WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘Rio de Janeiro’

BEYONCE LANÇA CLIPE COM IMAGENS GRAVADAS EM PORTO SEGURO

Entre os 17 clipes novos da cantora  Beyoncé, há um especial para os brasileiros. É o vídeo de Blue, música que traz a participação da filha Blue Ivy e alunos de uma escola pública de Porto Seguro.

O clipe tem várias imagens da passagem da americana pelo Brasil, com cenas gravadas em praias de Porto e favelas do Rio de Janeiro. Nas cenas registradas na cidade sul-baiana, moradores aparecem andando nas ruas, brincando no mar, trabalhando em igrejas e em padarias.

Blue é uma das músicas do álbum novo da cantora, lançado de surpresa na madrugada desta sexta (13). Segundo a Billboard, 80 mil cópias foram vendidas em apenas três horas nos EUA, e há grandes chances de que o disco estreie em primeiro lugar na parada americana.

Assista ao clipe:

Clipe Beyonce from 4kprodutora on Vimeo.

PRESO MEMBRO DA MAIOR QUADRILHA DE ROUBO DE CARRO NA BA, ES E RJ

"Seu Madruga" foi preso neste domingo depois de escapar de ação da polícia (Foto Divulgação).

“Seu Madruga” foi preso neste domingo depois de escapar de ação da polícia (Foto Divulgação).

Policiais da Companhia Independente de Polícia Especializada (Cipe) da Mata Atlâtica, antiga Caema, prendeu neste domingo (13), por volta das 7 horas, um dos membros da maior quadrilha de furto e roubo de veículos no eixo Bahia, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Altamirando José Batista, vulgo Seu Madruga, foi preso em Caraípe, em Teixeira de Freitas, no extremo-sul da Bahia.

Os policiais cumpriram mandado de busca e apreensão e prisão expedidos pela Justiça no Espírito Santo. De acordo com as investigações, “Seu Madruga” era responsável por fornecer documentos e plaquetas para “esquentar” documentação de carros roubados ou furtados nestes estados.

Para o comando da Cipe Mata Atlântica, a prisão de “Seu Madruga” representa “um importante golpe na desarticulação de toda a quadrilha”. Ele havia escapado da Operação Dilúvio, executada na Bahia e Espírito Santo há menos de duas semanas.

“Seu Madruga” será recambiado para o Espírito Santos, ficando à disposição da Justiça, segundo o comando Cipe Mata Atlântica.

FEIRA VOCACIONAL ABRE JMJ NO RIO

Papa descansa nesta terça-feira

Da Agência Brasil

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) começa oficialmente nesta terça-feira, 23. Jovens e peregrinos poderão participar da Feira Vocacional, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na zona norte. Lá, estarão disponíveis aos visitantes 50 confessionários, estandes vocacionais, tendas acústicas e um local de adoração a Jesus Sacramentado.

Outras atrações são o Catolic Point, onde os peregrinos poderão dançar ao som de música eletrônica católica, e o Espaço 180°, destinado aos esportes radicais. É nessa feira que o papa vai colher a confissão de cinco jovens de várias nacionalidades, na sexta-feira (26).

A agenda oficial do papa Francisco no Rio de Janeiro, onde participa da JMJ até o domingo (28), prevê que, a princípio, ele descanse nesta terça-feira na residência da Arquidiocese, no Sumaré, onde ficará hospedado durante sua estada na cidade. A Secretaria Executiva do Comitê Organizador Local da JMJ não descartou, porém, mudanças na programação.

UNIVERSO PARALELO

PASSE LIVRE E A CONTRADIÇÃO ABERTA

Ousarme Citoaian | ousarmecitoaian@yahoo.com.br

1SimancaOs tipos mais conservadores, que querem tratar os movimentos sociais na pancada, uniram-se aos progressistas, em apoio ao Movimento Passe Livre (MPL), escancarando uma contradição. Coerente mesmo foram as PMs da Bahia e de São Paulo, fazendo o que é da sua tradição fazer: baixar o pau (v. charge de Simanca). Cientistas sociais e palpiteiros em geral estão incertos quanto ao que pretende a massa: vagamente, menos corrupção, mais educação (quase criei uma “palavra de ordem”), mais saúde pública, menos futebol, mais seriedade com o dinheiro público, menos safadeza…  No atacado, todos aprovamos esta pauta, mas falta a ela o varejo, o foco concreto e claro.

________________

Movimento (ainda) simpático à direita

Tem sido uma festa protestar contra tais coisas (e ainda a sogra chata, o vizinho ranzinza e o preço do tomate), mas não me divirto tanto. Entendo ser este um movimento de esquerda (se me permitem usar a velha classificação francesa, para mim ainda válida). E a direita não tarda a tratar essa turma como trata índios, sem-terra e semelhantes, todos incluídos na vasta lista de “baderneiros”. Por menos disso ela já derrubou um presidente e pôs o Brasil em “ordem unida” durante 21 anos, enquanto arrancava as unhas dos descontentes. Freado o aumento das tarifas, o MPL, ao voltar às ruas (espero que volte), deverá focar-se em um dos muitos problemas nacionais.

COMENTE! » |

“DOR DE AMOR DÓI MAIS DO QUE BURSITE”

3Dor de amorO verbo amar transitivo indireto (com a preposição “a”) foi, em tempo que longe vai, exclusivo jargão religioso. “Amar a Deus sobre todas as coisas”, está grafado na tábua. A gramática quer, em relação a coisas e pessoas, o verbo não preposicionado. Amar era também de uso menos extenso: homens amavam mulheres, mulheres amavam homens, homens e mulheres amavam suas mães, estas os amavam sem medidas… Os para-choques repetiam uma frase produzida por alguém de coração dilacerado (ou vítima de crônica subliteratura): “Amor só de mãe!” – ai que me embriago de tanta poesia! Compreende-se. Quem leu Rubem Braga sabe que “dor de amor dói mais do que bursite”.
______________
Velha calça desbotada ou coisa assim
Voltando ao amar transitivo direto, diga-se que ele foi “democratizado”. Amavam-se pessoas, hoje se ama praia, macarrão com queijo, sorvete de coco, carro novo, a velha calça desbotada e, de moto, ama-se o vento na cara. São modismos que o tempo nos traz: conheço uma jovem senhora que ama seu iPhone de recentíssima geração (será isto o chamado sexo virtual que nunca entendi?). A boa linguagem, pela qual poucos na mídia ainda se interessam, recomenda que se goste das coisas citadas acima, sendo vedado amá-las. Se, por acaso, alguém não sabe a diferença entre gostar e amar, que tente beijar uma máquina. Adianto-lhes que não funciona, a não ser que seja uma… “máquina”.
______________
5Batata fritaAdoração ao arroxa e à batata frita
Cartola, em licença poética escreveu: “Não quero mais amar a ninguém…”, e caiu em “erro”, por usar a forma “religiosa” (“Não quero mais amar ninguém”, diz a norma). E quase tudo que foi dito vale para o verbo adorar, que igualmente nos remete à igreja. Adorar só a Deus e signos sagrados, era assim que era. Depois, o povo, que não está nem aí para gramáticas e gramáticos, mudou a regra. Hoje, com todo respeito, adora-se batata frita, novela de tevê, show de arrocha e de dupla “caipira”. Pelo sentido “clássico” do termo, tem-se a ideia de que o maluco se ajoelha diante do pacote de fritas e também genuflectido assiste à novela das nove. Medonhos tempos, estes.

QUEM DERA QUE ESSA RUA FOSSE MINHA!…

As ruas nos falam de dados momentos, lembranças que ficaram. “Se essa rua fosse minha/ eu mandava ladrilhar/ com pedrinhas de brilhante/ só pra ver meu bem passar”, diz o antigo frevo Vassourinhas. Antônio Maria (“o bom Maria”, como o chamava Vinícius, seu colega de quarto), morando no Rio e, ferido de saudades da terrinha, abre seu Frevo nº 3 dizendo: “Sou do Recife, com orgulho e com saudade”, para depois introduzir “Rua antiga da Harmonia,/ da Saudade, da Amizade e da União…/ São lembranças noite e dia”. Em poucos versos, quatro ruas de nomes sonoros, que mexem com os sentimentos da gente: harmonia, saudade, amizade, união.
_______________

7AlceuMachado de Assis fala das ruas do Rio

Meu endereço em Buerarema era Manuel Vitorino, 6 (esquina com Siqueira Campos) – mania que as pessoas têm por vultos estranhos à cidade. Isso mudou um pouco. Já temos na antiga Macuco as ruas Paulo Portela, Manuel Lins, Pastor Freitas – personagens locais e já mortos, comme il faut. Mas eu queria falar era do fascínio que os nomes de ruas exercem sobre mim e, pelo que vejo, em vários autores. Lembro aqui de três deles, tocando o tema: Machado de Assis, Antônio Maria e Alceu Valença. Nos contos de Machado é possível saber muito do velho Rio, pelas ruas que o mestre cita: Larga de S. Joaquim, da Alfândega, do Lavradio, da Quitanda e, naturalmente, do Ouvidor.

________________

Um amor que sumiu nas ruas do Recife

“Sob uma chuvinha miúda, triste e cortante, como no enterro de Brás Cubas, o menino passeia sua melancolia por estas ruas que, transeuntes apressados sequer suspeitam, lhe pertenceram um dia. E chora as mudanças: mudou a cidade, mudaram os tempos, mudou ele, que ficou depressivo e meio adulto, morreu de velha a caramboleira, silenciaram os sabiás e bem-te-vis da infância que se foi” (Antônio Lopes: Luz sobre a memória – Agora Editoria Gráfica/1999). Perdidão da Silva, Alceu Valença parece procurar seu amor sumido nas ruas do Sol, da Aurora, da Matriz, das Ninfas, da Boa Viagem, da Soledade – mas como sempre acontece em casos semelhantes, o esforço é vão.

(O.C.)

RIO, SÃO PAULO, NATAL… PROTESTOS CONTRA AUMENTO DE PASSAGEM GANHAM O PAÍS


Estudantes e trabalhadores estão promovendo onda de protestos em várias cidades do país contra uma outra onda,  a dos aumentos até abusivos de tarifa do transporte urbano.

Nos últimos dias, explodiram manifestações em capitais como Natal, São Paulo, Goiânia e Rio de Janeiro. Ontem (6), mais de 30 pessoas ficaram feridas no maior centro financeiro do país, a Avenida Paulista, em um protesto contra o aumento de passagem em São Paulo.

A polícia militar paulista usou balas de borracha, bombas de efeito moral e gás de pimenta contra manifestantes. Cerca de mil pessoas participaram do protesto. A passagem em São Paulo saltou de R$ 3,00 para R$ 3,20.

O aumento seria de 10%, mas caiu para 6,7% após o governo federal zerar as alíquotas de PIS e Cofins para as empresas do transporte urbano em todo o país. No Estado de São Paulo, pelo menos cinco cidades baixaram o valor da tarifa de ônibus.

Os manifestantes gritaram palavras de ordem com a chegada da polícia (“Ei, polícia, recua, é o poder popular que tá na rua”) e também lembrava que os rodoviários não haviam recebido aumento (“Ô motorista, ô cobrador, o seu salário também não aumentou”).

DILMA ROUSSEFF PROMULGA LEI DOS ROYALTIES

amorim charge royaltiesA presidente Dilma Rousseff promulgou na noite de ontem, 14, a nova lei que trata da distribuição dos royalties do petróleo, após o Congresso Nacional ter derrubado os vetos da presidente à parte do texto original. A íntegra da nova lei foi publicada na edição de hoje, 15, do Diário Oficial da União (confira aqui).

Pela lei, a União tem sua fatia nos royalties reduzida de 30% para 20%. Os estados produtores terão redução de 26,25% para 20%. Os municípios confrontantes (que fazem divisa com os produtores) sofrerão a seguinte redução: de 26,25% passam para 17% e chegam a 4% em 2020.

Os municípios afetados pela exploração de petróleo também sofrerão cortes: de 8,75% para 2%. Em contrapartida, o percentual a ser recebido pelos estados e municípios não produtores saltará de 8,75% para 40%.

:: LEIA MAIS »

CONCESSÃO DA BR-101 ENTRE BA E RJ AMEAÇADA

Quando tudo parecia caminhar para um desfecho positivo aos investimentos privados com o leilão do trecho da rodovia federal BR-101, entre a Ponte do Rio Mucuri, no Sul da Bahia, e o Estado do Rio de Janeiro, duas situações deram um freio:

– A primeira, uma determinação do Tribunal de Contas da União (TCU) para que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) não homologue o resultado do leilão.

– A segunda, o pedido feito pelo diretor-geral em exercício ANTT, Ivo Borges, que decidiu pedir vista do processo administrativo que questiona a qualificação do consórcio Rodovia da Vitória, vencedor do leilão de 18 de janeiro. O processo foi apresentado pelo segundo colocado, o consórcio Rodovia Capixaba.

A decisão do TCU foi tomada a partir de um despacho do ministro José Múcio Monteiro, que foi aprovado pelos demais integrantes do tribunal, colocando em xeque a primeira licitação de rodovia realizada pelo governo Dilma Rousseff. O TCU deu prazo de até cinco dias para que a ANTT se manifeste sobre os indícios de irregularidades apresentados pelos técnicos.

Foi no trecho de pouco mais de três quilômetros, entre a divisão da Bahia e o Espírito Santo, que aconteceu há uma semana a morte dos cinco estudantes universitários capixabas que tinham saído de Colatina e São Mateus (ES) para Prado (BA). O carro em que viajavam a mais de 120 km/h, de acordo a Polícia, mergulhou no Rio Mucuri matando quatro ocupantes por afogamento e a outra vítima no choque.

DESABAMENTO NO RIO: ILHEENSE CRIA ASSOCIAÇÃO PARA DEFENDER INTERESSES DAS VÍTIMAS

O escritório de advocacia Blatter & Galvão, do qual faz parte a advogada ilheense Simone Argolo Andres, marcou dois pontos importantes para assegurar a defesa dos interesses de quem perdeu parentes e bens materiais no desabamento dos três prédios no centro do Rio de Janeiro, ocorrido na semana passada.

Por iniciativa do escritório, foi criada a Associação das Vítimas da Treze de Maio, que nasce com a misssão de resguardar os direitos das vítimas da tragédia. Esse é o primeiro ponto.

O segundo é que esta associação, antes mesmo de ser oficialmente constituída, já conseguiu uma liminar na justiça, garantindo que seja designado local para a identificação de corpos, bem como o direito de acompanhar o trabalho de triagem do entulho, determinando-se sua entrega aos proprietários imediatamente após a identificação.

POR 5 MINUTOS, ILHEENSE ESCAPA DE DESABAMENTO NO RIO

Simone Argolo trabalhava no 13º andar do edifício Liberdade, que desabou logo após ela sair

A advogada ilheense Simone Argolo Andres mora no Rio de Janeiro há 26 anos e tinha escritório no 13º andar do edifício Liberdade, o primeiro dos três prédios que desabaram ontem à noite, na região central da capital carioca. Por telefone, Simone conversou com o PIMENTA e contou como, quase por milagre, escapou da tragédia. Ela calcula ter saído do edifício cinco minutos antes dele ir ao chão.

Eram aproximadamente 20 horas quando a advogada deixou o prédio. Ela se lembra que, ao sair, passou por um pedreiro que subia com material de construção para uma obra no 9º andar do edifício. Como de costume, Simone seguiu dirigindo para sua casa no bairro de Botafogo, um trajeto que normalmente faz em 30 minutos. “Antes de chegar em casa, já havia a notícia do desabamento”, diz a advogada.

Simone Argolo conta que procurou um local onde houvesse um aparelho de TV e viu as primeiras imagens do desastre. Segundo ela, num primeiro momento as imagens mostravam apenas a poeira que resultou do desabamento e ainda não era possível identificar os prédios, reduzidos a escombros. Depois, quando as informações começaram a chegar e ela soube onde exatamente o fato havia ocorrido,  a advogada retornou imediatamente para o local.

“Minha primeira reação foi de choque e preocupação com as pessoas que estavam lá, pois algumas delas saem muito tarde. Havia o porteiro, o zelador, o pessoal que trabalhava nas obras em alguns andares”, relata a advogada. Simone ficou mais tranquila quando soube que o pedreiro que viu entrar no prédio no momento em que ela saía tinha sido resgatado com vida. De acordo com a Defesa Civil, o desabamento matou cinco pessoas e ainda há 21 desaparecidas.

Agora, a preocupação da advogada é também com os muitos processos que havia no escritório. “Tínhamos pastas de clientes com um histórico de mais de 30 anos, processos com mais de 20 “, lamenta. Segundo ela, a equipe de profissonais com quem trabalha irá se reunir nos próximos dias para avaliar os prejuízos.

Apesar da perda material, Simone Argolo – que tem pais e irmãos em Ilhéus – afirma que se sente contemplada por um milagre. “Você pode chamar o que aconteceu comigo de livramento concedido por Deus”, afirma.

CHUVAS EM MINAS AFETAM TURISMO EM PORTO

Do Blog do Thame

As chuvas que estão causando tragédias em Minas Gerais e no Rio de Janeiro tem um efeito indireto: afetam o turismo de Porto Seguro e outras cidades da Costa do Descobrimento, destino de milhares de mineiros durante o verão. O movimento nos hotéis e barracas de praia é 30% menor do que o mesmo período do ano passado.

De acordo com o presidente da Associação dos Barraqueiros de Porto Seguro, Olacir Miola, da Barraca do Gaúcho, está havendo uma queda significativa no número de turistas freqüentando as barracas da Orla Norte, vindos dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, principalmente através de excursões.  Os mineiros e cariocas começam a freqüentar as praias de Porto Seguro no final de dezembro até o Carnaval.

NEM SÓ NA BAHIA, MANGABEIRA…

Do Blog do Thame

Como não tenho o hábito de beber (quando acordo, bem entendido) e cachaça boa não dá ressaca, estava lendo eu a revista IstoÉ pela manhã quando me deparo com uma matéria sobre discriminação contra umbandistas e candomblezeiros.

Lá pelas tantas, a matéria diz que no Rio de Janeiro, os umbandistas estão sendo expulsos da Ilha do Governador por “traficantes evangélicos neopentencostais”.

Alguém pode me explicar o que é isso?

Tem dízimo de 10% sobre o nobre trabalho?

Depois dizem que quando se comete um absurdo, basta pensar na Bahia…

Leia mais

JUSTIÇA CONDENA OI POR NÃO DISTRIBUIR LISTA

Da Agência Brasil

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), em ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF), condenou a Oi (antiga Telemar) por não distribuir a lista telefônica no Estado do Rio de Janeiro, de forma gratuita, para todos os clientes dispostos a recebê-la.

A operadora terá que pagar R$ 1,5 milhão de indenização por ter causado danos morais coletivos. O dinheiro da indenização será destinado ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos. A Oi ainda será obrigada a avisar, na fatura, que o cliente tem o direito de receber a lista.

O tribunal também considerou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) igualmente ré no processo por ter editado uma resolução que desobrigava a entrega dos catálogos telefônicos. Com a decisão, a Anatel será obrigada a fiscalizar a entrega da lista telefônica.

O procurador da República no Estado do Rio de Janeiro Luiz Fernando Lessa, coautor da ação civil pública proposta em 2005 que resultou na condenação, explicou que a vitória do MPF representa a luta por direitos que ficam ameaçados pela omissão dos Poderes Públicos.

“A importância para a sociedade, desta condenação, é mostrarmos que as leis devem ser cumpridas e que os consumidores não estão sem a proteção do Ministério Público ou da Justiça”, disse.

OS BOMBEIROS E O RIO (VERMELHO)

Bombeiros em protesto no quartel central no Rio (Foto Google).

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, preferiu chamar os bombeiros de “vândalos, irresponsáveis” e tratar com repressão violenta os 439 que invadiram o quartel central da Corporação. Agora, começa a pagar o preço político. A população fluminense está sendo chamada a vestir ou usar peça com a cor da corporação, o vermelho, em solidariedade aos bombeiros detidos e à categoria que, apesar dos riscos, tem piso salarial de apenas R$ 950,00 – o mais baixo do Brasil. A convocação é feita por emails, telefonemas, redes sociais e Twitter.

(Fica o exemplo para outros governadores  que tratam bombeiros, professores, população com desdém pensem melhor antes de falar, de prometer…)

RIO DE JANEIRO É HEPTA DA SUPERLIGA

Na temporada passada, depois de amargar quatro vice-campeonatos, o Osasco decidiu que seria a hora de colocar o ponto final numa escrita. A coroa da Superliga mudou de mãos e a vontade era que permanecesse por muito tempo em São Paulo. Só que as antigas rainhas não estavam nem um pouco dispostas a ver aquela cena se repetir.

Empurrado pelo canto de “time de guerreiras” vindo da arquibancada, o Rio de Janeiro atropelou as rivais e retomou o trono: 3 sets a 0, parciais de 25/23, 30/28 e 25/19. Conquistou o heptacampeonato (1997/1998, 1999/2000, 2005/2006, 2006/07, 2007/08, 2008/2009 e 2010/2011). Informações do GE.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia