WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘Wagner’

VOX POPULI: 44% APROVAM GOVERNO WAGNER

A pesquisa Vox Populi/Band que apontou o governador Jaques Wagner com 41% das intenções de voto na corrida ao Palácio de Ondina, também avaliou a gestão do petista.

Dos 700 entrevistados, 44% avaliaram como positivo (ótimo ou bom) o governo do “Galego”; 37% consideram regular e 13% como ruim ou péssimo. 6% não souberam ou não responderam à avaliação. Em janeiro deste ano, o percentual dos que aprovavam a gestão atingia 42%; e o de reprovação, 12%.

PT É O PREFERIDO

A pesquisa também mediu preferências partidárias do eleitor baiano. O PT é líder no quesito, com 22%, seguido pelo DEM (5%) e PMDB (2%). PSDB e PV obtiveram 1%, cada. Mas quem ganha disparado é o partido “nenhum“, com 67%. A pesquisa foi feita entre os dias 8 e 11 de maio. A margem de erro é de 3,7 pontos percentuais.

Clique aqui e tenha acesso ao relatório da pesquisa


GEDDEL SE DILUIU

Ao romper com o PT baiano e se lançar candidato ao governo, Geddel Vieira Lima passou a fazer críticas ferozes ao grupo do governador Jaques Wagner na tentativa de estabelecer uma polaridade com o grupo atualmente no poder. Simultaneamente, o PMDB, na condição de aliado nacional do PT, colocou-se como segundo palanque da pré-candidata Dilma Rousseff no Estado, embolando o próprio jogo.

A proximidade aos petistas de Brasília e  o afastamento dos petistas baianos pode ter acabado por confundir o eleitor e comprometer a polarização desejada por Geddel, que além de tudo foi aliado e teve participação no governo Wagner até o penúltimo ano do presente mandato.

O pré-candidato do PMDB percebeu a encalacrada…

 Nos últimos dias, Geddel desviou a artilharia do PT e passou a bombardear o ex-governador Paulo Souto, do Democratas. Em disputa, o título de verdadeiro e autêntico opositor de Jaques Wagner. Quem vencer pode faturar um lugar no segundo turno.

WAGNER QUER PINHEIRO NO SENADO

Na entrevista que concedeu hoje ao programa Balanço Geral (Record), o governador Jaques Wagner tentou ser o mais diplomático possível para explicar sua preferência com relação ao nome do PT baiano que deverá postular uma vaga ao Senado.

Segundo o governador, Waldir Pires é um excelente quadro, tem bagagem intelectual, biografia impecável, mas… Para o momento político, o mais indicado é o deputado federal Walter Pinheiro.

Arrematando o raciocínio, Wagner disse que a situação é semelhante à de um técnico que tem dois grandes jogadores para escalar na mesma posição. Ele afirmou que esse é “um bom problema que o PT tem”.

A CERVEJA TÁ GARANTIDA. E OS INVESTIMENTOS, TAMBÉM

Pra quem gosta da “loura”, a Schin anunciará, amanhã (21), investimentos da ordem de R$ 397 milhões em sua fábrica baiana, instalada em Alagoinhas. A empresa ampliará em 48% a produção de cerveja e em 66% a de refrigerantes.

Os quase R$ 400 milhões serão empregados em máquinas e equipamentos e obras civis. Ao final, a unidade de Alagoinhas vai gerar 173 novos postos de trabalho.

O anúncio será feito numa reunião da direção da Schin com o governador Jaques Wagner, em Salvador, às 9 horas.

SÓ O INDECISO CRESCE NA PESQUISA VOX POPULI

Paixão Barbosa | Blog Política e Cidadania

O que mais me chamou a atenção no resultado da pesquisa eleitoral do Instituto Vox Populi sobre a sucessão baiana, que apontou Jaques Wagner (PT) com 41%, Paulo Souto com 32% e Geddel Vieira Lima com 9%, foi o crescimento substancial dos eleitores que se declararam indecisos (não sabem quem votar). Vejamos: os três principais candidatos mantiveram-se estáveis em relação à última pesquisa (feita em janeiro), uma vez que as oscilações se deram dentro da margem de erro da consulta, que foi de 3% – Wagner caiu 3% (de 44 para 41), Paulo Souto subiu 3% (de 29 para 32) e Geddel subiu 1% (de 8 para 9).

Mas a coluna de indecisos passou de 6% para 13%, sendo o único indicador que oscilou acima da margem de erro (brancos e nulos caiu de 6% para 4%), enquanto as candidaturas do PV e do PSOL mantiveram com 1% e 0%. Não é de estranhar que, após cinco meses, a quantidade de pessoas que não sabem em quem votar tenha crescido, quando o natural é que a indecisão vá caindo à medida que os candidatos e suas propostas se tornem mais conhecidos?

A coluna de indecisos passou de 6% para 13%, sendo o único indicador que oscilou acima da margem de erro.

Ou será isto um reflexo justamente deste maior conhecimento, que levou parte do eleitorado a pisar no freio e refluir de posições anteriores enquanto aguarda que as coisas se aclarem mais? Sem dúvida que, como pesquisa é justamente para orientar os passos das campanhas, aí está um bom prato sobre o qual marqueteiros e analistas vão se debruçar em busca de explicações.

No mais, em relação às três principais candidaturas, o quadro da pesquisa mostra que ainda há muita água para passar sob esta ponte eleitoral, embora o governador Jaques Wagner mantenha nitidamente o seu favoritismo, ainda que (neste momento) nada indique uma vitória já no primeiro turno. Mais uma vez nós deveremos ter uma eleição que deverá se decidir sob a influência do horário eleitoral gratuito e dos momentos finais da campanha.

Paixão Barbosa é coordenador da Agência de Notícias A Tarde e mantém o Blog Política e Cidadania (acesse aqui).

VOX POPULI ANIMA PAULO SOUTO

Paulo Souto acredita no segundo turno

A pesquisa Vox Populi sobre a sucessão estadual baiana foi divulgada esta noite pelo Jornal da Band. Ela registra crescimento do ex-governador Paulo Souto (DEM), que saiu de 29% para 32%, e queda do governador Jaques Wagner (PT), que tinha 44% na última pesquisa, feita em janeiro, e agora aparece com 41%.

O peemedebista Geddel Vieira Lima, que poderia ter faturado mais com as muitas alianças que construiu no mês passado, ganhou apenas um pontinho: tinha 8% e passou a contabilizar 9% das preferências. Bassuma, do PV, soma 1%

Na espontânea, quando não são informados ao eleitor os nomes dos candidatos, Wagner é citado por 21% das pessoas consultadas, Souto por 9% e Geddel por apenas 2%. A pesquisa, que tem margem de erro de 3,7%, animou os democratas, que apostam em uma eleição com dois turnos.

ENQUETE – A DISPUTA VERMELHA PELO SENADO

O PT armou um cirquinho de resultado previsível para escolher o nome do partido que preencherá a segunda vaga ao Senado Federal na chapa do governador Jaques Wagner. Uma vaga é de Lídice da Mata (PSB). Os nomes petistas na disputa são Waldir Pires e Walter Pinheiro. Entre os mangangões petistas, Pinheiro é o preferido.

Sem ficar alheio a essa disputa, o Pimenta abre espaço para que o leitor diga quem deve ficar com a vaga. O nobre leitor pode cravar o voto na enquete à esquerda da página. Além destas duas opções, o frequentador deste humilde blog pode dizer não aos dois. Veja lá a resposta alternativa. Bom voto!

JOSIAS TRABALHA PELA INDICAÇÃO DE PINHEIRO

O ex-deputado Josias Gomes trabalha com afinco pela indicação do deputado federal Walter Pinheiro para a vaga remanescente de candidato a senador na coligação de Jaques Wagner. Neste sábado (15), logo após ter sido homologada a resolução definindo a realização de um encontro nos próximos 15 dias para a escolha do candidato, Josias coordenou uma reunião com apoiadores de Pinheiro, oriundos de todas as tendências do PT, para reforçar a indicação.

O deputado e ex-secretário de Planejamento do Estado disputa a vaga com o ex-governador Waldir Pires, que conta com a simpatia de parte da militância. O nome de Pinheiro, no entanto, está mais consolidado e tem defensores de peso, a exemplo do próprio governador Jaques Wagner.

Waldir não gostou da fórmula escolhida pelo partido para definir a candidatura ao Senado, pois desejava a realização de prévias. A opção foi combatida nos bastidores pelo governador.

ACM NETO DIZ QUE AZEVEDO FAZ BOM GOVERNO

Político habilidoso e já experiente, apesar dos 31 anos de idade, o deputado federal Antônio Carlos Magalhães Neto – ou simplesmente ACM Neto (DEM) – esteve em Itabuna nesta sexta-feira (14) e concedeu entrevista exclusiva ao Pimenta na Muqueca.

Confrontado com uma pergunta sobre as relações do prefeito de Itabuna, seu correligionário, com políticos e pré-candidatos de todos os quadrantes, Neto partiu em defesa de Azevedo. As conversas deste com o governador Jaques Wagner (PT) e com o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) – na visão do democrata – estariam circunscritas ao âmbito institucional e não refletirão apoio nas eleições de outubro.

O neto de ACM diz que o governo itabunense é bom, assegurando que dispõe de pesquisas internas que indicam essa situação. Ele também vê perseguição do governo estadual ao prefeito Capitão Azevedo, o que explicaria – no entendimento dele – os problemas na gestão da saúde no município, por exemplo.

O jovem parlamentar, que tentará o seu terceiro mandato na Câmara, faz críticas severas ao governador Jaques Wagner, ataca a gestão da segurança pública e diz que, para voltar ao poder, bastará ao DEM “falar a verdade”. Neto também questiona um presumido crescimento de Geddel Vieira Lima na corrida sucessória e acredita que haverá segundo turno nas eleições, entre um candidato do governo (Wagner ou Geddel) e Paulo Souto (DEM). Ao final da entrevista, ele confessa ser um leitor assíduo do Pimenta.

Ouça a entrevista feita pelo repórter Fábio Roberto:

PARTE 1

PARTE 2

BEM NA FOTO?

Deu na Istoé

Com as pesquisas de opinião na ponta da língua, o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), acredita que pode ser reeleito no primeiro turno. “Repare, essa é a fotografia de hoje”, disse à ISTOÉ, mas ressalvando que é cedo para cantar vitória.

Segundo levantamento do Instituto Campus, Wagner tem 48,8% das intenções de voto, contra 22% do ex-governador Paulo Souto (DEM) e 10,5% do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB). “Há que aguardar o programa eleitoral em agosto, mas, se não houver um fato novo, a tendência atual deve ser mantida”, prevê Wagner. Estaria pesando a seu favor a geração de 201 mil empregos desde 2007.

— Afinal, quando foi feita esta pesquisa, governador?

ACM NETO: “WAGNER CONSEGUIU SER PIOR DO QUE WALDIR”

ACM Neto faz pouco caso de Geddel e ataca Wagner.

O deputado federal ACM Neto (DEM) concedeu entrevista exclusiva ao Pimenta na Muqueca, nesta sexta (14), e praticou o seu exercício preferido nos últimos tempos: bater no governador Jaques Wagner, do PT. Disse que a gestão do petista é “pior do que a de Waldir Pires”, em meados da década de 80.

No papo com este blog, logo após dar uma palhinha para lideranças locais e a imprensa, Neto defendeu o seu partido, o Democratas, e fez pouco caso da candidatura de Geddel Vieira Lima, do PMDB.

Inicialmente, o deputado do DEM colocou Geddel na condição de coadjuvante no processo eleitoral. “Não vejo esse fortalecimento dele”. E faz reparo à sua fala ao observar que não há nenhuma pesquisa mostrando crescimento de Geddel, dono de apoio de 10 partidos.

Ao reparo, seguiu: “Mas acho até importante que ele cresça um pouquinho mesmo, para garantir que seja uma eleição de dois turnos”.

O deputado crê na presença de Paulo Souto no segundo turno, e afirma não estar preocupado contra quem será o possível segundo tempo da peleja, se contra Geddel ou Wagner. “Não estou nem preocupado. Nós vamos ganhar a eleição”.

Na entrevista, ele não admite que o DEM foi destroçado em Itabuna ao perder Fernando Gomes e ver escapar-lhe às mãos o prefeito Capitão Azevedo, ainda no partido mas sinalizando para Geddel e Wagner. Antes, na coletiva, revelou um “desejo” de debater publicamente com o deputado federal itabunense Geraldo Simões e disse que Fernando é “coisa do passado” para o DEM. E Maria Alice, e não Azevedo, seria a maior liderança do partido, atualmente, em Itabuna.

Os principais trechos da entrevista a Fábio Roberto, especialmente para o Pimenta, você confere neste sábado. Ele fala do escândalo provocado por José Roberto “Panetone” Arruda, do legado político do avô, Antônio Carlos Peixoto Magalhães e como encara o apelido “Grampinho”, homenagem carinhosa da deputada Alice Portugal (PCdoB).

DISPUTA (ESTADUAL) ACIRRADA EM FEIRA

O Instituto Economic realizou pesquisa em Feira de Santana, encomendada pelo programa Rotativo News, e a situação por lá mostra empate técnico entre os dois primeiros colocados na disputa ao governo baiano.

O governador Jaques Wagner pontuou com 36,37% das intenções de voto e Paulo Souto (DEM) com 33,93%. Geddel Vieira Lima (PMDB) apareceu com 6,86%, seguido de 3,20% de Luiz Bassuma (PV). O levantamento ouviu 1.064 pessoas em 29 bairros e três distritos de Feira e tem margem de erro de três pontos percentuais.

Quando avaliada a corrida pela presidência da República, José Serra (PSDB) lidera com 37,41% e Dilma Rousseff (PT) teria 32,61% e Marina Silva (PV), 8,74%. O município tem administração exitosa do DEM e recebeu a visita de Serra dias antes da pesquisa.

A VOZ DO POVO

O grid do Grand Prix Bahia de Velocidade está definido para esta sexta-feira. O piloto Jaques Wagner mantém a pole-position ao impor uma vantagem de 14 quilômetros de distância em relação ao vice-líder, Paulo Souto. Por sua vez, Souto está 16 quilômetros à frente do terceiro colocado, Geddel Vieira Lima.

Os especialistas notam que, em relação a janeiro, a equipe de JW rodou três quilômetros a menos e a de Souto, dois. O carro da equipe geddelista injetou mais combustível no tanque e aumentou o nível de gasolina em 3 pontos percentuais. Contabilizando a quilometragem de cada um, dá 41, 27 e 11 quilômetros percorridos, podendo haver correções.

A transmissão do grande prêmio será pela rede Bandeirantes…

“HÁ SEMPRE UM CHINELO VELHO PARA UM PÉ MACHUCADO”

Paulo Souto, Geddel e Wagner querem Fernando Gomes em suas campanhas, enquanto este analisa as que$tõe$ ideológica$ implicada$ no convite. O trovador Agulhão Filho viu Maria Alice chorar lágrimas de chumbo incandescente pela perda de um amor antigo e que parecia eterno. Comovido e solidário com a Dama de Ferro, manda-lhe este buquê de versos:

Maria Alice jamais
viu isso numa eleição:
Fernando num “quem dá mais”,
disputado no leilão!…

Fernando beatificado
como santo do Evangelho,
mostra que pé machucado
quer mesmo é chinelo velho!

CONVERSA COM O GOVERNADOR

foto Manu Dias

No programa Conversa com o Governador, desta semana, Jaques Wagner destaca a entrega de obras em rodovias, inauguração de unidades de saúde da família, além da campanha de vacinação contra a meningite C. Outro assunto comentado pelo governador são os 39 anos de existência da Embasa.

Para ouvir é só clicar no player.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia