WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba








junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘saúde’

CAPS AD ENFRENTA O MAIOR PERRENGUE

Se o problema das drogas é uma preocupação social da maior gravidade, em Itabuna o tratamento que  o governo municipal confere ao Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD) vai totalmente na contramão do que deveria ser a postura correta do poder público.

O Caps, que é mantido com verbas federais, é menosprezado pelo secretário municipal da Saúde, Antônio Vieira, que não disponibiliza os recursos mínimos para a prestação de um serviço digno. E ainda existem situações absurdas, como o funcionamento em um imóvel precário (o telhado ameaça desabar), de péssima localização e pelo qual o erário desembolsa um aluguel mensal de R$ 4.500,00.

Outra: um veículo (Kombi), que deveria ser usado para o deslocamento de pacientes do Caps, tem servido ao transporte de material de construção e até de animais. Um absurdo total!

MENINGITE C: VACINAÇÃO COMEÇA DOMINGO

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realizará neste domingo e na segunda-feira, dias 30 e 31, em Salvador, a vacinação de pessoas na faixa etária de 10 a 14 anos contra a menigite meningocócica C. O início ocorreria no sábado, o que não foi possível devido ao atraso na entrega dos lotes da vacina.

O horário de atendimento e os locais de vacinação estão mantidos (confira).

RABAT ROMPE O SILÊNCIO E DIZ QUE GESTÃO DE MARLEIDE FOI “TEMERÁRIA”

-Dívida com fornecedores era de R$ 4,8 milhões

– Ex-secretária pode substituir Vieira em Itabuna

Rabat rompeu silêncio na Câmara.

Três meses depois de assumir o cargo e ter radiografia completa do caos encontrado, o secretário de Saúde de Ilhéus, Antônio Carlos Rabat, abriu o verbo em sessão na Câmara de Vereadores, hoje, ao atender a um convite do legislativo.

Rabat classificou de “temerária” a gestão da sua antecesssora Marleide Figueiredo. O secretário evitou falar a palavra “rombo”, mas disse que assumiu a secretário com uma dívida de R$ 4,8 milhões com fornecedores de suprimentos, que, devido ao calote, pediram cancelamento de contrato.

De acordo com o titular da Pasta da Saúde, “caiu significativamente a quantidade de empresas que entram nos pregões para atender a demanda da secretaria”.

O médico disse não se sentir responsável pelo fato da saúde de Ilhéus ter sido a campeão de insatisfações em pesquisa encomendada pela prefeitura. “Estou muito à vontade [em relação à pesquisa], porque foi o que encontrei lá”.

PEPINOS DA MARLEIDE

E enumerou os pepinos deixados pela secretária Marleide Figueiredo: “frota destruída, com 17 carros em estado irrecuperável, postos de saúde em péssimas condições de funcionamento e estrutura do PSF comprometida e quadro de carência de profissionais”. Da dívida encontrada, o secretário disse já ter pago R$ 2,5 milhões.

Num tom mais emocional, o “Descascador de Pepinos” afirmou que bem poderia ter ficado no seu consultório, mas preferiu outro caminho: tentar melhorar os índices que encontrou. “Não tenho medo de trabalho. O que preciso é de tempo e confiança da população”, disse, sendo aplaudido por médicos e demais servidores da Saúde.

O discurso de Rabat foi considerado chave para trabalhar com tranquilidade a partir de agora. E deixou isso claro na sabatina no legislativo ilheense. “Não posso ser atingido por uma gestão que está há apenas três meses. Em dezembro, se [a saúde] continuar no mesmo, quem pede pra sair sou eu”.

A estratégia adotada por Rabat “encheu os olhos” do governo e causou incômodo no presidente da Câmara de Vereadores, Jailson Nascimento (PMN), dono da indicação de Marleide Figueiredo para o cargo de secretária de Saúde e, também, da nomeação de vários dos cargos na Pasta. Com a reforma administrativa no início do ano, Jailson perdeu praticamente todas as suas indicações.

ILHÉUS DOA ÁREA DE HOSPITAL AO ESTADO

Reunião discute projetos para o Hospital Geral (foto Clodoaldo Ribeiro)

Como medida para viabilizar que o município fosse beneficiado pelo programa QualiSUS, a Prefeitura de Ilhéus doou há cerca de dois meses a área onde está construído o Hospital Geral Luiz Viana Filho ao Estado. A situação do terreno era obstáculo para que o município recebesse verbas do programa do Ministério da Saúde, que visa modernizar o atendimento nas unidades de emergência do Brasil.

Segundo o diretor administrativo do Hospital, Gil Leal, que na manhã desta segunda-feira, 22, se reuniu com o prefeito Newton Lima, o secretário municipal da Saúde, Antônio Rabat, e o assessor de comunicação do município, jornalista Maurício Maron, os governos federal e estadual irão investir de R$ 12 a 15 milhões no HGLVF. Os recursos vão custear a aquisição de equipamentos de ponta e realização de obras de infraestrutura.

Para obter os recursos, no entanto, foi necessário resolver a questão do terreno. A desapropriação da área foi determinada pela lei nº10, de 12 de maio de 1948, mas algumas pendências cartoriais sobreviveram ao longo de 62 anos. Com a doação ao Estado, afirma o governo municipal, o problema ficou resolvido.

Neste sábado, dia 29, às 9 horas, o governador Jaques Wagner estará em Ilhéus para inaugurar obras de reforma e ampliação do pronto-socorro e do Centro de Diagnóstico por Imagem do Hospital Geral. É o primeiro passo para uma série de melhorias que estão por acontecer.

MACA DEFEITUOSA PROVOCA MORTE DE RECÉM-NASCIDO

Uma família procurou o Ministério Público estadual para denunciar o misto de descaso e negligência da equipe médica do Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro. Um recém-nascido morreu de traumatismo craniano segundos após vir ao mundo. A mãe, Alcione Teixeira, teve traumatismo no púbis e ferimento nas pernas.

A maca onde estava a mãe do bebê quebrou, sem tempo da equipe médica socorrer o recém-nascido, que caiu no chão e morreu por conta do traumatismo.  O pai do recém-nascido, João Leal, disse à TV Cabrália que procurou o Ministério Público para denunciar o caso.

Ele se queixou do tratamento recebido por parte da direção do Hospital Luís Eduardo Magalhães. “Lá, a gente sendo tratado como cachorro”. À reportagem da emissora, funcionários do hospital confirmaram que a maca havia quebrado durante o parto. Atualizado às 22h.

INVESTIMENTOS EM SAÚDE

Hospital recebe investimentos.

As obras de reforma do pronto-socorro e os investimentos no Centro de Diagnóstico por Imagem do Hospital Geral Luiz Viana Filho, de Ilhéus, serão entregues no próximo sábado, às 9 horas.

Ao todo, foram investidos R$ 1,3 milhão nas obras. Com a modernização do hospital, os resultados de diagnósticos por imagem saem em até três minutos. Antes, levava-se 45 minutos para obter o resultado.

As obras serão entregues pelo governador Jaques Wagner e o prefeito Newton Lima. O centro de diagnóstico possui equipamentos de ponta, a exemplo do tomógrafo computadorizado, tido como o mais moderno da Bahia.

SAÚDE, NOVO CALCANHAR-DE-AQUILES DO ‘GALEGO’?

A edição dominical d´A Tarde traz matéria dando conta de suposto desvio de R$ 56 milhões na Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). O titular da Pasta, Jorge Solla, repele as acusações da bancada de oposição na Assembleia Legislativa e do Ministério Público Estadual. Segundo ele, os valores exorbitantes são de contratos sub judice, daí a necessidade da dispensa de licitação.

Colocando mais lenha na fogueira, o oposicionista Heraldo Rocha, do DEM, diz que as supostas fraudes nas dispensas seriam a gota dágua para que o governador Jaques Wagner exonere o secretário Jorge Solla. “De outra forma, estaria o governador assumindo a responsabilidade por tudo de irregular que vem ocorrendo na secretaria”, exagera.

Não bastasse a confusa segurança pública…

“MARCÃO” NA SAÚDE

Azevedo: espaço pra "Marcão" (Foto arquivo 30.06.09).

E não é que a turma do ex-assessor municipal Marcos Gomes voltou a mandar na saúde… Na semana que passou, Marcão, como é chamado pelo prefeito Capitão Azevedo (DEM), conseguiu derrubar Álvaro Catarino, do cargo de coordenador administrativo do Samu 192 em Itabuna.

Marcão colocou em seu lugar (no lugar de Catarino, bem entendido!) um amicíssimo, deslocado da unidade de saúde do Pedro Jerônimo. Tá podendo!

Na gestão do ex-prefeito e pai Fernando Gomes, Marcos, aquele de nome e sobrenome, mandava e desmandava na pasta da Saúde. As suas garras voltaram a crescer. Afiadíssimas, pois.

FALTA ATÉ SERINGA

A Bahia atingiu pouco mais de 50% da meta de vacinação contra a H1N1 (gripe suína). A campanha termina amanhã, dia 21. A baixa imunização se deve, em alguns casos, à falta de estrutura. Veja o caso de Itabuna. Algumas unidades não estavam vacinando porque faltava água. Nesta semana, pacientes voltavam do posto sem tomar a dose porque, simplesmente, não havia seringa.

BAHIA TEM ESTRADA-MATERNIDADE

Essa Bahia não cansa de surpreender. Matéria divulgada na edição deste sábado (15) de A Tarde denuncia o estado precário da rodovia BA-148, que liga os municípios de Malhada de Pedras e Guajeru. Segundo a reportagem, nos últimos 15 anos ocorreram 92 partos em plena estrada (média de seis por ano).

Não se trata de uma predilação das mulheres daquela região baiana, mas consequência da precariedade da via, que impede os carros de rodar a mais de 20 quilômetros por hora. E o hospital mais próximo de Guajeru fica a 70 quilômetros de distância.

São tantos os nascimentos na BA-148, que ela já ganhou o apelido de “estrada-maternidade”.

HBLEM USA MATERIAIS VENCIDOS

A direção do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem) permitiu o uso de selos d´água já vencidos e – o que é pior! – sem passar por reesterilização. Uma carga de dreno de tórax vencida também estava “protinha” pra uso.

Estes materiais foram adquiridos pelo Hblem no Hospital Geral de Ilhéus, sob a promessa de reesterilização antes do uso, o que não ocorreu. A aquisição, claro, foi sem custos para a unidade de saúde de Itabuna.

Pelo menos, dez selos d´água destes adquiridos em Ilhéus foram usados em pacientes, apesar de alertas. Nesta manhã, profissionais conseguiram lacrar os materias vencidos e ainda não utilizados.

O selo d´água quando ultrapassa a data de validade e não é reesterilizado aumenta os riscos de contaminação cruzada para o paciente, através da flora bacteriana, apesar de não ser invasivo. O risco é ainda maior no caso do dreno de tórax.

DENGUE ASSUSTA URUÇUCA

O aumento no número de casos de dengue, neste ano, em Uruçuca e Medeiros Neto vem preocupando as autoridades de saúde. Em Uruçuca, que tem pouco mais de 23 mil moradores, cerca de 140 pessoas contraíram a doença desde janeiro.

Com população praticamente igual à de Uruçuca, Medeiros Neto já contabiliza mais de 130 casos de dengue clássica. O município é o que tem o maior número de mortes confirmadas no estado.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, duas pessoas não resistiram à dengue hemorrágica e morreram. Uma terceira morte ocorrida em Medeiros Neto ainda aguarda o resultado de exames laboratoriais.

Leia mais

ERA PARA SER DE URGÊNCIA

O Samu 192 em Itabuna está se distanciando cada vez mais do que pode ser definido como um serviço de urgência. Pelo menos no que se refere à agilidade, que fica devendo muito a qualquer tartaruga.

São numerosos os casos em que o Samu é acionado para atender algum paciente e demora um tempo enorme para chegar. No início, quando o serviço foi implantado, a espera não costumava ser maior do que cinco minutos.

Na madrugada do último sábado, duas pessoas foram baleadas no bairro da Conceição. Uma delas morreu e a outra ficou estendida no chão, por quase uma hora, agonizando, e veio a morrer depois, antes de receber atendimento no hospital. A demora na chegada do socorro pode ter determinado o desfecho.

Acionaram o Samu pelo telefone e ninguém atendeu. Resolveram ir até a sede do serviço, na rua Nações Unidas, onde foi necessário gritar para que um funcionário aparecesse… Com cara de sono.

Aliás, é a cara da sonolenta gestão da saúde pública em Itabuna.

COMEÇA AMANHÃ 4ª ETAPA DA CAMPANHA CONTRA A H1N1

A partir desta segunda-feira (10), as pessoas na faixa etária de 30 a 39 anos deverão procurar a unidade de saúde mais próxima para tomar a sua dose da vacina contra a gripe H1N1, uma forma agressiva de infecção respiratória que pode matar. Esta será a quarta etapa da campanha de imunização e na Bahia a previsão é de que sejam atendidos 2,1 milhões de pessoas até o dia 21.

Quem estava incluído nas etapas anteriores (como  crianças de seis meses a dois anos, portadores de doenças crônicas e pessoas de 20 a 29 anos) e não se vacinou, também deve procurar os postos. Maiores de 60 anos que já tomaram a vacina contra a H1N1 precisam retornar à unidade de saúde para receber a dose contra a gripe comum.

O “PAI” É OUTRO

Alguns têm se enganado redondamente no exame de paternidade pela indicação do diretor de Planejamento da Secretaria de Saúde de Itabuna. Informações colhidas por este blog indicam que Antônio Carrero chegou à administração municipal pelas mãos do presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Clóvis Loiola. Portanto, é falsa a informação de que o pai da criança seja o empresário e ex-secretário Josias Miguel, como chegou a ser divulgado em um veículo de comunicação.

Em tempo: Carrero hoje “bate de testa” com o secretário da Saúde, Antônio Vieira, que sonha vê-lo exonerado, mas parece não ter autonomia para tanto.

O REMEDINHO DE AZEVEDO

Na solenidade de entrega de cartões do Bolsa de Renda Municipal, na Usemi, o prefeito Capitão Azevedo (DEM) escondeu a sua receita para combater a pressão alta, mas revelou seguir à risca as indicações médicas.

– Tomo o meu remedinho todo dia.

Foi o bastante para um engraçadinho indagar se o ‘cardiologista’ do prefeito é o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, aquele que receitou sexo, sexo, sexo para deixar a pressão belezinha…

DONA IAIÁ E A JANELA PARA O MUNDO

Dona Iaiá mora em Itapetinga, no sudoeste da Bahia. Aos 60 anos, conseguiu algo que antes poderia até imaginar impossível: voltou a enxergar. Olha só a alegria dela e o trabalho dos ‘meninos’ da Leiaute…

SAÚDE?

Os funcionários da Central de Regulação do SUS em Itabuna ameaçam parar as suas atividades a qualquer momento para protestar contra o abandono do prédio, situado à avenida Inácio Tosta Filho, no centro. Os servidores municipais trabalham em condições insalubres.

Há menos de 20 dias, o funcionário público Dermival Campos, “Tonho Careca”, morreu com suspeita de ter contraído leptospirose no prédio da Central de Regulação. O prédio sofre com a infestação de ratos e umidade excessiva, por conta das constantes infiltrações. O local é utilizado também como almoxarifado da Secretaria de Educação.

Prédio sofre com infiltrações e constantes alagamentos. E se chove...

Cena comum: ratos mortos encontrados no prédio.

MÉDICOS DO ESTADO ANUNCIAM PARALISAÇÃO

Na próxima quarta-feira, 5, os homens de branco que atuam como servidores do estado vão cruzar os braços. Queixam-se de intransigência das secretarias estaduais de Administração (Saeb) e de Saúde (Sesab). Os médicos vão atender apenas a casos de urgência/emergência. Atendimentos ambulatoriais e eletivos ficam para depois.

Os profissionais reivindicam enquadramento ao Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV), regularização dos médicos municipalizados e aposentados e atualização dos valores da Gratificação de Incentivo à Docência (GID). A paralisação é, claro, de advertência. Ou o governo senta para negociar, ou o “Galego da Caneta” vai chorar lá no ‘pé do cabôco’.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia