skip to Main Content
30 de março de 2020 | 09:08 am

EMASA DEMITE GREVISTAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Custou caro a sete dos funcionários da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) a paralisação de meio turno realizada na última quarta-feira, 27.
A demissão dos grevistas ocorreu hoje pela manhã e seria reflexo da briga que a Emasa promove contra o Sindicato dos Trabalhadores em Água e Esgoto da Bahia (Sindae). A empresa estimulou a criação de um outro sindicato, sob o qual tem amplo e irrestrito controle.
Os demitidos, e mais 40 funcionários, paralisaram as atividades, na quarta, para exigir aumento salarial e melhores condições de trabalho.

Esta publicação possui 11 comentários
  1. Esse é a marca do PV, quer saber quem é o homem dê poder a ele, o Alfredo Melo, sempre fez ou participou de protestos, sempre fez barraco em outras administrações, hoje presidente da Emasa, ainda membro do PV, concorda em continuar jogando os esgotos sem tratar no Rio Cachoeira, e agora mais essa de demissão para quem cobra melhorias, esse é o governo da desgraça e do atraso, è 25 25 25 é Azevedo….

  2. Quero saber quem vai ajudar nesse impasse. Os funcionários precisam ser readmitidos, precisam sustentar suas famílias!!!
    Vergonha, vergonha!!

  3. É melhor fazer greve e fica sem trabalha um dia
    do que nunca trabalha e ficar igual ao G20 que não
    trabalha e fica na Emasa arquitetando maracutaias.

  4. Qualquer funcionário tem direito de fazer greve . Mas acho que todo grevista deveria pensar na população que nada tem haver com a situação , e na verdade sofre diretamente as consequencias dessas paralizações

  5. Qualquer funcionário tem direito de fazer greve . Mas acho que todo grevista deveria pensar na população que nada tem haver com a situação , e na verdade sofre diretamente as consequencias dessas paralizações . Reivindique seus direitos encomodando apenas quem pode resolver o problema, ou seja , o chefe, o direitor , qualquer porra dessa .

  6. Esta pratica de estimular sindicatos pelegos (comprados)ja virou moda no governo de AZEVEDO,ele ja comprou Tote do SINDSERV e agora manipulou o surgimento deste sindicato formado por pessoas ligadas a diretoria da EMASA.Na cidade de Itabuna o caus foi decretado com a sociedade itabunense deu poderes a uma pessoa mal acessorada e cercada de pessoas de pessima indole.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top