WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Wagner’

A DUPLICAÇÃO QUE PODE GORAR

Pontes: retorno ao Derba (Foto Pimenta).

Saulo Pontes teme que duplicação fique fora do PAC (Foto Pimenta).

Como acelerar  o cumprimento das etapas de um projeto é algo raríssimo na área pública, é muito provável que o duplicação da rodovia Ilhéus – Itabuna seja mais um sonho sul baiano que acaba  não se tornando realidade.

Segundo já publicado há vinte dias no Blog Tempo Presente e aqui reproduzido, o engenheiro Saulo Pontes, diretor do Departamento Estadual de Infraestrutura de Transportes (Derba), alertou que a demora na obtenção da licença ambiental pode tirar a duplicação da lista de investimentos do PAC em 2013. E há risco da perda de recursos, caso a licitação não ocorra até agosto.

A situação, preocupante, será tratada pelo próprio Saulo Pontes em Ilhéus, no próximo dia 27. O diretor falará sobre o tema com os integrantes do Fórum Permanente em Defesa de Ilhéus, em reunião marcada para as 14 horas, na Associação Comercial.

Para não dizerem que não se falou das flores, no mesmo dia o governador Jaques Wagner também estará na cidade para anunciar a data em que terão início as obras da nova ponte entre o centro e a zona sul de Ilhéus.

SALVADOR REGISTRA CONFRONTOS; WAGNER CONVOCA COLETIVA

Wagner fala dos confrontos na capital baiana em coletiva (Foto José Nazal).

Wagner fala dos confrontos na capital baiana em coletiva (Foto José Nazal).

A tarde de manifestações do Movimento Passe Livre em Salvador terminou em confronto de grupos e policiais militares no Campo Grande. Jornalistas e manifestantes reclamam de excessos da polícia na repressão aos manifestantes.

Os confrontos começaram no raio de dois quilômetros do Estádio Fonte Nova, a chamada “área da Fifa”, faixa que os manifestantes não poderiam cruzar. Há relatos de que o próprio Batalhão de Choque da PM “abriu espaço” para os ativistas, quando começou a “descer o malho”, com spray de pimenta e disparos. Um ônibus foi incendiado na Avenida Centenário em ação de vândalos. Pelo menos 10 pessoas ficaram feridas, entre manifestantes e um policial.

O governador Jaques Wagner deve se pronunciar sobre os acontecimentos desta tarde e noite de quinta (20). Uma coletiva foi convocada para esta sexta (21), às 10h30min, no Salão de Atos do CAB.

WAGNER NO FESTIVAL DO CHOCOLATE

Wagner no Festival do Chocolate 2011 divulgação

Wagner participou da edição de 2011.

O governador Jaques Wagner assegurou participação na abertura da quinta edição do Festival Internacional do Chocolate e Cacau. O evento começa em 3 de julho, no Centro de Convenções de Ilhéus. A confirmação partiu do cerimonial do governador.

Durante quatro dias, haverá workshop, concurso de amêndoas de cacau, rodadas de negócios e shows (Saulo Fernandes e Sambô). O festival é promovido pela APC e MVU Evento e tem apoio do Pimenta. O evento deste ano espera atrair cerca de 30 mil pessoas.

NILO: “A MAIORIA DOS DEPUTADOS NÃO TEM INTERESSE EM VOTAR PROJETO DE DEPUTADO”

nilo perfilMarcelo Nilo é presidente da Assembleia Legislativa pela quarta vez consecutiva e está no sexto mandato como deputado estadual. Após a experiência de mais de 20 anos de legislativo, Nilo agora sonha com o Executivo e iniciou andanças pela Bahia e tenta se cacifar para disputar a sucessão do governador Jaques Wagner.

Nilo concedeu entrevista exclusiva e falou desse sonho, do perfil governista da Assembleia Legislativa (“deputado não tem interesse de votar projetos de deputado”) e de temas como a maioridade penal. Nilo defende a redução.

A entrevista foi concedida ao jornalista Marival Guedes que, a partir de hoje, fará a cobertura da política, cultura e negócios em Salvador para o PIMENTA.


BLOG PIMENTA – Vamos começar pelos projetos aprovados pela Assembleia. Quais os mais importantes aprovados nos últimos meses?

MARCELO NILO – Os mais importantes são o aumento de salário do servidor público, a modernização do meio ambiente, o empréstimo de R$ 1 bilhão que o Executivo tomou, ampliação das penitenciárias, ampliação da Agerba. Enfim, alguns projetos dessa magnitude. Vamos votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) agora, no final do mês.

BP – Quase todos os projetos foram enviados pelo Poder Executivo. Isto pode caracterizar o Legislativo baiano como um poder governista? A partir de agora, vai ter mais projetos da própria Casa?

MN – Olhe, os deputados, uma grande parte, não tem interesse de votar projetos de     deputado. Eu nomeio comissão, eu peço, eu apelo, mas grande parte  não tem interesse em votar nos próprios projetos. E aqui só se passa projeto de interesse de deputado através de acordo. Mas eles, infelizmente, apesar da nossa pressão, não gostam de votar nos próprios projetos. Eles preferem votar os projetos do Executivo.

nilo perfil______________

ASSEMBLEIA GOVERNISTA – Como você não pode fazer projeto de impacto, os parlamentares não querem fazer projetos menores, que não têm impacto perante à sociedade.

______________
BP – Por causa da competição…

MN – Na realidade a Constituição Federal tirou a prerrogativa dos parlamentares. Você não pode fazer projeto que gere despesa. E o próprio papel já é uma despesa. Então, como você não pode fazer projeto de impacto, os parlamentares não querem fazer projetos menores, que não têm impacto perante à sociedade. É uma tradição dos parlamentos estaduais do Brasil, porque não pode votar projeto que aumente o orçamento do Estado. Consequentemente, perde-se a força, a vontade, o estímulo de você ter mais criatividade nos respectivos projetos.

BP – Qual a avaliação que o senhor faz do governo Dilma Roussef?

MN – O governo Dilma manteve as reformas sociais iniciadas no governo Fernando Henrique com a redução drástica da inflação e manteve as reformas sociais do governo Lula. E agora está tentando implantar sua marca, que é melhorar a infraestrutura do país, com modernização dos portos, que infelizmente estão defasados, recuperar as estradas, fazendo o papel de permitir o escoamento agrícola com mais facilidade, iniciando  ferrovias.

BP – E o governo Jaques Wagner?

MN – É um governo que fez muitas obras: um milhão de pessoas alfabetizadas pelo Topa, recuperou mais de oitenta por cento das estradas da Bahia, tendo em vista que ele as recebeu intransitáveis, fez quatro mil poços artesianos, diversas adutoras no interior do estado, a nova Fonte Nova e  entregou cento e vinte mil casas populares. Mas a marca principal do governador  Jaques Wagner é uma obra que não custa um centavo sequer: é fazer um governo democrático e republicano sem perseguir ninguém. Essa pra mim é a grande marca, é a grande força do governador.

BP – E o prefeito ACM Neto, como o senhor avalia estes cinco meses?

MN – Eu diria que tá muito cedo para emitir uma opinião, porque com cinco meses, até agora, não deu pra ver uma marca do ACM Neto, não deu pra ver que Salvador tá diferente. Mas é lógico que você tem um prefeito que tá fazendo parceria com o governo do estado, o que é bom para o estado e é bom para o município. Mas não dá, ainda, pra ter uma marca porque o tempo tá muito curto, cinco meses não dá pra a gente ter a noção exata sobre qual será o planejamento estratégico do seu governo.

nilo perfil______________

MAIORIDADE PENAL – O jovem de 16 anos pensa completamente diferente do jovem de 1940. Eu defendo o plebiscito e nele votarei favorável que a maioridade pena seja a partir dos 16 anos.

______________

BP – Uma questão polêmica: qual a opinião do senhor sobre a redução da maioridade penal?

MN – Sou favorável que se reduza pra 16 anos. Somente no Brasil, Peru, Colômbia e uma parte dos Estados Unidos a maioridade penal é 18 anos. Agora recentemente, um jovem de 16 anos matou uma dentista queimada só porque ela tinha R$ 30,00 na conta. O crime abalou a sociedade brasileira. O Código Penal brasileiro foi elaborado em 1940, portanto, tem 73 anos. Ou seja,o jovem de 16 anos pensa completamente diferente do jovem de 1940. Então o jovem de 16/17 anos tem discernimento do que é bom e o que é ruim. Eu defendo o plebiscito e, nesse plebiscito, votarei favorável que a maioridade pena seja a partir dos 16 anos.

BP – Mas muda alguma coisa sem mudar a infraestrutura do país, a educação, a saúde?

MN – Se ficarmos preocupados com educação, saúde, segurança pública, tudo isso, nós nunca vamos reduzir. Se você reduz de 18 para 16 anos, claro, você dificulta a criminalidade. Claro que se tivéssemos uma boa educação, saúde, empregos suficientes é obvio que a criminalidade reduziria. Mas como você não tem educação, saúde e geração de empregos cem por cento perfeitas, acho que a melhor coisa é reduzir a maioridade penal. Você não tem a ala masculina e feminina? Vamos criar a ala de 16 e 18 anos. Agora, o que não dá é um jovem cometer cinco, seis crimes e quando chega aos 18 anos aquilo é zerado porque ele não pode ser penalizado nem processado com menos de 18 anos.

BP – No próximo ano vai ter eleições. O senhor será  candidato?

MN – Olha, eu sou um deputado de seis mandatos, quatro vezes presidente da Assembleia, fui o deputado estadual mais bem votado em 2010, com 140 mil votos, governador interino por cinco vezes (é óbvio que a caneta não tinha muita tinta porque o cargo não é meu, é de Jaques Wagner)… Fui escolhido pela mídia, pela oitava vez consecutiva, como o melhor deputado da casa, e agora quero ser governador.

nilo perfil______________

ELEIÇÕES 2014 – Eu quero um governador que tenha raiz interiorana, que conheça os 417 municípios da Bahia, saiba seus problemas, angústias e tenha soluções.

______________
BP – E por que o desejo de ser governador?

MN – Tem 51 anos que saiu um governador do interior do estado. Eu quero um governador que tenha raiz interiorana, que conheça os 417 municípios da Bahia, saiba seus problemas, angústias e tenha suas soluções. Quero fazer um planejamento estratégico de desenvolvimento regional. O problema de Itabuna é diferente do problema de Barreiras, o de Barreiras é diferente de Porto Seguro. Nós temos que fazer um governo com planejamento e desenvolvimento regional. Itabuna, nós homens públicos, devemos muito à região de Itabuna. [O ex-governador] Lomanto Júnior me dizia,quando era governador, que ficava esperando a saca do cacau pra poder pagar o servidor público, esperando o ICMS do cacau pra pagar o servidor público.Portanto, nós devemos retribuir isso a lavoura cacaueira, que passa por dificuldade. Devemos aplicar os recursos pra cada área específica: terreno fértil, agricultura, área turística, turismo. Por que Porto Seguro cresceu? Porque foi feito um aeroporto internacional. Por que a Chapada Diamantina não cresceu? Porque, infelizmente, demoraram muito para construir o aeroporto, consequentemente os turistas não foram. Agora com o aeroporto está começando a se iniciar o potencial turístico da Chapada. O que nós devemos é investir em cada área específica num planejamento estratégico regional.

BP – Vai tentar ser candidato do governador ou vai sair pela oposição?

MN – Eu quero ser candidato a governador nem de esquerda nem de direita. Espero ter o apoio do governador Jaques Wagner.

JONAS PAULO SE REBELA CONTRA DESEJO DE WAGNER DE UNIR PT E DEM NA BAHIA

Jonas Paulo quer acabar com flerte de Wagner com ACM Neto (Foto Pimenta).

Jonas Paulo quer acabar com flerte de Wagner com ACM Neto (Foto Pimenta/Arquivo).

Jonas Paulo, presidente estadual do PT, não quer pagar uma de “cupido”. Há pouco, o petista disparou petardos contra a tentativa de aproximação político-eleitoral do governador Jaques Wagner e o prefeito de Salvador, ACM Neto.

Jonas avalia que está claro o desejo do DEM de “embaralhar as cartas” para confundir o eleitor, segundo expressou no microblog Twitter. E, por isso, as flechadas do dirigente partidário não são a de cupido, mas a de quem teme que o PT seja usado pelo Democratas para catapultar o prefeito ACM Neto.

– A tentativa do fragilizado Demo de embaralhar as cartas e colocar cunhas na base JW e influenciar os rumos da sucessão por dentro é visivel – diz ele, que completa: – Não se trata de juntar ou espalhar personagens políticos de ontem e hoje, mas sim unir a frente política do governo JW no projeto mudancista.

Wagner quer ter ACM Neto na base aliada.

Wagner quer ter ACM Neto na base aliada.

Apesar do grande número de ex-carlistas no Governo Wagner, incluindo o vice-governador Otto Alencar, Jonas Paulo fala em “projeto demo-tucano”. Para ele, “a base de JW (Jaques Wagner) expressará a continuidade da mudança”.

O dirigente petista  anda “tiririca” da vida com as movimentações do governador baiano e até bateu boca com o vice-governador Otto Alencar, cria do carlismo. Wagner, ontem, minimizou as declarações recentes do presidente do PT baiano ao afirmar, em entrevista à imprensa, que “posição de partido não é posição de governo”.

O governador, aliás, anda disposto a pagar qualquer preço de uma (agora) possível aliança com o DEM de ACM Neto. Num recado a Jonas Paulo, Wagner disse que “quem prospera na política é quem consegue somar e não subtrair”.

DILMA SANCIONA LEI QUE CRIA A UFESBA

Wagner comemora lei da Ufesba.

Wagner comemora lei da Ufesba.

A lei de implantação da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba) será sancionada pela presidente Dilma Rousseff, na próxima quarta, 5, em Brasília, segundo antecipou, hoje, o governador Jaques Wagner.

A Ufesba foi aprovada pelo Congresso Nacional em maio e vai oferecer mais de 30 cursos de graduação e 11 mil vagas nos campi em Teixeira de Freitas, Porto Seguro e Itabuna, que será a sede da reitoria da instituição. A estimativa é de que a instituição tenha 600 professores e, aproximadamente, 700 funcionários da área administrativa.

O acesso aos cursos será feito por meio do Sistema Unificado de Seleção (Sisu). Para se inscrever, o aluno precisa participar e obter boa média no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. O ato em Brasília está entre os assuntos tratados por Wagner na Conversa com o governador (ouça aqui), editado pelo jornalista Edmundo Filho.

O QUE INCOMODA JABES?

jabes ribeiro 3Emílio Gusmão, editor do Blog do Gusmão, entrevistou o prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro.  Perguntas caprichadas. As respostas do prefeito refletem um padrão Jabes de responder. Mas ele sai do “padrão”, do tom professoral, exatamente ao ser questionado por temas que lhe são caros nesses dias, dentre eles viagens excessivas, a residência fixa em Salvador, o vereador Cosme Araújo e o empoderamento do irmão John Ribeiro, tido como uma espécie de faz-tudo do irmão-prefeito.

Ainda falando das suas viagens, exatamente da ponte aérea Salvador-Ilhéus-Salvador, o prefeito explica as horas de voo e admite que sabe o que precisa fazer: “tenho de trabalhar mais”. Ele também faz “elogios” à deputada Ângela Sousa (PSD), a quem chamou de “amiga” na solenidade da Bahiagás, em abril, diante do governador Jaques Wagner e do vice, Otto Alencar. E diz que não se incomoda com “fofocas”, com as intrigas da deputada nem do PT, que formam, nas palavras dele, a “oposição que destruiu Ilhéus”.

Confira a íntegra da entrevista

WAGNER E O AFAGO EM GERALDO

O governador Jaques Wagner e o deputado federal Geraldo Simões são bicudos que não se beijam. Mas, deixando de lado rusgas que remontam a 2008, o mandatário baiano derramou-se em elogios ao parlamentar, como registrou O Trombone, lembrando da luta do petista pela aprovação do projeto de lei da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba), no sábado em Coaraci:

– Muita gente vai aparecer, querendo dizer que fez isso ou aquilo, mas esse projeto da Universidade Federal só andou e foi aprovado por causa do esforço do deputado Geraldo Simões.

Wagner espera que a sanção do projeto da Ufesba ocorra no mesmo dia em que a presidente Dilma Rousseff oficializará o 2 de Julho, data máxima da Bahia, como data comemorativa nacional.

CONVÊNIOS BENEFICIAM ITAGIBÁ

Marquinhos e Wagner assinam convênio para instalar Credibahia e Sala do Empreendedor em Itagibá (Élvio Magalhães).

Marquinhos e Wagner assinam convênio para instalar Credibahia e Sala do Empreendedor em Itagibá (Élvio Magalhães).

O governo baiano vai implantar uma agência do Credibahia em Itagibá, após Jaques Wagner e o prefeito Marcos Barreto (Marquinhos) assinarem convênio, na última quinta, 9, em Salvador. O município também contará com a Sala do Empreendedor, ação do Sebrae que incentiva o empreendedor a entrar no mercado formal.

Antes da assinatura dos convênios, Marquinhos foi recebido em audiência e reivindicou a Wagner a construção de praça de eventos noa sede do município e obras no distrito de Japumirim, como a construção de Central de Abastecimento. Nos dois encontros, o prefeito foi acompanhado pelo deputado estadual Fabrício Falcão (PCdoB).

A CANDIDATURA DE OTTO ALENCAR

ricardo artigosRicardo Ribeiro | ricardo_rb10@hotmail.com

 

Evangélica, Ângela tem Jabes na mesma cota do capeta, desde que o pepista descartou seu nome como candidata à sucessão dele na Prefeitura de Ilhéus em 2004. Hoje, nove anos depois, ambos torcem pela candidatura de Otto Alencar, o que abre espaço para uma reaproximação.

 

Quem acredita piamente que o vice-governador Otto Alencar (PSD) não seja potencial candidato à sucessão de Jaques Wagner pode também adotar os mais tenros contos da carochinha como livros de cabeceira.

Raposa velha, urdida no berço do carlismo, mas com habilidade para se relacionar de modo amplo e eficiente com os mais diversos segmentos da política, Otto trabalha com a tranquilidade dos que não precisam de grande esforço para conquistar resultados expressivos. Aliás, o vice conta com a vantagem de ter quem trabalhe por ele.

Ao afirmar sua postura de soldado a serviço do governador e disposto a seguir suas orientações, Otto transmite um desapego que só ajuda a dar mais consistência à sua imagem, deixando no ar um sentimento de que outros postulantes do mesmo grupo tateiam como candidatos de si mesmos (artimanhas de raposa). Paralelamente, aliados da base fortalecem a figura do segundo mandatário como sucessor natural, quase inquestionável. Um contraponto perfeito às opções ainda não consolidadas e de futuro incerto apresentadas pelo PT.

E não são apenas os aliados que trabalham pelo vice-governador. Até adversários do grupo, antes mais ferrenhos, hoje mais dóceis, demonstram preferência por ele. Ex-correligionário, o atual secretário de Transportes de Salvador, José Carlos Aleluia, afirmou em entrevista ao jornal A TARDE que se o candidato for Otto, é capaz até de o DEM embarcar no voo, com o PT não mais como piloto, mas na posição de copiloto.

Não parece algo plausível ou provável de ocorrer, não apenas pelos compromissos entre o DEM e o PMDB de Geddel, mas também pelos óbices da esfera nacional. A impressão é de que a afirmação de Aleluia, que jamais seria gratuita ou impensada, teve o objetivo de constranger os petistas, reforçando um sentimento de que o partido procura impor uma candidatura própria difícil, sacrificando aquele que seria em tese o melhor nome.  E mais: um nome com pedigree democrata e linhagem carlista, o que certamente estimula os confetes do secretário soteropolitano.

Voltando aos aliados, a defesa ao nome de Otto pode produzir até certos “milagres”, como uma possível união entre o prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP) –  que recentemente levou reprimenda pública de Wagner –  e a deputada estadual Ângela Sousa (PSD).

Evangélica, Ângela tem Jabes na mesma cota do capeta, desde que o pepista descartou seu nome como candidata à sucessão dele na Prefeitura de Ilhéus em 2004. Hoje, nove anos depois, ambos torcem pela candidatura de Otto Alencar, o que abre espaço para uma reaproximação.

Quem observa de perto a política ilheense já percebe o insinuar de um distensionamento entre a “irmã” e o prefeito. E como política é feito nuvem, não estranhem se daqui a pouco estiverem os dois juntos, de mãos dadas, em corrente de orações pelo vice-governador.

SUSPENSA TRAMITAÇÃO DE REAJUSTE DE SERVIDOR ESTADUAL

Wagner e secretários estaduais em reunião, hoje, com os servidores estaduais (Foto ManuDias/GovBA).

Wagner em reunião com representantes dos servidores hoje (Foto ManuDias/GovBA).

O governador Jaques Wagner prometeu suspender a tramitação de anteprojeto de lei de reajuste salarial dos servidores estaduais. A promessa foi feita durante audiência concedida a representantes de 20 sindicatos da carreira pública estadual, hoje, na Governadoria.

O Estado acena com reajuste linear de 2,5%, o que foi rechaçado pelos servidores. Wagner enfatizou que, na média, o ganho real dos servidores tem sido de 36% nos seus dois mandatos. “Aqui, estamos tratando do linear e creio que amanhã (dia 2) ou sexta-feira possamos bater o martelo”, disse.

Marinalva Nunes, coordenadora da Federação dos Trabalhadores Públicos da Bahia (Fetrab), enxergou, na reunião, interesse do governo em negociar um percentual melhor. “Ficamos felizes com a retomada das negociações e também pelo governador ter suspendido a votação do projeto de lei do reajuste que nos foi oferecido”.

A UFESBA E A DUPLICAÇÃO DA ILHÉUS-ITABUNA

Wagner: terreno da Ufesba é com município (Foto Pimenta).

Wagner: terreno da Ufesba é com município (Foto Pimenta).

Questionado se entraria em ação para garantir a compra de terreno para a sede da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba), o governador Jaques Wagner, na cerimônia da Bahiagás, na última quarta, em Ilhéus, logo observou que a aquisição é tarefa do município.

Coincidentemente, no mesmo dia, à tarde, o prefeito Claudevane Leite (Vane do Renascer) assinou edital de chamamento público para quem deseja doar ou vender terreno destinado à construção da universidade. Vane havia se reunido, horas antes, com o governador no aeroporto de Ilhéus, de onde correu para o 15º Batalhão da PM, em Itabuna, para inauguração da central de telecomunicações regional, o Cicom.

Ao PIMENTA, Wagner também comentou sobre o processo da duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna (BR-415). Ele disse que não poderia falar em prazo, mas ressaltou o compromisso da presidente Dilma Rousseff em iniciar a obra assim que os trâmites burocráticos forem cumpridos. Mas assegurou que a nova pista será, por questões ambientais, construída na margem direita do Rio Cachoeira.

ACM NETO E WAGNER CHEGAM A ACORDO SOBRE METRÔ

ACM Neto e Wagner em audiência na qual saiu o acordo (Foto Carol Garcia/GovBA).

ACM Neto e Wagner em audiência na qual saiu o acordo (Foto Carol Garcia/GovBA).

Finalmente saiu um acordo sobre a tarifa e a adminstração do metrô de Salvador. Hoje, o governador Jaques Wagner recebeu o prefeito ACM Neto em audiência na qual ficou definida tarifa de integração metrô-ônibus em R$ 1,10.

A assessoria do governo baiano informou acordo quanto à administração das duas estações localizadas nos extremos do sistema do metrô. A estação Pirajá será administrada pelo estado, enquanto a da Lapa ficará sob responsabilidade da prefeitura.

Pelo acordo, segundo Jaques Wagner, “toda a cobrança, administração e caixa, no que diz respeito aos ônibus, fica sob a administração da prefeitura, o metrô é do governo estadual e o que for a tarifa de integração será auditada a quatro mãos” (Estado e prefeitura)”.

O termo de compromisso será assinado, provavelmente, na próxima segunda, 8.

WAGNER EM ARATACA

As obras de recuperação do trecho entre o município de Arataca e a BR 101 serão entregues nesta quinta, às 9 horas, pelo governador Jaques Wagner.

O trecho da BA-676 tem cinco quilômetros de extensão. Na obra executada no município sul-baiano, foram investidos R$ 4,6 milhão, segundo o governo.

WAGNER E DILMA NA DESPEDIDA A CHÁVEZ

Chávez recebeu Wagner no Miraflores em março de 2009 (Foto Divulgação).

Chávez recebeu Wagner no Miraflores para tratar de dengue e investimentos (Foto Francisco Batista).

O governador Jaques Wagner embarcará com a comitiva presidencial brasileira que irá a Caracas, na Venezuela, para participar das últimas homenagens a Hugo Chávez, presidente venezuelano morto na última terça-feira, 5, vítima de câncer.

O corpo do comandante venezuelano será enterrado nesta sexta, 8. Wagner lembra das visitas de Chávez ao estado e das colaborações do presidente do país vizinho em ações de combate à dengue na Bahia. O voo a Caracas está marcado para o meio-dia de hoje.

Wagner esteve em missão oficial, na Venezuela, há exatos quatro anos (relembre aqui). Em março de 2009, o governador baiano foi recebido por Chávez, no Palácio Miraflores, quando foi tratar de projeto na área petroquímica e ações de combate à dengue na Bahia.

O país sul-americano havia enfrentado uma grande epidemia de dengue em 2006.

WAGNER DIZ QUE BAHIA TEVE “SUPER PIB”

jaques-wagner

Wagner afirma que atração de investimentos tem atenuado a crise

Comparando o desempenho da economia baiana em 2012 com o ritmo lento da economia brasileira e mundial, o governador Jaques Wagner declarou que o estado teve um “super PIB”.

A elevação do Produto Interno Bruto na terra do Carnaval no ano passado foi de 3,1%, enquanto a do País estancou em 0,9%, a menor variação entre os países do chamado Brics, grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O governador disse que o Estado tem conseguido atrair investimentos que reduziram o impacto da crise internacional e também destacou a influência de políticas do governo Dilma.

“As políticas macroeconômicas do Governo Federal nos ajudaram bastante a manter aquecidos os setores de serviços e de comércio, decisivos para o bom resultado do PIB baiano. Continuamos trabalhando para que novos negócios sejam consolidados em nosso estado, dinamizando ainda mais a produção industrial”, afirmou Wagner.

WAGNER E DILMA COMENTAM RENÚNCIA DE BENTO XVI

Fátima Mendonça e Wagner em visita a Bento XVI, no Vaticano, em maio de 2012.

Primeira dama e Wagner em visita a Bento XVI, no Vaticano, em maio de 2012. Padre recebeu livro sobre Irmã Dulce (Foto Arquivo).

O governador Jaques Wagner solidarizou-se, hoje, com o agora papa emérito Bento XVI em sua decisão de renunciar ao pontificado. O sumo pontífice deixou o cargo máximo da Igreja Católica apostólica romana às 16h desta quinta, 28.

Wagner considerou o gesto do papa uma demonstração de “coragem e firmeza”. Wagner visitou o papa, no Vaticano, em maio do ano passado, quando presenteou a autoridade religiosa com livro sobre Irmã Dulce (foto acima). A íntegra da mensagem do governador baiano ao papa emérito foi divulgada pela sua assessoria.

– Expresso, hoje, em meu nome e de todos os baianos, profunda admiração e respeito pela decisão de Vossa Santidade de renunciar ao papado, gesto imbuído de muita coragem e firmeza, ao mesmo tempo em que manifesto sincero desejo de que em sua nova residência, em Castel Gandolfo, possa continuar sendo um instrumento de luz, sabedoria e amor em prol da humanidade.

A presidente da República, Dilma Rousseff, também se pronunciou quanto à renúncia de Bento XVI.  “Manifesto o meu respeito pela decisão de Vossa Santidade de renunciar à Cátedra de São Pedro. Desejo que essa nova fase de recolhimento o encontre com saúde e paz”, disse em mensagem tornada pública pela sua assessoria.

WAGNER DEFENDE ALIADO NA DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA EM 2018

Wagner defende aliado na disputa presidencial em 2018.

Wagner defende aliado em 2018.

O governador Jaques Wagner surpreendeu petistas em sua passagem pela capital pernambucana, na noite da segunda-feira, 25, quando defendeu que o PT abra espaço na disputa pela presidência da República a um dos partidos aliados em 2018. O gesto, logo em Recife, foi visto como uma forma de agradar o governador Eduardo Campos, que é do PSB e faz jogo (não tão claro) com vistas à disputa de 2014.

– Eu posso falar que em 2018 a gente vai inteirar 16 anos de governo, de um projeto político que tem aliados sem os quais a gente não teria andado e que tem o PT na condução; mas que não tem, obrigatoriamente, que ter o PT na condução.

Wagner, segundo reportagem do Valor, também disse que a melhor forma é “caminhar agregando” para que não dar chances aos adversários. Afirmou isso ao discorrer sobre alianças e participação do PSD no governo da presidenta Dilma Rousseff.

Enquanto isso, não se sabe qual o jogo de Wagner para 2014 na sua área, a Bahia. O partido dele, o PT, tem, pelo menos, quatro nomes na disputa pela cadeira principal do Palácio de Ondina, dos quais se destacam o senador Walter Pinheiro e os secretários estaduais José Sérgio Gabrielli e Rui Costa.

Do lado da oposição, nomes ventilados são os do peemedebista Geddel Vieira Lima e do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que – por enquanto – descarta entrar na disputa do próximo ano.

ENQUANTO ISSO, NAS IMEDIAÇÕES DA BAÍA-DE-TODOS-OS-SANTOS

ponte jw-neto

Para entender, clique aqui.

CAETANO RECEBE CONVITE PARA A SEDUR

caetanoNotícia publicada pelo site Política Livre, de Salvador, informa que o ex-prefeito de Camaçari, Luiz Caetano (PT), foi convidado pelo governador Jaques Wagner para assumir o comando da Secretaria do Desenvolvimento Urbano da Bahia (Sedur). A informação não é confirmada nem pelo governador nem pelo convidado, mas – segundo o PL – circula entre a alta cúpula petista.

A possível proposta, que ainda não teria sido aceita, incluiria a desistência de Caetano de se colocar como postulante à sucessão de Wagner.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia