WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
alba


jamile_yamaha

sintesi17

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

editorias


:: ‘YouTube’

TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO

daniel_thameDaniel Thame | danielthame@gmail.com

 

Atlético Paranaense x Coritiba pelo Youtube pode ter sido a Sierra Maestra da libertação dos clubes. Ou pode ter sido apenas um daqueles momentos que, embora históricos se perdem nos desvãos da História, porque nascem e morrem como uma intenção que não se transformou em ação efetiva e continuada.

 

Coritiba e Atlético Paranaense protagonizaram um jogo histórico na quarta-feira. Não pela qualidade do futebol, que futebol de qualidade é artigo raro nos campos brasileiros, mas pelo fato de que, pela primeira vez, um dos mais tradicionais clássicos do país não teve transmissão por uma emissora de tevê, aberta ou fechada, mas pelo Youtube, o canal de vídeos do cada vez mais onipresente Google.

O resultado, 2×0 para o Atlético, é o que menos importa, já que o Campeonato Paranaense, a exemplo dos demais estaduais, perdeu qualquer relevância.

O verdadeiro significado deste já histórico embate é que os clubes brasileiros podem estar dando o primeiro passo para se livrar das amarras das federações, verdadeiras sanguessugas e não raro antro das mais deslavadas negociatas, e da Rede Globo, emissora que detém os direitos de transmissão e praticamente monopoliza o futebol, dos jogos da Seleção Brasileira ao torneiozinho mais chinfrim.

É a Rede Globo quem determina quanto vai pagar aos clubes, os horários dos jogos e as partidas que vai transmitir, tudo de acordo com a sua grade de programação. O que implica, por exemplo, em jogos de meio de semana no obsceno horário das 22 horas, impraticável num país onde o transporte público funciona mal e a violência faz com que, à noite, não apenas todos os gatos sejam pardos, como também todo torcedor/cidadão seja uma vítima em potencial.

Ressalte-se que a Rede Globo está no direito de pagar quanto acha que deve pagar (e as vezes paga muito por um futebol de quinta categoria, vide o medonho Brusque 0x0 Corinthians na quarta-feira, pela Copa do Brasil) e transmite (ou não transmite) o que acha conveniente, ainda que num sábado de Carnaval, opte por transmitir Fluminense 0x0 Madureira (outro show de horror), privando o torcedor de assistir ao Flamengo x Vasco, com futebol igualmente horrendo, mas com muito mais apelo.

Posto que a Globo pode pagar o que quer e transmitir o que quer, desde que os clubes aceitem e assinem os contratos de transmissão. Aos que não aceitam buscar outros caminhos, cabe romper o status quo que impera desde que a bola é redonda.

E é ai que está a importância histórica do Atletiba. O jogo, segundo os dois clubes que o transmitiram em seus canais no Youtube, atraiu cerca de 3 milhões de pessoas.

Imagine-se o potencial de um Palmeiras x Corinthians, São Paulo x Corinthians, Flamengo x Vasco, Cruzeiro x Atlético Mineiro, Inter x Grêmio, Bahia x Vitória.

Os próprios clubes poderão negociar cotas de patrocínio, placas publicitárias nos estádios e uma infinidade de possibilidades de arrecadação que a internet, acessada do celular ao aparelho de tevê, permite. Isso sem as amarras e as intermediações das federações e sem as imposições de horário e de tabela das tevês.

É um longo e difícil caminho, mas é também uma revolução.

E como todo caminho longo e difícil, como toda revolução, exige perseverança, união, luta, paciência e resistência a forças poderosas.

Atlético Paranaense x Coritiba pelo Youtube pode ter sido a Sierra Maestra da libertação dos clubes. Ou pode ter sido apenas um daqueles momentos que, embora históricos se perdem nos desvãos da História, porque nascem e morrem como uma intenção que não se transformou em ação efetiva e continuada.

Cabe aos clubes brasileiros, com o caminho foi sinalizado e o primeiro passo dado, decidir se querem seguir em frente ou se contentar com um bolo que é dividido de forma desigual e em que a maioria tem que se contentar apenas com migalhas.

Recorramos a um simbolismo, esse sim inegavelmente Histórico: de Sierra Maestra a La Habana não é fácil, mas `si, se puede`.

Daniel Thame é jornalista e edita o Blog do Thame.

NA REDE

Aldenes afirma que pretende dar transparência às ações do legislativo itabunense

Aldenes afirma que pretende dar transparência às ações do legislativo itabunense

A Câmara de Vereadores de Itabuna decidiu utilizar as redes sociais para estabelecer uma relação mais próxima com a comunidade. Agora, os internautas podem acompanhar o dia-a-dia do legislativo municipal por meio de um canal no Facebook (Facebook.com/Camaradeitabuna). Em breve, a casa pretende lançar no YouTube a TV Câmara Online, onde serão exibidos vídeos das sessões plenárias e de comissões técnicas.

São medidas que, segundo o vereador Aldenes Meira (PCdoB), presidente da Câmara, “contribuem para dar transparência e permitir  uma maior participação popular no acompanhamento dos trabalhos legislativos”.

GATINHO VIRA SENSAÇÃO DO YOUTUBE

Vídeo com gatinho que usa as patas para segurar mamadeira já é sensação no site de compartilhamentos de vídeos Youtube. São quase 150 mil visualizações em menos de 4 dias. Clique e confira:

GNOMETES DEFENDEM SEXO SEGURO

Criar versões do clip das Empreguetes da novela Cheias de Charme não é apenas forma de protesto, como aconteceu com as estudetes. Uma gincana estudantil em Itabuna lançou a disputa e já vimos o que o ex-estudante e estudantes do Colégio Sistema prepararam, seguindo o modelo de seu sucesso anterior, que transformou uma matéria de sala de aula em clip musical.
Mas a equipe concorrente, a Gnomos, também fez sua versão, disponível no Youtube. No vídeo Gnometes, três alunos vestidos de empreguetes ironizam com muito humor o clip global, mas abordam um assunto sério: a prevenção a doenças sexualmente transmissíveis e a gravidez precoce, problemas que assombram muitos adolescentes.
A diretora do clip, Letícia Vasconcelos, explica que o objetivo da equipe foi mesmo passar a mensagem de forma engraçada explorando a irreverência estudantil para destacar um tema que nunca sai de moda. As gnometes são os estudantes Vitor Rabelo, Artur Luz e Luan Vila Nova. Confira o vídeo, que mistura humor e informação:

YOUTUBE: FENÔMENOS DE “ÁREA DO CONE” AGORA TRAZEM “VIDA DE VESTIBULETE”

Vida de Vestibulete traz dicas sobre hidrocarbonetos para quem vai disputar vestibular e Enem.

O primeiro vídeo alcançou mais de 230 mil visualizações em apenas seis dias no Youtube. A aula-paródia Área do Cone transformou os estudantes itabunenses Spartakus Santiago, Mariana Rosas e Paula Lavinsky em fenômenos da internet e alçou o trio à condição de celebridade.

Depois de aula de geometria espacial, agora a turma de alunas e ex-aluno do Colégio Sistema, de Itabuna, envereda pelos mistérios da Química.  Traz dicas dos hidrocarbonetos (confira o vídeo logo abaixo).

Spartakus e Mariana têm agora as companhias de Andreza Santana e Laís Xavier em Vida de Vestibulete, paródia para Vida de Empreguete, trilha das personagens Penha, Cida e Rosário, da novela global Cheias de charme.

O vídeo foi criado para uma gincana da escola. Andreza interpreta Penha, Mariana é Rosário e Laís faz o papel de Cida. Paula, que interpretou Pauloncé em Área do Cone, desta vez não pôde participar porque estava doente no período das gravações.

SUCESSO NACIONAL

Spartakus dirige, filma, edita e compõe.

Spartakus rememora o sucesso alcançado pelo primeiro vídeo. Além de grandes publicações brasileiras, ele, Paula e Mariana apareceram em programas de grandes redes de televisão. “Aparecemos no Hoje em Dia (Record), Eliana (SBT), Jornal da Globo (Globo) e Leitura Dinâmica (RedeTV!)”, afirmou ao PIMENTA.

Rolou também convite para participar do Pânico, na RedeTV, mas a data disponível já estava agendada para gravações no programa de Eliana. O trio também apareceu em programas regionais.

Spartakus mudou-se de cidade após aprovação para cursar publicidade no Rio de Janeiro. As gravações de Vida de Vestibulete ocorreram no período de greve nas universidades federais.

– Com a greve, vim pra Bahia e aproveitei pra participar de mais um vídeo – disse ao PIMENTA. Spartakus é o responsável pela direção, filmagem, letra e edição de Vida...

Confira o novo vídeo-aula sobre os hidrocarbonetos:

VEJA COMO NASCE UM MICARETEIRO…

PARA ALEGRIA DELES, BOMBOU NA WEB!

Uma família senta-se diante de uma câmera amadora para entoar uma canção gospel (Galhos secos). Depois, compartilha a produção na internet. O sucesso foi tanto que, além de quase 12 milhões de visualizações no YouTube, o refrão “Para nossa alegria” virou “mania” nas redes sociais. E a família apareceu em programas de várias emissoras de tevê. A graça de tudo é quando o jovem Jeferson entoa o refrão bem no estilo gospel americano. Confira.

A CHEGADA DE LUIZA AO CANADÁ…

A paraibana Luiza Rabello virou febre no Twitter e no Facebook. E não é que a Globo “suspendeu a programação” para narrar a chegada da jovem ao Canadá. Acompanhe…

“PÔNEIS MALDITOS” NO ALVO DO CONAR

A Nissan soltou no ar mais uma propaganda polêmica. “Você quer uma picape que tenha cavalos ou pôneis?”, indaga uma voz, fazendo direta associação entre motor “de verdade” ou “sem potência”.

Desta vez, a montadora japonesa é acusada de associar um ícone infantil (pônei) com algo que cheira a enxofre (a palavra maldito) com a campanha Pôneis Malditos.

O conselho de autorregulamentação da propaganda no Brasil, o Conar, recebeu, pelo menos, 30 reclamações contra o comercial, segundo o Estadão. O vídeo foi visto mais de cinco milhões e seiscentas mil vezes só no YouTube.

ADNET REVELA: BIN LADEN NÃO MORREU

Marcelo Adnet, revelação do humorismo nacional, fez uma paródia de vídeo que bombou na web e revela que Osama bin Laden não morreu. “Pelo contrário”. Anda curtindo um mergulho numa piscina qualquer do Brasil.

“E ainda teve boato de que eu estava morto, na pior. Isso é estar na pior?”

VÍDEO COM SECRETÁRIO “BOCÃO” VIRA SUCESSO

Um vídeo divulgado no YouTube em maio do ano passado é a “febre” desta alta estação em Ilhéus (BA). A filmagem amadora revela o secretário de Serviços Públicos, Carlos Freitas, soltando o verbo ao telefone. Ele reclama da desorganização no trânsito no centro histórico da cidade e chama um empresário ilheense de “filho da p…”. À época do destempero, Freitas ainda comandava a Pasta de Transporte e Trânsito, e o empresário “homenageado”, Alfredo, Landim era o secretário de Desenvolvimento Econômico. O vídeo “estoura” no momento em que Freitas é bastante criticado pela limpeza e iluminação públicas deficientes. Confira, mas antes tire qualquer criança da frente do computador.

CONTRA-ATAQUE DOS “SERRABOYS”

Resposta tucana ao Dilmaboy:

Aproveite para votar em nossa enquete sobre quem mandou melhor no YouTube: Os Serraboys ou o Dilmaboy… Opções à direita de nossas postagens.

alba



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia