WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia





março 2019
D S T Q Q S S
« fev    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

editorias






:: ‘Rússia’

FRANÇA E CROÁCIA SE ENFRENTAM NA FINALÍSSIMA DA COPA DA RÚSSIA 2018

França de Mbappé chega à final contra a Croácia como favorita || Foto Jason Cairduff/Reuters-Agência Brasil

Da Agência Brasil 

Depois de 24 dias e 63 partidas a Copa do Mundo 2018 terá hoje (14) o seu capítulo final no Estádio de Luzhniki, em Moscou, a partir das 12h (horário de Brasília). França e Croácia farão uma final inédita. Com seu ataque veloz e meio campo habilidoso, a França é favorita, como já era desde o início do Mundial.

No início de junho, no entanto, outras seleções também faziam parte do grupo daquelas com condições de chegar à decisão. Entre elas, Brasil, Espanha e Alemanha. Todas caíram precocemente, menos a França. Se o título for para os “Bleus”, terá passado pelos pés de Mbappé e Griezzman. Os dois atacantes têm se destacado na campanha do país neste mundial.

Eles ainda têm a companhia luxu

Croatas fazem final inédita de Copa do Mundo contra os franceses || Imagem Fifa

osa de um meio-campo talentoso e veloz, composto por Pogba, Matuidi e Kanté. Mesmo com toda essa qualidade, a França está focada em vencer, e não em inspirar o mundo com seu futebol. Na maioria dos jogos decisivos, os franceses têm deixado o adversário atacar e apostado nos contra-ataques em velocidade. Tem dado certo.

“ZEBRA” QUADRICULADA

E no grupo das favoritas não havia a Croácia. Mas o time do Leste Europeu tinha talento para ir longe na Copa. O meio-campo croata não é celebrado à toa: Modric e Rakitic são titulares no Real Madrid e Barcelona, respectivamente. O centroavante Mandzukic, autor do gol da classificação à final, joga na Juventus, melhor time da Itália na atualidade.

O técnico Zlatko Dalic ainda contou com uma boa Copa do atacante Perisic, do lateral direito Vrsaljko e dos zagueiros Lovren e Vida, além do seu goleiro. Subasic pegou quatro pênaltis, sendo fundamental para a sequência do time na Copa.

De um time como esse se esperava uma participação até as quartas de final, quando sairiam honrosamente. Mas a Croácia mostrou, além da qualidade no toque de bola no meio-campo, muita entrega e determinação nas partidas eliminatórias. Cada bola é disputada como se fosse a última, jogadores disputaram prorrogações seguidas, lesionados, mas nunca desistiam da vitória.

É inegável, no entanto, que a Croácia entra em campo mais cansada. Enquanto a França definiu sua classificação nas três partidas eliminatórias ainda no tempo normal, a Croácia jogou três prorrogações, totalizando 90 minutos a mais que os franceses. O técnico croata Zlatko Dalic sabe da condição física dos seus jogadores que, como se não bastasse, tiveram um dia a menos de descanso. A França fez a primeira semifinal e a Croácia só venceu a Inglaterra no dia seguinte.

“Os jogadores me dirão se estão prontos ou não. Sim, alguns não treinaram, mas não temos mais que treinar. Temos sim pequenos problemas, mas acredito que resolveremos todos hoje [sábado]”, disse Dalic, na coletiva de imprensa realizada ontem (14).

VANTAGEM FRANCESA EM DUELOS

França e Croácia já se enfrentaram quatro vezes, entre partidas oficiais e amistosos. Foram três vitórias da França e um empate. A Croácia jamais venceu os franceses. Mas Dalic mostrou não se importar com as estatísticas desfavoráveis e a condição de “azarão” nesta final.

“Estatísticas e recordes estão aqui para serem quebrados. Não importa quem é seu oponente na final. É nossa meta dar nosso melhor, o mundo inteiro estará assistindo a Croácia. Viemos para desfrutar do jogo e vencê-lo”, disse o treinador.

Do outro lado, a França não alimenta o favoritismo. O técnico Didier Deschamps prega respeito ao adversário e elogiou o trabalho de Dalic no comando da seleção. “Eu tenho realmente um grande respeito pelos jogadores da Croácia e pelo técnico Zlatko Dalic. Não podemos esquecer o que ele fez com um país tão pequeno”.

 

BRASIL DECIDE A SORTE NA COPA E PODE PEGAR A ALEMANHA NA PRÓXIMA FASE

Brasil vai a campo com a mesma formação dos primeiros jogos || Foto Lucas Figueiredo/CBF

O Brasil entrará em campo, nesta quarta (27), precisando só de um empate para garantir a passagem à próxima fase da Copa do Mundo na Rússia. Terá a Sérvia pela frente. Caso avance na competição, a chance de enfrentar a Alemanha logo nas oitavas de final da Copa é grande.

O Brasil está no Grupo E e a Alemanha no F. O primeiro colocado de cada um dos dois grupos jogará contra o segundo do outro na fase seguinte. Os brasileiros são líderes do E e os alemães estão em segundo no F. Hoje, este seria o confronto da próxima fase.

A Alemanha enfrentará a Coreia do Sul, às 11h (horário de Brasília), quando também irão a campo México e Suécia. Com 6 pontos, os mexicanos dependem apenas de um empate para carimbar o passaporte às oitavas. Suécia e Alemanha têm 3 pontos cada uma. Coreia ainda não pontuou.

Com um empate e uma vitória, o Brasil soma 4 pontos. Lidera o Grupo E, mas tem a Suíça no encalço, com igual número de pontos, porém menor saldo de gols. Os sérvios têm 3 pontos. A Seleção da Costa Rica, quarto integrante do grupo, não tem mais chance de classificação e enfrentará a Suíça, também às 15h de hoje.

JOGOS DEFINIDOS

Quatro jogos da próxima fase foram definidos nos dois últimos dias. No “super sábado” da Copa, Uruguai e Portugal abrem a fase das oitavas de final, às 11h. Mais tarde, às 15h, confronto de campeões mundiais com França x Argentina.

O domingo (1º) terá mais dois confrontos. Espanha e Rússia se enfrentam às 11h. O segundo jogo do dia será entre Croácia e Dinamarca, às 15h (horário de Brasília).

Avançando às oitavas em primeiro lugar, o Brasil jogará em um dia mais que especial para os baianos. Será no 2 de julho, feriado da Independência da Bahia, às 11h, ante o segundo do Grupo F. Se ficar em segundo lugar, a partida ficará para a terça (3), às 11h, contra o primeiro colocado do Grupo F.

Atualização às 14h11min

ALEMANHA FORA – A Alemanha acabou eliminada, nesta quarta (27), ao perder por 2 a 0 para a Coreia do Sul. Para complicar, a Suécia ainda bateu o México por 3 a 0. Suécia e México avançaram à próxima fase.

SEM MEDO DE SER FELIZ

daniel_thameDaniel Thame | [email protected]

 

Apostou em Paulinho, autor de três gols contra o Uruguai,  que estava perdido na China. Confirmou Casemiro, que hoje brilha no Real Madrid e é um dínamo no meio de campo. Transformou um bando num time. Simples assim.

 

 

Brasil 4×1 Uruguai  no Estádio Centenário,  templo do futebol mundial. Vaga garantida para a Copa da Rússia,  embora a matemática diga que ainda não.

Dane-se a matemática.

O Brasil não apenas está na Copa, como resgatou o respeito perdido depois do 7×1 com Felipão e da sofrida  Era Dunga, parte 2,  que já era.

Tite conseguiu transformar um grupo de jogadores que cintilavam em seus times na Europa e se tornavam burocratas com a camisa amarela da Seleção  numa equipe coesa, confiante e busca a vitória o tempo todo.

Mudou a filosofia. Acabou aquela história de que empatar com Bolívia, Peru e Equador fora de casa era bom resultado.

Acabou também esse negócio de seleções marca bufa enfrentarem o Brasil como se estivessem jogando contra as Ilhas Fiji.

Os 4×1 no Uruguai, incontestáveis diante da superioridade brasileira, mesmo tendo sofrido um golo logo de cara, são a confirmação de que, enfim, temos uma seleção que vai chegar à Rússia como protagonista, não como coadjuvante.

Tite tem acertado em  cheio nas convocações, embora possa se questionar um ou outro nome. Nada que faça dólar cair, o PIB subir e nossos políticos serem pouquinha coisa mais honestos.

Apostou em Paulinho, autor de três gols contra o Uruguai,  que estava perdido na China. Confirmou Casemiro, que hoje brilha no Real Madrid e é um dínamo no meio de campo. Transformou um bando num time. Simples assim.

E principalmente fez Neymar fechar o ciclo de chiliques e individualismo  na Seleção e ser o jogador solidário que é no Barcelona, sem com isso deixar de ser o craque que é.  Ou por isso mesmo estar se tornando um craque completo.

Sem piscadelas para as câmeras de televisão durante o jogo,  sem humilhar os adversários com dribles inúteis. Fazendo o que sabe fazer de melhor: jogar futebol de alto nível. E isso Neymar faz como poucos no Planeta Bola.

O Brasil perdeu o medo de ser feliz.

Pelo menos no futebol, pelo menos no futebol…

´Tovarichs`, podem preparar a vodka que o Brasil está chegando.

É GOL – Aos trancos e barrancos, Lionel Messi vai carregando  a Argentina nas costas rumo à Rússia. A Copa 2018 é a última chance de canonização de ´La Puga`. Porque Deus a Argentina só tem um, Diego, “el Diez”. E, como se não bastasse, ainda um Papa, Francisco.

É PÊNALTI – Ainda é cedo para avaliar o trabalho de Rogério Ceni, mas o encantamento inicial vai se esvaziando, por conta de erros de escalação, invenções que não dão certo e resultados medíocres. Seria a carruagem dourada uma abóbora?

Daniel Thame é jornalista e editor do Blog do Thame.

TIMIDEZ NA PEDALADA PELADA BAIANA

Bom comportamento na Pedalada Pelada de Salvador (foto divulgada nas redes sociais)

Bom comportamento na Pedalada Pelada de Salvador (foto divulgada nas redes sociais)

Em junho de 2004, ciclistas de várias partes do mundo saíram às ruas para chamar a atenção sobre os danos causados pelo uso de veículos movidos a combustíveis fósseis, além de pedir mais respeito e civilidade no trânsito. Para não passar despercebidos, eles pedalaram sem roupa, daí o nome do movimento: “pedalada pelada”.

Ontem, após quase 12 anos de seu lançamento mundial, a Pedalada Pelada teve sua versão na capital baiana, mas, quem diria, de uma maneira um tanto tímida. Enquanto na Austrália, Estados Unidos e até na Rússia os ciclistas vão às ruas com tudo de fora, na quente, animada e supostamente desinibida Salvador a maioria optou por um nudes parcial.

Não se sabe se foi medo de chocar a sociedade ou ser enquadrado no crime de ato obsceno, o fato é que poucos participantes radicalizaram e a manifestação “pecou” pelo bom comportamento… Logo na Bahia!

Pode-se dizer que todo mundo fica tímido da primeira vez, mas de qualquer maneira o recado foi dado.

RÚSSIA E QATAR ORGANIZARÃO COPAS DE 2018 E 2022, ANUNCIA FIFA

A Fifa outorgou à Rússia o direito de ser a sede da Copa do Mundo de futebol de 2018. O Qatar vai sediar o torneio de 2022.  “Vamos para novos territórios”, comentou o presidente da Fifa, Joseph Blatter.

A Rússia conseguiu se eleger apesar da ausência do primeiro-ministro Vladimir Putin, ainda que sua influência tenha tido impacto nos 22 membros votantes do comitê executivo da Fifa, que escolheram o país, em detrimento da Inglaterra, Espanha-Portugal e Holanda-Bélgica.

O Qatar será o menor país a organizar um Mundial, e também o primeiro do Oriente Médio, mas ele conta com um poder econômico inigualável. Sua candidatura conseguiu vencer as preocupações quanto ao calor do deserto. Informações do Valor Econômico.

BRASIL VIRA E DECIDE MUNDIAL CONTRA A RÚSSIA

O Brasil conseguiu uma virada emocionante pra cima do Japão e carimbou o passaporte para a final do Mundial de Vôlei Feminino, disputado em terras japonesas. A seleção venceu o jogo por 3 sets a 2. O Japão impôs dois sets de frente, mas as brasileiras, comandadas por Fabiana e Sheila – e a vibrante Sassá, imprimiram ritmo diferente no demais sets e arrancaram uma vitória histórica.

O título será decidido neste domingo, às 8h30min (horário de verão). O Brasil pode conquistar um título inédito – e de forma invicta, pois bateu todos os 10 adversários neste mundial. Agora, a missão é detonar a forte Rússia, para quem perderam em 2006.

BRASIL É CAMPEÃO DA LIGA MUNDIAL

Brasil supera Rússia e conquista nono título da Liga (Foto Ramiro Pereyra/Vipcomm).

O Brasil acaba de se tornar o maior vencedor da Liga Mundial de Vôlei ao bater a Rússia por 3 sets a 1, em Córdoba, na Argentina. O time de Bernardinho conquistou o seu nono título da competição.

O time conseguiu imprimir ritmo e vencer os dois primeiros sets pelo mesmo placar: 25 a 22. Mas os brasileiros relaxaram no terceiro set e viram um tal de Mikhaylov destruir e fazer 25 a 16 para os russos.

A conversa tava ficando feia para os meninos de Bernardinho até que veio o duro quarto set. Hora de encerrar o papo. Brasil 25 a 23. E quem encerrou a prosa foi Krasikov, que mandou o saque para fora e deu ponto aos brasileiros.

BRASIL É FINALISTA DA LIGA MUNDIAL DE VÔLEI

O Brasil bateu a seleção de Cuba, de virada, e fará a finalíssima da Liga Mundial de Vôlei contra a Rússia, neste domingo, 25. Os brasileiros perderam o primeiro set, mas engrenaram uma sequência de vitórias e liquidaram o jogo em 3 sets a 1, parciais de 21×25, 25×19, 25×21 e 25×20.

A final será disputada às 21h (horário de Brasília). O jogo tem transmissão da TV Bandeirantes. Caso bata a Rússia neste domingo, a Seleção Brasileira será a maior vencedora da Liga Mundial, com nove títulos. Os italianos têm oito títulos nesta competição.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia