WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Vitória da Conquista’

UM CHOQUE DE AUTO-ESTIMA

Daniel Thame | www.danielthame.blogspot.com

Quem visita Vitória da Conquista, Teixeira de Freitas e Santo Antônio de Jesus, encontra cidades que tem problemas sim, mas respiram desenvolvimento.

Durante décadas, Itabuna foi uma das cidades mais importantes da Bahia e chegou a ocupar o posto de terceira maior economia do Estado, superada apenas por Feira de Santana e por Salvador, a capital.

Sem ser necessariamente uma grande produtora de cacau, por conta de sua modesta extensão territorial, Itabuna converteu-se no pólo de comércio e prestação serviços de uma região com cerca de 100 municípios, impulsionados, todos eles, por um único (e, à época, altamente rentável) produto.

A cidade, vigorosa em sua economia, atraiu uma leva de empreendimentos que a modernizaram e lhe deram ares de metrópole.

Era a Capital do Cacau, como diziam seus moradores, rumo a seu futuro dourado.

A vassoura-de-bruxa, em duas décadas, interrompeu a marcha e reduziu o crescimento da cidade. Ainda assim, fruto do espírito empreendedor de sua gente, uma característica marcante, Itabuna ampliou o setor de serviços e viu nascer pólos de ensino superior e de saúde privada.

A crise, entretanto, revelou aquilo que os momentos de fartura mascaravam: os imensos problemas estruturais de uma cidade sem planejamento, que cresceu de forma desordenada e que não consegue atender demandas básicas de seus moradores, como saúde pública, educação, saneamento e inclusão social.

O preço de ser a “Capital do Cacau” (agora, entre aspas) foi altíssimo: milhares de pessoas, despejadas das propriedades rurais por conta da crise do cacau, migraram para Itabuna, formando grandes bolsões de miséria na periferia, gente quase sempre sem qualificação profissional e, por conta dessa mesma crise, sem mercado de trabalho.

Itabuna ainda é uma grande cidade, mas estagnou-se. Foi superada, com folga, por Vitória da Conquista e, se não houver mudanças drásticas, corre o risco de, em menos de uma década, ser ultrapassada por Barreiras, Santo Antônio de Jesus, Eunápolis e Teixeira de Freitas, que vêm ostentado saltos significativos em suas economias.

Quem visita Vitória da Conquista, Teixeira de Freitas e Santo Antonio de Jesus, encontra cidades que tem problemas sim, mas respiram desenvolvimento.

Parece simplório, mas o itabunense ao entrar nessas cidades, com acessos bem cuidados, ruas e avenidas limpas e prédios comerciais bem conservados, não consegue deixar de traçar um paralelo com Itabuna e seus acessos, seja os da BR 101, seja os da BR 415 tomados pelo mato e pela sujeira, com as ruas esburacadas logo nas entradas da cidade.

Para quem aprendeu a amar essa cidade, caso deste escriba, é de se lamentar ver Itabuna ficando para trás, como se alguma bruxa amarrasse os ponteiros do relógio do tempo e do progresso.

Lamentações? Bruxarias?

Nada disso! O que Itabuna precisa mesmo é de um choque de auto-estima, daqueles que envolvem o poder público e a sociedade organizada.

Que os governantes efetivamente governem, que nossas entidades representativas deixem de ser apenas bajuladoras do governante de plantão e que os itabunenses rompam esse comodismo que está fazendo a cidade perder espaço para outros municípios.

Sejamos condutores do destino da nossa cidade e não apenas passageiros de um bonde sem freio e, nessa longa estrada da vida, sem motorista.

Daniel Thame é jornalista, blogueiro e autor de Vassoura.

BA-VI NA SEMI E CAPITAL X INTERIOR NA FINAL

O interior do estado tem novamente a chance de, repetindo 2006, fazer o campeão do Baianão de Futebol. Há cinco anos, o Colo-Colo, de Ilhéus, baixava a bola do Vitória, batendo o rubro-negro em pleno Barradão. Ficou com o título.

Desta vez, Serrano (Vitória da Conquista) e Bahia de Feira de Santana estão no páreo pela vaga na final. Do lado oposto, brigam os soteropolitanos Bahia e Vitória.

A definição sobre quais serão os finalistas do Estadual 2011 começa neste domingo, às 16h, quando Bahia e Vitória se enfrentam no estádio de Pituaçu, em Salvador, e Serrano e Bahia de Feira jogam no Lomantão, em Vitória da Conquista.

Vitória e Bahia de Feira vão para os respectivos confrontos com a vantagem de dois empates para chegar à final. Donos das melhores campanhas na fase de classificação, eles decidem vaga em casa. O rubro-negro no Barradão, no dia 1º. E o time feirense, no Joia da Princesa.

Na fase de classificação, o Vitória somou 26 pontos em oito vitórias, dois empates e duas derrotas, conforme estatística da Federação Baiana de Futebol (FBF). O Bahia de Feira foi o segundo melhor time da primeira fase. Somou 23 pontos ao vencer seis partidas, empatar cinco e perder uma.

Semifinalista do Baianão, o Serrano guarda uma curiosidade. Ainda na primeira fase, o time somou apenas 15 pontos. Para se ter uma ideia, o Colo Colo somou 18. Os dois times, porém, eram de grupos diferentes. O campeão de 2006 era do Grupo 1 e o Serrano, do 2.

CONQUISTA: JOVEM É ASSASSINADO EM ESTÁDIO DE FUTEBOL

Um jovem foi morto a tiros neste domingo (27), no Estádio Municipal Murilo Mármore, em Vitória da Conquista. Diego Estéfano Santos Andrade, 20 anos, jogava uma partida de futebol amador, apitada pelo pai, Fernando de Andrade, quando foi executado por um homem ainda não identificado.

O homem invadiu o campo e atirou no jogador. Durante os disparos, os outros jogadores e pessoas que acompanhavam a partida correram, causando grande confusão. O autor dos disparos não foi identificado.

Fernando, o pai da vítima, informou à Polícia Civil que Diego atualmente trabalhava numa gráfica. Ele disse não conhecer qualquer inimizade do filho ou envolvimento do jovem com a criminalidade. Informações do Correio.

PC DO B LANÇARÁ CANDIDATURAS A PREFEITO EM SALVADOR E CIDADES MÉDIAS

Alice é o nome do partido para Salvador.

O PCdoB encerrou há pouco, em Salvador, um encontro de um dia e meio com as principais lideranças do partido na Bahia. A tônica foi a sucessão municipal de 2012.

O partido discutiu metas para o pleito do próximo ano e, dentre as prioridades da legenda, estão a reeleição dos atuais prefeitos comunistas e lançamento de candidatura própria em Salvador e nas cidades acima de 100 mil habitantes, incluindo aí Vitória da Conquista e Itabuna. Dentre as cidades médias, o partido já governa Juazeiro.

O nome do partido em Salvador é o de Alice Portugal. Já em Conquista, há um “probleminha”: o deputado estadual Jean Fabrício disse que não disputará a prefeitura em 2012. Em Itabuna, os nomes são os do vereador Wenceslau Júnior, do ex-vereador Luís Sena e do presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães.

A reunião começou ontem e foi encerrada no início desta tarde. O presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, e os deputados federais comunistas Alice Portugal e Daniel Almeida confirmaram durante o evento que estarão em Itabuna, no próximo sábado, 2, para a festa de 89 anos do PCdoB. O encontro será na AABB, às 19h.

VOVÔ, 65 ANOS, LADRÃO DE CARROS…

Vovô Manoel Pereira: ladrão de carros, segundo a polícia (Foto Blog do Anderson).

O Grupo de Apoio Tático da Polícia Civil em Vitória da Conquista mandou para o xadrez Manoel Pereira da Silva, 65. O vovô foi flagrado com dois carros roubados, dinheiro, celulares, documentos de motos, revólver 38, espingarda, touca e farda com camuflagem.

Manoel escondia roubo e a “fantasia” em um sítio no município do sudoeste, segundo o Blog do Anderson. Manoel Pereira, segundo a polícia, terá a companhia do filho Eliezer Pereira da Silva, preso por tráfico de drogas.

A polícia suspeita que Manoel Pereira integra uma quadrilha de assalto a bancos que age no interior da Bahia.

HOMEM QUE ARROMBOU ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA TAMBÉM FEZ “LIMPA” EM CONQUISTA

Ezequiel, camisa branca, deixa o Módulo Center após "limpar" escritório do advogado Cosme Reis.

O homem que arrombou um escritório de advocacia no edifício Módulo Center, em Itabuna, fez uma “limpa” em edifícios comerciais em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano.

De prenome Ezequiel, o ladrão roubou nove escritórios de advocacia no centro de Conquista na segunda-feira da semana passada. Acabou preso no último sábado (19), mas misteriosamente conseguiu escapulir no mesmo dia.

Ezequiel é de Feira de Santana, onde acumula nove passagens por estelionato e furto. Uma das vítimas de Ezequiel disse ao PIMENTA que o ladrão costuma ficar por volta de cinco dias, uma semana na cidade onde pretende aplicar os golpes – e se hospeda em hotéis.

Os locais preferidos para roubar são escritórios de advocacia e os “objetos de desejo” são notebooks. Preso em Vitória da Conquista, Ezequiel confessou que vende notebooks por até R$ 100,00.

Uma pessoa que participou do “flagra” em Ezequiel ainda em Vitória da Conquista diz que o ladrão finge ter problemas mentais (“ele se faz de doido”) e aproveita para estudar a movimentação tanto do escritório como do prédio onde vai atacar. “A bolsa que ele sempre carrega traz ferramentas para abrir as portas. É profissional nisso”, diz.

O PIMENTA também entrou em contato com um dos policiais que prenderam “Ezequiel” em Conquista. O soldado William Muniz  diz que várias viaturas foram acionadas para prender o ladrão, que se hospedou no Hotel Fênix, no centro de Conquista. “Ele não se intimida com as câmeras e aqui em Conquista tinha pessoal certo para vender o que roubava”.

Um dos receptadores foi encaminhado para a delegacia. Detalhe: tanto Ezequiel quanto o receptador foram liberados, apesar das provas dos crimes.

Atualizado às 21h13min

SOLDADO DA PM NÃO RESISTE E MORRE

Soldado morreu horas depois em hospital de Conquista (Foto Rodrigo Ferraz/Resenha Geral).

O policial militar Ronilson Alves Ribeiro, 37, não resistiu aos ferimentos causados por dois tiros que disparou contra si e morreu ao final da tarde em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano. Antes de atirar contra a própria cabeça, Ronilson atingiu a ex-esposa, de prenome Maria Aparecida, no interior de uma loja na área central de Conquista.

Ronilson foi levado para o Hospital Geral de Vitória da Conquista e chegou a ser anunciada a morte do policial, que conseguiu ser reanimado. O estado dele era grave e veio a falecer no final da tarde. O crime ocorreu por volta das 13h.

Ronilson entrou na loja, disparou contra a ex-esposa e, em seguida, tentou contra a própria vida. Ele foi socorrido e morreu horas depois no Hospital Geral. O estado de Maria Aparecida ainda era considerado grave. A mulher está internada no Hospital São Vicente. Com informações do Blog do Anderson e Resenha Geral.

CONQUISTA: PM ATIRA EM NAMORADA E TENTA SE MATAR

Rua onde aconteceu o crime ficou bastante movimentada (Foto Blog do Anderson).

Um policial militar invadiu a loja no centro de Vitória da Conquista e tentou matar a tiros a própria namorada e depois tentou cometer suicídio. O crime ocorreu no início desta tarde na rua 2 de Julho. Ronilson Alves Ribeiro e a namorada encontram-se internados em estado grave no Hospital Geral de Vitória da Conquista. O soldado invadiu a loja onde a comerciária trabalha e efetuou os disparos contra o alvo e tentou contra a própria vida.

A equipe médica chegou a dar Ronilson como morto, mas o policial conseguiu sobreviver em seguida a uma parada cardíaca longa, após os profissionais conseguir reanimá-lo. O setor de comunicação do hospital informou ao Blog do Anderson que “felizmente, [Ronilson] sobrevive e está sendo monitorado, embora ainda em estado grave”.

NÚMERO DE HOMICÍDIOS CAI 42,1% EM CONQUISTA

O Blog do Gusmão, de Ilhéus, revela que o número de homicídios em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, caiu 42,1% nos dois primeiros meses deste ano em comparação com igual período de 2010.

Foram 38 assassinatos no ano passado ante 22 registrados em 2011. A cidade implementou o “Pacto pela Vida” e a população tem colaborado nas denúncias contra o tráfico de drogas (responsável por 80% dos homicídios, conforme a polícia local).

Como bem assinala o blog, fica o exemplo para as cidades de Ilhéus e Itabuna, esta última considerada a 13ª mais violenta do país, segundo dados do Instituto Sangari e Ministério da Justiça. Itabuna, com 204 mil habitantes, registrou 33 homicídios nos dois primeiros meses deste ano, o que corresponde a mais de uma morte a cada dois dias, na média.Vitória da Conquista tem 306.374 habitantes, segundo o IBGE.

Os números itabunenses foram ainda mais alarmantes em janeiro. A cidade estava há oito dias sem registro de assassinato, mas, no último domingo, dois homens foram assassinados – um deles tinha 17 anos e possuía ligação com o tráfico de drogas comprovada.

Confira mais no blog (clique aqui).

CAETANO E A “COPA” DE 2014

Caetano, que sonha com 2014, ouve um "parabéns, governador!" (foto JC d'Almeida / Blog do Anderson)

O presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Luiz Caetano, saiu animado de Vitória da Conquista, no último final de semana. Após discurso inflamado em defesa da reforma tributária e melhor distribuição da arrecadação central, foi retribuído com cumprimentos efusivos e gritos de “parabéns, governador!”.

Os prefeitos se queixam, principalmente, da concentração excessiva da arrecadação em mãos do governo federal, enquanto estados ficam com 25% e municípios, 15%. O discurso de Caetano, então, caiu como música para os ouvidos dos gestores.

Os prefeitos, muito deles avessos ao planejamento, aplaudiram também a agenda do novo presidente da UPB. Caetano detalhou a agenda de trabalho da entidade para os próximos meses e lembrou que os municípios não devem perder a oportunidade de pressionar – com inteligência – os governos estadual e federal.

FEIRENSE LIQUIDA O COLO COLO EM 18 MINUTOS

O Feirense precisou de 18 minutos para enfiar três gols no Colo Colo e quebrar a invencibilidade do time ilheense no Baianão 2011. A partida disputada neste sábado terminou 3 a 0 para o Feirense, no estádio Joia da Princesa.

Os gols foram marcados no segundo tempo por André Cabeça (12min), Crio (13min) e Paulo Roberto (30min). O time de Feira de Santana assumiu, provisoriamente, a segunda posição do Grupo 2. Tem sete pontos. Já o Colo Colo permanece em terceiro lugar do Grupo 1, com oito pontos.

Na próxima rodada, na quarta, dia 9, o Colo Colo enfrenta o Serrano, às 20h30min, no estádio Mário Pessoa, em Ilhéus. O Feirense enfrentará o Vitória da Conquista, em mesmo dia e horário. A partida deste sábado teve público de 1.116 pagantes e renda de R$ 6.712,00.

REFLEXOS DO APAGÃO: CURTO-CIRCUITO DESTRÓI SORVETERIA

O “apagão” que atingiu o Nordeste na madrugada desta quinta-feira, 3, destruiu uma sorveteria localizada no Bairro Brasil, em Vitória da Conquista, a 509 km de Salvador. Quando a energia foi reestabelecida, por volta de 2h30 desta sexta-feira, 4, uma TV sofreu um curto-cirtuito, originando as chamas.

Além do aparelho, as chamas atingiram freezers, espremedores de frutas, liquidificadores industriais, chapas para lanches, o balcão, móveis e uma máquina de sorvete expresso avaliada em R$16 mil. O teto e as paredes do prédio também ficaram danificados.

O proprietário do estabelecimento, Washington Luís Lourenço, contou que foi alertado por vizinhos, o que evitou maiores danos. O prejuízo acumulado até então gira em torno de R$ 40 mil.

A Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) ainda não se pronunciou sobre a reclamação protocolada pelos donos da sorveteria na Unidade Regional do órgão, em Conquista.

Leia mais

PSDB DE CONQUISTA “IMPORTA” NILO COELHO

Repercute a possibilidade do lançamento da candidatura do ex-governador Nilo Coelho (PSDB) à prefeitura de Vitória da Conquista nas eleições de 2012. De acordo com várias fontes, o ex-candidato ao governo da Bahia, Geddel Vieira Lima (PMDB), estaria fortalecendo Nilo com o apoio de José Serra (PSDB), candidato à Presidência mais votado no município no primeiro e segundo turno das últimas eleições.

Em entrevista ao Blog do Anderson, Nilo Coelho tornou a repetir a mesma maneira quando o indagamos se seria ele candidato a vice de Paulo Souto, sempre se esquivando. “Posso ser um eleitor aqui em Conquista”, disse Coelho.

CONQUISTA: POLICIAL MILITAR E BANDIDOS MORREM EM CONFRONTOS

Do Blog do Anderson

Um policial militar e dois bandidos morreram em confronto no início da noite desta quarta-feira (1º) em Vitória da Conquista. De acordo informação da polícia, Elias Dias Cerqueira estava a caminho da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC/Conquista) para buscar a sua esposa, quando flagrou os bandidos assaltando uma estudante na Rua Ubaldino Figueira, a poucos metros da Faculdade. Ele tentou reagir e foi atingido com três tiros.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) fez o resgate, mas ele não suportou. Em ronda, policiais conseguiram encontrar os dois assaltantes, que acabaram morrendo em confronto. Neste momento, os corpos encontram-se no necrotério do Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC) onde o movimento é intenso. De acordo policiais os dois assaltantes tinham várias passagens pela delegacia.

BAHIA TERÁ R$ 110 MILHÕES PARA NOVOS AEROPORTOS

A construção de novos aeroportos nas cidades de Barreiras e Vitória da Conquista tiveram recursos da ordem de R$ 110 milhões aprovados nesta terça-feira (30), pela Comissão Mista do Orçamento do Congresso. As duas emendas foram articuladas pelos deputados baianos ACM Neto (DEM) e a senadora eleita, Lídice da Mata (PSB).

O repasse será de R$ 60 milhões para o terminal de Barreiras, no oeste baiano, e mais R$ 50 milhões para o de Vitória da Conquista, na região sudoeste.

A obra em Conquista já conta com R$ 40 milhões assegurados através de uma emenda individual do senador ACM Júnior (DEM). O novo repasse ainda deve ser aprovado em plenário na sessão conjunta da Câmara e do Senado. Informações do Bahia Notícias.

SHOPPING CONQUISTA SUL TERÁ 180 LOJAS

Nova expansão visa tornar o Conquista Sul o maior shopping do interior da Bahia.

O Shopping Conquista Sul passará a ter 180 lojas ao concluir a segunda etapa de expansão ao final do primeiro semestre de 2011, quando completará cinco anos de atividades.

As obras seguem a pleno vapor e o empreendimento ganhará novas lojas-âncoras, passará a contar com três megastores, hipermercado e 900 vagas de estacionamento, grande parte delas coberta. Atualmente, o empreendimento conta com 134 lojas, três salas de cinema com 750 lugares e livraria, além de grandes redes.

Os investimentos giram em torno de R$ 20 milhões nesta nova expansão e evidenciam o ótimo momento vivido pela economia conquistense. Uma das âncoras da expansão é a gigante Casas Bahia, além do hipermercado Bretas.

A área construída do Conquista Sul passará de 11 mil para 33 mil metros quadrados. O projeto da Ciclo Empreendimentos e da administradora Zolim é transformar o Conquista Sul no maior shopping do interior da Bahia.

SINAL DE ALERTA

Além de ter passado aperto para vencer José Serra (PSDB) em Itabuna (50,96% a 49,04%) e ter perdido em Vitória da Conquista, considerada a cidade mais “serrista” da Bahia, Dilma Rousseff (PT) perdeu para o tucano em duas importantes cidades do sudoeste baiano.

Em Itororó, Serra bateu Dilma por 52,05% a 47,95%. Já em Itapetinga, o ex-governador de São Paulo saiu das urnas com 50,11% dos votos, deixando a presidente eleita com 49,89%.

Os dois municípios são governados pelo PT.

DILMA EM VITÓRIA DA CONQUISTA

A candidata petista à Presidência da República, Dilma Rousseff, estará nesta terça-feira, 26, em Vitória da Conquista , no sudoeste da Bahia. Ela será recebida às 13h30min, no aeroporto da cidade, pelo governador Jaques Wagner. Depois, a candidata seguirá em carreata pelas principais ruas de Vitória da Conquista, finalizando com um ato público na Praça Sá Barreto.

Os petistas tentam reverter a vantagem que o tucano José Serra teve no primeiro turno da eleição presidencial em Conquista. E lembram que em 2002 Lula perdeu no primeiro turno na maior cidade do sudoeste baiano, mas venceu com folga no segundo.

EMPRESÁRIO CONQUISTENSE É ASSASSINADO EM SALVADOR

O empresário André Luiz Rocha Bramont, de 36 anos, que era proprietário de uma casa lotérica em Vitória da Conquista, foi assassinado na noite do último sábado, 16, em Salvador. Segundo o Blog do Anderson, Bramont foi vítima de um assalto, quando caminhava em companhia de sua mãe e do filho de sete anos pelo bairro da Boca do Rio.

A informação é de que dois homens se aproximaram em uma moto e pediram o relógio e a carteira do empresário. Em seguida, um dos bandidos atirou na vítima, que chegou a ser levada para o Centro de Saúde do Marback, que fica próximo ao local onde ocorreu o crime, mas não resistiu ao ferimento.

André Luiz Bramont era filho do radialista e oficial de justiça Carlos Bramont. O empresário, que cursava o quarto semestre do curso de Direito da Faculdade Independente do Nordeste (Fainor), havia ido a Salvador para visitar o filho e, no momento em que foi baleado, estava indo pegar um táxi em direção à rodoviária, de onde retornaria para Conquista.

HERZEM GUSMÃO VOLTA AO NINHO

O radialista e ex-candidato a deputado federal Herzem Gusmão (PMDB), de Vitória da Conquista, não seguiu a orientação do ex-ministro Geddel Vieira Lima de apoiar a petista Dilma Rousseff. O comunicador era das presenças mais animadas na carreata do presidenciável José Serra no município do sudoeste baiano.

Foi uma volta ao ninho. Herzem disputou a prefeitura de Conquista pelo PSDB, partido ao qual era filiado até o ano passado, quando sentiu-se seduzido pelos apelos de Geddel. O resultado das urnas, no entanto, causou insatisfação. Em resposta ao convite do ex-ministro, Gusmão preferiu dar o troco. Vai de Serra.

TSE LIBERA CANDIDATURA DE ZÉ RAIMUNDO

O ex-prefeito de Vitória da Conquista, José Raimundo Fontes (PT), teve a sua candidatura liberada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por unanimidade. “Zé Raimundo” é candidato a deputado estadual e sofreu impugnação ao ter seu nome figurado na lista do Ministério Público estadual como “ficha suja”. O processo remonta ao período em que ele administrou o município do sudoeste baiano. Zé Raimundo também ganhou, por unanimidade, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA).

UNIVERSO PARALELO

HÉLIO PÓLVORA E A ESCOLHA DO SIMPLES

Ousarme Citoaian

O título do primeiro romance de Hélio Pólvora (foto), Inúteis luas obscenas, é um achado, mas não surpreende: jornalista de batente (além de contista, ensaísta, cronista, tradutor e crítico de cinema) ele sabe a importância de bem titular (até procurou, em vão, convencer disso seu compadre Euclides Neto, que criou títulos não muito inteligíveis, como Machombongo). Mas o melhor de Inúteis luas obscenas não é o título, é o próprio livro, um retorno ao bom e velho estilo de contar histórias com começo, meio e fim. Senhor de erudição suficiente para atingir o esnobismo (poucos brasileiros leram tanto quanto ele), Hélio fugiu dos experimentos estéreis, em privilégio do simples.

O LEITOR ESCOLHE O FINAL “MELHOR”

Surdo é personagem recorrente em contos do autor. De tanto perturbar o sono do contista foi parar no romance – um romance que se lê de uma sentada, tal a qualidade da narrativa, que pega o leitor pelo colarinho e o leva, subjugado, à última página – quando, surpreso, será chamado a decidir entre dois epílogos. Inúteis luas obscenas é um tratado sobre a solidão humana, estampada em anti-heróis condenados à vida miserável, sem perspectiva de romper seu círculo de pequenez, empurrados para um final em que nenhum tipo de libertação é possível. Nesse ambiente, duas mulheres fortes (“Somos duas cobras venenosas”, diz uma delas) se destacam: Celina e Regina.

AROMAS, CORES E SABORES DE CACAU

Surdo (que talvez nem seja surdo) é dado a leituras e filosofias, pensa, medita e dá mostras de ter visitado os bons autores. “Os maus têm uma felicidade negra”, cita Victor Hugo (foto). Envolvido com luas azuis, vermelhas e obscenas, e um amor não convencional, Surdo é um homem incompreendido e portador de certa carga de amargura – na grande sabedoria há grande pesar, ensina o Eclesiastes. Resta dizer que Hélio Pólvora é um escritor da zona cacaueira (“Sou um pobre homem de Itabuna”, diz ele, parodiando Eça), e seu romance tem cheiros, cores e sabores de teobroma, ainda que seja universal, na medida em que trata do sofrimento do ser humano, presente em todas as latitudes.

TEXTO PRAZEROSO, INOVADOR E ECONÔMICO

O clima de tragédia é acentuado por um prólogo em cada capítulo, à moda do coro do teatro grego, e referências a entes mitológicos (na gravura, Édipo). O romancista esparge constantes pitadas de lirismo sobre seus embrutecidos personagens, o que enriquece e “humaniza” a história. No entanto, esse olhar, que às vezes parece cúmplice e protetor, não subtrai a Inúteis luas obscenas seu conteúdo de tragicidade. Há de ressaltar-se (afora essa leitura pessoal), o texto prazeroso, econômico (sem chegar à mesquinharia de Dalton Trevisan), conciso, sem sobras nem faltas. A sensação é de que valeu (muito) a pena esperar pelo primeiro romance de Hélio Pólvora.

O QUE NOS IRRITA TAMBÉM NOS MELHORA

Teria sido o velho e suíço Gustav Jung (foto) quem disse: “Tudo o que nos irrita nos outros pode nos levar a um conhecimento de nós mesmos”. Assim, coisas que a gente combate, como ingratidão, injustiça, traição, inveja, ciúme, medo ou impaciência e, no meu caso, a má concordância, a regência pífia e os lugares-comuns, pode significar que nós próprios somos portadores desses defeitos. Entendo ser imperativo que eu, crítico iconoclasta da obra alheia, exerça essa mesma exigência em relação a meus textos. E eu a exerço, embora considere normal não ter a isenção suficiente e ainda deixar contaminar minhas opiniões pela excessiva carga de autocompaixão.

NO INESPERADO, O EROTISMO VOCABULAR

Em maré de citações (hei de ter cuidado, pois Newton disse que quem cita muito não tem idéias próprias) ponho em campo o pensador francês Roland Barthes (foto), para quem as palavras se tornam eróticas pela excessiva repetição. Confesso que sinto esse erotismo vocabular (parece que inventei isto agora!) no inverso da repetição, que é o inesperado. O texto novo e simples tem uma força estranha que me agride (no melhor sentido), me pega pelo colarinho e me transporta a mundos distantes. Arrisco-me a perder os leitores exigentes, pois acabo (ai de mim!) de me pôr em posição contrária a Barthes (se vivo, não creio que ele ficasse muito preocupado com minha opinião…).

TEXTO QUE NOS EMBALA E TRANSPORTA

A verdade é que experimento um prazer muito grande com frases corretas, desde que despidas de pedantismo. Elas mexem em minha alma, me embalam e me transportam, como esta, um verso de sete sílabas: “Onde eu nasci passa um rio…”. A partir desta frase de Caetano Veloso é possível escrever romance, novela, crônica, conto… ou não escrever coisa nenhuma, mas será impossível não pensar e não sentir. “Onde eu nasci passa um rio” é texto a um só tempo refinado e simples. Uma das melhores frases da MPB, provocativa, por isso nova e boa, digna de ser tema de redação de vestibular para qualquer curso. Em prosa ou verso.

LIVRARIA ENTRE NÓS, NEM PRA REMÉDIO

Há variadas formas de medir o desenvolvimento cultural de uma comunidade: universidades, livrarias, editoras, cinemas, teatros e outras. Itabuna e Ilhéus (principais cidades da região) não têm, a rigor, nem uma livraria para remédio (temos casas que vendem, dentre outros itens, livros). Quanto aos outros padrões citados, estamos também em grande déficit – e é deplorável dizer que já estivemos em melhores condições do que hoje. Quer dizer: no que respeita a esses valores, andamos para trás. Ou, no máximo, de banda, no melhor estilo Ucides cordatus, também chamado caranguejo-uçá.

XADREZ POR AQUI SÓ A CADEIA PÚBLICA

Um leitor indignado nos ofereceu outro metro comparativo (igualmente empírico, é verdade) do nosso nível cultural: quase a ponto de nos confundir com o Procon, ele reclama que vasculhou Ilhéus e Itabuna para, surpreso, descobrir que é impossível, em cidades tão culturalmente ”avançadas”, comprar um jogo de peças de xadrez, com o mínimo de qualidade. Ora, vejam só. O chamado nobre jogo é mesmo um padrão interessante para o caso. O leitor diz que Vitória da Conquista, por exemplo, tem o xadrez na escola fundamental, como prática educativa. Aqui, xadrez é apenas a super-povoada cadeia pública.

COMENTE »

LUIZ GONZAGA E O INCÔMODO “VOZES DA SECA”

Dia desses, falamos aqui no médico Zé Dantas, um dos dois maiores parceiros de Luiz Gonzaga – o outro foi o advogado Humberto Teixeira (foto) – quando listamos “Vozes da seca” entre os clássicos do médico pernambucano. Luiz Gonzaga, na minha modesta opinião, foi o maior músico pop do Brasil (com a morte dele, creio que o lugar é de Gilberto Gil), mas é preciso lembrar, nem que seja apenas em favor da fria verdade histórica, que o Rei do Baião foi um conservador exacerbado, apoiou o golpe de 1964, chegou a dizer que não havia tortura no Brasil – e “Vozes da seca” o incomodava. Sei de um show em que ele, ao pedirem esta música, se recusou a cantá-la, com uma frase marota: “Não me lembro da letra”.

O CONSTRANGIMENTO DOS JOVENS COLEGAS

Gonzaga sempre teve horror a políticos de esquerda. Passou nove anos no Exército, quando aprendeu a admirar os militares, sendo amigo do presidente general Dutra, de quem animou muitos saraus palacianos – e, mais tarde, de Marco Maciel. Talvez não por acaso, “Boiadeiro”, a toada com que costumava iniciar suas apresentações, é de dois ex-militares (Armando Cavalcante e Clécius Caldas) que conhecera na caserna.  Já no governo Médici (o mais sanguinário dos generais da ditadura) ele decepcionou os colegas engajados na luta política, a exemplo de Chico Buarque, Gilberto Gil, Caetano Veloso e Geraldo Vandré (foto).  E o mais constrangido de todos com esse comportamento era Gonzaguinha, filho do Rei.

POR BURRICE, “ASA BRANCA” FOI CENSURADA

A ditadura, que nunca respeitou nem mesmo os que apoiaram o golpe, também não poupou Luiz Gonzaga, proibindo-o de cantar (era o governo Médici) “Vozes da seca”, “Paulo Afonso” e “Asa branca” (as duas primeiras com letra de Zé Dantas, a segunda de Humberto Teixeira). As razões da censura: “Vozes da seca”, por ser música de protesto, e “Paulo Afonso”, por ciúmes – exalta os presidentes Getúlio, Dutra e Café Filho; já “Asa branca” foi censurada devido à burrice que grassava no governo – a ditadura era um monstro sem cabeça e, logo, sem juízo. Em 1980 (sob o general Figueiredo), Luiz Gonzaga gravou “Caminhando”, o “hino” de Geraldo Vandré; em 1981 fez as pazes com Gonzaguinha.
</span><strong><span style=”color: #ffffff;”> </span></strong></div> <h3 style=”padding: 6px; background-color: #0099ff;”><span style=”color: #ffffff;”>E FRED JORGE CRIOU CELLY CAMPELLO!</span></h3> <div style=”padding: 6px; background-color: #0099ff;”><span style=”color: #ffffff;”>No auge do sucesso, em 1965, a música teve uma versão no Brasil, gravada por Agnaldo Timóteo. Como costuma ocorrer com as

UMA EDIÇÃO COM MUITAS LÁGRIMAS

Este vídeo foi editado com lágrimas, especialmente para a coluna. As imagens mostram o sertão nordestino torturado pela seca, aquele ambiente de intenso sofrimento (físico e, por consequência, psicológica) que inspirou o ginecologista e compositor José de Souza Dantas Filho, o Zé Dantas (1921-1962). O ano é 1953. Algumas cenas são de Vidas secas (1963), filme de Nelson Pereira dos Santos (foto), que também merece nossa homenagem menos tardia do que sincera. Clique.
(O.C.)

CONQUISTA TERÁ “RONDA NOS BAIRROS”

Depois de Salvador, Feira de Santana e Itabuna, o programa Ronda nos Bairros chega ao sudoeste baiano. Vitória da Conquista foi dividido em três setores, que terão efetivo total de 72 policiais militares para o trabalho nas áreas consideradas mais perigosas do município.

O programa será lançado amanhã, 1º, às 9h30min, no Urbis V, pelo secretário estadual de Segurança Pública, César Nunes, e pelo comandante-geral da PM, Nilton Mascarenhas. O secretário César Nunes destaca que “quanto mais rápida for a atuação da polícia, menor será o dano causado”.

DO IT

Lenine foi aclamado pelo público da sexta edição do Festival de Inverno Bahia, em Vitória da Conquista, no último domingo, 22. O pernambucano deu um show a parte e se permitiu errar letra de música e pedir aos fãs que o ajudassem pra não vacilar novamente. E todos seguiram os seus acordes em Paciência.

Abaixo, Lenine manda ver em Do it. Segundo os organizadores, o festival atraiu cerca de 50 mil pessoas ao parque de exposições de Conquista nos três dias de evento, elogiado pela estrutura. Paremos de lero-lero e vamos à música.

CENIPA INVESTIGARÁ CAUSAS DE ACIDENTE COM JATO DA EMBRAER

Chamas consomem turbina do ERJ-145, da Embraer (Foto Blog do Anderson).

Está sendo aguardado para os próximos dias o resultado das investigações das causas de um acidente envolvendo um jato ERJ-145, da Passaredo Linhas Aéreas e fabricado pela brasileira Embraer. As investigações serão conduzidas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), informa o Blog do Anderson.

O jato não conseguiu abrir o trem de pouso e aterrissou “de barriga” no aeroporto Pedro Otacílio de Figueiredo, em Vitória da Conquista (BA), às 14h45min de ontem. Uma das turbinas pegou fogo após o jato deslizar na pista e parar no gramado. A aeronave estava com 27 pessoas, incluindo a tripulação, e partiu de Guarulhos (SP).






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia