WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias






:: ‘vacina’

POSTOS TÊM ALTA PROCURA POR VACINA

Paciente buscam vacina na unidade de saúde Lavínia Magalhães, no Conceição (foto Pimenta)

Paciente buscam vacina na unidade de saúde Lavínia Magalhães, no Conceição (foto Pimenta)

Pelo segundo dia seguido, os postos de saúde de Itabuna amanheceram com filas gigantescas, formadas por pessoas que procuram a vacina contra a gripe influenza (H1N1). A movimentação é intensa em todas as unidades básicas, que ontem (12) receberam os lotes da quarta etapa da campanha de imunização. Algumas pessoas – boa parte idosas – levaram cadeiras para suportar a longa espera.

A campanha de vacinação termina no próximo dia 20 e, até lá, a Prefeitura espera alcançar 80% da meta estabelecida. Devem tomar a vacina pessoas com mais de 60 anos, crianças abaixo dos cinco anos de idade, portadores de doenças crônicas, gestantes, profissionais de saúde, entre outros grupos considerados prioritários.

Itabuna já registrou nove casos suspeitos da gripe H1N1, com a confirmação de apenas um deles. O paciente já recebeu alta e retomou suas atividades normais.

ITABUNA REALIZA 4ª ETAPA DA CAMPANHA CONTRA A H1N1

Segundo a Prefeitura, vacina está disponível nas unidades (foto Pedro Augusto)

Segundo a Prefeitura, vacina está disponível nas unidades (foto Pedro Augusto)

A vacina contra a gripe H1N1 não é ministrada em gotas, mas é possível afirmar que a campanha de vacinação é realizada a conta gotas, devido à distribuição fracionada das doses pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) . Hoje, Itabuna promoveu a quarta etapa da imunização, com oferta de vacinas nas unidades de saúde dos bairros, onde grandes filas se formaram.

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, a vacina continuará sendo distribuída nas unidades e novas doses estarão disponíveis na próxima semana, quando o órgão espera cobrir 8o% da meta da campanha. O público-alvo é formado por pessoas com mais de 60 anos, crianças menores de cinco anos, gestantes e profissionais de saúde.

Conforme a Secretaria, idosos que vivem em asilos, pessoas acamadas em hospitais e profissionais de saúde receberam a vacina na semana passada. Itabuna já teve nove casos de H1N1 notificados este ano, mas apenas um confirmado. O paciente já recebeu alta.

VACINA POUCA, A DO EX-PREFEITO PRIMEIRO…

Fernando tentou passar na frente em fila de vacina

Fernando tentou passar na frente em fila de vacina

Uma cena inusitada envolvendo ninguém menos que o ex-prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, deu-se na manhã desta quarta-feira (27), na Unidade de Saúde José Maria de Magalhães (antigo Sesp).

Segundo testemunhas, Gomes aguardava na fila para tomar sua vacina, quando uma “prestativa” (para não usar outra palavra) funcionária da unidade identificou o ex-prefeito entre os pobres mortais e o convidou a receber sua dose contra a H1N1 na frente de quem tinha chegado mais cedo… Muitos idosos como ele, e até mais velhos.

O ex-prefeito não se fez de rogado. Orientado pela “gentilíssima” servidora, dirigiu-se para a sala de vacina, mas não contava com a indignação dos preteridos. Houve protestos gerais e a coordenadora da unidade acabou vetando o gesto de boa vontade da funcionária amiga.

Gomes, constrangido, acabou voltando para seu lugar na fila, que a essa altura aplaudia efusivamente a firmeza da coordenadora.

CONFUSÃO NO QG DA SAÚDE

Uma grande quantidade de pessoas se dirigiu hoje (27) para o QG de Combate ao Mosquito – estrutura criada pela Secretaria de Saúde de Itabuna para atender pacientes acometidos pelas doenças transmitidas pelo Aedes aegypti – em busca da  vacina contra a H1N1. Como se sabe, a campanha contra a gripe Influenza foi retomada nesta quarta-feira na cidade, após ser interrompida na semana passada. Mas as doses agora somente estão disponíveis nas unidades de saúde dos bairros.

A vacinação no QG aconteceu só na abertura da campanha, no dia 17, quando 5 mil doses foram aplicadas. Embora a Secretaria Municipal da Saúde tenha informado que a sequência da vacinação ocorreria nas unidades básicas, muita gente pensou que o atendimento continuaria no QG.

A campanha prossegue até o dia 20 de maio. Devem tomar a vacina contra a H1N1 crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, idosos a partir dos 60 anos e portadores de doenças crônicas.

ITABUNA PODE COMEÇAR VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE NESTE DOMINGO

vacinacaogripe2Itabuna recebeu hoje (13) aproximadamente 30% das unidades da vacina para a campanha contra a gripe H1N1. A remessa foi feita pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), que recebeu as doses do Ministério da Saúde.

O Ministério recomendou a antecipação da campanha em todo o país para a próxima segunda-feira (18), mas a falta da vacina ainda é um problema. Com parte das doses à disposição, a Secretaria de Saúde de Itabuna pretende iniciar a campanha já no domingo (17).

Segundo informações obtidas pelo PIMENTA, a intenção do secretário Paulo Bicalho é abrir o chamado “QG de Combate ao Mosquito” no domingo para deflagrar a campanha de imunização contra a H1N1.

Fazem parte do público-alvo da campanha: gestantes (até 45 dias após o parto), crianças de seis meses a cinco anos incompletos, idosos, profissionais de saúde e portadores de doenças crônicas.

ITABUNA ESPERA VACINAR 30 MIL ANIMAIS

Gatos e cães com mais de 3 meses devem receber a vacina contra a raiva (foto Pedro Augusto)

Gatos e cães com mais de 3 meses devem receber a vacina contra a raiva (foto Pedro Augusto)

Começa amanhã (30) a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica, que em Itabuna projeta imunizar 30 mil animais, entre cães e gatos. Para quem mora na zona urbana, a vacina estará disponível no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), no bairro Antique, e na Unidade de Saúde José Maria de Magalhães Neto (antigo Sesp), no Centro. O atendimento ocorre das 8 às 17 horas, de segunda a sexta-feira.

A cobertura na zona rural será feita por equipes volantes, que visitarão casas e fazendas. Segundo o veterinário Samir Hage, podem receber a vacina os cães e gatos a partir dos três meses de idade. No “Dia D de Combate à Raiva Animal” (16 de abril), a antirrábica estará disponível em todas as unidades de saúde do município, informa o secretário municipal da Saúde, Paulo Bicalho.

Em abril e maio, Itabuna também fará parte da campanha de vacinação contra a gripe influenza tipo A (H1N1), que começa a assustar a população de alguns estados. A cidade já enfrenta um surto de arboviroses relacionadas ao mosquito Aedes aegypti.

MINISTÉRIO PEDIRÁ À ANVISA AUTORIZAÇÃO PARA TESTE DE VACINA CONTRA DENGUE

Vacina imuniza contra doença transmitida por mosquito.

Vacina imuniza contra doença transmitida por mosquito.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, disse hoje (17), após encontro com pesquisadores do Instituto Butantan, em São Paulo, que deve conversar pessoalmente com os responsáveis pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para agilizar autorização para que o instituto antecipe a terceira fase de testes clínicos da vacina contra dengue. A Secretaria Estadual de Saúde anunciou em 25 de março que pediria antecipação.

“Ao chegar a Brasília na segunda-feira [20], vou procurar o ministro da Saúde, Arthur Chioro, e pedir a ele as explicações e ponderações, que devem ser levadas em conta para que a população possa ser beneficiada com as providências que precisam ser tomadas,” disse.

Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde, o Butantan, responsável pelas pesquisas, poderá disponibilizar imediatamente 13 mil doses da vacina para o estudo antecipado, que será feito em ambiente controlado e aprovado pelas autoridades médicas e sanitárias. Serão imunizados voluntários em locais de alta incidência da doença. A pesquisa é feita em parceria com a Universidade de São Paulo, Instituto da Criança do Hospital das Clínicas e com o Instituto Adolfo Lutz.

O secretário David Uip ressaltou, no dia 25 de março, que a vacina está sendo estudada há sete anos e que uma das vantagens é a dose única, que facilita a adesão. Além disso, destacou que os testes feitos na segunda fase demonstraram segurança, causando como efeito colateral apenas vermelhidão. Da Agência Brasil.

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA PÓLIO E SARAMPO É PRORROGADA

Campanha de vacinação é prorrogada até 12 de dezembro (Foto Walquerley Ribeiro).

Campanha de vacinação é prorrogada até 12 de dezembro (Foto Walquerley Ribeiro).

A campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite, que terminaria hoje (28), não atingiu a meta de imunização. Por isso, o Ministério da Saúde decidiu prorrogá-la até 12 de dezembro em todo país, na tentativa de alcançar o objetivo de imunizar pelo menos 95% do público-alvo.

Iniciada no dia 8 deste mês, a campanha vacinou 9,3 milhões de crianças contra poliomielite, o que representa 73,2% da meta estabelecida, e 7,1 milhões contra o sarampo, aproximadamente 65,4% do público-alvo.

Coordenadora do Programa de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues ressaltou que, mesmo crianças com vacinação em dia, devem se imunizar na campanha, lançada para reforçar a proteção.

A campanha contra a poliomielite é voltada para 12,7 milhões de crianças entre 6 meses e 5 anos incompletos. Segundo Carla, ainda há no mundo dez países endêmicos para a poliomielite. “Então, o reforço da imunização é a forma que o Brasil tem para continuar livre de uma doença infectocontagiosa grave, que pode causar paralisia irreversível”, salientou.

A VIP (Vacina Inativada Poliomielite) também está disponível para crianças que não começaram a ser imunizadas com as duas primeiras doses injetáveis, aos 2 e 4 meses de idade.

A vacinação contra sarampo alcançará crianças de 1 ano até as que ainda não completaram 5 anos. Aproximadamente 10 ,6 milhões de crianças devem ser vacinadas com a tríplice viral. Além de imunizar contra sarampo, a vacina protege contra a rubéola e a caxumba.

ANVISA SUSPENDE VENDA E USO DE LOTES DE VACINA CONTRA MENINGITE

tabela_anvisa_1A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou hoje (16) a suspensão, em todo o país, da distribuição, comercialização e do uso de 12 lotes da vacina Meningitec® (vacina meningocócica C conjugada), apresentação de 10 microgramas (mcg), suspensão injetável, cartucho com seringa de vidro preenchida com substância incolor, de 0,5 mililitro (ml).

De acordo com a agência, a vacina é indicada na imunização ativa de crianças com mais de 3 meses, adolescentes e adultos para a prevenção de doença invasiva causada por Neisseria meningitidis do grupo C.

Segundo a Anvisa, a Wyeth Indústria Farmacêutica Ltda, empresa fabricante dos produtos, comunicou o recolhimento voluntário dos lotes após a constatação de unidades com partículas visíveis laranja-marrom avermelhadas móveis e imóveis de óxido de ferro no interior das seringas.

“De acordo com as investigações, o desvio é resultado de desgaste no equipamento de envase, que liberou óxido no ferro no interior das unidades. A empresa também realizou uma avaliação de risco à saúde que indicou que o potencial risco para os pacientes é considerado baixo”, informou a fabricante.

A Anvisa acrescentou que, por se tratar de um grande número de lotes, haverá desabastecimento do produto no país, mas que há alternativas disponíveis no mercado brasileiro.

Confira na tabela – ao lado – os lotes e as datas de fabricação e validade.

VIA-CRÚCIS NA VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

Erick Cotta | erickcotta@hotmail.com

vacinacaogripe2Quero demonstrar minha indignação com o atendimento dispensado aos cidadão pelo setor de saúde de nossa cidade. Sei que não é exclusividade nossa em Itabuna este problema, mas se nos calarmos o problema continuará.

Neste dia (ontem) decidimos, eu e minha esposa, levar nosso filho de 3 anos para receber a dose da vacina  contra a gripe. Aproveitando, minha mãe – que entra na faixa etária acima dos 60 anos, também foi tentar receber a vacina.

Eu disse tentar porque em 3 locais que fomos recebemos diferentes desculpas para não receber a vacina. Engraçado é que estamos no período da campanha, com marketing pesado do governo, informando metas e os riscos para quem não se vacinar, mas isto parece não chegar à ponta do atendimento ao cidadão.

No primeiro local, o posto de saúde do bairro São Caetano, nos foi informado que não tinha vacinação no local, pois o ar-condicionado da sala de vacinas não está funcionando, mas um questionamento: será que é necessário ar-condicionado na sala para poder aplicar vacina, ou ele precisa está acondicionado em um local refrigerado, no caso uma geladeira ou freezer?

No segundo local, o posto de saúde do bairro Zildolândia, quando chegamos lá pouco antes das 16 horas, foi informado que os responsáveis já tinham ido embora. Como trabalhador normal, temos horário a cumprir. Será que o horário já tinha sido cumprido, visto que o posto fecha às 17 horas?

A minha última esperança era o posto do SESP, ao lado da FTC, mas chegando após as 16 horas, a informação foi de que o atendimento no setor de vacinas estava restrito a 80 senhas distribuídas no dia, isto em plena campanha. Neste ponto, retornamos aos atendimentos médicos em nossos postos, que distribuem um número limitado de senhas e que, ao final delas, vão dar plantão em suas clínicas e outros trabalhos deles.

Creio que dentro do horário de trabalho contratado o servidor tem que estar disponível para o atendimento ao cidadão, que é seu real patrão, temos que entender que o poder de colocar e tirar quem nos representa é nosso. Por isso, neste caso, vamos levar a denúncia ao Conselho Municipal de Saúde, pois se nos aquietarmos, estamos sendo coniventes com esta situação.

Está na hora do gigante acordar.

Erick Cotta é cidadão brasileiro.

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

Terá início a 5 de maio, com um Dia Nacional de Mobilização, a campanha contra a gripe Influenza. O público-alvo é formado por pessoas com idade a partir de 60 anos, crianças de seis meses a dois anos, gestantes, profissionais de saúde e indígenas, num trabalho que prossegue até o dia 25 do mesmo mês.

As campanhas de vacinação contra a Influenza, realizadas entre os meses de abril e maio, vêm contribuindo, ao longo dos anos, para melhorar a prevenção da gripe, segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Fátima Guirra.

No dia nacional, funcionarão 7.500 postos, com a mobilização de 25 mil pessoas, entre servidores e voluntários. Em Itabuna, a população a ser vacinada é de 56 mil pessoas, sendo que a meta de cobertura é de 80% desse número.

VACINAÇÃO CONTRA A PÓLIO ATÉ O DIA 30

Crianças de zero a 5 anos incompletos devem ser vacinadas (foto Vinícius Borges)

Quem tem filho com idade de zero a 5 anos incompletos deve levar a criança para tomar a vacina contra a poliomielite (paralisia infantil), até o próximo dia 30. Em Itabuna, as doses estão disponíveis em todas as unidades básicas de saúde, onde também estão sendo vacinadas crianças de até sete anos contra o sarampo.

A campanha teve seu “Dia D” no último sábado, 18, em todos os municípios brasileiros. Em Itabuna, a mobilização envolveu 500 pessoas, inclusive voluntários da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC).

 

FAZ UMA VISITINHA, SECRETÁRIO!

Como o secretário municipal da saúde, Geraldo Magela, anda falando em reestruturar o setor em Itabuna, vale a pena começar a dar uma boa olhada no Departamento de Atenção Básica. Grande parte das unidades, inclusive de PSF, encontra-se abandonada, em estado deplorável. Em muitas, os usuários são obrigados a ficar em salas de espera desconfortáveis, com estofado em frangalhos.

Na unidade básica de saúde Roberto Santos, no bairro Santo Antônio, a situação é das piores e não se resume apenas ao desconforto. Há também problemas que põem em risco a vida dos pacientes, como é o caso do acondicionamento incorreto das vacinas.

Quem trabalha em saúde sabe que as vacinas devem ficar em compartimentos refrigerados, com temperatura controlada. A sala onde os pacientes são imunizados deve, de preferência, ter ar-condicionado.

Pois nada disso ocorre no posto Roberto Santos, onde nem termômetros funcionam direito. Guardadas em ambiente desse tipo, as vacinas podem simplesmente não fazer qualquer efeito em quem receber a aplicação, o que é grave.

MENINGITE C: VACINAÇÃO COMEÇA DOMINGO

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realizará neste domingo e na segunda-feira, dias 30 e 31, em Salvador, a vacinação de pessoas na faixa etária de 10 a 14 anos contra a menigite meningocócica C. O início ocorreria no sábado, o que não foi possível devido ao atraso na entrega dos lotes da vacina.

O horário de atendimento e os locais de vacinação estão mantidos (confira).

BAIANOS RECEBEM VACINA CONTRA MENINGITE

O governo do estado projeta para meados de janeiro a chegada do primeiro lote da vacina contra a meningite minigocócica tipo C, comprada de laboratório dos Estados Unidos. A vacinação de crianças até cinco anos deve ocorrer até o final do mês, seguindo calendário a ser divulgado pela Sesab.

Quando esteve em Itabuna, há uma semana, o governador Jaques Wagner ressaltou a pronta resposta que seu governo deu para o problema da meningite no estado. Segundo ele, não só a Bahia, mas nenhum estado faz vacinação contra meningite de forma regular, como ocorre com o sarampo, por exemplo.

“Não há recomendação da Organização Mundial de Saúde nem do Ministério da Saúde, para isso. Vamos fazer porque há uma necessidade identificada em algumas regiões”. Wagner relatou que quando se faz necessária a vacinação, a recomendação é que os primeiros imunizados sejam as populações expostas a maior risco.

“Isso significa imunizar as crianças de zero a três anos. Vamos fazer mais, vacinando primeiro as crianças até cinco anos, depois estendendo a outras populações, de acordo com a demanda”.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia