WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘telefonia’

LIGAÇÕES DE FIXO PARA MÓVEL FICAM MAIS BARATAS A PARTIR DE HOJE

Ligações de fixo para móvel ficam mais baratas

A partir de hoje (25), as ligações locais e interurbanas de telefones fixos para móveis ficarão mais baratas. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a redução das chamadas locais vai variar entre 10,58% e 12,75% e a das tarifas interurbanas, entre 3,98% e 7,41%.]

A queda vai ocorrer devido à redução das tarifas de interconexão, que é o valor cobrado de uma empresa pelo uso da rede de outra operadora para a realização de serviços. O cálculo das tarifas é feito pela Anatel. De acordo com a agência, as tarifas de interconexão foram usadas inicialmente para subsidiar a instalação de redes das operadoras móveis.

A redução das tarifas vale para as ligações originadas nas redes das concessionárias de telefonia fixa – Oi, Telefônica, CTBC, Embratel e Sercomtel – destinadas às operadoras móveis. O preço médio das ligações locais de telefone fixo para móvel vai passar de R$ 0,18 para R$ 0,12, sem imposto.

Para as ligações interurbanas feitas de fixo para móvel com DDD iniciando com o mesmo dígito, por exemplo, DDDs 61 (Brasília) para 62 (Goiânia), o preço médio cairá de R$ 0,55 para R$ 0,39. Enquanto o preço médio das demais ligações interurbanas de fixo para celular, vai ser reduzido de R$ 0,62 para R$ 0,45. :: LEIA MAIS »

VIVO-GVT PREPARA OFENSIVA CONTRA OI-VELOX EM ITABUNA

vivoitabuna

A Vivo ampliará a sua presença em Itabuna com mais investimento em telefonia fixa e passará a oferecer internet banda larga no município. É ofensiva contra o monopólio da Oi.

A operadora, que recentemente comprou a GVT, começou a instalar 240 mil metros de fibra ótica na cidade. Também oferecerá serviço de TV por assinatura.

Logo após comprar a GVT, a Telefônica-Vivo iniciou os estudos georreferenciados de Itabuna, há dois anos, como informou o PIMENTA (relembre aqui). A operadora concluiu pela viabilidade dos investimentos na principal economia sul-baiana e já iniciou a expansão.

De acordo com fonte do mercado, a empresa oferecerá internet com até 300 MB de velocidade no município. Já a Oi, que se encontra em processo de recuperação judicial, oferece velocidade máxima de 35MB, para empresas. Oficialmente, a empresa não fala do plano de investimentos no sul da Bahia.

Atualização às 18h11min (12/06) – A Vivo informou, por meio de sua assessoria, que a rede fixa será lançada em Itabuna ainda em 2017, assim como em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano. De acordo com a empresa, Itabuna será a primeira cidade baiana a ter cobertura 100% fibra ótica até a residência do cliente.

NÚMERO DE CELULAR GANHA NONO DÍGITO NA BAHIA, MINAS E SERGIPE

A partir de hoje, é necessário acrescentar o nove antes de ligar para celulares da Bahia.

A partir de hoje, é necessário acrescentar o nove antes de ligar para celulares da Bahia.

A partir de hoje (11) os telefones celulares dos estados de Minas Gerais, da Bahia e de Sergipe passam a ter mais um dígito. Quem fizer ligações de qualquer lugar do país, seja de telefone fixo ou móvel, para celulares desses estados terá de acrescentar o 9 antes do número do telefone. A mudança vale também para o envio de mensagens de texto.

Para que a rede e os usuários se adaptem à mudança, as chamadas feitas com os antigos oito dígitos serão completadas normalmente até o dia 20 deste mês. Do dia 21 até 18 de janeiro de 2016, se o número 9 não for incluído, a ligação feita para o celular não será completada e o usuário escutará uma mensagem de aviso sobre a mudança.

Depois do dia 18 de janeiro, as ligações feitas com oito números não serão completadas. Para as mensagens de texto, o envio sem o nono algarismo será permitido até o dia 19 de novembro.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o objetivo da mudança é atender à crescente demanda por celulares no país. A alteração já foi feita no Amazonas, em Roraima, no Pará, Amapá, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, na Paraíba, em Pernambuco, Alagoas, no Espírito Santo, Rio de Janeiro e em São Paulo.

Até 31 de dezembro do ano que vem, todo o país terá o nono dígito implantado para telefones celulares.
Quem tem telefone celular pré-pago não precisa se preocupar. De acordo com a Anatel, o saldo e a validade dos créditos não sofrerão alteração. A agência informa também que cabe ao usuário fazer a atualização da agenda de contatos. Informações da Agência Brasil.

GOVERNO LIBERA CORREIOS PARA OPERAR TELEFONIA CELULAR

smartphoneDa Agência Brasil

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) deverá começar a oferecer, até o fim do ano, serviços de telefonia celular. A autorização do Ministério das Comunicações para a prestação de serviços de telefonia móvel virtual, chamada de MVNO (Mobile Virtual Network Operator, ou operadora móvel com rede virtual, em tradução livre), foi divulgada esta semana e permite que a estatal firme parceria com empresas do setor de telecomunicações para oferecer o serviço a seus clientes.

A primeira etapa de atuação dos Correios, prevista para ser implantada em outubro, terá a comercialização de chips e recarga de créditos. A segunda etapa incluirá venda de aparelhos e está prevista para o primeiro semestre de 2015. A previsão é levar o serviço a 8 milhões de pessoas em cinco anos, tanto nos grandes centros, como em localidades menores e mais remotas. O serviço de MVNO consiste na prestação do serviço móvel celular por meio da rede de uma operadora tradicional, atuando sem rede própria em nichos de mercado onde as operadoras tradicionais não tenham interesse de atuar.

O regulamento que criou o operador virtual foi aprovado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em em 2010, para permitir o ingresso no mercado de prestadores que não têm licença para uso de frequências nem infraestrutura de rede de telecomunicações.

Para prestar o serviço, os operadores virtuais precisam firmar acordos comerciais com operadores móveis tradicionais, que têm licença e infraestrutura em operação. As empresas que oferecem o serviço alternativo têm obrigações semelhantes às de uma empresa tradicional de telefonia móvel, inclusive no cumprimento do Código de Defesa do Consumidor.

TENTATIVAS DE FRAUDE CONTRA O CONSUMIDOR AUMENTARAM 8,2%, DIZ SERASA

fraude consumidorAgência Brasil

As tentativas de fraude contra o consumidor aumentaram 8,2% em janeiro deste ano, na comparação com o mesmo mês de 2013, de acordo com o indicador da empresa de consultoria Serasa Experian. Foram registradas, no mês, 186.549 tentativas de fraude, o que representa uma tentativa a cada 14,4 segundos no país. Em relação a dezembro, houve queda de 2%.

A Serasa considera tentativa de fraude contra o consumidor o roubo de identidade, em que dados pessoais são usados por criminosos para firmar negócios sob falsidade ideológica, ou obter crédito com a intenção de não honrar os pagamentos.

Entre os segmentos, a telefonia respondeu por quase metade das tentativas de fraude. Foram, em janeiro, 84.310 registros, o que representa 45,2% do total. O setor de serviços, que inclui construtoras, imobiliárias e seguradoras, teve 51.517 registros, o equivalente a 27,6% do total.

Os bancos ficaram em terceiro lugar no ranking de registros. Em janeiro, foram 33.734 tentativas de fraude, o que representa 18,1% do total. O segmento varejista teve 13.531 mil tentativas, ou seja, 7,3% do montante.

:: LEIA MAIS »

ALÉM DA QUEDA…

Clientes do serviço de telefonia móvel da Oi, na modalidade pré-pago, estão se queixando por outro motivo, além das mais de nove horas de “caladão”, das 15h50 de ontem até a 1h10 de hoje.

Outra razão para bronca é que, nesta manhã de quarta-feira, 4, usuários estão recebendo mensagens de texto informando sobre débito de ligações que não foram realizadas.

Aos lesados, o remédio é Anatel.

PORTO SEGURO COM REDE 4G

A partir desta sexta (30), quatro localidades de Porto Seguro passam a contar com rede 4G pela operadora Vivo. A rede que é até 10 vezes mais veloz que a 3G foi ativada na região central, no Baianão, em Arraial D’ Ajuda e na Praia de Mundaí.

É o terceiro município baiano a contar com serviço de telefonia móvel de última geração. Além de Porto, Salvador e Mata de São João já dispõem do 4G. De acordo com comunicado da operadora, Porto, segundo principal destino turístico do estado, possui alta demanda por serviços de dados.

ÍNDICE REVELA QUE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÃO PIORARAM EM DEZ ANOS

telefoniaBruno Bocchini | Agência Brasil

O índice de satisfação do usuário referente a 2012, divulgado hoje (6) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), mostra uma piora na avaliação dos serviços prestados pelas concessionárias, em comparação com a última pesquisa feita em 2002.

A nota dada pelos clientes ao serviço de telefonia celular pós pago foi 53,7 (em uma escala de 0 – muito insatisfeito – a 100 – muito satisfeito), ante a nota de 71,4 dada em 2002. Para o serviço de telefonia celular pré pago, a nota foi 60, na pequisa atual, e 77,5 em 2002. De acordo com a Anatel, a partir da nota 62,5 o usuário pode ser considerado satisfeito com o serviço.

Em relação à telefonia fixa residencial, a nota foi 58,9 contra 72,1 da em 2002. A telefonia fixa não residencial recebeu avaliação 60, ante a nota 77,5 dada pelos usuários há dez anos.

O serviço de telefonia pública (orelhões) foi o pior avaliado: recebeu nota 19,4, muito abaixo da avaliação de 2002 (44,6). Já o serviço de TV por assinatura via satélite foi um dos melhores avaliados: obteve nota 72,2, melhor que na avaliação de 2002 (71,6).

A TV por assinatura via rádio recebeu nota 60,7, ante 72 da pesquisa de 2002. A TV por assinatura a cabo foi avaliado com a nota 56,5 ante nota de 68,2 em 2002.

TIM É CONSIDERADA A PIOR DA TELEFONIA CELULAR

tim3A pesquisa ainda trouxe a avaliação dos usuários de acordo com as concessionárias que oferecem os serviços. No entanto, não foi fornecido o comparativo com 2002. Na telefonia celular pós-paga a empresa melhor avaliada foi a Sercomtel, com 61,1, e a pior, a TIM, com nota 49,8. Na telefonia celular pré-paga, a Sercomtel também obteve a melhor avaliação, 63,8, e a TIM a pior, 58,6.

Na telefonia fixa residencial, a GVT foi a melhor avaliada, com nota 67,1, e a Telefônica a pior, com 55,4. Na telefonia fixa não residencial, com 65,8,a Sercomtel recebeu maior nota. A Oi foi a pior. Ela obteve a nota 59. No serviço de telefonia pública (orelhões), a Sercomtel foi a melhor avaliada, 49,5, e a Embratel a pior, com 33,8.

No serviço de TV por assinatura via satélite, a NossaTV foi a melhor avaliada (75,89), e a CTBC, a pior. com 67,02. Na TV por assinatura via rádio, a GVT recebeu a maior nota (68,66) e a FlexTV NorTV obteve a pior, com 55,15. Na TV a cabo, a Jangadeiro recebeu a maior nota, 60,42, e a TV Nordeste a pior, com 49,75.

A pesquisa foi feita com base em cerca de 200 mil entrevistas com usuários dos serviços de telecomunicação no país. As avaliações reunidas conforme os grupos empresarias proprietários das concessionárias serão divulgadas em breve, informou a Anatel.

A reportagem tentou hoje, sem sucesso, contactar as assessorias de imprensa das empresas.

OI CASTIGA USUÁRIO COM “CALADÃO”

oiClientes da operadora Oi que residem na região do bairro Castália e imediações, em Itabuna, estão há três dias sem conseguir fazer ou receber ligações no serviço móvel. Basta entrar no bairro que os aparelhos ficam inoperantes, informando “falha de conexão”.

Na noite desta segunda-feira, 25, um cliente ligou para a operadora e foi informado de que há de fato um problema com o sinal nessa área e a previsão é de que o transtorno seja eliminado até o dia 1º de março. Ou seja, o “caladão” iniciado no último sábado deve prosseguir até a próxima sexta.

O mais grave é que, apesar de ser um problema que afeta um grande número de usuários, a Oi não toma a iniciativa de informar as “vítimas”, limitando-se a explicar o que ocorre apenas quando algum cliente resolve se queixar.

Um detalhe é que em grande parte do bairro Castália os serviços de telefonia móvel são precários, e os da Oi ganham de todos os demais em matéria de falta de qualidade. Quem insiste em manter linhas da operadora, é porque é muito teimoso, masoquista ou porque tem o telefone móvel agregado a outros serviços da operadora, como internet e linha fixa (o tal “Oi Conta Total”).

VANE ANUNCIA FÁBRICA DA DEL VALLE E PROGRAMA PARA 10 MIL CRIANÇAS E JOVENS

(Fotos Gabriel Oliveira)

(Fotos Gabriel Oliveira)

O prefeito Claudevane Leite (Vane do Renascer) disse que estão adiantadas as negociações do governo estadual para que a fábrica de sucos Del Valle, da Coca-Cola Company, seja instalada em Itabuna. A unidade deverá se instalar no Distrito Industrial, às margens da BR-415. Uma área de 72 hectares foi desapropriada pelo governador Jaques Wagner para criar o distrito e abrigar indústrias como a Del Valle.

Durante entrevista exclusiva ao PIMENTA, o prefeito itabunense também revelou a criação do que considera o maior programa social da história do município. A iniciativa envolverá 10 mil crianças e adolescentes em atividades de inclusão por meio do esporte e deverá começar “nos próximos meses”. É uma das cartadas para tentar diminuir os índices de violência no município e integra as ações do programa Cidade de Paz, prometido em campanha.

Vane também comentou sobre a força do PCdoB no governo e negou que os comunistas tenham sido desleais. “Eu desafio aqui os meios de comunicação ou qualquer pessoa a dizer onde foi que o PCdoB avançou sinal”.

A entrevista também aborda duas questões caras nesse início de governo: a nomeação – e exoneração – de azevedistas e as dívidas deixadas pelo ex-prefeito Capitão Azevedo (DEM).  Apenas com a Marquise, cita, foram R$ 12 milhões não pagos, além de R$ 1 milhão com a Oi, o que deixou prefeitura e redes de educação e saúde sem telefone e internet, afetando, por exemplo, a marcação de exames e consultas. Confira principais trechos da entrevista.

BLOG PIMENTA – A mudança foi o lema da sua campanha, mas a sua gestão manteve quadros e situações do governo passado. Com isso, não há uma quebra de expectativa? O senhor não acha que faltaram ações de impacto que marcassem a diferença de um momento para o outro?

CLAUDEVANE LEITE – Eu acredito que houve choque de gestão com a revisão, agora, de todos os contratos feitos de 2009 para cá. Conseguimos reduzir o valor da maioria dos contratos. Dos cargos comissionados, nós preenchemos apenas 40%, o que é muito difícil um prefeito fazer. Quanto aos comissionados do governo anterior, foram 9, 10 pessoas, não era uma multidão e, até onde eu sei, não eram pessoas envolvidas com nada de errado. Nós terminamos por exonerá-las,  exatamente porque a opinião pública não aceitava. [A nomeação] talvez tenha sido um equívoco. Os que ficaram são efetivos e quem errou vai responder. Vamos enviar [as provas] para o Ministério Público estadual.

BP – Numa entrevista, o senhor disse que nomeou algumas das pessoas do governo passado, apresentadas pelos seus secretários,  sem mesmo conhecê-las. Essa surpresa se deu também com o ex-secretário José Alencar?

CL – Não. José Alencar é um bom técnico, tem trânsito muito bom no governo federal e tinha uma boa equipe de planejamento, de projetos. No primeiro momento, a gente precisou ficar com algumas pessoas aqui para passar informações de projetos. Chegamos e não tínhamos conhecimento de como estavam os projetos. Uma dessas pessoas foi José Alencar, que ficou e nos ajudou muito.

BP – Essa necessidade seria um indicativo de que não houve transição efetivamente?

CL – Houve transição, trabalhamos, mas, efetivamente, o governo anterior não encaminhou todas as informações. Até agora, eles não passaram as informações contábeis. Marcam a data e não cumprem. Estamos em nossa auditoria interna e vamos contratar empresa.

BP – Fará auditoria externa?

CL – Exatamente. Estamos conversando com várias empresas. Vamos fechar essa auditoria externa até a próxima semana.

Vane entrevista Pimenta5 foto Gabriel Oliveira______________

NOMEAÇÃO DE AZEVEDISTAS: Foram 9, 10 pessoas, não era uma multidão. Nós terminamos por exonerá-las,  exatamente porque a opinião pública não aceitava.

 

BP – Nos levantamentos internos, o que já foi detectado?

CL – O comprometimento das finanças, as dívidas deixadas, sem dúvida, são os maiores problemas. Itabuna está no Cadin [Cadastro de Inadimplentes] e, por isso, não pode pleitear muitos dos convênios federais por causa da inadimplência. Só de INSS, são R$ 250 milhões em dívidas. Isso é histórico, vem de muito tempo. Temos dívida de R$ 19 milhões com empresas de lixo. São R$ 12 milhões com a Marquise e R$ 7 milhões da Torre.

BP – Como será solucionado este impasse com a Marquise, que tem contrato até setembro?

CL – A Marquise está trazendo muita dificuldade para gente. Aqui em Itabuna, já encontramos empresas que podem fazer o serviço pela metade do preço da Marquise, mas com qualidade. Óbvio que iremos ver isso por meio de licitação. Ainda falando dos problemas encontrados, o ex-prefeito também não pagou os servidores, que precisam receber, mas como é que você paga R$ 11 milhões nessa dificuldade? Outro problema muito grave é com a telefônica Oi. Deixaram R$ 1 milhão de débito. A gente não tem como quitar R$ 1 milhão de um dia para o outro. Em janeiro, tivemos um mês infeliz. Nossa arrecadação caiu de R$ 23 milhões, em janeiro de 2012, para R$ 18 milhões em 2013. 70% da nossa frota estava praticamente sem funcionar, inclusive a patrulha mecânica, equipamento novo. Temos também o alto percentual gasto com a folha de pagamento. Apenas a folha dos efetivos já é muito alta e isso é extremamente preocupante.

BP – Muitos municípios têm sofrido com esse aumento do percentual de gasto com a folha não pelo empreguismo, mas por causa da queda de arrecadação. Qual a saída para aumentar receita?

CL – Nós temos que trabalhar com austeridade e buscar aumentar a receita própria, mas sem aumento ou criação de impostos, e vamos fazer isso. Volto a dizer que cortamos as funções gratificadas e deixamos de preencher 60% dos cargos comissionados como medidas de economia. Mas vamos ter que contratar para a saúde, educação, assistência social. Precisamos estruturar a saúde para que todos os postos estejam funcionando em março. A saúde está sendo preparada para receber a Plena.

______________Vane entrevista Pimenta 6 Foto Gabriel Oliveira

DÍVIDAS E GESTÃO: Nossa perspectiva é de um cenário melhor a partir de abril, mas já estamos fazendo muito dentro do possível. Nós pegamos uma prefeitura com débito e sem dinheiro em caixa.

BP – O retorno do Comando Único estaria condicionado, ainda, ao pagamento de dívidas deixadas em 2008, quando o município perdeu a gestão plena?

CL – Este não é um complicador para que o comando único retorne. O mais importante é melhorar a atenção básica. Nós estamos acelerando para que isso aconteça.

BP – O senhor traz um retrato de “terra arrasada”. Há perspectiva de quando o governo começa a trabalhar dentro de um cenário mais otimista?

CL – Tivemos uma melhora em fevereiro, mas nossa perspectiva é de um cenário melhor a partir de abril, mas já estamos fazendo muito dentro do possível. Nós pegamos uma prefeitura com débito e sem dinheiro em caixa. Estamos regularizando a dívida com o servidor, contratamos 150 pessoas para varrição de ruas, poda, jardinagem e estamos com operação tapa-buracos e iluminando as vias. A cidade não está melhor, mais limpa, por causa desse problema com a Marquise, que faz a coleta de resíduos sólidos. O Hospital de Base já deu uma melhorada, mesmo com toda a dificuldade. As consultas médicas estão sendo marcadas. Gente que estava há oito meses sem marcar exame já  está conseguindo.

BP – Mas quem procurou marcar consulta no início de fevereiro enfrentou dificuldades.

CL – Com certeza, mas isso foi por causa do sistema que é ligado à Oi, a quem a prefeitura deve R$ 1 milhão. Esse foi um problema operacional, que já estamos regularizando. A gente começou a limpar a cidade, tapar os buracos e limpar canais. O canal do São Caetano há seis anos que não passava por limpeza e nós começamos a limpar. E o da Califórnia, também. Então, a gente acredita que de abril em diante a gente comece a avançar muito mais.

BP – As feiras livres de Itabuna sempre foram sujas, mas hoje estão ainda mais. O centro comercial está muito sujo. O que fazer?

CL – O centro comercial é um condomínio e precisa dar uma resposta. Diante da dificuldade toda que temos, estamos fazendo grande esforço. Queria antecipar que, na conversa com o governador Wagner, nós tratamos da revitalização das feiras livres. Outro assunto foi a volta do Comando Único do SUS. A gente não quer apenas melhoramento, mas fazer revitalização total das feiras. As feiras são questão de saúde pública e um pedido de Itabuna. As feiras do São Caetano e Califórnia têm canais sujos, com ratos, urubus… Nós solicitamos ao governador, e ele pediu para encaminhar projeto. Pensamos em feira com estacionamento, pavimentos e que as pessoas que trabalham lá possam aumentar sua renda.

Vane entrevista Pimenta5 foto Gabriel Oliveira______________

FEIRAS LIVRES: As feiras são questão de saúde pública. A gente não quer apenas melhoramento, mas fazer revitalização total das feiras.

 

 

BP – Esses projetos das feiras livres implicam em mudança de local?

CL – Não temos intenção de mudança de local. Pedimos mais algumas coisas ao governador, a exemplo dos canais e apoio para a pavimentação dos bairros.

BP – Na última entrevista ao blog, ainda na condição de prefeito eleito, o senhor falou que um dos assuntos da audiência seria a geração de empregos, atração de indústrias. Isso foi tratado?

CL – Sim, o governo já desapropriou área de 72 hectares para a Sudic. Virá uma empresa para cá. Estou muito preocupado porque 90% das pessoas que vêm à Prefeitura estão em busca de emprego. Nesses 50 dias de governo, já me reuni com mais de 20 empresários. Todas essas 20 virão para Itabuna? Não, mas tentaremos trazê-las. Nós fomos o primeiro prefeito da Bahia que criou a Sala do Empreendedor, com o Sebrae, para que o pequeno empreendedor saia de lá com tudo prontinho, tenha também acesso a crédito, junto com a Caixa [Econômica Federal]. Essa semana, também, já tivemos com o Banco do Povo, para que a prefeitura possa dar suporte financeiro para que possamos expandir o microcrédito. A visão nossa é ampla, estamos preocupados com a questão da saúde, da educação, do emprego, da violência.

BP – Qual a empresa que ocupará essa área do distrito industrial?

CL – É a indústria de sucos Del Valle (da Coca-Cola) e já é uma negociação que está bem adiantada. Mas temos também aquela área onde funcionou a Kildare, que eu penso em utilizar para instalar uma incubadora de pequenas e médias empresas. Hoje nós temos diversas empresas interessadas naquele espaço e nós estamos avançando nisso, embora ainda haja uma questão judicial a ser resolvida. Mas estamos muito preocupados com a questão do emprego e renda em Itabuna.

BP – Existe possibilidade de negociação amigável com os Kaufmann, que reivindicam os galpões?

CL – Na verdade, hoje a Prefeitura tem o domínio da área, mas ainda há questões a serem vencidas.

Vane entrevista Pimenta 7 foto Gabriel Oliveira______________

VIOLÊNCIA E CIDADE DE PAZ: A cada ano a violência aumenta e isso é uma coisa que nos deixa extremamente preocupados. O ano de 2013, particularmente, começou dando sinais de que será pior nesse aspecto.

BP – Como o governo está se mobilizando para transformar em realidade o projeto Cidade de Paz, que foi um de seus compromissos de campanha?

CL – Na última década, os índices mostram que a cada ano a violência aumenta e isso é uma coisa que nos deixa extremamente preocupados. O ano de 2013, particularmente, começou dando sinais de que será pior nesse aspecto. Nós vamos procurar resolver isso, fazendo políticas públicas. Temos feito diversas reuniões com nossos secretários e todas as ações, principalmente na cultura, na Fundação Marimbeta, Secretaria de Esportes, de Educação, é visando promover programas e projetos voltados à inclusão social. O que precisamos fazer é trabalhar a criança e o adolescente para reduzir sua vulnerabilidade. Estamos articulando junto ao Pronatec [Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego] a atração de diversos cursos profissionalizantes. Além da ampliação da renda, queremos oferecer esse treinamento e mais opções no que se refere ao esporte e à cultura.

BP – Já existe algum projeto pelo menos em vias de ser concretizado?

CL – Nós ainda não estamos divulgando na imprensa, mas nos próximos meses vamos lançar um programa que vai atender 10 mil crianças e adolescentes. Será o maior programa social da história de Itabuna. Somente na Vila Olímpica, sede da Usemi (União dos Servidores Municipais de Itabuna) e no Itabunão (Estádio Luiz Viana Filho),  teremos vaga para 3 mil crianças praticarem esportes. Outras 2 mil serão acolhidas na Fundação Marimbeta e mais 5 mil pela Ficc [Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania]. Será o primeiro grande passo que daremos em relação às políticas públicas de inclusão, mas também de prevenção. Itabuna terá uma programação cultural e esportiva que jamais teve. Queremos fazer grandes festivais culturais e muitas competições esportivas para que, nos próximos anos, em vez de ver a  violência aumentar, possamos vê-la diminuir.

CLIQUE NO LINK ABAIXO E CONFIRA TODA A ENTREVISTA
:: LEIA MAIS »

PANE DA OI

A sexta-feira começa com os telefones da Oi sem funcionar em Itabuna, um problema que se torna cada vez mais corriqueiro. Não é à toa que a opeeradora levou recentemente uma multa de R$ 34 milhões por descumprir metas de qualidade.

Servicinho ruim…

TELEFONIA FIXA TERÁ METAS DE QUALIDADE

Da Agência Estado

Depois de enquadrar as empresas de telecomunicações com regras duras e punições severas pela má prestação dos serviços de telefonia/internet móvel e TV por assinatura, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai exigir mais qualidade também nas ligações de telefones fixos. A modalidade, que vem perdendo espaço no faturamento das grandes empresas do mercado, terá que cumprir novas – e rigorosas – metas a partir de junho deste ano.

O Regulamento de Qualidade para a telefonia fixa foi aprovado no dia 20 de dezembro do ano passado, mas só foi publicado hoje pela agência reguladora no Diário Oficial da União. De acordo com a norma, serão enquadradas todas as operadoras e autorizadas que tenham mais de 50 mil clientes.

A principal alteração do regulamento diz respeito às exigências para completar chamadas. Pelas regras vigentes atualmente, as companhias estavam obrigadas a completar apenas 70% das ligações locais. Com a alteração, a meta passou para 93%, reduzindo a tolerância com congestionamentos de rede para apenas 7% das chamadas. Da mesma forma, a meta de completamento das ligações de longa distância nacionais e internacionais passou para 92%, admitindo-se perdas em somente 8% das tentativas.

Leia mais

R$ 45 BI EMBUTIDOS NAS CONTAS DE TELEFONE

Ilustração do site Vergonha Nacional

Da Agência Brasil

Os consumidores pagaram, nos nove primeiros meses do ano, R$ 45 bilhões em tributos embutidos nas contas de telefonia, montante 5,6%¨superior ao registrado no mesmo período do ano passado. Isso significa R$ 6,9 milhões em impostos por hora. O levantamento foi divulgado hoje (14) pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil).

Esses tributos impactam diretamente o preço dos serviços. De acordo com a entidade, os impostos e contribuições elevaram as tarifas em 46% em 2012. Para cada R$ 100 de serviço prestado, o cidadão pagou R$ 146 em média.

O tributo que mais contribuiu para a carga tributária das contas de telefonia foi o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), de responsabilidade dos estados, cujo pagamento somou R$ 25 bilhões de janeiro a setembro. Segundo a Telebrasil, a arrecadação desse tributo cresceu o dobro da expansão do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro desde a privatização das telecomunicações, em 1998.

Leia mais

PANE DA OI EM ITABUNA DESDE DOMINGO

Torre da Oi entre o Parque São João e o Castália (foto Pimenta)

Clientes da Oi em Itabuna reclamam de dificuldades para utilizar o serviço desde ontem (dia 2). A falha de conexão atinge principalmente os bairros Pontalzinho, Parque São João e Castália, e estaria relacionada à instalação de uma torre da operadora entre estas duas últimas comunidades.

Técnicos de uma empresa contratada pela Oi trabalharam na antena neste domingo. O equipamento foi instalado recentemente para melhorar o sinal na região, que sofre há bastante tempo com o mau atendimento no que se refere à telefonia móvel.

Apesar dos transtornos e prejuízos, a Oi não informa oficialmente a causa do problema.

OI SEM SINAL

Clientes da operadora de telefonia Oi em Itabuna voltam a reclamar de problemas no sinal. Nesta manhã de segunda-feira, 3, está impossível fazer ou receber ligações, e a informação é de falha na conexão.

Esse tipo de problema é corriqueiro com a Oi e a empresa não se preocupa em dar satisfações aos usuários. Não é à toa que é uma das campeãs em queixas no Procon.

CELULARES DA BAHIA TERÃO NONO DÍGITO EM 2015

Assim como já foi implementado na Região Metropolitana de São Paulo, os telefones celulares de todo o País adotarão o nono dígito para permitir a ampliação da quantidade de linhas. Na Bahia, a previsão é de que o número 9, antecedendo os prefixos atuais, será utilizado a partir do final de 2015.

Os estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo vão incorporar o nono dígito a partir de 31 de janeiro de 2014 e, até o final deste mesmo ano, a mudança ocorre no Amazonas, Amapá, Maranhão, Pará e Roraima.

Além da Bahia, os estados que adotarão o nono dígito a partir do final de 2015 são Alagoas, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Os últimos a mudar os números dos celulares, até 31 de dezembro de 2016, serão Acre, Distrito Federal, os estados das regiões Centro-Oeste e Sul, além de Rondônia e Tocantins.

MS: GAGOS TÊM 50% “OFF” NA CONTA DE CELULAR

Do Estadão

A falta de definição sobre regras nacionais na telefonia gerou pelo menos um caso inusitado, no Estado de Mato Grosso do Sul: desde 2009, uma lei estadual exige desconto de 50% nas tarifas de telefone celular “aos cidadãos portadores de distúrbios na fluência e temporalização da fala”. Ou seja: os gagos pagam metade da conta do celular por levar mais tempo para falar o mesmo que outras pessoas.

A legislação foi apelidada pelo setor de telefonia móvel como “Lei do Gago” e vem sendo questionada na Justiça pelas operadoras de telefonia, que reclamam da dificuldade de fiscalização desse benefício.

De acordo com o texto da lei estadual, o desconto na conta dos telefones celulares vale para quem “apresentar avaliação efetuada por fonoaudiólogo especializado em fluência, comprovando a sua condição”.

A legislação sul mato-grossense também determina que as operadoras devem instalar nos telefones “bloqueadores visando a não utilização indevida”, algo que as empresas dizem ser impossível de fazer.

A OI PERDE ESPAÇO

Do Valor Econômico

A Oi tornou-se a maior operadora de telecomunicações do Brasil em receita líquida ao cultivar uma imagem jovem, com ações inovadoras como a venda de chips avulsos de celular e a criação de uma cadeia de rádios com sua marca.

Essas iniciativas, no entanto, não foram eficazes para deter a perda recente de mercado em número de linhas fixas e móveis, além de conexões de banda larga. A estrutura complexa da companhia também não agradou os investidores.

Entre janeiro e setembro de 2011, o faturamento líquido somou R$ 20,9 bilhões, deixando a Telefônica em segundo lugar, com R$ 20,4 bilhões. Apesar disso, a Telefônica registrava, ontem, um valor de mercado de R$ 55,2 bilhões, enquanto o da Oi era de R$ 8,8 bilhões.

AÍ É GOLPE

O blogueiro Maik Oliveira suspeita de que ele e outros clientes da operadora de telefonia TIM vêm sendo vítimas de um possível golpe.

Cadastrado em um plano pré-pago, cujo custo da ligação seria, em tese, de R$ 0,25, fora impostos, independentemente do tempo da conversa, Oliveira nota que frequentemente seus telefonemas são interrompidos dois minutos após iniciados.

Para ele, a operadora utiliza o artifício com o objetivo de obrigar o usuário a refazer a ligação, de modo que seria enganosa a propaganda dos R$ 0,25 até para conversas infinitas…

A VINGANÇA DA VIVO

Ex-clientes da Vivo estão sofrendo por causa de uma espécie de “vingança” da operadora de telefonia celular. Quem migra para a concorrência, e permanece com o número do período em que era cliente da operadora (a chamada portabilidade), não tem recebido ligações de telefones Vivo. Nesses casos, aparece uma voz chatinha informando que o número “não existe”. Este blog constatou a “falha” realizando dois testes.

Aí, caríssimo leitor, o jeito é ligar a partir do telefone de outra operadora…

TIM DEIXA USUÁRIOS NA MÃO

O sistema da operadora de telefonia móvel TIM apresentou falhas durante boa parte desta sexta-feira, 10, que tornaram impossível a realização de chamadas em alguns períodos do dia. A empresa confirmou o problema, mas não explicou suas causas.

No Ceará, a justiça determinou a suspensão da venda de novas linhas da TIM, até que a empresa comprove a instalação dos equipamentos necessários para atender sua demanda.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia