ITABUNA CONFIRMA 83 NOVOS CASOS DE COVID-19 E 2 ÓBITOS

Hospital de Base ainda aguarda habilitação de novos leitos de UTI Covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

Com 83 novos casos confirmados nas últimas 24 horas, subiu para 3.578 o total de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (covid-19) em Itabuna. No período, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) registrou dois novos óbitos, confirme divulgado no boletim epidemiológico deste domingo (12).

Até agora, 81 pessoas morreram em decorrência de complicações da covid-19 no município. Existem 2.035 casos ativos (pacientes em recuperação) e 1.462 pessoas consideradas curadas.

O município já notificou 12.999 casos, dos quais 9.137 deram negativo (descartados). Há uma fila de 403 pessoas aguardando a coleta de material para exame da covid-19 e outras 153 esperam a divulgação do resultado de teste já feito. Até aqui, 2.591 pessoas estão em isolamento social.

LEITOS COVID-19

O município possuía apenas 2 dos 26 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) covid-19 disponíveis, segundo a SMS. Dos 78 leitos para os casos mais leves, os de internamento clínico, 60 estão com pacientes. O Hospital de Base de Itabuna ainda aguarda a habilitação de novos leitos de UTI covid-19.

COVID-19: ILHÉUS REGISTRA 7 ÓBITOS EM APENAS 24H E NÚMERO DE CURADOS FICA ESTÁVEL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Ilhéus, no sul da Bahia, registrou total de sete óbitos provocados pelo novo coronavírus (covid-19) nas últimas 24 horas, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) em boletim epidemiológico divulgado há pouco.

Neste domingo (12), o município registra acumulado de 82 mortes causadas pela doença desde o início da pandemia. O histórico e a data de falecimento das vítimas não foi divulgado pela Sesau. O total de óbitos causados pela Covid-19 em Ilhéus é, hoje, superior a Itabuna, que hoje registrou mais duas mortes e tem 81 vítimas da doença.

Também nas últimas 24 horas, ficou estável o número de pessoas consideradas curadas da doença – 1.279. O município tem 1.977 casos confirmados da covid-19, segundo a Sesau. O total de casos ativos (pessoas em recuperação) subiu de 514 para 563 de ontem para hoje.

OCUPAÇÃO DE UTIs COVID-19

Caiu o número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos da covid-19 com pacientes internados, de 61, no sábado (11), para 53 neste domingo. O município conta com total de 65 leitos de UTI para vítimas graves da covid-19.

BAHIA REGISTRA 105,7 MIL INFECTADOS, COM 73,7 MIL CURADOS E 2.483 ÓBITOS

Itabuna registrou óbito de paciente de 34 anos, internado no Calixto Midlej Filho
Tempo de leitura: 6 minutos

A Bahia confirmou 1.575 novos casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +1,5%), 47 óbitos (+1,9%) e 594 curados (+0,8%). Dos 105.763 casos confirmados desde o início da pandemia, 73.730 já são considerados curados, 29.550 encontram-se ativos e 2.483 tiveram óbito confirmado, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab).

Os casos confirmados ocorreram em 398 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (41,08%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.660,25), Itajuípe (2.322.97), Ipiaú (2.005,54), Lauro de Freitas (1.739,57) e Itabuna (1.656,01).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 209.099 casos descartados e 98.366 em investigação. Na Bahia, 11.305 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Todos os dados estão disponíveis no Painel Epidemiológico. Para acessar o boletim completo, clique aqui.

Na Bahia, dos 2.378 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.546 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 65%. Dos 926 leitos de UTI adulto, 749 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 81%. A região extremo-sul da Bahia possui a maior taxa de ocupação, com 100% dos leitos de UTI ocupados, seguida da região sul, com 85%.

ÓBITOS

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 2.483 mortes pelo novo coronavírus. Abaixo, o histórico de cada uma das 47 vítimas que constam no boletim de hoje.

Leia Mais

COM AJUDA DA CADELA ATENA, PM APREENDE 23 QUILOS DE MACONHA EM ITABUNA

Atena ajuda a encontrar droga em quintal de casa
Tempo de leitura: < 1 minuto

Policiais da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Cacaueira apreenderam, na tarde de sábado (11), em Itabuna, 23 quilos de maconha prensada. A droga foi encontrada com ajuda de Atena, a cadela da raça Pastor Belga Malinois, especialista em farejar entorpecentes.

No primeiro caso, por volta de 13h, os PMs receberam uma denúncia anônima sobre o transporte de drogas, na BR-101, e promoveram varreduras. Em um ponto da rodovia federal, em Itabuna, o veículo dirigido pela mulher foi parado. Durante abordagem, Atena apontou para possíveis entorpecentes dentro de duas bagagens. Quando os PMs abriram as malas encontraram 18 kg de maconha prensada.

DROGA EM QUINTAL DE CASA NO SANTO ANTÔNIO

Pouco depois, as guarnições seguiram para o bairro Santo Antônio, em Itabuna, checar nova denúncia de outra mulher envolvida com tráfico de drogas. Com autorização da suspeita, a cadela Atena iniciou as buscas na área externa da casa. No quintal, a Pastor Belga Malinois começou a cavar e sentou.

Nesse ponto, os militares encontraram cerca de 5 kg de maconha enterrados, divididos em tabletes. No local ainda foram apreendidos nove pés de maconha e uma balança. As duas traficantes foram apresentadas na Delegacia Territorial (DT) de Itabuna.

“Sempre levamos nosso Canil Setorial. Os cães são indispensáveis na localização de entorpecentes”, disse o comandante da Cipe Cacaueira, major Ricardo Silva.

IBGE ESTIMA CRESCIMENTO DE 13% NA PRODUÇÃO DE GRÃOS NA BAHIA

Produção agrícola na Bahia terá crescimento
Tempo de leitura: 2 minutos

O sexto Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) projetou a produção baiana de cereais, oleaginosas e leguminosas, para este ano, em torno de 9,3 milhões de toneladas, o que representa uma expansão de 13,% na comparação com 2019.

Em maio, o levantamento apontava uma safra de nove milhões de toneladas. Em relação à área, o IBGE projeta uma ligeira retração de 0,8% na plantada e de 1,4% na colhida na comparação anual, registrando, em ambos os casos, uma extensão aproximada de 3,1 milhões de hectares.

A lavoura de soja ficou estimada em 6,0 milhões de toneladas, a segunda maior da série histórica do levantamento – inferior apenas à de 2018 (6,2 milhões de toneladas). Com isso, houve expansão de 13,5% em relação ao volume produzido em 2019. A área colhida de 1,6 milhão de hectares superou em 1,3% à da safra anterior.

A safra de milho foi revisada para próximo a 2,0 milhões de toneladas, em 593,5 mil hectares plantados, representando uma alta de 21,5% em relação a 2019. A primeira safra do cereal deve ser responsável por 1,6 milhão de toneladas, em 363,5 mil hectares. Por sua vez, a expectativa para a segunda safra da lavoura é de 370 mil toneladas plantadas em 230 mil hectares.

Leia Mais

VACINAÇÃO CONTRA O SARAMPO É PRORROGADA NOS 417 MUNICÍPIOS BAIANOS

Vacinação contra o sarampo segue baixa na Bahia
Tempo de leitura: 2 minutos

A Campanha de Vacinação contra o Sarampo foi prorrogada até o dia 31 de agosto. A estimativa é de que sejam imunizadas 6,5 milhões de pessoas, mas, desde o começo da campanha (23 de março), somente 350 mil tomaram a vacina contra a doença. O público alvo a ser imunizado está na faixa de 20 a 49 anos, segundo a Secretaria Estadual de Saúde.

O sarampo é uma doença viral aguda, considerada uma das mais contagiosas, com potencial para ser extremamente grave, e afeta principalmente crianças menores de 5 anos, especialmente as mal nutridas e bebês não vacinados, mas que pode acometer também pessoas em qualquer idade não vacinadas.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) da Bahia destaca que a única medida efetiva de prevenção contra o sarampo é a vacina Tríplice Viral, distribuída gratuitamente nos postos de saúde e que também imuniza contra caxumba e rubéola. Essa imunização faz parte do calendário vacinal.

A primeira dose deve ser tomada com um ano de vida e a segunda é aplicada três meses depois. Caso a vacinação não seja feita no tempo ideal, ainda é possível se proteger. Até os 29 anos é preciso tomar as duas doses. Entre 30 e 49 anos é ministrada dose única. Acima dos 50 anos não é mais feita a imunização.

CASOS NA BAHIA

Na Bahia, em 2019, o surto foi iniciado em junho, a partir de casos importados, porém, novas cadeias epidemiológicas foram identificadas, totalizando 80 casos confirmados, distribuídos em 25 municípios do estado.

Leia Mais

HÁ INTELIGÊNCIA NO PLANETA CACAU – FALTA DISSEMINAR

Tempo de leitura: 4 minutos

Atuando hoje nas mais diversas áreas do conhecimento, a Uesc volta seu foco de ação para os municípios regionais, notadamente para o enfrentamento à pandemia da Covid-19, incluindo aí os planos de abertura econômica, que pode ser – ou não – referendado pelos prefeitos.

Walmir Rosário || wallaw2008@outlook.com

Na noite desta quarta-feira (9) tive a grata satisfação de assistir a uma live organizada pelo Laboratório de Ensino de História e Geografia (Lahige) da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). Em pauta, os Impactos nas Cidades e na Economia no Contexto da Pandemia da Covid-19, debatidos pelo Magnífico Reitor Alessandro Fernandes e o vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal.

Finalmente, tivemos a felicidade de constatar que há inteligência no planeta cacau, embora a prática e a execução nem sempre chegue ao destinatário, o cidadão, que paga a conta e não recebe os benefícios. Desta vez, espero que mudem-se os comportamentos e a Uesc possa interagir com a sociedade, como reclamava o ex-professor de Economia José Adervan de Oliveira, desde os tempos de cuspe e giz.

Em duas horas e meia, o reitor Alessandro Fernandes discorreu sobre como fazer ciência na academia e repassar esses conhecimentos às instituições políticas para a aplicação nas diversas cidades da região. Sei que não é fácil esse intercâmbio, haja vista os interesses díspares entre a academia e a política. Se hoje a Uesc faz tudo para sair do Salobrinho, a realidade entre os políticos se volta para o carcomido modelo do clientelismo.

Dentre os políticos do planeta cacau destaco – sem medo de cometer qualquer pecado ou injustiça – o vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, como o único que caminha com desenvoltura por entre as instituições, sempre em busca do conhecimento para aplicar em sua cidade. Não existe em qualquer cidade do sul e extremo-sul da Bahia alguém que estude Ilhéus e região e tenha os conhecimentos acumulados como ele.

Se sobram conhecimentos a Nazal, falta-lhe a caneta, como frisou durante a live, fornecendo dados contundentes, a exemplo dos arquivos digitais de aerofotogrametria do município de Ilhéus, guardados sem que prefeitos demonstrem o menor interesse sobre eles, essenciais para organizar a cidade, prospectar investimentos. É o mesmo que comprar livros de capas duras e coloridas, guardá-los numa vistosa biblioteca, não lê-los, como se ganhasse conhecimento pelos simples olhar e, quem sabe, a osmose.

A Uesc – mais uma grande criação de José Haroldo Castro Vieira – toma seu lugar no mundo da ciência e passa a administrar parte do acervo e serviços prestados pela Ceplac, igualmente criada por José Haroldo. Esse legado também será dividido com a Embrapa e a UFSB, após a decisão da morte por inanição da maior instituição de pesquisa, ensino e extensão da cacauicultura.

Atuando hoje nas mais diversas áreas do conhecimento, a Uesc volta seu foco de ação para os municípios regionais, notadamente para o enfrentamento à pandemia da Covid-19, incluindo aí os planos de abertura econômica, que pode ser – ou não – referendado pelos prefeitos. Embora as prefeituras sejam as maiores empregadoras em seus municípios, nem sempre contam com pessoal qualificado.

E nesta realidade, a Uesc é um campo fértil para as prefeituras, que por falta de bons projetos, nem sempre conseguem prospectar recursos disponíveis em bancos de desenvolvimento e no governo federal. Outro “calcanhar de Aquiles” das prefeituras é a áreas de compras – licitações –, na qual os servidores municipais poderiam “beber em fonte limpa”, e acabar com dissabores da rejeição de contas – junto com a área contábil –, caso queiram trabalhar com técnica e lisura.

Durante a live, muitas questões sobre a região cacaueira foram levantadas, sendo uma delas a realização de um amplo diagnóstico socioeconômico – nos moldes do realizado no início da década de 1970 –, em parceria com os municípios. Como suscitou Nazal, um trabalho dessa envergadura colocaria a região numa situação privilegiada para colocar o trabalho de baixo de braço – ou mandá-la por meio digital para investidores, se transformando em recursos garantidos para investimentos variados.

A esmagadora maioria dos sul-baianos não tem a menor noção do que representa o Complexo Intermodal do Porto Sul em termos de investimentos, crescimento e, possivelmente, desenvolvimento regional. Bilhões de reais serão investidos neste projeto, e o melhor: em diversas cidades, produzindo riquezas de forma solidária à população por meio da geração de emprego e renda.

Como bem disse Nazal, a qualquer dúvida sobre Ilhéus e região ele sai em busca soluções para os problemas apresentados junto aos produtores de conhecimento, notadamente determinadas áreas dos governos federal, estadual e as universidades (Uesc e UFSB). Esse seria um bom caminho a ser trilhado pelos políticos – parlamentares e gestores municipais –, que preferem o discurso vazio eleitoreiro, daí nosso estado de pobreza.

Por tudo isso e muito mais, rogo ao Magnifico Reitor Alessandro Fernandes e aos professores Humberto Cordeiro e Gilsélia Lemos que colaborem – ainda mais – com a região, disponibilizando no site da Uesc ou outro meio de comunicação as lives produzidas. Por certo, contribuirá para melhorar o nível de informação e de interesse sobre o desenvolvimento regional.

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado.

MEGA-SENA ACUMULA E SORTEIA R$ 44 MILHÕES NESTA TERÇA-FEIRA

Mega-Sena acumula e sorteia R$ 44 milhões
Tempo de leitura: < 1 minuto

Não houve acertador das seis dezenas do Concurso 2.278 da Mega-Sena sorteadas neste sábado (11), no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo. Como acumulou, o prêmio para o próximo concurso, que ocorrerá, excepcionalmente, na terça-feira (14), está estimado em R$ 44 milhões.

Os números sorteados no sábado foram 08, 17, 34, 37, 43 e 45.  Já a quina teve 98 apostas vencedoras que vão receber, cada uma, R$ 35.640. A quadra teve 6.533 apostas vencedoras e paga prêmio de R$ 763 a cada.

Tradicionalmente, a Mega-Sena tem dois sorteios semanais, aos sábados e quartas-feiras. Em julho, no entanto, a Caixa promove a mega semana das férias, com três concursos na próxima semana, que ocorrerão na terça-feira, quinta-feira (16) e sábado (18).

As apostas para o próximo concurso da Mega-Sena podem ser feitas até as 19h de terça-feira. Um jogo simples, de seis números, custa R$ 4,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio mais cobiçado do país.

ITABUNA: SERVIDORES DA SAÚDE ANUNCIAM PARALISAÇÃO POR SALÁRIO

Funcionários da Saúde anunciam paralisação na segunda (13) || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

Servidores municipais da área de Saúde vão paralisar as atividades, na próxima segunda (13), para cobrar o pagamento de salário de junho, informa o sindicato da categoria. Estão programados protestos em frente às unidades de saúde. A paralisação ocorrerá pela manhã.

O Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna (Sindserv) diz que o atraso ocorre porque o prefeito Fernando Gomes não nomeou um secretário interino que autorizasse o pagamento do funcionalismo da Saúde. A não nomeação, assegura o sindicato, prejudicou “centenas de trabalhadores que estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus”.

Desde a quarta (8), a Secretaria de Saúde está sem titular. Após assumir a Pasta no dia 12 de junho, Juvenal Maynart pediu exoneração do cargo. Ele ainda não se pronunciou quanto aos motivos que o levaram a deixar a Secretaria, mas, nos bastidores municipais, a informação é que ele não concordava com a abertura do comércio com a covid-19 mantendo o nível de crescimento de casos e mantendo média de óbitos.

TOQUE DE RECOLHER EM BUERAREMA COMEÇA NA SEGUNDA-FEIRA

Toque de recolher começa na segunda-feira em Buerarema
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Comitê de Crise da Prefeitura de Buerarema aprovou, por unanimidade, a implantação do toque de recolher na cidade para tentar frear a velocidade de transmissão do novo coronavírus. A medida também foi debatida pelo prefeito Vinícius Ibrann com o governador Rui Costa durante reunião virtual. O toque de recolher foi decretado pelo governador Rui Costa e está publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (11).

O toque de recolher será das 18h às 5h, a partir de segunda-feira (13), e prossegue até o dia 19 deste mês. A circulação noturna estará liberada apenas para ida a serviços de saúde ou farmácia. O delivery fica permitido até as 22h (apenas de alimentos). E neste mesmo período, entre 5h e 16h só será permitido o funcionamento do comércio considerado essencial.

DOIS ÓBITOS EM UM DIA

Buerarema registra 231 confirmados de novo coronavírus e nove mortes causadas pela Covid-19.  Do total de positivados no município, 102 estão curados da doença. No último domingo (5), o município registrou dois óbitos provocados pela doença (relembre aqui), conforme a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab).

Município de pouco mais de 18 mil habitantes, Buerarema registrou 70 novos casos de covid-19 em apenas uma semana. Eram 161 casos até sábado (4). Hoje, atingiu 231.