skip to Main Content
23 de fevereiro de 2020 | 11:19 pm

EM PAZ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Magno Lavigne selou a saída do governo Newton Lima. Ele decidiu morar na capital baiana. Já rumou para Salvador e pode, de fato, ingressar no PP. E ter um cargo na Bahiapesca, presidida pelo jabista Isaac Albagli.
Enquanto a nomeação na capital não sai, ele continua a integrar, oficialmente, a gestão de Lima. E, só por enquanto, continua no PSB e na presidência da legenda.

EX-MULHER É SUSPEITA DA MORTE DE VEREADOR EM ITABELA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Na foto, Clébio é diplomado para primeiro mandato (Hugo Santos/Radar64)

Na foto, Clébio é diplomado para primeiro mandato (Hugo Santos/Radar64)

Do Radar 64
O vereador Clébio Gonçalves Vieira, 24 anos, que cumpria seu primeiro mandato em Itabela, foi assassinado com uma facada no peito, às 19h30min desta segunda-feira (20), dentro de casa, na Rua Uruguaiana, no centro da cidade. O parlamentar, segundo os médicos, já deu entrada no Hospital sem os sinais vitais.
O Tenente Jozival Silva, da Polícia Militar local, já tem um suspeito para o crime. De acordo com ele, trata-se da mulher de Clébio, de prenome Janaína, que está sendo procurada. Os dois, ainda de acordo com o militar, estavam separados há uma semana.
Em entrevista ao RADAR64, o Tenente Jozival falou que, conforme relato de testemunhas, Clébio foi visitar a ex-mulher, com quem tem dois filhos menores, o que teria despertado a fúria de Janaína. “Quando chegou em casa, Clébio encontrou Janaína. Houve uma discussão, que culminou com a morte do vereador”, disse o policial.
Clébio foi eleito pelo PP, com 327 votos, na coligação do ex-prefeito Júnior Dapé. Ele tinha forte ligação com o esporte amador do município. O cargo deve ser assumido pelo primeiro suplente da coligação, o comerciante José Amaro Gomes Roseira, 60 anos, também do PP, que obteve 304 votos na disputa.

DENGUE VOLTA A CRESCER EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

CIDADE NOTIFICOU 8.911 CASOS DE DENGUE ATÉ DIA 16

O último boletim epidemiológico da dengue revela que já passa de 50 mil o número de pessoas vítimas da doença no estado. O levantamento, divulgado no final da tarde pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), aponta um novo crescimento semanal do número de notificações em Itabuna (confira gráfico abaixo).
Os dados são referentes ao período de 1º de janeiro a 10 de abril. Na Bahia, foram 50.864 notificações da doença. O acompanhamento semanal da Sesab revela que a doença voltou a registrar crescimento em Itabuna e Jequié, e apresentou queda acentuada em Ilhéus, Porto Seguro e Salvador. Estas cinco cidades somam 48% dos casos da doença no estado (24.499).

Gráfico mostra evolução da dengue em Itabuna e Jequié.

Gráfico mostra evolução da dengue em Itabuna e Jequié.

PRISÃO 'MELA' FESTA DA DIFUSORA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-prefeito Fernando Gomes pretendia vir a Itabuna nesta terça, 21, para a festa dos 49 anos da rádio Difusora, de sua propriedade. As informações de bastidores são de que, por hora, tudo estaria cancelado. A prisão do foragido da justiça Markson Monteiro Oliveira, o Marcos Gomes, filho do ex-prefeito, ‘melou’ as comemorações.

PF MONITORAVA MARCOS GOMES HÁ 4 MESES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Há mais de quatro meses Markson Monteiro de Oliveira, o Marcos Gomes, vinha sendo monitorado pela Polícia Federal. A prisão de hoje ocorreu no momento em que o acusado de matar um vaqueiro saía de carro de um prédio no bairro da Pituba, em Salvador.
Gomes estava foragido desde o início de março de 2007, quando a juíza Ana Cláudia de Jesus decretou a sua prisão preventiva. Ele ainda faltou a duas audiências marcadas pelo Judiciário. Abaixo, mais informações.

MARCOS GOMES FOI PRESO PELA FEDERAL

Tempo de leitura: < 1 minuto
. Marcos Gomes, enfim, foi preso

Marcos Gomes, enfim, foi preso

A Polícia Federal confirmou a prisão do fugitivo Markson Monteiro de Oliveira, também conhecido como Marcos Gomes. Ele é acusado do assassinato de um vaqueiro em Ibicaraí, em 2006. Marcos Gomes deve permanecer custodiado na sede da PF em Salvador até a quarta-feira (22). Ele é filho do ex-prefeito de Itabuna Fernando Gomes.
A prisão ocorreu na manhã desta segunda-feira.  Marcos Gomes tinha prisão preventiva decretada pela Vara Criminal de Ibicaraí pelo assassinato do vaqueiro Alexsandro Honorato de Souza, no dia 2 de dezembro de 2006, na fazenda Haras Redenção.
De acordo com um agente do DPF -Ilhéus, a prisão ocorreu após diversas diligências para localizar seu paradeiro. Ele foi encontrado numa residência no bairro da Pituba, em Salvador, onde recebeu a voz de prisão. A casa pode ser sua residência, ou de alguém que o estivesse dando cobertura, acreditam os policiais federais, o que será investigado.
Marcos Gomes foi encaminhado para a sede da Polícia Federal, na capital baiana, enquanto aguarda transferência para o DPF – Ilhéus, onde será interrogado e posteriormente encaminhado para alguma unidade prisional na região.

CANTOR ENCERRA O SHOW E É MORTO EM SANTA LUZIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

DO BAHIA NOTÍCIAS:
Depois de encerrado seu show, um cantor que se apresentava em uma casa de espetáculos na cidade de Santa Luzia, no sul do estado, se recusou a continuar a cantar a pedido de pessoas na platéia e acabou morto. O fato aconteceu na madrugada do domingo e vitimou Valdeci dos Santos, de 34 anos, que se apresentava sob o pseudônimo “Nego Show”. Depois das 2h, o cantor encerrou o show devido ao prolongado tempo em que ocupava o palco. Pessoas na platéia exigiram que a cantoria não parasse, e diante da negativa de Valdeci dois menores o cercaram e esfaquearam nas costas e na barriga. Um deles foi espancado pela população logo depois do crime e está internado no Hospital de Base, em Itabuna. O outro chegou a ser preso, mas foi libertado por não ter mais que 18 anos e pela falta de estrutura da delegacia da cidade. O cantor morreu no posto médico da cidade. As informações são do Correio.

UPB CONVOCA FERIADO NAS PREFEITURAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Após o anúncio do governo federal do pacote de socorro às prefeituras em torno de R$ 1 bilhão, a União dos Municípios da Bahia (UPB) está convocando uma mobilização em massa dos prefeitos para o próximo dia 28. O objetivo é ainda protestar contra a queda na receita dos municípios brasileiros e o aumento de suas obrigações, como cuidar de setores que deveriam ser da alçada de estados e União, como segurança pública.
Cada prefeito está sendo orientado a decretar ponto facultativo no seu muicípio no dia 28, quando todos devem se concentrar na sede da UPB. A própria entidade está disponibilizando um modelo de decreto a ser utilizado pelos gestores para oficializar o ato (veja a íntegra do modelo aqui ou no site da UPB).
Após os considerandos, o modelo de decreto afirma: “Fica declarado Ponto Facultativo nas repartições internas e externas da Prefeitura municipal, no dia 28 de abril de 2009, ressalvados os serviços e as atividades considerados de natureza essencial, especialmente na área da Saúde, Educação, coleta de lixo urbano e da Segurança Pública.”
Para os prefeitos que só veem pela frente dívidas e receitas em queda, um consolo: se não conseguir mudar o rumo das finanças, pelo menos o ato conseguirá economizar um dia de energia elétrica, água e cafezinho nas repartições.

E VIVA A FERIADOLÂNDIA!

Tempo de leitura: 3 minutos

Ricardo Ribeiro
ricardoribeiro@pimentanamuqueca.com.br 
Sem querer desprezar a nossa história (que tantas vezes parece “da carochinha”) nem enxovalhar os heróis desta pátria amada, mas – “ainda que nos precipitem”, como diz o escritor Jorge Araújo – a verdade é que este feriado de Tiradentes não passa de mais uma das muitas patacoadas que os brasileiros engolem sem entender direito o que estão fazendo.
Muitos comemoram, é claro, a folga, a oportunidade de fazer aquela visita ao boteco e tomar uma cerveja gelada. Afinal, é feriado, dia em que quase ninguém vai pegar no batente e muito menos ver a cara do chefe. Saber o porquê dessa moleza é o que menos importa, um detalhe bobo e insignificante. O importante é o benefício, pensar no sentido das coisas dá muito trabalho.
Pô, calma aí, Tiradentes não era Lula, mas foi “o cara”. Lutou contra a opressão de Portugal, foi martirizado, esquartejado, teve o corpo exposto. Claro que ele não tinha um projeto de libertação nacional, seus sonhos mal ultrapassavam as fronteiras de Vila Rica. O movimento liderado por Tiradentes (que depois entrou para a história com a imprópria nomenclatura de Inconfidência Mineira) queria mesmo era impedir que um quinto do ouro de cada dia dos exploradores das Minas Gerais fosse tungado pela coroa portuguesa. Bandeira legítima, por certo.
Tiradentes –  o alferes Joaquim José da Silva Xavier – não pleiteava a independência do Brasil, mas tão somente de Minas, e defendia a manutenção da escravatura para os cativos que não tivessem nascido no país. Finalmente, o grande mártir da “Inconfidência” queria criar uma nação sem exército, mas onde todos os cidadãos pudessem pegar em armas e ser eventualmente convocados para formar milícias. Em suma, um faroeste nas Alterosas.
Tudo bem, deixa Tiradentes pra lá, com aquela barba improvável (na cadeia, faziam barba, cabelo e bigode do sujeito para evitar os piolhos) e sua figura cristianizada que nada prova guardar a mínima semelhança com o original. A pendenga aqui não é com o mártir que foi traído pelo Judas… digo, Joaquim Silvério dos Reis, o “fidumaégua” que virou “fidalgo”… A bronca é com mais um feriado, mais prejuízo a esse país que já vive há muito tempo de brisa e pindaíba.
Revejo matéria de novembro do ano passado, que traz um dado da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). É o seguinte: cada feriado dá à pátria amada um desfalque de R$ 13 bilhões, o que resultará em preju de pelo menos R$ 143 bilhões neste ano de 2009, quando 11 feriados nacionais ocorrem em dias úteis.
Calma, ainda falta contar dia de santo padroeiro, dia da cidade e por aí vai… É uma farra na qual nenhum governo jamais pensou em mexer, até porque o brasileiro típico prefere a elevação dos juros, do spread bancário, da alíquota dos impostos, mas faz favor, não bole na feriadolândia que é briga feia!
A propósito, 22 de abril é Dia da Mandioca, mas ainda não virou feriado. Ainda! Está na hora de algum deputado federal baiano tirar os glúteos da cadeira e propor essa justa homenagem à matéria-prima do produto que os conterrâneos amam de paixão. Dia da Mandioca – Feriado Nacional. E que tudo acabe em farofa!
 Ricardo Ribeiro é um dos blogueiros do Pimenta.

ENCONTRO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Movimentos sociais de diversos municípios sulbaianos tentam rearticular o Fórum de Luta por Terra, Trabalho e Cidadania, que esteve ativo durante dez anos, de 1996 a 2006. O primeiro passo será a realização do encontro regional, com o tema “Alternativas de desenvolvimento com participação popular”.
O evento acontece no dia 25 de abril, das 8h às 17h, no salão da Igreja Santa Rita de Cássia (bairro São Caetano).

Back To Top