WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba








junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘Rui Falcão’

PT DEFINE POLÍTICA DE ALIANÇAS E FAZ AUTOCRÍTICA DOS 13 ANOS NO GOVERNO FEDERAL

Rui Falcão, presidente do PT nacional.

Rui Falcão, presidente do PT nacional.

Agência Brasil

O PT divulgou ontem à noite (17) duas resoluções do partido após reunião de seu Diretório Nacional, ocorrida à tarde, em Brasília. Uma das resoluções trata do cenário político atual, no qual a presidenta da República responde um processo de impeachment e está afastada do governo; e com o PT, de volta à oposição, não tendo reunido força suficiente para deter o processo contra Dilma.

Além de criticar a postura do PMDB e do vice-presidente da República Michel Temer, a quem acusam de dar um “golpe” político em Dilma para assumir o poder, o partido disse que cometeu falhas durante os cerca de 13 anos de governos petistas. Um desses erros, segundo o partido, foi se deixar “contaminar” pelo financiamento empresarial de campanha e o que chamam de “prática dos partidos tradicionais”, sem citar diretamente o envolvimento de petistas em esquemas de corrupção.

“Fomos contaminados pelo financiamento empresarial de campanhas, estrutura celular de como as classes dominantes se articulam com o Estado, formando suas próprias bancadas corporativas e controlando governos. Preservada essa condição, mesmo após nossa vitória eleitoral de 2002, terminamos envolvidos em práticas dos partidos políticos tradicionais, o que claramente afetou negativamente nossa imagem e abriu flancos para ataques de aparatos judiciais controlados pela direita”, diz um trecho resolução.

MOVIMENTOS SOCIAIS

O PT também disse não ter priorizado as alianças com movimentos sociais e o que chama de “partidos populares”. O partido se disse “refém de acordos táticos” para conseguir administrar o país. “Tampouco nos dedicamos, com a devida atenção e perseverança, a costurar uma aliança estratégica entre os partidos populares e os movimentos sociais, que pudesse ampliar o peso institucional da esquerda. Acabamos reféns de acordos táticos, imperiosos para o manejo do Estado, mas que resultaram num baixo e pouco enraizamento das forças progressistas”.

A segunda resolução diz respeito às eleições municipais de 2016. Nela, o partido se compromete a não fazer aliança com políticos que apoiaram a abertura do processo de impeachment de Dilma ou mesmo tenham votado nesse sentido no Congresso Nacional.

O Diretório Nacional determinou que as alianças eleitorais nos municípios só poderão ser confirmadas na Justiça Federal após aprovação das direções estaduais. No caso de “cidades prioritárias”, a confirmação será dada pela direção nacional.

Após a reunião, mas antes da divulgação oficial das resoluções, o presidente do partido, Rui Falcão, concedeu entrevista coletiva e disse que o PT vai priorizar alianças com partidos de esquerda como o PCdoB e PDT, justamente os que se opuseram ao impeachment de Dilma. Alianças com outros partidos, como o próprio PMDB, no entanto, não estão descartadas.

“O PMDB é um partido enorme, teve uma participação na luta democrática no passado. Certamente que, Brasil afora, deve ter pessoas confiáveis [no PMDB]. Se alguém do PMDB quiser participar conosco e não tenha apoiado o impeachment, priorize programas sociais e combata a corrupção, não vejo problema nenhum”, disse Rui Falcão.

PT VERSUS PT

marco wense1Marco Wense

 

Já pensou se José Dirceu resolve externar suas opiniões em uma entrevista bombástica para a imprensa? Seria um Deus nos acuda. Rui Falcão seria o primeiro a condená-lo.

 

O governador Rui Costa acerta quando diz que “o PT não pode pressionar a presidente Dilma pelos jornais”. E mais razão ainda quando declara que não emite opiniões publicamente sobre “muitas coisas”, sob pena de causar instabilidade.

A alfinetada foi para Rui Falcão, presidente nacional da legenda, que andou cobrando de Dilma a demissão do ministro Joaquim Levy (Fazenda). O dirigente-mor do petismo é adepto do “Fora Levy”.

“É legítimo externar minhas opiniões”, rebate Rui Falcão. A presidente Dilma, lá da Suécia, sem esconder sua peculiar irritação, respondeu secamente: “Ele (Levy) não está saindo do governo. Ponto final”.

Pois é. Já pensou se José Dirceu resolve externar suas opiniões em uma entrevista bombástica para a imprensa? Seria um Deus nos acuda. Rui Falcão seria o primeiro a condená-lo. É bom torcer para que o ex-todo poderoso continue longe de um acordo de delação premiada.

Ao caro e estimado leitor do Diário Bahia e do conceituado blog Pimenta, confesso que fiquei curioso sobre essas “muitas coisas” do governador Rui Costa.

DUPLA COMEMORAÇÃO

Não foi só o antifernandismo que comemorou a suspensão dos direitos políticos do ex-prefeito Fernando Gomes pela Justiça Federal. O tucanato também vibrou. O caminho está aberto para que o deputado Augusto Castro seja o candidato da coligação PSDB-DEM-PMDB-PPS na sucessão de Claudevane Leite.

O atento leitor indagaria: E José Azevedo? Para os augustianos é só uma questão de tempo para que o capitão seja laçado pela inelegibilidade, fazendo companhia ao seu criador.

Então, tudo com bolinhas azuis para o tucano-prefeiturável? Não é bem assim. O próximo passo de Augusto é conquistar a confiança de Fernando e Azevedo. Os dois ex-alcaides têm declarado, em conversas reservadas, que não confiam no parlamentar.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

PRESIDENTE DO PT DIZ QUE ORDEM DO STF É “CASUÍSMO JURÍDICO”

Falcão fez críticas a ordem do STF.

Falcão fez críticas a ordem do STF.

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, classificou de “casuísmo jurídico” a ordem expedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para prisão imediata dos condenados no Mensalão mesmo em casos de réus com recursos ainda a serem julgados, a exemplo do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. Para ele, a ordem expedida pelo presidente do STF, Joaquim Barbosa, “fere o princípio da ampla defesa”.

Falcão emitiu nota na qual cita que “o PT reafirma a posição” na qual considera o julgamento “injusto, nitidamente político, e alheio às provas dos autos”. Dentre os condenados e que receberam ordem de prisão, figuram José Dirceu e José Genoíno, ambos ex-presidentes nacionais da legenda

O dirigente nacional, reeleito no último domingo, disse que o seu partido reitera entendimento de que “nenhum” dos filiados do PT “comprou votos no Congresso Nacional, nem tampouco houve pagamento de mesada a parlamentares”. Confira a íntegra da nota, abaixo.

Nota oficial da Presidência do PT

A determinação do STF para a execução imediata das penas de companheiros condenados na Ação Penal 470, antes mesmo que seus recursos (embargos infringentes) tenham sido julgados, constitui casuísmo jurídico e fere o princípio da ampla defesa.

Embora caiba aos companheiros acatar a decisão, o PT reafirma a posição anteriormente manifestada em nota da Comissão Executiva Nacional, em novembro de 2012, que considerou o julgamento injusto, nitidamente político, e alheio às provas dos autos. Com a mesma postura equilibrada e serena do momento do início do julgamento, o PT reitera sua convicção de que nenhum de nossos filiados comprou votos no Congresso Nacional, nem tampouco houve pagamento de mesada a parlamentares. Reafirmamos, também, que não houve da parte dos petistas condenados, utilização de recursos públicos, nem apropriação privada e pessoal para enriquecimento.

Expressamos novamente nossa solidariedade aos companheiros injustiçados e conclamamos nossa militância a mobilizar-se contra as tentativas de criminalização do PT.

Rui Falcão
Presidente Nacional do PT

CARMELITA É CANDIDATA ÚNICA A PRESIDIR PT EM ILHÉUS

Ilheense apoia Rui Falcão na disputa nacional e Everaldo Anunciação para o PT da Bahia

Ilheense apoia Rui Falcão na disputa nacional e Everaldo Anunciação para o PT da Bahia

As correntes internas do PT de Ilhéus decidiram lançar chapa única para o PED (Processo de Eleição Direta). A candidata à presidenta é a professora Carmelita Ângela, que apoia Everaldo Anunciação para a presidência estadual e Rui Falcão na eleição do diretório nacional do partido.

Everaldo, que é ilheense, comemorou a decisão do PT local.“O município é um dos mais importantes do estado e uma das suas prioridades é a unidade partidária e a manutenção da base aliada para continuarmos mudando o Brasil, reelegendo Dilma presidenta, e elegendo o sucessor de Wagner”, afirma o petista.

Com 1.200 filiados, o PT é a legenda com o maior número de membros em Ilhéus. Um total de 925 está apto a votar, de acordo com o coordenador da campanha para o diretório, Ednei Mendonça. A eleição está marcada para o dia 10 de novembro.

 

EM SALVADOR, PRESIDENTE NACIONAL DO PT DEFENDE TRIBUTAÇÃO DAS GRANDES FORTUNAS

Falcão defende tributar grandes fortunas.

Falcão defende tributar grandes fortunas.

Marival Guedes, de Salvador

O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores e candidato à reeleição, Rui Falcão, defendeu hoje (24) em Salvador um novo sistema tributário, reforma política, democratização dos meios de comunicação, avanços na Reforma Agrária e Reforma Política

Argumentou que não cabe mais, no orçamento atual, o conjunto de reivindicações que a população tem direito sem um “novo sistema tributário progressivo com justiça social que retire impostos da produção e dos salários e aumente nas grandes fortunas e grandes rendas”. Mas salientou que, para fazer isso, “precisamos da população organizada nos movimentos sindicais e comunidade de base, pois só a disputa eleitoral é insuficiente”.

Sobre a democratização dos meios de comunicação disse que é preciso regulamentar os artigos da Constituição Federal que tratam do assunto. “São proibidos o monopólio e oligopólio na área de comunicação social”. Rui Falcão destacou também a necessidade do avanço da Reforma Agrária para acelerar a produção de alimentos como forma de conter a inflação.

Ele considera fundamental a Reforma Política para o avanço da democracia. “Se não conseguirmos o plebiscito no Congresso Nacional com o projeto que a nossa bancada vai levar, nós temos que conquistar o plebiscito nas ruas, por que a população não suporta mais o sistema eleitoral bancado pelo poder econômico”.

O presidente do PT veio a Salvador participar das comemorações dos dez anos do partido no governo federal, seis no estadual e 33 anos de fundação.

Falcão discursou durante confraternização num restaurante no Rio Vermelho, a convite da Esquerda Popular Socialista (EPS), corrente interna do PT liderada pelo deputado federal Valmir Assunção. Participaram vários parlamentares, secretários estaduais e municipais, prefeitos e representantes de movimentos sociais.

LULA E DILMA EM SALVADOR

Dentro de instantes, o PT promove evento nacional para comemorar os 10 anos no comando do governo brasileiro. A festa terá as presenças do ex-presidente Lula e da presidente da República, Dilma Rousseff. O evento acontece no Hotel Othon.

LULA E DILMA EM SALVADOR

Lula e Dilma estarão em Salvador na quarta, segundo direção do PT.

Lula e Dilma estarão em Salvador na quarta, segundo direção do PT.

O ex-presidente Lula e a presidente da República, Dilma Rousseff, estarão em Salvador na próxima quarta (24), nas comemorações dos 10 anos de governos centrais do PT. O ato ocorrerá às 17h, no Othon, quando serão discutidos temas como participação popular e movimentos sociais.

O encontro também reunirá o presidente nacional do PT, Rui Falcão, o governador Jaques Wagner e o secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho. Segundo o presidente estadual do partido, Jonas Paulo, a temática do encontro “reflete a preocupação do partido com o atual cenário político do país”.

PARA KASSAB, SERRA PODE APOIAR DILMA

Do Uol

O prefeito Gilberto Kassab (PSD) confirmou nesta sexta-feira (2) a conversa com o presidente do PT, Rui Falcão, em que disse que José Serra (PSDB) preferiria a reeleição de Dilma Rousseff a apoiar uma eventual candidatura do também tucano Aécio Neves à Presidência em 2014.

“Eu falei em meu nome. Eu disse, em algum momento do ano passado, que eu achava que existia um risco se o Serra fosse prefeito, diante da tensão que existia, de até não apoiar [Aécio Neves]. Isso eu falei mesmo, é verdade”, afirmou o prefeito.

RUI FALCÃO SERÁ O SUBSTITUTO DE DUTRA

O martelo está batido e agora falta somente a oficialização do nome de Rui Falcão como o substituto de José Eduardo Dutra na presidência nacional do PT. A chapa “O partido que muda o Brasil” fechou apoio ao nome de Falcão durante encontro realizado nesta tarde em Brasília. A escolha será oficializada nesta sexta, 29, na reunião do Diretório Nacional, também em Brasília. A chapa reúne tendências que possuem 56% dos votos do diretório.

“Dutra teve uma atitude magnânima ao abrir mão da presidência do partido mesmo podendo manter-se afastado por mais um tempo para tratar da saúde”, diz Geraldo Simões, que defende a escolha do novo presidente por unanimidade.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia