WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘sindicato’

SINDICATO NEGA FUNCIONAMENTO AMPLIADO DO COMÉRCIO NO DIA 21

O Sindicato dos Comerciários de Itabuna contraria informação da Prefeitura, de que o comércio local terá seu funcionamento ampliado no próximo dia 21, um sábado, quando a tocha olímpica passará pela cidade.

Por meio de nota, a entidade esclarece que a mudança no horário tradicional de funcionamento do comércio somente pode ocorrer via convenção coletiva ou aditivo a este documento. “Como nenhum acordo foi assinado neste sentido (de ampliação do horário de funcionamento do comércio na data supracitada) informamos que no dia 21 de maio, o comércio de Itabuna funcionará normalmente até 12h00min”, diz a nota do sindicato.

Ontem (10), o governo municipal informou que o comércio funcionaria das 8 às 18 horas no dia 21 de maio. Divulgou também que haverá alterações no trânsito, com proibição do tráfego e estacionamento de veículos em diversas avenidas da cidade, entre elas a Cinquentenário (confira).

AMEAÇA DE NOVA GREVE NA EDUCAÇÃO DE ITABUNA

Na primeira paralisação, foram 73 dias de greve com ocupação do gabinete do prefeito.

Na primeira paralisação, foram 73 dias de greve com ocupação do gabinete do prefeito.

Do Jornal das Sete | Morena FM

A queda de braço entre a Prefeitura de Itabuna e o sindicato dos professores da rede municipal está longe do fim e o ano letivo dos quase 20 mil estudantes está seriamente ameaçado.

Na terça (1º), o Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, concedeu liminar suspendendo a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5), que julgou a greve dos professores abusiva.

Os ministros consideraram legal a paralisação dos profissionais da educação em Itabuna legal. Com a nova decisão, a diretoria do sindicato ameaça entrar em greve para reivindicar reajuste salarial de 13,01%.

O sindicato não informou quando será realizada assembleia para votação da proposta de uma nova greve. Na primeira, os professores paralisaram as atividades por 73 dias.

Após o fim da greve, foi elaborado um novo calendário para o ano letivo de 2015, previsto para terminar somente em 26 de fevereiro do ano que vem. Uma nova greve pode anular o ano letivo.

ELEIÇÃO DO SINDSERV

Os servidores municipais de Itabuna elegem nesta sexta-feira (18) a nova diretoria de seu sindicato, o Sindserv. A votação começou às 8 horas e será concluída às 17h, havendo três urnas itinerantes que estão sendo levadas até as repartições, e uma fixa na sede da entidade, na Rua Ruffo Galvão.

Apenas uma chapa, apoiada pela atual diretoria, está inscrita no pleito. Ela é encabeçada pela técnica de enfermagem Wilmaci Oliveira.

COMERCIÁRIOS APRESENTAM REIVINDICAÇÕES

queda-de-braço-g-20120713-1Está prestes a começar a queda de braço entre comerciários e comerciantes de Itabuna em torno da campanha salarial. A data-base dos trabalhadores é próxima ao período de funcionamento especial do comércio, por ocasião das festas de fim de ano, o que serve como moeda de troca e costuma aumentar a tensão das negociações.

O Sindicato dos Comerciários já apresentou sua pauta de reivindicações ao Sindicom (Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista), incluindo entre os principais itens um reajuste com base no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado, mais 10% de ganho real, piso inicial de R$ 730,00 e valor da hora extra 70% maior que a hora normal.

A pauta será discutida pelo patronato nesta quarta-feira, 16, a partir das 18 horas, no auditório do Sindicom. Após a apresentação de contraproposta, terão início as rodadas de negociações.

COMÉRCIO PARA NO CARNAVAL

folgaOs estabelecimentos do comércio de Itabuna estarão fechados na segunda e na terça-feira de Carnaval, dias 11 e 12. O não funcionamento está previsto na Convenção Coletiva firmada entre os lojistas e o Sindicato dos Comerciários. No sábado, 9, as lojas funcionam normalmente.

Não há qualquer determinação sobre o comércio na Quarta-Feira de Cinzas, mas a maioria das lojas deverá abrir somente a partir do meio-dia, acompanhando o horário bancário.

Os bancos também não funcionam na segunda e na terça.

13 ANOS DO SINTRATEC

O Sindicato dos Trabalhadores Têxteis e Calçadistas do Sule Extremo-Sul da Bahia (Sintratec), que tem sede em Itabuna, comemora 13 anos de fundação no próximo dia 9 de dezembro. A data será festejada a partir das 9 horas, no Itabuna Esporte Clube.

Estão programados torneio de futebol, música ao vivo e sorteio de prêmios entre os associados.

COMERCIANTES PREOCUPADOS

Funcionamento do comércio à noite depende de acordo entre trabalhadores e patrões

No impasse instalado nas negociações entre Sindicato dos Comerciários e a representação patronal, os lojistas começam a ficar seriamente preocupados com a possibilidade de que o funcionamento do comércio em horário diferenciado no período natalino acabe se tornando inviável.

A dificuldade na mesa de negociação é maior em dois pontos. Um é o reajuste salarial, pois os trabalhadores querem 12%, enquanto os patrões oferecem 6,6%. O outro é a exigência dos comerciários de folga no dia 31 de dezembro.

Para o Sindicom, representante patronal, “o funcionamento do comércio em horário especial no período natalino está ameaçado de não acontecer devido à intransigência do Sindicato dos comerciários.

A entidade reúne seus associados nesta segunda-feira, 3, a partir das 19 horas, em sua sede, para ver se encontra uma solução.

NOVELA REPETIDA NO COMÉRCIO

Comerciários e lojistas de Itabuna voltam a travar um cabo de guerra ao som de canções de Natal.

Como a proximidade dos festejos de fim de ano coincide com as discussões em torno da campanha salarial dos trabalhadores, a necessidade de ampliação do funcionamento do comércio vira moeda na barganha.

Os comerciários reivindicam reajuste salarial de 12%, enquanto o segmento patronal oferece pouco mais da metade: 6,6%. As negociações estão travadas.

Fala o presidente do sindicato, Gilson Costa: “sem assinatura da Convenção Coletiva, o comércio, assim como as lojas do shopping e as do São Caetano, fica impedido de funcionar em horários especiais e no período natalino”.

O filme é repetido. No final, as partes se acertam e as lojas abrem em horário diferenciado no mês de dezembro. É assim todos os anos.

CONFUSÃO SINDICAL DEIXA TRABALHADOR A PÉ

Ônibus parados, trabalhadores e estudantes a pé – esse foi o cenário hoje em Ilhéus (foto Blog Rumas)

Um verdadeiro rebu envolvendo a disputa pelo comando do Sindicato dos Rodoviários de Ilhéus deixou grande parte da população da cidade a pé nesta segunda-feira, 12. O motivo foi um protesto coordenado por integrantes de uma chapa que não conseguiu participar da eleição da entidade, ocorrida hoje.

Apesar de contar com apoio maciço da categoria, a chapa 3 foi alvo de uma operação que teria sido articulada pelas empresas do setor de transporte coletivo. A estratégia utilizada foi incentivar a renúncia do próprio candidato a presidente pela chapa, que desistiu de participar da eleição alegando manipulação política no grupo, que tem por trás o vereador Jailson Nascimento (PMN) e o sindicalista e ex-candidato a deputado federal Bebeto (PSB). As outras duas chapas que disputaram o pleito são ligadas à União Geral dos Trabalhadores e à Força Sindical.

Quem acabou sofrendo as consequências dessa briga foi o usuário do transporte, já que os membros da chapa 3 articularam uma paralisação geral do serviço. Nas ruas, o que se via eram filas de ônibus parados, trabalhadores e estudantes a pé e muita confusão no trânsito. Com informações do blog Rumas.

REUNIÃO DO STERT

Acontece nesta quinta-feira, 12, a partir das 17 horas, na Sala Radialista Edinho Nascimento, que funciona na Câmara Municipal de Ilhéus, a primeira reunião ordinária do Sindicato dos Trabalhadores em Rádio e Televisão do município, no ano de 2012.

Entre os assuntos da pauta, estão pendências para a evolução de projetos feitos em 2012, como a “Quinta do Rádio”, seminário sobre ética e curso de inglês básico. Também serão discutidos o recadastramento da categoria e  situação junto à Delegacia Regional do Trabalho (DRT).

Clique aqui para ler a convocação.

SERVIDORES RETADOS DA VIDA

O Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna (Sindserv) continuam exigindo a aprovação do projeto que torna lei o acordo coletivo celebrado com a Prefeitura em 2011. O documento tem a assinatura do prefeito Capitão Azevedo, mas ficou parado na Secretaria de Governo.

Uma assembleia da categoria está marcada para hoje (15), às 17 horas, no auditório do Sindicato dos Comerciários. A presidente do Sindserv, Karla Lúcia, diz que pretende “discutir formas de luta contra o desrespeito do prefeito e seus secretários”.

O SALÁRIO CAIU

A provedoria da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna pagou nesta sexta (9) o salário de fevereiro dos 1.800 funcionários e eliminou risco de greve. A paralisação estava prometida para hoje e foi suspensa com a promessa da direção da instituição.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna (Sintesi), Raimundo Santana, destacou a grande participação dos funcionários nas assembleias ocorridas no sindicato e nos hospitais.

PRESSÃO NO CAPITÃO

O Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna vai fazer zuada no pé do ouvido do prefeito Capitão Azevedo nesta sexta-feira, dia 9. A partir das 11 horas, a categoria estará em frente à Prefeitura, num protesto pelo cumprimento do acordo coletivo assinado com o governo em dezembro do ano passado.

A entidade lembra que o acordo resultou de intensa negociação e foi assinado pelo prefeito, além da procuradora-geral do município, Juliana Burgos, e o secretário de Administração, Maurício Athayde. De acordo com a presidente do sindicato, Karla Lúcia, o secretário de Governo, Carlos Burgos, opera para impedir que o combinado seja cumprido.

O ato para pressionar o prefeito leva o nome “Cumpre, Capitão!”. Para não perder a viagem, servidores da saúde também também vão participar da manifestação, já que seus salários estão atrasados. O grito destes será: “Paga, Magela!”.

PERITOS COBRAM SOLUÇÃO POLÍTICA

O Sindicato dos Peritos Criminalísticos da Bahia divulgou nota, na qual aponta falta de habilidade do governo estadual para negociar politicamente uma saída para a crise instalada a partir da greve dos policiais militares. A entidade observa que “a sociedade baiana se encontra refém do caos”, mas discorda da “conotação marginal” que o governo dá ao movimento grevista.

Os representantes dos peritos criminais reconhecem que há exageros nas ações de alguns policiais e defende que os abusos sejam apurados, e seus responsáveis punidos pelos excessos cometidos. Mas reforça que a greve é justa e conclama o governo a sentar na mesa de negociação. De acordo com o sindicato, “as entidades de classe têm muita dificuldade de dialogar com este governo”.

A entidade avalia que a demora do governo em negociar gerou “o desfecho lamentável da greve”, que hoje completou sete dias e produziu uma situação de caos, mortes e milhões em prejuízos materiais na capital baiana e em cidades do interior.

SINDICATO PLANTA ÁRVORES

Para compensar a derrubada de uma castanheira que havia em frente à sua sede, o Sindicato dos Bancários de Itabuna tomou uma iniciativa que merece ser louvada e servir de exemplo: mandou plantar dez mudas de ipê amarelo na Avenida Juracy Magalhães.

De acordo com o sindicato, a castanheira teve que ser retirada porque estava ameaçando a estrutura da sede. Além das mudas de ipê, que foram plantadas ontem, a diretoria da entidade já tinha mandado plantar uma palmeira imperial em frente ao imóvel onde funciona, na Rua Duque de Caxias.

O vice-presidente do sindicato, Luís Sena, diz que “essa é uma iniciativa cidadã, em prol da melhoria da qualidade de vida em Itabuna”.

BOMPREÇO DEMITE 12 EM ITABUNA

O Sindicato dos Comerciários de Itabuna se prepara para fazer barulho no hipermercado Bompreço. O motivo é a recém-anunciada demissão de 12 funcionários da unidade local, o que, para o Sindicato, foi um “presente de grego” em meio às festas de fim de ano.

“O Bompreço bateu recorde de vendas este ano e agora dá esse presente de grego aos funcionários e clientes”, afirma o presidente do Sindicato, Gilson Araújo. Ele diz que as demissões contribuem para aumentar o nível de stress e registro de doenças ocupacionais nos funcionários que ficam, considerando que a redução do quadro implica em aumento da carga de trabalho para os “sobreviventes”.

Outra vítima das demissões, segundo o sindicalista, são os clientes do hipermercado, em virtude da perda de qualidade do serviço. “Os clientes enfrentarão filas mais longas, além de empacotar suas mercadorias”, cita Araújo.

O MEDO DO SERVIDOR

Presidente do Sindiserv diz que denunciará governo se houver atraso no décimo terceiro

O funcionalismo da Prefeitura de Itabuna tem sido vítima de frequentes atrasos no pagamento dos salários, o que já provoca temor com relação ao Natal. A folha de novembro foi paga somente na sexta-feira, 9, e o Sindicato dos Servidores Municipais já se prepara para fazer barulho, caso o governo não quite o décimo terceiro até o dia 20, conforme prevê a lei.

“Estamos de sobreaviso”, afirma a presidente do sindicato, Karla Lúcia Oliveira. Caso haja atraso no abono de Natal, a entidade pretende encaminhar representação contra o governo no Ministério Público do Trabalho.

AGENTE DE SAÚDE DENUNCIA CONSELHO

Candidato à reeleição como vice-presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde de Itabuna, Josivaldo Gonçalves acusa o Conselho Municipal de Saúde de interferir na sucessão do Sindiacs. Segundo Gonçalves, o Conselho está empenhado na campanha de Valter Prado, que faz parte do CMS.

O candidato a vice afirma que o Conselho se tornou um QG da chapa 2, encabeçada por Prado. “Em vez de isenção, há aparelhamento”, critica Gonçalves, que compõe chapa 1, na qual está à frente Roberto Lima Machado. Gonçalves afirma que o conselheiro Steve Campos Miranda, indicado pelo Conselho para compor a comissão eleitoral, trabalha em favor da chapa 2.

COMERCIÁRIOS DIZEM QUE PATRÕES TENTAM LEVAR CAMPANHA SALARIAL EM “BANHO MARIA”

Comerciários e patrões: impaciência na mesa de negociação

Como de costume, a campanha salarial dos trabalhadores do comércio de Itabuna se desenrola – para não dizer “se enrola” – em clima tenso e confuso. Já houve cinco rodadas de negociação sem que os representantes de empregados e patrões tenham chegado a um acordo.

Na última reunião, a diretoria do Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista, patronal, pediu mais tempo para avaliar as reivindicações do Sindicato dos Comerciários, o que causou irritação. Para o presidente dos comerciários, Gilson Costa, há uma tentativa dos lojistas de levar a negociação em “banho maria”. Irônico, Costa diz que “nesse ritmo o acordo só sai na Copa do Mundo de 2014”.

Ironias à parte, a negociação não pode demorar tanto, já que ela envolve a aprovação da convenção coletiva 2011-2012. A última convenção está vencida desde o dia 31 de outubro e é este documento que normatiza o funcionamento especial do comércio, como a abertura das lojas do Jequitibá Plaza Shopping, aos domingos e feriados. “A não assinatura poderá desorganizar o comércio de Itabuna”, adverte Costa.

O impasse na mesa de negociação tem a ver com os reajustes pedidos pelos comerciários. Para um office-boy, por exemplo, o Sindicato reivindica remuneração de R$ 640,00, mas os empregadores só querem pagar R$ 600,00. Os representantes dos comerciários dizem que este valor é menor do que a previsão do salário mínimo que vigora a partir do ano que vem.

SINDICATO FECHA LOJA DA INSINUANTE EM ITABUNA

Protesto obrigou a loja a fechar as portas

Mesmo em meio a uma reforma, com poeira pra todo lado, funcionários da loja Insinuante situada na Praça Adami, em Itabuna, trabalhavam normalmente na manhã desta segunda-feira, 25. Quer dizer, normalmente é modo de falar…

Para evitar a inalação das partículas suspensas no ar, todos usavam máscaras, o que não evitava totalmente o incômodo causado pela nuvem de poeira. O Sindicato dos Comerciários considerou a situação absurda e fez um protesto que obrigou a gerência da loja a fechar as portas e dispensar o pessoal.

Funcionários trabalhavam com máscara para se proteger da poeira

Segundo o presidente do sindicato, Jairo Araújo, a loja funcionava sem a menor condição. “Não temos nada contra a Insinuante modernizar sua loja, mas que o faça de portas fechadas, sem a presença dos trabalhadores”, afirmou. Ele explicou que, no interior do estabelecimento, o gesso do teto estava sendo desmontado e partes do piso eram quebradas enquanto os funcionários tentavam se proteger com máscaras. Do lado de fora, uma grande quantidade de entulho se acumulava.

Araújo diz que vai exigir que a loja fique fechada até o término da reforma. Caso contrário, ele afirma que encaminhará denúncia ao Ministério Público do Trabalho.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia