WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate


alba










julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias






:: ‘PRP’

RICARDO XULA ASSUME O PRP DE ITABUNA

Alexandre Marques define Xula como presidente do PRP de Itabuna.

Alexandre Marques define Ricardo Xula como presidente do PRP de Itabuna.

Ricardo Xula é o novo presidente do PRP de Itabuna. A definição ocorreu, na tarde de hoje (17), em Salvador, durante reunião com o dirigente estadual da sigla, Alexandre Marques.

– Xula comandará o PRP na região e vai presidir o diretório de Itabuna – disse Alexandre ao PIMENTA, por telefone.

Para Alexandre Soares, o novo dirigente representa o ideal de juventude e renovação da sigla. “Estamos nos preparando para 2018. Temos presença em mais de 300 municípios, dois prefeitos e mais de 70 vereadores na Bahia”, assinalou em entrevista ao blog.

Xula trabalha na área de saúde e, em 2012, concorreu à Câmara de Vereadores de Itabuna. Não obteve sucesso e deixou o PT logo após o processo eleitoral. Xula sucederá Waldir Catarino no comando do PRP.

INFARTO MATA PRESIDENTE ESTADUAL DO PRP

Jorge Aleluia

Do Bahia Notícias

O presidente estadual do Partido Republicano Progressista (PRP) na Bahia, Jorge Aleluia, morreu na noite desta terça-feira (4), após sofrer um infarto fulminante durante uma partida de futebol no Clube 2004, na Praia de Armação, na Orla de Salvador.

O político é primo do secretário de Infraestrutura da capital baiana, José Carlos Aleluia. Segundo informações obtidas pelo site, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado e prestar os primeiros socorros, mas Aleluia não resistiu.

IBICARAÍ: TRE LIBERA CANDIDATURA, MAS LENILDO TERÁ QUE SUBSTITUIR O VICE

Lenildo: candidatura liberada.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) liberou o registro de candidatura à reeleição de Lenildo Santana (PT), por 4 votos a 1. A decisão foi tomada em sessão do TRE ocorrida nesta tarde de terça-feira, 2. Lenildo teve o pedido de registro indeferido em primeira instância por apresentar falha nas atas de convenção dos partidos (relembre aqui).

As atas são exigidas pela Justiça Eleitoral para registro da coligação majoritária. O prefeito vai para a disputa no dia 7 tendo a única adversária, Monalisa Tavares (PRP), com o registro de candidatura indeferido em primeira instância e também pelo TRE (relembre aqui).

Lenildo, no entanto, terá de fazer a substituição do vice Lula Sampaio (PV) por um nome que seja do próprio PT. O nome já escolhido foi o do vereador Allain Fabrício. Não houve alteração nas coligações proporcionais.

O DILEMA DE MONALISA

Monalisa tem dificuldades no próprio grupo.

Monalisa Tavares (PRP) ficou em maus lençóis com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), ontem, quando negou registro de candidatura a ex-prefeita por falta de certidão criminal (reveja aqui).

Monalisa pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, porém a situação dela pode complicar-se ainda mais se cair a liminar que impediu o TRE de julgá-la por causa das contas rejeitadas tanto pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) como pela Câmara de Vereadores. As contas de 2005 a 2008 da ex-prefeita foram rejeitadas.

O próprio acórdão do TRE anota que houve ingerência da Justiça comum na Justiça Eleitoral. Caindo a liminar, Monalisa sofre mais um julgamento. Para obter a liminar na Justiça Comum, a candidata alegou cerceamento de defesa por parte do legislativo, o que é rebatido pelos vereadores.

Os problemas se ampliam por que, no momento, Monalisa não teria alguém da sua confiança para eventual substitui-la na disputa eleitoral contra o prefeito Lenildo Santana (PT). O vice de Monaliza, Lula Brandão, é visto como nome estranho por ter muito mais ligações com o grupo político do ex-prefeito Astor Mauro, hoje encabeçado pelo empresário Luís Ribeiro.

É o tal do se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. Além de ser chamada de ficha-suja, a ex-prefeita ainda sofre com maldades como a de se dizer que ela dá água mineral a cavalo. Coisas de campanha.

TÁ PINTANDO A COLIGAÇÃO ÓLEO DE PEROBA

Entenda aqui

DEPUTADO ACUSA “GOLPE DA FOTO”

De passagem pelo município de Barro Preto, onde participou de uma atividade com agricultores, o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT)  foi fotografado ao lado do ex-prefeito Sérgio Costa (PRP). Segundo dizem na cidade, foi o próprio Costa quem pediu para alguém fazer a imagem e distribuí-la, informando que ele contaria com o apoio do PT na sucessão municipal.

Ao tomar conhecimento da “astúcia”, Rosemberg Pinto se mostrou indignado e informou que o PT tem candidato – ou melhor, candidata – em Barro Preto. E não é Sérgio Costa, mas sim Jaqueline Mota.

O deputado diz que na próxima vez que for àquele município ficará mais atento na hora das fotografias.

JUSTIÇA OBRIGA EMBASA A DEVOLVER DINHEIRO A CONSUMIDOR

A Justiça baiana decidiu manter a suspensão ao aumento de 13,64% nas contas de água e foi além: determinou que a Embasa devolva a seus clientes os valores cobrados a mais desde maio, quando o reajuste entrou em vigor. Em decisão tomada nesta terça-feira (1º), o juiz Ricardo D’Ávila, da 5ª Vara da Fazenda Pública, negou o pedido da Embasa pela manutenção do reajuste. A decisão de derrubar o aumento, considerado abusivo, foi do próprio magistrado.

Com a determinação, a companhia fica obrigada a imediatamente retomar a cobrança com os valores anteriores. “Se a empresa não acatar a decisão, os nossos advogados vão pedir a prisão de diretores da Embasa”, ameaçou o deputado estadual Bruno Reis, líder do bloco PRP/DEM, autor da ação judicial que questionou a legalidade da cobrança muito acima da inflação. Segundo ele, os consumidores interessados em pedir a devolução podem procurar orientação com a equipe jurídica do DEM. Informações do Bahia Notícias.

“TÔ VOLTANDO”

Jânio reafirma pré-candidatura.

O deputado Jânio Natal (PRP) entrou para a lista dos parlamentares que pretendem disputar as eleições de 2012. Jânio anunciou ontem que disputará novamente a prefeitura de Porto Seguro. A confirmação da pré-candidatura foi feita à base, mas teve como principal alvo a oposição, que, segundo ele, ainda duvidava da sua candidatura.

O parlamentar já foi prefeito de Porto Seguro, entre 2005 e 2008, quando logo depois apoiou o atual gestor, Gilberto Abade (PSB). Agora, deseja retornar ao trono. O cenário, aliás, está aberto. Abade desgastou-se e Ubaldino Júnior (PMDB) continua inelegível e deve apresentar a esposa.

VOTAÇÃO DA PEC 300

Clamada por policiais e bombeiros em todo o Brasil, a PEC 300 estabelece como piso nacional unificado e equivalente ao pago à categoria no Distrito Federal, cerca de R$ 4 mil. O governo resiste à aprovação da proposta de emenda constitucional, sob a alegação de forte impacto nos cofres públicos.

Ontem, o deputado federal Jânio Natal (PRP) apresentou requerimento à Mesa Diretora da Câmara para que a PEC seja incluída na pauta. Para ele, a matéria é relevante e, com certeza, será aprovada pelos deputados. A PEC já havia sido aprovada em primeira votação – e por unanimidade, no ano passado.

OPOSIÇÃO DISCUTE 2012

Representantes de oito partidos estão reunidos na sala de comissões da Câmara de Vereadores de Itabuna. Na pauta, as eleições de 2012.

O encontro tem a participação de nomes como Renato Costa (PMDB), Wenceslau Júnior e Luís Sena (PCdoB), Leninha (sem partido), Edson Dantas (PSB), Moacir Smith (PTB) e Ruy Porquinho (PRP).

Os partidos discutem cenários e propostas para a sucessão 2012.

SUCESSÃO EM PORTO: JÂNIO DIZ QUE É CANDIDATO

Jânio faz o 44 e entra na fila da sucessão em 2012.

O deputado federal Jânio Natal declarou-se candidato a prefeito de Porto Seguro em 2012. O anúncio ocorreu neste final de semana em um seminário nacional do PRP, realizado no município sulbaiano, e que reuniu mais de 300 lideranças do partido e de legendas aliadas, a exemplo do PTC, PSDC, PT do B e PPS.

Jânio disse que o anúncio da candidatura é uma resposta ao clamor, principalmente, da plateia que participou do seminário. Quem gostou do que ouviu foi o presidente nacional do PRP, Ovasco Resende, e o dirigente estadual, Jorge Aleluia. Há três semanas o deputado reatou relações com o prefeito de Porto, Gilberto Abade (PSB).

PORTO SEDIA SEMINÁRIO NACIONAL DO PRP

O Partido Republicano Progressista (PRP) realizará neste sábado (18), em Porto Seguro, no extremo-sul baiano, seminário nacional da legenda. O evento começará às 8h30min, no Porto Seguro Praia Hotel, e discutirá temas como a mídia e o político, marketing político, legislação eleitoral e sociedade e política no mundo contemporâneo.

O evento é organizado pela Fundação Dirceu Resende, ligada ao partido, e também servirá, conforme o líder da legenda na Câmara dos Deputados, Jânio Natal, como um chamamento de filiação ao PRP, contando com a participação dos presidentes nacional e estadual, Vasco Resende e Jorge Aleluia.

COMPANHIAS AÉREAS TERÃO QUE EXPLICAR (FALTA DE) QUALIDADE

Empresas, Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Ministério Público e órgãos de Defesa do Consumidor vão debater a (péssima) qualidade dos serviços das companhias aéreas brasileiras – TAM e Gol à frente. A intenção é discutir desde os preços abusivos a falta de informações aos usuários e cobrança de assento-conforto.

“Quem viaja de avião sabe o sofrimento ao qual estão sujeitos os passageiros brasileiros”, diz o deputado federal Jânio Natal (PRP), autor do requerimento da audiência pública, aprovada na Comissão de Viação e Transporte da Câmara. A comissão ainda definirá a data da audiência.

A comissão também aprovou outro requerimento de Jânio em que estabelece mesa-redonda para discutir sobre o melhor sistema de transporte para Salvador, se o BRT (ônibus rápido, em tradução livre) ou VLT (Veículos Leves sobre Trilho). A definição, por enquanto, tem como principal foco a Copa de 2014, mas a mesa-redonda visa ampliar a discussão sobre o melhor modelo para o conjunto da capital baiana.

UMA CRÍTICA MEIO HIPÓCRITA

Os governos carlistas foram pródigos em patrocinar artistas e até a combalida Empresa Baiana de Alimentos (Ebal) foi no passado exaustivamente utilizada para bancar festas, bandas, micaretas, “picaretas” e carnavais.

Agora, quando a Embasa anuncia a realização de alguns shows pelo interior do Estado, para festejar seus 40 anos de existência, deputados de oposição vociferam e esbravejam. Um dos mais exaltados, Bruno Reis (PRP), diz que a empresa promove “farra com o dinheiro público”.

Como o jovem parlamentar, que até pouco tempo era assessor do deputado federal ACM Neto, definiria o que era feito no tempo de Malvadeza? Certamente ele falaria que se tratava então de uma importante e acertada política de incentivo à cultura.

 

A ARTILHARIA DO CORONEL SANTANA

Sem papas na língua, o deputado estadual Coronel Santana (PTN) lamentou que o vereador Ruy Machado (PRP) tenha sido eleito presidente do legislativo itabunense. Foi durante participação no programa Resenha da Cidade, no sábado, como aqui postamos no início da semana.

Pois o blog Políticos do Sul da Bahia recuperou o áudio da entrevista com o coronel lembrado do passado do presidente da Câmara de Itabuna. Entre outras, o Santana relembra quando jornais, a exemplo d’O Globo, noticiaram a prisão de Machado. O parlamentar também chama o vereador de “ladrão”.

Confira o áudio da baixaria

AZEVEDO NÃO VÊ A HORA DE DEIXAR O DEM

O prefeito de Itabuna, José Nilton Azevedo, confirmou ao PIMENTA seus planos de sair do partido Democratas e filiar-se a alguma legenda da base de apoio ao governador Jaques Wagner (PT). As maiores chances, segundo o gestor, são de uma mudança para o Partido Progressista, mas outras legendas são cogitadas, como o incipiente PSD, só que este ainda não garante possibilidade de disputa eleitoral em 2012. A incerteza praticamente anula a alternativa.

Mas a mudança para o PP tampouco oferece caminho livre de obstáculos para o prefeito. Em Ilhéus, fala-se numa aliança entre PP e PT, com o ex-prefeito Jabes Ribeiro, secretário-geral do Partido Progressista na Bahia, encabeçando chapa com um petista na vice.

Uma construção desse tipo tornaria difícil o governador Jaques Wagner apoiar um candidato do PP em Itabuna, já que é quase certa uma candidatura do PT nesta cidade. O acordo poderá ser apoio do PT ao PP em Ilhéus e o inverso em Itabuna.

Ao lado do prefeito, quando ele conversava com o blog em evento no Jequitibá Plaza Shopping, estava o vereador Ruy Machado (PRP), que também possui influência hoje no PTB. Diante do cenário turvo, Azevedo brincou: “sei lá, qualquer coisa eu vou para o partido de Ruy”.

DIDI E A PRIMEIRA SECRETARIA DA CÂMARA

Didi pediu pra sair

Uma das mais intensas brigas políticas recentes em Itabuna se deu em torno da primeira-secretaria da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores. O cargo foi durante várias gestões comandado pelo vereador Roberto de Souza (PR), que perdeu a cadeira com a ascensão de Ruy Machado (PRP) à presidência.

Fala-se que antes houve um acordo para Roberto continuar na primeira-secretaria, mas na hora de registrar a chapa na Secretaria Parlamentar, o nome do vereador do PR não constava. Deu confusão, bate-boca, briga na justiça.

Pois agora, de repente, o vereador Didi do INSS (PDT), atual primeiro-secretário, decidiu abrir mão do cobiçado cargo, que tem a atribuição de administrar o funcionamento da casa, celebrar contratos, assinar pagamentos. Ou seja, trabalha com aquilo que os políticos muito apreciam: dinheiro.

Para a plateia, o discurso é de que a primeira-secretaria exige dedicação em tempo integral e Didi não possui tanta disponibilidade. Ele diz que este será seu último mandato e quer levá-lo em ritmo suave e pouco trabalhoso. Uma sessãozinha às quartas e olhe lá.

Nos bastidores da Câmara, porém, a versão é de que Didi acha que Ruy Machado concentra poderes e controlou com mão de ferro a nomeação dos cargos da Mesa. O primeiro-secretário sentiu-se sem “margem de manobra” e não topou ir pra briga, preferindo pedir o boné.

Informação colhida pelo PIMENTA dá conta de que o vereador Claudevane Leite (PT) é o mais cotado para substituir Didi no cargo de primeiro-secretário.

GEDDEL, RENATO E GERALDO

Marco Wense

Geddel, então ministro da Integração Nacional, já teria perdoado os petistas pela sonora vaia que recebeu em Ilhéus?

A impressão que fica é que Renato Costa, presidente do PMDB de Itabuna, acredita em uma reaproximação política entre Geraldo Simões e Geddel Vieira Lima.

Renato, toda vez que é entrevistado sobre a sucessão municipal, não descarta uma conversa com o ex-prefeito, deixando nas entrelinhas que o PMDB pode até apoiar a petista Juçara Feitosa.

O PMDB de Itabuna não tem autonomia para tomar uma decisão dessa envergadura. O ex-presidente Itamar Franco tem razão quando diz que “os partidos são dominados por cúpulas”.

A cúpula estadual do peemedebismo dificilmente aceitaria uma coligação PT-PMDB na eleição de 2012. Será que o pega-pega entre Geddel e Geraldo Simões é coisa do passado?

Outra pergunta pertinente e oportuna: Geddel, então ministro da Integração Nacional, já teria perdoado os petistas pela sonora vaia que recebeu em Ilhéus?

Francamente, como diria o saudoso Leonel Brizola, não vejo qualquer possibilidade de Geddel e Geraldo ficarem no mesmo balaio, formando uma inesperada, estranha e inusitada aliança.

Diria até que Geddel e o mano Lúcio Vieira, presidente estadual do PMDB, não estão satisfeitos com as recentes declarações de Renato Costa sobre a sucessão do demista Capitão Azevedo.

SEM SUBTERFÚGIOS

O presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Ruy Machado (PRP), diz o que pensa e o que quer sem fazer arrodeios. No quesito autenticidade é inigualável.

O toma-lá-dá-cá de Ruy Machado é explícito. Não é disfarçado e, nem tão pouco, camuflado. Tem vereador, por exemplo, que é puritano durante o dia e verdadeiro diabinho na calada da noite.

De olho em uma secretaria no governo Azevedo, o polêmico edil, sem pestanejar, diz: “Eu sou presidente da Câmara e tenho o comando do PTB. Por isso tenho legitimidade para ser contemplado com uma secretaria”.

Ruy Machado é assim. E foi assim que ele chegou à presidência do Legislativo. E tem mais: é paparicado pelos ex-prefeitos Geraldo Simões (PT) e Fernando Gomes (PMDB).

Marco Wense é articulista da revista Contudo.

RUY É ELEITO PRESIDENTE DA CÂMARA

Gerson e Ruy (à direita) comemoram eleição (Foto View Sílvio).

Por 9 votos a 1, o vereador Ruy Machado (PRP) foi eleito o novo presidente da Câmara de Itabuna em disputa encerrada há pouco no plenário. Ele tomará posse na próxima segunda, 3, às 9h, em substituição a Clovis Loiola (PPS). Apesar de adversário de Ruy, Loiola acabou sendo o décimo voto do novo presidente.

Os vereadores Roberto de Souza (PR), Milton Gramacho (PRTB) e Raimundo Pólvora (PPS) abandonaram o plenário na hora da votação. O novo presidente assume tendo o compromisso de “moralizar” a Câmara e construir a sede do legislativo.

A chapa vencedora ainda é composta por Gerson Nascimento (PV) na vice, Didi do INSS na primeira secretaria, Milton Cerqueira na segunda secretaria e o petista Claudevane Leite assume a terceira secretaria. Rose Castro (PR) assume a terceira vice-presidência.

Ruy Machado foi eleito após uma intensa disputa judicial. Ele havia sido escolhido presidente em um pleito ocorrido há quase um mês e considerado irregular pela Justiça, que determinou nova disputa.

Do outro lado estava Roberto de Souza (PR), escolhido para a presidência da Casa em 5 de junho de 2009. A eleição também foi considerada irregular.

GERALDO, PT E O LEGISLATIVO

A atitude surpreendente e corajosa do diretório do PT, contrariando o prefeiturável Geraldo Simões, deixou muito gente sobressaltada

Marco Wense

Nesse lamaçal que toma conta da Câmara de Vereadores de Itabuna, sem precedente na história do Legislativo tupiniquim, o diretório do Partido dos Trabalhadores fez o que deveria ser feito.

O PT cuidou da sua imagem. O partido, defendendo candidatura própria à presidência da Casa, com o vereador Claudevane Leite, se livrou de qualquer responsabilidade diante da sujeira do processo eleitoral.

A legenda, presidida pela professora Miralva Moitinho, não pode ser acusada de ter sido conivente com o que pode acontecer em decorrência desse imbróglio protagonizado pelos “representantes do povo”.

O deputado Geraldo Simões caminhou em sentido contrário ao PT. Além de desconsiderar a decisão dos companheiros, aconselhou Claudevane a apoiar Ruy Machado, que terminou sendo “eleito”.

O ex-prefeito de Itabuna, para justificar sua posição, usa o forte argumento de que uma candidatura própria poderia contribuir para a vitória de Milton Gramacho, líder do prefeito Azevedo (DEM).

Fugindo de uma provável derrota, com a eleição de um azevista para o comando do Legislativo, Geraldo Simões, também de olho em um pedido de impeachment do chefe do Executivo, optou pelo apoio ao amigo Ruy Machado (PRP).

A atitude surpreendente e corajosa do diretório do PT, contrariando o prefeiturável Geraldo Simões, deixou muito gente sobressaltada. Sem entender “bulufa” nenhuma.

PS – Geraldo Simões é o Lula de Miralva. O PT está sob sua rigorosa batuta. Os adversários do ex-prefeito, incluindo aí muitos petistas, costumam dizer que Geraldo é o “coroné” do PT de Itabuna.

TRÊS REFEIÇÕES

O vereador Ruy Machado, sem dúvida um espertíssimo articulador político, do tipo que consegue dar nó em pingo de éter, tomava café da manhã com o prefeito Azevedo (DEM), almoçava com Fernando Gomes (PMDB) e jantava com Geraldo Simões (PT).

Agora, depois da eleição para a presidência da Câmara Municipal, com o apoio entusiasmado de Geraldo Simões, o Capitão e o ex-alcaide não querem mais saber do tititi de Ruy, já que o edil está afinadíssimo com o petista.

Sobrou para Geraldo Simões, que vai ter que “bancar” as três refeições de Ruy Machado (PRP).

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

IMBASSAHY MANDOU, SOLON MUDOU…

Por meio de sua assessoria, o vereador Solon Pinheiro (PSDB) informa que pulou de galho e não mais apoia Roberto de Souza (PR) na guerra pela presidência da Câmara de Itabuna. Para justificar a repentina mudança, Solon diz que segue orientação do presidente estadual do partido, Antônio Imbassahy, que determinou ao PSDB itabunense apoio a Ruy Machado (PRP).

Ruy foi eleito para a presidência da Câmara em votação ocorrida na última terça-feira, 30. Mas Roberto já havia sido escolhido para o mesmo cargo em eleição ocorrida em 5 de junho do ano passado. Ocorre que, para agradar ao governo, os vereadores aprovaram uma mudança no Regimento Interno, anulando a votação de 2009 e determinando nova eleição.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia