skip to Main Content
10 de abril de 2020 | 06:53 am

JOGO DURO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Não há crise para o mercado chocolateiro, mas é impressionante como as indústrias moageiras instaladas em Ilhéus e Itabuna endureceram as negociações salariais. A Delfi Cacau (Nestlé) não ofereceu melhor contraproposta aos empregados e manteve a ‘oferta’ inicial de pouco mais de 3% de reajuste. Ontem, a Cargill ofereceu 5,45% e mais 80% do salário como participação nos lucros e resultados. E nadinha de reajuste no tíquete-alimentação.

Do outro lado da mesa, os trabalhadores, representados pelo Sindicacau, querem 12% de aumento. Na Cargill, novas rodadas de negociações estão previstas para os dias 16 e 17.

Esta publicação possui 0 comentários

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top