skip to Main Content
2 de março de 2021 | 11:19 pm

ERAM 15 MILHÕES

Tempo de leitura: < 1 minuto

De acordo com a Prefeitura de Ilhéus, a informação de que os passageiros de transatlânticos gastaram R$ 150 milhões na cidade na última temporada (confira) foi um equívoco da Assessoria de Comunicação Social. Onde saiu 150 deveria ter sido escrito 15… Um minúsculo erro de digitação, mas uma enormidade em matemática.
Vale ressaltar que esses erros são desagradáveis, mas admissíveis.

Esta publicação possui 15 comentários
  1. Nossaaa quanto preconceito com a cidade de ilhéus. Fatos irrelevantes e sem grande importancia, vcs dão um verdadeiro destaque……será que esse blog também prima pela perfeição e pelo lado correto das coisas?……ahhhhhhh duvidooooooooooo….

  2. OK Amigos.
    Então eu estava ABSOLUTAMENTE CERTO quando disse que tinha um zero a mais, ou seja, em média o pessoal gastou R$ 125,00, como eu calculei.
    Ainda assim, eu gostaria de saber qual a metodologia que o pessoal da Prefeitura utilizou para chegar ao total de R$ 15 milhões gastos pelo pessoal do navio. Será que sairam perguntando a cada dono de bar e restaurante, a cada taxeiro, a cada vendedor de produtos para turistas e etc. etc. etc., ou entrevistraram cada turista para saber quanto eles tinham gasto?
    Como chegaram aos R$ 15 milhões? Fica aquí a pergunta.
    Outra coisa, achar que um erro que eleva um valor em DEZ VEZES é admissível, é realmenbte o fim da picada.
    ATÔNITO, com a ADMISSIBILIDADE do Pimenta aos erros do pessoal de Newton

  3. Uma conta rápida:
    48 navios x 1.000 pessoas descendo de fato x R$ 100,00 per capita = R$ 4.800.000,00, dividos entre Ilhéus e Itacaré, sendo que muitos pagaram ainda no Navio a empresas que têm sede em Salvador, portanto, tem grana que vai pra lá.
    Os R$ 15 milhões são uma grande mentira.
    E onde está a CDL, a ATIL, o Convention, a ABAV que não se pronunciam, pois seus afiliados que receberam isso.
    Ou tem uma máfia onde poucos ganham o muito – que não são 15 milhões, do que deixam aqui.
    Tem muita gente despreparada atuando. Uns 15 milhões de incompetentes.

  4. Acho que esses 125 reais por pessoa é uma estimativa grosseira e claramente valorizada pela assessoria de Newton. Já li dados de pesquisas oficiais que o gasto habitual de um turista marítimo no Brasil é de 35 dólares… bem longe do valor declarado pela prefeitura.
    Acredito que os 35 dólares estão bem mais lógicos. Embora se considere um poder aquisitivo elevado em turistas desta espéciem o acesso aos navios ficou bem mais facilitado nos últimos anos. Nem todos que embarcam são milionários…rs.
    E imaginar que a cada parada do navio um único turista gastará 125 reais… considerando uma família de 3, 4, 5 pessoas, com 3 ou 4 paradas em cada viagem. Seria um gasto muito alto!
    Sinceramente: não acredito nesse dado da prefeitura. Nem dos 15 nem dos 150 milhões!

  5. O problema nao é errar, pois todos nos erramos ou se equivocamos, deveria ter mais cuidado ao lançar certas informações na midia,como houve uma certa repercurssão nos exageros dos numeros, dai a correção……valeu…mais se revisar mais um pouco pode até chegar a numeros reais.

  6. Normalmente são turistas de menor poder aquisitivo, que gastam pouco;além disso, acidade tem poucas ou quase nenhuma atração. Com certeza não deixaram nem 150 mil reais.

  7. O que é, na verdade, um erro admissível, …?!?!?!
    É o que e admite de incerteza ao fazer uma amostragem e, em seguida, fazer inferências, projetando as conclusões dos estudos para a população. O tal erro varia conforme a área que se está estudando.
    Imaginem, por exemplo um “erro asmissível de 10 vezes” em engenharia e/ou em planejamento familiar? Quantas pessoas morreriam em acidentes, assim como a quantidade de crianças que nasceriam, de forma equivocada, sem qualquer estrutura familiar, ..?!?!?!
    Imaginem, por exemplo, prescrever um remédio com princípio ativo dez vezes mais que o aceitável pelo organismo?
    São apenas alguns exemplos simples de que nem sempre se pode admitir o que se chama de “admissível”, …!!!
    Quem não tolera os erros alheios não deve considerar admissível um próprio erro de tamanha magnitude, …!!!
    Moral da história: É duro ser “vidraça” quando se está acostumado a ser “estilingue”, “badoque”, “balinheira”, ou coisa que o valha, …!!!
    A vida é assim: “Cíclica”, …!!!

  8. É um erro grotesco e não deve ser cometido por uma assessoria de impensa. No entanto, erros humanos são sempre admissíves. Porém, não foi esta mesma equipe que produziu aquele folder onde constava que Ilhéus tinha casarões dos antigos barões do CAFÉ? Um erro aqui, outro alí… Sei não, viu!

  9. Olha aí turma do turismo da Prefeitura de Ilhéus, vocês já viram que eu posso ajudá-los. Apontei o erro dos barões do café no folder, e agora este inadmissível erro do valor gasto por passageiros dos transatlanticos.
    Para que vocês não voltem a cometer erros tão grosseiros, deixo a seguir o meu e-mail.
    Antes de enviarem para publicação, mandem seus informes para que eu possa dar uma revisada. Farei isto sem custo para o município.
    Apesar das minhas críticas, às vezes contundentes, torço muito pelo Governo de Newton e devo confessar que ele como Administrador Público é uma grata surpresa, e sua Equipe, salvo algumas raras exceções, vem fazendo um bom trabalho.
    ATÔNITO, comigo mesmo

  10. Só para se ter uma noção de dimensão:
    Um erro de dez vezes determinado valor – X – equivale a dizer um erro de 1.000 por cento (1.000%), …!!!
    Como se escreve nos cheques: “Hum Mil Por Cento”, …!!!
    Bobagem. É admissível, …!!!
    Como diz um jargão popular: “Sai no xixi”, …!!!
    Segura, “engenheiros”, …!!!

  11. Nossa.
    Pensei que esse dinheiro todo seria suficiente para a ascom investir nas casas dos barões de café, situadas na praia dos milionários. Aliás, por onde andam os folderes que foram recolhidos pela equipe de comunicação? E quem vai pagar o preço da incompetência?

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top