WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba










junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘trânsito’

PROJETO DE NOVA PONTE É ORÇADO EM R$85 MILHÕES

Nova ponte será construída à esquerda da atual, ligando com a rua Almirante Linhares, parte baixa do antigo porto.

Após contatos do prefeito Newton Lima e o governador Jaques Wagner, prefeitura de Ilhéus e governo do estado adiantaram as conversações para executar um projeto que, na visão de técnicos, eliminará o “abacaxi” no qual se tornou o trânsito entre o centro e a zona sul da cidade.

Conforme o secretário de Planejamento de Ilhéus, Alisson Mendonça, o governo estadual deu “ok” ao projeto que custará entre R$ 85 milhões e R$ 90 milhões e contemplará não só a construção de uma nova ponte, mas um projeto de mobilidade urbana que envolve toda a região da Baia do Pontal.

Neste projeto, uma nova ponte será construída ao lado da já existente, a avenida Lomanto Júnior será alargada e o tráfego zona sul-centro será desviado da Cairu para a rua Almirante Aurélio Linhares (rua abaixo da ponte atual).

Na ponta do lápis, diz Alisson, sairá mais barato do que construir ponte ligando o Morro de Pernambuco ao Cristo, na praia da Avenida, e terá melhor fluidez para o trânsito e menor impacto ambiental.

– O projeto nasce no Morro, duplicando a Lomanto Júnior, que passará a ter ciclovia. Na ponte, em vez de seguir a rua que dá na Cairu, o novo traçado vai pegar a Aurélio Linhares, a rua do antigo porto, à direita de quem se desloca para o centro.

Seguindo esse traçado, o tráfego sentido centro será pela região dos antigos armazéns, passando pelo Ilheos Hotel, Bataclan, 2 de Julho, ligando com a avenida Soares Lopes.

Para Alisson, esse projeto, além de mais barato, é o mais viável, pois a ponte ligando o morro ao Cristo prejudicaria o terminal pesqueiro e, também, o projeto Marina da Baía do Pontal. A licitação da empresa que vai elaborar o projeto será aberta pelos próximos dias, segundo o secretário.

:: LEIA MAIS »

O PROBLEMA CONTINUA

Engarrafamentos continuam a ocorrer na Rua Felícia de Novaes

Sem desconsiderar o benefício para o trânsito na Rua Felícia de Novaes após a ampliação da ponte 8 de dezembro, o fato é que os motoristas que trafegam por aquela via continuam sofrendo com os engarrafamentos.

O problema agora não é mais a ponte estreita, mas a ligação um pouco adiante com a ponte Calixto Midlej e a rua Maria Olívia Rebouças. É um verdadeiro nó, que demora a desatar nos horários de pico.

Os engenheiros da Prefeitura de Itabuna bem que poderiam ter pensado numa solução mais abrangente para aquele trecho, mas se recorreu ao remédio pela metade.

CICLISTA MORRE EM ACIDENTE NA BA-262

O ciclista Gilvan Evangelista dos Santos, 34 anos, teve morte instantânea ao ser atropelado por uma Land Rover 110, placas BNO-7275, às 17h55min de ontem. O acidente ocorreu no quilômetro três da BA-262, trecho Ilhéus-Uruçuca.

Gilvan estaria trafegando na contramão, segundo a polícia. O carro era dirigido por Alan Devisson Slenger, que saiu ileso. Outro acidente ocorreu no quilômetro 13 da Ilhéus-Itabuna, mas sem vítimas. As informações são do repórter Costa Filho, da rádio Jornal.

FERIADÃO REGISTRA 3 MORTES EM RODOVIAS DA REGIÃO

O feriadão do 7 de Setembro registrou 24 acidentes nas rodovias que cortam a região cacaueira sul-baiana e um saldo de três mortes. De acordo com o balanço ds Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram 14 acidentes com 16 feridos e dois mortos no trecho entre Gandu e Camacan da BR-101.

No período, foram feitos 273 testes de bafômetro e uma pessoa foi presa por estar dirigindo alcoolizada. A polícia notificou 108 motoristas, sendo 52 deles por ultrapassagem proibida. E um dado alarmante: 52% dos acidentes registrados no trecho sul-baiano da BR-101 ocorreram na região de Camacan.

Nas rodovias estaduais no sul da Bahia foram registrados dez acidentes e uma morte, ocorrida no domingo, 5.  Uma pessoa foi detida por desacato a policiais e estar dirigindo sob efeito de álcool, na BR-415.

A única morte registrada em rodovias estaduais ocorreu no domingo, 5, no trecho Ilhéus-Olivença da BA-001. Thojisson Nascimento Aelo pilotava uma moto e morreu após ser surpreendido com uma pessoa na pista, que foi atropelada e se encontra em estado grave no Hospital Geral Luiz Viana Filho. As informações são do repórter Costa Filho, da rádio Jornal.

JOVEM MORRE EM ACIDENTE NA ILHÉUS-OLIVENÇA

Um acidente há cerca de 30 minutos no trecho Ilhéus-Olivença da BA-001, matou o motociclista Thojisson Nascimento Aelo, 21. O acidente ocorreu na região também conhecida como Curva do Cururupe. Thojisson estava pilotando a moto Titan 150, placa NTI 7288, quando atropelou um homem.

O motociclista morreu no local. A outra vítima não foi identificada, mas, segundo o soldado PM Abreu, foi conduzida em estado grave para o Hospital Geral Luiz Viana Filho, em Ilhéus. O trânsito ficou interditado até a chegada da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), há pouco. O corpo do motociclista ainda permanece no local, à espera da perícia.

ACIDENTE FERE OITO PESSOAS PRÓXIMO A MAR GRANDE

Do A Tarde

Oito pessoas ficaram feridas em uma colisão entre um veículo modelo Pálio (Placa JSX- 9056)  e um modelo Corsa (JSI 6259), no entrocamento da BA-001, que dá acesso a Mar Grande.  O acidente ocorreu às 7h, segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE),  na divisa entre Vera Cruz e Ilha de Itaparica. As causas do acidente ainda estão sendo apuradas e uma viatura da PRE está no local.

No Pálio estava o motorista Élvis Rodrigues dos Santos, 31anos, e os passageiros Aline Amorim, 30, Jéferson de Souza, 17,  Gleiciane de Lima, 16, e Ligiane Ferreira, 19. No Corsa estavam José Meneses, 50, que conduzia o veículo, Gilvan Amorim,31 e Ednaldo dos Santos, 43. Todos foram encaminhados ao Hospital Maria Amélia Santos, em Vera Cruz, mas passam bem.

OBRA DA PONTE INCLUIRÁ SISTEMA VIÁRIO

Em resposta à nota sobre a ampliação da Ponte Lomanto Júnior, em Ilhéus (leia), o assessor de comunicação do município, Walmir Rosário, afirma que o projeto, em fase de conclusão, não inclui apenas a intervenção na ponte. Trata-se, de acordo com o assessor, de um novo sistema viário que contemplará mudanças em outras vias.

Segundo Rosário, o projeto conceitual já foi concluído e está sendo analisado por diversos setores do governo, que vão propor eventuais alterações antes de ser finalizado o projeto executivo.

“Em épocas de recursos cada vez mais escassos, o projeto conceitual se ateve à facilidade de prospecção de verbas federais  de urbanização”, explica o assessor.

:: LEIA MAIS »

AUMENTAR A PONTE NÃO RESOLVE

Inaugurada há mais de 40 anos, a Ponte Lomanto Júnior continua sendo a única ligação entre a zona sul e o centro de Ilhéus. Devido aos engarrafamentos, já tem gente considerando o retorno das velhas balsas como uma boa alternativa

Há cerca de dois anos, o Governo da Bahia gastou R$ 1,5 milhão para reforçar a estrutura da Ponte Lomanto Júnior (Ponte do Pontal), em Ilhéus, que estava comprometida pelos mais de 40 anos de uso sem manutenção.  Foi uma solução pela metade, já que outro grande problema daquela via é a sua insuficiência para dar vazão ao fluxo de veículos nos horários de pico.

Como já foi informado aqui mesmo no Pimenta, quando o movimento é mais intenso, há motoristas que levam até 40 minutos para se deslocar do Pontal até o centro da cidade (em condições normais seriam 10 minutos).

Agora, o governador Jaques Wagner, no calor de uma carreata, em meio a um engarrafamento na ponte e após nova cobrança do prefeito Newton Lima, anuncia uma obra de alargamento daquela que é a única ligação entre a zona sul e o centro de Ilhéus.

Um atento leitor do Pimenta observa: “não resolve”. E ainda diz que “aumentar o tamanho da ponte só vai aumentar o tamanho dos engarrafamentos”.

Nosso leitor não deixa de ter certa dose de razão, pois, caso a ponte venha a ser alargada, o tráfego no sentido zona sul – centro vai se afunilar mais adiante, na ladeira até a Praça Cairu. Seria uma obra cara, mas – ao final – resultaria em nada mais do que um remendo inócuo.

A solução verdadeira para aquele nó ilheense já é por demais conhecida e compete às lideranças políticas da cidade se fazer respeitar e exigir uma providência, não um paliativo. Somente com a construção de uma nova ponte, tantas vezes prometida, a população de Ilhéus – assim como os turistas – estarão livres do enorme stress que são obrigados a enfrentar sobre a Baía do Pontal.

UM NÓ EM ILHÉUS

Diariamente, pela manhã e nos finais de tarde, os ilheenses que moram na zona sul e trabalham no centro da cidade – ou o contrário – são obrigados a enfrentar uma demora angustiante para conseguir atravessar a Ponte Lomanto Júnior (Ponte do Pontal). Os engarrafamentos são enormes e, para vencer um trecho relativamente curto, algumas pessoas levam até 40 minutos.

A Prefeitura, que não tem uma solução à vista, vai fazendo experiências, algumas totalmente malsucedidas. Na última semana, por exemplo, a Secretaria de Trânsito experimentou criar uma faixa exclusiva, na Avenida Lomanto Júnior, para os veículos que de deslocavam para o centro. Ficou pior e no dia seguinte voltou tudo ao normal. Aliás, ao anormal.

Resolver o problema exige uma grande obra, que é a construção da nova ponte entre o centro e o Pontal, algo que já entrou no rol de promessas de muitos políticos, como o deputado federal ACM Neto, um dos conhecidos “Copa do Mundo”, que aparecem na região de quatro em quatro anos à caça de votos e depois dão linha na pipa.

Vá lá que o deputado não tenha o poder de executar, mas o jovem herdeiro do carlismo dispõe dos instrumentos para cobrar, denunciar e constranger quem de direito a fazer o que deve. Por outro lado, o Governo do Estado precisa mostrar serviço em Ilhéus, cidade que por enquanto só está vivendo de promessas, expectativas e alguma descrença.

IMPRUDÊNCIA CAUSA ACIDENTE COM 3 MORTES

Três pessoas morreram e outras três ficaram feridas em um acidente às 8h30min desta terça-feira, 17, no quilômetro 56 da BA-001, trecho Canavieiras-Una. O motorista de um Peugeot 206 tentava cruzar a pista quando foi colhido por um Fiat Uno, que chocou-se contra um poste após a colisão lateral.

A imprudência tirou a vida de Feliciano Neves da Silva, 63 anos, que residia em Una, Valdivino Cardoso Marques, 59, morador de Canavieiras, e José Jesus Leal. Todos eram passageiros do Fiat Uno, placas JQW-4292, dirigido pelo funcionário público Adilton Profeta Ribeiro, 51, que reside em Canavieiras.

Segundo informações, Feliciano e Valdivino morreram na hora e José Jesus faleceu a caminho do Hospital Geral de Ilhéus, após tentativa de atendimento no hospital de Una. No Fiat ainda estavam Francisco Pereira do Nascimento, 55, e Alvino Alves Dias Neto, 49, que sofreram  lesões leves.

De acordo com a polícia rodoviária, o veículo que causou o acidente foi o Peugeot 206, placas JQT-1007, Itabuna, dirigido por João Paulo Giliarde Souza Oliveira, 24 anos, residente rua Joana Angélica, 95, centro, Una. O Fiat Uno, no entanto, trafegava com excesso de passageiros e alguns deles não usavam cinto de segurança.

O acidente desta terça ocorreu em condições parecidas com a colisão na BR-101, no Dia dos Pais, em Itabuna. O motorista de um Gol fez conversão imprudente e três pessoas morreram: Andréa das Virgens, Júlia Fagundes e o ex-jogador de handebol Paulo Jorge Santos Vasconcelos, “Paloma”, que faleceu uma semana depois da colisão. As informações são do repórter Costa Filho, do programa Tribuna Livre (Rádio Jornal).

CRATERA DESAFIA MOTORISTAS EM PLENO CENTRO

Buraqueira nas Nações Unidas é desafio para motoristas (Foto Pimenta).

Uma cratera aberta pela Emasa para manutenção nas redes de água e esgoto está tirando o sono de quem reside no trecho final da rua Nações Unidas ou motoristas que por ali trafegam. Como a empresa não aplicou camada asfáltica, o buraco cede cada vez mais e danifica suspensão de carros e gera uma névoa de poeira em dias de sol ou lama quando chove. A área é formada por empresas de vários segmento, dentre eles restaurantes.

Segundo Derval Rocha, gerente da MZ Máquinas, o trabalho para limpar as máquinas de costura tem sido constante devido à poeira provocada pelo buraco. Depois do trabalho mal feito pela Emasa, o gerente disse que está limpando a loja seis vezes ao dia.

Emasa "rasgou" parte da rua, mas asfaltar que é bom...

O gerente da Astral Saúde Ambiental, Robson Goés, diz que a sujeira começa na frente da loja, invade as salas, sujando todos os ambientes, e danifica os computadores. Robson reclama que o cenário tem levado à perda de clientes, incomodados com a sujeira gerada pelo buraco.

Quem trafega pela rua reclama do buraco. “Passe aqui à noite e verá motoristas surpreendidos com esse buraco enorme, tendo que desviar dele, até correndo risco de acidentes graves, pois a via é bem movimentada”, alerta o motorista Matheus Ribeiro, ele mesmo uma das vítimas.

Motoristas fazem zigue-zague para desviar de buraqueira (Foto Pimenta).

TRÊS ANOS DEPOIS, RADAR (AINDA) NÃO FUNCIONA

Um radar instalado há mais de três anos em frente à sede regional da Ceplac é mais uma peça de culto ao desperdício de dinheiro público. O equipamento foi instalado em 2007 para a fiscalização contra motoristas imprudentes e, também, reduz o índice de acidentes naquele trecho da rodovia Ilhéus-Itabuna. O equipamento operou em período de testes, mas depende de entendimentos entre o Derba e a Polícia Rodoviária Estadual para que passe a funcionar.

Três anos depois…

… radar é só um “presépio” na Ilhéus-Itabuna

HOMEM VÊ FILHA ATROPELADA EM PLENO DIA DOS PAIS

Alessandro Santos Lima aproveitou o domingo, Dia dos Pais, para levar a filhinha de quatro anos para brincar na praça Laura Conceição, centro de Itabuna. Eram mais ou menos 16 horas, quando ele e a menina Bruna se encontravam junto a um banco da praça, que fica em frente à Catedral de São José, e foram surpreendidos por um veículo descontrolado. O carro subiu no passeio, destruiu o banco e atingiu a criança.

Segundo o site Radar Notícias, o motorista do veículo, o feirante Sérgio Soares Teixeira, estava embriagado.  Ele foi detido e levado para prestar depoimento no Complexo Policial de Itabuna, onde estipularam fiança de R$ 900,00 para a sua liberação.

A menina atropelada foi para o Hospital Manoel Novaes e felizmente seu estado não é grave.

Motorista (no destaque) destruiu um banco da praça antes de atingir a criança - foto Radar

Motorista (no destaque) destruiu um banco da praça antes de atingir a criança - fotos Radar

O AVANÇO DAS MOTOS

Acidentes aumentam na proporção em que cresce o número de motos nas ruas (foto Ardilhes Moreira/G1)

O crescimento do número de motocicletas em circulação no Brasil foi tema de matéria da Folha de São Paulo há uma semana e volta a ser discutido, pela mesma publicação, no editorial de hoje (clique AQUI se for assinante). Provoca uma reflexão necessária.

Em 2001, apenas 26% das cidades brasileiras tinham mais motos do que carros. Hoje, os veículos de duas rodas são maioria em 46% das cidades.

Segundo apuração da Folha, em 2005 havia 7,4 milhões de motocicletas, enquanto atualmente elas já são 15,3 milhões, numa variação de 105% em cinco anos!

Infelizmente, parte da consequência desse crescimento está na elevação da demanda para os coveiros. No ano de 1996, o Brasil registrou 725 motociclistas mortos contra 8 mil no ano passado (aproximadamente 22 óbitos por dia).

Para combater o que o jornal define bem como uma “estupidez alarmante”, aponta-se a necessidade de punir com rigor as infrações e abusos de motociclistas e investir em um transporte público eficiente.

Não se pode desconhecer as vantagens das motocicletas, mas a irresponsabilidade reiterada,em combinação com a falta de políticas públicas, faz com que esses veículos continuem sendo o meio de transporte mais rápido para o cemitério.

DEPOIS DO AVISO, PREFEITURA ORGANIZA TRÂNSITO NA “PONTE NOVA”

Agentes de trânsito agora orientam os motoristas na ponte (foto Fábio Roberto)

Precisou o Pimenta dar um puxão de orelha no governo municipal para que os digníssimos gestores mandassem organizar o trânsito na Ponte Calixto Midlej Filho (Ponte Nova), onde está sendo realizada uma pequena obra pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano.

Em função dos serviços, o tráfego pela via teve que ser modificado, ficando em meia pista num trecho de cerca de 20 metros. Até alguns dias atrás, a Prefeitura não havia colocado agentes de trânsito para orientar os motoristas, o que só veio a fazer após o alerta deste blog e, logicamente, alguns acidentes.

É o velho costume de trancar a porta depois que o ladrão invade a casa…

IPIAÚ: PERSEGUIÇÃO POLICIAL ACABA EM TRAGÉDIA

Fiesta destruído e cinco mortes (Foto J.Repórter).

Uma tragédia comove o município de Ipiaú. Cinco jovens perderam a vida ao tentar fugir de um cerco policial em Barra do Rocha, ao final da noite de segunda-feira, 12. Três dos mortos eram de uma mesma família. Todos residiam em Ipiaú, no sul da Bahia.

O acidente ocorreu a cerca de 500 metros do centro de Ipiaú, segundo conta o jornalista Wilson Novaes, no Jequié Repórter. Os jovens foram perseguidos após praticar arruaça em Barra do Rocha, segundo contam testemunhas. Eles estavam no Ford Fiesta, placas JPE-6780, licença de Salvador.

A polícia desistiu da perseguição a cerca de cinco quilômetros do local do acidente, tal era a velocidade do carro no qual estavam as vítimas.

O acidente ocorreu porque o motorista do Fiesta perdeu o controle do veículo numa curva. O carro bateu contra uma mureta da ponte sobre o Rio Água Branca e em um caminhão estacionado. Virou destroço. Os cinco jovens morreram no local.

Os corpos foram liberados do Departamento de Polícia Técnica de Jequié por volta das 16h, seguindo para sepultamento em Ipiaú. Elias, Arlan e Valdiley Santana eram da mesma família. Com eles também estavam Udemir Silva Santos e Gabriel Souza.

PERIGO NA PONTE

É bom os motoristas tomarem máximo cuidado ao trafegar pela ponte Calixto Midlej (“Ponte Nova”), pois Prefeitura de Itabuna está realizando uma pequena intervenção em uma de suas cabeceiras (um complemento às obras da Rua Felícia de Novaes) e não cuidou devidamente da sinalização.

Ocorre que num trecho de 15 ou 20 metros foram colocados cones e o trânsito se dá em apenas um sentido. Mas, em vez de escalar agentes para ordenar o tráfego, a Prefeitura deixou os motoristas entregues à própria sorte. O que vem de um lado contando com a boa vontade do que vem do outro.

Resultado: somente no sábado, dois acidentes.

JUIZ ASSASSINADO EM BRIGA DE TRÂNSITO

O juiz de direito Carlos Alessandro Pitágoras Ribeiro, substituto da comarca de Camamu, foi assassinado por volta das 18 horas desta sexta-feira, durante uma briga de trânsito. O fato ocorreu nas imediações do Centro Empresarial Iguatemi, em Salvador.

Segundo informações do jornal A Tarde, quem atirou no magistrado foi um policial militar. Ribeiro também estava armado, mas o PM foi mais rápido que ele. A corregedoria da corporação investigará a  responsabilidade do PM.

O juiz de Camamu integrava a diretoria da Associação dos Magistrados da Bahia (Amab).

ACIDENTE GRAVE MATA DOIS MOTORISTAS EM FLORESTA AZUL

Duas pessoas morreram em um grave acidente no quilômetro sete da BA-263, trecho Floresta Azul-Firmino Alves,  ao final da tarde desta terça-feira, 29. Eduardo Almeida dos Santos, 23, perdeu o controle do Fiat Uno (placas GLL-6447) e colidiu frontalmente contra uma perua VW Kombi, dirigida por José Ramos Batista. Os dois motoristas morreram.

Ednaldo José dos Santos, 44, viajava na Kombi e foi transferido para o Hospital de Base de Itabuna. O estado dele é grave. O acidente ocorreu quando o motorista do Fiat Uno, cabista da telefônica OI, seguia de Floresta Azul para Itabuna.  Ele perdeu a direção do veículo numa curva e foi parar na pista contrária, colidindo com a Kombi.

Com o impacto da colisão, o motorista da Kombi ficou preso às ferragens e o Corpo de Bombeiros teve de ser acionado para remover o corpo de José Ramos, que residia em Floresta Azul e seguia em direção a Firmino Alves. Informações do repórter Costa Filho, da rádio Jornal.

DIREÇÃO DA SINART REBATE WESLEY MELO

A direção da Sinart rebateu o secretário de Transporte e Trânsito de Itabuna, Wesley Mello, e sustenta que a iniciativa em romper o contrato de operacionalização da Zona Azul se deu por parte da empresa. “A iniciativa de não continuar operando o sistema Zona Azul da cidade foi nossa, aproveitando o termo do contrato”, disse o diretor Reinaldo de Góes ao Pimenta, devolvendo o cartão vermelho ao secretário.

Reinaldo alega não ter recebido qualquer ofício da prefeitura informando insatisfação com o serviço em Itabuna. “Não há um só registro do município, queixando-se da forma como a Sinart operava a Zona Azul, nem conhecemos qualquer queixa de usuários quanto à quantidade de fiscais”.

Segundo Reinaldo, o contrato ficou inviável porque a prefeitura entregou só 70% das vagas licitadas, de baixa rotatividade, e não aceitou negociar reajuste de tarifas em 2008 e 2009. Daí não ter restado outra alternativa à empresa.

CARTÃO VERMELHO NA ZONA AZUL

O contrato entre a Prefeitura de Itabuna e a empresa Sinart, que operava o sistema de estacionamento rotativo (Zona Azul) venceu nesta segunda-feira, 21, e não foi renovado pela Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito.

De acordo com o secretário Wesley Melo, havia um grande volume de reclamações de motoristas por conta do atendimento precário oferecido pela Sinart. A pequena quantidade de fiscais era um problema recorrente, levando a situações em que o proprietário do veículo não encontrava o funcionário no momento em que estacionava e depois era notificado por não pagar pela ocupação da vaga.

A Settran afirma que será aberto edital para contratar uma nova empresa, que deverá introduzir mudanças no serviço, a exemplo da utilização de equipamentos eletrônicos. Enquanto o sistema rotativo não é restabelecido, agentes da própria Secretaria serão mobilizados na tentativa de organizar o trânsito.

Em Itabuna, circulam mais de 50 mil veículos diariamente. A quantidade de vagas no centro da cidade, porém, não passa de 1.400.

OLHO NA CALIBRAGEM DO BAFÔMETRO

Do site do STF:

Denunciado em Belo Horizonte por dirigir sob efeito de álcool, R.A.S.R. ajuizou Habeas Corpus (HC 104418) no Supremo Tribunal Federal (STF) para extinguir a ação penal a que ele responde na comarca de Congonhas (MG), alegando a ilicitude da prova, que teria sido obtida por meio de bafômetro fora dos padrões estipulados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia).

Segundo a denúncia, durante uma fiscalização de rotina, Policiais Rodoviários Federais abordaram R.A. na BR 040 e o submeteram ao exame do bafômetro, constatando que ele apresentava concentração de 0.44 miligramas de álcool por litro de ar expelido, quantidade superior à permitida por lei.

A defesa alega que a prova contra R.A. teria sido obtida de forma ilícita. Isso porque a última calibragem do aparelho usado para fazer o teste teria sido feita em janeiro de 2007, mais de dois anos antes dos fatos apontados na denúncia. E, segundo a defesa, a Portaria 06/2002, do Inmetro, estipula que os bafômetros devem ser verificados anualmente para conferência da calibragem.

Leia texto completo.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia