WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
jau


jamile_yamaha

sintesi17

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

editorias


:: ‘Santa Inês’

ASSOCIAÇÃO CRITICA PM POR AÇÃO PARA LIBERAR ÔNIBUS NO SANTA INÊS

Moradores da Rua de Mutuns, no Santa Inês, em Itabuna, acusam a Polícia Militar de ter usado bomba de gás lacrimogêneo e agir com violência contra manifestantes que interditaram a via e retiveram 2 ônibus, ontem (22). A ação da polícia ocorreu por volta das 18h30min. De acordo com relatos, idosos e crianças foram atingidos na ação para liberar os dois ônibus.

Ontem à noite, a associação de moradores do Santa Inês emitiu nota de repúdio à ação da PM no bairro. Os ônibus ficaram retido como forma de pressão para que a prefeitura pavimente a rua. O protesto começou nas primeiras horas de ontem (22) e transcorria de forma pacífica.

A solicitação de força policial para liberar os veículos teria sido feita pelo comando da Secretaria de Transporte e Trânsito de Itabuna (Settran). “Foi o que policiais informaram aos moradores antes da ação violenta no Santa Inês”, disse ao PIMENTA um dos moradores, que não se identifica por temer retaliações. “Feriram pessoas, agiram violentamente para liberar dois ônibus”.

Devido ao clima de guerra instaurado pela PM, diz nota da associação, moradores ficaram revoltados e houve apedrejamento de ônibus. “Tudo estava calmo e já havia sido acertada uma reunião com o secretário de Desenvolvimento Urbano, Marcos Monteiro. Não havia necessidade dessa guerra”, diz morador.
Nota Associação Santa Inês

RUA INTERDITADA HÁ UMA SEMANA

Os moradores da Rua de Mutuns, no Santa Inês, interditaram a via há uma semana em protesto contra o abandono do local. A promessa era de só liberar o tráfego de veículos somente quando um preposto da Prefeitura de Itabuna fosse à rua negociar melhorias.

Promessa feita, promessa cumprida: uma semana depois do início dos protestos, a Rua de Mutuns continua interditada. Segundo moradores, ninguém da prefeitura deu sinal de vida por lá. É o terceiro protesto em pouco mais de um ano. As vítimas cobram a repavimentação da via.

POSTO DE SAÚDE DO SANTA INÊS É INTERDITADO PELA VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Moradores fizeram protesto por melhorias no posto.

Moradores fizeram protesto para cobrar melhorias no posto.

A Vigilância Sanitária interditou hoje (21) a unidade de saúde Corbiniano Freire, no Santa Inês, em Itabuna, após protesto de moradores e reunião realizada nesta manhã. A interdição ocorre quase quatro meses após manifestação realizada pela comunidade (relembre aqui).

Parte da estrutura da unidade foi afetada por infiltrações e o teto havia se transformada em “morada” de morcegos, o que gerava forte odor e acúmulo de fezes do voador.

Os moradores realizaram protesto no dia 31 de julho, quando fecharam a unidade. A Secretaria de Saúde pediu, em 5 de agosto, prazo de 30 dias para reformar o posto. O prazo venceu e a comunidade se reuniu hoje para decidir pelo fechamento do posto, caso o município não se posicionasse.

A comunidade cobra, além da reforma da unidade, a contratação de mais médicos. Somente uma equipe do Programa Saúde da Família atende a mais de dez mil moradores do Santa Inês e do condomínio residencial Bela Vista. Moradores e representantes da Secretaria de Saúde estão reunidos para definir prazo de reforma e reabertura da unidade.

 

MÓDULO POLICIAL FECHADO NO SANTA INÊS

Moradores do Santa Inês, em Itabuna, estão preocupados com a onda de violência que abateu o bairro após tiroteio na última terça (24). Uma casa a menos de 100 metros do módulo policial foi alvo de ataques de bandidos. Contra o imóvel, que estava vazio no momento, foram efetuados mais de 20 disparos de armas de grosso calibre. Desde aquele dia, o módulo da Polícia Militar no bairro está fechado.

– Se já não tinha paz aqui, digo que agora tá pior. Os bandidos tão andando livremente e armados depois da saída da polícia do bairro – afirma um morador, que pede – pelo menos – viaturas no Santa Inês.

SECRETÁRIO REBATE DIRIGENTE DO SANTA INÊS

Secretário acusa dirigente.

Embora reconheça falha na redação do regulamento do Interbairros 2011, o secretário de Esporte e Recreação, Alcântara Pellegrini, afirmou ao PIMENTA que um dos dirigentes da equipe do Santa Inês aproveitou o fato para “estar na mídia” e ser pré-candidato a vereador. A cutucada vai na direção do professor José Oliveira Reis Filho (Duda), que acusou o secretário de “virada de mesa” às vésperas da final.

De acordo com Alcântara, as cinco reuniões das equipes para definir o sistema de disputa dos jogos definiram que a final seria em jogo único.  O problema se deu na mudança da redação do regulamento, mas o secretário afirma que o objetivo era torná-lo mais claro. “Eu não rasguei regulamento”.

O secretário ainda diz que a equipe do Santa Inês, por meio de representantes, saberia, já nas semifinais, que o título seria decidido em jogo único. Os representantes propuseram que a final fosse no dia 4, segundo Alcântara. “Eu disse que não, pois estava preocupado com a recuperação do gramado [do estádio Luiz Viana Filho]”.

Para o secretário, Duda quer mudar o regulamento no “tapetão”. Perguntado sobre o motivo de não ter recebido o recurso do Santa Inês, Alcântara afirma que o documento expressava algo que não estava no regulamento. “Ele é candidato a vereador. Fica esculhambando algo que a gente faz com tanto esforço e usando os dirigentes da associação [do Santa Inês]”. A final entre Pedro Jerônimo e Santa Inês será disputada no domingo, às 9h.

LUAN DA LUZ VERMELHA CONDENADO A 26 ANOS

Luan: 26 anos de prisão (Arquivo Radar).

Luan de Jesus, o Luan da Luz Vermelha, acabou condenado a 26 anos de prisão pelo assassinato de um idoso de 88 anos. O julgamento foi nesta segunda (25) no Fórum Ruy Barbosa, em Itabuna. O júri condenou Luan por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

O assassino matou o aposentado José da Silva Virgens, em 17 de junho do ano passado, na rua do Coqueiro, no Santa Inês, Itabuna. Junto com os menores R.J.M. E R.A.S., Luan invadiu a casa da vítima, amarrou os pés e as mãos da vítima e desferiu-lhe uma sequência de pauladas na cabeça.

Depois de constatar que José estava morto, o trio enrolou o corpo da vítima e levou para uma propriedade do tio de Luan, ainda no Santa Inês. O corpo do idoso somente foi descoberto uma semana depois, enterrado numa cova rasa na “Fazenda de Dinga”. De acordo com a sentença proferida pela juíza Cláudia Panetta, da Vara do Júri, Joel cumprirá a sentença em regime fechado no Conjunto Penal de Itabuna.

UNIDADE MÓVEL DA COELBA NO SANTA INÊS

A Coelba estará com sua unidade móvel no bairro Santa Inês, em Itabuna, desta terça-feira, 7, até sexta, dia 10. O serviço visa facilitar a solicitação de parcelamento de débitos, inspeção, novas ligações, segunda via de conta, religação e cadastramento na Tarifa Social Baixa Renda.

A Agência Móvel da Coelba estará na praça do bairro, em frente à Igreja Católica, atendendo no horário das 8h30min às 16h30min.

alba



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia