WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




alba








novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

editorias






:: ‘PT’

CÉSAR BORGES NA CHAPA DE WAGNER

César e Jabes, em Ilhéus (Foto IlhéusAmado).

César e Jabes, em Ilhéus (Foto IlhéusAmado).

O secretário-geral do PP baiano também falou sobre a sucessão estadual. Para ele, o PT baiano compreendeu que se deve formar uma chapa forte para a disputa eleitoral deste ano. E qual seria essa chapa? A ideal, acredita, será aquela que muito se discute e encontra resistência em petistas orgânicos: Wagner candidato à reeleição, tendo Otto Alencar (PP) e César Borges (PR) como candidatos ao Senado.

A quem critica a presença de Borges na chapa do governador petista, Jabes tem defesa prontinha: “A dicotomia política acabou na Bahia. César Borges se tornou um político moderno, tranquilo e não está mais sob as ordens de ACM. Ele evoluiu e está fazendo um belíssimo mandato como senador”.

E quem seria o vice nesta chapa em que ex-carlistas dão o tom? Jabes, que curtiu um período na oposição, depois apoiou o carlismo e de lá saiu antes da morte do velho “Toinho Malvadeza”, rejeita o termo e afirma que a vice deve ir para um dos quadros do PSB ou PDT, por exemplo. “Só se ganha eleição com articulação”.

O PT E O PARANAGUÁ

Marco Wense

.

O Partido dos Trabalhadores de Ilhéus, quando comparado com o de Itabuna, presidido pela diretora da Direc-7, Miralva Moutinho, ex-filiada ao Partido Comunista do Brasil, é extremamente complicado.

A indecisão da legenda diante dos fatos políticos é uma constante. Essa instabilidade gera insegurança. Surge no imaginário do eleitor-cidadão-contribuinte uma espécie de “medo do petismo”.

Na trilha desse injustificado medo, vem a seguinte pergunta: o PT de Ilhéus, caso saia vitorioso na sucessão de 2012, está preparado para assumir o comando do Centro Administrativo?

Participando da administração Newton Lima (PSB), o PT tem a oportunidade de mostrar para o povo de Ilhéus que tem condições de governar a mais bela princesa do sul da Bahia.

O PT de Ilhéus, que vai ficar na frente de duas importantes secretarias – a da Saúde e de Planejamento –, não pode falhar, sob pena de enterrar de vez o legítimo sonho da conquista do cobiçado Palácio Paranaguá.

SUCESSÃO 2012

O PT de Ilhéus justifica a composição política com o prefeito Newton Lima com o argumento de que a neo-aliança é indispensável para o governador Jaques Wagner, que busca o segundo mandato (via reeleição).

Não é bem assim. Os petistas estão com os olhos voltados para o processo sucessório municipal. E mais: só aceitaram essa aliança porque o prefeito Newton Lima está legalmente impedido de disputar mais um mandato.

O prefeito Newton Lima, com a entrada do PT na administração, assume a condição de franco atirador. Se tudo ocorrer bem, parabéns para o chefe do Executivo. Do contrário, divide o ônus com os “companheiros”.

O PT tem que ser parceiro até o último minuto da administração. Não pode é usufruir das benesses inerentes ao poder e, depois, sair de fininho alegando que a tal da “herança maldita” foi um entrave. Uma treva.

O PT, agora, é governo, é situação. Sai da cômoda posição de oposição, da crítica pela crítica, sem apontar soluções, para a de co-responsável pelo sucesso ou não do governo Newton Lima.

O PT, agora, tem telhado de vidro.

JABES

.

O ex-prefeito Jabes Ribeiro, candidatíssimo à Assembleia Legislativa do Estado, com a aliança do PT com o governo municipal, passa a ser a maior liderança de oposição ao prefeito Newton Lima (PSB).

Os petistas torcem para que Jabes saia derrotado na eleição para o Parlamento estadual. A contrapartida do jabismo é que o PT seja um fiasco no governo Newton Lima.

Petistas e jabistas não podem ser protagonistas da nefasta política do quanto pior, melhor. Vamos torcer para que o PT tenha um bom desempenho na administração municipal e Jabes se eleja deputado estadual.

PS – Para Cosme Araújo, ex-vereador de Ilhéus, a aliança do PT com o prefeito Newton Lima é vapt-vupt. “Não dura mais do que seis meses”, diz o advogado.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

ELA SÓ QUER, SÓ PENSA EM SOMAR…

Se no plano estadual tá difícil uma união entre PT e DEM, o mesmo não se pode dizer da situação nem tão sui generis de Itororó, no sudoeste baiano.

Por lá, o prefeito Adroaldo Almeida, do PT, tem o apoio seguro de dois vereadores do Democratas. Robélia Barros, suplente na coligação do DEM e PP no município, em 2008, assumiu a vaga do colega Walter Marques, que agora responde pela secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente.

Robélia, a Bela, é do DEM, e assim justificou a sua aliança com o prefeito petista:

– Meu objetivo é somar.

ISSO QUE É FOGO AMIGO

Um fato insólito aconteceu durante a visita de Jaques Wagner a Itapetinga, hoje. O mato da fazenda ao lado do aeroporto pegou fogo e provocou uma imensa cortina de fumaça e até o Corpo de Bombeiros teve que ser acionado.

Foi o suficiente para alguns petistas com propensões a teorias conspiratórias afirmar que o fogo havia sido provocado pela dona das terras, uma fazendeira ligada ao PMDB, para impedir a chegada de Wagner.

Não precisou nem de detetive para constatar que as chamas foram provocadas por faíscas do foguetório que saudava a visita do governador.

Era, digamos, fogo amigo, bem comum no próprio PT…

ACORDO PREVÊ APOIO DE NEWTON AO PT EM 2012, REVELA ALISSON

O articulista Marco Wense conversou há pouco com o vereador e virtual secretário de Planejamento de Ilhéus, Alisson Mendonça (PT), sobre as negociações envolvendo os petistas e o prefeito Newton Lima (PSB). A conversa se dá no Iate Clube de Ilhéus.

Alisson revelou a Wense alguns pontos de vista em relação à aliança:

1 – A união de PT e governo municipal fortalece o projeto de reeleição do governador Jaques Wagner.

2 – Newton passa a ter como legítimo opositor o ex-prefeito Jabes Ribeiro (PP), que lucrará caso o governo municipal não se recupere após esse esforço que envolve o PT (e, claro, se aliança não der certo).

3 – O PT terá o apoio de Newton Lima na sucessão ao Palácio Paranaguá em 2012 – e isso ficou fechado no final de semana).

Neste momento, o vereador almoça acompanhado dos vereadores Aldemir Almeida e Alcides Kruschewsky. E Alisson, veja só!, se coloca como nome natural do petismo para a sucessão de 2012. E vai trabalhar nesse sentido. Como tem muita água para passar por debaixo da ponte…

SEM OPOSIÇÃO

O prefeito de Ilhéus, Newton Lima, auxiliado pelo seu guru, Alcides Kruschewsky, praticamente aniquilou o que existiu de oposição em seu governo: todos os partidos que contam com vereadores na Câmara contam com indicações no seu governo, inclusive o PP de Jabes Ribeiro. O último pedaço de resistência, o PT, sucumbiu em “nome de um projeto por Ilhéus” (sabe-se lá o que isso significa…).

Quem vai fiscalizar o homem?

“FAIOU”

Parece que a relação do vereador Alisson Mendonça com o deputado Geraldo Simões, ambos do PT, sofreu um pequeno abalo. É que, entre eles, existe um Jorge Brito, empresário-amigo do parlamentar federal e que estava “se botando” pra ser o secretário de Desenvolvimento Econômico de Ilhéus, pasta negociada na política de aliança com o prefeito Newton Lima.

Alisson se antecipou ao golpe. E está da vida com “Pedinha”.

MARTELO BATIDO

O médico Antônio Rabat já fala como o novo titular da Secretaria de Saúde de Ilhéus. Há pouco, Rabat reuniu-se com o prefeito Newton Lima (PSB), quando foi confirmado no cargo.

Segundo o Jornal Bahia Online, a conversa de Newton agora é com o vereador petista Alisson Mendonça, que deve assumir a Pasta do Planejamento. O anúncio de Rabat se dará após comunicação à interina Marleide Figueiredo, que rodou na lista das 260 exonerações da semana passada.

No início da tarde, Alisson afirmou ao Pimenta que aceitaria a missão de comandar o Planejamento. O nome de Rabat para a saúde foi antecipado, aqui no blog, pelo ex-deputado Josias Gomes. O PT discute, agora, ocupações em outras secretarias.

O partido deve também ficar com a Pasta do Meio Ambiente e indicar o novo assessor de Comunicação Social da prefeitura de Ilhéus. Embora não aponte o novo secretário de Educação, o Partido dos Trabalhadores será dono das indicações para diretores de alguns dos departamentos da Pasta, que continuará sob o comando do PSB, partido de El Loco Newton.

Qual será o resultado desse cruzamento louco?

ELE DISSE “SIM”

Alisson aceita o Planejamento.

Alisson aceita o Planejamento.

O vereador Alisson Mendonça é o virtual secretário de Planejamento de Ilhéus. Há pouco, o Pimenta conversou com o petista.

Segundo ele, PT e prefeito Newton Lima sentam-se à mesa ainda nesta tarde. É quando a direção local leva ao prefeito a decisão de ingressar no governo.

O partido ainda pode ocupar uma terceira pasta. As conversas mantidas desde a sexta-feira, 8, estão levando em conta um plano de concertação geral no governo de Newton Lima.

O vereador não deixou claro, mas o PT poderia, eventualmente, também assumir a Pasta da Educação.

E você, nobre leitor, que acha de tudo isso?

ALISSON (O DIFÍCIL…) FICA COM PLANEJAMENTO

O vereador Alisson Mendonça (PT) é uma águia. Ao se fazer de difícil no início das negociações com o governo de Newton Lima (PSB), ganhou do seu partido a possibilidade (e a resposta só depende dele) de assumir a super, hiper Secretaria do Planejamento de Ilhéus, conforme acordo selado neste domingo entre os petistas e o prefeito ilheense.

A secretaria será responsável por tocar a parte do município no que se refere às grandes obras do Programa de Aceleração do Crescimento (APC) em Ilhéus, notamente o Complexo Intermodal Porto Sul. Ao Jornal Bahia Online (confira clicando aqui), Alisson diz que está “pensando” se aceita o convite – mas vai aceitar. O vereador era o nome mais forte da oposição a Newton. Até pediu a cassação do prefeito, ano passado.

PT FECHA COM NEWTON E ASSUMIRÁ A SAÚDE

Rabat é a indicação do PT para a Saúde.

Rabat é a indicação do PT para a Saúde.

Segundo noticiou há pouco o blog O Sarrafo (confira lá), está fechado o primeiro nome da reforma administrativa de El Louco Newton Lima.

O prefeito de Ilhéus concordou com a indicação do neoaliado PT e o o médico Antônio Rabat vai assumir a Secretaria de Saúde de Ilhéus, substituindo a “menina” Marleide Figueiredo.

A mudança na Pasta reflete acordo dos petistas com o prefeito ilheense. Desde a sexta-feira, 8, vereadores e dirigentes do PT estadual e municipal conversam com o governo para definir como será o ingresso da legenda no Palácio Paranaguá.

O nome de Rabat foi praticamente definido pelo ex-deputado Josias Gomes, numa entrevista concedida ao Pimenta na Muqueca, na última quinta (reveja).

Rabat foi pré-candidato a prefeito de Ilhéus pelo PMDB, em 2008, e acabou filiando-se ao PT em julho do ano passado. É dos nomes mais respeitados da política e da medicina ilheense.

LÁ EM 2009…

alissonmendonca

“As verdadeiras paixões dele são o PMDB e o ministro Geddel Vieira Lima”

Alisson Mendonça, numa entrevista exclusiva ao Pimenta (confira aqui), em agosto do ano passado, falando do coração de Newton Lima, prefeito de Ilhéus e ao qual o petista pode se aliançar pelos próximos dias. Newton prometeu apoio eleitoral a Jaques Wagner em 2010. Na entrevista, o vereador também avalia o mandatário ilheense: “é vacilante e fraco”.

PT E GOVERNO NEWTON TÊM NOVA CONVERSA AMANHÃ

A reunião de hoje ainda não selou a aliança entre petistas e o governo do pessebista Newton Lima, mas foi considerada mais que proveitosa pelos dois lados. O encontro de governistas e petistas ocorreu longe do Palácio Paranaguá e dos holofotes. De última hora, mudaram o local da reunião para a residência do vereador Alcides Kruschewsky, conhecido como “Pai Cidão”.

Dela, participaram os petistas Alisson Mendonça, Jonas Paulo, Elieser Corrêa, Alisson Mendonça e Paulo Carqueija e os governistas Aldemir Almeida (aquele do mensalinho de Valderico), o anfitrião Alcides Kruschewsky e Jorge Bahia, além do prefeito Newton Lima. Os dois lados flertaram e acordaram uma nova reunião para amanhã, segundo conta o Jornal Bahia Online.

O PT quer que os partidos aliados sejam mais ouvidos. Essa é uma das condições para integrar o governo. Newton Lima pediu pressa aos petistas na resposta ao convite para morar, temporariamente, no Palácio Paranaguá.

O prefeito vai em ritmo contrário ao do vereador Alisson Mendonça que, publicamente, disse não ter pressa em responder ao governo municipal do qual foi ferrenho adversário. Uma nova conversa ficou agendada para amanhã, no almoço. Confira mais no Jornal Bahia Online.

QUANTA INTIMIDADE, HEIN?

Feroz crítico do governo Newton Lima, o vereador petista Alisson Mendonça foi um dos participantes da reunião, hoje à tarde, na casa do vereador Alcides Kruschewsky, também conhecido como Pai Cidão. Conta o Jornal Bahia Online que, tão logo encerrado o encontro em Olivença, lá estavam Newton e Alisson, juntinhos, na sauna do Iate Clube Ilhéus. Verdade que o encontro foi por acaso, mas…

PT ESCALA QUINTETO PARA CONVERSAR COM NEWTON

Informações vindas da capital baiana dão conta de que Jonas Paulo, presidente do PT, não estará sozinha na visita que fará ao prefeito de Ilhéus, Newton Lima (PSB), ainda hoje.

Jonas vai ao encontro na companhia dos vereadores Alisson Mendonça e Paulo Carqueija, do ex-presidente do diretório municipal, Elieser Corrêa, e de Everaldo Anunciação, do diretório estadual do PT. O encontro será no Palácio Paranaguá.

O diretório estadual, aliás, sentiu as reações locais à negociação “por cima” e decidiu convidar os vereadores Alisson e Carqueija.

Na lista de edis petistas, faltou a Professora Carmelita, mas esta faz firme oposição ao prefeito como sindicalista da área de educação. Talvez para evitar dissabores, ficou de fora. O presidente do PT ilheense, Mário Amorim, não participa porque está em viagem.

ALISSON É COMEDIDO AO FALAR DE APOIO DO PT A NEWTON

Alisson diz que só o PT faz oposição a Newton.

Alisson diz que só o PT faz oposição a Newton.

O vereador Alisson Mendonça mostrou-se mais comedido do que o ex-deputado federal Josias Gomes ao falar de um possível apoio do seu partido, o PT, ao governo de Newton Lima (PSB).

Segundo ele, o assunto ainda não foi discutido nem com a executiva municipal nem com a bancada e o diretório. “O PT é o único partido de oposição e não tem participação no governo”.

Alisson afirma que só após a reunião do presidente estadual do PT, Jonas Paulo, com o prefeito Newton Lima, agendada para hoje, o partido poderá se pronunciar e começar a discutir o convite. “Não somos o partido da boquinha”, diz o vereador, sobre a discussão a respeito de qual secretaria o governo pode aceitar.

Ele também rechaça informação de que o PT vinha tentando aliança com Newton desde o ano passado. Perguntado se essas discussões não se davam entre executiva estadual e o prefeito, Alisson voltou a negar a possibilidade. “Não houve”.

O vereador diz não haver pressa da legenda em responder ao convite do prefeito, caso seja concretizado. “Nós não sabemos quais as pretensões do prefeito, não sabemos com quem ele vai governar. Eu quero saber [antes de declarar apoio]”.

Newton busca apoio do PT.

Newton busca apoio do PT.

Ele acredita que, convite feito, o partido definirá, em 15 dias, se participa ou não da gestão de Newton Lima. Alisson reforça a posição de apoio que o município tem do governo estadual. “Wagner o apoia desde o início, quando Valderico não queria deixar o Palácio [Paranaguá, em agosto de 2007] e a PM o expulsou para que Newton assumisse”.

Por enquanto, o vereador não diz se é contra ou a favor da antes improvável (e inimaginável) aliança entre PT e Newton. “Sou a favor de se abrir uma conversa. Não tenho objeção, não fui convidado pelo prefeito. Não está colocado quais as propostas para o PT nem o que ele pretende fazer a partir das exonerações [de 230 ocupantes de cargos de confiança]”.

O vereador ainda aproveita para dar estocada num aliado oculto de Newton Lima, o PP, do ex-prefeito Jabes Ribeiro. “Eles dizem que não participam do governo. O PT é que não tem nomeação, mas os outros têm”, diz, para reforçar: “o único partido que faz oposição é o PT. Queremos saber se a população quer isso, um governo sem oposição”.

A “REJEITADA”

O PT ilheense até se assanha todo com a possibilidade de assumir a Secretaria de Saúde de Ilhéus, mas o humor dos vermelhos muda rapidinho quando a pasta é a Educação. Então, se o prefeito Newton Lima estiver mesmo a fim de fechar acordo, é bom nem especular sobre a secretaria ainda comandada pelo professor Sebastião Maciel.

Petistas ouvidos pelo Pimenta consideram a Educação em Ilhéus algo mais do que complicado – primeiro, devido às dificuldades (e barbeiragens) das gestões ao longo dos anos; segundo, devido aos embates com o sindicato da categoria, comandado com mãos de ferro pelo PT.

NEWTON FECHA APOIO A WAGNER E CONVIDA PT PARA O GOVERNO

Apaixonado por Geddel, Newton anuncia apoio a Wagner.

Apaixonado pelo peemedebista Geddel Vieira, Newton anunciará apoio a Wagner.

O prefeito Newton Lima (PSB) anunciará, publicamente, o seu apoio à reeleição de Jaques Wagner e convidará o PT ilheense a integrar o seu governo, informa o Jornal Bahia Online. A composição com o Partido dos Trabalhadores e o apoio a Wagner foram fechados ainda ontem, em Salvador, durante encontro entre o governador e a deputada federal e presidente do PSB baiano, Lídice da Mata.

Newton aproveitará viagem de Wagner a Ilhéus, em fevereiro, para fazer o anúncio. Quanto à participação do PT no Palácio Paranaguá, primeiro o presidente estadual Jonas Paulo fará uma consulta aos petistas. Após a sondagem de “campo”, Newton fará o convite oficialmente. Jonas estará em Ilhéus amanhã, dia 8.

PROVOCAÇÕES

As manifestações contra a votação da reforma do Código Tributário, no dia 23, na Câmara, tiveram mais do que protestos contra a manobra da prefeitura. Eram carregadas, também, de provocações dos militantes comunistas contra os ‘co-irmãos’ do Partido dos Trabalhadores. Coisa histórica, por mais aliados que os dois vermelhos mostrem ser na hora de disputar eleições em diversas ocasiões.

“Cadê os petistas, que não estão aqui? Se dependesse do PT, Itabuna estaria na lama, porque o prefeito ia deitar e rolar, jogando sozinho”, provocavam, a todo momento, os cururus. Verdade seja dita, não havia um petista sequer, além do vereador Vane do Renascer, relator do projeto.

Claro que a postura de Vane, durante todos os lances que marcam a tramitação do projeto na Câmara, garantiu grande parte do sucesso da oposição na batalha contra a votação do monstrengo que aumenta em até 50% o IPTU e 100% a CIP (iluminação pública). E aqui se fala dos lances públicos e também das movimentações de bastidores.

DILMA BATE JOSÉ SERRA NA BAHIA

Visitas da ministra ao estado refletem na pesquisa (Foto Manu Dias).

Visitas da ministra Dilma Roussef ao estado refletem na pesquisa Datafolha (Foto Manu Dias).

Quem diz é o instituto Datafolha: no levantamento nacional em que a ministra Dilma Roussef diminui de 20 para 14 pontos percentuais a diferença em relação a José Serra, a presidenciável também ultrapassa o tucano.

Dilma obtém 34% ante 30% de Serra. Como a pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais, os dois estariam empatados tecnicamente. Os dados foram revelados na Folha deste domingo.

Esta também será a semana da leva de pesquisas do Datafolha sobre a sucessão estadual. Um destes levantamentos mostra o cenário na Bahia.

Na última pesquisa que se tem notícia (confira), o governador Jaques Wagner (PT) aparecia com 48,4% dos votos, Paulo Souto (DEM), 26,4%, e o peemedebista Geddel Vieira Lima, 12%. Hilton Coelho (PSOL) figurou com 1,5%.

E agora?

PT, SUCESSÃO E O SENADO

Marco Wense

“No PT, posso dizer que ele tem plena liberdade para formar a chapa”. A declaração é do prefeito de Camaçari, o petista Luiz Caetano, principal coordenador do Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE).

O “ele” é o governador Jaques Wagner, que quando era ministro das Relações Institucionais do governo Lula passou incólume pelo escândalo do mensalão, protagonizado por algumas figuras alopradas do petismo.

Até os mais ferrenhos oposicionistas, a maioria do Partido do Democratas (DEM),  quando o assunto é a seriedade no trato da coisa pública, reconhecem que o governador é merecedor de respeito.

A “chapa”, também chamada de chapa da reeleição (ou governista), é a majoritária, composta pelo candidato a governador, o vice e dois nomes para o Senado da República.

O GTE, que é formado só por petistas, aí incluindo o deputado Geraldo Simões, que é vice-líder do partido na Câmara Federal, vai coordenar a campanha (reeleição) do governador Jaques Wagner.

Os outros integrantes são Jonas Paulo, presidente estadual da legenda, o deputado estadual professor Valdeci e a simpática prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho.

É evidente que o recado do coordenador executivo do GTE, que soa como uma advertência, não é para o PMDB, PSDB e o DEM. É para os aliados, especificamente para a ala do PT considerada como problemática.

Todo mundo sabe que a melhor composição para a chapa governista, no tocante as duas vagas para o Senado, é com César Borges e Otto Alencar, dois ex-governadores da Bahia. O PDT ou PSB indicaria o candidato a vice-governador.

Pela legenda brizolista, o mais cotado para a vice é o deputado Marcelo Nilo, presidente da Assembleia Legislativa do Estado. O PSB tem a deputada Lídice da Mata, ex-prefeita de Salvador.

E o PP? Ora, o Partido Progressista, que tem Jabes Ribeiro como secretário estadual, está mais do que satisfeito. Se o PSB estivesse na mesma situação do PP, diria que a pombinha estaria de papo cheio.

O PCdoB, que é aliado histórico do PT, não vai criar nenhum problema. Os outros partidos seriam compensados com merecidos espaços em um segundo mandato do governador.

Um outro detalhe, não menos importante, é que o apoio de César Borges a Jaques Wagner causaria um enorme estrago nas pré-candidaturas de Paulo Souto e do ministro Geddel.

A única coisa que impede o senador de buscar sua reeleição na chapa encabeçada por Wagner, é o receio de ser rotulado de traidor e, como consequência, a perda de muitos eleitores ainda enraizados no carlismo.

E o PT? O PT inteligente, avesso ao radicalismo, o PT do diálogo, do bom senso, sabe que não pode prescindir de uma chapa majoritária forte, que possa até liquidar a fatura logo no primeiro turno.

O outro PT, o que atrapalha, o que só enxerga o próprio umbigo, tem que se afastar do processo sucessório, sob pena de ser o responsável por um eventual fracasso eleitoral do bom governador Jaques Wagner.

PS (1) – O presidente Lula escolheu o DEM como o principal adversário do PT nas eleições de 2010. O apoio do senador César Borges ao governador Wagner é uma espécie de tsunami para a candidatura do democrata Paulo Souto.

PS (2) – Uma conversa de pé de orelha entre Lula e o senador César Borges vai acontecer. É bom lembrar que o republicano comanda o PR da Bahia, agremiação partidária da base aliada do governo federal.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

CARTA DE RUY CARVALHO GERA REAÇÃO NO PV

Marcell diz que Ruy é político melancia.

Marcell diz que Ruy é político melancia.

A carta endereçada à senadora Marina Silva pelo pré-candidato a deputado estadual Ruy Carvalho, defendendo a manutenção da aliança com o governo de Jaques Wagner, foi duramente criticada por Marcell Moraes, um dos membros do Diretório Estadual do PV.

Para o dirigente, Ruy “conhece muito pouco do partido” e erra ao pensar que planeja-se o futuro mantendo a aliança com os petistas. “Agora [Ruy Carvalho] não é mais do PT. Ele é do PV, tem que defender a bandeira do Partido Verde”, prega.

Marcell ainda prega que se Ruy for candidato, terá que, “obrigatoriamente”, apoiar Luiz Bassuma (governador) e Edson Duarte (senador), sob risco de sofrer processo de desfiliação (“ele e quem não seguir as diretrizes do partido”).

Marcell também critica o que Ruy chamou de egoísmo do PV. “95% dos filiados ao partido querem candidatura própria”, acentua, observando que ir de encontro a esse posicionamento é que seria “egoísmo”.

O membro do diretório baiano ressaltou a posição estratégica de Ilhéus nos projetos da legenda e quer o neoverde marchando junto. “Quem não seguir o estatuto [do partido], será solicitada a expulsão após a eleição”.

Prometida para esta segunda-feira, a entrega dos cargos que o partido ocupa no governo estadual deve acontecer a conta-gotas até o natal. Marcell ainda alerta: – Quem fizer campanha para Wagner, geddel serão expulsas do partido.

O dirigente considera as declarações de Ruy as de um autêntico “melancia” – verde por fora (a cor do PV) e vermelho por dentro (cor que identifica o PT).








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia