WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘Roberto Pazzy’

EDSON NEVES, O RETORNO

O juiz Antônio Carlos Maldonado Bertacco, da Comarca de Ubatã, determinou hoje a recondução do prefeito Edson Neves (PSD) ao cargo. A Câmara de Vereadores havia afastado o prefeito no início da noite de segunda-feira (21), mas o magistrado entendeu que o legislativo violou o princípio da ampla defesa e do contraditório, de acordo com o site Ubatã Notícias.

A Câmara decidiu pelo afastamento do prefeito ao abrir três comissões de inqúerito (uma processante e duas especiais) para investigar Edson Neves e o vice, Roberto Pazzy (DEM).

PREFEITO DE UBATÃ É AFASTADO (DE NOVO)

Roberto Pazzy e Edson Neves são afastados do cargo (Foto Ubatã Notícias).

Ubatã é daquelas terras sem sorte. Ontem, no início da noite, a Câmara de Vereadores decidiu pelo afastamento do prefeito Edson Neves (PSD) e o vice, Roberto Pazzy (DEM), por 8 a 0. A decisão foi fundamentada em ações civis públicas do Ministério Público do Estado, que investiga diversas irregularidades no município sul-baiano. É a segunda vez em menos de um ano que Edson Neves é afastado por decisão da Câmara, conforme anota o site Ubatã Notícias.

Edson é afastado pelas irregularidades na gestão e o vice, veja só!, não reside no município. Os vereadores, então, aplicaram a Lei Orgânica Municipal – só agora! – para destronar Roberto Pazzy. A Câmara criou duas Comissões Processantes e uma Especial de Inquérito (CEI) para investigar a dupla.

CÂMARA AFASTA PREFEITO E VICE DE UBATÃ

Roberto Pazzy e Edson Neves são afastados do cargo (Foto Ubatã Notícias).

Por seis votos a zero, o prefeito Edson Neves (DEM) e o vice, Roberto Pazzy, foram afastados pela Câmara de Vereadores durante sessão ocorrida há pouco mais de uma hora. O afastamento é por 90 dias, período em que deverão ser investigadas diversas denúncias de improbidade administrativa.

Três vereadores que apoiam o prefeito Edson Neves – Paulo Silva, Renan de Souza e Nilson Ribeiro – não compareceram à sessão desta noite. Com o afastamento, informa o Ubatã Notícias, a vereadora Cássia Mascarenhas deve assumir o comando do município.

Providencialmente, a cidade ficou às escuras momentos antes da sessão. Até mesmo os sites de notícias de Ubatã tiveram de ser editados fora do município devido à travessura de algum “governista”.

O afastamento por seis a zero é uma derrota política de Edson Neves que poderá se juntar à outra. Ele pode perder o cargo definitivamente, caso o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) devolva o prefeito eleito, Agilson Muniz, ao cargo. Agilson foi afastado em 2010 ao ser julgado por denúncias de compra de votos e abuso de poder econômico.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia