cidadelle

abril 2014
D S T Q Q S S
« mar    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  


itao

:: ‘Suzana Andrade’

SECRETÁRIA DE AZEVEDO VAI A JÚRI POPULAR

Suzana vai a júri popular (Foto Pimenta).

A Justiça decidiu levar a júri popular a servidora comissionada da prefeitura de Itabuna, Suzana Andrade. A secretária particular do prefeito Capitão Azevedo (DEM) foi ouvida nesta terça-feira (25) pela titular da Vara do Júri e Execuções Penais da Comarca de Itabuna, Cláudia Panetta.

Suzana será julgada pelo assassinato do marido Alex Silva Santos, em 22 de novembro de 2009, na residência do casal, no Parque Boa Vista, em Itabuna. Ela inicialmente disse à polícia que o crime teria sido cometido por dois homens e relacionou a morte do marido a dívidas com o tráfico de drogas.

Escutas telefônicas e o resultado dos laudos da perícia desmentiram a versão de Suzana. Ela é apontada como autora dos tiros fatais contra o esposo.

A secretária particular do prefeito de Itabuna foi devolvida à Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), onde ganhou uma sala exclusiva, desde ontem, no setor administrativo. De acordo com o jornal A Região Online, Suzana aguardará o julgamento em liberdade.

JUSTIÇA ILHEENSE OUVE TESTEMUNHAS DO “CASO ALEX”

Suzana é a principal acusada de matar Alex

A Justiça ilheense ouvirá, nesta tarde, três testemunhas do assassinato do servidor público Alex Santos, morto há um ano no Parque Verde, em Itabuna.

Elas serão ouvidas pelo juiz da Vara do Júri, Gustavo Henrique Almeida Lira, no Fórum Epaminondas Berbert. A audiência ocorre em Ilhéus porque as testemunhas residem naquele município.

Alex Santos foi morto em novembro do ano passado em circunstâncias ainda misteriosas. Investigações e escutas telefônicas feitas pela Polícia Civil em Itabuna apontam a esposa de Alex, Suzana Andrade, como a autora dos tiros fatais contra o servidor.

Suzana era secretária particular do prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo (DEM). Ela ficou presa no Conjunto Penal de Itabuna entre 23 de agosto e 26 de outubro deste ano, quando obteve alvará de soltura.

SECRETÁRIA DE AZEVEDO ESTÁ EM LIBERDADE

Depois de ficar mais de dois meses presa no Conjunto Penal de Itabuna, a secretária Suzana Andrade, acusada de matar o próprio companheiro Alex Santos, obteve habeas corpus do Tribunal de Justiça e foi posta em liberdade nesta terça-feira, 26.

Para a polícia, Suzana efetuou os dois tiros pelas costas que tiraram a vida de Alex Santos. O crime foi cometido em novembro do ano passado.

Suzana, que é secretária do prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, foi presa no dia 23 de agosto, na antessala do prefeito. Ao Pimenta, o advogado da acusada, Carlos Burgos, afirmou que sua cliente cumpre todos os requisitos para responder ao processo em liberdade e que não havia fundamentação para a prisão preventiva.

CASO SUZANA: AZEVEDO DEPÕE DIA 11

Os depoimentos do prefeito Capitão Azevedo (DEM) e da secretária Joelma Santos foram remarcados para o dia 11 de outubro pelo juiz substituto da Vara do Júri da Comarca de Itabuna, André Britto. Joelma e Azevedo foram arrolados como testemunhas de defesa da secretária particular do prefeito, Suzana Andrade, acusada de matar o marido em novembro do ano passado.

Ontem, o juiz André Britto fez a oitiva de testemunhas de acusação e defesa. Os depoimentos terminaram por volta das 19h40min de ontem, no Fórum Ruy Barbosa. Temendo perseguição, algumas testemunhas exigiram que Suzana Andrade não acompanhasse os seus depoimentos, e a acusada foi levada para a antessala do espaço reservado para as audiências de ontem.

A secretária particular do prefeito de Itabuna está presa desde o dia 23 de agosto no Conjunto Penal de Itabuna. Ela é acusada de matar a tiros o marido e servidor público Alex Santos, crime ocorrido em novembro do ano passado.

Após a oitiva de ontem, Suzana retornou para o Conjunto Penal de Itabuna. Só após os depoimentos a Justiça definirá se a acusada vai a júri popular.

CASO SUZANA ANDRADE: AZEVEDO SERÁ OUVIDO

Suzana Andrade era secretária particular de Azevedo (foto Fábio Roberto/Pimenta)

O prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo (DEM), foi arrolado como testemunha de defesa da sua secretária particular Suzana Andrade, acusada de assassinar o marido, Alex Santos, em novembro do ano passado.

Suzana encontra-se desde o início da manhã no Fórum Ruy Barbosa em Itabuna. Cerca de 20 testemunhas de defesa e de acusação estão sendo ouvidas pelo juiz substituto da Vara do Júri, André Britto.

Conforme a assessoria do magistrado, Azevedo deverá ser ouvido ao final desta tarde ou nesta terça-feira, 28. A informação inicial é de que o prefeito deveria prestar depoimento ainda hoje, mas estaria fora da cidade, viajando.

Suzana Andrade foi presa no dia 23 de agosto, após nove meses de investigações que apontaram a secretária particular como a responsável pela execução do marido, Alex Santos, no dia 22 de novembro do ano passado.

Numa entrevista ao Pimenta na Muqueca, Sione Porto, a delegada que investigou o caso, disse não ter dúvidas de que foi Suzana quem disparou os tiros fatais contra Alex, sendo um na nuca e outro nas costas.

Atualizado às 18h04min

JUSTIÇA OUVE SUZANA ANDRADE

Acusada de matar o seu companheiro, Alex Santos, em novembro de 2009, a secretária do prefeito de Itabuna, Suzana Andrade, encontra-se neste momento em uma sala na Vara do Júri da comarca, onde será ouvida em instantes pelo juiz André Britto.

Também serão ouvidos nesta audiência outros três acusados de envolvimento no homicídio: Adaíres Andrade Rodrigues (irmã de Suzana), José Calixto de Andrade (primo) e Edson Dias Rodrigues (pai). Além deles, várias testemunhas foram intimadas a prestar depoimento.

A audiência começou às 9 horas e foi interrompida há pouco, devendo ser retomada às 13h30min. Apenas as testemunhas falaram com o juiz, que deverá ouvir os acusados na parte da tarde.

Não está sendo permitido o acesso da imprensa à sala onde os depoimentos são colhidos.

AMEAÇA DE SUZANA

Secretária do prefeito de Itabuna está presa desde o dia 23 de agosto

Entediada e desconfortável com a temporada no Conjunto Penal de Itabuna, a secretária do prefeito José Nilton Azevedo, Suzana Andrade, estaria ameaçando gente que prometeu tirá-la da prisão, mas não cumpriu.

Suzana se encontra atrás das grades desde o dia 23 de agosto, sob acusação de homicídio. De acordo com a polícia, ela matou o próprio companheiro, Alex Santos, com dois tiros pelas costas.

Consta que o advogado da secretária, Carlos Burgos, impetrou pedido de habeas corpus junto ao Tribunal de Justiça, mas a corte negou o benefício. A negativa teria irritado Suzana e, de acordo com o blog do radialista Reginaldo Silva,  a acusada mandou recado “para uma autoridade executiva de uma cidade da América Latina”.

SUZANA CONTINUA NA FOLHA

Presa, mas perigosa, Suzana Andrade mantém prestígio no governo

Apesar de se encontrar engaiolada há 23 dias, sob acusação de homicídio, a secretária do prefeito de Itabuna, Suzana Andrade, continua lotada em seu cargo no principal gabinete do Centro Administrativo Firmino Alves.

Logicamente, a moça que a delegada Sione Porto diz ter matado com extrema frieza o próprio companheiro só despacha atualmente nas dependências do Conjunto Penal, mas estaria com o “cabide” na Prefeitura assegurado por conta do alto grau de conhecimento que possui.

Por esse conhecimento, entenda-se informações privilegiadas, cuja divulgação seria de grande inconveniência para gente poderosa… 

Outros 44 desafortunados não tiveram a quem se apegar e foram inapelavelmente descartados (confira em post mais abaixo).

MÁ NOTÍCIA PARA SUZANA ANDRADE

Suzana foi presa no dia 23 de agosto, na antessala do prefeito de Itabuna (foto Fábio Roberto / Pimenta)

Presa há 13 dias no Conjunto Penal de Itabuna, a secretária do prefeito Capitão Azevedo, Suzana Andrade, deve amargar mais tempo na cadeia do que previa o seu advogado, Carlos Burgos.

O advogado, que é também o secretário da Fazenda do município, passou quatro dias em Salvador tentando obter liminar num pedido de habeas corpus em favor de Suzana. De acordo com o site Cia da Notícia, a missão não logrou êxito.

A disposição do TJ é definir-se sobre a preventiva da secretária somente num julgamento de mérito, e não em sede de liminar.

Suzana Andrade é apontada como a autora dos dois tiros que mataram seu próprio companheiro, Alex Santos. O crime foi cometido no dia 21 de novembro do ano passado.

É MELHOR PREVENIR…

O ex-prefeito Fernando Gomes, raposa velha, andou repassando alguns conselhos para a sua criatura política, o prefeito Capitão Azevedo (DEM).

Para Cuma, “Zevedim” poderia ter evitado o desgaste que teve, com repercussão nacional, se tivesse afastado do seu gabinete a secretária particular Suzana Andrade, acusado de matar o marido, Alex Santos.

Suzana, como se sabe, foi presa na segunda-feira, 23, na antessala de Azevedo, após nove meses de investigações da polícia.

PRISÃO DE SECRETÁRIA REPERCUTE

Suzana chega algemada ao complexo (Foto Fábio Roberto/Pimenta)

Alguns dos principais portais e jornais do país repercutiram a prisão de Suzana Andrade, secretária particular do prefeito de Itabuna. O jornal O Globo destaca as contradições da secretária nos depoimentos à polícia (leia aqui).

O portal Terra observa que Suzana atribuía a morte do marido, Alex Santos, a quatro homens que invadiram a residência, no Parque Verde, quando ela teria sido a autora, pelo menos intelectual, do crime (veja).

Suzana Andrade foi presa ainda ontem à tarde (dia 23) quando trabalhava no gabinete do prefeito José Nilton Azevedo. Investigações e quebra de sigilo possibilitaram à polícia concluir que ela foi a autora do crime, que teria a participação do seu pai e de uma irmã.

Suzana, após ser ouvida pela delegada Sione Porto e passar por exames, foi levada para o Conjunto Penal de Itabuna.

CONFIRA AINDA:
SUZANA FOI PRESA NA ANTESSALA DE AZEVEDO
“SUZANA FOI A AUTORA DOS DISPAROS”, DIZ DELEGADA
DELEGADA FALA SOBRE O CRIME DE SUZANA ANDRADE. OUÇA!

SUZANA FOI PRESA NA ANTESSALA DE AZEVEDO

A suspeita de assassinato, quando entrava no Complexo Policial algemada (foto Fábio Roberto)

Apontada como autora intelectual do homicídio de Alex Santos, no dia 21 de novembro de 2009, a esposa da vítima, Suzana Andrade, foi presa nesta tarde, no Centro Administrativo Firmino Alves, sede da Prefeitura Muncipal. Ela se encontrava mais precisamente na antessala do prefeito José Nilton Azevedo, de quem é secretária.

A prisão de Suzana Andrade foi determinada pela justiça, acatando pedido da delegada Sione Porto, que preside o inquérito. Os agentes da Polícia Civil algemaram a suspeita ainda na Prefeitura e a conduziram até o Complexo Policial, onde ela foi submetida a exame de saúde, antes de ser encaminhada a uma cela no Conjunto Penal de Itabuna.

As investigações apontaram a existência de fortes indícios de que Suzana Andrade tenha encomendado a morte de seu esposo. O casal estava em casa, no Parque Verde, quando os assassinos entraram e tiraram a vida de Alex Santos.

À polícia, Suzana contou que se escondeu no quintal da casa e por isso não teria visto o rosto dos homicidas. As várias inconsistências em seu depoimento a levaram à condição de principal suspeita do crime.

‘CASO ALEX’

A delegada Sione Porto concluiu o inquérito sobre o assassinato do servidor público municipal Alex Santos, assassinado no dia 21 de novembro do ano passado, na própria residência, no Parque Verde. As suspeitas de autoria do crime recaem sobre a esposa do servidor, Suzana Andrade, secretária particular do gabinete do prefeito de Itabuna.

Sione, no entanto, nada quis adiantar nada à imprensa. O inquérito foi remetido à Justiça após a chegada do lado de reconstituição do crime.

TÁ LIBERADA!

A secretária do prefeito Capitão Azevedo,  Suzana Andrade, está de volta às suas atividades laborais. Depois de um tempo sem aparecer no emprego, ela foi ‘autorizada’ a voltar a bater ponto no gabinete pelo advogado Carlos Burgos, que não vê risco dela ser presa em Itabuna.

Suzana havia se dado férias após rumores de que sua prisão preventiva teria sido pedida à justiça, no início de janeiro. Ela, viúva do servidor municipal Alex Silva Santos, morto a tiros em 21 de novembro do ano pasado, passou a integrar o rol dos suspeitos no decorrer da investigação do assassinato do marido.

Agora, porém, tudo parece ter voltado ao normal. Burgos é o secretário municipal da Fazenda e também faz a defesa de Suzana, secretária particular de Azevedo.

PRISÃO DA SECRETÁRIA DE AZEVEDO (POR ENQUANTO) É BOATO

Nada tem de oficial as informações que cortam o céu de Itabuna nesta noite de segunda-feira sobre a suposta prisão da secretária do gabinete do prefeito Capitão Azevedo, Suzana Andrade. “A informação de que a prisão dela foi pedida, deferida e cumprida carece totalmente de confirmação”, afirmam informantes palacianos.

Fonte da Polícia Civil também nos diz que nada lhe foi passado sobre isso – o que deveria ocorrer, caso tivesse sido confirmada a situação. As primeiras informações davam conta de que seu pedido de prisão teria sido feito à juíza da 1ª Vara Crime de Itabuna, Antônia Marina Aparecida de Paula Faleiros.

No dia 18 de dezembro, a polícia civil fez a reconstituição do crime do qual foi vítima Alex Silva Santos, 30, servidor da prefeitura de Itabuna e esposo de Suzana Andrade.

Alex foi assassinado no dia 21 de novembro, por volta das 22h, na Rua A, 12, Parque Verde. A viúva Suzana Andrade figuraria entre os suspeitos de participação no crime. O Pimenta tentará informações seguras e as postará, assim que possível.

POLÍCIA RECONSTITUI CRIME QUE ENVOLVE SECRETÁRIA DE PREFEITO

A polícia civil fará, ainda hoje, a reconstituição do crime do qual foi vítima Alex Silva Santos, 30, servidor da prefeitura de Itabuna e esposo da secretária de gabinete, Suzana Andrade.

A reconstituição ocorre quase um mês após o crime. No dia 21 de novembro, por volta das 22h, Alex foi executado com dois tiros na Rua A, 12, Parque Verde. Um homem teria entrado na residência e atirado contra Alex. Suzana Andrade disse ainda que, ao perceber que o homem estava armado, correu para o fundo do quintal, quando ocorreram os disparos fatais.

A versão de Suzana é questionada pela polícia. A secretária-particular do prefeito Capitão Azevedo (DEM) tornou-se a principal suspeita do assassinato e nessa condição foi ouvida pela polícia, no dia 27, quando se apresentou com o advogado Carlos Burgos. O depoimento durou mais de cinco horas.

PREOCUPADO

A morte misteriosa do servidor público Alex Santos levou preocupação ao gabinete do prefeito Capitão Azevedo.

O crime até aqui tem como peça-chave a secretária-particular do gabinete do prefeito, Suzana Andrade. Não foi à toa que o advogado escalado para  a defesa de Suzana foi o experiente Carlos Burgos, que também é secretário de Fazenda de Itabuna.