WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





novembro 2018
D S T Q Q S S
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

editorias






:: ‘Vanzinho’

JUSSARI: TJ-BA CONCEDE LIBERDADE A SUSPEITO DE MANDAR MATAR “VANZINHO”

Epifânio é suspeito da morte de comerciante.

Epifânio é suspeito da morte de comerciante.

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) concedeu habeas corpus ao comerciante Epifânio José dos Santos, suspeito de ser um dos mandantes da morte do ex-jogador e comerciante Renildo Costa Ribeiro (Vanzinho), em Jussari. Epifânio obteve a liberdade após pagamento de fiança de R$ 6.780,00.

O pedido foi julgado pela primeira turma da 1ª Câmara Criminal do TJ. Os desembargadores seguiram o voto do relator, Luiz Fernando Lima. A defesa argumentou que o comerciante possui bons antecedentes e residência fixa e que a prisão preventiva foi decretada sem cópia do depoimento do autor da execução e sem a ação penal.

Pela decisão da corte baiana, Epifânio está proibido de aproximar-se de testemunhas ou da casa comercial da vítima e de sair de Jussari, conforme a decisão do tribunal. O PIMENTA não conseguiu falar com o comerciante.

O CRIME

Vanzinho foi assassinado em 28 de setembro em Jussari com cinco tiros. O crime chocou o pequeno município sul-baiano. O comerciante foi acionado para entrega de material de construção. Ao chegar ao local informado por telefone, Vanzinho acabou executado pelo mototaxista Arilson Ferreira dos Santos, preso horas depois, na zona rural de Itabuna. Ao depor, o mototaxista incriminou Epifânio e um mascate conhecido como Ceará, que continua foragido.

O filho de Vanzinho, Rodrigo Ribeiro, divulgou carta há um mês e meio para pedir justiça. À época, Rodrigo revelou que o motivo do crime era a disputa por um ponto comercial sobre o qual Vanzinho estava próximo de obter a posse em ação judicial.

JUSSARI: DISPUTA COMERCIAL MOTIVOU ASSASSINATO DE EX-JOGADOR DE FUTEBOL

Ceará e Epifânio foram apontados como mandates de crime.

Ceará e Epifânio foram apontados como mandabtes de crime.

A polícia ainda procura dois homens apontados como mandantes do assassinato do ex-jogador de futebol e comerciante Renildo Costa Ribeiro, conhecido como Vanzinho, no dia 28 de setembro em Jussari, no sul da Bahia.Vanzinho foi chamado para fazer uma entrega em um bairro do município e acabou executado com cinco tiros na cabeça. O crime chocou o município de 6.492 habitantes.

Horas após o assassinato, a polícia prendeu o mototaxista Arilson Ferreira dos Santos na região de Itamaracá, zona rural de Itabuna. Arilson depôs e confessou que um homem conhecido como Ceará ofereceu dinheiro para que ele executasse o comerciante. O depoimento do réu confesso também incriminou o comerciante de prenome Epifânio.

Segundo a família de Vanzinho, Epifânio tinha interesse no ponto comercial da vítima. “Como a causa estava praticamente ganha para meu pai, ele [Epifânio] se juntou com o Ceará e mandou matá-lo”, disse o filho do ex-jogador. Rodrigo Ribeiro clama por justiça.

COMERCIANTE EXECUTADO EM JUSSARI

Um comerciante conhecido como Vanzinho Ribeiro, foi executado na manhã deste sábado, 28, em Jussari, a 63 quilômetros de Itabuna. Segundo o Radar, a vítima, que atuava no ramo de material de construção, morreu quando fazia uma entrega de produtos em uma casa próxima ao Hospital Gileno Amado.

Testemunhas disseram que o assassino estava em uma moto e disparou cinco tiros contra o comerciante, todos na cabeça. Após o crime, o bandido fugiu em direção ao distrito de Areia Branca. Há informações de que nenhum objeto ou dinheiro foi levado da vítima.

Vanzinho já atuou como jogador de futebol amador. Em razão do crime, o prefeito de Jussari, Valnio Muniz (PT), determinou a suspensão da final de um campeonato que seria realizada neste domingo, 29.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia