WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
alba





fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  

editorias






:: ‘Rui Costa’

O FATOR LÍDICE E A PRESSÃO NA BASE ALIADA

Lídice é segundo nome em pesquisa para 2018 || Foto Tácio Moreira/Metropress

Bem posicionada nas pesquisas de opinião na corrida ao Senado Federal em 2018, Lídice da Mata (PSB) é apontada como o motivo para que o governador Rui Costa (PT) adie a reunião do conselho político do governo baiano, aponta a Coluna Satélite, do Correio24h. O conselho existe desde o Governo Wagner e foi criado para assessorar os governos petistas na Bahia em decisões políticas e para mediar conflitos na base aliada.

Na pesquisa P&A de abril, Lídice aparece em segundo lugar, com 26,1% das intenções de voto, apenas superada pelo ex-governador Wagner. O petista alcança 36%. Quando Lídice é substituída por Angelo Coronel,  o presidente da Assembleia Legislativa alcança 6,5%, ficando em quarto na disputa pela vaga na Câmara Alta. Sem Lídice, o segundo lugar é ocupado pelo deputado federal Jutahy Jr. (PSDB), com 17,5%.

ROSEMBERG MOSTRA FORÇA EM VISITA DO GOVERNADOR AO MÉDIO SUDOESTE

Rosemberg e o governador durante assinatura de convênio

O deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) demonstrou força e unidade no Médio Sudoeste, sua região de origem, com o governador Rui Costa, prefeitos e lideranças políticas durante inauguração da BA-262, em Nova Canaã, e na entrega de sistemas de abastecimento de água para o Riachão do Lopes e para a Roça Comunitária, em Ibicuí, na quarta-feira (30).

O parlamentar recebeu o governador, em Ibicuí, com uma comitiva formada pelos prefeitos de Almadina, Milton Cerqueira; de Itororó, Adauto Menezes; de Itambé, Eduardo Gama; de Firmino Alves, Lero Cunha; e de Nova Canaã, Marival Fraga; e de Iguaí, Rony Moitinho.

Na primeira parada, o governador assinou a autorização para a licitação da obra que vai recuperar mais 36 quilômetros da BA-262, no trecho entre Ibicuí, Iguaí e Ponto do Astério. A reivindicação do deputado Rosemberg para região que vai melhorar a vida dos moradores de Firmino Alves, Santa Cruz da Vitória e Nova Canaã.

Rosemberg, camisa clara, com prefeitos de Nova Canaã, Almadina, Itororó, Firmino Alves e Itambé

Rosemberg elogiou a atenção do governador Rui Costa a uma das regiões que representa – o Médio Sudoeste-. “E agora, como compromisso dele (governador) a pedido nosso, quando ele esteve em Iguaí, lançando a estrada Iguaí – Poções, fazer essa outra parte ligando Iguaí até Ponto do Astério. Isso é fenomenal, porque o governador está cumprindo a sua palavra”, declarou o deputado Rosemberg.

Já em Nova Canaã foi inaugurada a restauração e pavimentação da rodovia BA-262, na qual foram investidos R$ 27,6 milhões, num trecho de 57 quilômetros, entre Poções, Nova Canaã e Iguaí. A população destas cidades e região tem mais uma demanda atendida com a interlocução do deputado Rosemberg.

“É uma obra que melhora a vida das pessoas e facilita a mobilidade. Assim, acaba por movimentar o comércio da região. Além disso, garantimos que, em uma situação de uma emergência médica, o transporte seja realizado de forma mais segura”, afirmou o governador Rui Costa.

Além disso, foi anunciado pelo governador o calçamentos para Itororó, Iguaí e Nova Canaã, resultados de emendas do deputado Rosemberg. “Estou muito feliz nesse momento, revendo os amigos e torcendo para que nossa região continue crescendo como ela merece”, completou o parlamentar.

BAHIA: SEM ACM NETO, RUI VENCERIA NO 1º TURNO, COM 58,8% DAS INTENÇÕES DE VOTO

Rui Costa venceria eleição no primeiro turno || Foto Pimenta/Arquivo

Pesquisa do Instituto Paraná, divulgada nesta terça (29), mostra vitória do governador Rui Costa (PT) no primeiro turno, com 58,8% das intenções de voto. O levantamento para a disputa ao Palácio de Ondina foi feito no período de 23 a 28 de maio.

Em segundo lugar, aparece José Ronaldo (DEM), ex-prefeito de Feira de Santana, com 9,5%. João Henrique (PRTB), ex-prefeito de Salvador, chega a 5,8%, seguido de Marcos Mendes (PSOL), com 1,8%, e João Santana (MDB), com 1,3%. Marcos Maurício (PSDC) atinge 0,9%. Neste cenário, 5,9% não souberam responder e 15,8% não votariam em nenhum destes candidatos.

O levantamento do Instituto Paraná ouviu 1.540 eleitores baianos, tem margem de erro de 3 pontos percentuais e intervalo de confiança de 95,5%, registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BA 08989/2018. Trata-se da primeira pesquisa sem o nome de ACM Neto, prefeito de Salvador, que desistiu de concorrer ao Palácio de Ondina.

RUI APOIA GREVE DOS CAMINHONEIROS, MAS APONTA RISCO A SERVIÇOS ESSENCIAIS

Rui: “a sociedade não pode entrar em colapso” || Reprodução

O governador Rui Costa se posicionou sobre a greve nacional dos caminhoneiros, por meio das redes sociais, na manhã deste sábado (26). No vídeo publicado integralmente no Facebook, Rui declarou apoio a manifestações por um Brasil melhor, mas pediu a cooperação de todos para que a oferta de serviços essenciais à população não sejam interrompidos.

“Como cidadão brasileiro, eu respeito, apoio e me solidarizo como todos os que se manifestam, legitimamente, por um país melhor. No entanto, como governador da Bahia, eu tenho que garantir que não haja um colapso dos serviços públicos. É meu dever garantir a segurança da população e outros serviços essenciais à vida”, afirmou Rui Costa.

GASOLINA A R$ 2,60 COM DILMA

Rui lembrou que no governo da ex-presidente Dilma Rousseff, a gasolina custava R$ 2,60. “Hoje, tá R$ 5,00”, observou. E também lembrou do preço do botijão de gás de cozinha de 13 quilos. Disse que no Governo Lula custava R$ 12,00. “Hoje, custa R$ 80,00. Muita gente passou a usar lenha ou mesmo álcool [para cozinhar]. Foi para isso que eles fizeram a retirada da Dilma e a prisão de Lula? Nós não podemos concordar com isso”.

Neste sábado, o governador cumpre agenda de trabalho no município de Chorrochó, onde entregará um sistema de abastecimento de água e vai autorizar a implantação de um sistema de esgotamento sanitário, além de participar da inauguração do novo prédio do Samu e do Calçadão da Saúde.

RUI SOBRE A DUPLICAÇÃO DA ILHÉUS-ITABUNA: “QUANDO DOU MINHA PALAVRA, É PARA FAZER”

Duplicação da Rodovia deverá ser tema de audiência em Brasília || Foto Pimenta/Arquivo

GESTOR BAIANO ATRIBUI AO TCU E AO DNIT ATRASO NA OBRA

O governador Rui Costa deverá ter audiência, nesta quarta (16), com o novo ministro dos Transportes, Valter Casimiro, para tratar das obras de duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna (BR-415). A previsão era de início da duplicação ainda em março, o que não se concretizou. Rui atribui o atraso à dependência de entendimento entre Tribunal de Contas da União (TCU) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit).

– A obra está licitada, contratada e com projeto pronto e o TCU e o DNIT precisam superar os entraves burocráticos, porque se trata de uma obra federal – disse, observando o impacto da obra para cerca de 511 mil baianos e para setores como o turismo, a agricultura e a indústria, além de melhorar a mobilidade entre os dois principais municípios do sul da Bahia.

A obra está orçada em R$ 105 milhões e deverá ser executada pela OAS, num prazo de dois anos. Pelo projeto, a nova pista será construída à margem direita do Rio Cachoeira, sendo interligada à pista atual por quatro pontes.

Rui Costa com a ordem de serviço assinada, em outubro passado

– Reafirmo aqui o meu compromisso com Ilhéus, com Itabuna e com toda região. Vamos realizar a duplicação da rodovia, porque quando dou minha palavra é pra fazer, mesmo que seja necessário colocar recursos no Estado, como temos feito em outras obras importantes na Bahia – afirmou.

ORDEM DE SERVIÇO ASSINADA

O governador assinou, em 9 de outubro do ano passado, a ordem de serviço para a construção da nova pista. A ordem determinava o início da formulação do projeto executivo e, na sequência, autorização para início das obras, o que ocorreu há mais de dois meses. TCU e Dnit ainda não concluíram a análise do projeto. Já na semana passada, Rui Costa responsabilizava os dois órgãos pelo atraso no cronograma.

Em vídeo, Rui diz que Dnit e TCU batem cabeça e atrasam o início da obra. Confira.

ATO PARA A DUPLICAÇÃO DA ILHÉUS-ITABUNA COMPLETA 7 MESES, MAS OBRA QUE É BOM…

Duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna ainda é sonho || Foto Pimenta/Arquivo

Era dia 9 de outubro de 2017. Reunindo dezenas de prefeitos, deputados, senadores e vereadores, o governador Rui Costa assinava, na Avenida Juracy Magalhães, em Itabuna, ordem de serviço para que a Construtora OAS elaborasse o projeto executivo da duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna (BR-415). Era dia de festa. No palco, a Banda Lordão, das mais tradicionais do interior baiano, agitava a multidão atraída.

Tamanha era a descrença na obra que o governador, ao ser questionado, disse que a duplicação iria sair porque quem assinava a ordem era Rui Costa e, se necessário fosse, colocaria recursos do Estado. Deu até prazo, no máximo em 90 dias o projeto executivo ficaria pronto. Quatro meses depois, numa visita às obras da Ponte Ilhéus-Pontal, disse ser um otimista e acreditava que a obra sairia ainda em março.

Rui Costa exibe ordem de serviço assinada em evento em Itabuna

A repercussão para o governador tem sido negativa, porque o tempo passou e as obras não começaram. No início do ano, a própria OAS divulgou em redes sociais ter assinado a ordem de serviço para início da duplicação.

Até aqui, o governo tem mantido silêncio sobre as razões de a promessa ainda não ter saído do papel. Em janeiro, Rui argumentava que precisava do “ok” do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit). Agora, nem isso.

Fala, Rui!

Atualização às 11h34min – E Rui falou… Segundo o governador, o projeto já foi enviado para o Dnit. “Eles têm de dar o de acordo”. O governo baiano também encaminhou o projeto para o TCU. Oremos, então…

ÁLVARO DIAS FICARIA COM ACM NETO NA BAHIA

Álvaro Dias durante entrevista a Roberto de Souza, na Rádio Nacional

O senador Álvaro Dias disse em entrevista ao radialista Roberto de Souza, do Resenha da Cidade, que, por ele, o Podemos apoiaria ACM Neto na corrida ao Palácio de Ondina em vez de Rui Costa (PT).

– Tem que respeitar decisão local. Mas, se optasse, seria pelo Neto na Bahia. Sabemos separar as coisas – disse ele, fazendo a ressalva de entender a decisão tomada pelo diretório baiano e do deputado federal Bacelar.

O Podemos integra a base do governador Rui Costa e apoia a reeleição do petista. Álvaro Dias é, no Senado, dos adversários mais ferrenhos do PT.

RUI COSTA E O RISCO DO “JÁ GANHOU”

Rui ficou em situação favorável com a desistência de Neto, mas os riscos…

Da Coluna Satélite, Correio24h

Líderes políticos e parlamentares aliados ao governador Rui Costa (PT) alertaram articuladores do Palácio de Ondina sobre os riscos do que classificam como “clima de vitória consumada” na base petista antes da campanha eleitoral. Em conversas reservadas, afirmaram à Satélite que, após a recusa do prefeito ACM Neto (DEM) em concorrer na sucessão estadual, uma onda de “já ganhou” foi formada a partir dos altos escalões do governo, relegando precipitadamente três variáves capazes de levar perigo a Rui: a alta rejeição do PT, o efeito da batalha presidencial na Bahia e o potencial de crescimento do ex-prefeito de Feira José Ronaldo (DEM).

MESMO FIGURINO

Aos interlocutores do governador, caciques da base do PT lembraram que Zé Ronaldo entra no jogo sem obrigação de ganhar, é hábil na costura política e tem apoio de um forte puxador de votos – ACM Neto. “Qualquer semelhança com o ex-governador Jaques Wagner quando ele venceu em 2006 não é mera coincidência”, resume um deputado governista.

SEM LULA NA DISPUTA, FÉLIX JR. CRÊ EM APOIO DE RUI COSTA E DO PT A CIRO GOMES

Félix cobra apoio do PT e crê em adesão de Rui a Ciro

Deputado federal e presidente do PDT baiano, Félix Jr. disse esperar o apoio do PT à candidatura de Ciro Gomes à presidência da República. O parlamentar, que é da base aliada do governador Rui Costa, cita que tanto o gestor baiano como o ex-governador Jaques Wagner já tornaram público a possibilidade de apoio.

– Quando eles abrem mão de ter candidato para apoiar um nome de outro partido, mostra visão globalizada da política – disse Félix Jr.

Mais que isso, Félix cobrou o PT, caso Lula não possa ser candidato. Para ele, “após dar apoio aos petistas por tanto tempo, chegou a hora da recíproca”.

– Esperamos que o PT agora tenha capacidade de apoiar o nosso partido, da mesma forma que apoiamos ele no passado. Principalmente, pelo fato de termos Ciro Gomes como candidato, o nome mais capacitado e mais qualificado à Presidência entre os concorrentes.

SEIS MESES DEPOIS, DUPLICAÇÃO DA RODOVIA ILHÉUS-ITABUNA (AINDA) NÃO SAIU DO PAPEL

Rui Costa durante a assinatura da ordem de serviço, em outubro passado

Março já passou. Abril, também. E a duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna (BR-415), no sul da Bahia, ainda não saiu do papel quase sete meses depois de assinada a ordem de serviço para a execução do projeto executivo pelo governador Rui Costa. O contrato foi assinado em outubro (relembre).

Houve atraso na apresentação do projeto executivo por parte da OAS, que venceu a licitação em Regime Diferenciado de Contratação (RDC). Orçada em R$ 105 milhões, a obra também depende de liberação do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit).

A NOVELA CONTINUA

Marco Wense

 

Rui versus Geraldo. Um pega-pega de priscas eras, como diria o saudoso e inesquecível jornalista Eduardo Anunciação, meu primo predileto, hoje em um lugar chamado de eternidade.

 

Ninguém sabe o fim da novela Vai-não-Vai, tendo como protagonistas o governador Rui Costa e Geraldo Simões, ex-prefeito de Itabuna por duas vezes.

Geraldo vai ou não assumir uma secretaria no governo do PT? As apostas continuam, agora com uma ligeira vantagem de que “Minha Pedinha” será candidato a deputado estadual.

Que o chefe do Palácio de Ondina não gosta do ex-alcaide é do conhecimento de todos. Aliás, esse péssimo relacionamento político vem desde o tempo em que Rui Costa era secretário de Relações Institucionais do então Governo Jaques Wagner.

Eu mesmo presenciei um atrito entre Rui e Geraldo. O então prefeito, candidato à reeleição, acusou Rui de ser o responsável pela perda do apoio do PHS.

Os próximos capítulos da novela Vai-não-Vai vão ficar emocionantes. E a pergunta é: Por que o governador Rui Costa não quer o empresário Newton Cruz como chefe de gabinete de Geraldo em um eventual cargo?

Teria Rui Costa algum problema com Newton Cruz, alguma queixa? Ou é só uma maneira de dizer “não” a Geraldo, que não quer o “companheiro” no primeiro escalão do governo?

Rui versus Geraldo. Um pega-pega de priscas eras, como diria o saudoso e inesquecível jornalista Eduardo Anunciação, meu primo predileto, hoje em um lugar chamado de eternidade.

Marco Wense é articulista e editor d´O Busílis.

RUI SINALIZA PREFERÊNCIA POR CORONEL NA DISPUTA AO SENADO

Entre Eures Ribeiro, presidente da UPB, e Rui Costa, Coronel acena para selfies

O governador Rui Costa botou mais lenha na fogueira na disputa entre a senadora Lídice da Mata (PSB) e o presidente da Assembleia Legislativa baiana, deputado estadual Angelo Coronel (PP). Ambos disputam vaga ao Senado na chapa governista em 2018.

Durante evento em Salvador nesta terça (24), Coronel elogiou Rui pelos investimentos em saúde e lançamento da segunda etapa do Mutirão de Cirurgias e o lançou como nome a presidente da República em 2022. Rui retribuiu. Disse que espera vê-lo no Senado.

– A eleição presidencial de 2022 ainda está longe, mas espero vê-lo, Coronel, no Senado no ano que vem – disse Rui.

Pela “lógica”, a preferência é de quem está no mandato. Logo, a senadora Lídice da Mata seria o segundo nome na chapa. Porém, a conjuntura não tem sido favorável à política que sempre militou no campo de esquerda. Coronel é do PSD e tem a indicação – de peso – do senador Otto Alencar.

COM DESISTÊNCIA DE NETO, PREFEITOS DE OPOSIÇÃO “SEGUEM O FLUXO” E ADEREM A RUI COSTA

ACM Neto desiste e prefeitos turbinam candidatura de Rui

Durante a durante assinatura de ordem de serviço para contenção de encostas no Alto do Peru, em Salvador, o governador Rui Costa (PT) disse já contar com o apoio de 90 dos 120 prefeitos da oposição em sua pré-candidatura à reeleição.

O número é quase o dobro do que o petista tinha de apoiadores entre os prefeitos eleitos entre os partidos ligados a ACM Neto. Eram 50. Agora são 90, nas contas de Rui. O fluxo de adesões aumentou depois de Neto desistir de disputar o governo estadual.

– Já tinha um fluxo antes mesmo do anúncio, eu diria, se fosse chutar um número aqui, a oposição tinha uns 120 prefeitos ligados à oposição, desde a eleição de 2016, passando pela eleição da UPB – disse em entrevista ao Bahia.ba.

RUI, GLEICI, BBB18 E O #LULALIVRE

A acreana Gleci venceu o BBB18, da Rede Globo, ontem (19). Ao comemorar a vitória e saber da prisão do ex-presidente Lula, Gleici soltou um grito (“Lula livre”) que viralizou nas redes sociais. Petistas adoraram. O governador Rui Costa, da Bahia, soltou no Twitter, lembrando aquele apresentador das tardes de domingo: “Quem sabe faz ao vivo”. Confira a tuitada.

RUI COSTA NOMEIA RODRIGO HITA PARA A SECTI

Vivaldo e o sucessor na Secti, Rodrigo Hita || Foto FB

O governador Rui Costa efetivou o nome de Rodrigo Hita para o comando da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). A nomeação foi publicada na edição desta terça (17) do Diário Oficial do Estado.

Hita substituirá o sul-baiano José Vivaldo Mendonça, que deixou o secretariado de Rui Costa para disputar uma vaga à Assembleia Legislativa. José Vivaldo é filiado ao PSB e terá Ilhéus como sua principal base eleitoral.

Por meio de uma rede social, Vivaldo falou da disposição do novo secretário para o diálogo. “Temos o Marco Legal a ser aprovado na ALBA [Assembleia Legislativa da Bahia], a política de expansão da Banda Larga em toda Bahia, os Polos de Conhecimento, o Partque Tecnológico…”.

DESISTÊNCIA DE ACM NETO PODE SIGNIFICAR FIM DO CARLISMO, AFIRMA DAVIDSON

Davidson diz que desistência de Neto deixa eleição de Rui mais fácil

O deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB) considera que a desistência do prefeito ACM Neto em concorrer ao governo estadual contra o governador Rui Costa (PT) significa “o fim do carlismo”. O termo é utilizado para designar o grupo formado em torno de ACM. “Essa abdicação [do cargo de] liderança da oposição por parte dele pode significar o fim do carlismo na Bahia. O carlismo sempre mostrou uma determinação no enfrentamento e essa fraqueza que Neto apresentou pode demonstrar o fim dessa linhagem de disputa aguerrida que o grupo fazia na Bahia”, argumentou.

De acordo com o deputado, a desistência de Neto fortalece o grupo de Rui Costa. “Essa desistência é resultado do êxito administrativo de Rui Costa e da força que o grupo tem”, opinou. Por acreditar que a eleição ficou “mais fácil”, o PCdoB irá pleitear uma vaga ao Senado Federal na chapa majoritária. “Nós estamos disputando vaga, vamos continuar com esse pleito., mas sempre condicionado à manutenção da unidade. Vamos consolidar uma chapa de deputados estaduais extremamente competitiva e com a desistência de Neto, queremos uma vaga para o Senado”, afirmou.

De acordo com o comunista, os nomes que concorrem internamente no partido para a vaga são Alice Portugal, Daniel Almeida e o ex-prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho. Sobre a desistência de Neto, Davidson Magalhães ainda criticou o prefeito, afirmando que a opção de não ir às urnas “significa que ele é uma liderança que não é capaz de se sacrificar pelo grupo. As vezes a eleição pode estar perdida, mas ele precisa aglutinar o grupo. Com a decisão, várias forças já estão em processo de dispersão”, disse. Do Bahia Notícias.

NO “PAPOCORRERIA”, RUI ANUNCIARÁ NOVIDADES SOBRE CONCURSOS PÚBLICOS

Rui Costa promete anunciar novidades sobre concursos

No #PapoCorreria desta terça-feira (27), o governador Rui Costa vai anunciar novidades sobre concursos públicos do Estado, além de falar sobre a agenda de trabalho desta semana, na capital e no interior.

O programa será transmitido ao vivo, a partir das 12h, pelos perfis oficiais do governador no Facebook e no Twitter, e pelo canal do Governo no Youtube.

ACM NETO E SEUS DILEMAS

Marco Wense

 

 

Portanto, todo cuidado é pouco com o deputado Lúcio, que já avisou que vai permanecer no MDB e que os incomodados procurem outra legenda.  

Como não bastasse a indecisão de ser ou não candidato ao governo da Bahia, o prefeito ACM Neto tem pela frente o presidente Temer e o deputado Lúcio Vieira, ambos do MDB.  

A autoridade máxima do Poder Executivo, que chegou ao cargo com o impeachment de Dilma Rousseff, tem um alto índice de rejeição, beirando aos 90%.  

O parlamentar baiano, depois do “bunker” de R$ 51 milhões, vive pelos cantos, até históricos correligionários se afastam do ex-chefe.  

O problema é que o alcaide soteropolitano não pode prescindir do bom tempo do MDB no horário eleitoral, sem falar que qualquer atitude de menosprezo a Lúcio pode provocar a ira do irmão Geddel.  

O ex-ministro não vai aceitar que Lúcio seja jogado na sarjeta. O que se comenta, nos bastidores de Brasília, é que Geddel pode insinuar uma delação se a perseguição política contra o mano se tornar um fato.  

Portanto, todo cuidado é pouco com o deputado Lúcio, que já avisou que vai permanecer no MDB e que os incomodados procurem outra legenda.  

ACM Neto vai ter que suportar essas duas “malas”. Como presidente nacional do DEM, partido que integra a base aliada do Palácio do Planalto, terá até que carregá-las.  

Saindo candidato na disputa com o governador Rui Costa (PT-reeleição), Neto tem que rezar muito para que impopularidade de Temer e Lúcio não contamine sua campanha.  

Marco Wense é editor d´O Busílis e da Coluna Wense, no Diário Bahia.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia