WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





novembro 2018
D S T Q Q S S
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

editorias






:: ‘Rio Almada’

O BELO – E GENEROSO – RIO ALMADA

Na localidade de Volta Grande, bela imagem do Rio Almada || Foto José Nazal

O Rio Almada abastece mais de 300 mil moradores no sul da Bahia. É água que chega a lares de municípios como Itajuípe, Uruçuca e Itabuna. Nasce em Almadina e encontra o mar em Ilhéus. Não importa o que o ser humano faça. Nem os obstáculos. O Almada segue o seu curso. Generoso. São dezenas de quilômetros gerando o sustento de milhares e imagens como a captada pela sensibilidade do fotógrafo José Nazal, um dos maiores conhecedores da alma dessa gente sul-baiana.

VISITA DEFINIRÁ FIM – OU NÃO – DO RACIONAMENTO DE ÁGUA EM ITABUNA

Rio Almada recupera vazão gradualmente (Foto Ecivaldo Nascimento/FB).

Rio Almada recupera vazão gradualmente (Foto Ecivaldo Nascimento/FB).

O prefeito Claudevane Leite e o presidente da Emasa, Ricardo Campos, farão uma visita técnica, amanhã (3), à estação de captação de água em Rio do Braço. A análise das condições da vazão do Rio Almada e das condições de captação serão fundamentais para o município decidir pelo fim ou continuidade do racionamento de água.

O Rio Almada responde por, aproximadamente, 70% da água que abastece os lares itabunenses. Independente do racionamento continuar ou não, a ordem é economizar. Ou viver (de novo e mais rápido) o drama da água “temperada”.

ESTIAGEM DEIXA RIO ALMADA EM NÍVEL CRÍTICO

Rio Almada sofre efeitos de 6 meses de seca na região cacaueira.

Rio Almada sofre efeitos de 6 meses de seca na região cacaueira.

Se Itabuna sofre com a água salobra em decorrência da estiagem, os moradores de distritos de Itajuípe e Coaraci, que margeiam o rio, sofrem  ainda mais. Tanto Itabuna como os dois municípios dependem do Rio Almada para o abastecimento de água. O nível do rio reduziu-se a nível crítico e em vários trechos não há vazão de água, assim como em sua nascente, em Almadina.

As fotos captadas na tarde deste sábado (16) em um pequeno trecho do Almada, em Sequeiro Grande, em Itajuípe, são desoladoras e comprovam que o fluxo de água em direção ao mar está integralmente suspenso.

As pessoas do distrito de Itajuípe somente se utilizam da água retirada em alguns poços para gasto, já que a decomposição de matéria orgânica – folhas, galhos de árvores etc – causa mau cheiro. O rio, com seus pequenos poços e filetes d´água, insiste em sobreviver.

O abastecimento à população somente tem sido possível por meio de carros-pipa. O cenário é mais drástico em Itajuípe, obrigada a suspender o abastecimento. Nos distritos, muitos lamentam que políticos e pretensos candidatos a prefeito da Velha Pirangi façam mercância de votos em troca de água potável para o consumo humano.

Uns míseros filetes d´água são alívio para moradores de Sequeiro Grande, em Itajuípe.

Uns míseros filetes d´água são alívio para moradores de Sequeiro Grande, em Itajuípe.

REFLEXO EM ITABUNA

A seca no leito do Rio Almada tem reflexo direto no abastecimento em Almadina, onde a população protestou contra a Embasa por falta de água, Itajuípe e Coaraci, além de Itabuna.

Para se ter ideia, cerca de 600 litros de água por segundo eram captados do Almada para abastecer Itabuna. Hoje, a Emasa praticamente interrompeu a captação em Rio do Braço, em Ilhéus, dependendo apenas da captação em Castelo Novo, onde a maré afetou a qualidade da água, elevando os níveis de cloreto e tornando-a salgada.

RESERVATÓRIOS DE ÁGUA QUE ABASTECEM ITABUNA ATINGEM NÍVEIS CRÍTICOS

Dentro de canoa, prefeito vistoria de perto motobomba em Castelo Novo (Foto Gerson Teixeira).

Dentro de canoa, prefeito vistoria de perto motobomba em Castelo Novo (Foto Gerson Teixeira).


A longa estiagem no sul da Bahia comprometeu, de vez, o abastecimento de água em Itabuna. As estações de captação de Rio do Braço e de Castelo Novo, ambas em Ilhéus, e a de Ferradas operam em níveis críticos, de acordo com o presidente da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa), Ricardo Campos.

Ontem, o dirigente visitou estações com o prefeito Vane do Renascer e o vice-prefeito e secretário do Planejamento, Wenceslau Júnior. A captação em Ferradas caiu para pouco menos de 30% do volume habitual, saindo de 250 para 70 litros de água por segundo.

Já a estação de Rio do Braço, a principal do sistema de abastecimento, terá que operar com intervalos de 72 horas. A situação vai perdurar até que haja aumento do volume de água, de acordo com o presidente da Emasa, Ricardo Campos.

A salvação tem sido a estação de Castelo Novo, também em Ilhéus, mas que opera em nível baixo. Por enquanto, não há perspectiva de aumento da maré, o que comprometeria a qualidade da água fornecida aos lares itabunenses, deixando a água salobra.

A Emasa definiu cronograma para que todas as regiões da cidade sejam abastecidas nesse período de longa estiagem no sul da Bahia. A população pode colaborar evitando lavagem de garagem e veículos e reduza uso de máquinas de lavar.

Segundo Ricardo Campos, a Emasa contratou mais carros-pipas para levar água às residências em áreas mais altas de Itabuna. “Vamos torcer para que chova e possamos normalizar o fornecimento de água o mais rápido possível”.

Vice Wenceslau Júnior e o prefeito Vane vistoriam estação em Rio do Braço.

Vice Wenceslau Júnior e o prefeito Vane vistoriam estação em Rio do Braço.

RIO TRANSBORDA E DEIXA FAMÍLIAS DESABRIGADAS EM ITAJUÍPE

Rio Almada transborda e deixa famílias desabrigadas (Foto Marcos Japu).

Rio Almada transborda e deixa famílias desabrigadas (Foto Marcos Japu).

As chuvas que caem fortemente no sul da Bahia também causam prejuízos em Itajuípe. Nesta manhã de quinta (18), o Rio Almada transbordou na área central da cidade, em frente à sede da prefeitura e ao Banco do Brasil. Dezenas de famílias estão desabrigadas no município.

Almada transborda e deixa ruas do centro de Itajuípe alagadas (Foto Marcos Japu).

Almada transborda e deixa ruas do centro de Itajuípe alagadas (Foto Marcos Japu).

LIXO E ESGOTO NO RIO ALMADA

Só pra variar, os ambientalistas ilheenses poderiam voltar suas preocupações também para o Rio Almada, que está sendo destruído aos poucos devido à falta de saneamento nas comunidades que vivem em suas margens.

Em Aritaguá, distrito situado na zona norte de Ilhéus, metade dos esgotos domésticos é lançada diretamente no rio. Outros 25% vão para os quintais das casas e, fatalmente, também contaminam o Almada. O restante segue para fossas sépticas.

Há um pedido de construção de 150 fossas mofando há seis anos na Prefeitura de Ilhéus (a solicitação foi feita em novembro de 2004, no apagar das luzes do governo Jabes Ribeiro). Quem assina é o líder comunitário Ailton Nascimento dos Santos, que até hoje assiste com tristeza a morte lenta do Almada.

Além do esgoto, Nascimento aponta outro problema: o lixo. Ele conseguiu junto à Prefeitura a liberação de um caminhão-basculante para fazer a coleta, mas grande parte dos moradores ainda joga seus resíduos sólidos no rio.

Um crime que os “ambientalistas” não veem, porque sua pauta é como “samba de uma nota só”: é Porto Sul e nada mais.

SAI ANUÊNCIA PARA TERMINAL DA BAMIN

Terminal será utilizado no embarque do minério de ferro extraído pela empresa em Caetité

O Conselho Gestor da APA da Lagoa Encantada/Rio Almada se reuniu na manhã deste sábado, 14, em Itajuípe, e aprovou – por 13 votos a 1 e cinco abstenções – a emissão da anuência ao projeto do Terminal de Embarque Privativo da Bamin.

A execução do projeto ainda depende do licenciamento a ser dado pelo Ibama, mas a Bamin vê a decisão da APA como o reconhecimento de que a empresa está trabalhando com respeito à legislação ambiental. O conselho gestor será ouvido pela mineradora baiana para a definição de algumas condicionantes ao seu empreendimento na zona norte de Ilhéus.

Para o vice-presidente da Bamin, Clóvis Torres, a anuência da APA da Lagoa Encantada/Rio Almada dá importante respaldo ao projeto. “Estamos confiantes que a licença o Ibama para o nosso terminal saia ainda este mês”, afirma.

Torres diz ainda que a decisão do conselho demonstra compreensão “de que o nosso projeto traz embutido um conceito de promoção do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável”.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia