WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate


alba










julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias






:: ‘segurança pública’

OPERAÇÃO APREENDE 44 CELULARES NO PRESÍDIO DE ITABUNA

O major Ferreira Lopes, diretor de Operações do 15º Batalhão de Policia Militar, revelou hoje que foram apreendidos 44 telefones celulares no Conjunto Penal de Itabuna. A apreensão ocorreu durante revista no Raio A do presídio itabunense.

– Há 30 dias na mesma operação apreendemos 33 celulares no Pavilhão 2 (raio B). É uma situação desconfortável. Temos uma unidade prisional com capacidade para 460 internos. Contudo, atualmente está ali 948 internos – disse em entrevista à Rádio Difusora.

Segundo ele, as operações conjuntas da Polícia Militar e Polícia Civil com o apoio das autoridades do Ministério Público do Estado e do Poder Judiciário vão continuar.

Há dez dias, o juiz da 2ª Vara Crime de Itabuna, Antônio Carlos Moraes, afirmou que os grupos dos raios A e B são responsáveis por 90% dos homicídios ocorridos este ano no município sul-baiano.

BANDIDOS ASSALTAM MADEIREIRA NO JAÇANÃ

Dois homens em uma moto assaltaram a Madeireira Belém, no Jaçanã, em Itabuna, hoje à tarde. Por volta das 14h30min, um dos bandidos entrou com arma em punho e anunciou o assalto. O outro ficou do lado de fora com a moto ligada e dando cobertura.

O bandido armado e usando capacete para não ser identificado rendeu funcionários, o dono da madeireira e um caminhoneiro que despachava carga na loja. Os bandidos levaram dinheiro e celulares.

CARRO É FURTADO NO CENTRO DE ITABUNA

Ladrões furtaram veículo Fiat Uno, branco, placa JNA-6011, por volta das 11h desta quinta-feira, 17, na Rua Armando Freire, no bairro Alto Mirante, próximo à ponte de pedestres do Conceição, em Itabuna.

O proprietário deixou o veículo no local e quando retornou o Fiat Uno já havia sido furtado. Informações do paradeiro do carro podem ser repassadas ao telefone 190 (Polícia Militar) ou 197 (Polícia Civil).

VIOLÊNCIA EM ITABUNA É DESTAQUE NACIONAL

Os altos índices de criminalidade colocaram Itabuna novamente em evidência na mídia nacional. Na semana passada, o Ministério da Justiça e o Instituto Sangari divulgaram o Mapa da Violência 2012 em que Itabuna figura em 8º lugar no ranking nacional entre municípios mais violentos (relembre aqui).

Hoje, o jornalístico matutino da Rede Globo, o Bom dia Brasil, mostrou como facções comandam o tráfico de drogas na principal economia do Sul do Estado (assista à matéria). Como revelado pelo juiz criminal Antonio Carlos Rodrigues mais cedo no PIMENTA, os criminosos ordenam do presídio cerca de 90% dos homicídios em Itabuna.

Aqui, faltam políticas sociais efetivas por parte da prefeitura e ações concretas de combate à violência por parte do governo baiano.

A promessa de instalação de uma delegacia de homicídios em Itabuna até o final deste semestre não deve ser cumprida pelo tempo exíguo. Já estamos no dia 15 de maio. Que, pelo menos, o governo baiano cumpra a segunda promessa, a instalação de uma Base Comunitária de Segurança, as UPPs baianas, até o final de 2012. Como temos mais de seis meses pela frente, dá tempo comprar/alugar o espaço para a Base de Segurança e treinar os policiais.

A área escolhida para instalação da Base de Segurança foi a região do Monte Cristo, região que concentra a maioria dos homicídios de Itabuna. As ruas são escuras e esburacadas, faltam áreas de lazer e o pouco que existe é abandonado.

“90% DOS HOMICÍDIOS EM ITABUNA SÃO ORDENADOS DE DENTRO DO PRESÍDIO”, AFIRMA JUIZ CRIMINAL

MAGISTRADO FAZ DURAS CRÍTICAS A DELEGADO
E AO SECRETÁRIO ESTADUAL DE SEGURANÇA

Autoridades debatem segurança pública na ACI (Foto Pimenta).

O juiz da 2ª Vara Crime de Itabuna, Antonio Carlos Rodrigues Moraes, apresentou um dado estarrecedor, na noite desta segunda, 14. “Cerca de 90% dos crimes de homicídio em Itabuna são ordenados de dentro do Presídio, que também é de onde é controlado o tráfico de drogas e entorpecentes”, disse.

O magistrado também fez duras críticas ao secretário estadual de Segurança Pública, Maurício Barbosa, e ao delegado-chefe da Polícia Civil, Hélio Jorge Paixão. Segundo o juiz, as duas autoridades desmarcaram reunião para debater segurança sem que apresentasse justificativa.

– Simplesmente mandaram fax cancelando o encontro. Parece que essas autoridades não têm compromisso algum com a cidade, apesar de ela figurar entre as dez mais violentas do País -, afirmou ao PIMENTA o juiz Antonio Carlos Moraes.

O juiz e autoridades em segurança pública participaram de reunião para debater o recrudescimento da criminalidade no município, que registrou dez homicídios em apenas seis dias.

O debate ocorreu no auditório da Associação Comercial de Itabuna (ACI). Nenhum delegado da Polícia Civil participou da reunião, embora tivesse sido anunciada a presença do coordenador regional da Polícia Civil, Moisés Damasceno.

O presidente da ACI, Eduardo Fontes, lembrou dos esforços da associação para instalar o sistema de videomonitoramento no centro, que parou de funcionar desde o fim das obras na avenida do Cinquentenário.

A prefeitura, disse, até o momento não fez repasse para manutenção das câmeras do sistema. O prefeito Capitão Azevedo (DEM) não participou da reunião, mas mandou representante.

PARA PROMOTOR, ÍNDICE DE VIOLÊNCIA EM ITABUNA DESMORALIZA INSTITUIÇÕES

Promotor Clodoaldo Anunciação: índices desmoralizam instituições.

O promotor público de Justiça e Cidadania, Clodoaldo Anunciação, participou da reunião na ACI, ontem. Para ele, os índices atuais da violência em Itabuna desmoralizam as instituições locais de defesa social e segurança pública. “Ninguém deseja ações espetaculares e cinematográficas, como as dos morros do Rio de Janeiro. O que se deseja é o cumprimento do plano municipal de combate à violência”, comentou.

O promotor público defendeu o combate à criminalidade com planejamento, efetividade e ações de permanência. Clodoaldo afirmou que a cidade tem ambiente propício para a escalada da violência Citou o “som infernal” de carros, as motocicletas de baixas cilindradas e sem licenciamento, conduzidas por pessoas desabilitadas, e o consumo desregrado de álcool em vários locais, incluindo postos de combustíveis.

PARA APARECER NA TV

O tenente-coronel Antonio Sebastião Santos Rocha, da Polícia Militar, defendeu ações de inteligência e maior integração entre as forças de segurança e a sociedade civil organizada, além da reativação do Conselho Comunitário de Segurança e Defesa Social.

O policial representou o comando regional da PM na reunião. Ele disse que adolescentes entre 12 e 16 anos são apreendidos andando armados com pistolas ponto 40 e 380 sob o falso argumento da vaidade de aparecer nos jornais e na TV.

– Parece incrível, mas, infelizmente, é com o que a polícia se depara nas blitzen. Então é preciso políticas públicas nas áreas de Saúde, Educação, Assistência Social para amparar as crianças e adolescentes retirando-as do mundo das drogas e da violência.

ASSASSINO DE REPRESENTANTE COMERCIAL VAI A JÚRI NA SEXTA

Traficante Bolota será julgado na quinta (Foto A Região).

O assassino do representante comercial Juvenal Nonato de Oliveira Filho vai a júri na próxima sexta, 18, no Fórum Ruy Barbosa, às 8h30min, em Itabuna, exatamente três anos após o crime. O traficante Sidmar Soares Santos, o Bolota, desferiu cinco tiros contra Juvenal Nonato ao confudir a vítima com um rival.

Juvenal acabava de participar de uma montaria quando foi atingido pelos tiros, todos disparados pelas costas.

Juvenal Nonato foi morto por engano.

O crime ocorreu em 17 de maio de 2009, na região entre os bairros Zizo e Pedro Jerônimo. O representante foi socorrido e levado para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), onde morreu na tarde do dia 18.

Bolota fugiu de Itabuna e foi preso em 26 de novembro de 2010. E acabou sendo pronunciado pela titular da Vara do Júri da Comarca de Itabuna, Cláudia Panetta. Juvenal Nonato residia na Rua Catucicaba, Conceição, Itabuna, e era conhecido como pessoa alegre e de fácil convivência.

PRESIDENTE DA ACI DIZ QUE SITUAÇÃO DA SEGURANÇA EM ITABUNA É “INSUSTENTÁVEL”

Fontes: situação insustentável.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, Eduardo Fontes, afirma que o aumento da criminalidade em Itabuna provocou queda nas vendas do comércio. “A situação está insustentável. Somente em três dias, no final da semana passada, foram registrados oito homicídios. Veja a que ponto chegamos”, indigna-se o dirigente.

O líder empresarial diz que o aumento do número de furtos, assaltos a mão armada e arrombamento de lojas tem sido apontado pelos empresários como responsável pela queda nas vendas.

O crescimento da violência levou a Associação Comercial a promover debate na próxima segunda-feira, 14, às 19h, no auditório da instituição, no edifício União Comercial. Foram convidados o delegado regional da 6ª Coordenadoria de Polícia Civil, Moisés Damasceno, o comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar, tenente coronel Marco Antonio Lemos, juízes e promotores de Justiça.

Na tarde de quarta-feira, 9, depois de ter sido assaltado pela quinta vez, o empresário Ronald Kalid afixou aviso na porta do Posto  de Atendimento Coelba Serviços, na casa lotérica Trevo da Sorte, na Avenida do Cinquentenário, centro: “Estamos fechados. Motivo assalto. 5 vezes este ano”.

Aviso no posto de atendimento: cinco assaltos neste ano (Foto Oziel Aragão/Agora).

SOLDADOR É EXECUTADO DENTRO DO PRÓPRIO CARRO POR CARONAS

Fabrício foi assassinado dentro do Gol (Fotos Oziel Aragão/Agora na Rede).

Três  homens são procurados pela polícia de Itabuna pelo assassinato do soldador Fabrício Santiago Brito, 30, crime ocorrido nesta tarde, 9, na Avenida Itajuípe, em Itabuna, próximo à BR-101. Os assassinos viajavam como caronas do soldador, que era usuário de drogas e estava em liberdade condicional.

O crime ocorreu dentro de um Volkswagen Gol (JNR-5561). Os matadores abriram as portas de caronas e fugiram logo após a execução. Este foi o 70º homicídio ocorrido em Itabuna desde o início do ano. Deste total, dez mortes violentas foram registradas só em maio.

A GUARDA MUNICIPAL E A OSTENSIVIDADE POLICIAL

José Januário Félix Neto | netto_felix74@hotmail.com

O sistema organizacional de segurança necessita de modificações. O aporte humano e técnico da GCM atuando em conjunto com as outras corporações policiais irá dar subsídios ao combate direto à criminalidade.

As Guardas Municipais têm sua criação histórica datada de 1550 em solo brasileiro. As Ordenações Afonsinas, Manuelinas e por fim o Livro V das Ordenanças Filipinas disciplinavam o processo de apuração criminal da época, prevendo as formas de crime e as penas aplicadas, sendo assim, seria necessário também um sistema estatal de repressão contra invasores de locais já conquistados e povoados.

Ao longo do tempo as Guardas Municipais tiveram várias denominações: Corpo de Milícia, Serviços de Ordenanças e Regimento de Cavalaria Regular da capital mineira, este predecessor da Polícia Militar de Minas Gerais, sendo a corporação militar estadual mais antiga do Brasil.

Com as publicações dos Decretos de números 667 e 1070, do ano de 1969, os municípios foram obrigados a modificar a natureza jurídica das Guardas Municipais, retirando a finalidade ostensiva e de prevenção da segurança pública, para pura e simplesmente serem órgãos componentes da administração pública com sua finalidade voltada para preservação dos bens móveis e imóveis do município.

Com o advento da Carta Magna de 1988, artigo 144 §8°, ficou a cargo do gestor municipal a sua nova finalidade restritiva, mas o artigo 78 da Lei 5.172/1966 disciplina categoricamente o Poder de Polícia de maneira inteligível, norteando juristas e doutrinadores no sentido de que não cabe tão-somente ao Estado via Polícia Militar órgão executivo de Segurança Pública, atribuição e competência exclusiva para atuação no policiamento ostensivo nas cidades de médio e grande porte dos entes federados.

:: LEIA MAIS »

ITABUNA MANTÉM 8º LUGAR ENTRE MUNICÍPIOS MAIS VIOLENTO DO PAÍS

Itabuna aparece no estudo na oitava posição nacional (Foto Tarso Soares).

Itabuna manteve o 8º lugar no ranking nacional dos municípios mais violentos do País e figura em 3º em nível estadual, com 210 homicídios, em 2010. O dado está no Mapa da Violência 2012, divulgado hoje, 7, pelo Instituto Sangari com o apoio do Ministério da Justiça.

A colocação é praticamente a mesma de 2009, com 232 homicídios, e  do ano anterior, com 208. O Mapa aponta que Ilhéus é o 90º mais violento do país. Simões Filho é campeão nacional. A turística Porto Seguro aparece na 5ª posição no ranking nacional e em 2º lugar em nível estadual. A capital baiana, Salvador, aparece em 85º lugar.

Embora liste a Bahia em 7º lugar nas taxas de crescimento da violência no País, o Instituto faz a ressalva de que “fica difícil tirar conclusões pelos dados da década, em virtude de problemas apontados com as informações no estado”. O estado apresenta violência epidêmica, conforme estatísticas internacionais.

O estudo diz que 15 municípios brasileiros têm taxas extremamente virulentas, que ultrapassam a casa dos 100 homicídios a cada faixa de 100 mil habitantes. Esses municípios praticamente quadruplicam a já elevada média nacional de 26,2 homicídios em 100 mil habitantes.

O trabalho coordenado pelo sociólogo Júlio Jacobo Weiselfisz apurou que em 2010, em 2.232 dos 5.565 municípios brasileiros não se registrou homicídio em 2010.

POLICIAL CIVIL QUE MATOU AGENTE PENITENCIÁRIO É TRANSFERIDO PARA SALVADOR

O policial civil Cantídio Nascimento Filho, 33 anos, foi transferido para a Corregedoria da Polícia Civil, em Salvador, onde ficará à disposição da Justiça e das autoridades policiais do Estado. Na madrugada de ontem, 6, Cantídio matou o agente penitenciário Marcone Pena dos Santos, 31, no parque de vaquejada Espora de Ouro, onde ocorria o Forró da Jacutinga.

Cantídio assediou a mulher de Marcone e os dois entraram em discussão. O policial civil sacou uma pistola Taurus ponto 40 e atirou no agente penitenciário, que morreu no local. Marcone tentou se proteger, mas o tiro atingiu-lhe a barriga.

O policial, que é lotado na Polícia Civil em Iguaí, foi preso em flagrante e apresentado ao plantão da 6ª Coordenadoria de Policia de Itabuna. Ele estava com um carregador e dez munições intactas e a pistola, que foram apreendidos. A arma usada no crime pertence à Secretaria de Segurança Pública.

ITABUNA REGISTRA 7 HOMICÍDIOS EM 30 HORAS

MUNICÍPIO ATINGE 68 HOMICÍDIOS EM 2012

Corpo do agente Marcone Pena morto por policial civil de Iguaí (Foto Radar Notícias).

Sete homicídios foram registrados pela Polícia Civil entre a noite de sexta, 4, e o início da madrugada deste domingo, 6, em Itabuna.

O último assassinato do final de semana ocorreu durante o Forró da Jacutinga, no Espora de Ouro, quando o policial civil Cantídio Nascimento Filho matou com um tiro o agente penitenciário Marcone Pena dos Santos, 31.

O policial assediou a esposa do agente penitenciário. Marcone e Cantídio entram em discussão, quando o policial civil puxou uma pistola e matou o agente. A vítima acabou baleada e morreu no local.

SÁBADO SANGRENTO

No sábado, 5, foram mortos o pedreiro Romilton Pereira dos Santos, conhecido como Neguinho, no bairro São Roque, e Izael Santos Ferreira e William de Melo Filho, vítimas de duplo homicídio no bairro Nova Itabuna.

José Amorim estava com Izael e William e acabou ferido nas costas e pernas. Ele está internado no Hospital de Base de Itabuna. Os tiros foram disparados por homens que chegaram ao local em um carro preto, conforme testemunhas.

O sábado sangrento também registrou o assassinato de Roberto Neves Florentino Vilela, 34 anos, encontrado morto com tiros na cabeça, por volta das 2h, na rua Belo Horizonte, na Mangabinha. Roberto vinha sendo ameaçado de morte, era usuário de drogas, mas não tinha passagem pela polícia.

As outras duas vítimas foram identificadas como Elton Jhon Rodrigo de Jesus, 24, morto também na Mangabinha, após discussão em um bar na Burundanga, e Ícaro Santos Souza, 19, assassinado na sexta, 4, no Jardim Grapiúna. A mãe do jovem confirmou que a vítima era usuário de drogas. Com informações do RadarAtualizada às 9h50min

PLACA APONTA ZONA DE ASSALTO NO CASTÁLIA

Placa no poste alerta moradores e transeuntes (Fotos Cláudio Rodrigues/Marcelo Berbert).

A bandidagem está aproveitando a falta de policiamento para agir com todo gás na via principal do Castália, a Rua João Timóteo, que liga o bairro ao centro da cidade.

Sem ter mais a quem apelar, um morador decidiu sinalizar a região mais alta da rua com uma plaquinha de alerta para os desavisados: “zona de assalto“.

Os assaltos são praticados por criminosos que residem em bairros próximos, como São Roque, Monte Cristo e Antique. A rua João Timóteo serve também de ligação para o bairro Novo Horizonte, um dos mais perigosos de Itabuna.

MOTO É FURTADA EM CENTRAL DE MOTOTÁXI

A polícia investiga o paradeiro de uma moto Dafra 150CC, cor prata, placa JRX-5244 (Itabuna-BA), furtada entre a noite de sexta-feira e madrugada de sábado, dias 13 e 14. O mais curioso é que o furto aconteceu na Mug Mototáxi, central de mototáxi localizada na Mangabinha, em Itabuna.

Familiares do mototaxista afirmam que o veículo foi deixado na central. Quando o jovem voltou na manhã de sábado para trabalhar, teve a surpresa. Informações do paradeiro da moto podem ser repassadas à polícia pelo telefone 197 ou (73) 8875-9981 (Cleide).

TRAFICANTE QUE TENTOU SUBORNAR POLICIAIS É CONDENADO A 11 ANOS DE PRISÃO

Weslei, no destaque, e o material apreendido: 11 anos de xilindró (Fotomontagem A Região).

O juiz da 2ª Vara Crime da comarca de Itabuna, Antonio Carlos Rodrigues de Moraes, condenou a 11 anos de prisão em regime fechado o traficante Weslei Sales de Camargo, que mantinha lava a jato na Beira-Rio, centro de Itabuna, como fachada para laboratório e tráfico de drogas.

Weslei foi preso em dezembro do ano passado por policiais militares e tentou livrar-se do flagrante oferecendo R$ 30 mil e um Fiat Pálio aos soldados.

Os policiais encontraram no lava a jato 5,8 quilos de cocaína, produtos químicos para refino de cocaína, munição e uma prensa hidráulica. A ação da polícia foi gravada e Weslei aparecia confessando que a droga produzida tinha como “público-alvo” a classe média itabunense. Informações d´A Região.

JOVEM É ASSASSINADO NO SÃO ROQUE

Anderson Brito Santos, 24, foi assassinado hoje à noite no condomínio Pedro Fontes I, no São Roque, em Itabuna. Foram quatro disparados contra o jovem que, segundo a família, tinha relações com o tráfico de drogas. O crime ocorreu por volta das 20h.

Os pais da vítima choravam o quinto filho assassinado por envolvimento com o crime, segundo o site Radar Notícias. Os bandidos invadiram o condomínio, localizado às margens do semianel rodoviária, para executar a vítima. Anderson foi a 51º homicídio registrado em Itabuna em 2012.

BAHIA LIDERA ASSASSINATOS CONTRA HOMOSSEXUAIS

O número de assassinatos de homossexuais no Brasil atingiu o ápice em 2011, chegando a 266, segundo o GGB (Grupo Gay da Bahia), que acompanha os casos desde a década de 1970.

Houve crescimento pelo sexto ano consecutivo e, de acordo com a entidade, 2012 deve registrar novo recorde. Isso porque, nos três primeiros meses deste ano, já houve 106 assassinatos.

Os dados divulgados pelo GGB se baseiam em notícias sobre os crimes veiculadas em jornais e na Internet.

Para o antropólogo Luiz Mott, fundador da entidade, o número real de mortes deve ser maior. Mott criticou o governo federal por não criar um banco de dados específico sobre crimes contra gays. “Esse banco de dados estava previsto desde o Plano Nacional de Direitos Humanos 2, de 2002. Nem Lula nem Dilma cumpriram essa obrigação”, disse.

De acordo com o relatório, a maior parte dos assassinatos foi contra gays (60%), seguido de travestis (37%) e lésbicas (3%).

Os Estados com mais mortes foram Bahia (28), Pernambuco (25) e São Paulo (24).

Em 2010, 260 homossexuais foram mortos. As estatísticas começaram a subir a partir de 2006, quando foram registrados 112 assassinatos. Informações do portal Uol.

ASSALTANTE É PRESO ARMADO NO “BURACO DA GIA”

Assaltante Anderson Silva Santos foi preso, armado, no Buraco da Gia.

O assaltante Anderson Silva dos Santos, 28, foi preso nesta manhã de quinta, 5, na rua São João, na localidade conhecida como Buraco da Gia (bairro Zizo), em Itabuna. Durante a abordagem feita por guarnição do Ronda nos Bairros, policiais militares apreenderam máquina fotográfica e três celulares roubados por Anderson, que estava armado com revólver calibre 32 com duas munições.

Os policiais receberam diversas denúncias contra Anderson, que age principalmente na região dos bairros Conceição e São Caetano. Nos celulares e máquina fotográfica, os policiais conferiram diversas fotos de vítimas do assaltante.

Anderson foi preso e conduzido ao Complexo Policial de Itabuna. Policiais que participaram da abordagem solicitam que as vítimas se dirijam imediatamente ao Complexo Policial para fazer o reconhecimento de Anderson.

Reforço A polícia está reforçando as ações de repressão a roubo nesta véspera de Sexta-Feira da Paixão e de Páscoa, conforme o comando do 15º Batalhão da PM. Aumentaram também as abordagens a pessoas, carros e motos neste período.

“PERTO INCOMODA, LONGE FAZ FALTA”

Ontem à noite, jornalista que acompanha as estatísticas da segurança pública em Itabuna fazia observação pertinente em bate-papo com o PIMENTA: o número de homicídios no município caiu bastante nos últimos dias, justamente quando as polícias civil e militar apertaram o cerco ao crime, tendo como alvo principal o tráfico de drogas.

O último homicídio em Itabuna ocorreu há oito dias. A polícia tem realizado operações nas áreas mais violentas da cidade e nos principais pontos do tráfico no município. À primeira vista, está dando resultado. Hoje, por exemplo, diversas viaturas e homens das polícias civil e militar cercam o bairro Novo Horizonte.

Polícia cerca o Novo Horizonte nesta manhã de quina-feira (Foto Oziel Aragão/Agora na Rede).

POLÍCIA ENCONTRA DROGAS, ARMAS ARTESANAIS E 30 CELULARES EM REVISTA NO PRESÍDIO

Presídio de Itabuna, onde ocorreram as apreensões.

Mais parecia uma loja de revenda de aparelhos telefônicos celulares. Na revista que a polícia militar fez durante um dia no Conjunto Penal de Itabuna, concluída no final da tarde de segunda, 2, foram encontrados 30 aparelhos celulares com os internos.

Além disso, foi encontrada quantidade não informada de maconha e armas de fabricação artesanal, feitas com barras de ferro das próprias celas. A revista ocorreu logo após uma tentativa de fuga neste final de semana no Raio B, quando detentos escavavam tubulação do vaso sanitário de uma das celas.

O presídio de Itabuna foi construído para, no máximo, 478 internos, mas abriga cerca de 1.030, parte é preso provisório misturado à que já responde condenação.

O diretor do presídio, capitão Fábio Santana, confirmou ao PIMENTA que houve apreensão de drogas, armas artesanais e celulares, mas afirmou que a quantidade de aparelhos não seria 30. “Por questões de segurança, eu não posso revelar a quantidade”. O diretor também não informou as quantidades de drogas e armas.

Ele afirmou que o conjunto penal enfrenta problemas quanto ao grau de frequência de bloqueio de celulares, devido a várias notificações da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). “Se colocarmos na frequência máxima, Ferradas (comunidade vizinha ao presídio) fica sem comunicação. Ficamos sempre mudando a posição do bloqueador até o dia que possamos usar no grau máximo”.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia