WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

editorias






:: ‘violência doméstica’

CIRANDA RURAL EM ILHÉUS

ciranda rural 4

Ilhéus tornou-se mais um município contemplado com a Ronda Maria da Penha, ontem (3), com o lançamento do Projeto Ciranda Rural, que visa atender à mulher do campo no enfrentamento e combate à violência. A iniciativa do governo baiano é ação articulada das áreas de segurança, proteção à mulher e desenvolvimento rural.

De acordo com a Polícia Militar, nas áreas onde a Ronda Maria da Penha foi implantada em Salvador, houve redução de 80% dos casos de violência contra a mulher. Somente no primeiro semestre deste ano, a Bahia registrou mais de 23,4 mil casos de violência contra a mulher. A foto, com a Catedral de São Sebastião ao fundo, é de Daniel Thame.

NÃO DÁ APENAS CADEIA: BATER EM MULHER VAI DOER NO BOLSO DO VALENTÃO

Além de processo criminal e da possibilidade de ir para a cadeia, bater ou praticar qualquer violência contra a mulher também vai doer no bolso dos valentões. O Instituto Nacional do Seguro Social anunciou nesta que a partir de agosto começa a cobrar de agressores, na Justiça, o valor das indenizações pagas a mulheres vítimas de violência.

Pelo menos oito mil casos estão sendo analisados, embora não haja previsão de quantas ações serão protocoladas. O INSS vai firmar convênio com ministérios públicos estaduais para que sejam enviados casos de vítimas de violência contra a mulher que tenham recebido pagamento de benefícios pelo INSS.

O objetivo principal da medida não é reaver o dinheiro, que é pago pelo contribuinte, e sim ajudar na repressão e na prevenção da violência contra a mulher, segundo o presidente do INSS, Mauro Hauschild. Ele disse que as ações regressivas contra os valentões também serão uma forma de prevenção da violência contra a mulher.

O primeiro caso sob análise dos procuradores do INSS o é o de Maria da Penha, farmacêutica que dá nome à lei de combate à violência contra a mulher no âmbito doméstico ou familiar. A ação deve ser protocolada em 7 de agosto, quando a Lei Maria da Penha completa seis anos.

PROTESTO ANTES DO JÚRI DE ELIANE

Protesto reúne famílias de Eliane, Camila e Rayluciene.

Familiares de Camila Vieira Santos e Rayluciene Castro Nery farão protesto em frente ao Fórum Ruy Barbosa, nesta sexta, 25, antes do início de julgamento de Francisco Paulo Lins da Silva, o motorista que assassinou a ex-namorada Eliane Oliveira em 24 de janeiro de 2010.

Os três casos têm em comum o fato de namorados e esposo (caso de Rayluciene) serem acusados  ou réus confessos dos crimes. Francisco Paulo foi preso meses depois de matar a ex-funcionária da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. O filho de Eliane, Thales Senna, disse ao PIMENTA que espera condenação superior a 20 anos de cadeia para o assassino. O réu vai a júri popular.

Os processos de Camila e Rayluciene estão parados na Justiça local. Rayluciene foi assassinada em 25 de janeiro de 2009 em casa. O crime ocorreu no instante em que Everaldo Marques teria saído para comprar pão. Não houve sinal de arrombamento na casa. A vítima estava grávida de quatro meses. Jeferson Cabral matou Camila com seis tiros na noite de 9 de março em um motel de Itabuna (relembre), após forte discussão.

SALVADOR: ESTUDANTE DE PSICOLOGIA MATA FILHO E ESCONDE CORPO NO CANIL

Uma universitária de 19 anos, do curso de psicologia, matou o próprio filho logo após o seu nascimento. O crime aconteceu na semana passada, no bairro de Itapuã, em Salvador, mas somente nesta terça-feira (30) veio ao conhecimento do público. A polícia não revelou o nome da criminosa, que está respondendo em liberdade, porque não houve flagrante.

A estudante, natural de Terra Nova (75 km de Salvador), mudou-se para a capital com o objetivo de cursar o ensino superior e mora com os tios, de quem escondeu a gravidez. Ela deu à luz uma menina, em seu quarto, sozinha.

Segundo depoimento à polícia, logo após o parto a estudante asfixiou a criança colocando papel higiênico em sua boca. Depois, com uma faca, desferiu golpes no corpo do bebê e o envolveu em um saco plástico, escondendo-o no canil nos fundos da casa. Informações do Uol.

HOMEM É SUSPEITO DE ASSASSINAR ESPOSA

Adeildes foi assassinada em casa (Foto Radar).

Uma mulher de 34 anos foi morta a facadas no bairro Novo Jaçanã, em Itabuna, e o principal suspeito do crime é o esposo, identificado apenas pelo apelido, “Zé”. Adeildes Souza Menezes levou várias facadas no rosto e nos seios.

O crime ocorreu entre a madrugada e o início desta manhã, quando o corpo foi encontrado por uma filha da vítima. De acordo com o Radar Notícias, Adeildes tentava se separar do suspeito, que rejeitava a ideia.

O assassino, depois de desferir vários golpes, ainda introduziu três facas de cozinha na vagina da vítima. A polícia ainda não prendeu o suspeito. O corpo está no Departamento de Polícia Técnica (DPT), no complexo policial de Itabuna.

CASO RAYLUCIENE: MARIDO SERÁ LEVADO A JÚRI

Everaldo é acusado de matar Rayluciene (Álbum Familiar/Pimenta).

O tecnólogo Everaldo Marques, 31, será levado a júri popular pelo assassinato da esposa, Rayluciene Castro Nery. A decisão é da titular da Vara do Júri em Itabuna, Cláudia Panetta. Rayluciene foi morta com um tiro na boca, no dia 25 de janeiro de 2009, no bairro Alto Mirante. Everaldo é o principal acusado da morte da professora.

A magistrada titular da Vara do Júri ainda determinará a data do julgamento do tecnólogo, que hoje vive em Ipiaú, no sul da Bahia, segundo pessoas próximas. Ele nega que tenha tramado a morte da esposa.

O crime ocorreu quando Everaldo supostamente teria ido comprar pão, mas deixou o portão da casa aberto e as chaves foram encontradas no veículo do acusado. Uma amiga da vítima lembra que não houve luta corporal e Everaldo se comportava de forma estranha durante quase toda a relação, tida como conturbada.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia