WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias






:: ‘rádio’

GOVERNO FIXARÁ PRAZO DE MIGRAÇÃO DE EMISSORAS DE RÁDIO AM PARA FM

O governo federal anunciou que vai publicar decreto estipulando prazo de 180 dias para que proprietários de emissoras de rádios solicitem migração da faixa AM para a FM. Até o momento, das 1.781 rádios AM no Brasil, 1,5 mil solicitaram a mudança. Para fazer esta migração, os radiodifusores vão ter que pagar entre R$ 8,4 mil e R$ 4,4 milhões, que é o valor da diferença entre as outorgas de AM e de FM.

Além disso, as emissoras também terão que adquirir equipamentos para a transmissão do novo sinal. Segundo o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, o governo abriu linhas de financiamento para que as empresas comprem esses equipamentos e consigam fazer a migração. Para ele, a partir de agora, todos vão ter a oportunidade de fazer esta mudança. :: LEIA MAIS »

RÁDIO SOCIEDADE TEM NOVO DIRETOR EXECUTIVO

Luciano é o novo diretor executivo da Rádio Sociedade

Luciano é o novo diretor executivo da Sociedade

A Rádio Sociedade da Bahia terá novo diretor executivo. Luciano Araújo, ex-Rádio Guaíba, assumiu o cargo e terá o desafio de dar continuidade ao processo de modernização da emissora baiana. A reestruturação da emissora passou pela migração do AM para FM, além de ações no jornalismo, esporte e entretenimento.

Novo diretor executivo, Luciano Araújo é graduado em Administração e dirigiu uma das mais tradicionais emissoras de rádio do país, a Guaíba, de Porto Alegre (RS). Também passou por experiências no Rio de Janeiro e Recife.

ROBERTO DE SOUZA NA RÁDIO NACIONAL

Roberto estreia dia 26 na Rádio Nacional

Roberto estreia dia 26 na Rádio Nacional

Roberto de Souza deixou a Rádio Difusora e já está de casa nova. O radialista e ex-vereador estreará, na próxima quarta (26), na Rádio Nacional 870AM.

A estratégia da emissora com a nova aquisição e algumas mudanças é recuperar a audiência perdida por erros sucessivos de administração nos últimos dez anos, alguns dos quais fora do ar.

A aquisição tem peso. Quando na Difusora, Roberto era considerado líder de audiência no horário das 13h às 14h, de segunda a sexta, e das 10h às 12h dos sábados.

A Nacional passa por mudança não apenas na programação. O estúdio sai do Zildolândia para a Avenida Princesa Isabel, no Banco Raso, em um antigo imóvel da Minas Aço. A emissora pertence à família do ex-deputado Daniel Gomes.

HORÁRIO

Em tempo, o Resenha na Nacional será das 12h30min às 14h, de segunda a sexta. No sábado, das 10h às 14h. Atualizado às 15h26min

LINHO COSTA DE VOLTA AO RÁDIO

linhocostaO publicitário Linho Costa volta ao rádio 18 anos após deixar a Morena FM para pilotar a Costha Fera Comunicação. A partir da próxima terça-feira (6), ele comandará o Você em Pauta, na Interativa FM (93,7).

O programa irá ao ar das 6h às 8h da manhã e será um mix de informação, entretenimento e prestação de serviço. O Você em Pauta terá, ainda, na equipe Carlos Maluta e Ricky Mascarenhas.

A Interativa migrou do AM para o FM e reforçou a equipe. A grade da programação conta com nomes como Lilian Casas, cantora, cursando Jornalismo e filha de um dos ícones do rádio baiano, Lucílio Bastos. Atualizado às 14h30min.

PROGRAMA VOLTADO AO DIREITO SERÁ DESTAQUE NA RÁDIO NACIONAL

Andirlei Nascimento é o idealizador do programa

Andirlei Nascimento é o idealizador do programa

A Rádio Nacional de Itabuna volta ao ar após mais de um ano sem transmissões e anuncia a estreia de um programa especializado em direito como um dos destaques de sua grade. “A Voz do Direito” será apresentado de segunda a sexta-feira, das 8 às 9 horas, um dos horários mais disputados do rádio local.

O idealizador do programa é o advogado Andirlei Nascimento, que, no período em que presidiu a subseção local da Ordem dos Advogados do Brasil, criou o programa de rádio “OAB Cidadania”, que se propunha a ser um canal entre os profissionais do direito e a sociedade.

A nova atração da Nacional não terá um âncora. “A cada dia, haverá discussão sobre um tema, com a presença de um ou dois advogados”, afirma Andirlei. Segundo ele, o programa será retransmitido pela Rádio Uesc.

CRAQUES DO RÁDIO

Seleção do Rádio no início da década de 80, na antiga Desportiva (Foto Arquivo Aleilton Oliveira).

Seleção do Rádio no início da década de 80, na antiga Desportiva (Foto Arquivo Eilton Oliveira).

Funcionário aposentado do Banco do Brasil, Eilton Oliveira coleciona fotos raras dos tempos em que atuava no rádio grapiúna, junto com figuras como o hoje publicitário Sílvio Roberto. Uma dessas raridades é a imagem acima. Foi clicada no início dos anos 80, na antiga Desportiva, segundo o jornalista Valdenor Ferreira. Nela, estão grandes craques do rádio itabunense.

“O uniforme é da equipe da Rádio Jornal, mas reunia colegas de outras emissoras. Formávamos a Seleção do Rádio”, diz Sílvio Roberto, que não aparece na foto, mas jura que jogava um bolão.

A ordem dos craques (da comunicação) na foto é a seguinte:

Em pé, a partir da esquerda, aparecem Jorge Eduardo, Orlando Cardoso, Lucílio Bastos, Nivaldo Reis, Cacá Ferreira, Eduardo José e Welington Oliveira.

Agachados, a partir da esquerda, estão Valdenor Ferreira, Valter Barbosa, Jota Borges, Henrique Queiroz, Eilton Oliveira (o colecionador de raridades e hoje em Brasília) e o grande Biro-Biro.

Muitos deles já estão em um outro plano, mas deixaram exemplo de profissionalismo e de domínio do microfone, a exemplo de Lucílio Bastos e Jorge Eduardo.

AS CRÍTICAS DE ROBERTO DE SOUZA

Roberto-289x300Chova ou faça sol, o radialista e ex-vereador Roberto de Souza não deixa de abordar um assunto em seu programa na rádio Difusora. Aliás, ele não deixa de atacar uma pessoa: o presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Aldenes Meira (PCdoB).

O mais recente ataque de Roberto tem como alvo o concurso público que se encontra em gestação na Câmara. A casa, como se sabe, tem sido há muitos anos um belo cabide de emprego, chegando a ter mais de 90% de seu quadro formado por indicados políticos.

A aberração tende a acabar após o concurso público, cujo edital está para ser publicado. Procurado para se manifestar sobre as críticas de Roberto de Souza, Aldenes disse estranhar que uma medida que visa moralizar a Câmara seja condenada pelo ex-vereador.

“Esse moço foi vereador por três mandatos, sempre fez parte da mesa diretora, mas nunca sugeriu que se fizesse um concurso público ou que se promovesse qualquer outra medida para organizar a Câmara. Talvez esse nervosismo todo seja despeito”, afirma Aldenes.

MAIS DE 60% DAS EMISSORAS AMs PEDEM MUDANÇA PARA FM NA BAHIA

am-fm1O Ministério das Comunicações recebeu 819 pedidos de migração de emissoras de rádio AM para a faixa FM em oito estados brasileiros, dentre eles a Bahia.

De acordo com dados levantados por este blog no MC, das 98 emissoras AMs na Bahia, apenas 58 solicitaram a migração, o que representa pouco mais de 60%.

A Bahia teve a adesão mais baixa dentre os estados onde foram realizadas sessões públicas para pedido de migração.

Proporcionalmente, a adesão maior ocorreu em Santa Catarina. Das 108 emissoras AMs, cem entraram com pedido de migração para a faixa FM.

A previsão é de que as primeiras emissoras migrem no início do segundo semestre. A prioridade será dada àquelas localizadas nas grandes cidades, onde a interferência no sinal é maior.

A migração, no entendimento de técnicos, pode melhorar a qualidade do sinal das emissoras, principalmente nas grandes cidades, e representar maiores ganhos econômico-financeiros no campo da publicidade. A mudança ainda permitirá que a emissora seja ouvida em aparelhos celulares sem o uso de internet.

DIREÇÃO DA DIFUSORA OUVE FUNCIONÁRIOS

Funcionários da rádio se uniram em defesa de colega

Após deflagrar uma paralisação contra a demissão do operador de áudio Iran Roberto, os funcionários da rádio Difusora de Itabuna foram ouvidos pelo diretor geral da emissora, Tiago Feitosa, e retornaram ao trabalho. Os comunicadores reclamaram não da demissão em si, mas sobretudo da forma escolhida pela diretora de programação e jornalismo Cátia Gomes, que teria sido desrespeitosa com o profissional.

Cátia informou a Iran Roberto que ele estava demitido, no momento em que o operador trabalhava na mesa de áudio durante a transmissão do programa O Crime não Compensa. No ar, espantado com a atitude da diretora, o apresentador Oziel Aragão manifestou solidariedade ao colega.

As manifestações de apoio a Iran Roberto e de crítica à diretora se seguiram na manhã desta sexta (7), durante o programa Panorama 640. O mesmo Oziel voltou a comentar o fato no ar, com indignação, após divulgar notícias de polícia.  Em  seguida, teve apoio do experiente Orlando Cardoso e de Silmara Sousa, que também apresenta o programa. Silmara chegou a chorar, lembrando à direção da Difusora que os profissionais da rádio “são seres humanos”.

Segundo o Plantão Itabuna, a direção geral da rádio se comprometeu a rever o relacionamento com os funcionários. Não foi divulgado o motivo da demissão do operador de áudio, nem se o desligamento seria revisto.

LUCÍLIO BASTOS

Allah GóesAllah Muniz de Góes | allah.goes@hotmail.com

 

Sempre combativo e disposto ao embate, chegou a nossa região na década de 60 do século passado, procurando por aqui “uma nova trincheira” onde pudesse continuar a sua luta.

 

“Falando Francamente”. Quem de minha geração, ou que viveu a Itabuna dos anos 80/90, não ouviu aquela voz inconfundível no início das tardes da Difusora? Em nossa casa, sempre que chegava da escola, religiosamente pegava meu pai almoçando, mas não com os olhos na televisão, pois estava com os ouvidos e a atenção no rádio, e isto porque lá estava, analisando os principais fatos e acontecimentos do dia, o sempre polêmico Lucílio Miranda Bastos.

Você poderia até não concordar com o posicionamento externado pelo radialista Lucílio Bastos, mas, com toda a certeza, admirava sua coragem e eloquência, o que acabava por transformar o conteúdo apresentado em seu programa no assunto mais comentado do dia em todas as rodas dos ditos “formadores de opinião”.

Sempre combativo e disposto ao embate, chegou a nossa região na década de 60 do século passado, procurando por aqui “uma nova trincheira” onde pudesse continuar a sua luta, pois em sua terra natal, Feira de Santana, já não lhe eram dadas condições para que continuasse seu trabalho sem a perseguição dos militares. Eram os anos de chumbo.

:: LEIA MAIS »

MORRE LUCÍLIO BASTOS

Lucílio (à esquerda) foi um mestre da comunicação

Lucílio (à esquerda) foi um mestre da comunicação

Faleceu na noite desta quarta-feira (05), vítima de infarto, o radialista Lucílio Bastos. Natural de Feira de Santana, Lucílio iniciou sua profissão naquela cidade, foi perseguido pelo regime militar na década de 60 e acabou migrando para Itabuna, onde atuou em várias emissoras de rádio e também na TV Santa Cruz.

Lucílio também trabalhou na Ceplac e atualmente estava aposentado, residindo no bairro Jardim Primavera, em Itabuna. O radialista deixou três filhos, entre eles o advogado Lucílio Casas Bastos e a cantora Lílian Casas.

O corpo de Lucílio Bastos está sendo velado na Mortuária Funelan (antiga Mortuária Santo Antônio, na Rua Antônio Muniz). O sepultamento será às 16 horas, no cemitério do Campo Santo.

POR QUE RÁDIOS DE ILHÉUS NÃO TOCAM AS MÚSICAS D’OQUADRO?

Os meninos d`OQuadro são sucesso de palco e crítica (Foto Divulgação).

Os meninos d`OQuadro são sucesso de palco e crítica (Foto Divulgação).

Thiago Dias | Blog do Gusmão

Esta pergunta me inquieta há anos. Em 2012, o lançamento do disco homônimo d’OQuadro agravou a inquietação. Por que uma banda ilheense de sucesso nacional e internacional não tem suas músicas executadas nas rádios da própria cidade?

Desde outubro de 2012, dedico um bom tempo à audiência das rádios ilheenses e nunca ouvi uma música d’OQuadro sendo transmitida por elas.

OQuadro é uma banda de Hip Hop. Não podemos dizer que esse gênero musical está fora do cotidiano das rádios de Ilhéus. Ao contrário, cantores desse estilo gozam de bom espaço na programação, especialmente, os norte-americanos (cujas canções mais difundidas têm forte apelo romântico e sexual).

Cantadas em português agressivo e sofisticado, carregadas de ironia e senso crítico, as músicas do grupo ilheense parecem não agradar quem teria o poder de apresentá-las à população local. Alguém arrisca opinião sobre o motivo?

Rádios influenciadas por grupos conservadores divulgariam uma música como Tá Amarrado?  Como elas poderiam propagar o verso “a resistência do Pai de Santo contra o discurso do pastor”?

A poesia d’OQuadro não cabe na programação dos valores hegemônicos difundidos pelas rádios de Ilhéus. O grupo se afirmou e resiste com a força universal da sua obra e o acolhimento daqueles que são tocados por ela.

EMISSORAS DE RÁDIO PODERÃO OPERAR EM AM E FM POR CINCO ANOS

rádio itabunaAs emissoras de rádio que operam na frequência AM e quiserem migrar para FM poderão operar nas duas faixas por até cinco anos. Além disso, as quase 2 mil emissoras AM terão um ano para decidir se mudam de frequência. Na semana passada, a presidenta Dilma Rousseff assinou decreto que permite essa migração.

No programa Café com a Presidenta, Dilma Rousseff disse que “só devem continuar como [emissoras] AM aquelas rádios que têm alcance maior, chegando a pegar, às vezes, todo o estado”.

A presidenta observou, ainda, que a migração das rádios para a faixa de frequência AM é um “salto tecnológico” e que, ao migrar para a banda FM, as rádios AM terão a vantagem de poder transmitir sua programação por meio de celulares e tablets, “o que vai ajudá-las também a conquistar as novas gerações”.

Além disso, Dilma lembrou que a mudança de faixa poderá significar “a sobrevivência dessas pequenas rádios que estão em todo o nosso país” já que várias delas sofrem interferências com o funcionamento de aparelhos celulares, eletrodomésticos e carros. Agora, segundo a presidenta, está colocado o desafio, para o governo, de criar condições para a transição.

“PIRÕES PERDIDOS” NO RÁDIO

Maurino Júnior, Andrei Sansil, Murilo Pitombo e Jonatas Davi estreiam, no próximo sábado, às 14h, na Rádio Jornal de Itabuna, o programa Pirão Baiano. O quarteto já trabalha com rádio, internet e TV e agora traz uma proposta similar a de programas de grande sucesso no eixo sul-sudeste do País, a exemplo do Pânico, da Jovem Pan, e do Pretinho Básico, da Atlântica FM.

Segundo os “pirões”, o programa não terá roteiro, porém, terá quadros pré-programados (Piadas do John, entrevistas do Repórter Enviado e comentários de esporte de Murilo Pitombo).

O internauta também vai poder acompanhar o programa pela internet no site da emissora ou pelo Ilhéus24h. A interatividade com o ouvinte também vai rolar pela internet, via Facebook, onde serão mostrados os bastidores do Pirão Baiano.

HOMENAGEM AO “CANÁRIO”

Orlando Cardoso: 71 anos de idade, 52 de rádio

Orlando Cardoso: 71 anos de idade, 52 de rádio (Foto Oziel Aragão / Plantão Itabuna)

O radialista Orlando Cardoso foi festejado na manhã desta sexta-feira, 23. Colegas e amigos do “Canário” fizeram questão de abraçá-lo em seu aniversário de 71 anos. Destes, 52 foram dedicados ao rádio grapiúna.

Orlando é um dos radialistas mais longevos da Bahia e segue firme no comando de seu Panorama 640, todas as manhãs, na Difusora AM, contando como o apoio de Silmara Souza.

Descanso, nem pensar. O comunicador diz que não gosta sequer de ouvir a palavra “aposentadoria”.

MARCELO SOARES DEIXA A DIFUSORA

Soares é um dos melhores profissionais do rádio sul-baiano

Radialista dos mais competentes e completos do sul da Bahia, além de ser humano da melhor qualidade, Marcelo Soares encerrou nesta semana um longo período de atuação na rádio Difusora de Itabuna. Os motivos específicos não foram divulgados, mas a saída tem a ver com posturas da direção da emissora.

Pelo menos é isso que o radialista dá a entender, em uma carta de despedida postada em seu blog, Nas Ondas do Rádio. No texto, Soares afirma que saiu da Difusora por ter decidido “não conviver com a falsidade, a mentira e a perseguição gratuita por parte de quem deveria concentrar seus esforços em produzir e agregar e não difundir a discórdia e o descontentamento”.

O profissional disse ainda que está com “a consciência tranquila e o sentimento de dever cumprido.

Leia abaixo a íntegra da mensagem escrita por Marcelo Soares, em tom sincero e emocionado:

“Soou o apito, fim de jogo. É com esta frase esportiva que comunico aos meus amigos, colegas de profissão e aos meus ouvintes a minha saída da Rádio Difusora Sul da Bahia LTDA. Se encerra uma jornada vitoriosa de aproximadamente oito anos (Outubro de 2005 a Julho de 2013), na minha querida RD. Saio com a consciência tranquila e o sentimento do dever cumprido.
 
Seja narrando futebol, criando e produzindo vinhetas e chamadas, apresentando programas ou utilizando a minha voz nos textos comercias da emissora, tive a oportunidade de contribuir com o sucesso da Difusora durante esse tempo.
 
Aqueles que conhecem a minha conduta moral, espiritual e de caráter sabem que não sou de guardar mágoas ou rancores, pois são sentimentos que só servem para envenenar o próprio coração. Apenas decidi não conviver com a falsidade, a mentira e a perseguição gratuita por parte de quem deveria concentrar seus esforços em produzir e agregar e não difundir a discórdia e o descontentamento.
 
Deixo muitos amigos na casa ao mesmo tempo que agradeço a todos que me ajudaram na realização do meu trabalho. Não me despeço com um adeus, mas sim com um até logo, mesmo por que nesta vida tudo é passageiro e vivemos num mundo de idas e voltas.
.
Agora dou uma pequena pausa para um breve descanso merecido e aproveito para planejar o futuro. Amante do rádio como sou é provável que logo, logo apareço por aí NAS ONDAS DO RÁDIO”.







WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia