BAHIA GEROU 9.420 EMPREGOS COM CARTEIRA ASSINADA EM AGOSTO

Bahia registra saldo de empregos formais em agosto
Tempo de leitura: 2 minutos

A Bahia gerou, em agosto, 9.420 postos de trabalho com carteira assinada, resultado que decorre da diferença entre 43.764 admissões e 34.344 demissões. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, divulgados nesta quarta-feira (30).

O secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, destacou este foi o melhor resultado do ano para a Bahia. “Ainda que num contexto sanitário mundial atípico, da pandemia do coronavírus, o resultado é alentador diante dos desafios do mercado de trabalho”.

O resultado ficou acima do verificado no mesmo mês do ano anterior, quando 3.392 postos de trabalho foram criados, sem as declarações fora do prazo. O resultado é, também, superior ao registrado no mês imediatamente anterior, quando 3.182 postos celetistas foram gerados. Veja em leia mais os setores com saldo de emprego.

Leia Mais

ITABUNA: FERIADO DOS COMERCIÁRIOS É ANTECIPADO PARA 19 DE OUTUBRO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Feriado do Dia do Comerciário é antecipado de 30 para 19 de outubro

O prefeito Fernando Gomes assinou decreto antecipando o feriado do Dia do Comerciário de 30 para 19 de outubro. O decreto atende a uma solicitação do Sindicato dos Comerciários e das Comerciárias de Itabuna, Comércio Atacadista e Varejista de Itabuna, Associação Comercial e Empresarial de Itabuna e Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna.

A data de 30 de outubro é considerada feriado no município de Itabuna, conforme estabelece a Lei Municipal Nº 1.794, de 30 de agosto de 1999. O Sindicato dos Comerciários informa ainda que, conforme determina a Convenção Coletiva de Trabalho dos Empregados no Comércio de Itabuna, os estabelecimentos comerciais, supermercados e lojas do shopping não funcionarão no feriado supracitado.

GOVERNO BAIANO PROJETA ORÇAMENTO DE R$ 49,3 BILHÕES PARA 2021

Entrega virtual da proposta à Alba ocorreu nesta quarta || Reprodução
Tempo de leitura: 2 minutos

A proposta orçamentária do Governo do Estado da Bahia para o ano de 2021 está projetada em R$ 49,3 bilhões, mantendo-se no mesmo patamar deste ano (R$ 49,2 bilhões). O documento foi entregue pelo secretário Estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, ao presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Nelson Leal, nesta quarta-feira (30), durante videoconferência.

O secretário Walter Pinheiro ressaltou a prioridade do Governo do Estado para a área social e o foco na geração de renda. “Estamos mantendo a prioridade para a Saúde, que vem passando por uma grande ampliação com a abertura de novos leitos e hospitais; para a Educação, que vai precisar ser fortalecida, sendo um dos setores mais afetados pela pandemia; além da Segurança Pública”, disse.

A Área Social está contemplada com R$ 30,1 bilhões, 62,2% do total de recursos orçados para 2021. “Têm participação destacada, concentrando aproximadamente a metade da despesa total prevista nesta Proposta, as funções Saúde (15,6%), Educação (13,1%) e Segurança Pública (10,2%), além da Previdência Social (16,3%)”.

Ainda de acordo com Pinheiro, a expectativa para 2021 é que a retomada gradativa da atividade econômica no Estado impulsione a recuperação dos setores da Indústria e dos Serviços, os mais atingidos pelos impactos causados pela pandemia do coronavírus.

– Mesmo com todas as restrições fiscais e incertezas macroeconômicas, estamos focados na manutenção do nível de investimentos públicos, já que a Bahia é o segundo Estado que mais realiza investimentos, ficando atrás apenas do Estado de São Paulo. Por isso estamos apontando na perspectiva de ampliar nosso investimento com recursos do Estado, para alcançar o nível de R$ 3 bilhões – ressaltou.

Leia Mais

ITABUNA REGISTRA 56 ÓBITOS E 2.371 CASOS DE COVID-19 EM SETEMBRO

Itabuna registra 268 mortes pela Covid-19|| Foto José Nazal
Tempo de leitura: < 1 minuto

Itabuna registrou, neste mês de setembro, mais 2.371 casos de novo coronavírus e 56 óbitos.  O número de mortes em decorrência da Covid-19 passou de 212, no dia 1°, para 268 nesta quarta-feira (30). Nesse período, a quantidade de infectados saltou de 10.150 para 12.521, conforme boletins epidemiológicos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

De acordo com a SMS, em setembro o número de pessoas que conseguiram vencer a batalha contra o novo coronavírus saltou de 7.259, no primeiro dia do mês, para 10.783 nesta quarta-feira.  Isso significa que 3.524 pessoas entraram para a lista de pessoas que se recuperaram da doença.

Atualmente Itabuna tem 26 pacientes internados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 28 em enfermaria e quatro em unidades semi-intensiva.  O município do sul da Bahia registra ainda 1.470 pessoas infectadas se recuperando da doença, os chamados casos ativos.

SAFRA BRASILEIRA DE CAFÉ DEVE CRESCER 25%

Safra brasileira deve crescer neste ano
Tempo de leitura: 2 minutos

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) indica que o Brasil deve colher 61,6 milhões de sacas beneficiadas, considerando-se os tipos arábica e conilon. O volume representa aumento de 25% em relação ao ano passado. Será a segunda maior safra brasileira de todos os tempos.

A safra deste ano deverá ficar atrás apenas da colheita de 2018, quando a produção total chegou a 61,7 milhões e a de arábica, a 47,5 milhões de sacas. A área total é estimada em 2,2 milhões de hectares.

A safra está na etapa final, com mais de 90% da produção já colhida. A consolidação dos dados será feita pela Conab em dezembro, na divulgação do 4º e último levantamento da safra 2020.

O grande destaque desta safra é o café arábica, que tem produção estimada em 47,4 milhões de sacas, crescimento de 38,1% sobre o ano passado e se aproximando do recorde de 47,5 milhões de sacas alcançado na bienalidade positiva anterior (2018). Neste ano, o clima foi favorável nas fases de floração e frutificação.

Já a produção de café conilon enfrentou condições climáticas desfavoráveis no Espírito Santo, durante a fase de floração da cultura, impactando o potencial produtivo dessas lavouras que levaram à queda de 5,1% na produção nacional, prevista em 14,3 milhões de sacas.

PRODUÇÃO NA BAHIA

Minas Gerais, maior produtor, deve colher 33,5 milhões de sacas, 36,3% a mais que no ano passado, sendo 99,1% de arábica e 0,9% de conilon. Para o Espírito Santo, maior produtor nacional de conillon, a estimativa é de 13,6 milhões de sacas, com aumento de 49,1% para o café arábica (4,5 milhões de sacas) e queda de 13% para o conilon (9,1 milhões de sacas).

São Paulo deve colher 6,2 milhões de sacas de arábica e a Bahia, 4,1 milhões, com o aumento de área em produção, áreas irrigadas e clima mais favorável. Nos outros estados, como Rondônia, a previsão é de 2,4 milhões de sacas de conilon, enquanto no Paraná, de 937,6 mil sacas de arábica. Das lavouras do Rio de Janeiro devem sair 346 mil sacas de arábica; de Goiás, 240,5 mil sacas também de arábica e, de Mato Grosso, 158,4 mil sacas de conilon.

Leia Mais

BAHIA CONFIRMA 310 MIL CASOS DE COVID-19; MAIS DE 296 MIL JÁ ESTÃO RECUPERADOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia registrou 2.274 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,7%) e 1.317 curados (+0,4%) nas últimas 24 horas. Dos 310.526 casos confirmados desde o início da pandemia, 296.207 já são considerados curados e 6.744 encontram-se em recuperação (ativos).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,01%). Já os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ibirataia (6.622,26), Almadina (6.387,26), Madre de Deus (6.049,40), Itabuna (6.025,62), São José da Vitória (5.151,75).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 616.533 casos descartados e 73.826 em investigação até as 17 horas de hoje. Na Bahia, 26.105 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 47 óbitos que ocorreram no período de 3 de junho a 29 de setembro. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.744, representando uma letalidade de 2,17%. Dentre os óbitos, 55,87% ocorreram no sexo masculino e 44,13% no sexo feminino.

ANVISA REDUZ EXIGÊNCIAS PARA ANÁLISE DE REGISTRO DE VACINAS CONTRA COVID-19

Tempo de leitura: 2 minutos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou uma nota técnica para simplificar o procedimento de análise de dados e registro de vacinas contra a covid-19 no país. A nota, reduz exigências para admissão do protocolo dos novos produtos. A proposta, apresentada ontem (29), determina que após a inclusão das informações, a equipe irá analisar documentação em até 20 dias.

O procedimento, chamado de submissão contínua, diz que a análise dos dados referentes aos imunizantes acontecerá na medida em que forem gerados e apresentados à Anvisa os resultados das pesquisas, “visando uma posterior submissão de registro quando do preenchimento dos requerimentos regulatórios necessários”.

“A partir da adoção desse procedimento, não será preciso aguardar a disponibilização de todos os dados e documentos técnicos, bem como o preenchimento dos requerimentos regulatórios, para realizar a submissão do registro junto à Anvisa. Ou seja, conforme os dados forem gerados, estes deverão ser apresentados à Agência, de modo que o processo regulatório seja agilizado”, informou a Anvisa.

De acordo com a agência reguladora, a estratégia tem como objetivo acelerar a disponibilização à população brasileira de vacinas contra o novo coronavírus, desde que garantidas a qualidade, a segurança e a eficácia.

Segundo a nota técnica, o pedido de registro da possível vacina deve ser protocolado com uma justificativa e conter informações sobre o status regulatório mundial, histórico de interações prévias do requerente com a Anvisa e um cronograma de submissão da documentação técnica a ser avaliada.

A cada nova etapa deverá ser feito um aditamento com informações sobre a pesquisa. Caberá à Anvisa analisar a documentação em até 20 dias, “a depender da quantidade de dados submetida, contados a partir da data do protocolo.”

O procedimento será repetido a cada nova submissão de informações. O número de ciclos de aditamentos dependerá do número de pacotes a serem submetidos pela empresa interessada, não havendo limite imposto pela Anvisa para este número.

“Os produtos que tiverem sua análise iniciada pelo procedimento de submissão contínua poderão ter submetido seu pedido de registro formal após a conclusão do último aditamento protocolado e após avaliação pela empresa quanto à suficiência dos dados de qualidade, eficácia e segurança para o estabelecimento de uma relação de benefício-risco positiva e robusta, considerando a indicação terapêutica pleiteada e as discussões prévias com a Anvisa”, diz a nota técnica.

VIVALDO MENDONÇA DIZ QUE VALDERICO VAI SUPERAR CRISE DE GESTÃO EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Vivaldo vê dupla Valderico-Dorival superando crise de gestão de Ilhéus

Quadro do PSB e ex-secretário estadual de Ciências, Tecnologia e Inovação, o agrônomo José Vivaldo Mendonça explicou, hoje (30), o motivo que o levou a apoiar Valderico Junior e do professor Dorival Filho, candidatos a prefeito e a vice-prefeito de Ilhéus, respectivamente. Conforme Vivaldo, a dupla do Democratas reúne as condições necessárias para superar a crise de gestão da prefeitura.

Segundo Mendonça, os grupos que se revezaram no poder impuseram a Ilhéus “ciclos muito limitados, que não resolveram os problemas estruturais” do município, conforme explicou em mensagem numa rede social. Ao invés disso, “aprofundaram a crise de gestão que atravessamos há décadas”.

O governo atual vai deixar “uma herança ruim” ao sucessor, mas, “é possível superar, é preciso superar!”, enfatizou. “Por que Junior e Dori? É a decisão certa para mudar a realidade que está aí!”

“Ilhéus precisa de Prefeito que se preocupe com as pessoas, que tenha compromisso com gente, que tenha a altivez de liderar a cidade a partir dos interesses mais nobres da população, que trabalhe incansavelmente para superar os desafios do desenvolvimento, saúde, educação e reconhecer a sustentabilidade como algo sistêmico e permanente. É tempo de mudança e a mudança começa agora!”, concluiu o assessor da presidência da Codevasf e ex-secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Valderico Junior destaca a colaboração de Vivaldo Mendonça para o plano de governo da Coligação pela mudança que Ilhéus quer. “Sem dúvidas, qualificou muito nossa campanha, a exemplo do professor Dorival Filho, nosso candidato a co-prefeito. Tudo isso prova que estamos no caminho certo”.

ILHÉUS: DEFENSORIA COBRA DA PREFEITURA MEDIDAS PARA CONTER AVANÇO DA MARÉ

Avanço da Maré causa estragos na zona norte de Ilhéus || Foto DPE/BA
Tempo de leitura: 2 minutos

A Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE/BA) encaminhou ofício à Prefeitura de Ilhéus em busca de informações sobre o eventual plano de recuperação das áreas degradadas e as medidas emergenciais adotadas para conter avanço da maré em trecho de quatro quilômetros da zona norte, que destrói residências e cabanas de praias. Moradores e comerciantes dos bairros São Miguel e São Domingos sofrem com a degradação em um trecho de quatro quilômetros situado na Zona Norte.

No documento, a Defensoria destaca a existência de estudos que apontam a construção do Porto do Malhado é responsável pelo avanço da maré, causando impactos socioeconômicos e ambientais nos bairros São Miguel e São Domingos. Defensor público coordenador da 3ª regional da DPE/BA, sediada em Ilhéus, Leonardo Couto Salles encaminhou o ofício à prefeitura e também lamentou a situação da Zona Norte.

“Há vários anos, moradores e comerciantes sofrem com a destruição de suas casas e de estabelecimentos comerciais em virtude do avanço do mar, possivelmente por conta da ausência de um prévio estudo de impacto ambiental quando da construção do Porto do Malhado. Até o momento, todos estão sem respostas efetivas das autoridades, inclusive no que diz respeito à reparação dos prejuízos causados na localidade”, explicou.

Segundo moradores da Zona Norte que buscaram a DPE/BA, a Prefeitura adotou entre as medidas preventivas a instalação de pedras em alguns pontos da região, mas estas não estão sendo suficientes para barrar o avanço da maré. Os habitantes locais também instalaram contenções com pedras e sacos de área, por vezes adotando recursos próprios, para conter os danos, sem sucesso.

No início de setembro, a Defensoria Pública do Estado convocou uma reunião, por meio da Ouvidoria Cidadã, com a presença da Defensoria Pública da União e a comunidade local. O objetivo foi ouvir diversos relatos dos moradores e comerciantes que estão perdendo suas casas e comércios por conta do avanço da maré, bem como a ausência de medidas eficazes por parte do poder público.

Sobre esta questão, há ainda Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Federal contra a União, a Companhia das Docas do Estado da Bahia – CODEBA e o Município de Ilhéus, ajuizada há mais de 10 anos e ainda sem julgamento. A Ação Civil Pública tramita junto à Subseção da Justiça Federal em Ilhéus.

HOSPITAL COSTA DO CACAU LANÇA PROJETO “ARTROSCOPIA PARA TODOS”

Tempo de leitura: 2 minutos

Médico Umberto Castro Alves explica funcionamento do Artroscopia para Todos

O Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus, inicia nesta quinta-feira (1°), projeto inovador que beneficiará população estimada em um milhão de habitantes, com a perspectiva de expansão para as demais regiões do estado. O Artroscopia para Todos permitirá realização de cirurgia das estruturas articulares com auxílio de câmera e lente, minimizando os riscos e permitindo uma reabilitação precoce.

O projeto do hospital ilheense, que é unidade 100% SUS do Governo da Bahia, sob gestão do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH), com câmeras facilita a identificação das lesões com apenas dois pequenos furos na articulação.

As vantagens da artroscopia para os pacientes são enormes, conforme o hospital. Dentre elas, causa menos danos aos tecidos, mínimo sangramento, tem um tempo de cicatrização rápido em relação a outras cirurgias mais invasivas e as cicatrizes, de tão pequenas, costumam desaparecer com o tempo e praticamente indolor.

Idealizador do Artroscopia Para Todos, Umberto Castro Alves diz que o projeto foi elaborado com a finalidade de interiorizar a cirurgia artroscópica em diversas regiões do estado da Bahia. “O Artroscopia Para Todos é um projeto pioneiro e inovador que facilitará o acesso da população aos procedimentos sofisticados da medicina esportiva, invertendo o fluxo de pacientes que outrora precisavam se deslocar até a capital baiana para a realização de procedimentos”, disse Umberto Castro Alves.

Segundo ele, a realização da artroscopia no Costa do Cacau, além de reduzir o impacto no tempo de espera pelo procedimento, “o paciente terá total assistência em uma unidade próxima a sua residência e de seus familiares”.

O agendamento para a realização do procedimento no HRCC obedecerá a demanda já existente junto às secretarias de saúde da região cacaueira. “Faremos o atendimento dos pacientes no HRCC e marcaremos a cirurgia”, diz o especialista.

O presidente do IBDAH, José Antônio Sousa, destaca o grande investimento do governo estadual na oferta de atenção à saúde eficiente e resolutiva. “O Governo da Bahia tem investido muito na saúde dos baianos e o Hospital Regional Costa do Cacau é mais uma unidade que se tornou referência em saúde de qualidade”, garante.