WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





agosto 2018
D S T Q Q S S
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias






:: ‘PSB’

“MINHA RETIRADA DA CHAPA É INJUSTIFICÁVEL”, AFIRMA LÍDICE

Lídice da Mata diz que retirada é injustificável

A senadora baiana Lídice da Mata (PSB) foi obrigada a retirar a sua pré-candidatura à reeleição para abrir espaço ao presidente da Assembleia Legislativa, Angelo Coronel (PSD), na chapa majoritária do governador e candidato à reeleição da Bahia, Rui Costa. Viu-se obrigada, pela conjuntura, a disputar vaga à Câmara dos Deputados em 2018.

Ela já reclamou e seu lamento está nas páginas da Folha, que traz reportagem sobre a baixa presença feminina no Senado Federal. Das 81 cadeiras, apenas 13 são ocupadas por mulheres. A publicação também fala da preferência dos partidos e chapas por homens na composição. Lídice deixa claro que não gostou da posição dos segmentos progressistas, apesar do apoio de alas petistas.

– É lamentável que nem mesmo os segmentos progressistas tenham entendido o valor que é a presença das mulheres no Parlamento. Pessoalmente, acho que a minha retirada da chapa é injustificável – disse a senadora, que anunciou seu apoio ao pré-candidato a senador Jaques Wagner (PT) e à reeleição de Rui Costa, deixando de fora o nome de Coronel.

Das 13 senadoras, oito encerram mandato em 31 de janeiro de 2019. Destas, apenas três têm candidatura à reeleição assegurada, conforme  a publicação: Ana Amélia (PP-RS), Ângela Portela (PDT-RR) e Marta Suplicy (MDB-SP).

DAVIDSON QUESTIONA RUI COSTA E FALA EM “IRRITAÇÃO” DO PCdoB COM O GOVERNADOR

Davidson questiona método de Rui || Foto Pimenta

O PCdoB decidiu falar grosso. Davidson Magalhães, presidente estadual da legenda, questionou a forma como o governador Rui Costa está montando a chapa majoritária. O nome de Davidson foi ventilado para a primeira suplência do virtual candidato a senador na chapa governista, porém sem consulta prévia ao PCdoB.

– Não temos nada contra a suplência de Angelo Coronel e do PSD. O problema é uma questão de método, de forma como se discute e pactua politicamente as coisas. A nossa irritação foi exatamente nesse sentido – disse o dirigente comunista numa entrevista ao site Bahia Notícias, de Salvador, reclamando que do muito que soube da montagem da chapa foi pela imprensa.

O dirigente estadual também cobrou fatura. “Na crise somos partido de primeira, mas no momento de definição nós também temos que ser um partido de primeira. Estar de lado na discussão nos incomodou bastante”, revelou.

O PCdoB não é o único a externar insatisfação com o fato de ir para a suplência de uma das vagas ao Senado Federal na chapa governista. Presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira avisou que a exclusão da senadora Lídice da Mata da chapa terá consequências. O partido trata a reeleição de Lídice como prioridade. Falta combinar com Rui…

O GRITO DE LÍDICE E O “NÃO” DE ACM NETO

A própria Lídice gritou. E com legitimidade. Classificou como absurda a hipótese – cada vez mais real – de ficar fora da disputa à reeleição, dando ao PSB a suplência de Jaques Wagner, pré-candidato ao Senado. “Querem tirar a única mulher da chapa majoritária do governador”.

Explorando a crise na base governista, a oposição chegou até a cogitar a hipótese de apoiar Lídice como candidata ao Senado. A bola foi levantada pelo deputado federal Jutahy Jr. (PSDB), mas o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), jogou água no chopp do tucano. Praticamente, fechou a porta para essa possibilidade. Hoje, os opositores têm como candidato a governador o ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo, além de Jutahy e Irmão Lázaro no páreo para disputar vagas ao Senado.

“DEFINIÇÃO DA CHAPA LEVARÁ EM CONTA CENÁRIO ESTADUAL”, AFIRMA RUI COSTA

Rui deve anunciar chapa até a próxima semana

A chapa com a qual Rui Costa disputará a reeleição deverá ser anunciada na próxima semana, segundo o próprio governador baiano adiantou em entrevista há pouco. “Já tem [chapa]. Chegou momento de finalizar isso. Vou conversar com João Leão quando ele chegar [de viagem] e anunciar a chapa até a segunda ou terça [da próxima semana]”, disse Rui.

A chapa encabeçada pelo governador deverá ter Leão (PP) novamente como vice. Jaques Wagner (PT) disputará uma das vagas a senador. A outra está entre a senadora Lídice da Mata (PSB) e o deputado estadual Ângelo Coronel (PSD). Com maior número de prefeitos e de deputados, o PSD é favorito para levar a vaga, mas partidos da base aliada pressionam por Lídice.

O petista disse considerar naturais as pressões por vaga na chapa. “Na política e na vida, quem não faz pressão por aquilo que quer… Até a torcida, na arquibancada, faz pressão pro seu time ganhar. E muita vezes essa pressão cria ambiente favorável ao time. A vida real não é um cemitério. A mim, cabe, com muita serenidade, tomar decisão”.

A composição, segundo Rui, vai levar em conta o cenário estadual. “Até porque, o cenário nacional está indefinido. Deve ser definido em julho e eu não quero esperar até lá”. O governador prevê dedicar, ao menos, cinco semanas para a campanha política. “Quero percorrer todas as regiões do Estado [para a construção do programa de governo]”, disse.

EX-MINISTRO JOAQUIM BARBOSA SE FILIARÁ AO PSB NA SEXTA-FEIRA

Ex-presidente do STF se filia ao PSB na sexta

O presidente nacional do PSB,Carlos Siqueira, confirmou nesta terça-feira (3) que o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa oficializará a entrada no partido na sexta-feira (6). Ainda não foram definidos o local e horário da cerimônia de filiação do provável candidato à presidência da República.

Joaquim Barbosa vinha sendo namorado por vários partidos, mas nunca deixou claro se seria candidato a algum cargo letivo neste ano. Mesmo assim, sempre pontuou em todas as pesquisas em que seu nome foi incluído. No último levantamento realizado pelo instituto Datafolha, em janeiro, ele apareceu com 5% das intenções de voto.

Barbosa foi o primeiro negro a ocupar o cargo de presidente do STF e tornou-se conhecido nacionalmente por ser o relator processo do mensalão, que condenou 24 pessoas por corrupção e outros crimes.

Atualmente, o PSB conta com os governadores Paulo Câmara (Pernambuco), Ricardo Coutinho (Paraíba) e Rodrigo Rollemberg (Distrito Federal) e quatro senadores, entre os quais Lídice da Mata (BA). Os outros três são Lúcia Vânia (Goiás), Antonio Carlos Valadares (Sergipe) e João Capiberibe (Amapa). Na Bahia, o único deputado federal pelo  partido é Bebeto Galvão.

PRÉ-CANDIDATO, RAFAEL MOREIRA OFICIALIZA SAÍDA DO PSB

Rafael deixa o PSB e deve se filiar ao Podemos

O empresário itabunense Rafael Moreira entregou, hoje (28), oficializou a saída do PSB, após dois meses no partido. Em mensagem ao diretório itabunense da legenda, Rafael disse que deixa o PSB “por conta de estratégia eleitoral”, mas ressalta o respeito pela sigla e por todos os filiados.

Ainda em ofício, o empresário, que é pré-candidato a deputado estadual, ressalta a receptividade que teve no partido e agradece “em especial ao Dr. Renato Costa e à senadora Lídice da Mata”.

Rafael deve se filiar ao Podemos, como informado por este blog (reveja aqui). O empresário e pré-candidato conversou com a cúpula estadual do partido, em Salvador, nesta semana. A candidatura a deputado estadual deverá ter a chancela, também, do diretório nacional do Podemos.

RUI DEVE TROCAR SETE SECRETÁRIOS NA MINIRREFORMA QUE COMEÇA NESTE MÊS

Rui deve iniciar reforma no final deste mês|| Foto Regina Bochicchio/ Agência A Tarde.

O governador Rui Costa (PT) disse, no domingo (11), enquanto curtia a festa no Campo Grande, que deve iniciar uma minirreforma em sua administração ainda este mês. Pelo menos sete secretários devem deixar o governo para concorrerem as eleições de outubro, razão pela qual Rui terá de trocar ou remanejar secretários, informa o A Tarde.

O prazo para candidatos deixarem cargos executivos é 6 de abril. “Vou começar no final de fevereiro algumas mudanças e até final de março faremos isso. Já estou fazendo o desenho que pode afetar outras secretarias. Ainda estou avaliando, faremos remanejamentos de secretarias, se necessário”, disse o governador.

CARGOS

Rui disse que não negociará cargos em sua administração com eventuais aliados que ficarem fora da chapa. O que deve ser negociado é o apoio as candidaturas à Câmara Federal.

“A acomodação não se dará por cargos, eu não vou fazer isso, não vou desarrumar o governo no último ano. E tenho que registrar que ninguém pediu. O que todo mundo vai querer é que quem não esteja na chapa tenha apoio extra para eleger deputados sobretudo da bancada federal”, disse o governador.

O motivo pelo qual os partidos querem apoio para cadeiras no legislativo federal diz respeito as novas regras eleitorais. Partidos com maior bancada federal terão mais recursos e tempo de tv nos próximos pleitos.

CHAPA

Rui disse que logo após o carnaval se reunirá com o conselho político e com cada partido da base individualmente – PSD, PP, PR, PC do B e PSB.

LUKAS PAIVA É SONDADO PELA CÚPULA DO DEM

Lukas Paiva interessa aos planos do DEM em Ilhéus

A cúpula estadual do DEM busca no PSB um reforço de peso para o diretório ilheense e a disputa eleitoral de 2018. Além de flertar com o deputado federal Bebeto Galvão, a nova aposta democrata é o presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, Lukas Paiva, também do PSB, partido da base do governador Rui Costa (PT).

Para tentar fisgar Lukas Paiva, a cúpula do DEM apresentou um plano ambicioso, com o vereador como candidato na corrida eleitoral de 2018 (sendo mais provável disputa por vaga à Câmara Federal como forma de também puxar o pedetista Cosme Araújo, pré-candidato à Assembleia Legislativa. O esforço democrata para atrair Bebeto ou Lukas Paiva é justamente para dar maior peso ao palanque de Neto, que hoje não possui nome representativo em Ilhéus.

Pelo que apurou o PIMENTA, a cúpula democrata precisa dar melhores garantias se quiser levar o jovem político. Paiva se sentiria mais à vontade onde está, apoiando Rui e na base do prefeito Mário Alexandre (PSD).

DEM EM ILHÉUS E ITABUNA

O DEM enfrenta baixa representatividade tanto no Diretório de Itabuna como no de Ilhéus, os dois mais populosos e principais municípios do sul da Bahia. Juntos, possuem mais de 285 mil eleitores, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em Itabuna, o partido de ACM Neto está sem nome de peso desde a desfiliação do prefeito Fernando Gomes. Neto tentou atrair Mangabeira, mas o médico disse não. Preferiu continuar no PDT, mas o apoiará em 2018.

JOSÉ RONALDO NO PSB

José Ronaldo, prefeito de Feira, hoje está no DEM e pode migrar para o PSB

José Ronaldo, prefeito de Feira, hoje está no DEM e pode migrar para o PSB

O prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, ainda no DEM, deverá migrar para o PSB, já de olho em 2018. Numa negociação que envolve o ex-governador Jaques Wagner, o senador Otto Alencar e o governador Rui Costa, o prefeito de Feira praticamente selou seu destino.

De acordo com informações palacianas, Zé Ronaldo deverá disputar vaga ao Senado, enquanto Lídice da Mata cederia a vaga para acomodar o neoaliado governista. Ela, conforme o acordo, retornaria à Câmara dos Deputados.

Hoje, a chapa majoritária seria formada por Rui Costa ao governo, mantendo João Leão na vice, com Wagner e Zé Ronaldo candidatos ao Senado. A eleição, cabe lembrar, será daqui a um ano. Zé Ronaldo já era dado como certo no PR.

BEBETO AFIRMA QUE CONTINUA NO PSB

Bebeto permanece no PSB.

Bebeto permanece no PSB.

Dado como nome certo no Solidariedade (SD), o deputado federal Bebeto Galvão negou a mudança. Hoje, por meio de nota pública, reafirmou que continuará no partido pelo qual foi eleito suplente de deputado em 2010 e deputado federal em 2014, o PSB.

O parlamentar, com base em Ilhéus, está filiado ao PSB desde 2008. Ainda em nota na qual contesta publicação da Folha, Bebeto diz ter bom relacionamento com o presidente da Força Sindical, o também deputado Paulinho, dirigente nacional do Solidariedade, mas nega a mudança.

“Qualquer mudança desta natureza seria informada diretamente pelo deputado federal Bebeto”, informa a nota. Ainda ontem, informações davam conta de que a mudança de partido estaria condicionada à ida do SD para a base do governo estadual, possibilidade esta considerada remota.

JUSMARI OLIVEIRA ASSUME A SEDUR

Ex-prefeita de Barreiras, no oeste baiano, Jusmari Oliveira assumirá nesta sexta (22), às 15h, a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur) em lugar do deputado federal licenciado Fernando Torres, também do mesmo partido. A mudança foi anunciada pelo governador Rui Costa em redes sociais hoje. A posse ocorrerá no Salão de Atos da Governadoria. Embora estivesse namorado o PSB, ela assumirá o cargo na cota do PSD, partido ao qual Torres também é filiado.

As mudanças no governo de Rui começam a ocorrer um mês depois do prazo anunciado. O mandatário baiano havia estipulado o final de agosto, antes da viagem à Europa, como prazo para a minirreforma administrativa. Por enquanto, nomes tidos como alcançáveis pela reforma, a exemplo do sul-baiano Vivaldo Mendonça e Carlos Martins, estão preservados em seus cargos.

Por meio do Twitter, o governador agradeceu ao deputado Fernando Torres pelo período em que comandou a Sedur. E, por lá também, apresentou Jusmari como “a líder do oeste” da Bahia.

AS MAJORITÁRIAS DE RUI E NETO

marco wense1Marco Wense

 

Uma coisa é certa: a disputa Rui Costa versus ACM Neto vai ser acirrada. O segundo mandato do governador não é favas contadas como dizem os petistas mais eufóricos.

 

O comentário de hoje é sobre a composição das chapas da situação e da oposição, respectivamente encabeçadas pelo governador Rui Costa e o prefeito ACM Neto.

Quem teria mais problemas para arrumar a majoritária sem causar graves dissidências, o alcaide soteropolitano (DEM) ou o chefe do Executivo estadual (PT)?

Pelo governismo, o maior entrave diz respeito ao PSB da senadora Lídice da Mata, que não teria espaço para sua reeleição. Vai ter que se contentar com uma eventual candidatura à Câmara dos Deputados.

Outro fato que pode complicar Lídice é a articulação nacional do PSB com o PSDB, mais especificamente com o governador de São Paulo e presidenciável Geraldo Alckmin.

Tem também o PR de José Carlos Araújo, que sempre deixa nas entrelinhas que pode romper com o governo se a legenda for preterida.

A chapa governista caminha para manter João Leão (PP) como vice e as duas vagas para o Senado sendo ocupadas por Jaques Wagner e um indicado pelo PSD do senador Otto Alencar.

PSB e o PR ficam de fora. Em relação ao Partido da República existe a remota possibilidade de Wagner se candidatar a deputado federal para solucionar o impasse.

Na oposição, obviamente com ACM Neto disputando o Palácio de Ondina, os postulantes são José Ronaldo (DEM), Jutahy Júnior e Antônio Imbassahy, ambos do PSDB, e Lúcio Vieira Lima (PMDB).

O que se comenta nos bastidores é que a vontade de ACM Neto é ter uma mulher na sua vice, já que a chapa adversária só terá marmanjos.

O pessoal do marketing acredita que a presença feminina na composição da majoritária pode ter um apelo significativo no processo sucessório.

José Ronaldo dificilmente seria defenestrado. O oposicionismo não pode deixar de fora o prefeito de Feira de Santana, o segundo maior colégio eleitoral.

Aí sobra apenas uma vaga para o Senado para ser disputada entre Imbassahy, Jutahy e Lúcio Vieira Lima. Dos três, o que tem menos chance é o primeiro.

Aliás, Imbassahy, que é o secretário de Governo de Temer, é uma espécie de “patinho feio”. Quer sair do PSDB, mas não encontra partido que lhe queira. As portas estão fechadas.

“Imbassahy está bem onde está”, diz Aleluia, presidente estadual do DEM. “O partido não é barriga de aluguel”, alfineta Lúcio, cacique do PMDB.

O trunfo do irmão de Geddel é o invejável tempo do PMDB no horário eleitoral destinado aos partidos políticos. O de Jutahy é tirar da chapa uma conotação 100% temista, já que votou pela continuidade da denúncia da PGR contra o presidente Temer.

Uma coisa é certa: a disputa Rui Costa versus ACM Neto vai ser acirrada. O segundo mandato do governador não é favas contadas como dizem os petistas mais eufóricos.

Marco Wense é editor d´O Busílis.

BEBETO NEGA “RACHA” NO PSB E DEFENDE VAGA PARA LÍDICE NA CHAPA DE RUI

Bebeto e Lídice negam racha no PSB.

Bebeto e Lídice negam racha no PSB.

Líderes do PSB baiano, o deputado federal Bebeto Galvão e a senadora Lídice da Mata concederam entrevista para abordar o momento nacional e as movimentações do partido no Estado. O deputado federal defendeu pesquisas de opinião para a formação da chapa majoritária de Rui Costa na tentativa de reeleição em 2018.

– Estamos trabalhando e iremos trabalhar pela sua manutenção [do nome de Lídice na chapa majoritária]. Se isso acontecer, ele vai ter que enfrentar a Bahia e suas pesquisas, que desejam que a senadora Lídice esteja compondo com o governador Rui. A nossa posição é de manter a senadora em uma futura chapa do governador Rui Costa – disse o parlamentar.

A posição de Bebeto também serviu como tentativa de dissipar boatos de ruptura entre ele e a senadora baiana. Lídice também afastou essa suposta dissidência ao afirmar estar do mesmo lado que Bebeto, embora tenha assumido que o partido tem quatro correntes políticas. “Eu e Bebeto estamos do mesmo lado”, pontuou. Ventilado como um nome do Solidariedade em 2018, Bebeto reforçou a fala da senadora. “Não há possibilidade de qualquer cisão na nossa relação”.

PSB BAIANO DEFENDE ELEIÇÕES DIRETAS E SE POSICIONA CONTRA REFORMAS DE TEMER

Bebeto Galvão e Lídice da Mata durante encontro em Salvador.

Bebeto Galvão e Lídice da Mata durante encontro em Salvador.

O PSB baiano definiu-se pela realização de eleições diretas para a presidência da República. A decisão foi anunciada após encontro estadual, ontem (27), em Salvador, reunindo lideranças do partido em 40 municípios, além da senadora Lídice da Mata, o deputado federal Bebeto Galvão e os deputados estaduais Ângelo Almeida e Fabíola Mansur.

“O que se vê é a construção de um acordo para que tirem do Congresso um nome de consenso”, disse a senadora Lídice da Mata ao relatar a ação do governo contra as eleições diretas.

A socialista defende que haja um movimento amplo, com grande apoio da sociedade, para viabilização das eleições diretas. “O novo presidente deve retomar o controle da Nação e pacificar o País”, completou.

O deputado federal Bebeto Galvão reforçou que o Governo Temer e seus aliados não têm mais condições de liderar projetos e reformas. “As eleições indiretas não irá resolver o problema. Se não for eleito por uma eleição direta, será mais um governo ilegítimo e o PSB não vai participar [disso]“, ressalta. :: LEIA MAIS »

RENATO COSTA RETORNA AO PSB

Renato deixa o PMDB e retorna à antiga legenda.

Renato deixa o PMDB e retorna à antiga legenda.

Após a Quarta-Feira de Cinzas, o ex-deputado estadual Renato Costa retornará ao PSB, de onde saiu há 11 anos. O político deixou o PMDB no ano passado, quando a legenda controlada pelos irmãos Geddel e Lúcio Vieira Lima decidiu apoiar o então candidato a prefeito Fernando Gomes.

– Diante dos acontecimentos, não tinha mais lugar pra mim no PMDB, nem em Itabuna nem no Brasil; o PMDB que eu participava não era o de hoje, era o de Ulisses Guimarães, Paulo Brossard. Foi uma hora boa pra sair, há males que vêm pra bem – disse ele em entrevista ao Diário Bahia.

Renato vai para o partido, mas, segundo ele, não há planos de candidatura. “Está na hora de investir em nomes novos, quero dar essa contribuição para reorganizar e expandir o partido pela região. Tem nomes em outros partidos que já sinalizaram que vão para o PSB, se eu for”, completou.

SUKA É PRIMEIRA PREFEITA DE UBAITABA

Suka é a primeira mulher a governar Ubaitaba (Foto Valdir Santos/Comunika).

Suka é a primeira mulher a governar Ubaitaba (Foto Valdir Santos/Comunika).

Sueli Carneiro (PSB) tornou-se a primeira mulher a governar Ubaitaba. “Suka” assumiu a prefeitura sul-baiana neste domingo (1º), após derrotar o grupo político do peemedebista Asclepíades Almeida, o Bêda, em outubro e também ver o aliado, Ismaile Mota (PCdoB) vencer a eleição à presidência da Câmara de Vereadores.

 

MARÃO DIZ QUE SUSTENTABILIDADE SERÁ MARCA DE SEU GOVERNO

Nazal e Marão se cumprimentam sob olhar do presidente da Câmara, Lukas Paiva (Foto Clodoaldo Ribeiro).

Nazal e Marão se cumprimentam, observados por Lukas Paiva (Foto Clodoaldo Ribeiro).

Empossado ontem (1º) como prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (Marão), do PSD, comprometeu-se a ter como marca de seu governo a sustentabilidade. Segundo ele, sua gestão respeitará os termos de carta-compromisso assinada com a plataforma Cidades Sustentáveis.

Marão apontou como uma das linhas de seu governo o compromisso com a área social e o cuidado com o cidadão. “Ninguém será maltratado nas secretarias e o diálogo será constante”, disse ele ao afirmar que todos os secretários deverão agir de forma isonômica no tratamento aos cidadãos.

O novo prefeito anunciou uma ação para elevar a autoestima dos ilheenses ao citar uma nova era, de “tempos de alegria”. O vice-prefeito José Nazal disse que não poupará esforços para que a nova gestão seja a melhor da história do município sul-baiano. O discurso de Marão, elencando a sustentabilidade como marca de governo, encheu os olhos do vice, ligado às questões ambientais e à história de Ilhéus.

CENTRO DE CONVENÇÕES LOTADO

A posse de Marão e de Nazal lotou o auditório principal do centro de convenções de Ilhéus. Cerca de 1,5 mil pessoas participaram da solenidade, conforme o cerimonial, dentre elas os deputados federais Bebeto Galvão (PSB-BA) e Paulo Magalhães (PSD) e a deputada estadual Ângela Sousa (PSD), mãe do novo prefeito ilheense, além do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (DEM). A posse ocorreu após Lukas Paiva (PSB) ser eleito, por unanimidade, presidente da Câmara de Ilhéus (confira mais abaixo).

camara itabuna






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia