WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias






:: ‘Saulo Fernandes’

O NORDESTE, CABRA DA PESTE

Efson Lima

 

Nordeste é um complexo de múltiplas identidades. De múltiplos sonhos. Nordeste – tu, você, cê, oxente, continua sendo uma terra abençoada. Compreendê-lo é um desafio para nós, que aqui nascemos e/ou moramos e o mundo. Oxalá!

 

O mês de junho de 2019 chegou ao fim. Para nós baianos e nordestinos é um dos meses – para não ser taxativo – que as tradições ganham fôlego e mostram o quanto temos de identidade. Na, quinta-feira última (04), no almoço com colegas de trabalho e à noite, após encontro de grupos de pesquisa sobre Direito e Literatura, o tema Nordeste voltou à mesa.  E tinha que voltar, afinal, o povo do sertão com o povo da capital juntos reascendem a fogueira. Na mesa havia um gaúcho. Assim, melhor ficou evidenciado o ser nordeste para os baianos. Não é o debate do pior e/ou melhor, apenas discorrendo sobre o sujeito cultural.

De início, a expressão “cabra da peste” marcante e ligada a nossa gente possui mais de uma versão. Há quem considere que a expressão é usada referendar o sujeito destemido, mas também pode ser dita em situação de ofensa. Será que no primeiro caso seria a confirmação do registro de Euclides da Cunha em Os Sertões, onde “o sertanejo antes de tudo é um forte”?

No Dicionário do Folclore Brasileiro, Luiz da Câmara Cascudo afirma que “cabra” era como os navegadores portugueses referendavam os índios que “ruminavam o bétel” planta com folhas de mascar. Ao longo do tempo, o animal pode ter sido visto como sinônimo de homem forte em decorrência do leite – percebido mais denso e nutritivo que o da vaca.  Há indicativo que a conotação com “peste” surgiu em virtude da má fama da cabra, identificada como sendo simpática ao diabo na tradição nordestina. Lembro que quando criança, falar o termo “peste” merecia uma tapa da minha mãe, pai, tio, irmãos…

Na Bahia, quem ainda não ouviu Raiz de Todo Bem, do compositor Saulo Fernandes, cantada na voz do mesmo, que parece um hino para Salvador, identifica a expressão facilmente: “Oxente, ‘cê num ‘tá vendo que a gente é nordeste?/Cabra da peste Sai daí batucador”? Mais que um conjunto de palavras, é a representação da nossa identidade, dos nossos sentidos e signos. Sou eu e você! Somos nós!

Do ponto de vista das regiões do Brasil, no ano de 1940, o país tinha as seguintes regiões: Norte, Nordeste, Este, Centro e Sul. No ano de 1950, os Estados do Maranhão e Piauí passaram a compor a Região Nordeste (antes estavam relacionadas ao Norte). O Estado da Bahia só foi incorporado ao Nordeste a partir de 1970.  Antes, estávamos de mãos dadas com os Estados de Sergipe e Espírito Santo na denominada região “ESTE”. Sudeste nem existia.  Registra-se que essas divisões foram sendo sistematizadas a partir de 1913. Geográfico o parágrafo, mas nos oferece uma dimensão política e como foi processada a construção das identidades regionais. A forma do mapinha atual tem sua divisão estabelecida em 1970 pelo IBGE. Aí, sim, caba da peste, somos Nordeste? Não, já nutríamos esse sentimento. Foi um redesenhar.

Abordar Nordeste é muito mais que tomá-lo simplesmente como um espaço geográfico, é recorrer aos povos originários, às tradições orais, à História do Brasil, às invasões, à lavoura da cana de açúcar, falar do mar e das praias, da mata atlântica, do cacau. É enfrentar o problema da desigualdade socioeconômica e da concentração de terras. Euclides Neto, que pertenceu o quadro de membros da Academia de Letras de Ilhéus, já tratou deste assunto. É relembrar literatura e compreender um sentido de território muito mais amplo que um mero signo geográfico, como sinaliza Milton Santos, baiano e com circulação em Ilhéus, professor do IME e também pertenceu a Academia de Letras de Ilhéus.  Símbolo maior da geografia nacional e uma das estrelas da geografia no mundo. Pena que pessoas como ele  têm sido maltratadas na quadra atual.

O obscurantismo parece ser o caminho. Graças que estamos protegidos pelos nordestinos, que ousam não ser seduzidos pelos caminhos fáceis. Nordeste é tratar da proposta educacional de Paulo Freire, Anísio Teixeira… propostas emancipadoras e que apresentam sentidos mais humano e problematizador.

Nordeste é terra de Ariana Suassuna, que aulas mágicas sobre cultura foram proferidas. Encantador. O “oxente” tão bem defendido. De José Lins do Rego, dos engenhos de açúcar e as pontadas do regionalismo.  Do nosso eterno Jorge, o nosso Amado. De Rachel de Queiroz, saudade do Quinze.

Falar de nordeste é tocar na literatura de cordel. É ver a magia de Janete Lainha pelas ruas de Ilhéus e nas praias. De nossos cantores e compositores como Dorival Caymmi. É terra de Lampião e de Maria Bonita. Das lendas e dos mitos. Da Terra onde padre tem muler. É encontro de religiões… É terra de Padim Cícero e de Mãe Menininha, de Mãe Stella de Oxóssi. É ter suas histórias e estórias contadas por escolas de samba do Rio e de São Paulo. Por sinal, Mangueira já sambou o sertão, que enredo arrebatador.  É ver São Paulo com a ajuda de mãos nordestinas subir.  Nordeste é terra – mãe.

É terra de juristas: Teixeira de Freitas, de Rui Barbosa, de Orlando Gomes. É terra do nosso grande tributarista, a maior autoridade viva do direito na Bahia; um de nossos símbolos no Brasil, professor Edvaldo Brito, vivíssimo e atuante. A mim, mais que um advogado, um gigante na docência. Exemplo a ser seguido de comprometimento e dedicação à docência.

Recorri aos personagens recentes, que viveram no século XX ou alcançaram esse século. Muitos outros, que descansam na infinitude, poderiam ser convidados a falar, mas optei por deixá-los lá, quietos.  Com a vênia, como ainda estamos no clima do 2 de Julho, com carinho mencionamos Maria Quitéria, nossa heroína da Independência brasileira. Afinal, caso os portugueses não tivessem sido expulsos, imagino que Bahia não seria Brasil. Oh, céus! Perdoe-me. Isto é Nordeste. Isto é vida.

Nordeste é um complexo de múltiplas identidades. De múltiplos sonhos. Nordeste – tu, você, cê, oxente, continua sendo uma terra abençoada. Compreendê-lo é um desafio para nós, que aqui nascemos e/ou moramos e o mundo. Oxalá!

Efson Lima é advogado, coordenador-geral da Pós-graduação, Pesquisa e Extensão da Faculdade 2 de Julho, coordena o Laboratório de Empreendedorismo, Criatividade e Inovação e é doutorando, mestre e bacharel em Direito pela UFBA.

PROGRAMAÇÃO DO CARNAVAL DE ITABUNA SERÁ DIVULGADA NESTA SEGUNDA

Carnaval de Itabuna começa na próxima quinta (18) || Foto Pedro Augusto/Arquivo

A programação oficial do carnaval antecipado de Itabuna será divulgada amanhã (15), às 10h, durante coletiva concedida pelo prefeito Fernando Gomes, no Centro Administrativo Firmino Alves. Governos municipal e baiano divulgaram como atrações já confirmadas Saulo Fernandes, Durval Lelys, Duas Medidas, Vingadora e Cláudia Leitte, além de cantores e bandas regionais.

Serão mais de 20 bandas e seis trios elétricos na folia que começa na quinta (18) e vai até domingo (21), nas avenidas Aziz Maron e Mário Padre (Beira-Rio). O circuito da festa terá, além do camarote oficial, outros três, dentre os quais o Glamour, que terá entre as atrações as bandas Vingadora e Duas Medidas.

JUIZ CRITICA REALIZAÇÃO DO CARNAVAL COM SERVIDORES SEM SALÁRIO EM ITABUNA

Cairo Júnior critica gestão de Fernando Gomes por realizar carnaval com salários em atraso

Famoso nacionalmente por ter sido autor da primeira sentença pós-reforma trabalhista, o juiz Cairo Júnior, da 3ª Vara do Trabalho em Ilhéus, utilizou as redes sociais para criticar a realização do carnaval de Itabuna com servidores sem salário. Por meio de uma rede social, ele escreveu:

“Coisas que eu não consigo entender: Carnaval em Itabuna, com o Estado da Bahia entrando com apoio de hum milhão de reais. Enquanto isso, os professores do município estão sem receber salário de dezembro.”

Uma internauta comenta a postagem do juiz. “Nem fico indignada mais. Cada povo tem o governante que merece…”. Cairo Júnior responde: “É…e se vc fizer uma pesquisa se o povo de Itabuna prefere ter carnaval ou pagar os professores, com certeza o primeiro vai ganhar disparado…”

PROTESTO

Nesta semana, o prefeito enfrentou vários protestos de servidores municipais, liderados pelos sindicatos dos Servidores (Sindserv) e dos Professores (Simpi). Numa entrevista, o prefeito disse que não existia previsão de pagamento dos salários. Algumas categorias ou setores estão recebendo em lotes. O Simpi, que representa os professores, acionou o Ministério Público Estadual (MP-BA) contra o município.

O carnaval de Itabuna deve começar na próxima sexta (18), nas avenidas Aziz Maron e Mário Padre. Dentre as atrações, Saulo Fernandes, Cláudia Leitte, Durval Lelys e Duas Medidas. A folia vai até o dia 21. O Estado está investindo R$ 1 milhão na folia. A Prefeitura anunciou gastos de pouco mais de R$ 600 mil, sendo cerca de R$ 500 mil por meio da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC). Abaixo, a postagem do magistrado no Facebook.

SAULO SUBSTITUIRÁ HARMONIA NO CARNAVAL DE ITABUNA

Saulo será uma das atrações do Antecipado de Itabuna || Foto Pimenta

Confirmada mudança de última hora na grade de atrações do carnaval antecipado de Itabuna. A Banda Harmonia do Samba não mais se apresentará na folia sul-baiana. Será substituída por Saulo Fernandes.

A mudança foi confirmada pela assessoria de comunicação da Prefeitura de Itabuna e é atribuída a “adequações de ordem administrativa e da agenda das atrações”.

Saulo Fernandes, Durval Lelys, Cláudia Leitte, Denny (ex-Timbalada), Daniel Vieira, Duas Medidas, Babado Novo, Trio da Huanna e Vingadora são anunciadas como principais atrações. Dentre as regionais, Lordão, Sinho Ferrary e Fabrício Pancadinha.

PATROCÍNIO

A festa começa na quinta (18) e será encerrada no domingo (21), nas avenidas Aziz Maron e Mário Padre (Beira-Rio), promovida pela Prefeitura e Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), com patrocínio do Governo do Estado, que liberou R$ 1 milhão para contratação das principais atrações.

ILHÉUS ANUNCIA ATRAÇÕES DO CARNAVAL ANTECIPADO

Saulo pode ser uma das atrações do Antecipado de Ilhéus (Foto Pimenta).

Saulo pode ser uma das atrações do Antecipado de Ilhéus (Foto Pimenta).

Assim como Itabuna, Ilhéus fará carnaval antecipado. A folia ilheense será de 17 a 19 de fevereiro, na Avenida Soares Lopes, com atrações como Timbalada, Trio da Huanna, Lordão, Vingadora e Babado Novo. Prefeitura e Governo do Estado negociam, ainda, a contratação de Saulo Fernandes.

O carnaval Ilhéus Folia 2017 contará com quatro trios elétricos, sendo dois da categoria especial, e três mini trios. Além da decoração do espaço, entre a Catedral de São Sebastião e o Cine Santa Clara, haverá infraestrutura com sanitários químicos, espaços para vendas de bebidas e comidas, camarote oficial, atendimento em saúde e o apoio de segurança das polícias civil e militar.

CARNAVAL OFICIAL

A cidade não terá carnaval na data oficial. Os blocos tradicionais vão fazer a festa nos bairros Hernani Sá (Urbis), de 25 a 28 deste mês, no Teotônio Vilela, dias 25 e 27 de fevereiro, e também no Pontal, segundo o secretário de Turismo de Ilhéus, Roberto Lobão.

EM WORKSHOP, GUITARRISTA ABORDA ESTILO PERCUSSIVO E NOVA FASE DA BANDA EVA

Raoní manda ver na guitarra ao lado do novo vocalista da Eva (Foto Divulgação)

Raoní manda ver na guitarra ao lado do novo vocalista da Eva (Foto Divulgação)

O músico Raoní Maciel, da Banda Eva, comandará workshop de guitarra nesta sexta-feira (20), na Casa do Som, Rua Araújo Pinho, centro de Ilhéus. Raoní vai falar de sua carreira e dar dicas de guitarra de atabaque. O workshop é gratuito e começa às 14h.

Raoní diz que a guitarra de atabaque assume “jeito” próprio, mais percussivo. Essa “pegada” é um dos toques que o músico quer passar no workshop aberto, amanhã. Hoje, Raoní se apresenta com a Banda EVA no evento Mundo Fashion, a partir das 23h, no Jequitibá Plaza Shopping. Amanhã, à noite, tem House Music, também em Itabuna.

Clique e confira o canal de Raoní no YouTube

O músico toca desde os sete anos de idade e aos 14 anos já era guitarrista em bandas no sudoeste baiano, como a Blues na Contramão, de Itapetinga, a sua cidade natal. Nos últimos anos, trabalhou com músicos e bandas de expressão como Ivete Sangalo, Harmonia do Samba, Carlos Pita e Jota Veloso.

CONCURSOS E PREMIAÇÃO

Raoní acumula várias indicações e prêmios internacionais. No concurso da Toadworks, da Califórnia (EUA), em 2011, foi escolhido o guitarrista revelação. No concurso internacional da Live4Guitar, ficou em 6º lugar ao participar de desafio em homenagem ao compositor e guitarrista Gary More.

Já em 2013, saiu consagrado do concurso da Santo Angelo ao ser eleito pelo voto popular e obter a segunda colocação no júri técnico. “Fui o único concorrente a ganhar 2 premiações no concurso”, festeja. Além de três anos de composição e regência na UFBA, agora Raoní

A NOVA BANDA EVA 

O guitarrista da Banda Eva visitou a redação do PIMENTA e falou da nova fase do grupo, após a saída do vocalista Saulo Fernandes, que engrena carreira solo.

A banda lança novo CD no final de outubro. “Eva não é só música baiana, mas música para o Brasil. É o axé pop”, define ele. Felipe é o novo vocalista da banda.

Para Raoní, o grupo está bem preparado para essa nova fase. Após as mudanças, a banda começa a nova fase com a música Simplesmente, já entoada pelo novo vocalista.

MISTURA DE RITMOS NO FESTIVAL DE INVERNO

Paula Fernandes, Saulo e Humberto Gessinger levam mistura de ritmos ao FIB (Foto Laécio Lacerda).

Paula Fernandes, Saulo e Gessinger levam mistura de ritmos ao FIB (Foto Laécio Lacerda).

A primeira noite do Festival de Inverno Bahia 2013, em Vitória da Conquista, trouxe uma mistura de ritmos. Do sertanejo de Paula Fernandes ao rock pop de Humberto Gessinger (ex-Engenheiros do Hawai) e a baianidade de Saulo Fernandes.

A abertura do festival 2013 foi nesta noite de sexta (23), no Parque de Exposições Teopompo de Almeida. Até o próximo domingo (25) apresentam-se atrações como Lulu Santos, Titãs, Zélia Duncan e Jota Quest. Tudo isso a uma temperatura média, prevista, de 16º, mas com sensação de 10º.

Público lotou o parque de exposições de Vitória da Conquista (Foto Laécio Lacerda).

Público lotou o parque de exposições de Vitória da Conquista (Foto Laécio Lacerda).

SAULO LANÇARÁ CD SOLO EM SETEMBRO

No show em Ilhéus, Saulo anuncia primeiro CD solo em setembro (Foto Pimenta).

No show em Ilhéus, Saulo anuncia primeiro CD solo em setembro (Foto Pimenta).

O cantor Saulo Fernandes anunciou para setembro o lançamento do primeiro disco da sua carreira solo. O músico deixou a Banda Eva em fevereiro, no Carnaval de Salvador.

Ontem à noite (6), Saulo foi uma das atrações da quinta edição do Festival Internacional do Chocolate e Cacau da Bahia, em Ilhéus. O evento será encerrado neste domingo (confira programação do festival).

A apresentação na Concha Acústica (Arena Chocolate) teve quase duas horas de duração. No palco, Saulo “mandou” uma combinação de músicas do período em que liderava a Eva, composições que estarão no CD solo e sucessos nas vozes de Jau, Edson Gomes e Adriana Calcanhoto.

TRIVELA

Saulo retornará a Ilhéus um mês após o lançamento do CD solo. O músico antecipou que será uma das atrações do Trivela de Ilhéus, em outubro, junto com Asa de Águia e Trio da Huanna.

EMOCIONADO, SAULO SE DESPEDE DA BANDA EVA

Saulo, de bata, emociona-se na despedida da Banda Eva e parte para carreira solo (Divulgação).

Saulo, de bata, emociona-se na despedida da Banda Eva e parte para carreira solo (Divulgação).

Acompanhado de vários músicos baianos, o vocalista Saulo Fernandes se despede hoje da Banda Eva e deu show na passagem pelo circuito Campo Grande, em Salvador. Junto com o público e colegas, entoou Carinhoso e Chame Gente.

Fãs exibem cartazes em homenagem ao músico que parte para carreira solo. A despedida foi sem cordas, privilegiando o folião “pipoca”. O músico foi às lágrimas com a homenagem de colegas de profissão e dos foliões. Confira vídeo da Rede Bahia.

SAULO FERNANDES CONFIRMA QUE DEIXARÁ BANDA EVA

Saulo Fernandes, vocalista da Banda Eva há dez anos, confirmou saída do grupo musical que revelou nomes como Ivete Sangalo. Fernandes confirmou à repórter Wanda Chase, da TV Bahia, que tomará novos rumos. “É verdade, Wandinha”, disse sobre a despedida já em 2013.

De acordo com o próprio Saulo Fernandes na entrevista, a saída será oficializada ainda nesta noite de quarta, 7, durante show da banda na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, na capital baiana. Confira, abaixo, o vocalista cantando Circulou.

DANIELA MERCURY GANHA TROFÉU “MALA DO CARNAVAL”

Daniela ganhou troféu "Mala do Carnaval".

O crítico e blogueiro Hagamenon Brito é famoso por acompanhar os cenários baiano e nacional da música. Nesta quarta-feira – de cinzas!, Hagamenon parou para breves análises sobre o que viu no carnaval de Salvador. Para ele, Cláudia Leitte e Saulo Fernandes (Eva) deram show de maturidade na avenida, Bell (Chiclete com Banana) e Durval Lélys (Asa de Águia) estão cansados, assim como Ivete Sangalo.

A cantora Daniela (Chiliquenta!) Mercury leva o troféu de “Mala” do carnaval de Salvador 2012, na avaliação de Hagamenon. “A cantora virou uma porta-voz turística (que o diga o DVD/CD Canibália) e uma artista que, na avenida, pensa estar num palco imóvel e faz shows que atrapalham o tempo, a dinâmica de outros colegas e trios. Alguns shows, aliás, têm qualidade estética duvidosa, mas são vendidos como de relevância artística (a ópera jorgeamadiana foi um deles)”.

O crítico também destila contra Márcio Victor, do Psirico. “Vejo o Psirico passar (este ano, na Barra-Ondina, domingo, no início da madrugada), e presencio apenas um vocalista/músico com síndrome de neguinha da Ribeira. E com muita briga em volta da passagem da banda”.

Hagamenon cita a música Circulou, das mais tocadas na folia, como sinalização de que a axé music “não precisa ser descerebrada e pode emplar uma canção com DNA de MPB e vocação para tocar durante todo o ano”. A canção foi composta por Magary Lord, Leonardo Reis e Fábio Alcântara. Confira a crítica completa de Hagamenon (leia aqui).








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia