skip to Main Content
4 de março de 2021 | 05:52 am

A IGREJA E SUAS LEIS

Tempo de leitura: 2 minutos

img0001a1Ricardo Ribeiro
ricardo_rb10@hotmail.com

“O padre na televisão
Diz que é contra a legalização do aborto
E a favor da pena de morte
Eu disse: não! que pensamento torto!”

(Trecho da letra da música “Vamo comer” de Caetano Veloso)
Sabe Deus a que padre Caetano se refere nesta letra da década de 80, mas é improvável que o músico baiano tenha tirado a história do nada. Com certeza, houve algum padre que produziu o tal “pensamento torto”.
E qual é a novidade? Nenhuma. Há algumas semanas, o bispo Richard Williamson negou a existência real do holocausto. Para ele, tudo não passou de fruto da imaginação dos milhões de judeus dizimados da face da Terra por Adolf Hitler.
Pior não foi a declaração do bispo, mas sim a maneira como a Igreja tratou o assunto. Simplesmente, exigiu que o clérigo se retratasse. Ou seja, que mentisse, pois a simples retratação não faria nunca com que Williamson deixasse de lado sua descrença na realidade do holocausto. É melhor um mea culpa de araque do que a sinceridade incômoda? Para a igreja, sim.
Depois que o bispo Williamson ganhou os seus 15 minutos de fama, o padre Floriano Abrahamowicz , responsável pela comunidade integrista católica da Fraternidade S. Pio X para o nordeste da Itália, afirmou o seguinte: “sei que as câmaras de gás existiram, pelo menos para desinfectar, mas não saberia dizer se elas causaram mortos ou não porque não aprofundei a questão”.
Nota-se que há algo profundamente errado nessa igreja que também considera um facínora que estuprou uma menina de nove anos (desde que ela tinha seis) mais inocente que os médicos responsáveis pelo aborto dos gêmeos, fruto da ação criminosa e grotesca de um animal. Para os médicos, a excomunhão, mas o estuprador pode ir à missa e receber os sacramentos sem problema que será muito bem aceito.
Os defensores da punição se atêm ao mandamento “Não matarás”, mas desconsideram que ele também significa não matar a infância, a alegria, as possibilidades, o futuro e o desenvolvimento normal de uma criança. E a Igreja apega-se ao mandamento de uma forma tão absoluta, que parece esquecer de quantos foram mortos pelos seus famosos tribunais da Santa Inquisição. Quantos seres humanos foram barbaramente assassinados por motivos tolos, fúteis, por uma igreja (à época) deturpada e insana? Agora surge um bispo de Pernambuco demonizando a tentativa de devolver uma criança a uma vida de criança.
Alegam com razão que não foi Dom José Cardoso Sobrinho, o bispo de Olinda e Recife, que excomungou os médicos e parentes da menina, pois a condenação nada mais é que fruto dos cânones da Igreja e o bispo é apenas o executor do que está escrito. Correto. Felizmente, a própria Igreja Católica já reviu e modificou muitos dos seus conceitos, embora ainda tenha que se renovar bastante para não continuar assistindo à célere debandada das ovelhas.
Ricardo Ribeiro é advogado e um dos blogueiros do Pimenta.

Esta publicação possui 30 comentários
  1. QUERIA EU SABER ONDE NA “BIBLIA”CONSTA QUE PADRES,BISPOS,PASTORES,ETC TEM PODERERES PARA EXCOMUNGAR OU PUNIR ALGUM POSSIVEL.
    SÃO PREPARADOS PARA TRATAR ESPIRITUALMENTE ESSAS PESSOAS.E OS PADRES PÉDOFILOS QUEM EXCOMUNGA?
    A IGREJA DEVERIA REPENSAR SUAS ATITUDES E AÇÕES.
    Q DEUS NOS ABENÇOE

  2. Caro Ricardo,
    Você está errado ao afirmar que o Bispo ou a Igreja excomungou os médicos responsáveis pelo aborto. A excomunhão é automática e quem a faz é a própria pessoa quando opta em matar inocentes através do aborto. Repetindo que a excomunhão é AUTOMÁTICO. O Bispo apenas comunicou. E mais, está errado ao dizer que o estuprador pode frequentar e participar dos sacramentos. Isso porque para vc participar dos sacramento vc deve assumir que errou e pedir perdão pelos seus atos através da reconciliação. Isso vale também para quem se auto excomungou da Igreja, afinal o perdão e a misericórdia vem de Deus (se a pessoa arrepender-se realmente). A questão que levou a esse teatro todo foi o ibope. A mídia apenas pegou um caso realmente delicado (não nego que seja delicada a situação) para vender sua audiência por saber que a igreja se manteria firme na sua posição contrária ao aborto e consequentemente a favor da vida. Os médicos (como afirmou aquele que fez o aborto e tirou a vida de duas pessoas) trabalham com probabilidades, mas se esquecem que Deus trabalha com a certeza. Portanto não podemos afirmar que a criança morreria. Em relação a infância perdida e aos traumas, estes já estão feitos. Se for para supor alguma coisa, posso supor, que crescendo essa criança forme em sua consciência a criminalidade do aborto, então irá viver o resto da vida sabendo que praticou um crime (se isto for o seu pensamento).
    Em outro tópico, alguém afirmou em denunciar o Bispo ao MP. Essa pessoa deve ser um leigo ou estudante recente das leis, e no mais improvável, um profissional do direito que prova não conhecer nada. Primeiro que o estado é laico mas a igreja não. O bispo pode sim exercer o direito que tem previsto em lei de reafirmar os dogmas e as leis da Igreja, sendo que as pessoas que optam por uma religião sabe daquilo que esta prega. Segundo que o bispo não puniu ninguém através das leis do estado laico. E nem mesmo da Igreja, pois como já citei acima, a própria pessoa se auto excomunga diante de um fato desses. Portanto sem fundamento o que escreveram em outro tópico.
    Também um professor da uesc expressou todo o seu pré-conceito em ralação a Igreja Católica e aos cristãos como um todo, desdenhando de JESUS CRISTO. Quanto a suas considerações, esquecem que a condição básica da existência humana é a união dos gametas feminino e masculino. Portanto a partir dessa união já há vida. Ele tentou com seu linguajar técnico e difícil, enganar as pessoas (no meu ponto de vista), mas não adianta, pois a verdade sempre aparece.
    No mais, o que vejo é um crescente pré-conceito contra a Igreja Católica e o Cristianismo em geral, principalmente na mídia que aproveita das situações e batem covardemente na Igreja só para vender sua audiência e seu ibope. E não foi por falta de conhecimento das leis que regem a Igreja, mas sim por puro oportunismo.

  3. Prezado Ricardo,
    Parabéns pelo artigo!!! Eu concordo em número e grau com suas colocações, e acrescento: Essa Igreja ( a atual mesmo ) é o tempo todo paradoxal, à medida que prega a caridade ao próximo e volta e meia bate de frente com o Estado, quando este faz garantir o direito à vida. A vida digna, como por ex. neste caso, tentando devolver a vida a uma criança inocente. Mas temos todo os dias essa Igreja sem ERROS, pregando e condenando aqueles que praticam e divulgam a necessidade do uso de métodos contraceptivos, do planejamento familiar, maneiras de poder garantir uma VIDA melhor ao nosso semelhante. Ela alega que o ser humano precisa REPRODUZIR, mas pouco faz ou não aponta como melhorarmos as condições de vida de uma população palpérrima, que a cada momento tem maior número de filhos por família, etc…

  4. Jesus em seu maravilhoso ensinamento,durante os três anos e pouco que passou evangelizando, afirmou que sua Igreja é santa e pecadora, nunca disse que era santa só, pois já conhecia suas ovelhas…retirou de entre os piores homens seus seguidores e fez deles os melhores…portanto, nada do que acontece está fora de seus ensinamentos…mas, ela, a Igreja se arrepende e pede perdão, consequêcia para a salvação…o Papa João Paulo II veio a público pedir formalmente perdão pelos pecados da Igreja e o perdão foi aceito, o mundo se calou diante dessa atitude: por que voltar a incriminar, se ela foi perdoada? quem são os que ainda não perdoaram, que ainda jogam pedra? uns poucos que não viram esse ato público?? alguém tão puro que se sente ainda ofendido ou “imperdoado”? que ainda fazem questão de refazer os pecados?? se foram perdoados, eles já não existem mais!!…cuida, então do telhado de vidro…
    Tudo que acontece já foi anunciado pelos profetas no Antigo Testamento. As profecias divinas, para os tempos de agora, estão se cumprindo à risca. Muitos seriam confundidos, viriam muitos em nome da lei e da justiça e de Deus, seriam dispersos…mas, Jesus virá reunir seu rebanho novamente…esta é a única certeza. E Ele vai separar o joio do trigo, esteja esse joio onde estiver, Ele que vê no mais íntimo, no mais escondido de cada um de nós…sabe quem são as ovelhas, os escribas, os fariseus, os falsos profetas, os pecadores arrependidos e os não…a Ele a palavra final…

  5. me enumerem 5 beneficios da igreja catolica para humanidade e ai eu paro para analisar a situação, pois o “cancer” que essa igreja representa para a sociedade sempre foi um atraso para o progresso! olhem para a africa e proibam o uso da camisinha, senhor bento 16!

  6. Waldomiro,( e outros)…
    tem aqui o dobro do que pediu. é bom ter Paciência e Sabedoria para entender…
    Nossa Civilização moderna, gerada no bojo do Cristianismo que nos deu o milagre das ciências modernas, a saudável economia de livre mercado, a segurança das leis, a caridade como uma virtude, o esplendor da arte e da música, uma filosofia assentada na razão, a agricultura, a arquitetura, as universidades, as catedrais e muitos outros dons que nos fazem reconhecer em nossa Civilização a mais bela e poderosa Civilização da História.
    O Dr. Thomas Woods, PhD de Harvard (2005) e muitos historiadores e pesquisadores como A.C. Crombie, David Lindberg, Edward Grant, Stanley Jaki, Thomas Goldstein, J. L. Heilbron, Rodney Stark, Kenneth Pennington, Daniel Rops e muitos outros mostraram a grande contribuição da Igreja para o desenvolvimento de nossa atual Civilização.
    Leia isto e muito mais neste livro:”Uma História que não é Contada” do prof. Felipe Aquino, casado,doutor e mestre pela UNESP e pelo ITA e mestre pela UNIFEI, tem 59 livros escritos, uma assumidade digna de ser mais apreciado. O livro em questão tem 264 páginas.lá ele conta:
    1-Foi a Igreja quem salvou e moldou a nossa rica Civilização Ocidental da qual nos orgulhamos, onde se preza a liberdade, os direitos humanos,o respeito pela mulher e pela pessoa. Sem o trabalho lento e paciente da Igreja durante cerca de dez séculos, após a queda do Império Romano(476) e a ameaça dos bárbaros, o Ocidente não seria o mesmo.
    2-Foi esta civilização moderna, gerada no bojo do Cristianismo que nos deu “o milagre das ciências modernas, a saudável economia de livre mercado, a segurança das leis, a caridade como uma virtude, o esplendor da Arte e da Música, uma filosofia assentada na razão, a agricultura,a arquitetura, as universidades, as Catedrais e muitos outros dons que nos fazem reconhecer em nossa Civilização a mais bela e poderosa civilização da História” (T. Woods, 2005, p. 7).
    3-Foi a Igreja quem humanizou o Ocidente insistindo na sociabilidade
    de cada pessoa humana. Mas infelizmente tudo isto é silenciado; por
    isso, é essencial recuperar esta verdade intencionalmente escondida e abafada.
    4-Há hoje no mundo um anticatolicismo espalhado pela mídia e pelas
    universidades. É dito aos jovens que a História da Igreja é uma história de ignorância, repressão, atraso e estagnação, quando a realidade é exatamente o contrário, como têm mostrado muitos historiadores modernos.
    5-A maioria das pessoas reconhece a influência da Igreja na música, na arte e na arquitetura, mas a influência da Igreja foi muito maior do que se pensa e se conhece. Muitos, mal informados, pensam que centenas de anos antes da época do Renascimento (séc. XVI), a Idade Média, foi um tempo de ignorância e repressão intelectual, sem brilho, como se fosse um tempo negro onde se imperou somente a superstição e a magia, como se em nome de Jesus Cristo, a ciência e o progresso fossem banidos. Nada mais errado. A Idade média cristã foi, na verdade, um tempo de grande desenvolvimento religioso, cultural e artístico.
    6-Dr. Thomas mostra que a nossa Civilização tem uma enorme dívida
    com a Igreja “pelo sistema universitário, pelo trabalho de caridade realizado, pelo advento da lei internacional, o desenvolvimento das ciências, das artes, da música, do direito, da economia e muito mais”. A Igreja Católica salvou e construiu a Civilização Ocidental. Com muita rapidez os críticos da Igreja Católica levantam e expõem os erros dos seus filhos em todos os tempos, mas, solertemente escondem as grandes realizações
    da Igreja em prol da humanidade.
    7-a contribuição da Igreja para o desenvolvimento da
    ciência foi enorme; muitos cientistas foram padres. Pe. Nicholas Steno, é considerado o “pai da geologia”. O “pai da egiptologia” foi o Pe. Athanasius Keicher. A primeira pessoa a medir a taxa de aceleração de um corpo em queda livre foi o Pe. Giambattista Riccioli. Pe. Rober Boscovitch é considerado o “pai da moderna teoria atômica”. Os jesuítas se dedicavam ao estudo dos terremotos tal que a sismologia veio a ser conhecida como a “ciência Jesuítica”. Trinta e cinco crateras da lua foram nomeadas
    por cientistas e matemáticos jesuítas.
    8-Foram os monges da Igreja que preservaram a herança literária do
    mundo Antigo após a queda de Roma diante dos bárbaros em 476.
    9-Segundo Harold Berman (1974), “foi a Igreja que primeiro ensinou
    ao homem ocidental um sistema moderno de lei. A Igreja primeiro ensinou que conflitos, estatutos, casos, e doutrina podem ser reconciliadas por análises e sínteses”. A formulação dos direitos, que surgiu da civilização ocidental, não veio de John Locke e Thomas Jefferson, mas muito antes, das leis canônicas da Igreja Católica.
    10-Assim, a Igreja berçou a Civilização Ocidental em todos os seus campos:arte, filosofia, física, matemática, música, arquitetura, direito, economia,moral, ciência, letras, línguas e etc.
    “Infelizmente hoje o homem ocidental se afasta de Deus e da Igreja,
    perigosamente, colocando em risco a própria civilização. O Papa Bento XVI assim definiu a situação do mundo hoje: ‘(…) no mundo ocidental de hoje vivemos uma nova onda de iluminismo drástico, ou laicismo,como se queira chamá-lo. Tornou-se mais difícil ter fé, pois o mundo no qual estamos é completamente feito por nós mesmos, e nele Deus, por assim dizer, já não comparece diretamente. Não se bebe mais diretamente da fonte, mas sim do recipiente em que a água nos é oferecida. Os homens reconstruíram o mundo por si mesmos, e tornou-se mais difícil encontrar Deus neste mundo’.” (Entrevista em Castel Gandolfo, 5 de agosto de 2006; Apud Souza, T.F., 2007).
    Vale a pena aprender com ele…

  7. Amigo Ricardo,
    Em primeiro lugar, quero logo esclarecer que não sou católico, portanto, posso me dar ao luxo de expressar alguma arrogância em afirmar que dou apenas opinião de um terceito que assiste até de certa forma atônito a importância que se deu a essa notícia.
    Gostaria de afirmar que do ponto de vista de sua doutrina e seus dogmas a Igreja está certíssima. O que não compreendo é a importância dada ao fato, pois o acontecido não vai mexer em nada com as vidas dos senhores médicos envolvidos. Eles continuarão realizando os atos de sua profissão da maneira mais digna possível, também exercendo plenamente suas atividades nos âmbitos social, político, civil e talvez até religioso, caso algum deles não seja católico praticante.
    Em realidade precisamos enxergar claramente que nosso país é formado em milhões de brasileiros que se declaram católicos somente por tradição, porque um dia foram batizados sem que tivessem qualquer consciência do que seja o significado desse ato. E diga-se de passagem que a atitude de filiar-se ou não a qualquer ideologia política ou religiosa pouco ou nada tem a ver com a vida jurídica do país, a não ser que alguns atos se tornem contrários à moral, aos bons costumes, aos valores preconizados pela sociedade, ou mesmo contra as normas jurídicas do país que, diga-se de passagem, é laico, ou seja, separado de qualquer religião.
    Fora isso, meu amigo, é puro foguetório de quem talvez queira aproveitar a situação para fazer propaganda anti-cristã. Fora os que provavelmente tenham verdadeira fobia da religião e a esses tenho muito respeito, o resto é hipocrisia, pois os mesmos que jogam pedras na Igreja hoje, amanhã estarão lá recebendo a hóstia da eucaristia, ou ofertando seus dízimos, ou se utilizando da estrutura religiosa para tentar angariar alguns votos.
    Um grande abraço e parabéns pleo belo trabalho que vocês vêm realizando no “Pimenta”.

  8. se o fundamento fosse cumprir leis, dogmas, constituicao, enfim…. A maioria estaria na cadeia, inclusive os colegas do bispo (pedofilista…. etc….).
    Em toda analise, acho…. deve haver o bom senso da analise. Se o que valer eh o que estah nas leis…. nao necessitaria de advogados, juizes, etc.
    O que nao concordo mesmo eh ter ouvido dizer que a pena do Estrupador eh menor….

  9. Ricardo,
    Mais uma vez dando show!!! Parabéns pela coragem e pela forma clara como expõe os seus pensamentos!
    Quero dizer, que coaduno com sua postura!!!
    Não quero, sobretudo por não ser conhecedor do tema, discutir os procedimentos, a forma “legal” da igreja “punir” alguém por algum ato praticado! Entretanto, não posso negar o meu descontentamento com a autoridade eclesiástica que exconungou os médicos e familiares do caso em tela. Aqui, registro todo o meu repúdio à declaração do bispo pernambucano!!!
    Num país onde as crianças não são respeitadas, onde a educação é “capenga”, onde as famílias transferem para as escolas as responsabilidades que lhe são exclusivas, não podemos esperar algo diferente!!!!
    O tem acontecido com o elevado número de padres que corriqueiramente abusaram ou abusam sexualmente ds crianças????
    Ora!!! Entender e aceitar quem os defenda é DEMOCRACIA,é respeitar o direito a ampla defesa, ao contraditório. É respeitar a liberdade de expressão de cada um! Mas nãopodemos nos deixar levar pelo simples fato de fazer parte dessa ou daquela igreja, agindo com protecionismo!!!

  10. O que nos deixa estarrecidos é vermos pessoas usarem o nome de Jesus para fazerem afirmações preconceituosas, sectárias… Em que momento Jesus afirmou ser a Igreja Católica a Sua Igreja? Quando ele criou dogmas, instituiu sacramentos?
    Sabemos que muito do que a “Santa Madre Igreja” instituiu como verdade única e definitiva é fruto de interesses, muitas vezes, bastante espúrios, nem sempre santos.
    Seria muito interessante que as igrejas cristãs como um todo deixassem de lado os interesses nada divinos que existem por trás de seus ensinamentos e passassem a pregar e agir de acordo com o ensinamento maior de Deus: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. E amar ao próximo não é absolutamente levar uma criança já tão violentada a uma morte provavelmente muito dolorosa. Amar ao próximo é oferecer a essa criança a possibilidade de voltar a sorrir apesar de todas as dores sofridas até agora. E, por último, uma pergunta a todos que aqui defendem a posição da Igreja: E se essa criança fosse sua filha ou neta, continuaria pensando do mesmo jeito, ou é fácil defender a posição da Igreja porque não somos a vítima? Amar o próximo é colocar-se em seu lugar.

  11. salve a inquisição! toquem fogo nos bruxos! a igreja catolica sempre foi contra ao progresso e ainda é! salve a africa com sua aids! é proibido o uso de camisinha! salve aos estupradores de crianças, mas não abortem, pq a IGREJA CATOLICA ESTÁ ACIMA DA LEI!! cara!! que palahçada isso tudo!! quando os padres pararem de pederastia e quando a igreja passar a se preocupar com outra coisa que nao seja o lucro, ai sim… dentro da historia da humanidade só vejo coisa podre da igrejinha!!
    ahsuahushuahsuahsua

  12. segundo a historia foi a igrejinha que foi fundada sobre a miseria de jesus! crucificasse o “homi” rebaixem os deuses a santos, pregasse o monoteismo e ai sim, vamos ganhar fieis para arrecadar fundos
    aushaushuahsuahusha

  13. Maria Dantas, entre no site http://www.cleofas.com.br e lá você encontrará todas as respostas para o seu texto. é um site bem facil de pesquisar e muito rico nos detalhes…Aqui o espaço seria muito pequeno ( e nada convencional) para uma catequese…
    Para os advogados de plantão:
    Um erro não justifica cometer outro; quem deveria ser punido é o estuprador e não as crianças gêmeas; o juiz deve punir o réu culpado e não as vitimas; dessa forma a Justiça age às avessas.

  14. não há o que estudar. a igrejinha é podre. quantas pessoas foram mortas pela truculencia do senhor papa dono de tudo. sem contar que ate papa tem mulher e filho, ferindo os dogmas sagrados da igreja, mas senhor “eu”, se identifique pelo menos… deixe de ser um doente obcecado. sua igrejinha é um reduto de coisa podres

  15. fico imaginando uma criança de 9 anos de idade mãe de dois filhos, frutos de um estupro… como seria a vida dessa pessoa? só a igreja para expressar uma opnião tão idiota, pq não se proporam a cuidar das crianças em tudo que diz respeito, do nascimento ate a morte e livravam essa vitima desse legado maldito? é muito facil falar, mas fazer… isso a igrejinha nunca foi boa
    aushuahsuahsuhasuhas

  16. Waldomiro…
    por que todos perdoaram os erros passados da Igreja, feitos oficialmente pelo Papa João Paulo II, menos você? Por acaso é algum deus que não perdoa? só sabe jogar pedras? cuidado com o telhado de vidro…e tudo tem retorno, não se esqueça: se amanhã algo em sua vida não estiver bem, lembre-se de que seu olhar só vê o podre…só colherá o podre…
    Saia desse seu mundinho mediocre,pequeno de conhecimentos, de sua preguiça de estudar, conhecer e vá visitar as bases da igreja lá em Israel antes de vomitar asneiras.Conheça a maravilha histórica que existe por lá antes de criticar!!Pise naquela terra sagrada e veja a beleza de uma Igreja verdadeira…Coragem!
    Ah! e a Igreja não é “minha” como a dos protestantes: ela é de todos, a única fundada por Jesus…

  17. Waldomiro…
    Você (nem eu) não está na vida para ficar imaginado fatos, decidindo sobre a vida das pessoas.Cada coisa, qualquer uma que acontece, tem um desígnio de Deus. A mãe da criança foi contra, o pai foi contra, ou seja, a menor igreja que existe, que é a família, foi contra a decisão fatal…
    Pergunto:Matar justamente quem é vítima é a decisão mais certa? e isto vai ter retorno!!…espere e verá…

  18. vc está correto queimem na fogueira. vamos volta seculos atrás. sua igreja deixou de ter o monopolio do mundo. deixe os padres comerem as criancinhas no anonimato… queria ver o papa negro! negro de cor, mas infeizmente ele perdeu para o nazista! sua igreja é recista, meu caro!

  19. Antes de mais nada quero parabenizar o jovem Ricardo Ribeiro, por ser autênctico,em expressar seus ideais, e pela sua coragem! Que é o contrario de muitos que comentam em anônimo.
    Vou repetir um comentario que fiz em outro post.
    Essa discussão entre cristãos e ateus, não vai modificar em nada O ordenamento jurídico, e as suas leis.
    Graças aos legisladores,uma criança de nove anos, talvez volte a ser criança(eu disse talvez), sem ter que ter responsabilidades de adulto, as quais não condizem com sua estrutura física e nem pisicológica.
    Portanto, muitos que se dizem contra o aborto , façam uma análise coerente dos fatos e se imaginem na pele desses pessoas que vivem ou viveram tal drama.
    Como li em algum comentário, ” Deixem de puxar a brasa para suas sardinhas ”
    Portanto, enquanto houver gravidez de risco, ou gravidez fruto de estupro. O aborto se fará necessário, quer a igreja aceite ou não.
    Fim de papo!

  20. “eu..” você então concorda com a posoção da igreja? condena o aborto até em casos de estupros? pense na vida que essa criança levaria ao se tornar mãe dessa meneira e responda por favor!

  21. Sou evangélico e descordo da Igreja Católica em muitos aspectos. Porém, neste caso específico concordo plenamente com a decisão do bispo.Um erro não corrije outro erro, assim como o ato BRUTAL ao qual a criança foi submetida não justifica o assassinato de dois inocentes. O homem precisa sim julgar e punir o padastro, segundo as leis humanas, e investigar a mãe dessa menina que foi violentada durante 3 ANOS (será que ela nunca soube de nada?). A verdade é que o erro já foi cometido, mas não deve se repetir. Quanto aos blogueiros de plantão, que julgam ser cristãos, deveriam buscar mais conhecimento na palavra de Deus e ver que os planos de Deus não podem ser frustrados.

  22. Muito bem, sr.(a) crente!! Ainda bem que mais Igrejas estão de acordo com a lei de Deus…justiça ainda se fará…a mãe tem culpa por não dar assistência a filha, o pai também tem culpa por abandonar a filha (pois não existe ex-filha), o padrasto já tem sua sentença em Deus, faltando a dos homens e os que praticaram o aborto também vão expiar…não tem pra onde fugir do plano de Deus…cada um trilha a sua salvação, porque não estamos aqui só de passagem: todos temos uma missão a cumprir, dever de casa e apresentar depois ao Criador…Ele dá liberdade a todos até mesmo de errar (não vai intervir em vida)…precisamos sempre buscar os conhecimentos da palavra de Deus pois são elas que prevalecem… uma semente de Amor deve nascer desse chão árido…Jesus anunciou esses tempos dificeis como sendo os do fim dessa era…”No dia do juízo, os homens prestarão conta de toda palavra vã que tiver proferido. É por tuas palavras que serás justificado ou condenado” Palavras de Jesus no evangelho de Marcos (reforço: não são minhas) entre outras passagens diretivas…e a última palavra na vida da gente é a de Deus…

  23. Muitos dos que aqui escrevem deveriam conhecer melhor os pronunciamentos da Igreja durante o seu peregrinar pelas sendas da História.
    Parece-me que o centro da discussão não esta no simples fato aqui posto como central, a igreja tem em seus pronunciamentos oficiais muito a dizer a sociedade atual…ela é protagonista em muitas lutas que empoderam o humano e o dignificam,…
    Cuidado para não deixar-se levar por formadores de opinião que não tem nenhum compromisso … consciencia história e leitura da conjuntura atual e de movimentos internacionais que proliferam discussões insanas e que depreciam a Igreja precisam ser considerados quendo se põe em discussão questões como esta…
    Considero importante seu parecer, porem tomo a liberdade de manifestar posicionamento…

  24. “SANTOS CRISTÃOS”; afinal, quem foi responsável por: massacre de 6 milhões de Judeus, 200 mil Japoneses, milhares de Chineses na guerra do ópio, segundo algumas fontes 30 milhões de indios ( americas), 100 mil alemães em DRESDEN, MILHÕES de europeus e americanos ( segunda guerra mundial ), escravisar 20 milhões de AFRICANOS,fora outros 190 milhões que foram ASSASSINADOS porque não aceitavam ser escravos dos BRANCOS “CRISTÃOS” , e os MILHÕES ASSASSINADOS pela “SANTA INQUISIÇÃO” etc. etc. Já notaram que 80% desses crimes tinham a “SANTÍSSIMA IGREJA CATÓLICA” por tras?? NÃO FORAM Muçulmanos nem Africanos , ou Americanos ( índios ) que cometeram tais crimes. É…o “inferno” deve ( já ) estar repleto de CRSTÃOS!!!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top