WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia





maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias






:: ‘queda na qualidade’

QUALIDADE DO ENSINO PIOROU NO MUNICÍPIO DE ITABUNA EM 2017, APONTA MEC

Imeam é uma das escolas onde o ensino piorou.

Dados divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) confirmam queda na qualidade do ensino nas escolas municipais em Itabuna. De acordo com o levantamento, somente duas das 16 escolas da zona urbana alcançaram o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Os dados oficiais revelam também que mais de 80% registraram regressão na qualidade do ensino nos últimos anos, tanto nas séries iniciais quanto nas séries finais do Ensino Fundamental. O Ideb é feito a cada dois anos em todos os municípios brasileiros.

Um dos exemplos de educação ruim em Itabuna foi verificado no Colégio Sesquicentenário (Ciso), que estava com nota acima da meta há 10 anos e hoje capenga. Segundo o MEC, em 2007 a unidade situada no bairro de Fátima atingiu 5,1, quando a meta era de 4,4 para as séries finais do Ensino Fundamental (do 6º ao 9º ano). Uma década depois a nota baixou para 3,5, quase 2 pontos abaixo da meta prevista de 5,8. A nota de 2017 ficou abaixo dos 4,4 pontos de 2015.

O Ciso não teve número mínimo de alunos participantes nas séries iniciais (1º ao 5º ano do ensino fundamental) em 2017, mas os dados dos anos anteriores mostram quedas seguidas nas notas. Para 2015, a meta era 5,2, mas ficou em 4,7. Muito abaixo da nota de 2013, quando a escola conseguiu 5,2, superando a meta de 4,9.

IMEAM

Outra unidade escolar com resultado muito ruim no Ideb foi o Instituto Municipal de Educação Aziz Maron (Imeam), que em 2017 teve nota Ideb de 2,6, muito distante da meta de 4,9 estabelecida pelo MEC. No ano passado, a unidade instalada no centro de Itabuna registrou número insuficiente de participantes na avaliação para as séries finais.

A Escola Genival Correia de Almeida, localizada no bairro João Soares, também ficou longe de atingir o Ideb nas séries iniciais. O desafio era alcançar 5,8 em 2017, mas não passou do vergonhoso 2,7. A nota foi inferior à obtida em 2015, quando a unidade conseguiu 4,6. No ano passado, a escola não teve o número suficiente de alunos participantes para avaliação nas séries finais.

:: LEIA MAIS »






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia