WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe
nota premiada prefeitura ilheus





janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘saúde’

POSTOS TÊM ALTA PROCURA POR VACINA

Paciente buscam vacina na unidade de saúde Lavínia Magalhães, no Conceição (foto Pimenta)

Paciente buscam vacina na unidade de saúde Lavínia Magalhães, no Conceição (foto Pimenta)

Pelo segundo dia seguido, os postos de saúde de Itabuna amanheceram com filas gigantescas, formadas por pessoas que procuram a vacina contra a gripe influenza (H1N1). A movimentação é intensa em todas as unidades básicas, que ontem (12) receberam os lotes da quarta etapa da campanha de imunização. Algumas pessoas – boa parte idosas – levaram cadeiras para suportar a longa espera.

A campanha de vacinação termina no próximo dia 20 e, até lá, a Prefeitura espera alcançar 80% da meta estabelecida. Devem tomar a vacina pessoas com mais de 60 anos, crianças abaixo dos cinco anos de idade, portadores de doenças crônicas, gestantes, profissionais de saúde, entre outros grupos considerados prioritários.

Itabuna já registrou nove casos suspeitos da gripe H1N1, com a confirmação de apenas um deles. O paciente já recebeu alta e retomou suas atividades normais.

ITABUNA REALIZA 4ª ETAPA DA CAMPANHA CONTRA A H1N1

Segundo a Prefeitura, vacina está disponível nas unidades (foto Pedro Augusto)

Segundo a Prefeitura, vacina está disponível nas unidades (foto Pedro Augusto)

A vacina contra a gripe H1N1 não é ministrada em gotas, mas é possível afirmar que a campanha de vacinação é realizada a conta gotas, devido à distribuição fracionada das doses pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) . Hoje, Itabuna promoveu a quarta etapa da imunização, com oferta de vacinas nas unidades de saúde dos bairros, onde grandes filas se formaram.

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, a vacina continuará sendo distribuída nas unidades e novas doses estarão disponíveis na próxima semana, quando o órgão espera cobrir 8o% da meta da campanha. O público-alvo é formado por pessoas com mais de 60 anos, crianças menores de cinco anos, gestantes e profissionais de saúde.

Conforme a Secretaria, idosos que vivem em asilos, pessoas acamadas em hospitais e profissionais de saúde receberam a vacina na semana passada. Itabuna já teve nove casos de H1N1 notificados este ano, mas apenas um confirmado. O paciente já recebeu alta.

SANTA CASA ENCERRA SEMANA DE ENFERMAGEM

hospitalcalixtomidlejA Santa Casa de Misericórdia de Itabuna encerra hoje (12) a Semana de Enfermagem, que teve uma programação de palestras iniciada na última segunda-feira.

Além de assuntos específicos da área da saúde, as atividades envolveram outros temas, como o desenvolvimento da liderança. As palestras ocorreram nos auditórios dos hospitais Calixto Midlej Filho, Manoel Novaes e São Lucas.

Para o médico Eric Ettinger Jr., provedor da instituição, a programação permitiu “realizar atualização de temas técnicos e do cotidiano profissional, bem como integrar as equipes”.

 

SAÚDE NA ESTRADA

Trabalho já foi promovido na rodovia Jorge Amado, que liga Ilhéus a Itabuna

Trabalho já foi promovido na rodovia Jorge Amado, que liga Ilhéus a Itabuna

Como parte das ações do “Maio Amarelo”, que visa promover a paz nas rodovias, a Companhia Independente da Polícia Rodoviária de Itabuna realizará mutirões de saúde nas cidades de Ipiaú e Jequié. O trabalho acontece esta semana e incluirá exames e preleção sobre a importância de conferir as condições de saúde antes de pegar a estrada.

Em Ipiaú, a terceira edição da operação, batizada de “Patrulhando a Saúde”, ocorre amanhã (10), nas proximidades do Posto Japumirim. Em Jequié, o trabalho será realizado na BA-130, no entroncamento com a Avenida César Borges. O mesmo serviço já foi promovido em outras rodovias das regiões sul e sudoeste do estado, a exemplo da Jorge Amado, entre Ilhéus e Itabuna.

De acordo com a Polícia Rodoviária, na blitz os motoristas poderão aferir a pressão arterial e verificar a glicemia. Para as motoristas, serão disponibilizados exames de mamografia, em um trailer especialmente equipado para esse atendimento.

VACINA POUCA, A DO EX-PREFEITO PRIMEIRO…

Fernando tentou passar na frente em fila de vacina

Fernando tentou passar na frente em fila de vacina

Uma cena inusitada envolvendo ninguém menos que o ex-prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, deu-se na manhã desta quarta-feira (27), na Unidade de Saúde José Maria de Magalhães (antigo Sesp).

Segundo testemunhas, Gomes aguardava na fila para tomar sua vacina, quando uma “prestativa” (para não usar outra palavra) funcionária da unidade identificou o ex-prefeito entre os pobres mortais e o convidou a receber sua dose contra a H1N1 na frente de quem tinha chegado mais cedo… Muitos idosos como ele, e até mais velhos.

O ex-prefeito não se fez de rogado. Orientado pela “gentilíssima” servidora, dirigiu-se para a sala de vacina, mas não contava com a indignação dos preteridos. Houve protestos gerais e a coordenadora da unidade acabou vetando o gesto de boa vontade da funcionária amiga.

Gomes, constrangido, acabou voltando para seu lugar na fila, que a essa altura aplaudia efusivamente a firmeza da coordenadora.

CONFUSÃO NO QG DA SAÚDE

Uma grande quantidade de pessoas se dirigiu hoje (27) para o QG de Combate ao Mosquito – estrutura criada pela Secretaria de Saúde de Itabuna para atender pacientes acometidos pelas doenças transmitidas pelo Aedes aegypti – em busca da  vacina contra a H1N1. Como se sabe, a campanha contra a gripe Influenza foi retomada nesta quarta-feira na cidade, após ser interrompida na semana passada. Mas as doses agora somente estão disponíveis nas unidades de saúde dos bairros.

A vacinação no QG aconteceu só na abertura da campanha, no dia 17, quando 5 mil doses foram aplicadas. Embora a Secretaria Municipal da Saúde tenha informado que a sequência da vacinação ocorreria nas unidades básicas, muita gente pensou que o atendimento continuaria no QG.

A campanha prossegue até o dia 20 de maio. Devem tomar a vacina contra a H1N1 crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, idosos a partir dos 60 anos e portadores de doenças crônicas.

DE ZIKA A CHIKUNGUNYA, O PAVOR DO VERÃO

Celina Santos | celinasantos2@gmail.com

 

No ano de 2015, conforme reconheceu o Sindicato de Agentes de Endemias, Itabuna ficou cerca de cinco meses recebendo apenas 20% do larvicida usado para dizimar os focos do “Aedes”.

 

Caem as folhas no poético outono, vem aí o aconchego do inverno, mas uma pergunta inquieta o cidadão itabunense, após uma epidemia de proporções inimagináveis do trio de doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti: o que nos espera no próximo verão? O “QG” montado no centro da cidade conseguiu registrar mais de 36 mil pacientes com suspeita de dengue, zika ou chikungunya.

Mas é certo que o número pode ser duas – quiçá, três– vezes maior. Afinal, muitos não procuraram atendimento médico. E apesar de a epidemia estar sendo dada como vencida, fica uma série de interrogações. As dúvidas vão muito além das mortes decorrentes de complicações, das recaídas em forma de dor (principalmente, nos casos da tal chikungunya) e da insegurança a rondar as mulheres que querem ser mães.

Pelos quatro cantos de Itabuna e do Brasil veem-se campanhas contra as referidas patologias. Quanto ao combate ao mosquito, é cobrado, sempre, à população o cumprimento da responsabilidade de não acumular água parada e tomar até o cuidado de fiscalizar a vizinhança. Entretanto, sabemos que não basta!

:: LEIA MAIS »

STF PEDE EXPLICAÇÕES AO GOVERNO SOBRE LEI QUE AUTORIZA PÍLULA DO CÂNCER

pilulacancerO Supremo Tribunal Federal (STF) pediu explicações à presidente Dilma Rousseff sobre a Lei 13.269, que aprova o uso da fosfoetanolamina no país. O uso da substância, conhecida como pílula do câncer, foi autorizado por lei sancionada há uma semana pela presidenta. Médicos e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) são contra o dispositivo legal.

A decisão, proferida pelo ministro Marco Aurélio Mello, do STF, foi uma resposta à Ação Direta de Inconstitucionalidade da Associação Médica Brasileira (AMB),  alegando que a lei libera o uso de uma substância que não passou pelos testes clínicos necessários para comprovar segurança e eficácia. O prazo para as explicações é de cinco dias, a partir da publicação da decisão, emitida na quarta-feira (20).

“A nossa preocupação é que essa lei, na maneira que está colocada, permite que uma substância que a gente não conhece de maneira técnica, embasada em testes de segurança e eficacia, seja liberada para os pacientes sem registro no Ministério da Saúde ou na Anvisa. É uma grande violação da legislação que hoje regula o uso de medicamentos”, detalhou o diretor da AMB, José Bonamigo. Da Agência Brasil

DE OLHO NA ATENÇÃO BÁSICA

Secretário quer melhorar atendimento nas unidades básicas

Secretário quer melhorar atendimento nas unidades básicas

A melhoria do atendimento nas unidades básicas e de saúde da família de Itabuna é um dos próximos alvos do secretário Paulo Bicalho. Segundo informações, ele não está nada satisfeito com o desempenho de alguns dos gerentes das unidades e medidas corretivas deverão ser adotadas.

Na gestão do ex-secretário Eric Ettinger, foi criado um incentivo financeiro para os enfermeiros que atuam na gerência das unidades. A ideia era que esse “plus” no salário tivesse como contrapartida um maior compromisso dos gestores com a qualidade do atendimento.

O problema é que alguns se limitam a colocar o dinheiro no bolso e não se preocupam com o usuário. É nessa turma que Bicalho está de olho.

ITABUNA PODE COMEÇAR VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE NESTE DOMINGO

vacinacaogripe2Itabuna recebeu hoje (13) aproximadamente 30% das unidades da vacina para a campanha contra a gripe H1N1. A remessa foi feita pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), que recebeu as doses do Ministério da Saúde.

O Ministério recomendou a antecipação da campanha em todo o país para a próxima segunda-feira (18), mas a falta da vacina ainda é um problema. Com parte das doses à disposição, a Secretaria de Saúde de Itabuna pretende iniciar a campanha já no domingo (17).

Segundo informações obtidas pelo PIMENTA, a intenção do secretário Paulo Bicalho é abrir o chamado “QG de Combate ao Mosquito” no domingo para deflagrar a campanha de imunização contra a H1N1.

Fazem parte do público-alvo da campanha: gestantes (até 45 dias após o parto), crianças de seis meses a cinco anos incompletos, idosos, profissionais de saúde e portadores de doenças crônicas.

ITABUNA: SECA, ÁGUA SALGADA E INCONVENIÊNCIAS

Efigênia OliveiraEfigênia Oliveira | ambiente_educar@hotmail.com

Setembro passou, outubro e novembro/ já estamos em dezembro, meu Deus, o que é de nós? (…) Sem chuva na terra, descamba janeiro, depois fevereiro, o mesmo verão (…). Apela pra março que é o mês preferido/ do santo querido Senhor São José/ Mas nada de chuva, tá tudo sem jeito (…).

O lamento épico na voz do sanfoneiro Luís Gonzaga descreve exatamente a situação atual do sul da Bahia, cujo clima em nada se assemelha ao sertão nordestino. Em crise hídrica desde agosto de 2015, que registrou um inverno de poeiras de chuva, adentramos abril de 2016 sem sinais claros de que em breve mataremos a saudade de um banho de chuveiro com água insípida. Além do banho salgado e limitado, toalhas e roupas lavadas com essa água propiciam prejuízos, ao organismo humano, e aos outros organismos vivos.

Nesse cenário, Itabuna parece ser a cidade mais castigada de todas da região: falta d’água, violências várias, lixo jogado a esmo nas ruas, odor fétido por toda parte; ilhas de calor que concentram altas temperaturas, em decorrência de devastada cobertura vegetal na área urbana e entorno; concentração de gases nocivos à saúde e alta infestação de doenças provenientes do aedes.

Os rios da Bacia do Leste e bacias circunvizinhas, impossibilitados estão de matar a sede de ecossistemas e populações que vão do sul ao extremo sul do estado, todas elas atingidas pela seca persistente e atípica. Os municípios e suas respectivas sedes e comunidades regionais se encontram no mesmo problema, sem solução em curto prazo, mas estão livres da água salgada.

O dito aqui não é novidade, porém nada se diz do que passa a população ribeirinha do Almada, ao longo do trecho banhado pelas marés, até a estação de tratamento da Emasa em Castelo Novo. Não somente humanos, mas plantações, criações, fauna, flora e ictiofauna são afetadas pela água salgada que adentra o rio e afluentes, quase sem vida, atingindo severamente essas populações. Um tipo de invasão que lembra um pouco a tragédia de Mariana, uma vez que ambas as situações deveriam ter sido evitadas ou minimizadas.

:: LEIA MAIS »

HOSPITAL PEDE SOCORRO EM IBICARAÍ

Prefeito pediu ajuda à Sesab, mas resposta foi negativa (Foto Marcos Japu).

Prefeito pediu ajuda à Sesab, mas resposta foi negativa (Foto Marcos Japu).

Com dificuldades financeiras, o Hospital Arlete Maron, de Ibicaraí, terá que reduzir os atendimentos. A expectativa é do prefeito Lenildo Santana (PT), que na segunda-feira (4) foi até Salvador para pedir ajuda ao Governo do Estado, na tentativa de evitar o colapso da unidade de saúde.

Segundo Lenildo, a dificuldade de atender os pacientes se acentuou com o avanço dos casos de zika, dengue e chikungunya no município de 24 mil habitantes. O prefeito alega que o hospital não tem recebido o suporte necessário da Secretaria de Saúde do Estado.

Lenildo pediu a intervenção do secretário de Relações Intitucionais, Josias Gomes, junto à Sesab, mas a resposta foi desanimadora. Ao site Bahia Notícias, o prefeito declarou que a Sesab disse não ter condições de oferecer ajuda no momento.

De acordo com o gestor de Ibicaraí, o Hospital Arlete Magalhães tem uma despesa mensal de R$ 120 mil e acumula dívidas no valor de R$ 250 mil. A unidade, segundo Lenildo, atende cerca de 300 pessoas por dia.

VEREADOR CRITICA ATENDIMENTO DO PLANSERV EM ITABUNA

Hilton Coelho recebeu queixa de usuários do Planserv em Itabuna

Hilton Coelho recebeu queixa de usuários do Planserv em Itabuna

Servidores públicos se queixam do mau atendimento do Planserv  – plano de saúde que atende ao funcionalismo estadual – em Itabuna. O mais curioso é que eles procuraram um vereador de Salvador para encaminhar sua reclamação.

Segundo a queixa recebida pelo vereador Hilton Coelho, do Psol de Salvador, o Planserv não possui médicos credenciados em psiquiatria e endocrinologia em Itabuna. Coelho diz que pacientes que pagam o Planserv e necessitam dessas especialidades são obrigados a viajar no mínimo 241 quilômetros, até Vitória da Conquista, para obter atendimento.

“Absurdo que em uma cidade do porte de Itabuna não disponha de nenhum psiquiatra que atenda aos requisitos do Planserv para credenciamento”, critica o vereador soteropolitano.  Coelho lembra que o Planserv não tem inadimplência, pois o desconto da mensalidade é feito diretamente no contracheque do servidor. “[Por isso], espera-se um serviço de melhor qualidade e com maior número de especialidades”, afirma.

O VALOR DA FILANTROPIA NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO AO SUS

Dr. Eric Ettinger Junior, Provedor eleitoEric Ettinger Jr.

 

É consenso que o SUS tem uma tabela de preços sem reajuste há mais de 10 anos, caracterizando o chamado subfinanciamento dos serviços.

 

Às vésperas de completar 100 anos, a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna segue mantendo o título de instituição filantrópica de saúde, mesmo tendo visto o conceito de filantropia mudar durante o próprio curso de sua história. O que antes era uma entidade que prestava serviços aos que não podiam pagar, hoje é regulada pelo Estado a partir de uma legislação específica. Muitos seguem olhando a Santa Casa com o olhar de quando ela foi criada, quando aqui existiam os benfeitores e a superabundância econômica da região do cacau para manter a receita hospitalar.

O tempo passou e, apesar de a Santa Casa garantir continuidade a diversas ações sociais e religiosas, o que tange a prestação de serviços de saúde é regulado por um contrato com o Gestor do SUS e precisamos cumprir obrigações permanentes para renovar nosso título de filantropia.

A Filantropia é assim uma concessão do Ministério da Saúde a entidades jurídicas de direito privado, sem fins lucrativos, certificadas como Entidade Beneficente de Assistência Social com finalidade de prestação de serviços na área da saúde, desde que cumpridas condições definidas pela Legislação. Uma dessas condições é a execução de um índice de filantropia que não pode ser inferior a 60%. Historicamente a Santa Casa alcança sempre mais de 75% deste índice, dados auditados e acompanhados, inclusive com cruzamento de informações pelo Ministério da Saúde.

O cumprimento dessa e de outras obrigatoriedades garante a manutenção do título de filantropia, e garante também a isenção no pagamento de contribuições sociais e a celebração de convênios com o poder público. No entanto, é consenso que o SUS tem uma tabela de preços sem reajuste há mais de 10 anos, caracterizando o chamado subfinanciamento dos serviços.

:: LEIA MAIS »

RUI ENTREGA UNIDADE DE SAÚDE E RODOVIA PAVIMENTADA EM CARAVELAS

Rui estará em Caravelas.

Rui estará em Caravelas.

As obras de pavimentação da BR-418, em Caravelas, no extremo-sul da Bahia, serão entregues nesta sexta (1º), pelo governador Rui Costa. A solenidade está programada para as 10h, no Bairro Ponta de Areia.

A rodovia tem 84,5 quilômetros de extensão. Segundo o governo, foram investidos R$ 130,5 milhões na obra, recursos oriundos do Ministério dos Transportes.

Para a gestão estadual, a pavimentação da rodovia fomentará a produção agropecuária, além de alavancar o turismo na região de Caravelas, ponto de embarque para o arquipélago de Abrolhos.

De acordo com a agenda do governador, também haverá inauguração de uma unidade do Programa Saúde da Família (PSF) no bairro.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia