se juntaram aos servidores municipais.

A mobilização dos camelôs contra a mudança começou por volta das 10h desta quarta (5), na Avenida do Cinquentenário, no centro, quando a avenida foi parcialmente interditada pelos ambulantes. A mudança da Praça Adami para o imóvel onde funcionava uma casa de bingos, em frente à agência dos Correios, foi anunciada pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Jorge Vasconcelos, no início de agosto.

TAXA DE R$ 200,00

Numa entrevista ao PIMENTA, Vasconcelos disse que a mudança era parte das ações de reordenamento do comércio. De acordo com ele, havia proposta de cobrança de cerca de R$ 200,00 mensais de cada camelô para manutenção do imóvel, a título de condomínio.

O valor da taxa não foi fixado, mas os camelôs alegam que não têm como pagar o valor devido à provável queda nas vendas com a mudança de local. “Querem tirar a gente da Praça Adami para colocar numa avenida que não tem movimento forte e ainda cobrar por isso? Fica inviável pra gente, senhor!”, reagiu camelô que se deslocava, há pouco, da Praça Adami para a Câmara de Vereadores. Abaixo, confira vídeo da manifestação no plenário da Câmara. As imagens são de Andreyver Lima.

PROTESTO DE CAMINHONEIROS TRAVA RODOVIAS FEDERAIS NA BAHIA

Protesto bloqueia vários trechos de duas rodovias federais na Bahia || Foto Ricardo Ribeiro

Caminhoneiros bloquearam vários trechos das BRs 324 e 116, na Bahia, em municípios como Feira de Santana, Vitória da Conquista e Itatim. O bloqueio na BR-116 em Itatim ocorre no quilômetro 521 (imagem acima). O protesto é liderado pela Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam).

Os caminhoneiros fazem manifestação em todo o país, desde o início da madrugada desta segunda-feira (21), contra os constantes reajustes do diesel e da carga de impostos que incide sobre o combustível.

PROFESSORES DE ITABUNA PROTESTAM E AMEAÇAM NÃO INICIAR ANO LETIVO

Professores fecham pista para cobrar um terço de férias || Foto Beto Bahia

Os professores da rede municipal de educação de Itabuna decidem, em assembleia na próxima segunda-feira (5), se aceitam a proposta do governo de parcelar em duas vezes o pagamento de um terço de férias, que deveria ser quitado até o dia 17 de janeiro. Além do terço de férias, os trabalhadores se queixam de prejuízos com a retirada de gratificações, no ano passado.

Na manhã desta quinta-feira (1º), os professores protestaram em frente a uma casa de eventos, na Avenida JS. Pinheiro, no bairro Lomanto, onde está sendo realizada a XXX Jornada Pedagógica. Eles interditaram, por alguns minutos, as uma das pistas.

O governo municipal alega que o pagamento do terço de férias não foi feito no prazo porque o repasse do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação não é suficiente para quitar a folha dos trabalhadores da área. “Por isso fizemos a proposta de pagar o terço de férias em duas parcelas. A primeira no dia 15 de março e outra em abril”, explicou a secretária de Educação Anorina Lima.

De acordo a Secretaria de Educação, para o ano letivo de 2018, o município disponibilizou 20 mil vagas em 93 escolas nas zonas rural e urbana, mas nem todas devem ser ocupadas. Um balanço mostra que até esta quinta foram feitas cerca de 17 mil matrículas. Itabuna conta com 1.350 professores.

FRENTE ANUNCIA PROTESTOS CONTRA REAJUSTE DA PASSAGEM EM ITABUNA

Tarifa de ônibus passará a R$ 3,30 a partir de 8 de fevereiro || Foto Pimenta/Arquivo

Após criar frente contra o reajuste da passagem de ônibus em Itabuna, movimento integrado por estudantes secundaristas e universitários, trabalhadores e usuários do transporte anunciaram manifestação para a próxima terça (30), com saída da Praça Simão Fitermann, no São Caetano, a partir das 9h30min. A passagem custa R$ 2,85 e saltará para R$ 3,30 em 8 de fevereiro, conforme decreto assinado pelo prefeito Fernando Gomes.

Para os integrantes do movimento, não houve transparência nos critérios adotados pela prefeitura para autorizar o aumento. Antes de decretar reajuste de R$ 3,30, o município havia sinalizado que a tarifa justa seria R$ 3,00 (reveja aqui).

Antes, o Conselho Municipal de Transporte de Itabuna havia autorizado aumento para R$ 3,50. A frente de luta questiona, por exemplo, o voto dos representantes dos usuários e dos estudantes secundaristas a favor do reajuste de R$ 3,50.

As pressões contra o reajuste se intensificaram nos últimos dias e houve protesto dos estudantes e trabalhadores durante a Lavagem do Beco do Fuxico, na quinta (18). O movimento criou uma página no Facebook para as ações contra o reajuste. O endereço é www.facebook.com/contratarifa.itb. A promessa é de que os protestos contra o reajuste aumentem nos próximos dias anteriores ao aumento.

URUÇUCA: PROTESTO CONTRA DESOCUPAÇÃO BLOQUEIA “ESTRADA DO CHOCOLATE”

 

Protesto reuniu moradores afetados e autoridades locais || Foto Roberto Souza

Protesto reuniu moradores afetados e autoridades locais || Fotos PIMENTA

Proprietários de imóveis foram notificados na semana passada || Foto Pimenta

Proprietários de imóveis foram notificados na semana passada || Foto Pimenta

Donos de imóveis residenciais e comerciais ao longo da BA-262, trecho Ilhéus-Uruçuca,  fazem protesto em Uruçuca, nesta tarde e noite de quinta (3), contra uma ordem de desocupação das margens da rodovia estadual.

A ordem de desocupação é da Superintendência de Infraestrutura de Transporte da Bahia (SIT), da Secretaria de Infraestrutura do Estado. Na manifestação de hoje, a pista foi fechada, nos dois sentidos, com barricadas. Manifestantes atearam fogo em pneus e madeira para impedir a passagem de veículos na  rodovia. A ordem de desocupação é do Governo do Estado.

Quem reside ou tem comércio dentro da faixa de domínio da rodovia, foi notificado para deixar o local. O prazo concedido para desocupação foi curto. A decisão afeta dezenas de moradores e atinge negócios. A notificação de desocupação das margens da BA-262 foi entregue no último final de semana.

Manifestantes atearam fogo em barricada para fechar rodovia.

Manifestantes atearam fogo em barricada para fechar rodovia.

ESTRADA DO CHOCOLATE

O Governo do Estado alega que fará investimentos ao longo da BA-262 para executar o projeto Estrada do Chocolate, lançado pelo secretário estadual de Turista, José Alves, e o vice-governador João Leão, em julho, durante o Chocolat Bahia, em Ilhéus.

Por trás da orientação de desocupação das margens da pista, também está a ordem para futuros projetos ligados à Zona de Processamento e Exportação (ZPE) e Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol).

A desocupação das faixas de dominío, medida legal, seria uma das formas de atrair os chineses. Os orientais já estiveram no Brasil em duas missões, a última delas no último dia 14 de julho, para definir investimentos no sul da Bahia. Do PIMENTA.

PROTESTO CONTRA REFORMAS DE TEMER FECHA BR-101, EM ITABUNA

Protesto puxado por bandinha bloqueou BR-101 (Foto Pimenta).

Protesto puxado por bandinha bloqueou BR-101 (Divulgação).

A BR-101 foi interditada, em Itabuna, durante protesto contra as reformas trabalhista e previdenciária e a terceirização irrestrita, propostas pelo presidente Michel Temer. A pista ficou interditada por, pelo menos, uma hora, nos dois sentidos. A polícia militar acompanhou o protesto.

Manifestantes também pediam a renúncia do presidente da República e eleições diretas já. “Trata-se de um governo ilegítimo, reprovado por mais de 90% da população e que não teve autorização da sociedade brasileira para implementar essa pauta regressiva”, afirmou Jairo Araújo, vereador de Itabuna pelo PCdoB e presidente do Sindicato dos Comerciários de Itabuna.

Protesto fechou BR-101 por uma hora em Itabuna  (Fotos Divulgação).

Protesto fechou BR-101 por uma hora em Itabuna (Fotos Divulgação).

Pesquisa do Datafolha, divulgada ontem (30/04), mostrou que 85% da população quer eleições diretas. Participaram do protesto de hoje os sindicatos dos Comerciários, Bancários, Servidores Municipais (Sindserv), Trabalhadores Têxteis e Calçadistas (Sintratec) e Operários da Construção Civil, além dos movimentos dos Trabalhadores Sem-Terra e o Levante Popular da Juventude.

A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Itabuna, Wilmaci Oliveira, lamentou ter sido este 1º de Maio uma data para protestos em vez de comemorações. “Neste 1º de Maio a classe trabalhadora não tem nada a comemorar. Continuaremos realizando protestos e manifestações até que esse governo golpista caia”, prometeu.

Movimentos ligados ao campo também integraram a manifestação.

Movimentos ligados ao campo também integraram a manifestação.

PROTESTO BLOQUEIA RODOVIA QUE LIGA BARRO PRETO À BR-415

BA-120 é interditada na saída de Barro Preto.

BA-120 é interditada na saída de Barro Preto.

Servidores municipais de Barro Preto interditaram hoje (25) a Rodovia BA-120, que liga o município à BR-415. Os manifestantes cobram pagamento do salário de setembro. Eles montaram barricada, com madeira e pneus, e atearam digo, impedindo a passagem de veículos.

A Secretaria de Administração informou que somente dez servidores estavam com salários atrasados. O pagamento deveria ser feito hoje, o que pode não mais ocorrer diante da ação durante a noite e a madrugada, quando veículos da frota tiveram pneus esvaziados, dentre eles ônibus escolares.

O município é administrado por Jaqueline Mota (PT), derrotada em 2 de outubro.

CICLISTAS INTERDITAM PONTE DO PONTAL E COBRAM TRÂNSITO MAIS HUMANO

Protesto interditou a Ponte do Pontal hoje (Foto Júlio Gomes).

Protesto interditou a Ponte do Pontal hoje (Foto Júlio Gomes).

Carolaine foi uma das vítimas no trânsito ilheense.

Carolaine foi uma das vítimas no trânsito ilheense.

Dezenas de ciclistas ilheenses interditaram a Ponte do Pontal, hoje (12), para cobrar trânsito mais humano no município. Organizada pela Associação Ilheense de Ciclismo, a manifestação pacífica é reação contra os acidentes que vitimaram dois ciclistas somente em julho, causando a morte de uma jovem. A ponte ficou fechada por cerca de meia hora.

Um dos acidentes foi justamente na ponte, semana passada, quando um ciclista acabou atropelado por um ônibus da Cidade Sol. Alberto Xavier Lima, conhecido como Beto, continua internado no Hospital de Base em Itabuna.

Já o acidente na Avenida Ubaitaba, região do Malhado, provocou uma morte. Carolaine Menezes, de 19 anos, morreu no caminho do trabalho, sendo atropelada por um caminhão.

ASSINANTES DA VEJA PLANEJAM CANCELAMENTO COLETIVO

vejaLeitores da revista Veja em Ilhéus e Itabuna planejam um ato coletivo de cancelamento de assinaturas. Não se trata de insatisfação com o conteúdo editorial, como muitos poderiam imaginar, mas é protesto motivado pelo atraso na distribuição do produto.

“Estamos recebendo mercadoria com prazo de validade vencido”, afirma o publicitário Sílvio Roberto, um dos assinantes que pensam em cancelar seu contrato com a editora Abril, responsável pela publicação.

O publicitário diz ter entrado em contato com a distribuidora local da revista e a informação é de que a Veja passou a chegar ao aeroporto de Ilhéus aos domingos e a entrega aos assinantes só acontece às segundas, havendo quem só receba na terça. Os atrasos teriam aumentado há cerca de um mês.

Nas capitais e regiões mais próximas dos grandes centros, a edição impressa normalmente está disponível aos sábados. A versão online também é disponibilizada neste dia, a partir das 8 horas da manhã.

PROTESTO NA CAIXA D’ÁGUA

Moradores queimaram objetos, interditando a rua (foto Pimenta)

Moradores queimaram objetos, interditando a rua (foto Pimenta)

Moradores da Rua José Alves Franco, na comunidade popularmente conhecida como Caixa D’Água, em Itabuna, fizeram um protesto contra a Emasa na noite de hoje (18). Sem abastecimento há quase um mês, eles reivindicam a instalação de um tanque comunitário no local.

No protesto, os manifestantes queimaram objetos e deixaram a rua interditada. A Polícia Militar esteve no local e solicitou o apoio do Corpo de Bombeiros para desbloquear a via. Não houve resistência, mas os moradores avisaram que voltarão a se mobilizar se a Prefeitura não instalar o reservatório.

Ouvidos pelo PIMENTA, moradores disseram que enfrentam dificuldade para conseguir água em um tanque instalado pela Prefeitura em outra parte do bairro São Roque, que abrange a Caixa D’Água. Além da distância, eles muitas vezes são impedidos por quem mora mais perto do reservatório improvisado.

Segundo os manifestantes, nem a Prefeitura nem a Emasa enviaram representantes para ouvir suas reivindicações.

TRABALHADORES FECHAM BR-101 EM ITABUNA

protestoSindicalistas e estudantes interditaram a BR-101, em Itabuna, nesta terça-feira (10), num  protesto contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. A manifestação foi organizada pela Frente Brasil Popular, juntamente com a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), sindicatos e a União da Juventude Socialista (UJS). A rodovia ficou interditada por três horas: das 6 às 9 da manhã.

Além de protestar contra o impedimento da presidente, os trabalhadores atacaram o Projeto de Lei 257/2016, que estabelece o Plano de Auxílio aos Estados e ao Distrito Federal e medidas de estímulo ao reequilíbrio fiscal. A proposta impõe restrições aos Estados, principalmente a redução de gastos com pessoal.

Para o vereador e presidente do Sindicato dos Comerciários de Itabuna, Jairo Araújo (PCdoB), está em curso um golpe contra os trabalhadores. “Querem acabar com os direitos da classe trabalhadora, não podemos permitir que Temer assuma e implemente seu projeto de ataque às conquistas trabalhistas”, disse ele.

As mobilizações de trabalhadores contra o impeachment acontecem hoje em cinco Estados e em Brasília.

MOBILIZAÇÃO EVITA DEBATE DE PROJETO CONSIDERADO PREJUDICIAL AO SERVIÇO PÚBLICO

PM José Neto (com o cartaz) acredita que o projeto prejudica o serviço público como um todo

PM José Neto (com o cartaz) acredita que o projeto prejudica o serviço público como um todo

Representantes de servidores de diversos estados fizeram pressão ontem (5), em Brasília, na tentativa de barrar a tramitação da Projeto de Lei Complementar 257/2016, que inclui medidas de estímulo ao reequilíbrio fiscal dos estados. Uma das imposições do projeto é a proibição de aumento nos gastos com pessoal durante 20 anos.

Diretores da Associação de Praças da Polícia Militar da Bahia (APPM-BA) participaram da mobilização na capital federal, que acabo evitando a discussão da matéria. “Diante da pressão dos servidores, os deputados recuaram, pois foi demonstrado o grave impacto que esse projeto causará aos servidores públicos”, afirma o policial José Neto, da diretoria da APPM-BA.

Neto classifica o projeto de lei como um “pacote de maldades”. Segundo ele, a proposta do governo federal, se aprovada, “atingirá o serviço público de modo geral, reduzindo o acesso e aumentando a demanda em todos os segmentos por falta de concursos nas áreas da saúde, segurança e educação”.

POPULAÇÃO PROTESTA CONTRA A EMASA

Moradores atearam fogo em objetos em protesto contra a falta de água (foto redes sociais)

Moradores atearam fogo em objetos em protesto contra a falta de água (foto redes sociais)

Há mais de 30 dias sem ouvir uma gota de água cair nos tanques de suas casas, moradores do bairro Califórnia decidiram hoje ir pra rua protestar contra a Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa). Eles interditaram uma das principais ruas do bairro, nas imediações da Unidade de Saúde Alberto Teixeira Barreto, e colocaram fogo em objetos.

Segundo a Emasa, a captação de água para o sistema de abastecimento foi reduzida a 45%, o que resulta em acentuada redução na capacidade da empresa para levar água até as casas dos itabunenses. A mesma situação enfrentada pelos moradores da Califórnia é vivida em toda a cidade.

Para se abastecer, quem pode costuma pagar em média 28o reais por 6 mil litros de água, que chega em carros-pipa. O comércio de água, a preços exorbitantes, tornou-se importante fonte de lucros na cidade e nem sempre há garantia da procedência do que é oferecido.

A Emasa tem um cronograma de abastecimento, mas restringe a divulgação do calendário. Extraoficialmente, um funcionário do setor de comunicação da empresa disse ao PIMENTA que a informação fica restrita para evitar cobranças dos usuários em caso de atraso no serviço quando há algum problema, a exemplo das costumeiras panes elétricas.

CONCURSADOS PROTESTAM NA GOVERNADORIA

concursadosUm grupo de aprovados no último concurso da Polícia Civil realiza protesto na manhã de hoje (23), em frente à Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Os manifestantes cobram a nomeação para os cargos de delegado, investigador e escrivão, conforme promessa do governador Rui Costa (PT).

O governador diz que não há condições de nomear neste momento, pois o Estado atingiu o limite prudencial de 46,17% de gastos com a folha. A vedação é da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Ontem (22), a Assembleia Legislativa da Bahia aprovou projeto de lei que transfere para cada poder as despesas com inativos e pensionistas. A medida terá influência no cômputo do gasto com pessoal no Relatório de Gestão Fiscal de 2016.

TERCEIRIZADOS CONVOCAM ASSEMBLEIA NA GOVERNADORIA

Indignados com a prática das empresas de atrasar salários e de negligenciar outros direitos, trabalhadores de empresas que prestam serviços terceirizados ao Governo da Bahia farão novo protesto esta semana. Uma assembleia está sendo convocada para a Governadoria, no Centro Administrativo, a partir das 8 horas desta quarta-feira (09).

A convocação é assinada pelo Sindlimp, sindicato que reúne trabalhadores da área de limpeza, e pela CUT-BA. As entidades afirmam que muitos empregados têm sobrevivido com dificuldade, em virtude dos atrasos.  Reclamam ainda de que os funcionários sofrem tratamento discriminatório nos órgãos onde atuam.

“Trabalhamos com lixo, mas não somos lixo. Não aceitamos ser tratados como pessoas de segunda classe onde seguranças nos impedem de usar sanitários e beber água nos bebedouros em prédios públicos sustentados e mantidos com nossos impostos”, desabafa a coordenadora-geral do Sindlimp, Ana Angélica Rabelo.

A representante do sindicato diz que muitos trabalhadores têm usado as redes sociais para expressar sua indignação com as terceirizadas, mas ela acredita que as queixas virtuais não são suficientes. “Não adianta ficar lamentando nas redes sociais. É hora de luta concreta, presencial e não virtual”, defende a coordenadora do Sindlimp.

TERCEIRIZADOS FAZEM NOVO PROTESTO CONTRA ATRASO

Trabalhadores que prestam serviços a órgãos do governo baiano, por meio de contratos de terceirização, voltam a protestar contra o atraso de salários. Uma manifestação está marcada para a manhã desta segunda-feira (29), na sede da Secretaria da Fazenda, em Salvador.

O protesto é organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza Pública (Sindlimp-BA) e pela Central Única dos Trabalhadores, que exigem providência imediata do governo com relação à inadimplência das empresas às quais os trabalhadores estão diretamente vinculados.

“O governo do Estado precisa agir para não ser chamado de omisso”, afirma Edson Conceição Araújo, membro da direção da CUT-BA. Há pouco mais de um mês, cerca de 180 terceirizados da empresa Locservice cruzaram os braços em protesto contra o atraso nos pagamentos. No dia 27 de janeiro, manifestantes fecharam a sede do Núcleo Regional de Educação (NRE 5), em Itabuna.

TERCEIRIZADOS PROTESTAM CONTRA A SEC-BA EM ITABUNA

Terceirizados fazem protesto em frente ao NRE 5, em Itabuna (Foto Divulgação).

Terceirizados fazem protesto em frente ao NRE 5, em Itabuna (Foto Divulgação).

Cerca de 180 funcionários de uma empresa que presta serviços de portaria e administrativos em escolas estaduais no sul da Bahia cruzaram os braços nesta quarta (27). Eles cobram, da Locserv, o pagamento do salário de dezembro do ano passado e auxílios alimentação e transporte referentes a janeiro.

Acorrentados, funcionários fecharam a sede do Núcleo Regional de Educação (NRE 5), nesta quarta (27), para cobrar salário e auxílios. A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza da Região Sul e Extremo Sul da Bahia (Sindilimp) informou que os grevistas estão dispostos a continuar na sede do Núcleo da Secretaria Estadual de Educação “até que se encontre uma solução”.

Nem a Locserv nem a Secretaria Estadual de Educação se posicionaram quanto às reivindicações dos terceirizados.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia