WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia






secom bahia








maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias






:: ‘Visão’

ILHÉUS: HOSPITAL COSTA DO CACAU FAZ MAIS DUAS CAPTAÇÕES DE CÓRNEAS

Hospital Costa do Cacau fez mais captações de córneas neste final de semana

A Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, fez, na sexta-feira (26) e no sábado (27), mais duas captações de córneas, autorizadas pelos responsáveis legais dos doadores.

Silvana Batista, coordenadora da CIHDOTT, lembra que o hospital já integra a rede, contribuindo para que as pessoas inscritas na lista de espera na Bahia e nos demais estados tenham acesso o mais breve possível a este nobre gesto de amor, que é o transplante. “É importante que a pessoa manifeste em vida o desejo de se tornar uma doadora”.

A captação de córneas no Costa do Cacau é feita por equipe própria, composta pelos enfermeiros Silvana Batista e Ronaldo Vidal. “Ter uma equipe própria é fator determinante para dar celeridade ao processo, permitindo que mais captações sejam concretizadas na região, com maior frequência e diminuindo a fila de espera por este transplante na Bahia. As córneas serão transplantadas para as primeiras pessoas compatíveis que estão aguardando em lista única da Central de Transplantes da Bahia”, afirmou Ronaldo Vidal.

A equipe do Serviço Social também é fundamental no processo da doação, pois o contato com a família do doador nesse momento difícil é bastante delicado. “Entendemos o momento de dor que enfrenta a família do doador, e há muitas dúvidas que são esclarecidas através dos assistentes sociais, que conversam sobre as etapas da captação, sem esquecer, claro, de respeitar o momento de cada familiar”, concluiu a coordenadora da CIHDOTT.

OFTALMOLOGISTA EXPLICA COMO IDENTIFICAR E O QUE SÃO AS “MOSCAS VOLANTES”

Tâmara Lopes fala sobre as moscas volantes || Foto Divulgação

Sabe quando você enxerga pequenos pontos escuros, manchas, filamentos, círculos ou teias de aranha que parecem se deslocar em um ou nos dois olhos? Isso se chama, na oftalmologia, “moscas volantes”. São percebidas com mais frequência quando estamos lendo ou olhando fixamente para uma parede vazia.

Segundo a médica Tâmara Lopes, especialista em retina e vítreo do DayHorc, empresa do Grupo Opty em Itabuna, o problema ocorre com o processo natural de envelhecimento, no qual o vítreo – fluído gelatinoso que preenche o globo ocular – se contrai, podendo se separar da retina em alguns pontos, sem que cause, necessariamente, danos à visão.

Ela explica que as moscas volantes são proteínas ou minúsculas partículas de vítreo condensado que se formam quando se soltam da retina. “A impressão é de que elas parecem estar na frente do olho, mas, na verdade, estão flutuando no vítreo, dentro do olho”, diz.

Embora nem sempre as moscas volantes interfiram na visão, quando elas passam pela linha de visão, as partículas bloqueiam a luz e lançam sombras na retina, a parte posterior do olho onde se forma a imagem. O problema ocorre com mais frequência depois dos 45 anos nos seguintes grupos de pessoas: as que possuem miopia, as que se submeteram à cirurgia de catarata ou ao tratamento YAG Laser e as que sofreram inflamação dentro do olho.

A especialista do DayHorc comenta que se deve ficar atento em relação às moscas volantes, porque elas também podem estar relacionadas a rasgos na retina. Neste caso, a correção é feita com laser argônico ou por crioterapia. “A ideia é evitar que elas provoquem o descolamento da retina, o que pode ocasionar cegueira”, conta. Caso não surjam tais sintomas, não será necessário tratamento e, com o tempo, elas tendem a diminuir. Procure um médico especialista no assunto, se você se identificar com esses sintomas.

“OLHO PREGUIÇOSO”: AMBLIOPIA PODE AFETAR VISÃO DA CRIANÇA, MAS TEM TRATAMENTO

Bernardo Almeida: ambliopia tem tratamento

A ambliopia é uma redução da visão que ocorre porque o cérebro ignora a imagem recebida de um dos olhos. É um caso muito comum, que geralmente acomete crianças a partir dos quatro anos de idade. Também conhecido como olho preguiçoso, a redução causa um desvio ou desalinhamento de um olho e pode provocar alguns problemas de visão, como rápida perda de acuidade visual, perda de visão binocular, provocando incapacidade de medir a profundidade, e risco aumentado de perda de visão no olho mais forte.

Bernardo Almeida, médico especialista em oftalmologia geral e catarata do Hospital DayHorc, do Grupo Opty em Itabuna, diz que a perda da visão causada pela ambliopia pode ser permanente, “caso o distúrbio não seja diagnosticado e tratado antes dos oito anos de idade”.

Uma causa comum desse tipo de problema é um erro refrativo (miopia/hipermetropia ou astigmatismo) que seja maior em um dos olhos. “Ocorre uma informação descombinada, sendo que a precedência de um dos olhos faz com que o cérebro ignore a informação do outro”, conta.

De um modo geral, tudo o que cause algum tipo de desequilíbrio visual pode também provocar ambliopia, como as cataratas na infância, lentes turvas, diferenças de forma ou de tamanho e outras anomalias anatômicas ou estruturais. O médico Bernardo Almeida alerta que, quanto mais cedo se descobre e trata um olho preguiçoso, as chances de sucesso são melhores.

Para tratar o problema, o primeiro passo é corrigir o olho preguiçoso, ou seja, corrigir problemas de visão. “O tratamento é feito através de óculos com lentes específicas para corrigir o foco do olho mais fraco. O mais provável é que seja necessário tapar o olho saudável por algum tempo, de modo a fortalecer o olho afetado”, explica o especialista do Hospital DayHorc, de Itabuna.

Ainda segundo ele, depois é preciso treinar a ligação olho-cérebro. Na maioria dos casos, os oftalmologistas bloqueiam o olho mais forte para treinar o cérebro para começar a reconhecer a imagem do olho amblíope ou preguiçoso.

A correção da ambliopia, observa Bernardo Almeida, não corrige problemas de estrabismo, o que mantém os olhos desalinhados. Neste caso, é indicada a cirurgia dos músculos do olho.

MARGARETH MENEZES APOIA GLAUCOMADAY

O Hospital de Olhos Ruy Cunha (DayHORC) realiza, no próximo sábado (20), um dia de ações preventivas contra uma das doenças que mais causam cegueira no mundo. Durante o GlaucomaDay, em Itabuna, pessoas a partir de 40 anos terão atendimento gratuito para detecção da doença. A cantora Margareth Menezes apoia a ação e convida para o evento, que começa às 8h, na Avenida Ruffo Galvão, centro, próximo à Catedral de São José.

LICITAÇÃO IMPUGNADA

A licitação da campanha do IPTU 2013 da prefeitura de Itabuna foi impugnada pela agência conquistense Mangalô, hoje. A empresa ficou em terceiro lugar no quesito “melhor técnica” e questionou itens como comprovação da experiência no atendimento a contas públicas.

A Mangalô, que atende à Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa), tem até cinco dias úteis para entregar o recurso escrito. A tomada de preço é de R$ 330 mil e tem participação de outras três agências, todas de Itabuna.

Atualização às 9h45min (17.04) – Ao contrário do que está expresso no título, o recurso da agência será contra a habilitação técnica das concorrentes e não contra o processo licitatório.










WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia